• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 117
  • 12
  • 12
  • 12
  • 11
  • 9
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 124
  • 124
  • 35
  • 25
  • 22
  • 21
  • 19
  • 19
  • 16
  • 15
  • 15
  • 15
  • 14
  • 14
  • 14
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Mapas pluviométricos médios mensais no verão para o estado do Paraná, utilizando métodos geoestatísticos /

Zamboti, Jacinta Ludovico. January 2001 (has links)
Orientador: Angelo Cataneo / Doutor
2

Distribuição espaço-temporal da preciptação pluvial no Estado do Rio Grande do Sul

Britto, Fabiane Pereira January 2004 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-graduação em Geografia. / Made available in DSpace on 2012-10-22T03:03:18Z (GMT). No. of bitstreams: 1 203723.pdf: 3074104 bytes, checksum: 72b7ffe21fecefb40e94acf32cf99357 (MD5) / Este trabalho tem como objetivo identificar e caracterizar a precipitação pluvial e os sistemas atmosféricos que atuam no Estado do Rio Grande do Sul. Foram utilizados dados mensais de precipitação pluvial do período entre 1967 a 1998, de 14 Estações Meteorológicas. O comportamento espaço - temporal da precipitação pluvial, foi analisado através da variabilidade interanual, anual, mensal e sazonal. Totais médios foram calculados de pluviosidade para cada estação meteorológica utilizando o programa Excel. Posteriormente, efetuou-se a plotagem de gráficos de distribuição dos totais de precipitação pluvial (anuais, mensais e sazonais) que possibilitaram a análise e interpretação dos dados. Os resultados de variabilidade interanual, mostram que os anos que apresentaram índices pluviométricos positivos e negativos, estiveram associados aos fenômenos El Niño Oscilação Sul. Em relação à variabilidade anual, chove mais na metade norte do Estado (totais superiores a 1500 mm) do que na metade sul (totais inferiores a 1500 mm). São Luiz Gonzaga, Cruz Alta, Caxias do Sul e Bom Jesus apresentam os maiores totais de precipitação pluvial. Santa Vitória do Palmar, Pelotas e Porto Alegre apresentam os menores totais de chuva. Sazonalmente, no litoral e no centro-sul do Estado, os meses de inverno são os mais chuvosos, devido a freqüência de passagens dos sistemas frontais. No sudoeste do Estado, o outono é mais chuvoso, devido a atuação dos bloqueios atmosféricos. No noroeste os meses da primavera são os mais chuvosos, devido a formação dos Complexos Convectivos de Mesoescala. No nordeste o verão é mais chuvoso, em função das chuvas convectivas associadas a sistemas atmosféricos como a Zona de Convergência do Atlântico Sul.
3

Mapas pluviométricos médios mensais no verão para o estado do Paraná, utilizando métodos geoestatísticos

Zamboti, Jacinta Ludovico [UNESP] 07 1900 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:31:39Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2001-07Bitstream added on 2014-06-13T20:02:35Z : No. of bitstreams: 1 zamboti_jl_dr_botfca.pdf: 818876 bytes, checksum: 2ee7aea4ca86f34951c5bfddbdd82a8c (MD5)
4

Análise de tendência das séries temporais de precipitação e impactos de mudanças climáticas na região sul do Brasil /

Graciano, Regina Luíza Gouvêa, 1973-, Pinheiro, Adilson, 1961-, Severo, Dirceu Luís, 1964-, Universidade Regional de Blumenau. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental. January 2011 (has links) (PDF)
Orientador: Adílson Pinheiro. / Co-orientador: Dirceu Luis Severo. / Dissertação (mestrado) - Universidade Regional de Blumenau, Centro de Ciências Tecnológicas, Programa de Pós-Graduação de Engenharia Ambiental.
5

O fenômeno El Niño-Oscilação Sul e os eventos extremos de precipitação em Santa Catarina

