• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 129
  • 9
  • 3
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 141
  • 75
  • 51
  • 45
  • 43
  • 37
  • 30
  • 26
  • 21
  • 20
  • 19
  • 19
  • 18
  • 16
  • 16
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Decomposição foliar e macroinvertebrados aquáticos em um sistema lótico neotropical

Barbosa, André Frainer January 2008 (has links)
O aporte de material foliar em sistemas lóticos de pequeno e médio porte é responsável pela maior parte da energia e matéria que entra nesses ambientes. Esse material passa por um processo de decomposição natural, o qual é afetado por diversos fatores, como pela presença de microorganismos decompositores, macroinvertebrados fragmentadores ou devido às condições físicas e químicas da água. Porém, enquanto que em regiões temperadas os organismos retalhadores são reconhecidamente importantes para o processamento do material foliar, em regões tropicais e sub-tropicais esses organismos parecem não participar tão ativamente da decomposição foliar. Nesse trabalho, estudamos áreas influenciadas por diferentes graus de antropização, objetivando verificar a influência de atividades agrícolas na decomposição foliar, bem como a relação dos invertebrados retalhadores neste processo de decomposição. Procuramos, também, avaliar a validade do uso de índices biológicos já existentes para países da América Latina na detecção de impacto ambiental na bacia hidrográfica em estudo. Os experimentos de decomposição foram realizados na Bacia Hidrográfica Lajeado Grande, noroeste do Rio Grande do Sul. Nessa bacia hidrográfica, oito sítios amostrais foram selecionados e tiveram suas características físicas e químicas mensuradas. Em cada sítio, bolsas-de-folhiço contendo 4g de Ocotea puberula (Lauraceae) foram expostas e retiradas mensalmente até o fim da decomposição foliar. Verificou-se que constituintes físicos dos trechos amostrados, como frações da fácie areia, influenciam a decomposição foliar negativamente (p = 0,0022), enquanto que o gradiente de uso da terra analisado não demonstrou afetar a decomposição foliar (p = 0,3328). Por outro lado, a vazão, característica desse sistema de corredeiras, mostrou-se responsável pela ação de disruptura do material foliar com maior intensidade do que a ação de macroinvertebrados bentônicos. Os valores de densidade, abundância e riqueza dos macroinvertebrados fragmentadores foram afetados negativamente pela vazão da água. Esses organismos apresentaram, assim, maior abundância e densidade nos tratamentos com menor vazão d’água e com a decomposição foliar mais lenta (p = 0,0019). Estes resultados reforçam outros estudos realizados em sistemas neotropicais que atestam que a decomposição foliar nessa região sofre maior influência das variáveis físicas do que da atividade dos macroinvertebrados aquáticos, ao menos no que se refere aos invertebrados retalhadores. O uso dos organismos relacionados ao processo de decomposição foliar, na aplicabilidade de índices biológicos, também necessita de estudos mais específicos, uma vez que os índices existentes para a América Latina contemplam poucas regiões do continente. / Litter fall in small and medium sized lotic systems is responsible for most of the energy and matter input into these ecosystems. After the input of this material, it will be decomposed by several factors, such as some physical water properties or the feeding behavior of shredders and the presence of decomposer microorganisms. In temperate regions, invertebrate shredders are well recognized to influence leaf decomposition. In tropical and sub-tropical regions, however, these organisms seem not to present such important function. In this work we studied some areas affected by human disturbance aiming to verify the importance of land- use gradients to leaf decomposition as well as the role of shredders on this ecological process. We also analyzed the applicability of rapid biological assessments on the studied catchment using indexes already proposed for other Latin America regions. The study was conducted on Lajeado Grande Basin, southern Brazil. There, eight sites were selected and had some physical and chemical properties measured. In each site, four riffles were chosen which were considered as replicates. In these riffles, litter-bags made of 4g Ocotea puberula (Lauraceae) leaves were exposed and retrieved monthly until the end of the decomposition. We verified that some physical constituents of the sites, as percentage of sand, influenced leaf decomposition negatively (p = 0.0022), while the analyzed land- use gradient did not affect leaf decomposition (p = 0.3328). On the other hand, water discharge - another physical characteristic from these systems - was responsible for the leaf- litter breakdown with more intensity than shredders were. Shredders’ density and abundance were affected negatively by water discharge and presented greater numbers at the slow breakdown riffles (p = 0.0019). These results are in agreement with studies from other neotropical systems, which suggest that leaf decomposition in this region is more affected by physical variables than by biological activity, at least for macroinvertebrate shredders. The use of the organisms that colonize leaf material to the applicability of biological assessments also needs more studies, once the existing indexes for their use in Latin America are appropriate for just a few regions.
2

Decomposição foliar e macroinvertebrados aquáticos em um sistema lótico neotropical

