• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 760
  • 6
  • 3
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 772
  • 772
  • 253
  • 243
  • 211
  • 196
  • 196
  • 170
  • 152
  • 151
  • 151
  • 150
  • 131
  • 129
  • 106
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Estudos geofísicos integrados à geologia da bacia hidrográfica do baixo rio Capivari-SP (subgrupo Itararé e intrusivas associadas) / Not available.

Maniakas, Sergio 22 December 1986 (has links)
Esta tese apresenta os resultados de estudos geofísicos e geológicos de superfície e sub-superfície realizados com objetivos hidrogeológicos na Bacia Hidrográfica do Baixo Rio Capivari (SP), na qual afloram rochas sedimentares neopaleozóicas do Subgrupo Itararé e intrusivas básicas associadas, numa área aproximada de 1560 Km² quadrados. Os levantamentos geológicos envolveram a aplicação de uma nova metodologia na pesquisa das rochas sedimentares da região, já efetuamos com sucesso em pesquisas petrolíferas. A aplicação do moderno conceito de sistemas deposicionais da estratigrafia genética para as rochas do Subgrupo Itararé na região permitiu caracterizar essa unidade através do Sistema Costeiro e do Sistema Deltaico. A utilização de métodos geofísicos de superfície teve conseqüências tanto geológicas quanto hidrogeológicas. As sondagens elétricas verticais (SEV) permitiram a elaboração de uma estratificação elétrica regional bem como conduziram à obtenção de uma tendência da distribuição espacial das litologias. Os levantamentos magnetométricos da componente vertical do campo detectaram os corpos de rochas básicas intrusivas, cujo conhecimento é importante para a hidrogeologia, e possibilitaram a eliminação de dúvidas na interpretação das colunas geoelétricas obtidas pelas SEV. Descrições litológicas de amostras e testemunhos de poços e perfilagens geofísicas associadas conduziram a uma interpretação mais segura das colunas geoelétricas através de SEV paramétricas, permitindo também a realização de correlações estratigráficas. Além disso verificou-se estreita correlação entre as litologias e os perfis geofísicos de poços, principalmente no caso do perfil de radiação gama natural. Do conjunto dos levantamentos efetuados concluiu-se que a geofísica contribuiu, dentro do conceito de sistemas deposicionais, para a caracterização das litologias do Subgrupo Itararé, sugerindo que a mesma possa vir a ser aplicada com sucesso em outras regiões dessa complexa unidade estratigráfica. Do ponto de vista hidrogeológico foram definidos os sistemas aqüíferos regionais bem como algumas de suas características hidráulicas. Dados de resistência transversal calculados a partir das SEV foram usados para a elaboração de um mapa de valores dessa grandeza geofísica, e mostraram boa correlação com valores de transmissibilidades hidráulicas. As SEV desempenham assim um importante papel na previsão do comportamento hidrogeológico dos poços que vieram a ser perfurados na região estudada. / This paper presents the results of surface and sub-surface geophysical and geological studies with hydrogeologic objectives in the Hydrographic Basin of the Down Capivari River (SP), in which outcrop neopaleozoic sedimentary rocks of Itararé Subgroup and associated basic intrusives, in an area near 1560 Km². The geological works applicated a new methodology in the research of the regional sedimentary rocks, already applied with success in oil research. The use of the modern concept of depositional systems related with genetic stratigraphy for rocks of Itararé Subgroup in the region allowed the characterization in this unit of the Coastal System and Deltaic System. The use of surface geophysical methods conducted to a new geological and hydrogeological contribution. The vertical electrical souding (VES) permitted a construction of a regional electrical stratification and a spatial distribution of lithologies. The magnetometric works through the measurement of the vertical component of the field, detected the bodies of intrusive basic rocks, this knowledge being important to hydrogeology, and allowed the removal of doubts in the interpretation of geolectric columns given by VES. Lithological descriptions of samples and cores of wells and associated geophysical profiles lead to a better interpretation of the geoelectrical columbs through the use of parametric VES, and permitted also stratigraphic correlations. It was verified, also, a good correlation between lithologies and geophysical well-logs, mainly with the natural gross gama radiation profile. The set of works made permitted the conclusion that geophysics contributed, inside the concept of depositional systems, to the characterization of the lithologies of the Itararé Subgroup, suggesting that the methodology proposed can be applied in other regions of this complex stratigraphic unit. From hydrogeologic point of view were defined the regional aquifer systems and their hydraulic caracteristics. Transversal resistence values calculated from VES were used to make a isovalue map of that geophysical function, and exhibited a good correlation with the hydraulic transmissivity values. The VES have than an important role in the prediction of hydrogeological behavior of wells drilled in the studied region.
2

