• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 72
  • 48
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 124
  • 46
  • 32
  • 32
  • 32
  • 32
  • 32
  • 27
  • 25
  • 22
  • 20
  • 18
  • 17
  • 15
  • 14
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Sistema de estacionamiento inteligente para bicicletas urbanas

Martínez Moya, Catalina January 2017 (has links)
Memoria para optar al título de Diseñadora Industrial
2

Diseño y puesta en marcha de un plan de desarrollo para un emprendimiento: Bicipunto

Casas Salazar, Jesús Manuel January 2013 (has links)
Ingeniero Civil Industrial / El ciclismo urbano estos últimos años se ha ganado un lugar en el transporte de la ciudad, como una manera limpia, económica y saludable de trasladarse. Si bien en Santiago, no existen datos completos y actualizados del aumento real de los viajes en bicicleta, las proyecciones y estimaciones dan cuenta de esta nueva realidad de la capital: la cantidad de viajes en este medio de transporte se está duplicando cada cinco años y se estima que hoy se realizan más de un millón de viajes diarios en la capital. Bicipunto nace como un actor privado que busca integrar la bicicleta a la vida cotidiana de las personas. ¿Cómo lo hace?, a través de productos de calidad y servicios innovadores, que apuntan a resolver una serie de inconvenientes que los ciclistas urbanos deben enfrentar día a día. La empresa tiene 3 áreas de negocio: una de Diseño y Fabricación de Infraestructura para Ciclistas que apunta especialmente al diseño y construcción de estacionamientos o bicicleteros fijos (permanentes). La segunda área es la de Gestión de Guarderías de Bicicletas; el principal servicio acá es Bicipunto Móvil, una completa guardería de bicicletas para eventos masivos o simplemente para lugares donde exista demanda por estacionar bicicletas, pero en donde no se pueden fijar al suelo los bicicleteros. La tercera área de negocio corresponde a la Venta de Bicicletas, Partes y Accesorios para pedalear por la ciudad. Del estudio de mercado se tiene que el tamaño del área de Venta de Bicicletas y Accesorios (aproximadamente USD $143 millones) es enorme comparado con las otras dos, pero, a su vez, presenta una competencia muy fuerte por la gran cantidad de importadoras y tiendas que existen. En las otras áreas, hay poca o casi nula competencia, pero sin embargo, son mercados muy jóvenes y existe un alto nivel de incertidumbre respecto a la demanda. De todas formas, lo más atractivo de la primera área es su potencial de mercado cercano los USD $142 millones en comparación con el mercado de gestión que tiene un potencial superior a los USD $1,2 millones por año. Se diseñaron los modelos de negocios para cada una de las tres áreas usándose el método Business Model Canvas y basándose en la experiencia que ha dado la puesta en marcha de la empresa, en donde, hasta ahora se ha podido interactuar con diversos proveedores y clientes a los cuales se les ha vendido productos y servicios. Se evaluó el negocio en un horizonte de 5 años desde la fundación de la empresa y con una tasa de descuento de un 17,1% resultó ser un proyecto conveniente (con y sin deuda) con un valor presente neto cercano a los CLP $70 millones, para el proyecto financiado en un 60% con un crédito CORFO.
3

Plinto de impulso para acrobacias en bicicleta: un generador de desafíos para la práctica de BMX freestyle

Catalán Avendaño, Felipe Rodrigo January 2012 (has links)
Diseñador Industrial / No autorizada para ser publicada en el Portal de Tesis Electrónicas de la U. de Chile
4

Bicializaciones : herramienta para la visualización de la percepción sensorial de un entorno recorrido en bicicleta