Barbosa, André Frainer January 2008 (has links)
O aporte de material foliar em sistemas lóticos de pequeno e médio porte é responsável pela maior parte da energia e matéria que entra nesses ambientes. Esse material passa por um processo de decomposição natural, o qual é afetado por diversos fatores, como pela presença de microorganismos decompositores, macroinvertebrados fragmentadores ou devido às condições físicas e químicas da água. Porém, enquanto que em regiões temperadas os organismos retalhadores são reconhecidamente importantes para o processamento do material foliar, em regões tropicais e sub-tropicais esses organismos parecem não participar tão ativamente da decomposição foliar. Nesse trabalho, estudamos áreas influenciadas por diferentes graus de antropização, objetivando verificar a influência de atividades agrícolas na decomposição foliar, bem como a relação dos invertebrados retalhadores neste processo de decomposição. Procuramos, também, avaliar a validade do uso de índices biológicos já existentes para países da América Latina na detecção de impacto ambiental na bacia hidrográfica em estudo. Os experimentos de decomposição foram realizados na Bacia Hidrográfica Lajeado Grande, noroeste do Rio Grande do Sul. Nessa bacia hidrográfica, oito sítios amostrais foram selecionados e tiveram suas características físicas e químicas mensuradas. Em cada sítio, bolsas-de-folhiço contendo 4g de Ocotea puberula (Lauraceae) foram expostas e retiradas mensalmente até o fim da decomposição foliar. Verificou-se que constituintes físicos dos trechos amostrados, como frações da fácie areia, influenciam a decomposição foliar negativamente (p = 0,0022), enquanto que o gradiente de uso da terra analisado não demonstrou afetar a decomposição foliar (p = 0,3328). Por outro lado, a vazão, característica desse sistema de corredeiras, mostrou-se responsável pela ação de disruptura do material foliar com maior intensidade do que a ação de macroinvertebrados bentônicos. Os valores de densidade, abundância e riqueza dos macroinvertebrados fragmentadores foram afetados negativamente pela vazão da água. Esses organismos apresentaram, assim, maior abundância e densidade nos tratamentos com menor vazão d’água e com a decomposição foliar mais lenta (p = 0,0019). Estes resultados reforçam outros estudos realizados em sistemas neotropicais que atestam que a decomposição foliar nessa região sofre maior influência das variáveis físicas do que da atividade dos macroinvertebrados aquáticos, ao menos no que se refere aos invertebrados retalhadores. O uso dos organismos relacionados ao processo de decomposição foliar, na aplicabilidade de índices biológicos, também necessita de estudos mais específicos, uma vez que os índices existentes para a América Latina contemplam poucas regiões do continente. / Litter fall in small and medium sized lotic systems is responsible for most of the energy and matter input into these ecosystems. After the input of this material, it will be decomposed by several factors, such as some physical water properties or the feeding behavior of shredders and the presence of decomposer microorganisms. In temperate regions, invertebrate shredders are well recognized to influence leaf decomposition. In tropical and sub-tropical regions, however, these organisms seem not to present such important function. In this work we studied some areas affected by human disturbance aiming to verify the importance of land- use gradients to leaf decomposition as well as the role of shredders on this ecological process. We also analyzed the applicability of rapid biological assessments on the studied catchment using indexes already proposed for other Latin America regions. The study was conducted on Lajeado Grande Basin, southern Brazil. There, eight sites were selected and had some physical and chemical properties measured. In each site, four riffles were chosen which were considered as replicates. In these riffles, litter-bags made of 4g Ocotea puberula (Lauraceae) leaves were exposed and retrieved monthly until the end of the decomposition. We verified that some physical constituents of the sites, as percentage of sand, influenced leaf decomposition negatively (p = 0.0022), while the analyzed land- use gradient did not affect leaf decomposition (p = 0.3328). On the other hand, water discharge - another physical characteristic from these systems - was responsible for the leaf- litter breakdown with more intensity than shredders were. Shredders’ density and abundance were affected negatively by water discharge and presented greater numbers at the slow breakdown riffles (p = 0.0019). These results are in agreement with studies from other neotropical systems, which suggest that leaf decomposition in this region is more affected by physical variables than by biological activity, at least for macroinvertebrate shredders. The use of the organisms that colonize leaf material to the applicability of biological assessments also needs more studies, once the existing indexes for their use in Latin America are appropriate for just a few regions.
3

Riqueza e densidade de macroinvertebrados aquáticos associados às macrófitas aquáticas nos lagos de várzea Janauacá (AM) e grande de Curuai (PA) da Amazonia central brasileira

Salcedo, Ana Karina Moreyra 16 February 2011 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2011 / Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2013-05-23T12:55:48Z No. of bitstreams: 1 2011_AnaKarinaMoreyraSalcedo.pdf: 5976486 bytes, checksum: 4222f76f6fc88d24a997cf0a655407c6 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2013-05-23T14:33:06Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_AnaKarinaMoreyraSalcedo.pdf: 5976486 bytes, checksum: 4222f76f6fc88d24a997cf0a655407c6 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-05-23T14:33:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_AnaKarinaMoreyraSalcedo.pdf: 5976486 bytes, checksum: 4222f76f6fc88d24a997cf0a655407c6 (MD5) / As planícies de inundação do rio Amazonas são hábitats para as mais diversas comunidades de macrófitas aquáticas e os macroinvertebrados destacam-se como um dos principais constituintes da sua fauna associada. O objetivo do presente trabalho foi caracterizar as comunidades de macroinvertebrados aquáticos associadas às macrófitas herbáceas em termos de densidade e riqueza de grupos taxonômicos e grupos funcionais tróficos em lagos de várzea da Amazônia Central. O estudo foi realizado no lago Janauacá proximo à cidade de Manaus (AM) e no lago Grande de Curuai próximo à cidade de Santarém (PA). Estes lagos recebem influencia direta do Rio Solimões e Amazonas, respetivamente. O estudo foi conduzido no período de cheia de 2008 e 2009. Foram realizadas as amostragens de macroinvertebrados com auxilio de um amostrador circular com rede de 250 µm de malha em estandes de macrofitas com dominância de plantas herbáceas na região litorânea dos lagos e também, medições de superfície de parâmetros físico-quimicos da água em ambos lagos e no rio Solimões e Amazonas. Os resultados obtidos em 2008 na comparação dos lagos Janauacá e Curuai apresentaram diferença siginificativa para as concentrações de calcio, potássio, carbonato, sulfato e cloro. Não foram observadas diferenças significativas para as demais variáveis. No lago Janauacá em comparação com o rio Solimões houve menor concentração média de Ca2+ e HCO3- e a condutividade elétrica também foi 66% menor. Na várzea do lago Grande de Curuai, para o mesmo período de estudo, os valores médios obtidos das variáveis físico-quimicas foram similares aos obtidos no rio Amazonas. Em períodos de cheia a maior conectividade da várzea do lago Curuai com o rio Amazonas através dos diversos igarapés e canais contribui à maior semelhança nas características físico-químicas da suas águas. Estudos da estimativa de riqueza de táxons da comunidade de macroinvertebrados aquáticos mostraram que os estandes de macrofitas aquáticas com predominância de plantas herbáceas do tipo não gramíneas detêm uma maior riqueza de táxons de macroinvertebrados associados. Os resultados da riqueza e densidade de macroinvertebrados sob o ponto de vista dos grupos funcionais tróficos deram maior informação sobre as composições dos grupos tróficas nos diferentes estandes de macrófitas dominadas por gramíneas e não gramíneas onde o GFT predador e raspador apresentaram as maiores diferenças em termo de representatividade relativa (%). _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The floodplains of Amazon River are habitat for diverse communities of aquatic macrophyte macroinvertebrates stand out as a mean constituent of its fauna. The aim of this study was to characterize the macroinvertebrates associated with macrophytes in terms of density and richness of taxonomic groups and trophic functional groups in floodplain lakes of Central Amazon. The study was carried out in Janauacá lake, near to Manaus city(AM) and Grande de Curuai lake near to Santarém city (PA). These lakes receive direct influence of the Solimões and Amazon river, respectively. The study was conducted during flooded period in 2008 and 2009. Macroinvertebrates were collected with net-sampling with 0,07 m² area and 250 mm in mesh in stands of macrophytes with dominance of herbaceous plants in the littoral region of lakes and also surface measurements of physical-chemical parameters in both lakes and Solimões and Amazonas river were collected. Janauacá and Curuai lakes had significant differences in the concentrations of calcium, potassium, carbonate, sulfate and chloride. There were no significant differences for other variables. In Janauacá lake compared with the Solimões River there was a lower mean concentration of Ca2+ and HCO3-and electrical conductivity was also 66% lower in the lake. Physico-chemical variables were similar in Grande de Curuai Lake and Amazon River. In periods of full connectivity of this lake with the Amazon River by channels and streams contributes to the greater similarity in the physicochemical characteristics of its waters. Estimate richness of aquatic macroinvertebrates taxa showed that the stands of macrophytes with a predominance of herbaceous plants “non grasses” have abundance of macroinvertebrates taxa associated. The results of macroinvertebrate richness and density from the point of view of functional trophic groups gave more information on the composition of trophic groups in different macrophyte stands dominated by herbaceous “grass” type and herbaceous “no grass” type. Funcional trophic groups predator and scraper showed the greatest differences in terms of relative representativeness (%).
4