Transformações biogeoquímicas na bacia hidrográfica do Rio Lis

Vieira, Judite dos Santos January 2007 (has links)
Tese de doutoramento. Ciências da Engenharia. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2007
3

Relação dos indicadores microbiológicos com outros parâmetros limnológicos no rio Corumbataí, SP, no intuito de propor um modelo matemático para gestão ambiental

Palma-Silva, Gina Maria de [UNESP] 29 September 2006 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:32:55Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2006-09-29Bitstream added on 2014-06-13T19:43:46Z : No. of bitstreams: 1 palmasilva_gm_dr_rcla.pdf: 851420 bytes, checksum: 3eb05f386f78b1d2dc6e961b027f5a48 (MD5) / Estudos anteriores demonstraram a necessidade de realizar investigações mais detalhadas quanto à qualidade das águas da cava principal do rio Corumbataí, no trecho após a área urbana do município de Rio Claro até sua foz. Assim, objetivou-se caracterizar a variação espacial e temporal de determinados parâmetros relativos a água e a partir destas utilizar modelos matemáticos para verificar a tendência da contribuição dos mesmos quanto à poluição das águas deste rio. Foram definidos cinco pontos de coletas através de planejamento estatístico, sendo que um deles localizado a montante da área urbana de Rio Claro, serviu como um índice de referência da qualidade das águas antes desta área. Através das metodologias padronizadas determinaram-se: temperatura do ar e da água, pH, oxigênio dissolvido, nitrato, nitrito, turbidez, condutividade, amônia, demanda bioquímica de oxigênio, demanda química de oxigênio, fósforo, cloretos, fluoretos, sulfato, coliformes totais e fecais. Os resultados encontrados após 37 meses de estudos foram tratados estatisticamente e através da metodologia de Box-Jenkins para estimar modelos de séries temporais.Verificou-se através destas análises que houve coerência quanto aos pontos de coletas previamente definidos. O modelo matemático ARIMA foi o mais adequado para o tratamento dos resultados e somente dois parâmetros, oxigênio dissolvido (OD) e pH, foram utilizados para inferir sobre as previsões futuras sobre a qualidade das águas nos pontos de coletas utilizados, por apresentarem grau de aderência mais significativo do que os demais, além de suas próprias importâncias na determinação da qualidade das águas. O trecho mais crítico do rio Corumbataí consiste aquele correspondente desde a área urbana de Rio Claro até o distrito de Assistência, sendo observada uma melhoria da qualidade de suas águas até a ETA do SEMAE no... .
4

Pró-Guaíba: análise do subprograma de manejo e controle da contaminação com agrotóxicos / Pro-Guaíba: analysis of the chemical contamination control and management subprogram

