Return to search

A face neodesenvolvimentista do Estado brasileiro : o falseamento da "questão social" /

Orientador: Maria Orlanda Pinassi / Banca: Terezinha Ferrari / Banca: Frederico Daia Firmiano / Resumo: A inclinação política e econômica realizada pelos governos liderados pelo Partido dos Trabalhadores, denominada neodesenvolvimentista é o objeto deste trabalho. O objetivo é identificar os impactos do modelo sobre os trabalhadores. Em caminho oposto ao trilhado pelos defensores do conceito - que insistem em divulgar números de empregos criados, aumento do salário mínimo, políticas sociais e estratégias que visam impulsionar o crescimento econômico -, partimos do entendimento de que o modelo neodesenvolvimentista emerge em um cenário de crise estrutural do capital que tem como consequência o desemprego industrial e a perda da potencialidade civilizadora que caracterizou o capital após a Segunda Guerra em países da Europa ocidental. A ilusão de se resolver a "questão social" que afeta a maior parte da população brasileira a partir da intensificação das relações capitalistas é revelada, neste texto, quando percebemos a predominância dos resultantes da crise estrutural, a permanência de um Estado autocrático e de um projeto político-institucional que visa reduzir as reivindicações dos movimentos populares e dos trabalhadores a políticas públicas e inclusão no mercado por via do consumo. Através desses pressupostos é que podemos sugerir que o neodesenvolvimentismo e sua pretensão social não passam de uma farsa / Abstract: The political and economic inclination made by governments led by the Workers Party, called new-developmentalism is the object of this work. The goal is to identify the model of the impacts on workers. In the opposite way to trod by the concept advocates - who insist on disclosing numbers of jobs created, the minimum wage increase, social policies and strategies to boost economic growth - we start from the understanding that the new-developmentalism model emerges in scenario a crisis structural capital that results in the structural unemployment and loss of civilizing potential that characterized the capital after World War II in Western European countries. The illusion of solving the "social issue" that affects most of the population from the intensification of capitalist relations is revealed in this text, when we noticed the predominance of the resulting structural crisis, the permanence of an autocratic state and a political-institutional project that aims to reduce the demands of the popular movements of workers and the public policies and inclusion in the market via consumption. Through these assumptions we can suggest that the new-developmentalism and social pretension are just a scam / Mestre

Identiferoai:union.ndltd.org:UNESP/oai:www.athena.biblioteca.unesp.br:UEP01-000867707
Date January 2016
CreatorsChaves, Alessandro Rodrigues.
ContributorsUniversidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências e Letras (Campus de Araraquara).
PublisherAraraquara,
Source SetsSao Paulo State University, Sao Paulo - Brazil.
LanguageMultiple languages, Portuguese, Texto em português ; resumos em português e inglês
Detected LanguagePortuguese
Typetext
Format172 f.
RelationSistema requerido: Adobe Acrobat Reader

Page generated in 0.0128 seconds