Decomposição foliar e macroinvertebrados aquáticos em um sistema lótico neotropical

Barbosa, André Frainer January 2008 (has links)
O aporte de material foliar em sistemas lóticos de pequeno e médio porte é responsável pela maior parte da energia e matéria que entra nesses ambientes. Esse material passa por um processo de decomposição natural, o qual é afetado por diversos fatores, como pela presença de microorganismos decompositores, macroinvertebrados fragmentadores ou devido às condições físicas e químicas da água. Porém, enquanto que em regiões temperadas os organismos retalhadores são reconhecidamente importantes para o processamento do material foliar, em regões tropicais e sub-tropicais esses organismos parecem não participar tão ativamente da decomposição foliar. Nesse trabalho, estudamos áreas influenciadas por diferentes graus de antropização, objetivando verificar a influência de atividades agrícolas na decomposição foliar, bem como a relação dos invertebrados retalhadores neste processo de decomposição. Procuramos, também, avaliar a validade do uso de índices biológicos já existentes para países da América Latina na detecção de impacto ambiental na bacia hidrográfica em estudo. Os experimentos de decomposição foram realizados na Bacia Hidrográfica Lajeado Grande, noroeste do Rio Grande do Sul. Nessa bacia hidrográfica, oito sítios amostrais foram selecionados e tiveram suas características físicas e químicas mensuradas. Em cada sítio, bolsas-de-folhiço contendo 4g de Ocotea puberula (Lauraceae) foram expostas e retiradas mensalmente até o fim da decomposição foliar. Verificou-se que constituintes físicos dos trechos amostrados, como frações da fácie areia, influenciam a decomposição foliar negativamente (p = 0,0022), enquanto que o gradiente de uso da terra analisado não demonstrou afetar a decomposição foliar (p = 0,3328). Por outro lado, a vazão, característica desse sistema de corredeiras, mostrou-se responsável pela ação de disruptura do material foliar com maior intensidade do que a ação de macroinvertebrados bentônicos. Os valores de densidade, abundância e riqueza dos macroinvertebrados fragmentadores foram afetados negativamente pela vazão da água. Esses organismos apresentaram, assim, maior abundância e densidade nos tratamentos com menor vazão d’água e com a decomposição foliar mais lenta (p = 0,0019). Estes resultados reforçam outros estudos realizados em sistemas neotropicais que atestam que a decomposição foliar nessa região sofre maior influência das variáveis físicas do que da atividade dos macroinvertebrados aquáticos, ao menos no que se refere aos invertebrados retalhadores. O uso dos organismos relacionados ao processo de decomposição foliar, na aplicabilidade de índices biológicos, também necessita de estudos mais específicos, uma vez que os índices existentes para a América Latina contemplam poucas regiões do continente. / Litter fall in small and medium sized lotic systems is responsible for most of the energy and matter input into these ecosystems. After the input of this material, it will be decomposed by several factors, such as some physical water properties or the feeding behavior of shredders and the presence of decomposer microorganisms. In temperate regions, invertebrate shredders are well recognized to influence leaf decomposition. In tropical and sub-tropical regions, however, these organisms seem not to present such important function. In this work we studied some areas affected by human disturbance aiming to verify the importance of land- use gradients to leaf decomposition as well as the role of shredders on this ecological process. We also analyzed the applicability of rapid biological assessments on the studied catchment using indexes already proposed for other Latin America regions. The study was conducted on Lajeado Grande Basin, southern Brazil. There, eight sites were selected and had some physical and chemical properties measured. In each site, four riffles were chosen which were considered as replicates. In these riffles, litter-bags made of 4g Ocotea puberula (Lauraceae) leaves were exposed and retrieved monthly until the end of the decomposition. We verified that some physical constituents of the sites, as percentage of sand, influenced leaf decomposition negatively (p = 0.0022), while the analyzed land- use gradient did not affect leaf decomposition (p = 0.3328). On the other hand, water discharge - another physical characteristic from these systems - was responsible for the leaf- litter breakdown with more intensity than shredders were. Shredders’ density and abundance were affected negatively by water discharge and presented greater numbers at the slow breakdown riffles (p = 0.0019). These results are in agreement with studies from other neotropical systems, which suggest that leaf decomposition in this region is more affected by physical variables than by biological activity, at least for macroinvertebrate shredders. The use of the organisms that colonize leaf material to the applicability of biological assessments also needs more studies, once the existing indexes for their use in Latin America are appropriate for just a few regions.
5

Esponjas marinhas do sul do Brasil : estrutura das comunidades, interações e biodiversidade