Rojas Ramírez, Aranza January 2016 (has links)
Memoria para optar al título de Diseñadora Gráfica / En la actualidad el ser humano se encuentra cada vez más ensimismado en su rutina diaria, en los aparatos tecnológicos y en su individualidad, provocando un aislamiento entre éste, su entorno y el resto de los seres vivos. Por consiguiente, la motivación del presente proyecto nace ante la necesidad de reivindicar y recuperar el vínculo existente entre el ser humano y dicho entorno, a través del reconocimiento de las sensaciones y percepciones que éste último provoca en el individuo. Lo anterior será realizado mediante la creación de una herramienta para visualizar gráficamente las diferentes percepciones sensoriales provocadas por aquello que rodea al ser humano al efectuar un recorrido en bicicleta. El producto resultante de este proyecto, ha sido confeccionado para poder ser utilizado en base a cualquier ruta o recorrido de cualquier zona geográfica, siendo la provincia del Marga Marga su ejemplo de aplicación.
5

Barreiras e facilitadores para o uso de bicicleta em adultos na Cidade de Curitiba : um estudo com grupos focais

Camargo, Edina Maria de January 2012 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Rodrigo Siqueira Reis / Dissertaçao (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Educaçao Física. Defesa: Curitiba,09/03/2012 / Bibliografia: fls. 75-78 / Área de concentraçao: Exercício e esporte / Resumo: O objetivo da presente dissertação foi compreender as barreiras e os facilitadores para utilização da bicicleta em adultos residentes na cidade de Curitiba/Paraná, nos seguintes padrões de uso: lazer, deslocamento e como estilo de vida. Foi realizado uma revisão sistemática, cujo objetivo foi analisar as evidências disponíveis na literatura acerca das barreiras e facilitadores para o uso da bicicleta no lazer e como forma de deslocamento em adultos. A busca foi realizada nas principais bases indexadoras de artigos (Pubmed, Science Direct, Web of Science, Scielo e Lilacs), com artigos publicados entre 2000 e 2011. Utilizou-se como descritores os termos: barreiras, percepção de barreiras, facilitadores, ciclismo e bicicleta; e seus correspondentes na língua inglesa (barriers, perceived barriers, facilitators, cycling, bicycle, bicycling). Após análise dos critérios de inclusão foram selecionados 8 (oito) artigos, desses, dois utilizaram a técnica de grupos focais e os demais levantamentos transversais por meio de questionários. Os estudos foram publicados na América do Norte (3 Estados Unidos), Europa (1 Espanha, 1 Bélgica, 1 Àustria, 1 Holanda) e Oceania (1 Austrália). O uso da bicicleta foi investigado no lazer e no deslocamento, tendo como maior barreira a dimensão "ambiente físico" (falta de ciclovias, falta de vestiários, falta de segurança) e como facilitador mais relatado a dimensão "culturais sociais" (apoio da família, apoio dos amigos, possuir companhia) e "ambiente físico". As evidências da literatura sugerem que a compreensão de barreiras e facilitadores para o uso da bicicleta podem contribuir no desenvolvimento de intervenções, o que pode aumentar o número de usuários. E que barreiras e facilitadores sofrem alteração de acordo com a população investigada. Para compreender as barreiras e os facilitadores para o uso da bicicleta em adultos na cidade de Curitiba/Paraná, foi utilizado a técnica de grupos focais e investigado adultos (50% mulheres), com idade entre 18-65 anos, usuários de bicicleta nas dimensões lazer e deslocamento e ainda, usuários ativistas. Foi formado 6 grupos focais, sendo 2 grupos lazer (homem e mulher), 2 grupos deslocamento (homem e mulher) e 2 grupos ativistas (homem e mulher). O gereciamento e a interpretação dos dados foi realizado com a ajuda da ferramenta Atlas.ti, um software que facilita a interpretação dos relatos. Os resultados demonstraram que os fatores de influência (positivos e negativos) para o uso da bicicleta sofrem alteração de acordo com a população investigada Na pesquisa com grupos focais o maior número de relatos, em sua totalidade, pertenceu ao aspecto negativo (58%), entre esses, a dimensão mais citada foi o "Ambiente Físico" com 69% dos relatos, seguido das dimensões "Psicológicos, Emocionais e Cognitivos" (15%) e "Culturais Sociais" (14%). O ambiente físico revelou-se uma das maiores barreiras para o uso da bicicleta em adultos da cidade de Curitiba, tendo como principais fatores de influência negativa, a "Falta de Segurança" com 22,4% e a "Falta de Ciclovia" com 14,1%. Em relação aos aspectos positivos as dimensões tiveram as seguintes proporções:"Ambiente Físico" com 36% dos relatos, seguido das dimensões "Psicológicos, Emocionais e Cognitivos" (34%) e "Culturais Sociais" (30%), em sua