• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 6
  • Tagged with
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

A história do núcleo de estudos da sexualidade e sua participação na trajetória do conhecimento sexual na UNESP / The history of Sexuality Studies Group and its participation in the trajectory of sexual knowledge in UNESP

Bedin, Regina Celia [UNESP] 26 February 2016 (has links)
Submitted by REGINA CELIA BEDIN null (reacelita@hotmail.com) on 2016-05-04T06:04:28Z No. of bitstreams: 1 Tese Regina Bedin versão para entregar PDF.pdf: 9655754 bytes, checksum: c0a3f411b38231e88eb3a2fced894d54 (MD5) / Approved for entry into archive by Juliano Benedito Ferreira (julianoferreira@reitoria.unesp.br) on 2016-05-06T14:41:05Z (GMT) No. of bitstreams: 1 bedin_rc_dr_arafc.pdf: 9655754 bytes, checksum: c0a3f411b38231e88eb3a2fced894d54 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-05-06T14:41:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 bedin_rc_dr_arafc.pdf: 9655754 bytes, checksum: c0a3f411b38231e88eb3a2fced894d54 (MD5) Previous issue date: 2016-02-26 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Esta pesquisa teve por meta descrever a trajetória do Núcleo de Estudos da Sexualidade – NUSEX, grupo de pesquisa da Faculdade de Ciências e Letras da UNESP. Trata-se de um estudo histórico realizado a partir de fontes documentais que consistem em documentos processuais que descrevem o grupo, juntamente com uma série de entrevistas realizadas com pesquisadores do campo da Sexualidade e da Educação Sexual que conheceram o NUSEX e acompanharam sua consolidação, destinadas à disponibilização midiática no You Tube. O principal objetivo foi organizar e sistematizar a história deste grupo destacando seu papel na institucionalização do conhecimento sexual e na consolidação da educação sexual enquanto tema de pesquisa, ensino e extensão na UNESP. Partimos da hipótese que o NUSEX teve grande importância para o reconhecimento deste campo de estudos e pesquisa e foi responsável por várias iniciativas que constituem ações de destaque que ajudarão a compor a historiografia da educação sexual no Brasil, especificamente da educação sexual contemporânea. A pesquisa em pauta forneceu elementos que nos levam a identificar o potencial da UNESP no campo da Sexualidade e da Educação Sexual e como está sendo a participação do NUSEX na consolidação desta área específica do conhecimento, qual o reconhecimento por parte da comunidade científica em relação ao grupo de pesquisa estudado e quais as dificuldades vividas pelo grupo para sua consolidação e desenvolvimento. / This research is aimed to describe the trajectory of the Sexuality Studies Group - NUSEX, a research group of the Faculty of Science and Letters in São Paulo State University – UNESP. This is a historical study to be conducted from documentary sources that include, in addition to documents describing the group, a series of interviews for TV and You Tube with researchers in the field of Sexuality and Sexual Education who knew the NUSEX and followed its consolidation. The main objective is to organize and systematize the history of this group highlighting their role in the institutionalization of sexual knowledge and consolidation of sex education as a subject of research, teaching and extension at UNESP. We hypothesized that the NUSEX was very important for the recognition of this field of studies and research and was responsible for several initiatives that are important actions that will help make the historiography of sex education in Brazil, specifically the contemporary sex education. The research in question may provide elements that lead us to identify the potential of UNESP in the field of sexuality and sexual education and as being the participation of NUSEX the consolidation of this specific area of knowledge, which the recognition by the scientific community regarding the research group studied and what the difficulties experienced by the group for its consolidation and development. / CNPq: 140294/2012-0
2