Carraro, João Luís de Fraga January 2012 (has links)
O presente estudo tem como foco principal caracterizar a estrutura das assembléias de poríferos marinhos, a influência de fatores ambientais em sua distribuição, a sua relação com os demais organismos e a biodiversidade em três Ilhas do Estado de Santa Catarina. As coletas foram realizadas nas ilhas das Aranhas, do Xavier e do Campeche, município de Florianópolis. Os dados quantitativos foram coletados em dois estratos de profundidade: (1) a seis metros (RASO) e (2) a 12 metros (FUNDO). Em cada faixa de profundidade foram estendidas cinco transecções de 20 metros de comprimento cada, em contínuo. Para verificar se houve diferença significativa na estrutura das assembléias, considerando os fatores ilhas, profundidade e tipos de rocha, foi utilizado no SPSS, versão 18, o Modelo Linear Generalizado – GLM. Através da matriz de similaridade foi realizada uma análise de escalonamento multi-dimensional (nMDS) para representar a distribuição dos descritores ambientais em relação à composição de espécies. Para caracterizar e quantificar as interações entre as esponjas e o fito-zoobentos foram criadas quatro categorias de interação: Contato de Borda (CB): quando não há evidência de crescimento de dois organismos, um sobre o outro, que entram em contato direto pelas bordas; Contato Indireto (CI): quando a esponja está próxima ao organismo vizinho, num raio de até 5 cm de distância, sem contato das bordas de ambos; Contato por Recobrimento (RE): quando toda ou parte da esponja apresenta crescimento sobre o organismo em contato e Contato por Cobertura (RT): quando parte dos poros ou ósculos da esponja estão embaixo dos demais organismos ou quando estão sendo utilizadas como substrato. Para avaliar como as assembléias de esponjas utilizam o espaço no ambiente em relação à fauna e flora circundante, foi utilizado o índice de grau de intransitividade. A ilha das Aranhas apresenta a maior riqueza (42 spp) e abundância de esponjas (2859 ind). A ilha do Xavier apresentou a menor abundância (1665 ind) e riqueza intermediária (38 spp) e a ilha do Campeche apresentou a menor riqueza (34 spp) e abundância intermediária (2423 ind). Constatou-se interação significativa entre a localização (ilha) e o tipo de substrato e a riqueza de espécies (p-valor < 0,001) e o número de indivíduos (p= 0,039). O resultado do nMDS com stress de 0,07 mostra a tendência dos pontos a se agruparem mais proximamente uns dos outros em função da inclinação do substrato. As espécies mais abundantes foram Pachychalina alcaloidifera, Hemimycale sp., Guitarra sepia, Haliclona (Halichoclona) sp.2 e Dragmaxia anomala. O padrão de crescimento predominante nas assembléias de esponjas foi o incrustante com 71,4% das espécies. Conforme os resultados das interações, a assembléia de esponja está estruturada em Network, tanto nas interações Interfiléticas (SI= 0,64), quanto nas relações Intrafiléticas (0,79), resultantes do maior valor encontrado para SI (Stand-off Index) em relação ao WI (Win Index). Os resultados da matriz de contato tanto para as espécies de esponjas com os grupos interfléticos, quanto para as esponjas no grupo intrafilético, evidenciam a presença de competição Network, sem dominância evidente por nenhuma espécie ou grupo morfuncional. O presente estudo amplia o registro de poríferos em costões rochosos de Santa Catarina, das atuais 38 espécies para 75. / This study focuses mainly the structure of marine sponges assemblages, the influence of the environment factors on their distribution, its relationship with other marine organisms and biodiversity on tree islands of the Santa Catarina State. Samples were collected on the islands of Aranhas, Xavier and Campeche. Quantitative data were collected at two depths strata: (1) six meters (SHALLOW) and (2) 12 meters (DEEP). At each depth range, five transects were extended (20 meters long each) in a continuous way. To determine whether there was significant difference between the islands, depths and types of rock, the model Generalized Linear Models was employed. Through the similarity matrix, an analysis of multi-dimensional scaling (nMDS) was performed to represent the distribution of environmental descriptors regarding the species composition. To characterize and quantify the interactions between sponges and phyto-zoobenthos four categories of interaction were created: Tissue Contact: when there is no evidence of growth of two organisms on top of each other when they come into direct contact by the tissue; Indirect Contact: when the neighbor organism is next to the sponge, within a radius of up to 5 cm distance, but without contact on either edges; Win Interaction: when all or part of the sponge shows growth upon the organism in contact and Loss Interaction: when part of the pores or osculum of the sponge are underneath other organism or when they are being used as substrate. To evaluate how the assemblies of sponges uses the space in relation to the surrounding flora and fauna, the index degree of intransitivity was utilized. The island of Aranhas presents the greatest richness (42 spp) and abundance of sponges (2859 ind). The island of Xavier shows the lowest abundance (1665 ind) and intermediate richness (38 spp) and Campeche Island has the lowest richness (34 spp) and intermediate abundance (2423 ind). A significant interaction between location (island) and the type of substrate for species richness (p-value <0.001) and number of individuals (p = 0.039) was found in the study. The result of nMDS with stress of 0.07 shows that points grouped tend to group together more closely to each other according to the substrate inclination. The most abundant species were Pachychalina alcaloidifera, Hemimycale sp., Guitarra sepia, Haliclona (Halichoclona) sp.2 and Dragmaxia anomala. The predominant growth pattern in the assemblies of sponges was incrustant with 71.4% of the species. According to the interaction results, the sponge assembly are in a Network structure, both in Interphiletic interactions (SI = 0.64), as Intraphiletic relations (0.79), resulting from the higher value found for SI (Stand-off Index) compared to WI (Win Index). The results of the contact matrix for both species of sponges with interphiletic groups, as well as for sponges with sponges, show the presence of competition-type Network, with no evident dominance by any species or morfunctional group. Thus, the present study extends the record of sponges, from the current 38 species to 75.
6

Decomposição foliar de espécies pioneiras e macrofauna de solo em ecossistemas degradados pela deposição de cinzas e extração do carvão

