• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 78
  • 1
  • Tagged with
  • 80
  • 80
  • 41
  • 26
  • 25
  • 21
  • 18
  • 18
  • 16
  • 15
  • 12
  • 12
  • 12
  • 12
  • 11
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Proporcionamento de argamassas para reboco de recuperação

Posser, Natália Dilda January 2004 (has links)
Dentre as diversas manifestações patológicas que são encontradas nas edificações em alvenaria, tem-se a umidade e os sais solúveis como os principais agentes de deterioração dos materiais de construção. No Brasil, os estudos sobre novos materiais e tecnologias construtivas referentes à recuperação de alvenarias que apresentem estas manifestações patológicas ainda são insuficientes. Isto resulta no uso de técnicas e produtos inadequados que podem acarretar maiores danos às edificações. Dentre as diversas técnicas e materiais utilizados para o saneamento das edificações, tem-se a aplicação de revestimentos de argamassas de recuperação como uma solução de fácil aplicação e custo reduzido. Estes revestimentos foram desenvolvidos originalmente na Alemanha e têm sido utilizados há mais de 20 anos na Europa apresentando resultados satisfatórios. Devido à sua elevada porosidade, estas argamassas especiais permitem a cristalização dos sais no interior dos seus poros, sem provocar danos ao revestimento e, por serem impermeáveis à água e permeáveis ao vapor, impedem a entrada da água da chuva permitindo a secagem eficiente do substrato. O objetivo deste trabalho é o desenvolvimento de uma argamassa de reboco de recuperação, utilizando materiais disponíveis no mercado nacional, para ser aplicada em alvenarias contaminadas por umidade e sais de maneira a prolongar a vida útil do revestimento. Como no Brasil não existem recomendações específicas para as propriedades que estas argamassas especiais devem apresentar, este estudo baseou-se nas prescrições do Caderno de Recomendações Alemão WTA 2-2-91 Assim, foram analisadas propriedades no estado fresco (índice de consistência, trabalhabilidade, teor de ar incorporado, massa específica e retenção de água) e endurecido (resistência à compressão, resistência à tração na flexão, absorção de água por capilaridade, altura de penetração de água, massa específica, absorção por imersão, porosidade, resistência aos sais e coeficiente de resistência à difusão de vapor) em 26 diferentes proporções de materiais em argamassas mistas, variando a relação cal/cimento e os teores de aditivo incorporador de ar, hidrofugante e retentor de água, mantendo fixa a relação aglomerante/agregado. Os resultados obtidos neste estudo indicam que uma argamassa 1:0,60: 5,60 (cimento Portland pozolânico: cal hidratada: agregado miúdo), sendo o agregado miúdo composto por 94% de areia quartzosa e 6% de agregado leve, e teores de aditivo incorporador de ar de 1,0% , teor de hidrofugante de 1,0 % e 0,8% de retentor de água, pode ser utilizada como reboco de recuperação para o saneamento de edificações contaminadas por umidade e sais solúveis.
2