Duarte, Laís Gonçalves Fernandes January 2017 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Oceanografia, Florianópolis, 2017. / Made available in DSpace on 2017-12-12T03:27:57Z (GMT). No. of bitstreams: 1 349370.pdf: 2702280 bytes, checksum: bd4bf830322ae7b41d2287c0e06ee2bf (MD5) Previous issue date: 2017 / O estado de Santa Catarina (SC) apresenta um histórico considerável de registro de eventos extremos de precipitação ao longo das décadas, além de um aumento significativo nas inundações bruscas nos últimos anos. O objetivo deste trabalho é analisar as mudanças na frequência e intensidade dos eventos extremos em SC, entre 1979-1999 e 2000-2015, relacionadas ao fenômeno El Niño Oscilação Sul (ENSO). Os resultados mostram que mudanças no ENSO, devido à influência da Oscilação Interdecadal do Pacífico (IPO), modificam a teleconexão entre o Pacífico e a América do Sul (PSA) que ocasiona alterações nos mecanismos atmosféricos. No primeiro período (1979-1999) os eventos são mais numerosos em episódios de El Niño (EN) e no segundo período (2000-2015), em La Niña (LN) e períodos de neutralidade. Na estação da primavera (SON), entre 1979-1999, os eventos são causados pelo desenvolvimento de Complexos Convectivos de Mesoescala (CCMs), fortalecidos pela atuação dos jatos de altos e baixos níveis. No último período, os eventos estão associados à sistemas frontais e ainda à advecção de umidade do Atlântico subtropical, oriunda da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS). No verão (DJF), os eventos extremos são mais frequentes em episódios de desenvolvimento da ZCAS envolvendo regiões ao sul de sua posição climatológica, principalmente a parte norte e leste de SC. Novamente, no primeiro período, esses eventos acontecem em episódios de EN e no segundo, ficam mais frequentes em LN. Eventos extremos também ocorrem em períodos com bloqueio atmosférico em parte do Sul e Sudeste do Brasil, em anos sem influência do ENSO, ocasionando eventos no interior e no sul de SC. / Abstract : The state of Santa Catarina (SC) presents a considerable record of extreme rainfall events over the last decades, as well as a significant increase in floods events in recent years. The objective of this work is to analyze changes in frequency and intensity of the extreme events in SC, between 1979-1999 and 2000-2015, related to El Niño-Southern Oscillation (ENSO). The results show that changes in ENSO, due to influence of Interdecadal Pacific Oscillation (IPO), modifies the teleconnection between the Pacific and South America (PSA) that causes changes in atmospheric mechanisms. In the first period (1979-1999), events are more numerous in El Niño (EN), while in the second period (2000-2015) in La Niña (LN) and neutral years. In the spring (SON) season of 1979-1999, events are caused by the development of Mesoscale Convective Complexes (MCCs), strengthened by the performance of high and low level jets. In the second period, the events are associated to frontal systems and moisture flux advection of South Atlantic, coming from the South Atlantic Convergence Zone (SACZ). In summer (DJF), extreme events are more frequent in episodes of SACZ embracing regions southern of its climatological position, mainly the north and east part of SC. Again, in the first period, these events occurred in episodes of EN and in the second period, they are more frequent in LN. Extreme events also occur in periods with atmospheric blocking in part of the South and Southeast of Brazil, in years without ENSO influence, causing events in the west and south of SC.
6

Construção de cenários de regime de chuvas no estado do Ceará: aplicabilidade de análise de Fourier / Scenario building rainfall regime in the state of Ceará: applicability of Fourier analysis