Podgaiski, Luciana Regina January 2009 (has links)
Dois estudos envolvendo o processo de decomposição foliar de espécies pioneiras e os organismos da macrofauna de solo foram realizados em ecossistemas degradados pela deposição de cinzas e extração do carvão no Rio Grande do Sul, Brasil. Os estudos resultaram em três artigos científicos. O primeiro estudo (1° artigo) acessou a decomposição foliar e a colonização da macrofauna nos folhiços do capim-bermuda (Cynodon dactylon- Poaceae), da mamona (Ricinus communis- Euphorbiaceae), e da aroeira-vermelha (Schinus terebinthifolius- Anacardiaceae), plantas participantes da sucessão natural inicial, em áreas de deposição de cinzas leves e cinzas grossas/escória na mata ciliar do Rio Jacuí, em São Jerônimo. O segundo artigo - originário deste primeiro estudo-tratou exclusivamente sobre os padões de colonização de espécies de tatuzinhos de solo (Isopoda), grupo de animais detritívoros com alta abundância no local, no folhiço das mesmas três plantas. Ainda, compararam-se as suas abundâncias e algumas características reprodutivas entre os dois depósitos de cinzas. O segundo estudo (terceiro artigo) testou uma técnica de manejo para acelerar o processo da decomposição foliar de Pinus elliottii (Pinaceae) e enriquecer a fauna de macroartrópodes de solo em uma floresta monodominate de pinus sobre solo minerado e reconstruído topograficamente no município de Minas do Leão. Todos os estudos foram realizados empregando-se a técnica de bolsas-de-folhiço, que consistiu em bolsa de nylon de 30 X 20 cm e malha de 0.2 X 1.0 cm. A decomposição foi medida calculando-se a perda de massa foliar seca nas datas amostrais (6, 35, 70 e 140 dias após a exposição das folhas - 1° e 2° artigo ; 3 e 6 meses - 3° artigo ). Foram realizadas análises de macronutrientes do material foliar remanescente. A macrofauna (indivíduos > 2 mm) foi retirada manualmente das bolsas-de-folhiço em laboratório, ou com extrator de Berlese-Tüllgren modificado (3° artigo), separada em ordens e morfoespeciada. Foi constatado que a mamona apresentou decomposição foliar mais rápida (k= 20.7) e maior densidade de indivíduos da macrofauna no seu folhiço, mas, no entanto, apresentou menor riqueza de espécies do que as outras plantas pioneiras. Os folhiços do capim-bermuda e da aroeira-vermelha foram similares com relação à decomposição e a diversidade da macrofauna. As espécies de tatuzinhos colonizaram igualmente as três espécies de plantas ao longo do tempo. Apesar da decomposição foliar não ter sido influenciada, a ocorrência de Atlantoscia floridana (Isopoda), a abundância e fecundidade de fêmeas de Benthana taeniata (Isopoda), e a composição total de espécies da macrofauna foram afetadas pelos diferentes depósitos de cinzas de carvão. Como esperado, a adição de folhas de plantas nativas sobre o solo homogêneo da floresta monodominante de pinus em solo minerado modificou a composição química do folhiço de pinus e aumentou a diversidade dos macroartrópodes de solo, demonstrado ser uma estratégia potencial ao manejo e à restauração ecológica. Estes estudos têm como metas contribur ao entendimento sobre a ecologia (processos ecológicos e interação organismos - folhiço) de áreas degradadas pela deposição de cinzas e áreas de extração e processamento do carvão no sul do Brasil. / Two studies concerning the leaf decomposition of pioneer plant species and the soil macrofauna organisms were performed in ecosystems degraded by the deposition of ashes and coal extraction in Rio Grande do Sul, Brazil. These studies resulted in three scientific articles. The first study (primary article) accessed the decomposition and the macrofauna colonization among leaves of bermuda-grass (Cynodon dactylon - Poaceae), the castor oil plant (Ricinus communis - Euphorbiaceae), and the Brazilian peppertree (Schinus terebinthifolius - Anacardiaceae); all are plants that participate in the initial natural succession in areas of deposition of fly ashes and boiler slag in Rio Jacuí's ciliar forest, located in São Jerônimo. The second article (derived from the primary study) exclusively analyzes the colonization patterns of woodlice species (Isopoda), a detritivorous group with high abundance at the site, among the leaf-litter of the same three plants. Their abundances and some reproductive characteristics were compared between the two deposits of ashes. The second study (tertiary article) tested a technique of management to motivate the leaf decomposition of Pinus elliottii (Pinaceae), and to enrich the soil macroarthropod fauna in a pinus monospecific forest with spontaneous establishment on a mined and rebuilt soil located in Minas do Leão. All of these studies were accomplished using the litter bags technique, which consists of a 30 X 20 cm nylon bag and a 0.2 X 1.0 cm mesh. The decomposition was measured by calculating the leaf-litter mass loss through multiple sampling dates (6, 35, 70 and 140 days after leaf expositions - primary and secondary articles; or 3 and 6 months after leaf expositions - tertiary article). The nutrient contents in the remaining leaf-litter were analyzed. The macrofauna (individuals > 2 mm) were removed manually from the litter bags in the laboratory, or with a modified Berlese-Tüllgren extractor (tertiary study), and the microfauna were separated by orders and morphospecies. We verified that the castor oil plant presented a faster decomposition rate (k = 20.7) and a larger density of macrofauna individuals, but presented a smaller species richness compared to the other pioneer plants. The leaf-litter of the bermuda-grass and the Brazilian peppertree were similar in terms of decomposition and macrofauna diversity. The woodlice species colonized the three species of plants equally along the time scale. Despite no effects on decomposition, the occurrence of Atlantoscia floridana (Isopoda), the abundance and fecundity of Benthana taeniata females (Isopoda), and the total macrofauna species composition was strongly affected by the different deposits of coal ashes. As expected, the input of leaves from native plants on the homogeneous soil of the pinus forest modified the chemical composition of the pinus leaf-litter and increased the soil arthropod diversity, showing that it could be a potential strategy for management and ecological restoration of damaged areas. These studies aimed to contribute to the understanding about ecological processes and the interaction between organisms and litter in areas with extraction and processing of coal in southern Brazil.
7

Estudo comparativo de larvas de Odonata junto à Salvinia auriculata em ambientes aquáticos contrastantes: Rios Paranapanema e Guarei e Lagoas dos Cavalos e Coqueiral