Proporcionamento de argamassas para reboco de recuperação

Posser, Natália Dilda January 2004 (has links)
Dentre as diversas manifestações patológicas que são encontradas nas edificações em alvenaria, tem-se a umidade e os sais solúveis como os principais agentes de deterioração dos materiais de construção. No Brasil, os estudos sobre novos materiais e tecnologias construtivas referentes à recuperação de alvenarias que apresentem estas manifestações patológicas ainda são insuficientes. Isto resulta no uso de técnicas e produtos inadequados que podem acarretar maiores danos às edificações. Dentre as diversas técnicas e materiais utilizados para o saneamento das edificações, tem-se a aplicação de revestimentos de argamassas de recuperação como uma solução de fácil aplicação e custo reduzido. Estes revestimentos foram desenvolvidos originalmente na Alemanha e têm sido utilizados há mais de 20 anos na Europa apresentando resultados satisfatórios. Devido à sua elevada porosidade, estas argamassas especiais permitem a cristalização dos sais no interior dos seus poros, sem provocar danos ao revestimento e, por serem impermeáveis à água e permeáveis ao vapor, impedem a entrada da água da chuva permitindo a secagem eficiente do substrato. O objetivo deste trabalho é o desenvolvimento de uma argamassa de reboco de recuperação, utilizando materiais disponíveis no mercado nacional, para ser aplicada em alvenarias contaminadas por umidade e sais de maneira a prolongar a vida útil do revestimento. Como no Brasil não existem recomendações específicas para as propriedades que estas argamassas especiais devem apresentar, este estudo baseou-se nas prescrições do Caderno de Recomendações Alemão WTA 2-2-91 Assim, foram analisadas propriedades no estado fresco (índice de consistência, trabalhabilidade, teor de ar incorporado, massa específica e retenção de água) e endurecido (resistência à compressão, resistência à tração na flexão, absorção de água por capilaridade, altura de penetração de água, massa específica, absorção por imersão, porosidade, resistência aos sais e coeficiente de resistência à difusão de vapor) em 26 diferentes proporções de materiais em argamassas mistas, variando a relação cal/cimento e os teores de aditivo incorporador de ar, hidrofugante e retentor de água, mantendo fixa a relação aglomerante/agregado. Os resultados obtidos neste estudo indicam que uma argamassa 1:0,60: 5,60 (cimento Portland pozolânico: cal hidratada: agregado miúdo), sendo o agregado miúdo composto por 94% de areia quartzosa e 6% de agregado leve, e teores de aditivo incorporador de ar de 1,0% , teor de hidrofugante de 1,0 % e 0,8% de retentor de água, pode ser utilizada como reboco de recuperação para o saneamento de edificações contaminadas por umidade e sais solúveis.
3

Proporcionamento de argamassas para reboco de recuperação

Posser, Natália Dilda January 2004 (has links)
Dentre as diversas manifestações patológicas que são encontradas nas edificações em alvenaria, tem-se a umidade e os sais solúveis como os principais agentes de deterioração dos materiais de construção. No Brasil, os estudos sobre novos materiais e tecnologias construtivas referentes à recuperação de alvenarias que apresentem estas manifestações patológicas ainda são insuficientes. Isto resulta no uso de técnicas e produtos inadequados que podem acarretar maiores danos às edificações. Dentre as diversas técnicas e materiais utilizados para o saneamento das edificações, tem-se a aplicação de revestimentos de argamassas de recuperação como uma solução de fácil aplicação e custo reduzido. Estes revestimentos foram desenvolvidos originalmente na Alemanha e têm sido utilizados há mais de 20 anos na Europa apresentando resultados satisfatórios. Devido à sua elevada porosidade, estas argamassas especiais permitem a cristalização dos sais no interior dos seus poros, sem provocar danos ao revestimento e, por serem impermeáveis à água e permeáveis ao vapor, impedem a entrada da água da chuva permitindo a secagem eficiente do substrato. O objetivo deste trabalho é o desenvolvimento de uma argamassa de reboco de recuperação, utilizando materiais disponíveis no mercado nacional, para ser aplicada em alvenarias contaminadas por umidade e sais de maneira a prolongar a vida útil do revestimento. Como no Brasil não existem recomendações específicas para as propriedades que estas argamassas especiais devem apresentar, este estudo baseou-se nas prescrições do Caderno de Recomendações Alemão WTA 2-2-91 Assim, foram analisadas propriedades no estado fresco (índice de consistência, trabalhabilidade, teor de ar incorporado, massa específica e retenção de água) e endurecido (resistência à compressão, resistência à tração na flexão, absorção de água por capilaridade, altura de penetração de água, massa específica, absorção por imersão, porosidade, resistência aos sais e coeficiente de resistência à difusão de vapor) em 26 diferentes proporções de materiais em argamassas mistas, variando a relação cal/cimento e os teores de aditivo incorporador de ar, hidrofugante e retentor de água, mantendo fixa a relação aglomerante/agregado. Os resultados obtidos neste estudo indicam que uma argamassa 1:0,60: 5,60 (cimento Portland pozolânico: cal hidratada: agregado miúdo), sendo o agregado miúdo composto por 94% de areia quartzosa e 6% de agregado leve, e teores de aditivo incorporador de ar de 1,0% , teor de hidrofugante de 1,0 % e 0,8% de retentor de água, pode ser utilizada como reboco de recuperação para o saneamento de edificações contaminadas por umidade e sais solúveis.
4