totalidade. Tendo como fatores de influência positiva mais citados, o"Bem estar" com 19,8% e o "Apoio da Família" com 10,2%. Os fatores de influência sofrem uma pequena alteração de acordo com o gênero e o padrão de uso. Já as dimensões que estes fatores estão incluídos são semelhantes em todos os grupos. Os resultados obtidos são importantes para uma melhor compreensão do uso da bicicleta e sugerem as dimensões em que as intervenções devem ser desenvolvidas, para que seja possível aumentar o número de adultos usuários de bicicleta no lazer e no deslocamento. Concluise que independente da cultura, barreiras e facilitadores precisam ser investigados para que seja possível aumentar o número de adultos usuários de bicicleta no lazer e no deslocamento. / Abstract: The aim of this thesis was to understand the barriers and facilitators to bicycling among adults living in the city of Curitiba/Paraná, in the following usage patterns: leisure, travel and as a lifestyle. This dissertation is composed by two main studies, a review and an original. At first, we performed a systematic review, which analyzed the available evidence in the literature about barriers and facilitators for the use of bicycles as leisure or means of transportation in adults. We conducted a search for articles in indexing databases (Pubmed, Science Direct, Web of Science, Scielo and Lilacs), with articles published between 2000 and 2011. We used the following terms as descriptors: barriers, perceived barriers, facilitators, cycling, bicycling and bicycle as well as the corresponding in English. After analyzing the inclusion criteria, 8 (eight) articles were selected, of which two used the technique of focus groups and the others used questionnaires. The studies were published in North America (3 U.S.), Europe (1 Spain, 1 Belgium, 1 Austria, 1 Netherlands) and Oceania (1 Australia). The cycling was researched in leisure and means of transportation and the biggest barrier found was the "physical environment" (lack of bike lanes, lack of changing facilities, lack of security) and reported as a facilitator over the dimension "social culture" (family support, support of friends, companionship) and "physical environment". The evidence from the literature suggests that the understanding of barriers and facilitators to the use of bicycles can contribute to the development of interventions that increase the number of users and that such barriers and facilitators suffer changes according to the population investigated. In the second study, we used the technique of focus groups with the aim of understanding the barriers and facilitators to the use of bicycles in adults in the city of Curitiba/Paraná. We investigated adults (50% women) aged 18-55 years, users of bicycle in leisure time and commuting dimensions and also activist users. Six focus groups were formed: two leisure groups (male and female); two commuting groups (male and female); and two activist groups (male and female). We applied the content analysis to interpret qualitative data, with the help of the tool Atlas.ti, a software that facilitates the management and interpretation of reports. The results showed that the factors of influence (positive and negative) for the use of bicycles undergo changes according to the population investigated. In the focus group research, the greatest number of reports had a larger number of negative aspects (58%) and among those, the most often cited was the "physical environment" with 69% of the reports, followed by the dimensions "psychological, emotional and cognitive" (15%) and "social culture" (14%). The physical environment has proven to be one of the biggest barriers to bicycle use among adults in the city of Curitiba. The main negative influence is the "lack of security" with 22,4% and "lack of bike lanes" with 14,1%. Regarding the positive dimensions were the following proportions: "physical environment" with 36% of the reports, followed by the dimensions "psychological, emotional and cognitive" (34%) and "social culture" (30%). The most frequently cited positive influence were "wellness" with 19,8% and "family support" with 10,2%. The influencing factors undergo a small change according to gender and usage pattern. The dimensions of these factors are similar in all groups. The results are important for a better understanding of bicycle use among adults in the city of Curitiba and the dimensions suggest that interventions should be developed so that you can increase the number of adults who bike for leisure and means of transportation. We conclude that regardless of cultures, barriers and facilitators need to be investigated so that you can increase the number of adults who bicycle for leisure and as means of transportation.
6