Freitas, Celso de Almeida 14 July 2000 (has links)
Submitted by Marco Antônio de Ramos Chagas (mchagas@ufv.br) on 2017-03-22T13:44:13Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1251572 bytes, checksum: 5f7eb444d3d110da4d0039e9738531b0 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-22T13:44:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1251572 bytes, checksum: 5f7eb444d3d110da4d0039e9738531b0 (MD5) Previous issue date: 2000-07-14 / Este estudo ocupou-se da análise do diagnóstico da contaminação com agrotóxicos da bacia hidrográfica do Guaíba, no Rio Grande do Sul, e das soluções e alternativas dele derivadas para estruturação do sistema de manejo racional dos recursos naturais renováveis, tais como propostas pela EMATER- RS. Objetivou-se ainda discutir, criticamente, suas possibilidades e limitações, buscando sugerir alternativas técnicas e operacionais, com base na crítica da eficácia de algumas das soluções de descontaminação indicadas e de suas respectivas estratégias de implementação. Metodologicamente, foi desenvolvido com base em análise de documentos (programas, subprogramas, diagnósticos, relatórios, etc.), estatísticas, estudo crítico dos argumentos e dos dados do diagnóstico dos recursos naturais renováveis da bacia do Guaíba, bem como da sua proposta de intervenção, tal como apresentada no Subprograma Sistemas de Manejo e Controle da Contaminação com Agrotóxicos. Buscou-se identificar as suas bases teóricas fundamentais e a lógica que presidiu suas conclusões e propostas. A análise, teórica e estatisticamente fundamentada, possibilitou a delimitação das estratégias propostas, por um lado, e a elaboração ou o desenvolvimento de novas alternativas técnicas e operacionais, por outro. / This study analyzes the chemical contamination diagnosis of the Guaíba-RG watershed, as well as the solutions and alternatives proposed for structuring a rational management system of renewable natural resources, as proposed by EMATER-RS. A critical discussion of its possibilities and limitations also aimed to suggest technical and operational alternatives, based on the criticism on the efficacy of some of the solutions presented for de- contamination and their respective implementation strategies. A critical study of the pros and cons and diagnosis data of the Guaiba watershed s renewable natural resources was methodologically developed, based on the analysis of documentation (programs, subprograms, diagnoses, reports, etc.) and statistics, as well as of its intervention proposal, presented under the Chemical Contamination Control and Management Subprogram. Its aim was to identify the underlying basis and rationale guiding its conclusions and proposals. This theoretically and statistically-based analysis not only made it possible to delimit the proposed strategies, but also to elaborate or develop new technical and operational alternatives. / Dissertação importada do Alexandria
5

Por uma genealogia em que a Educação Ambiental é potência na formação dos membros de comitês de bacias hidrográficas

RABELO, D. L. 18 November 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T11:11:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_6397_DENISE LIMA RABELO.pdf: 6220513 bytes, checksum: f8225a7becd77059b025c6ff72c4eaf8 (MD5) Previous issue date: 2011-11-18 / Cabe aos comitês de bacias hidrográficas, conforme disposto nas Políticas Nacional e Estadual de Recursos Hídricos, a gestão dos recursos hídricos na área de abrangência da bacia. Para tanto, a Lei definiu também os principais instrumentos necessários à materialização dessa gestão, a saber: os planos de recursos hídricos, o enquadramento, a cobrança, a outorga e o sistema de informações. Formado por igual número de representantes dos segmentos da sociedade civil organizada, poder executivo e usuários, o comitê é eleito para um mandato que pode variar de dois a quatro anos no estado do Espírito Santo, e atua num ambiente de grande complexidade, uma vez que os instrumentos não estão consolidados. O comitê, enquanto uma comunidade necessita de que saberes para dar conta dessa gestão? Que saberes seus membros trazem para esse espaço de gestão compartilhada e participativa? A pesquisa realizada com o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Guandu, por meio da participação na dinâmica do comitê, de uma conversa com seus membros e da análise documental, procurou a composição de um mapa, em que a cartografia considera o devir e o tempo presente, num platô de pura imanência. A partir de uma compreensão do conhecimento como genealogia, conforme proposto por Foucault, se sugere o acoplamento dos conhecimentos eruditos e das memórias locais, acoplamento que permite a constituição de um saber de lutas e a utilização desse saber nas táticas atuais. Desta forma, a Educação Ambiental é potência para a formação desse parlamento das águas, uma vez que defende a valorização dos saberes locais, descontínuos, desqualificados, não legitimados, como saberes tão legítimos e em construção quanto o saber científico, conforme aponta Tristão.
6

Estudos geofísicos integrados à geologia da bacia hidrográfica do baixo rio Capivari-SP (subgrupo Itararé e intrusivas associadas) / Not available.