Nogueira, Marcelo Leão 21 January 2011 (has links)
NOGUEIRA, M. L. Construção de cenários de regime de chuvas no estado do Ceará: aplicabilidade de análise de Fourier. 2011. 74 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil: Recursos Hídricos) – Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2011. / Submitted by Hohana Sanders (hohanasanders@hotmail.com) on 2016-04-27T19:05:29Z No. of bitstreams: 1 2011_dis_mlnogueira.pdf: 5576263 bytes, checksum: de94c4287fa51643c011c6f4921768e9 (MD5) / Approved for entry into archive by Marlene Sousa (mmarlene@ufc.br) on 2016-06-02T18:11:18Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_dis_mlnogueira.pdf: 5576263 bytes, checksum: de94c4287fa51643c011c6f4921768e9 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-06-02T18:11:18Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_dis_mlnogueira.pdf: 5576263 bytes, checksum: de94c4287fa51643c011c6f4921768e9 (MD5) Previous issue date: 2011-01-21 / Located in the Northeast of Brazil, the state of Ceará has a different climatical system from other regions, and it has been widely studied about the peculiar rain regime . To undesrtand that regime, the state was divided into homogeneous rain macro-regions for the studies done by Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (FUCEME). In order to characterize and build possible sceneries related to the rain level, pluviometrical places were selected in those macrorregiões to apply a mathematical tool called Fourier Analysis, which helps to turn the data of a time series into frequency data, what allows to verify the behavior of the variability in each macro-regions. Results based on the precipitation data of the selected places have showed that the tool is effective in the characterization of the region in climatical studies, briefly indicating thatcreating for regions closer to the shore, the frequency curve has less irregular features. The eastern places are a little similar in their variability, although they are in different macro-regions. When it comes to the macro-region in the Central Countryside, the results showed that the place had a peculiar feature, and a speficic study for that region was suggested. The Fourier Analysis also creates possible sceneries related to the pluviometrical level in the next years. Nevertheless, the sceneries studied presented high level of variation in their behaviour, indicating years of extreme scarcity, and right after that extreme abundance in relation to the average of the rain level in that region. That variation may be explained by the high pluviometrical variability rate, which occurs every year in the state of Ceará. It is also relevant to point out that the Fourier Analysis seems to be a consistent tool in its methodology and may show satisfying results dependin on the variables and the circumstances. / O Estado do Ceará, localizado no Nordeste do Brasil, possui um sistema climatológico diferenciado das outras regiões, sendo objeto de vários estudos sobre o regime de chuva peculiar que ocorre no Estado. Para melhor entendimento desse regime, o Estado foi divido em Macrorregiões Homogêneas de chuva através de estudos realizados pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (FUCEME). Com intuito de caracterizar e construir possíveis cenários em relação ao nível de chuva foi selecionado postos pluviométricos dessas macrorregiões para aplicação de uma ferramenta matemática chamada Análise de Fourier. Esta análise auxilia na caracterização de uma região através da transformada de Fourier, que transforma os dados de uma série temporal em dados em freqüência dando oportunidade de verificar o comportamento da variabilidade de cada macrorregião. Resultados, baseado nos dados de precipitação dos postos selecionados, mostram que a ferramenta matemática é eficaz na caracterização da região em estudos climatológicos gerando indícios que, para regiões mais próximas do litoral, a curva de freqüência possui características menos irregulares. Os postos mais ao leste do Estado, apesar de estarem em Macrorregiões diferentes, possuem certa semelhança em suas variabilidades. Em relação à Macrorregião Sertão Central os resultados mostram que tal macrorregião tem uma característica peculiar sugerindo um estudo específico para esta localidade. A Análise de Fourier também gera possíveis cenários em relação ao nível pluviométrico para os próximos anos. No entanto, os cenários obtidos apresentaram altas variações em seu comportamento indicando anos de extrema escassez, logo após anos de extrema abundância em relação à média no nível de chuva da macrorregião. Tal variação pode ser explicada devido ao alto índice de variabilidade pluviométrica que ocorre ano a ano no Estado do Ceará É relevante ressaltar que a Análise de Fourier demonstra ser uma ferramenta consistente em seu método e dependendo das circunstâncias e variáveis em estudos apresentam resultados satisfatórios ou não.
7