La bicicleta como soporte gráfico: — La personalización de la gráfica aplicada a bicicletas

Fattori Durán, Enzo Cesar Adolfo January 2009 (has links)
La bicicleta, medio de movilización ecológica y económica, que siempre ha sido famoso, pero que en la actualidad ha tomado una importancia extrema, con la mayor conciencia ecológica de la sociedad actual. En la industria de la bicicleta, existen muchas empresas que la fabrican, muchos eventos deportivos, mucho dinero y sobre todo, mucha tecnología detrás de este objeto. Esta irrupción de la grafica ha llevado a que la bicicleta se transforme en un soporte de comunicación visual, se le abrió las puertas a la expresión de los consumidores, a sus necesidades y gustos por comunicarse a través de gráficas, y ven la bicicleta como el soporte donde se es posible plasmar simbolismos, ideas, identidades e incluso causas sociales, la bicicleta avanza al ritmo de una sociedad predominantemente visual. Este proyecto desea mostrar este suceso, creando una discusión sobre este tema, dar a conocer que la bicicleta es un soporte valido gráficamente hablando, donde, con nuestra profesión podemos intervenir de una forma pensada, técnica, profesional y detallada; mostrar que al crear una identidad corporativa en esta industria, no solo se piensa en la papelería, sino que la imagen total de la empresa (desde las bicicletas, pasando por la página web y el catálogo, llegando a la tarjeta de presentación de un vendedor) se perciba como una unidad, que la gráfica ayude a consolidar y validar a un fabricante de bicicletas como exclusivo y creador de algo tan personal como es la bicicleta para una gran mayoría de la gente. El presente proyecto trata a la bicicleta, por un lado, como soporte gráfico, pero también como un medio de expresar ideas ajenas a la construcción y utilización de una bicicleta. Ahora, andar en bicicleta, es algo más que darle vueltas al pedal, es sentirla propia, es sentirla única, es parte de mi yo, habla y se expresa por mí, muestra una parte de mi, en las calles, en los senderos, allá afuera, en la ruta.
7