Fulan, João Ânderson [UNESP] 17 December 2009 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:35:42Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2009-12-17Bitstream added on 2014-06-13T20:07:14Z : No. of bitstreams: 1 fulan_ja_dr_botib.pdf: 531904 bytes, checksum: 89afc77c13041e5eb47cfb408bbe3a1e (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / O objetivo deste trabalho foi comparar simultaneamente, no período de março de 2006 a fevereiro de 2007, a distribuição de larvas de Odonata juntas à macrófita Salvinia auriculata em quatro ambientes com características limnológicas distintas: Rio Paranapanema, Rio Guareí, Lagoa dos Cavalos e Lagoa do Coqueiral. Também fez parte dos objetivos verificar as características físicas e químicas das águas dos quatro ambientes e investigar seus efeitos no padrão de distribuição espacial das larvas de Odonata. As seguintes variáveis foram medidas na superfície da água: oxigênio dissolvido, pH, condutividade, material em suspensão e temperatura. A profundidade local e a temperatura do ar foram também medidas. Dados de precipitações mensais foram obtidos. Foi também determinada a biomassa total da macrófita. Para interpretação dos resultados, foram utilizadas uma análise de componentes principais (ACP), uma análise de correspondência canônica (ACC), uma análise de variância (ANOVA) e correlação de Spearman. A ACC mostrou que os fatores que mais atuaram sobre a densidade dos macroinvertebrados foram profundidade no Rio Paranapanema, oxigênio e profundidade no Rio Guareí e na Lagoa do Coqueiral e temperatura de superfície da água na Lagoa dos Cavalos. A diversidade de larvas de Odonata foi sempre maior no Rio Guareí, exceto em abril, agosto e dezembro de 2006. A Lagoa do Coqueiral foi o ambiente com as maiores densidades e riquezas de larvas de Odonata. Concluímos que apesar dos quatro ambientes apresentarem características físicas e químicas de suas águas distintas, a composição de gêneros de Odonata foi semelhante nesses ecossistemas. Entretanto, a diversidade de Odonata foi maior no Rio Guareí, apesar de ser um ambiente com uma forte ação antrópica. Não evidenciamos composição diferente de larvas de Odonata nos ambientes lóticos... / The aim of this work was to compare at the same time, in period from March 2006 to February 2007 the larvae distribution Odonate in four environments with limnological distinct characteristics: Paranapanema and Guareí Rivers, Cavalos and Coqueiral Lakes. We compare also the water physical and chemical characteristics of the four aquatic ecosystems and we investigated its effects on spatial distribution pattern of the Odonate larvae. The measured environmental variables were: dissolved oxygen, pH, conductivity, suspended matter and surface water temperature. The depth in sampled sites and air temperature were also measured. Monthly precipitation data were obtained. The dry weight of the macrophyte was also determined. To interpret the results, the following statistical analyses were used: the Principal Components Analysis (PCA), the Correspondence Canonical Analysis (CCA), the Variance Analysis (ANOVA) and the Spearman Correlation. CCA showed that the environmental factors that more affected the macroinvertebrates density were the depth in Paranapanema River, dissolved oxygen and depth in Guareí River and Coqueiral Lake and surface water temperature in Cavalos Lake. The larvae diversity Odonate was higher in Guareí River, except in April, August and December 2006. Coqueiral Lake was the site with the higher density and richness genera of Odonate larvae. We concluded that, despite of the four environments exhibited distinct water physics and chemical characteristics, the Odonata composition was similar in these ecosystems. However, the Odonate diversity was higher in Guareí River, despite of high human disturbance. We did not recorded a distinct composition of Odonate larvae in studied lotic and lentic ecosystems, despite of some taxa as Calopterygidae had occurred exclusively in a lotic ecosystem
8

Decomposição foliar de espécies pioneiras e macrofauna de solo em ecossistemas degradados pela deposição de cinzas e extração do carvão

Podgaiski, Luciana Regina January 2009 (has links)
Dois estudos envolvendo o processo de decomposição foliar de espécies pioneiras e os organismos da macrofauna de solo foram realizados em ecossistemas degradados pela deposição de cinzas e extração do carvão no Rio Grande do Sul, Brasil. Os estudos resultaram em três artigos científicos. O primeiro estudo (1° artigo) acessou a decomposição foliar e a colonização da macrofauna nos folhiços do capim-bermuda (Cynodon dactylon- Poaceae), da mamona (Ricinus communis- Euphorbiaceae), e da aroeira-vermelha (Schinus terebinthifolius- Anacardiaceae), plantas participantes da sucessão natural inicial, em áreas de deposição de cinzas leves e cinzas grossas/escória na mata ciliar do Rio Jacuí, em São Jerônimo. O segundo artigo - originário deste primeiro estudo-tratou exclusivamente sobre os padões de colonização de espécies de tatuzinhos de solo (Isopoda), grupo de animais detritívoros com alta abundância no local, no folhiço das mesmas três plantas. Ainda, compararam-se as suas abundâncias e algumas características reprodutivas entre os dois depósitos de cinzas. O segundo estudo (terceiro artigo) testou uma técnica de manejo para acelerar o processo da decomposição foliar de Pinus elliottii (Pinaceae) e enriquecer a fauna de macroartrópodes de solo em uma floresta monodominate de pinus sobre solo minerado e reconstruído topograficamente no município de Minas do Leão. Todos os estudos foram realizados empregando-se a técnica de bolsas-de-folhiço, que consistiu em bolsa de nylon de 30 X 20 cm e malha de 0.2 X 1.0 cm. A decomposição foi medida calculando-se a perda de massa foliar seca nas datas amostrais (6, 35, 70 e 140 dias após a exposição das folhas - 1° e 2° artigo ; 3 e 6 meses - 3° artigo ). Foram realizadas análises de macronutrientes do material foliar remanescente. A macrofauna (indivíduos > 2 mm) foi retirada manualmente das bolsas-de-folhiço em laboratório, ou com extrator de Berlese-Tüllgren modificado (3° artigo), separada em ordens e morfoespeciada. Foi constatado que a mamona apresentou decomposição foliar mais rápida (k= 20.7) e maior densidade de indivíduos da macrofauna no seu folhiço, mas, no entanto, apresentou menor riqueza de espécies do que as outras plantas pioneiras. Os folhiços do capim-bermuda e da aroeira-vermelha foram similares com relação à decomposição e a diversidade da macrofauna. As espécies de tatuzinhos colonizaram igualmente as três espécies de plantas ao longo do tempo. Apesar da decomposição foliar não ter sido influenciada, a ocorrência de Atlantoscia floridana (Isopoda), a abundância e fecundidade de fêmeas de Benthana taeniata (Isopoda), e a composição total de espécies da macrofauna foram afetadas pelos diferentes depósitos de cinzas de carvão. Como esperado, a adição de folhas de plantas nativas sobre o solo homogêneo da floresta monodominante de pinus em solo minerado modificou a composição química do folhiço de pinus e aumentou a diversidade dos macroartrópodes de solo, demonstrado ser uma estratégia potencial ao manejo e à restauração ecológica. Estes estudos têm como metas contribur ao entendimento sobre a ecologia (processos ecológicos e interação organismos - folhiço) de áreas degradadas pela deposição de cinzas e áreas de extração e processamento do carvão no sul do Brasil. / Two studies concerning the leaf decomposition of pioneer plant species and the soil macrofauna organisms were performed in ecosystems degraded by the deposition of ashes and coal extraction in Rio Grande do Sul, Brazil. These studies resulted in three scientific articles. The first study (primary article) accessed the decomposition and the macrofauna colonization among leaves of bermuda-grass (Cynodon dactylon - Poaceae), the castor oil plant (Ricinus communis - Euphorbiaceae), and the Brazilian peppertree (Schinus terebinthifolius - Anacardiaceae); all are plants that participate in the initial natural succession in areas of deposition of fly ashes and boiler slag in Rio Jacuí's ciliar forest, located in São Jerônimo. The second article (derived from the primary study) exclusively analyzes the colonization patterns of woodlice species (Isopoda), a detritivorous group with high abundance at the site, among the leaf-litter of the same three plants. Their abundances and some reproductive characteristics were compared between the two deposits of ashes. The second study (tertiary article) tested a technique of management to motivate the leaf decomposition of Pinus elliottii (Pinaceae), and to enrich the soil macroarthropod fauna in a pinus monospecific forest with spontaneous establishment on a mined and rebuilt soil located in Minas do Leão. All of these studies were accomplished using the litter bags technique, which consists of a 30 X 20 cm nylon bag and a 0.2 X 1.0 cm mesh. The decomposition was measured by calculating the leaf-litter mass loss through multiple sampling dates (6, 35, 70 and 140 days after leaf expositions - primary and secondary articles; or 3 and 6 months after leaf expositions - tertiary article). The nutrient contents in the remaining leaf-litter were analyzed. The macrofauna (individuals > 2 mm) were removed manually from the litter bags in the laboratory, or with a modified Berlese-Tüllgren extractor (tertiary study), and the microfauna were separated by orders and morphospecies. We verified that the castor oil plant presented a faster decomposition rate (k = 20.7) and a larger density of macrofauna individuals, but presented a smaller species richness compared to the other pioneer plants. The leaf-litter of the bermuda-grass and the Brazilian peppertree were similar in terms of decomposition and macrofauna diversity. The woodlice species colonized the three species of plants equally along the time scale. Despite no effects on decomposition, the occurrence of Atlantoscia floridana (Isopoda), the abundance and fecundity of Benthana taeniata females (Isopoda), and the total macrofauna species composition was strongly affected by the different deposits of coal ashes. As expected, the input of leaves from native plants on the homogeneous soil of the pinus forest modified the chemical composition of the pinus leaf-litter and increased the soil arthropod diversity, showing that it could be a potential strategy for management and ecological restoration of damaged areas. These studies aimed to contribute to the understanding about ecological processes and the interaction between organisms and litter in areas with extraction and processing of coal in southern Brazil.
9

