• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 3
  • 2
  • Tagged with
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Apoio à automatização de oráculos de teste para programas com interfaces gráficas / Support for automated test oracles for programs with graphical interfaces

Rafael Alves Paes de Oliveira 16 January 2012 (has links)
Estratégias para automatização de atividades de teste de software são bem aceitas tanto pela indústria quanto pela academia. Um elemento essencial para automatizações de teste são oráculos de teste. Oráculos, que podem ser mecanismos, funções, execuções paralelas, etc, são fundamentais por determinarem se as saídas de uma aplicação em teste estão corretas. A automatização de mecanismos de oráculos é um ponto crítico quando as saídas dos sistemas se manifestam por meio de formatos não triviais como, por exemplo, uma Interface Gráfica com o Usuário (GUI - do ingês Graphical User Interface). Para esses casos, estratégias tradicionais de teste costumam ser custosas e exigir esforços consideráveis dos testadores. Este trabalho de mestrado propõe um método alternativo para a automatização de oráculos de teste para sistemas com GUIs. Para tanto, exploram-se conceitos de Recuperação de Imagens Baseada em Conteúdo para a composição de um método de automatização chamado de oráculos gráficos (Gr-O - do inglês Graphical Oracle). Como contribuição, desenvolveram-se extratores de características visuais de GUIs. A condução e análise de estudos empíricos revelaram que o uso do Gr-O pode reduzir os custos para definições de oráculos de teste para sistemas com GUIs. Deste modo, o método proposto pode ser alternativo ou complementar às técnicas de teste tradicionais identificadas na literatura / Strategies for automated software testing activities are well accepted by both industry and the academy. Essential elements for automation of testing are test oracles. Oracles, which may be mechanisms, functions, parallel executions, etc., are crucial in determining whether the output of an application under test is correct. The automation of oracles is critical when the output system manifested by non-trivial formats, for example, a Graphical User Interface (GUI). For these cases, traditional testing strategies tend to be costly and require considerable efforts of the testers. This master thesis proposes an alternative method for the automation of test oracles for systems with GUIs. To this end, we explore the concepts of Content-Based Image Retrieval for the composition of an automated method called Graphical Oracles (Gr-O). As a contribution, we developed characteristics extractors of GUIs. The conduct and analysis of empirical studies have shown that using of Gr-O can reduce costs for definitions of test oracles for systems with GUIs. Thus, the proposed method may be alternative or complementary to traditional testing techniques found in the literature
2

Test orales for systems with complex outputs: the case of TTS systems / Oracles de teste para sistemas com saídas complexas - o caso dos sistemas TTS