Manifestações patológicas observadas em revestimentos de argamassa : estudo de caso em conjunto habitacional popular na cidade de Caxias do Sul (RS)

Segat, Gustavo Tramontina January 2005 (has links)
Os problemas nos revestimentos têm grande representatividade nas manifestações patológicas incidentes nas edificações. Os revestimentos, principalmente das fachadas, são verdadeiros formadores de imagem do imóvel. Ao declínio funcional do revestimento, provocado pelo surgimento de uma manifestação patológica, soma-se um prejuízo de natureza estética e simbólica, causado pela deterioração visual da edificação. O estudo sistemático dos problemas a partir das suas características manifestações patológicas permite um conhecimento mais aprofundado de suas causas e das possíveis medidas de terapia e prevenção. Nesse sentido, o presente trabalho apresenta os resultados de um estudo de caso em conjunto habitacional popular na cidade de Caxias do Sul (RS). Para tal, foram catalogadas no trabalho, a partir de uma revisão bibliográfica, as manifestações patológicas mais freqüentes em revestimentos de argamassa mista de cimento e cal, classificadas com base na sintomatologia aparente. Na inspeção de campo foram levantados dados acerca das manifestações patológicas incidentes nas fachadas externas de 300 sobrados edificados de forma geminada. O estudo contempla exclusivamente as fachadas que remanescem originais ou com repintura, sendo desconsideradas as fachadas com ampliações de área construída. Os dados foram contabilizados por dois diferentes métodos chamados de Incidência e Intensidade, apurando, respectivamente, a freqüência e a quantidade das manifestações nas fachadas. Os resultados obtidos na análise da distribuição geral das manifestações patológicas indicam que as fissuras do tipo disseminadas apresentam maior freqüência e quantidade de ocorrência, tanto nas fachadas originais como naquelas repintadas. Através da análise da distribuição de cada tipologia de manifestação nos diferentes planos de fachada, são identificados os respectivos mecanismos de formação. Aponta os possíveis fatores intervenientes e condicionantes de ocorrência dos problemas patológicos. O estudo classifica ainda as manifestações patológicas incidentes nas fachadas dos sobrados de acordo com a origem, enquadrando-as como decorrentes de falhas de projeto, de execução, de materiais e de utilização.
5

Diagnóstico da produção dos revestimentos de argamassa na cidade de Bento Gonçalves/RS : estudo de caso

Benvegnu, Graziella January 2005 (has links)
Os revestimentos de argamassa são amplamente utilizados nas construções de edificações desempenhando funções importantes, tais como proteção das alvenarias de vedação e acabamento superficial. Entretanto, muitas falhas vêm sendo observadas nos revestimentos de argamassa. O aparecimento de manifestações patológicas nas edificações compromete a estética e o conforto do edifício, ocasionando uma desvalorização do mesmo perante o mercado, aumento na insegurança do usuário e, principalmente, altos gastos financeiros com reparos e manutenção. O objetivo deste trabalho é caracterizar o processo de produção de revestimentos de argamassa, através da realização de um levantamento nas empresas da cidade de Bento Gonçalves/RS. Os principais resultados indicaram uma série de problemas no processo de produção de argamassa devidos, principalmente, a falta de projeto específico, implicando em uma alta variabilidade nas espessuras de revestimentos, nos traços utilizados durante a confecção das argamassas, nos métodos de produção, inclusive dentro de uma mesma obra, e manifestações patológicas em revestimentos recentemente concluídos.
6

Manifestações patológicas observadas em revestimentos de argamassa : estudo de caso em conjunto habitacional popular na cidade de Caxias do Sul (RS)