Esponjas marinhas do sul do Brasil : estrutura das comunidades, interações e biodiversidade

Carraro, João Luís de Fraga January 2012 (has links)
O presente estudo tem como foco principal caracterizar a estrutura das assembléias de poríferos marinhos, a influência de fatores ambientais em sua distribuição, a sua relação com os demais organismos e a biodiversidade em três Ilhas do Estado de Santa Catarina. As coletas foram realizadas nas ilhas das Aranhas, do Xavier e do Campeche, município de Florianópolis. Os dados quantitativos foram coletados em dois estratos de profundidade: (1) a seis metros (RASO) e (2) a 12 metros (FUNDO). Em cada faixa de profundidade foram estendidas cinco transecções de 20 metros de comprimento cada, em contínuo. Para verificar se houve diferença significativa na estrutura das assembléias, considerando os fatores ilhas, profundidade e tipos de rocha, foi utilizado no SPSS, versão 18, o Modelo Linear Generalizado – GLM. Através da matriz de similaridade foi realizada uma análise de escalonamento multi-dimensional (nMDS) para representar a distribuição dos descritores ambientais em relação à composição de espécies. Para caracterizar e quantificar as interações entre as esponjas e o fito-zoobentos foram criadas quatro categorias de interação: Contato de Borda (CB): quando não há evidência de crescimento de dois organismos, um sobre o outro, que entram em contato direto pelas bordas; Contato Indireto (CI): quando a esponja está próxima ao organismo vizinho, num raio de até 5 cm de distância, sem contato das bordas de ambos; Contato por Recobrimento (RE): quando toda ou parte da esponja apresenta crescimento sobre o organismo em contato e Contato por Cobertura (RT): quando parte dos poros ou ósculos da esponja estão embaixo dos demais organismos ou quando estão sendo utilizadas como substrato. Para avaliar como as assembléias de esponjas utilizam o espaço no ambiente em relação à fauna e flora circundante, foi utilizado o índice de grau de intransitividade. A ilha das Aranhas apresenta a maior riqueza (42 spp) e abundância de esponjas (2859 ind). A ilha do Xavier apresentou a menor abundância (1665 ind) e riqueza intermediária (38 spp) e a ilha do Campeche apresentou a menor riqueza (34 spp) e abundância intermediária (2423 ind). Constatou-se interação significativa entre a localização (ilha) e o tipo de substrato e a riqueza de espécies (p-valor < 0,001) e o número de indivíduos (p= 0,039). O resultado do nMDS com stress de 0,07 mostra a tendência dos pontos a se agruparem mais proximamente uns dos outros em função da inclinação do substrato. As espécies mais abundantes foram Pachychalina alcaloidifera, Hemimycale sp., Guitarra sepia, Haliclona (Halichoclona) sp.2 e Dragmaxia anomala. O padrão de crescimento predominante nas assembléias de esponjas foi o incrustante com 71,4% das espécies. Conforme os resultados das interações, a assembléia de esponja está estruturada em Network, tanto nas interações Interfiléticas (SI= 0,64), quanto nas relações Intrafiléticas (0,79), resultantes do maior valor encontrado para SI (Stand-off Index) em relação ao WI (Win Index). Os resultados da matriz de contato tanto para as espécies de esponjas com os grupos interfléticos, quanto para as esponjas no grupo intrafilético, evidenciam a presença de competição Network, sem dominância evidente por nenhuma espécie ou grupo morfuncional. O presente estudo amplia o registro de poríferos em costões rochosos de Santa Catarina, das atuais 38 espécies para 75. / This study focuses mainly the structure of marine sponges assemblages, the influence of the environment factors on their distribution, its relationship with other marine organisms and biodiversity on tree islands of the Santa Catarina State. Samples were collected on the islands of Aranhas, Xavier and Campeche. Quantitative data were collected at two depths strata: (1) six meters (SHALLOW) and (2) 12 meters (DEEP). At each depth range, five transects were extended (20 meters long each) in a continuous way. To determine whether there was significant difference between the islands, depths and types of rock, the model Generalized Linear Models was employed. Through the similarity matrix, an analysis of multi-dimensional scaling (nMDS) was performed to represent the distribution of environmental descriptors regarding the species composition. To characterize and quantify the interactions between sponges and phyto-zoobenthos four categories of interaction were created: Tissue Contact: when there is no evidence of growth of two organisms on top of each other when they come into direct contact by the tissue; Indirect Contact: when the neighbor organism is next to the sponge, within a radius of up to 5 cm distance, but without contact on either edges; Win Interaction: when all or part of the sponge shows growth upon the organism in contact and Loss Interaction: when part of the pores or osculum of the sponge are underneath other organism or when they are being used as substrate. To evaluate how the assemblies of sponges uses the space in relation to the surrounding flora and fauna, the index degree of intransitivity was utilized. The island of Aranhas presents the greatest richness (42 spp) and abundance of sponges (2859 ind). The island of Xavier shows the lowest abundance (1665 ind) and intermediate richness (38 spp) and Campeche Island has the lowest richness (34 spp) and intermediate abundance (2423 ind). A significant interaction between location (island) and the type of substrate for species richness (p-value <0.001) and number of individuals (p = 0.039) was found in the study. The result of nMDS with stress of 0.07 shows that points grouped tend to group together more closely to each other according to the substrate inclination. The most abundant species were Pachychalina alcaloidifera, Hemimycale sp., Guitarra sepia, Haliclona (Halichoclona) sp.2 and Dragmaxia anomala. The predominant growth pattern in the assemblies of sponges was incrustant with 71.4% of the species. According to the interaction results, the sponge assembly are in a Network structure, both in Interphiletic interactions (SI = 0.64), as Intraphiletic relations (0.79), resulting from the higher value found for SI (Stand-off Index) compared to WI (Win Index). The results of the contact matrix for both species of sponges with interphiletic groups, as well as for sponges with sponges, show the presence of competition-type Network, with no evident dominance by any species or morfunctional group. Thus, the present study extends the record of sponges, from the current 38 species to 75.
10