Pedalar

Hempkemeyer, Sheila January 2016 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2016. / Made available in DSpace on 2017-01-31T03:12:34Z (GMT). No. of bitstreams: 1 343747.pdf: 115032980 bytes, checksum: 74d12c88f2c32f6ce59e2bf601c2390a (MD5) Previous issue date: 2016 / A pretensão desta peça dissertativa é contar histórias singulares sobre seres pedalantes para além do concreto urbanístico. Ouvi-las, descobri-las, colecioná-las, tecendo olhares sobre a bicicleta na/e a cidade. A pesquisa discute algumas formas de subjetivação contemporânea, estratégias de reexistência e expressão, vendo a educação enquanto acontecimento dinâmico e permanente. Enxerga na bicicleta um potencial educativo e ambiental, apoiando-se nos Estudos Culturais e contribuições coletivas costuradas pelos referenciais teóricos que escolhemos e pelos múltiplos encontros "pedalísticos". Tem por objetivo refletir sobre olhares e narrativas que produzem e são produzidas a partir do encontro entre pessoas e bicicletas, enquanto corpo pedalante nesta relação bicicleta-cidade. Como isso as/os afeta? Que experiências são produzidas? Um estudo que atravessa estes corpos híbridos para além do simples ato de pedalar, potencializando narrativas ficcionais e suas inventividades expressas na página do facebook "Seres Pedalantes", criada a partir da imersão etnográfica a fim de coletar e disparar outras histórias e olhares sobre o tema proposto. Uma metodologia tecida no fazer cotidiano da pesquisa. Através do inventário de imagens e narrativas, analisa os efeitos educativos da bicicleta na vida das pessoas. Pensando a cidade enquanto mudança cotidiana acontecendo através do olhar e do sentir pedalante, relacionando o ambiente e a dinâmica destes corpos que pedalam, tecendo múltiplas afetações estéticas, poéticas, políticas, abrindo brechas para refletir os acontecimentos cotidianos. O movimento dos pedais e as engrenagens rodando na bicicleta, no ato de pedalar, pode ser proporcional ao movimento almejado na urbe. Um lugar que permita deslocamentos mais sensíveis, lentos e intensos. Neste encontro, permeados de afetos e aprendizagens modificam ambientes. O trabalho discute ainda os movimentos de pesquisa e seus efeitos em quem pesquisa e é pesquisado(a).<br> / Abstract : The pretension of this dissertative play is telling singular stories about pedaling beings, for further than the urbanistic concrete. Hear them, discover them, collect them, providing other consideration about the bicycle in the/and the city. The research discusses some ways of contemporary subjectivation, strategies of re-existence and expression, seeing education as a dynamic and permanent event. It sees in the bicycle its educative and environmental potential, supporting itself in the Cultural Studies and in the collective contributions which are connected by theoretical references that have been chosen and by the multiple "pedalistic" meetings. Having as aim reflect about outlooks and narratives that produce and are produced from the meeting among people and bicycles, as pedaling body in this relation bicycle-city. How does it affect them? What experiences are produced in this relation? A study that crosses these hybrid bodies for further of the simple act of pedaling, potentiating fictional narratives and their inventiveness expressed in facebook page "Seres Pedalantes" created from the ethnographic immersion to collect and shoot other stories and perspectives on the theme. Making methodology in the daily tasks of the research. Through the inventory of images and narratives, it analyzes the educative effects of the bicycle in people? lives. Think this city as daily change happening through the outlook and the pedaling feeling, relating the environment and the dynamic of these bodies that pedal, making multiple aesthetic, poetic and political affectations, opening spaces to reflect the daily events. The pedals? movement and the gears rounding in the bicycle, in the act of pedaling, can be proportional to the aimed movement in the city. A place that allows more sensible, slower and more intense displacements. In this meeting, permeated by affections and learnings change environments. The work still discusses research movements and its effects on who researches and who is researched.
8

Análise do comportamento de viagens dos usuários de bicicleta em área rural : estudo de caso em área rural de Teresina. / Analysis of travel behaviour of bike users in rural area : case study in rural area of Teresina

