Return to search

Fluidez de papéis na poética de Emily Dickinson

A presente dissertação visa o estudo da poética de Emily Dickinson sob o ponto de vista da construção e desconstrução de papéis e identidades sexuais. Serão abordadas questões relacionadas com a diferença sexual: sendo a sexualidade feminina negada numa cultura falocrática, bem como o papel de poeta negado à mulher, defender-se-à a correlação entre sexualidade e textualidade, por outras palavras, a afirmação do feminino na ordem do simbólico através da construção de uma sexualidade fluida (não convencional). Por outro lado, defender-se-à a possibilidade de a escrita transcender binarismos, possibilitando a desestabilização das definições de masculinidade/ feminilidade, isto é, a fluidez de papéis.

Identiferoai:union.ndltd.org:up.pt/oai:repositorio-aberto.up.pt:10216/55484
Date January 2010
CreatorsMarques, Mariana da Silva
PublisherPorto : [Edição do Autor]
Source SetsUniversidade do Porto
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
TypeDissertação
Formatapplication/pdf
Sourcehttp://aleph.letras.up.pt/F?func=find-b&find_code=SYS&request=000206360
RightsopenAccess

Page generated in 0.0027 seconds