O conceito de experiência histórica e a narrativa historiográfica

Nicolazzi, Fernando Felizardo January 2004 (has links)
O presente trabalho pretende dissertar sobre a temática da escrita da história em geral e, em particular, sobre a maneira como um texto de história organiza, na unidade de uma narrativa, a pluralidade de uma experiência de tempo. Para tanto, a ênfase é colocada sobre a tarefa de conceituação na historiografia, especialmente na utilização do conceito de experiência histórica como articulador do tempo da ação humana e como organizador da narrativa historiográfica. Um diálogo é estabelecido entre os trabalhos de Paul Ricoeur, e sua compreensão poética da narrativa historiográfica, e de Reinhardt Koselleck, com sua concepção plural de tempo histórico. Analisam-se duas obras em particular, A formação da classe operária inglesa, de Edward Palmer Thompson, e História da sexualidade II: o uso dos prazeres, de Michel Foucault, nas quais o conceito em questão e utilizado. Além disso, esta dissertação procura delimitar precisamente um possível campo de atuação para a teoria da história, como uma análise tomando o texto como paradigma e a hermenêutica do discurso como modelo analítico. / The present work aims to discuss the general theme of the writing of history, and, in particular, the way an historical text organizes, in the unit of a narrative, the plurality of a temporal experience. For so, the emphasis is put on the task of conceptualization on historiography, especially on the utilization of the concept of historical experience as a temporal articulator of the human action, and as an organizer of the historiographical narrative. A dialogue is established between Paul Ricoeur, and his poetical comprehension of the historiographical narrative, and Reinhardt Koselleck, with his plural conception of historical time. Two works are analysed: The making of the English working class, by E. P. Thompson, and The history of sexuality II: the usage of pleasures, by Michel Foucault. Besides, this dissertation aspires to delimit precisely a possible theory of history, taking the text as a paradigm of analysis, and the hermeneutics of discourse as an analytical model.
3

O conceito de experiência histórica e a narrativa historiográfica

Nicolazzi, Fernando Felizardo January 2004 (has links)
O presente trabalho pretende dissertar sobre a temática da escrita da história em geral e, em particular, sobre a maneira como um texto de história organiza, na unidade de uma narrativa, a pluralidade de uma experiência de tempo. Para tanto, a ênfase é colocada sobre a tarefa de conceituação na historiografia, especialmente na utilização do conceito de experiência histórica como articulador do tempo da ação humana e como organizador da narrativa historiográfica. Um diálogo é estabelecido entre os trabalhos de Paul Ricoeur, e sua compreensão poética da narrativa historiográfica, e de Reinhardt Koselleck, com sua concepção plural de tempo histórico. Analisam-se duas obras em particular, A formação da classe operária inglesa, de Edward Palmer Thompson, e História da sexualidade II: o uso dos prazeres, de Michel Foucault, nas quais o conceito em questão e utilizado. Além disso, esta dissertação procura delimitar precisamente um possível campo de atuação para a teoria da história, como uma análise tomando o texto como paradigma e a hermenêutica do discurso como modelo analítico. / The present work aims to discuss the general theme of the writing of history, and, in particular, the way an historical text organizes, in the unit of a narrative, the plurality of a temporal experience. For so, the emphasis is put on the task of conceptualization on historiography, especially on the utilization of the concept of historical experience as a temporal articulator of the human action, and as an organizer of the historiographical narrative. A dialogue is established between Paul Ricoeur, and his poetical comprehension of the historiographical narrative, and Reinhardt Koselleck, with his plural conception of historical time. Two works are analysed: The making of the English working class, by E. P. Thompson, and The history of sexuality II: the usage of pleasures, by Michel Foucault. Besides, this dissertation aspires to delimit precisely a possible theory of history, taking the text as a paradigm of analysis, and the hermeneutics of discourse as an analytical model.
4

Psicanálise e biopolítica - Michel Foucault e a psicanálise na história da sexualidade - V.I - A vontade de saber / Psychoanalysis and biopolitics - Michel Foucault and the psychoanalisis in story of sexuality: an introduction