Segat, Gustavo Tramontina January 2005 (has links)
Os problemas nos revestimentos têm grande representatividade nas manifestações patológicas incidentes nas edificações. Os revestimentos, principalmente das fachadas, são verdadeiros formadores de imagem do imóvel. Ao declínio funcional do revestimento, provocado pelo surgimento de uma manifestação patológica, soma-se um prejuízo de natureza estética e simbólica, causado pela deterioração visual da edificação. O estudo sistemático dos problemas a partir das suas características manifestações patológicas permite um conhecimento mais aprofundado de suas causas e das possíveis medidas de terapia e prevenção. Nesse sentido, o presente trabalho apresenta os resultados de um estudo de caso em conjunto habitacional popular na cidade de Caxias do Sul (RS). Para tal, foram catalogadas no trabalho, a partir de uma revisão bibliográfica, as manifestações patológicas mais freqüentes em revestimentos de argamassa mista de cimento e cal, classificadas com base na sintomatologia aparente. Na inspeção de campo foram levantados dados acerca das manifestações patológicas incidentes nas fachadas externas de 300 sobrados edificados de forma geminada. O estudo contempla exclusivamente as fachadas que remanescem originais ou com repintura, sendo desconsideradas as fachadas com ampliações de área construída. Os dados foram contabilizados por dois diferentes métodos chamados de Incidência e Intensidade, apurando, respectivamente, a freqüência e a quantidade das manifestações nas fachadas. Os resultados obtidos na análise da distribuição geral das manifestações patológicas indicam que as fissuras do tipo disseminadas apresentam maior freqüência e quantidade de ocorrência, tanto nas fachadas originais como naquelas repintadas. Através da análise da distribuição de cada tipologia de manifestação nos diferentes planos de fachada, são identificados os respectivos mecanismos de formação. Aponta os possíveis fatores intervenientes e condicionantes de ocorrência dos problemas patológicos. O estudo classifica ainda as manifestações patológicas incidentes nas fachadas dos sobrados de acordo com a origem, enquadrando-as como decorrentes de falhas de projeto, de execução, de materiais e de utilização.
7

Diagnóstico da produção dos revestimentos de argamassa na cidade de Bento Gonçalves/RS : estudo de caso

Benvegnu, Graziella January 2005 (has links)
Os revestimentos de argamassa são amplamente utilizados nas construções de edificações desempenhando funções importantes, tais como proteção das alvenarias de vedação e acabamento superficial. Entretanto, muitas falhas vêm sendo observadas nos revestimentos de argamassa. O aparecimento de manifestações patológicas nas edificações compromete a estética e o conforto do edifício, ocasionando uma desvalorização do mesmo perante o mercado, aumento na insegurança do usuário e, principalmente, altos gastos financeiros com reparos e manutenção. O objetivo deste trabalho é caracterizar o processo de produção de revestimentos de argamassa, através da realização de um levantamento nas empresas da cidade de Bento Gonçalves/RS. Os principais resultados indicaram uma série de problemas no processo de produção de argamassa devidos, principalmente, a falta de projeto específico, implicando em uma alta variabilidade nas espessuras de revestimentos, nos traços utilizados durante a confecção das argamassas, nos métodos de produção, inclusive dentro de uma mesma obra, e manifestações patológicas em revestimentos recentemente concluídos.
8

Manifestações patológicas observadas em revestimentos de argamassa : estudo de caso em conjunto habitacional popular na cidade de Caxias do Sul (RS)