Sergio Maniakas 22 December 1986 (has links)
Esta tese apresenta os resultados de estudos geofísicos e geológicos de superfície e sub-superfície realizados com objetivos hidrogeológicos na Bacia Hidrográfica do Baixo Rio Capivari (SP), na qual afloram rochas sedimentares neopaleozóicas do Subgrupo Itararé e intrusivas básicas associadas, numa área aproximada de 1560 Km² quadrados. Os levantamentos geológicos envolveram a aplicação de uma nova metodologia na pesquisa das rochas sedimentares da região, já efetuamos com sucesso em pesquisas petrolíferas. A aplicação do moderno conceito de sistemas deposicionais da estratigrafia genética para as rochas do Subgrupo Itararé na região permitiu caracterizar essa unidade através do Sistema Costeiro e do Sistema Deltaico. A utilização de métodos geofísicos de superfície teve conseqüências tanto geológicas quanto hidrogeológicas. As sondagens elétricas verticais (SEV) permitiram a elaboração de uma estratificação elétrica regional bem como conduziram à obtenção de uma tendência da distribuição espacial das litologias. Os levantamentos magnetométricos da componente vertical do campo detectaram os corpos de rochas básicas intrusivas, cujo conhecimento é importante para a hidrogeologia, e possibilitaram a eliminação de dúvidas na interpretação das colunas geoelétricas obtidas pelas SEV. Descrições litológicas de amostras e testemunhos de poços e perfilagens geofísicas associadas conduziram a uma interpretação mais segura das colunas geoelétricas através de SEV paramétricas, permitindo também a realização de correlações estratigráficas. Além disso verificou-se estreita correlação entre as litologias e os perfis geofísicos de poços, principalmente no caso do perfil de radiação gama natural. Do conjunto dos levantamentos efetuados concluiu-se que a geofísica contribuiu, dentro do conceito de sistemas deposicionais, para a caracterização das litologias do Subgrupo Itararé, sugerindo que a mesma possa vir a ser aplicada com sucesso em outras regiões dessa complexa unidade estratigráfica. Do ponto de vista hidrogeológico foram definidos os sistemas aqüíferos regionais bem como algumas de suas características hidráulicas. Dados de resistência transversal calculados a partir das SEV foram usados para a elaboração de um mapa de valores dessa grandeza geofísica, e mostraram boa correlação com valores de transmissibilidades hidráulicas. As SEV desempenham assim um importante papel na previsão do comportamento hidrogeológico dos poços que vieram a ser perfurados na região estudada. / This paper presents the results of surface and sub-surface geophysical and geological studies with hydrogeologic objectives in the Hydrographic Basin of the Down Capivari River (SP), in which outcrop neopaleozoic sedimentary rocks of Itararé Subgroup and associated basic intrusives, in an area near 1560 Km². The geological works applicated a new methodology in the research of the regional sedimentary rocks, already applied with success in oil research. The use of the modern concept of depositional systems related with genetic stratigraphy for rocks of Itararé Subgroup in the region allowed the characterization in this unit of the Coastal System and Deltaic System. The use of surface geophysical methods conducted to a new geological and hydrogeological contribution. The vertical electrical souding (VES) permitted a construction of a regional electrical stratification and a spatial distribution of lithologies. The magnetometric works through the measurement of the vertical component of the field, detected the bodies of intrusive basic rocks, this knowledge being important to hydrogeology, and allowed the removal of doubts in the interpretation of geolectric columns given by VES. Lithological descriptions of samples and cores of wells and associated geophysical profiles lead to a better interpretation of the geoelectrical columbs through the use of parametric VES, and permitted also stratigraphic correlations. It was verified, also, a good correlation between lithologies and geophysical well-logs, mainly with the natural gross gama radiation profile. The set of works made permitted the conclusion that geophysics contributed, inside the concept of depositional systems, to the characterization of the lithologies of the Itararé Subgroup, suggesting that the methodology proposed can be applied in other regions of this complex stratigraphic unit. From hydrogeologic point of view were defined the regional aquifer systems and their hydraulic caracteristics. Transversal resistence values calculated from VES were used to make a isovalue map of that geophysical function, and exhibited a good correlation with the hydraulic transmissivity values. The VES have than an important role in the prediction of hydrogeological behavior of wells drilled in the studied region.
7