Leite, Poliana de Sousa 18 July 2011 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Transportes, 2011. / Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2012-04-26T12:23:34Z No. of bitstreams: 1 2011_PolianadeSousaLeite.pdf: 1783048 bytes, checksum: cb23d39866ef250503fb2ced3d9cebfd (MD5) / Approved for entry into archive by Jaqueline Ferreira de Souza(jaquefs.braz@gmail.com) on 2012-04-27T13:58:02Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_PolianadeSousaLeite.pdf: 1783048 bytes, checksum: cb23d39866ef250503fb2ced3d9cebfd (MD5) / Made available in DSpace on 2012-04-27T13:58:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_PolianadeSousaLeite.pdf: 1783048 bytes, checksum: cb23d39866ef250503fb2ced3d9cebfd (MD5) / O estudo apresenta uma análise do comportamento de viagens dos usuários de bicicleta em área rural, fundamentado em dois modelos conceituais de comportamento de viagem, um de Van Acker et al (2008) e outro voltado para estudo do comportamento de viagem ativa, de Burbidge e Goulias (2008). O objetivo é identificar os fatores que influenciam o usuário de bicicleta, o padrão de comportamento e distribuição espacial de viagens em área rural de forma que esse conhecimento possa subsidiar políticas públicas direcionadas a esse grupo. A análise foi feita em área rural de Teresina, capital do Piauí, no povoado denominado Fazenda Soares, baseando-se na identificação dos atributos locais referentes às variáveis definidas pela própria metodologia. Após as análises dos dados coletados pode-se perceber que a cultura tem forte influência no uso de bicicleta, sendo os fatores físicos como clima e topografia, pouco influentes. A análise também permitiu que fossem identificadas características comuns nos perfis dos usuários de bicicleta na área estudada como sexo masculino com ocupação em atividades agrícolas e idade entre 20 e 40 anos, mas essa constatação não pode ser generalizada a todas as áreas rurais, pois apenas demonstra a homogeneidade da população naquela localidade. Além disso, constatou-se que os fatores de influência podem variar dependendo das características econômicas e espaciais da área rural e quanto à região do país onde está localizada. E ainda, que existem diferenças entre o comportamento de viagens dos ciclistas am área urbana e em área rural, como por exemplo, a influência de fatores de segurança quando se trata de trânsito e infraestrutura. _____________________________________________________________________________ ABSTRACT / This study presents an analyzing of the travel behavior of bicycle users, based on two conceptual models of travel behavior, one of Van Acker et al (2008) and the other turned to the study of active travel behavior, of Burbidge and Goulas (2008). The goal is identify factors that influence the bike users, the pattern of behavior and spatial distribution of trips in rural areas so that this knowledge can support public policies directed to this group. The analysis was applied in a rural area of Teresina, capital of Piauí, in the village called Fazenda Soares, based on the identification of the local attributes related to variables defined by the methodology itself. After analysis of the data collected can be seen that the culture has a strong influence on the use of cycling, and physical factors such as climate and topography, some influential. The analysing also allowed them to be identified common features in user profiles cycling in the study area as male, employed in agricultural activities and age between 20 and 40 years, but this finding can´t be generalized to all rural areas, it only demonstrates the homogeneity of the population in that area. Moreover, it was found that the factors of influence may vary depending on the spatial and economic characteristics of rural areas and to the region of the country where it is located. And yet, there are differences among the travel behavior of cyclists in urban and in rural areas, such as the influence of security when it comes to traffic and infraestructure.
9

Praça de bolso do ciclista de Curitiba/PR : idealização, cotidiano e o uso da bicicleta como forma de contestação