Rafael Alves Paes de Oliveira 18 April 2017 (has links)
Software testing is one of the most important Software Engineering processes, being the primary activity to check the conformance between the software requirements and its actual behavior. The automation of software testing activities is essential to certify productivity and effectiveness in such activities. Test automation leads testing activities to be conducted under systematic and accurate criteria, raising the chance of testers to reveal faults or inconsistencies. Test oracles are elementary members in software testing automation, being the mechanism responsible for indicating the correctness of software outputs. In testing environments, test oracles can be effectively implemented based on several sources of information about the Software Under Testing (SUT): software specifications, assertions, formal methods (Finite State Machines (FSM), formal specifications, etc, machine-learning methods, and metamorphic relations. Regardless of the implementation strategy, test oracles are vulnerable to false positive/negative verdicts, configuring what the literature describes as the oracle problem. Therefore, test oracles are a non-trivial and challenging object of studies of the software engineering research area. SUTs outputs in unusual formats make it harder the oracle problem. Audio, images, three-dimensional objects, virtual reality environments, complex statistical compositions, etc, are examples of non-trivial output formats. In the software testing context, SUTs with unusual outputs can be called complex-output systems. In this doctorate dissertation, we propose and evaluate a novel test oracle approach for complex-output systems called feature-based test oracles. The purpose of feature-based test oracles is the appropriation of a processing image technique called Content-Based Image Retrieval (CBIR) to collect information from features extracted from the SUTs outputs to compose test oracles. Given a query image, CBIR combines feature extraction and similarity functions to alleviate the problem of searching for digital images in large databases. In previous research, we have integrated CBIR concepts in a testing framework to support the automation of testing activities in processing image systems and systems with Graphical User Interfaces (GUI). In this doctorate dissertation, we extended that framework and its concepts to general complex-output systems, addressing the feature-based test oracle approach. We use Text-To-Speech (TTS) systems to validate empirically our test oracle technique. Through the results of five empirical analyses, three of them conducted in line with problems of a real-world industry TTS system, show the proposed technique is a valuable instrument to automate testing activities and alleviate practitioners efforts on testing complex output systems. We conclude the proposed test oracles are effective because they systematically evaluate the SUTs sensorial output rather than produce verdicts based on subjective specifications. As future work, we plan to conduct investigations towards the reduction of false positives/negatives and the association of the test oracles with machine learning techniques and metamorphic relations. / Teste de Software é um dos processos mais importantes da Engenharia de Software, sendo a principal atividade para averiguar a conformidade de requisitos de software e suas saídas. A automatização das atividades de teste é essencial para conferir produtividade e efetividade em tais atividades. A automatização faz com que atividades de teste sejam conduzidas sob critérios sistemáticos e precisos, aumentando a chance dos testadores de revelarem falhas ou inconcistências. Oráculos de teste são membros elementares na automatização do teste de software, sendo o mecanismo responsável por indicar a corretude das saídas do softwre. Em ambientes de teste, oráculos de teste podem ser efetivamente implementados com base em diversos fontes de informação sobre o sistema em teste: especificações de software, assertivas, métodos formais (máquinas de estados finitas, especificações formais, etc), métodos de aprendizagem de máquina e relações metamórficas. Independente da estratégia de implementação, oráculos de teste são vulneráveis a veridictos de falsos positivos/negativos, configurando o que é apresentado na literatura como O problema do Oráculo. Então, na área de engenharia de software, oráculos de teste são objetos de estudo não-triviais e desafiadores. O problema de oráculo é potencializado quando as saídas do sistema em teste são dadas em formatos não triviais como, por exemplo, audio, imagens, objetos tridimensionais, ambientes de realidade virtual, composições estatísticas complexas, etc. No contexto do teste de software, sistemas com saídas não triviais podem ser chamados de sistemas com saídas complexas. Esta tese de doutorado propões e avalia uma nova estratégia de oráculo de teste para sistemas com saídas complexas. O propósito de tal estratégia é a apropriação da técnica de processamento de imagem conhecida como CBIR (Recuperação de Imagem Basead em Conteúdo CBIR) para coletar informações de características extratídas do sistema em teste, compondo oráculos de teste. A partir de uma imagem de busca, o CBIR combina extração de características e funções de similaridade para aliviar problemas de busca em grandes based de imagens digitais. Em pesquisas anteriores, conceitos de CBIR foram integrados em um arcabouço de teste para apoiar a automatização de atividades de teste em systemas de processamento de imagens e sistemas com interfaces gráficas. Esta tese de doutorado estende o arcabouço e seus conceitos para sistemas com saídas complexas em geral. Sistemas Texto-Fala (TTS) foram utlizados para validações empíricas. Os resultados de seis análises empíricas, duas delas condizidas em consonância com problemas de um TTS industrial, revelam que a técnica proposta é um valioso instrumento para automatizar atividaes de teste e aliviar esforços de profissionais da indústria ao teste sistemas com saídas complexas. Conclui-se que a efetividade dos oráculos de teste propostos são devido às sistemáticas análises do conteúdo das saídas dos sistemas em teste, em vez da análises de especificações subjetivas. Os trabalhos futuros vislumbrados devem ser conduzidos no intuito de reduzir número de falsos positivos/negativos e a associação dos oráculos de teste com técnicas de aprendizado de máquina e relações metamórficas.
3