Contribuição aos estudos de regionalização de vazões a partir do conhecimento do meio físico - estudo de caso: Bacia do Rio São Francisco

BARBOSA, Ioná Maria Beltrão Rameh January 2002 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T17:42:07Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo6722_1.pdf: 2679281 bytes, checksum: 12fee7ec346bd656d9e1c3c31d1ca93e (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2002 / A estimativa dos valores de vazões nos cursos d água fornece subsídios às ações de tomada de decisão para o gerenciamento dos recursos hídricos. Esta estimação nem sempre é viável, devido à falta de registros de vazões em conseqüência da deficiência da rede hidrométrica do país. Neste sentido, a regionalização de vazões surge como alternativa para fornecer informações para regiões desprovidas de dados. A pesquisa que deu origem a essa dissertação abordou o relacionamento de registros de vazão com as características físicas das bacias hidrográficas. Com o objetivo de obter modelos de regionalização de vazões mais ajustados ao comportamento das bacias nos aspectos hidrológicos, foram utilizadas novas variáveis explicativas na formulação dos modelos. A área de estudo foi parte substancial da bacia do rio São Francisco, da Bahia à foz. Os resultados mostraram que o desnível específico e a fração de solo segundo a classificação hidrológica inferiram melhoria nos modelos e retrataram melhor o comportamento das vazões nos rios. Visando contemplar com modelos de regionalização, regiões que não tinham sido incluídas no estudo por não se dispor de dados de vazão em quantidade adequada, adotou-se a divisão da área estudada em regiões fisicamente homogêneas. Para isso, utilizou-se a precipitação, vegetação e classificação hidrológica dos solos como critérios para a divisão. As bacias foram agrupadas segundo o percentual de área inserida nas regiões físicas definidas. Dessa forma, obteve-se região formada por bacias geograficamente distantes e pôde ser avaliada a extrapolação dos modelos de regionalização para áreas desprovidas de séries de vazões, porém com características físicas semelhantes
8

Fragilidade ambiental na bacia hidrográfica do Alto Parnaíba

MELO, Nivaneide Alves de January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:04:21Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo6787_1.pdf: 9177113 bytes, checksum: a1bdaaaf2b817e7fa3451376fe186b70 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2007 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / Esta pesquisa desenvolveu estudos integrados sobre a bacia hidrográfica do Alto Parnaíba, no Piauí, considerando a atuação das atividades humanas sobre o ambiente natural, a fim de determinar o grau de alteração desse ambiente, a partir da presença antrópica neste local, além de propor ações para restabelecimento de uma situação de equilíbrio ambiental. Pois, quando os eventos sobre a paisagem são de origem antrópica e de orientação econômica, os impactos poderão causar danos irreparáveis, pois nem sempre o ambiente tem a capacidade de suporte e/ou elasticidade efetiva para recuperar o dano causado por uma ação inadvertida e persistente. O objetivo principal é compreender como o relevo e a hidrografia da bacia favorece a erosão dos solos e diminui a qualidade ambiental da mesma. O procedimento metodológico foi baseado em Ross (1994) e Brandão (2005) utilizando-se os conceitos de fragilidade ambiental e índice de degradação ambiental. A partir da caracterização do quadro natural e sócio-econômico da bacia hidrográfica foi montado um sistema de informações geográficas, onde houve o cruzamento dos diversos temas abordados na análise. Chegando-se a conclusão que a bacia hidrográfica apresenta grandes áreas com alta fragilidade, pois os processos erosivos atuantes estão intensos, e áreas com fragilidade baixa que deverão ser preservadas da ação antrópica
9

Influência da cobertura vegetal na composição química dos sedimentos em suspensão em uma pequena bacia hidrográfica no nordeste da Amazônia / Not available.