Segat, Gustavo Tramontina January 2005 (has links)
Os problemas nos revestimentos têm grande representatividade nas manifestações patológicas incidentes nas edificações. Os revestimentos, principalmente das fachadas, são verdadeiros formadores de imagem do imóvel. Ao declínio funcional do revestimento, provocado pelo surgimento de uma manifestação patológica, soma-se um prejuízo de natureza estética e simbólica, causado pela deterioração visual da edificação. O estudo sistemático dos problemas a partir das suas características manifestações patológicas permite um conhecimento mais aprofundado de suas causas e das possíveis medidas de terapia e prevenção. Nesse sentido, o presente trabalho apresenta os resultados de um estudo de caso em conjunto habitacional popular na cidade de Caxias do Sul (RS). Para tal, foram catalogadas no trabalho, a partir de uma revisão bibliográfica, as manifestações patológicas mais freqüentes em revestimentos de argamassa mista de cimento e cal, classificadas com base na sintomatologia aparente. Na inspeção de campo foram levantados dados acerca das manifestações patológicas incidentes nas fachadas externas de 300 sobrados edificados de forma geminada. O estudo contempla exclusivamente as fachadas que remanescem originais ou com repintura, sendo desconsideradas as fachadas com ampliações de área construída. Os dados foram contabilizados por dois diferentes métodos chamados de Incidência e Intensidade, apurando, respectivamente, a freqüência e a quantidade das manifestações nas fachadas. Os resultados obtidos na análise da distribuição geral das manifestações patológicas indicam que as fissuras do tipo disseminadas apresentam maior freqüência e quantidade de ocorrência, tanto nas fachadas originais como naquelas repintadas. Através da análise da distribuição de cada tipologia de manifestação nos diferentes planos de fachada, são identificados os respectivos mecanismos de formação. Aponta os possíveis fatores intervenientes e condicionantes de ocorrência dos problemas patológicos. O estudo classifica ainda as manifestações patológicas incidentes nas fachadas dos sobrados de acordo com a origem, enquadrando-as como decorrentes de falhas de projeto, de execução, de materiais e de utilização.
9

Diagnóstico da produção dos revestimentos de argamassa na cidade de Bento Gonçalves/RS : estudo de caso

Benvegnu, Graziella January 2005 (has links)
Os revestimentos de argamassa são amplamente utilizados nas construções de edificações desempenhando funções importantes, tais como proteção das alvenarias de vedação e acabamento superficial. Entretanto, muitas falhas vêm sendo observadas nos revestimentos de argamassa. O aparecimento de manifestações patológicas nas edificações compromete a estética e o conforto do edifício, ocasionando uma desvalorização do mesmo perante o mercado, aumento na insegurança do usuário e, principalmente, altos gastos financeiros com reparos e manutenção. O objetivo deste trabalho é caracterizar o processo de produção de revestimentos de argamassa, através da realização de um levantamento nas empresas da cidade de Bento Gonçalves/RS. Os principais resultados indicaram uma série de problemas no processo de produção de argamassa devidos, principalmente, a falta de projeto específico, implicando em uma alta variabilidade nas espessuras de revestimentos, nos traços utilizados durante a confecção das argamassas, nos métodos de produção, inclusive dentro de uma mesma obra, e manifestações patológicas em revestimentos recentemente concluídos.
10

Identificação e caracterização das argamassas para revestimento externo utilizadas na cidade de Belém-PA

Mattos, Ludmila Ribeiro da Silva de January 2001 (has links)
O saibro é uma adição mineral utilizada na cidade de Belém-Pa com o objetivo de proporcionar plasticidade às argamassas, sendo utilizado indiscriminadamente e sem critérios técnicos. A ocorrência de fissuras apresenta-se como uma das mais freqüentes manifestações patológicas, sendo muito comum o meio técnico local apontar como principal causa a elevada permeabilidade destas argamassas. Devido ao desempenho insatisfatório apresentado e à ausência de pesquisas na área, tem sido comum a substituição deste material por aditivos químicos plastificantes nas grandes empresas de construção civil. Este trabalho tem o objetivo de caracterizar os materiais e identificar os traços mais utilizados, para o estudo do comportamento das argamassas para revestimentos externos desta cidade. Desta forma, para avaliar o comportamento de argamassas produzidas com saibro e com aditivo incorporador de ar, bem como a influência dos dois tipos de cimento mais usados na região, a análise das argamassas foi realizada através de ensaios no estado fresco (consistência, retenção de água e massa específica) e no estado endurecido (resistência mecânica, massa específica, absorção de água por imersão e por capilaridade). Na busca de alternativas que melhorem o desempenho destas argamassas, também utilizou-se a adição de 10% de sílica ativa, em relação à massa de cimento, em uma argamassa com saibro e em outra argamassa com aditivo químico. Os resultados obtidos indicam que existe influência significativa do tipo de cimento empregado e do teor de saibro, em relação à quantidade total de agregado. A substituição do saibro pelo aditivo químico, assim como a adição de sílica ativa, nem sempre apresentaram bons resultados.

Page generated in 0.0997 seconds