Veranicos no estado do Mato Grosso : análise da variabilidade espaço-temporal e modelagem estatística

Pertussatti, Caroline Alvarenga 29 November 2013 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, 2013. / Submitted by Gomes Neide (neide@bce.unb.br) on 2014-07-18T21:48:34Z No. of bitstreams: 1 2013_CarolineAlvarengaPertussatti.pdf: 3800709 bytes, checksum: ca0241d6f209d7011e0a9288f39a3569 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2014-08-08T14:48:55Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_CarolineAlvarengaPertussatti.pdf: 3800709 bytes, checksum: ca0241d6f209d7011e0a9288f39a3569 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-08-08T14:48:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_CarolineAlvarengaPertussatti.pdf: 3800709 bytes, checksum: ca0241d6f209d7011e0a9288f39a3569 (MD5) / Em regiões marcadas por agricultura de sequeiro, conhecer os padrões de precipitação é fundamental para o gerenciamento da produção agrícola e a gestão dos recursos hídricos. Dentre as variáveis que caracterizam a precipitação, aparecem os veranicos, definidos como uma sequência de dias secos durante a estação chuvosa. Busca-se, nesse trabalho, aprofundar o entendimento da variabilidade da precipitação no Mato Grosso a partir da análise dos veranicos, incluindo modelagem estatística do fenômeno. Para 158 estações pluviométricas (dados diários a partir de 1970), definiu-se veranico no período chuvoso (outubro a março) como uma sequência de dias consecutivos com precipitação inferior a 0,5 e 10 mm. Os veranicos foram caracterizados a partir das estatísticas: frequências relativas de dias secos ( FS ) e de veranicos maiores ou iguais a 10 dias ( F10 ); comprimentos médio mensal (VMM ), médio sazonal (VM ) e máximo mensal (VMaxM ); e dia de início do veranico de maior comprimento (DIM). A distribuição espacial das estatísticas indicou um gradiente crescente norte a sul/sudoeste, com maiores comprimentos e frequências relativas no Pantanal Mato-grossense e menores na Amazônia. O aumento do valor-limite de 0 para 5 e 10 mm ocasionou o aumento dos valores das estatísticas, porém sem alteração significativa no gradiente. Em outubro e novembro ocorreram os maiores comprimentos médios e máximos. Uma distribuição geométrica foi então ajustada à frequência de ocorrência para representar a dinâmica da ocorrência de veranicos. A análise interanual das variáveis relativas as estatísticas descritas mostrou que grande parte das estações não apresenta tendência monotônica estatisticamente significante. Os veranicos tendem a começar, em média, primeiro na região norte e prosseguem para a região sul. Observou-se, também, variação intrassazonal indicando quatro sub-regiões com padrões similares: sudeste, sudoeste, nordeste e noroeste. A partir desses resultados, ajustou-se um modelo de regressão logística para determinar a probabilidade de ocorrência de um veranico de comprimento especificado. Este trabalho contribui para uma melhor compreensão e modelagem dos veranicos no Mato Grosso, fornecendo um novo entendimento sobre as variações pluviométricas no estado e consequentemente um potencial subsídio para melhor gestão da agricultura e recursos hídricos na região. ______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / In regions with dry farming, the knowledge of the patterns of precipitation is critical to the management of agricultural production as well and management of water resources. Among the variables that characterize the precipitation, there are the dry spells that is defined as a sequence of dry days during the rainy season. In this work, the aim is to deepen the understanding of the rainfall variability in the state of Mato Grosso from the analysis of dry spells, including statistical modeling of the phenomenon. For 158 rainfall stations (daily data from 1970), dry spells is defined in the rainy season (October to March) as a sequence of consecutive days with precipitation below 0, 5 and 10 mm. Dry spells were characterized by the statistics: relative frequency of dry days ( FS ) and of dry spells greater than or equal to 10 days ( F10 ), average of the monthly lengths (VMM ), average of the monthly seasonal lengths (VM ), monthly maximum lengths (VMaxM ) and start day of dry spells of maximum length (DIM). The spatial distribution of the indices indicated an increasing gradient north to south/southwest, with higher average and maximum lengths and frequencies for the Pantanal and the opposite in the Amazon. The increase of the threshold of 0 to 5 and 10 mm caused the increase of the values of these statistics but with no significant change in gradient. In October and November occurred the major average and maximum monthly lengths. A geometric distribution was fitted for the frequency of occurrence to represent the dinamics of occurrence of dry spells. The interannual analysis of the variables relative to the described statistics showed that most part of the stations do not present any statistically significant monotonic trend. Dry spells tend to start, on average, first in the northern region and then continue to the south. Also it was observed a seasonal variation indicating four sub-regions with similar patterns: southeast, southwest, northeast and northwest. From these results, a model of logistic regression was adjusted to determine the probability of occurrence of an dry spell of a specified length. This work contributes to a better understanding and modeling of dry spells in Mato Grosso, providing a new understanding of the rainfall variations in the state and consequently a potential subsidy for better management of agriculture and water resources in the region.
8