Astolfo, Rosana 17 April 2000 (has links)
O objetivo deste trabalho foi estudar a influência da alteração parcial de uma microbacia hidrográfica na composição química dos sedimentos em suspensão das águas de drenagem. A microbacia, com uma área de 164ha, está localizada no nordeste da Amazônia, no Estado do Amapá (00º55\'29,2\" N; 51º59\'32,6\" W). Nessa bacia hidrográfica, cerca de 30ha, na parte jusante, foram desmatados. As alterações, nessa parte da bacia hidrográfica, foram causadas pelas atividades de mineração de manganês em sua vizinhança. Essas alterações foram desmatamento parcial, depósitos de pilhas de rejeitos de minério (bota fora) e construção de estradas para passagem de máquinas e veículos em geral. Para desenvolver este estudo, efetuou-se a comparação entre a composição química dos sedimentos em suspensão produzidos na área natural da microbacia com os sedimentos em suspensão produzidos na parte degradada da bacia hidrográfica. Para tal, foram coletadas, semanalmente, amostras de sedimentos em suspensão nas águas do igarapé Pedra Preta, nos períodos de Jun/93 a Jun/94 e Jun/95 a jul/96. Nessas amostras, foram analisados os íons \'Na POT.-\', \'K POT.-\', \'Mg POT.2+\', \'Al POT.3\', \'Fe POT. 3+\', \'SiO IND.2\', \'Mn POT.2+\'. Os resultados mostraram que, devido às alterações, a quantidade de material total em suspensão exportado na foz da bacia hidrográfica foi, em média, cerca de 10 vezes maior em relação à saída na sub-bacia natural. Os valores médios das concentrações dos íons analisados nos sedimentos em suspensão apresentaram-se sempre significativamente maiores na foz da microbacia do que na saída da sub-bacia natural, devido à contribuição da área degradada. Verifica-se, através da análise estatística, que os valores médios das espécies químicas presentes nos sedimentos em suspensão, são significativamente diferentes entre a área natural e a área degradada. Os resultados da análise de correlação indicam que existe uma associação inter elementos, podendo-se dividi-los em dois grupos: \'Al POT.3+\', \"Fe POT.3+\', \'SiO IND.2\', \'Mn POT.2+\', associados às argilas do tipo caulinita e aos minerais de minério presentes na bacia e \'Na POT.+\', \'K POT.+\', \'Mg POT.2+\', \'CaPOT.2+\' e \"SiO IND.2\' associados às argilas, às micas, aos minerais primários das rochas existentes no leito do rio e ao material alóctone formado pelas pilhas de rejeito de minério. Os sedimentos em suspensão apresentaram a mesma composição mineralógica nos dois locais amostrados, sendo o argilo-mineral dominante a caulinita, contendo traços de mica e goethita. Na sub-bacia hidrográfica da área natural, o período chuvoso é responsável por cerca de 50% de carga total exportada de sedimentos em suspensão, enquanto, na área desmatada, para esse mesmo período, representa cerca de 73% da carga total exportada. Estes resultados indicam que, mesmo que ocorra um reflorestamento em PF, induzindo a uma diminuição na produção de sedimentos em suspensão, pode-se concluir que o mesmo não ocorrerá em relação à erosão química. A presença de material alóctone, formando pilhas de rejeito de minério, continuará sofrendo intemperismo químico e, portanto, mobilizando as espécies químicas para a solução. / The objective of this research was to study the influence of the partial alteration upon the suspended sediments chemical composition in the stream water of a small catchment. The small catchment, with an area of 164 ha, is located at the northeastern Amazonia, in The Amapá State (00°55\'29.2\"N; 51°59\'32.6\"W), Brazil. The lower part of the catchment, around 30 ha, was partially altered due to deforestation and manganese mining related activities (road constructions and sterile material deposits). This research focuses on the comparison between the suspended sediments chemical composition produced in the natural undisturbed area with the one produced in the altered area of the catchment. In order to achieve the goals, weekly stream water suspended sediments samples were collected from the igarapé Pedra Preta, during the periods from JUN/93 - JUN/94 and JUN/95 - JUL/96. These samples were analyzed for Na, K, Mg, Ca, Al, Fe, SiO2 and Mn elements. The results showed that due to the alteration the total load suspended matter in disturbed area was around 10 times higher, then the outcome load from the natural undisturbed area. Concerning the suspended sediments ionic concentrations mean values, it is observed that they were always higher in the disturbed area compared with the natural undisturbed area. Statistical analysis done on the suspended sediments ionic concentration data showed that the mean values were statistically different in the two areas. The results of the correlation analysis suggest an inter elements association that could be splited in two groups: Al, Fe, SiO2, and Mn, associated with clay minerals, to kaolinite group, and to the manganese ores present in the catchment and Na, K, Mg, Ca and SiO2 associated with the clay and mica minerals of the bedrock existent on the river bed and with the aloctone sterile material deposits. The suspended sediments presented the same mineralogical composition for the two sites, being the principal clay mineral the kaolinite with traces of mica and goethite. In the natural undisturbed area during the wet period the suspended sediments load was 50% of the total exported load while within disturbed area this percentage was around 73% of the total suspended sediment load. As general conclusion, this study shows that, even if the lower portion of the catchment undergoes a reforestation program to minimize the suspended sediments production, the chemical weathering will remain. This process occurs due to the presence of the aloctone material within the sterile deposits which promotes a mobilization of the chemical species to the stream water.
10

COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIBEIRÃO DO LAGE, CARATINGA - MG.

Maria Helena da Silveira Lopes de Andrade 28 October 2005 (has links)
O Ribeirão do Lage, sub-bacia hidrográfica do Rio Caratinga, enfrenta problemas ambientais de degradação face ao mau uso de suas águas. Para que estes problemas sejam minimizados é necessário que instrumentos de gestão sejam implementados, com vista à reversão do quadro de degradação. O presente trabalho apresenta a proposta de cobrança pelo uso desse recurso natural no Ribeirão do Lage, como instrumento que vem juntar-se a legislação vigente, com o objetivo de induzir as pessoas a um uso racional da água. Espera-se que essa proposta contribua para a gestão da demanda, influenciando, inclusive, no ordenamento espacial das atividades econômica usuárias da água, redistribuindo os custos sociais por meio da adoção de mecanismos de formação de preços que internalizem os efeitos das externalidades causadas por cada usuário ao tomar suas decisões de consumo de água. Espera-se, ainda, que essa proposta possibilite constituir fundos para as ações de gerenciamento, intervenções, obras e programas do setor e, por conseguinte, melhore a qualidade do efluente lançado sobre as massas líquidas, uma vez que serão cobradas taxas por tais descartes em sua condição de uso dos recursos hídricos; bem como incorporar ao planejamento global as dimensões social e ambiental de que se revestem a gestão do uso da água. Acredita-se que somente com a cobrança é que se pode alcançar importantes objetivos, sociais e econômicos. Apesar de a cobrança de água se constituir num instrumento de gestão com certo grau de complexidade para ser implementada, principalmente em pequenas bacias hidrográficas, as melhorias advindas desse instrumento de gestão nas regiões onde tem sido implementado são visíveis. Considerando que o somatório de pequenos problemas em uma bacia se torna um grande problema ambiental e sabendo que as dificuldades socioeconômicas inviabilizam as soluções, é necessária, assim, a implementação de um instrumento econômico de apoio. Ainda que a cobrança pelo uso da água do Ribeirão do Lage não se torne auto-sustentável financeiramente para a Gestão dessa Bacia Hidrográfica, a sua implementação fomentará discussões que permitirão viabilizar investimentos nas ações prioritárias. Entretanto, o princípio fundamental da Lei é a gestão democrática, participativa e descentralizada dos recursos hídricos, com conseqüente partilha dos poderes e responsabilidades entre os diversos setores da sociedade. Com base no diagnóstico efetuado no Ribeirão da Lage, levando-se em consideração as suas características ambientais, foi aproveitada a experiência, já consolidada, da cobrança pelo uso da água na Bacia do Rio Paraíba do Sul (definida pelo Comitê Estadual da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul — CEIVAP) para definir os parâmetros exigidos na implantação da cobrança.

Page generated in 0.0779 seconds