Avaliação da qualidade de oráculos de teste utilizando mutação / Quality evaluation of test oracles using mutation

Ana Claudia Maciel 19 April 2017 (has links)
No desenvolvimento de software, a qualidade do produto está diretamente relacionada à qualidade do processo de desenvolvimento. Diante disso, atividades de Verificação, Validação & Teste (VV&T) realizadas por meio de métodos, técnicas e ferramentas são de extrema necessidade para o aumento da produtividade, qualidade e diminuição de custos no desenvolvimento de software. Do mesmo modo, técnicas e critérios contribuem para a produtividade das atividades de teste. Um ponto crucial para o teste de software é sua automatização, tornando as atividades mais confiáveis e diminuindo significativamente os custos de desenvolvimento. Na automatização dos testes, os oráculos são essenciais, representando um mecanismo (programa, processo ou dados) que indica se a saída obtida para um caso de teste está correta. Este trabalho de mestrado utiliza a ideia de mutação para criar implementações alternativas de oráculos de teste e, assim, avaliar a sua qualidade. O teste de mutação se refere à criação de versões do sistema em desenvolvimento com pequenas alterações sintáticas de código. A mutação possui alta eficácia na detecção de defeitos e é bastante flexível na sua aplicação, podendo ser utilizada em diversos tipos de artefatos. Adicionalmente, este trabalho propõe operadores de mutação específicos para oráculos, implementa uma ferramenta de apoio à utilização desses operadores para oráculos e também descreve um estudo empírico dos operadores, destacando benefícios e desafios associados ao seu uso. / In software development, product quality is directly related to the quality of the development process. Therefore, activities of Verification, Validation & Testing (VV&T) performed by methods, techniques and tools are urgently required to increase productivity, quality and cost reduction in software development. Similarly, testing technique and criteria contribute to the productivity of test activities. A crucial point for the software testing automation is making the most reliable activities and significantly reducing development costs. Regarding software testing automation, test oracles are essential, representing an mechanism (program, process or data) to indicate whether the actual output for a given test case is correct. This masters thesis aims to explore concepts of mutation testing to create alternative implementations of the oracle procedure and thus assess their quality. Mutation testing refers to the creation of system development versions with minor syntactic code changes. It has high efficiency on defects detecting and it is very flexible in its application and it is being used in various types of artifacts. This work also proposes specific mutation operators for oracles, implements an useful support tool for using these oracle mutation operators and conducts an empirical study of operators, highlighting benefits and challenges associated with their use.
4

Test orales for systems with complex outputs: the case of TTS systems / Oracles de teste para sistemas com saídas complexas - o caso dos sistemas TTS