Santana, Daniella Tschöke January 2016 (has links)
Orientador : Proªf. Drª. Simone Rechia / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Defesa: Curitiba, 24/02/2016 / Inclui referências : f. 154-160 / Área de concentração: Exercício e esporte / Resumo: Esta pesquisa tematiza um espaço público localizado na cidade de Curitiba/PR, a Praça de Bolso do Ciclista (PBC). A praça é "de bolso", pois apresenta 127m² de área e é também designada "do ciclista", pois foi idealizada por um grupo de cicloativistas da cidade, grande parte integrantes da Associação de Ciclistas do Alto Iguaçu (CicloIguaçu). Sendo assim, esta pesquisa teve como objetivo elucidar os processos que envolveram a implementação da Praça de Bolso do Ciclista, buscando desvendar igualmente as formas de apropriação da praça e sua relação com as experiências no âmbito do lazer. Trata-se de um estudo de caso de cunho qualitativo que pretendeu: (1) caracterizar o processo de planejamento e construção da Praça de Bolso do Ciclista em Curitiba; (2) verificar a relação entre poder público e sociedade civil no processo de implementação da PBC; (3) analisar as formas de apropriação da PBC por seus usuários, com o intuito de verificar quem dela se apropria, como o fazem, em quais momentos; (4) apontar os possíveis impactos da sua construção para a região do entorno, a partir das experiências de lazer na cidade, com enfoque nas práticas corporais. Foram utilizados como instrumentos metodológicos: documentos de diversas fontes, observações registradas em diário de campo, registros fotográficos e entrevistas semi-estruturadas. Os dados advindos das diferentes fontes e métodos foram reunidos, sistematizados e triangulados. Destaca-se que a PBC foi fruto de uma parceria entre poder público e comunidade, representada pela CicloIguaçu. O poder público esteve aberto ao diálogo, ajudou no projeto inicial e disponibilizou parte dos materiais, mas a praça foi construída pela própria comunidade em regime de mutirões, que aconteceram nos finais de semana e duraram cerca de cinco meses. Suas formas de apropriação vêm se mostrado controversas, pois ao mesmo tempo em que abriga atividades culturais e de lazer diversificadas, é palco de ações de depredação, de consumo exacerbado de bebidas alcoólicas e de realização de práticas ilícitas, como o tráfico de drogas. A PBC gerou impactos para a região do entorno, principalmente atraindo mais pessoas a circular pelo local. Com todas as controvérsias decorrentes das suas formas de apropriação, a construção da PBC foi um movimento que concretizou uma possibilidade do reviver a e na cidade. Mais do que a objetiva construção deste espaço de lazer, a iniciativa da implementação da PBC está imbuída de valores agregados, tais como evidenciar a importância dos ciclistas e dos benefícios trazidos pela locomoção por bicicleta, mas também promover a intensificação do seu uso e alertar para a segurança necessária no trânsito, romper com a individualização crescente a partir da dimensão comunitária e seu agir efetivo; chamar a atenção para a humanização e democratização da cidade. A prática corporal do uso da bicicleta influencia a percepção do meio urbano pelo ciclista, a partir de uma maior sensibilidade ao ambiente da cidade. Foi, nesse caso, o "vetor" que alavancou o movimento de idealização e construção da PBC, considerado uma ação no âmbito do lazer enquanto prática de liberdade. / Abstract: This research discusses a public space located in the city of Curitiba/PR, the "Praça de Bolso do Ciclista" (PBC) (rider's pocket square). Is a pocket square because it presents 127m ² of area and is also called "the rider's", because it was conceived by a group of cycle activists of the city, most members of the Association of Cyclists do Alto do Iguaçu (CicloIguaçu). Therefore, this research aimed to elucidate the processes involving the implementation of the PBC, seeking to unravel the forms of appropriation of the square and its relation to the experiences in the context of leisure. This is a case study, of qualitative nature that aimed to: (1) characterize the process of planning and construction of the PBC in Curitiba; (2) verify the relationship between public authorities and civil society in the implementation process of the PBC; (3) analyse the forms of appropriation of the PBC for its users, in order to verify those who appropriates, how they do, in which moments; (4) point out the possible impacts of its construction to the surrounding region, from the experiences of leisure in the city, with focus on bodily practices. Were used as methodological tools: documents from various sources, journaled field observations, photographic records and semi-structured interviews. The data from the different sources and methods were collected, systemized and triangulated. Points out that the PBC was the result of a partnership between public authorities and the community, represented by the CicloIguaçu. The Government was open to dialogue, helped in the initial project and donating part of the materials, but the square was built by the community itself under joint efforts, which took place on the weekends and lasted about five months. Its forms of use have been shown as controversial, because while it houses cultural and leisure activities, is also suffer with depredation, exaggerated consumption of alcoholic beverages and illegal practices, such as trafficking in drugs. The PBC generated impacts to the surrounding region, mainly attracting more people to circulate through the site. With all the controversies arising out of their forms of use, the construction of the PBC was a movement that achieved a possibility of reviving the and in the city. More than the lens construction of this leisure space, the implementation of PBC is imbued with aggregate values, such as highlighting the importance of the cyclists and the benefits brought about by getting around by bicycle, but also promote the intensification of its use and alert to the necessary safety in traffic, break with the individualization growing from the Community dimension and their effective action; draw attention to the humanization and democratization of city. The practice of cycling body influences the perception of the urban environment by the cyclist, from a greater sensitivity to the environment of the city. It was, in this case, the "vector", which boosted the movement of idealization and construction of PBC, considered an action within the framework of leisure while practice of freedom.
10

A influência da infraestrutura cicloviária no comportamento de viagens por bicicleta / The influence of the cycle infrastructure in the cycling travel behavior