Mapeamento de eventos hidrológicos da cidade de Bauru-SP /

Pedrini, Marina Alves Ferraz. January 2018 (has links)
Orientador: Anna Silvia Palcheco Peixoto / Co-orientadora: Ilza Machado Kaiser / Banca: Claudio José Ferreira / Banca: Gustavo Garcia Manzato / Resumo: O debate sobre o aquecimento global nas últimas décadas e também o aumento da frequência e intensidade de acontecimentos extremos causados por eventos hidro-meteorológicos e climatológicos levou a uma maior ênfase em estudos de desastres naturais. No Brasil as secas e as enxurradas são as tipologias mais recorrentes, sendo que a chuva é o evento desencadeador com maior incidência de danos. A análise cruzada de danos e seus fatores geradores relacionados a eventos hidrológicos indica que a chuva intensa é o evento mais preponderante para a ocorrência de desastres naturais relacionados à drenagem. O objetivo do trabalho foi a elaboração do mapa de risco à inundação urbana (alagamento, enchente e enxurrada) da cidade de Bauru e também a comparação entre dados obtidos de pluviômetros automáticos e dados de radar. Os dados de precipitação foram obtidos de pluviômetros automáticos instalados na cidade de Bauru. A probabilidade de ocorrência dos eventos hidrológicos foi estimada pelas equações IDF (intensidade, duração, frequência). Os resultados desta pesquisa foram espacializados e classificados em função de sua severidade verificando-se que eventos com baixo período de retorno geram danos significativos. Foi elaborado um mapa de perigo atribuindo pesos aos fatores ambientais e sociais com o auxílio de SIG (Sistema de Informação Geográfica). O estudo de caso desta pesquisa pode auxiliar os órgãos competentes na implementação de sistemas de alerta precoce e políticas de prevenção. / Abstract: The current debate about global warming in recent decades and also the increase in the frequency and intensity of extreme events caused by hydro-meteorological and climatological events led to a greater emphasis on natural disasters studies. In Brazil, droughts and floods are the most recurrent typologies, with rain being the main event that causes the majority of the damages. Cross-analysis of damage triggering events related to rain indicates that heavy rain is the most significant event in the occurrence of natural disasters related to drainage. The objective of this research was the elaboration of an urban flooding risk map for Bauru and also the comparison between data of rain gauges and radar. Precipitation data was obtained from rain gauges installed in the city of Bauru. The probability of occurrence of hydrological events was estimated by the IDF (intensity, duration, frequency) equations. The results of this research were spatialized and classified according to its severity and they showed low return events cause significant damage. A map of hazard areas was developed with the help of GIS (Geographic Information System) software. The case study of this research can help the local governments with the implementation of early warning systems and prevention policies. / Mestre
9