Oliveira, Rafael Alves Paes de 18 April 2017 (has links)
Software testing is one of the most important Software Engineering processes, being the primary activity to check the conformance between the software requirements and its actual behavior. The automation of software testing activities is essential to certify productivity and effectiveness in such activities. Test automation leads testing activities to be conducted under systematic and accurate criteria, raising the chance of testers to reveal faults or inconsistencies. Test oracles are elementary members in software testing automation, being the mechanism responsible for indicating the correctness of software outputs. In testing environments, test oracles can be effectively implemented based on several sources of information about the Software Under Testing (SUT): software specifications, assertions, formal methods (Finite State Machines (FSM), formal specifications, etc, machine-learning methods, and metamorphic relations. Regardless of the implementation strategy, test oracles are vulnerable to false positive/negative verdicts, configuring what the literature describes as the oracle problem. Therefore, test oracles are a non-trivial and challenging object of studies of the software engineering research area. SUTs outputs in unusual formats make it harder the oracle problem. Audio, images, three-dimensional objects, virtual reality environments, complex statistical compositions, etc, are examples of non-trivial output formats. In the software testing context, SUTs with unusual outputs can be called complex-output systems. In this doctorate dissertation, we propose and evaluate a novel test oracle approach for complex-output systems called feature-based test oracles. The purpose of feature-based test oracles is the appropriation of a processing image technique called Content-Based Image Retrieval (CBIR) to collect information from features extracted from the SUTs outputs to compose test oracles. Given a query image, CBIR combines feature extraction and similarity functions to alleviate the problem of searching for digital images in large databases. In previous research, we have integrated CBIR concepts in a testing framework to support the automation of testing activities in processing image systems and systems with Graphical User Interfaces (GUI). In this doctorate dissertation, we extended that framework and its concepts to general complex-output systems, addressing the feature-based test oracle approach. We use Text-To-Speech (TTS) systems to validate empirically our test oracle technique. Through the results of five empirical analyses, three of them conducted in line with problems of a real-world industry TTS system, show the proposed technique is a valuable instrument to automate testing activities and alleviate practitioners efforts on testing complex output systems. We conclude the proposed test oracles are effective because they systematically evaluate the SUTs sensorial output rather than produce verdicts based on subjective specifications. As future work, we plan to conduct investigations towards the reduction of false positives/negatives and the association of the test oracles with machine learning techniques and metamorphic relations. / Teste de Software é um dos processos mais importantes da Engenharia de Software, sendo a principal atividade para averiguar a conformidade de requisitos de software e suas saídas. A automatização das atividades de teste é essencial para conferir produtividade e efetividade em tais atividades. A automatização faz com que atividades de teste sejam conduzidas sob critérios sistemáticos e precisos, aumentando a chance dos testadores de revelarem falhas ou inconcistências. Oráculos de teste são membros elementares na automatização do teste de software, sendo o mecanismo responsável por indicar a corretude das saídas do softwre. Em ambientes de teste, oráculos de teste podem ser efetivamente implementados com base em diversos fontes de informação sobre o sistema em teste: especificações de software, assertivas, métodos formais (máquinas de estados finitas, especificações formais, etc), métodos de aprendizagem de máquina e relações metamórficas. Independente da estratégia de implementação, oráculos de teste são vulneráveis a veridictos de falsos positivos/negativos, configurando o que é apresentado na literatura como O problema do Oráculo. Então, na área de engenharia de software, oráculos de teste são objetos de estudo não-triviais e desafiadores. O problema de oráculo é potencializado quando as saídas do sistema em teste são dadas em formatos não triviais como, por exemplo, audio, imagens, objetos tridimensionais, ambientes de realidade virtual, composições estatísticas complexas, etc. No contexto do teste de software, sistemas com saídas não triviais podem ser chamados de sistemas com saídas complexas. Esta tese de doutorado propões e avalia uma nova estratégia de oráculo de teste para sistemas com saídas complexas. O propósito de tal estratégia é a apropriação da técnica de processamento de imagem conhecida como CBIR (Recuperação de Imagem Basead em Conteúdo CBIR) para coletar informações de características extratídas do sistema em teste, compondo oráculos de teste. A partir de uma imagem de busca, o CBIR combina extração de características e funções de similaridade para aliviar problemas de busca em grandes based de imagens digitais. Em pesquisas anteriores, conceitos de CBIR foram integrados em um arcabouço de teste para apoiar a automatização de atividades de teste em systemas de processamento de imagens e sistemas com interfaces gráficas. Esta tese de doutorado estende o arcabouço e seus conceitos para sistemas com saídas complexas em geral. Sistemas Texto-Fala (TTS) foram utlizados para validações empíricas. Os resultados de seis análises empíricas, duas delas condizidas em consonância com problemas de um TTS industrial, revelam que a técnica proposta é um valioso instrumento para automatizar atividaes de teste e aliviar esforços de profissionais da indústria ao teste sistemas com saídas complexas. Conclui-se que a efetividade dos oráculos de teste propostos são devido às sistemáticas análises do conteúdo das saídas dos sistemas em teste, em vez da análises de especificações subjetivas. Os trabalhos futuros vislumbrados devem ser conduzidos no intuito de reduzir número de falsos positivos/negativos e a associação dos oráculos de teste com técnicas de aprendizado de máquina e relações metamórficas.
5