Teshainer, Marcus César Ricci 03 June 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-26T14:57:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Marcus Cesar Ricci Teshainer.pdf: 2955075 bytes, checksum: e1df989e402d3ee9af476dd566ad771c (MD5) Previous issue date: 2005-06-03 / nenhum / In the beginning it was necessary to delimit what one can understand as psychoanalysis as, even in Foucault s book, it may be seen under diverse approaches. Therefore an investigation has been carried out going over all of Foucault s pathway to check the different ways this author approches psychoanalysis in its diverse theoretical moments. Three distinct approuches can be clearly made out all over Foucault s work; at first psychoanalysis is seem as closely related to discourse, then the discussion turns to Freud as author and finally in Story of Sexuality: An Introduction psychoanalysis is seen as a dispositive. The concept of psychoanalysis to wich Foucault refers to in this book is the one related to practice, to exercise, undesrtood as an instituition of knowledge. In order to contextualize historically the different discussions throughout Foucault s work a brief study has been carried out concerning his relationship to the structuralism which was emerging in France as he was publishing his studies. In a second moment-the chosen work already being analyzed-the concepts which support biopolitics have been studied regarding their relationship to discipline and the government of populations-two points which provide a basis to this concept. After being analyzed the questions on biopolitics were related to the point of view presented by Foucault in Story of Sexuality: An Introduction about psychoanalysis and it has been attenpted to examine which consequences this relationship brings to psychoanalysis as well to biopolitics. Finally resuming the questions reised above and connecting them to each other it has been attempted to point out which aspects of psychoanalysis are linked to biopolitics and wich are not / Este estudo busca compreender através da leitura rigorosa da obra História da Sexualiade-V.I-A Vontade de Saber de Michel Foucault se a psicanálise se relaciona ou não com a Biopolítica, ou melhor, em quais aspectos há relação e em quais não. De inicio foi necessário delimitar o que se entende por psicanálise já que, mesmo nas obras de Foucault, ela ganha diversos enfoques. Para tanto fez-se uma investigação percorrendo todo o percurso de Foucault para verificar o modo que esse autor aborda a psicanálise em seus diferentes momentos teóricos. Percebeu-se que houve três abordagens distintas durante toda a sua obra; em um primeiro momento a psicanálise é vista como Discursividade depois a discussão recai sobre Freud como autor e finalmente em História da Sexualiade-V.I-A Vontade de Saber a psicanálise é vista como dispositivo. Nesta obra a psicanálise a qual Foucault se refere é a do exercício, da prática, entendida como uma instituição do saber. A fim de contextualizar historicamente as diversas discussões no decorrer da obra de Foucault, estudou-se rapidamente qual a sua relação com o estruturalismo que emergia na França no momento em que ele produzia seus estudos. Em um segundo momento já analisando a obra escolhida estudou-se os conceitos que sustentam a biopoltica até chegar a sua relação com a disciplina e o governo das populações que são dois pontos que embasam este conceito. Depois de analisadas, as questões sobre biopolítica, foram relacionadas com a visão apresentada por Foucault em História da Sexualidade-V. I sobre a psicanálise e tentou-se verificar quais as conseqüências desta relação tanto para a psicanálise quanto para a biopolítica. Finalmente, retomando as questões levantadas e articulando-as entre si, buscou-se verificar em quais aspectos a psicanálise se liga à biopolítica e em quais não
5

O conceito de experiência histórica e a narrativa historiográfica

Nicolazzi, Fernando Felizardo January 2004 (has links)
O presente trabalho pretende dissertar sobre a temática da escrita da história em geral e, em particular, sobre a maneira como um texto de história organiza, na unidade de uma narrativa, a pluralidade de uma experiência de tempo. Para tanto, a ênfase é colocada sobre a tarefa de conceituação na historiografia, especialmente na utilização do conceito de experiência histórica como articulador do tempo da ação humana e como organizador da narrativa historiográfica. Um diálogo é estabelecido entre os trabalhos de Paul Ricoeur, e sua compreensão poética da narrativa historiográfica, e de Reinhardt Koselleck, com sua concepção plural de tempo histórico. Analisam-se duas obras em particular, A formação da classe operária inglesa, de Edward Palmer Thompson, e História da sexualidade II: o uso dos prazeres, de Michel Foucault, nas quais o conceito em questão e utilizado. Além disso, esta dissertação procura delimitar precisamente um possível campo de atuação para a teoria da história, como uma análise tomando o texto como paradigma e a hermenêutica do discurso como modelo analítico. / The present work aims to discuss the general theme of the writing of history, and, in particular, the way an historical text organizes, in the unit of a narrative, the plurality of a temporal experience. For so, the emphasis is put on the task of conceptualization on historiography, especially on the utilization of the concept of historical experience as a temporal articulator of the human action, and as an organizer of the historiographical narrative. A dialogue is established between Paul Ricoeur, and his poetical comprehension of the historiographical narrative, and Reinhardt Koselleck, with his plural conception of historical time. Two works are analysed: The making of the English working class, by E. P. Thompson, and The history of sexuality II: the usage of pleasures, by Michel Foucault. Besides, this dissertation aspires to delimit precisely a possible theory of history, taking the text as a paradigm of analysis, and the hermeneutics of discourse as an analytical model.
6