Clima urbano, risco e vulnerabilidade em cidades costeiras do mundo tropical : estudo comparado entre Santos (Brasil), Maputo (Moçambique) e Brisbane (Austrália) /

Nascimento Júnior, Lindberg. January 2018 (has links)
Orientador: João Lima Sant'Anna Neto / Banca: Margarete Cristiane de Costa Trindade Amorim / Banca: Isabel Cristina Moroz Caccia Gouveia / Banca: Ana Monteiro / Banca: Natacha Cintia Regina Aleixo / Resumo: O estudo foi baseado no Sistema do Clima Urbano articulado na abordagem da Geografia do Clima e desenvolvido por processos comparativos dos climas urbanos de Santos, no Brasil, Maputo, em Moçambique, e Brisbane, na Austrália. As três cidades estão situadas em ambientes tropicais costeiros do Hemisfério Sul, localizadas ao sul do Trópico de Capricórnio e posicionadas nos setores leste de cada país. Todas elas apresentam regime pluviométrico de clima tropical, situam-se em países em diferentes momentos do desenvolvimento desigual e combinado e apresentam anualmente registros de ocorrências de inundações e alagamentos. O objetivo foi investigar a constituição de climas urbanos que estão inseridos no mesmo domínio climático sob diferentes momentos do desenvolvimento. Neste sentido, os impactos das chuvas nas cidades não são vistos como manifestação climática adversa, de outro modo, a chuva é um dos fenômenos do clima urbano, um problema geográfico clássico que é incorporado nas tessituras socioespaciais que qualifica o fenômeno climático em risco climático. A pesquisa foi organizada com base em: análises da variabilidade mensal, sazonal e interanual da precipitação no período de 1951 a 2015; identificação de sistemas produtores de chuva no mundo tropical e nos setores costeiros; cartas geotécnicas de caracterização do sítio urbano e da susceptibilidade a inundações; elaboração de índices de vulnerabilidade a desastres naturais; e na geografia histórica da urbanização. A análise c... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Based on the Urban Climate System articulated in approach to Geography of Climate this study had developed by comparative processes between the urban climates of Santos - Brazil, Maputo - Mozambique and Brisbane - Australia. The three cities are located in Southern Hemisphere, located in the south of Tropic of Capricorn, and positioned in eastern sectors of each country. The three cities shows the rainfall patterns of tropical climate and occurrences of floods registered annually and located in counties on different moments of uneven and combined development. The objective was to investigate the constitution of urban climates at the same climatic domain witth different moments of development. That is why the rainfall impacts on the cities are not seen as an adverse climatic event. Otherwise, it is a phenomena of the urban climate, a classical geographical problem that embodied in sociospatial structure. The research was organized with: precipitation monthly and interannual variability analysis from 1951 to 2015; identification of sinoptic systems in the tropical world and coastal sectors; characterization of urban structure and susceptibility to floods; elaboration if social vulnerability index to natural disasters; historical geography of urbanization analysis. Ther comparative analisys offers a equalization moments of occupation of environmentally fragile areas and naturally susceptible to disasters, and differentiation moments as processes of sociospatial vulnerabilization... (Complete abstract click electronic access below) / Résumé: L'étude était basée sur le Système Climat Urbain articulé dans l'approche de la Géographie du Climat. Il a été développé par des processus comparatifs des climats urbains de Santos au Brésil, Maputo au Mozambique et Brisbane en Australie. Les trois villes sont situées dans les régions tropicales côtières du Hémisphère Sud, situé au sud du tropique du Capricorne, et positionnés dans les secteures l'Est de chaque pays. Ils ont eu un régime pluviométrique tropical, présent des occurrences d'inondations enregistrées annuelemnt et sont situés dans pays avec différents moment de développement inégal et combiné. Ainsi que l'objectif est d'étudier la constitution des climats urbains dans la même domaine climatique et avec différents moments de développement. En ce sens, les impacts des précipitations sur les villes ne sont pas considérés comme un phénomène climatique défavorable. Sinon, c'est l'un des phénomènes du climat urbain, un problème géographique classique qui est ancré dans les structure sociospatiales. La recherche a été organisée dans: l'analyse de la variabilité mensuelle et interannuelle des précipitations sur la période de 1951 à 2015; l'identification des systèmes de précipitations dans le monde tropical et dans les secteurs côtiers; cartes géotechniques caractérisant le site urbain et la susceptibilité aux inondations; l'élaboration d'indices de vulnérabilité aux catastrophes naturelles; et la géographie historique de l'urbanisation. L'analize comparative offres des m... (Résumé complet accès életronique ci-dessous) / Doutor
10