Automatização de oráculos de teste para imagens médicas de modelos tridimensionais / Test oracle automation for medical images of three-dimensional models

Misael Costa Junior 19 February 2018 (has links)
As atividades de teste automatizado contribuem significativamente para a redução de custos e a produtividade do projeto durante o processo de desenvolvimento de software. O teste automatizado reduz o esforço humano e aumenta a qualidade do produto final. No entanto, a alta complexidade da saída produzida pelos SUT (do inglês, System Under Test) contemporâneos limita, em alguns casos, a aplicação de estratégias de teste automatizadas. Sistemas com saídas gráficas/áudio, imagens tridimensionais, interfaces gráficas com o usuário e alguns aplicativos da Web são exemplos de sistemas com saídas complexas. A falta de oráculos automatizados de teste leva à aplicação de testes executados manualmente pelo próprio testador (oráculo humano), de modo informal, ad-hoc e improdutivo. Uma possível contribuição para aliviar esforços do testador é a implementação de oráculos de teste baseados na extração de características das saídas do SUT. Resultados de trabalhos anteriores mostram que tal abordagem contribui para o aumento da produtividade do teste, mitigando e complementando os esforços manuais. Este trabalho de mestrado propõe e avalia oráculos de teste automatizados para sistemas cujas saídas consistem em imagens médicas tridimensionais. Para tanto, é explorado o framework O-FIm/CO (do inglês, Oracle for Images and Complex Outputs) que utiliza conceitos de Recuperação de Imagens Baseada em Conteúdo (do inglês, Content-Based Image Retrieval CBIR) como uma forma de automatizar oráculos de teste. Além de adaptações e extensões do framework, desenvolveram-se plug-ins que representam extratores de características de imagens médicas tridimensionais de vasos sanguíneos. Para evidenciar a eficácia da abordagem, foram conduzidos dois estudos experimentais objetivando avaliar a eficácia e a precisão dos oráculos de teste baseados em características na avaliação desse tipo de imagem. Além disso, realizou-se um estudo experimental comparando os oráculos de teste baseados em características e oráculos humanos. Os resultados evidenciam a eficácia da abordagem como uma estratégia promissora para automatizar atividades de teste, contribuindo para a redução de tempo e esforços gerados por abordagens manuais durante a avaliação da qualidade de sistemas geradores de imagens médicas tridimensionais. / Automated testing activities significantly contribute to cost reduction and project productivity during the software development process. Automated testing reduces human effort and increases the quality of the final product. However, the high complexity of contemporary SUT outputs limits, in some cases, the application of automated test strategies. Systems with graphical/audio outputs, three-dimensional imaging, graphical user interfaces and some web applications are examples of systems with complex outputs. The lack of automated test oracles leads to the application of manual tests performed by the tester (human oracle) in an informal, ad-hoc and unproductive manner. One possible contribution to alleviate the testers efforts is to implement test oracles based on the extraction of characteristics from the SUT outputs. Results from previous work show that such an approach contributes to increase test productivity, mitigating and complementing manual efforts. This dissertation proposes and evaluates automated test oracles for systems whose outputs consist of three-dimensional medical images. To do so, the framework O-FIm/CO (Oracle for Images and Complex Outputs) that uses CBIR (Content-Based Image Retrieval) concepts is explored as a strategy to automate test oracles. In addition to adaptations and extensions of the framework, plug-ins were developed which represent extractors of three-dimensional medical image characteristics of blood vessels. To demonstrate the efficacy of the approach, two experimental studies were conducted to evaluate the efficacy and accuracy of feature-based test oracles in the evaluation of such images. Moreover, an experimental study was conducted to compare feature-based test oracles with human oracles. The results show the efficacy of the approach as a promising strategy to automate testing activities, contributing to the reduction of time and effort generated by manual approaches during the quality assessment of three-dimensional medical imaging systems.

Page generated in 0.0998 seconds