Psicanálise e biopolítica - Michel Foucault e a psicanálise na história da sexualidade - V.I - A vontade de saber / Psychoanalysis and biopolitics - Michel Foucault and the psychoanalisis in story of sexuality: an introduction

Teshainer, Marcus César Ricci 03 June 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-25T20:22:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Marcus Cesar Ricci Teshainer.pdf: 2955075 bytes, checksum: e1df989e402d3ee9af476dd566ad771c (MD5) Previous issue date: 2005-06-03 / nenhum / In the beginning it was necessary to delimit what one can understand as psychoanalysis as, even in Foucault s book, it may be seen under diverse approaches. Therefore an investigation has been carried out going over all of Foucault s pathway to check the different ways this author approches psychoanalysis in its diverse theoretical moments. Three distinct approuches can be clearly made out all over Foucault s work; at first psychoanalysis is seem as closely related to discourse, then the discussion turns to Freud as author and finally in Story of Sexuality: An Introduction psychoanalysis is seen as a dispositive. The concept of psychoanalysis to wich Foucault refers to in this book is the one related to practice, to exercise, undesrtood as an instituition of knowledge. In order to contextualize historically the different discussions throughout Foucault s work a brief study has been carried out concerning his relationship to the structuralism which was emerging in France as he was publishing his studies. In a second moment-the chosen work already being analyzed-the concepts which support biopolitics have been studied regarding their relationship to discipline and the government of populations-two points which provide a basis to this concept. After being analyzed the questions on biopolitics were related to the point of view presented by Foucault in Story of Sexuality: An Introduction about psychoanalysis and it has been attenpted to examine which consequences this relationship brings to psychoanalysis as well to biopolitics. Finally resuming the questions reised above and connecting them to each other it has been attempted to point out which aspects of psychoanalysis are linked to biopolitics and wich are not / Este estudo busca compreender através da leitura rigorosa da obra História da Sexualiade-V.I-A Vontade de Saber de Michel Foucault se a psicanálise se relaciona ou não com a Biopolítica, ou melhor, em quais aspectos há relação e em quais não. De inicio foi necessário delimitar o que se entende por psicanálise já que, mesmo nas obras de Foucault, ela ganha diversos enfoques. Para tanto fez-se uma investigação percorrendo todo o percurso de Foucault para verificar o modo que esse autor aborda a psicanálise em seus diferentes momentos teóricos. Percebeu-se que houve três abordagens distintas durante toda a sua obra; em um primeiro momento a psicanálise é vista como Discursividade depois a discussão recai sobre Freud como autor e finalmente em História da Sexualiade-V.I-A Vontade de Saber a psicanálise é vista como dispositivo. Nesta obra a psicanálise a qual Foucault se refere é a do exercício, da prática, entendida como uma instituição do saber. A fim de contextualizar historicamente as diversas discussões no decorrer da obra de Foucault, estudou-se rapidamente qual a sua relação com o estruturalismo que emergia na França no momento em que ele produzia seus estudos. Em um segundo momento já analisando a obra escolhida estudou-se os conceitos que sustentam a biopoltica até chegar a sua relação com a disciplina e o governo das populações que são dois pontos que embasam este conceito. Depois de analisadas, as questões sobre biopolítica, foram relacionadas com a visão apresentada por Foucault em História da Sexualidade-V. I sobre a psicanálise e tentou-se verificar quais as conseqüências desta relação tanto para a psicanálise quanto para a biopolítica. Finalmente, retomando as questões levantadas e articulando-as entre si, buscou-se verificar em quais aspectos a psicanálise se liga à biopolítica e em quais não

Page generated in 0.1106 seconds