Índices de monção de verão para o Hemisfério Sul simulados pelos modelos do CMIP / Summer monsoon indices for Southern Hemisphere simulated by CMIP models

Pogorzelski, Vanúcia Schumacher 17 July 2015 (has links)
Submitted by Marco Antônio de Ramos Chagas (mchagas@ufv.br) on 2015-12-15T07:37:36Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 5071369 bytes, checksum: d4b76bb90b8924383fb1d2878f82d280 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-12-15T07:37:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 5071369 bytes, checksum: d4b76bb90b8924383fb1d2878f82d280 (MD5) Previous issue date: 2015-07-17 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / O principal objetivo deste estudo foi avaliar a capacidade dos modelos climáticos do CMIP5 em representar a variabilidade interanual dos índices de monção de verão (IMVs) para o Hemisfério Sul (HS), e analisar a resposta dos padrões de teleconexões da Oscilação Antártica (AAO) com os IMVs e a precipitação durante o verão austral. Os índices foram calculados com base na metodologia encontrados na literatura, através da componente do vento em baixos níveis para três regiões de monção tropical no HS: América do Sul (SAM), Sul da África (SAF) e Austrália (AUS). Os resultados sugerem que as chuvas nos domínios de monção são comumente caracterizadas com anomalias de baixa pressão, associado com circulação ciclônica em baixos níveis e gradiente de Temperatura da Superfície do Mar. Além disso, observa- se um dipolo anômalo de pressão sobre América do Sul, e um efeito gangorra da anomalia de precipitação positiva (negativa) entre SAM (AUS). Nota-se também que o índice da AUS modula as chuvas em grande parte da África. As chuvas monçônicas são bem correlacionadas com a fase positiva da AAO. Em geral, os modelos CMIP5 apresentam grande variabilidade espacial entre si, e em termos de amplitude dos valores. Observa-se também que os modelos que apresentam menores contrastes de precipitação e temperatura em relação aos dados observados, reproduzem relativamente bem às simulações em comparação com o observado. / The purpose of this study is to evaluate the ability of climate models CMIP5 in representing the interannual variability of summer monsoon indices (IMVs) in Southern Hemisphere (SH), and analyze the response of teleconnections patterns of the Antarctic Oscillation (AAO) with IMVs and precipitation during the southern summer. The indices were calculated based on the methodology in the literature, through the wind component at low levels for three regions of tropical monsoon in SH: South America (SAM), South Africa (SAF) and Australia (AUS). The results suggest that rainfall in the monsoon domains are usually characterized with low pressure anomalies associated with cyclonic circulation at low levels and Sea Surface Temperature gradient. In addition, there is an anomalous dipole pressure on South America, and one seesaw effect of positive precipitation anomaly (negative) between SAM (AUS). It is noted also that the AUS index modulates the rains in much of Africa. The monsoon rains are well correlated with the positive phase of the AAO. In general, CMIP5 models have large spatial variability among themselves and in terms of amplitude values. It is also observed that the models exhibit lower contrasts precipitation and temperature in relation to the observed datasets, to reproduce relatively well the simulations compared with observed.

Page generated in 0.2756 seconds