Araújo, Fabíola Guedes 02 1900 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 2014. / Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2014-05-06T15:42:27Z No. of bitstreams: 1 2014_FabiolaGuedesAraujo.pdf: 5740499 bytes, checksum: b74eaa6542f8237f4937c2a722d158af (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2014-05-16T15:06:08Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_FabiolaGuedesAraujo.pdf: 5740499 bytes, checksum: b74eaa6542f8237f4937c2a722d158af (MD5) / Made available in DSpace on 2014-05-16T15:06:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_FabiolaGuedesAraujo.pdf: 5740499 bytes, checksum: b74eaa6542f8237f4937c2a722d158af (MD5) / A bicicleta é o único veículo cuja aquisição é acessível a todas as classes sociais, contribui para a melhoria da saúde do usuário, não polui o ambiente e não requer combustível. No Brasil, apesar da lei garantir o direito à infraestrutura urbana e ao transporte, esse modo ainda não recebeu o tratamento adequado ao papel que desempenha e, por não ser prioridade, resulta em exclusão social, riscos e desrespeito com os usuários. O sistema cicloviário faz parte de sistemas maiores; o sistema de transportes e o próprio sistema urbano. Dessa forma este trabalho teve como objetivo analisar o comportamento de viagens por bicicleta na cidade de Ceilândia – DF, identificando o perfil do usuário e quais os fatores influenciam na escolha pelo modo. Para isso, realizou-se pesquisa de campo com aplicação de formulário para entrevista com os ciclistas. O método utilizado envolve basicamente cinco etapas: (i) delimitação e caracterização da área de estudo; (ii) definição da amostra; (iii) levantamento de dados; (iv) tabulação dos dados; e, (v) análise descritiva dos dados obtidos. Foram entrevistados 200 ciclistas. Dentre os principais resultados obtidos pode ser observado que a maioria dos usuários é do sexo masculino, está na faixa etária entre 30 a 50 anos e a escolaridade raramente ultrapassa o ensino médio. Entre os fatores que contribuem para a escolha da bicicleta, destaca-se a presença de ciclovia e a prática do esporte ou benefício para a saúde. Além disso, a pesquisa de campo possibilitou a coleta de outros fatores que influenciam negativamente o uso da bicicleta e que não estavam no formulário, como o roubo de bicicletas e a presença de muitos pedestres nas ciclovias. Concluiu-se que a construção das ciclovias na cidade de Ceilândia atraiu poucos “novos” usuários da bicicleta, mas atraiu muitos usuários que utilizavam as ruas dividindo o espaço com os modos motorizados aumentando o risco de conflitos e acidentes. Esses resultados servem de subsídio para tomadores de decisão na definição de estratégias que visem incentivar o uso da bicicleta. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The bicycle is the only mode of transport whose acquisition is accessible to all social classes, that contributes to the improvement of its user’s health, that does not pollute and doesn’t require fuel. In Brazil, despite the rights to urban infrastructure and to transportation being ensured by law, this mean of transportation has not received treatment adequate to its role. Because it is not a priority in public transportation policies, it results in social exclusion, risks and disrespect to its users. The cycle infrastructure is part of larger systems: the transportation and the urban systems. In that manner, this work’s objective was to evaluate the cycling travel behavior in the city of Ceilandia, DF, identifying the users’ profile ad which were the factors influencing their choice for this transportation mode. A field survey was conducted with the application of a questionnaire to interview cyclists. The method utilized encompass five steps: (i) characterization and delimitation of the study area, (ii) definition of the sample, (iii) data collection, (iv) data tabulation and (v) descriptive analysis of the data. Two hundred cyclists were interviewed. Among the main found results, one can observe that majority of users are males in ages of 30 to 50 years old and education level rarely exceeds high school degree. Among the factors that contribute to the choice of bicycle as a transportation mean, the presence of a designated bike lane, its use for sport’s practice and the health benefits stand out in the results. In addition, the research also allowed the collection of other factors that influence negatively the use of bicycles and that were not in the questionnaire, such as theft and the large number of pedestrians utilizing the cycle lanes. In conclusion, the construction of cycle lanes in the city of Ceilandia attracted few “new” bicycle users, but attracted many users that were previously sharing the roads with motorized vehicles increasing the risk of conflicts and accidents. These results will serve as subsidy for decision makers in the definition of strategies that aim to incentivize the use of bicycles.

Page generated in 0.0849 seconds