Esponjas marinhas do sul do Brasil : estrutura das comunidades, interações e biodiversidade

Carraro, João Luís de Fraga January 2012 (has links)
O presente estudo tem como foco principal caracterizar a estrutura das assembléias de poríferos marinhos, a influência de fatores ambientais em sua distribuição, a sua relação com os demais organismos e a biodiversidade em três Ilhas do Estado de Santa Catarina. As coletas foram realizadas nas ilhas das Aranhas, do Xavier e do Campeche, município de Florianópolis. Os dados quantitativos foram coletados em dois estratos de profundidade: (1) a seis metros (RASO) e (2) a 12 metros (FUNDO). Em cada faixa de profundidade foram estendidas cinco transecções de 20 metros de comprimento cada, em contínuo. Para verificar se houve diferença significativa na estrutura das assembléias, considerando os fatores ilhas, profundidade e tipos de rocha, foi utilizado no SPSS, versão 18, o Modelo Linear Generalizado – GLM. Através da matriz de similaridade foi realizada uma análise de escalonamento multi-dimensional (nMDS) para representar a distribuição dos descritores ambientais em relação à composição de espécies. Para caracterizar e quantificar as interações entre as esponjas e o fito-zoobentos foram criadas quatro categorias de interação: Contato de Borda (CB): quando não há evidência de crescimento de dois organismos, um sobre o outro, que entram em contato direto pelas bordas; Contato Indireto (CI): quando a esponja está próxima ao organismo vizinho, num raio de até 5 cm de distância, sem contato das bordas de ambos; Contato por Recobrimento (RE): quando toda ou parte da esponja apresenta crescimento sobre o organismo em contato e Contato por Cobertura (RT): quando parte dos poros ou ósculos da esponja estão embaixo dos demais organismos ou quando estão sendo utilizadas como substrato. Para avaliar como as assembléias de esponjas utilizam o espaço no ambiente em relação à fauna e flora circundante, foi utilizado o índice de grau de intransitividade. A ilha das Aranhas apresenta a maior riqueza (42 spp) e abundância de esponjas (2859 ind). A ilha do Xavier apresentou a menor abundância (1665 ind) e riqueza intermediária (38 spp) e a ilha do Campeche apresentou a menor riqueza (34 spp) e abundância intermediária (2423 ind). Constatou-se interação significativa entre a localização (ilha) e o tipo de substrato e a riqueza de espécies (p-valor < 0,001) e o número de indivíduos (p= 0,039). O resultado do nMDS com stress de 0,07 mostra a tendência dos pontos a se agruparem mais proximamente uns dos outros em função da inclinação do substrato. As espécies mais abundantes foram Pachychalina alcaloidifera, Hemimycale sp., Guitarra sepia, Haliclona (Halichoclona) sp.2 e Dragmaxia anomala. O padrão de crescimento predominante nas assembléias de esponjas foi o incrustante com 71,4% das espécies. Conforme os resultados das interações, a assembléia de esponja está estruturada em Network, tanto nas interações Interfiléticas (SI= 0,64), quanto nas relações Intrafiléticas (0,79), resultantes do maior valor encontrado para SI (Stand-off Index) em relação ao WI (Win Index). Os resultados da matriz de contato tanto para as espécies de esponjas com os grupos interfléticos, quanto para as esponjas no grupo intrafilético, evidenciam a presença de competição Network, sem dominância evidente por nenhuma espécie ou grupo morfuncional. O presente estudo amplia o registro de poríferos em costões rochosos de Santa Catarina, das atuais 38 espécies para 75. / This study focuses mainly the structure of marine sponges assemblages, the influence of the environment factors on their distribution, its relationship with other marine organisms and biodiversity on tree islands of the Santa Catarina State. Samples were collected on the islands of Aranhas, Xavier and Campeche. Quantitative data were collected at two depths strata: (1) six meters (SHALLOW) and (2) 12 meters (DEEP). At each depth range, five transects were extended (20 meters long each) in a continuous way. To determine whether there was significant difference between the islands, depths and types of rock, the model Generalized Linear Models was employed. Through the similarity matrix, an analysis of multi-dimensional scaling (nMDS) was performed to represent the distribution of environmental descriptors regarding the species composition. To characterize and quantify the interactions between sponges and phyto-zoobenthos four categories of interaction were created: Tissue Contact: when there is no evidence of growth of two organisms on top of each other when they come into direct contact by the tissue; Indirect Contact: when the neighbor organism is next to the sponge, within a radius of up to 5 cm distance, but without contact on either edges; Win Interaction: when all or part of the sponge shows growth upon the organism in contact and Loss Interaction: when part of the pores or osculum of the sponge are underneath other organism or when they are being used as substrate. To evaluate how the assemblies of sponges uses the space in relation to the surrounding flora and fauna, the index degree of intransitivity was utilized. The island of Aranhas presents the greatest richness (42 spp) and abundance of sponges (2859 ind). The island of Xavier shows the lowest abundance (1665 ind) and intermediate richness (38 spp) and Campeche Island has the lowest richness (34 spp) and intermediate abundance (2423 ind). A significant interaction between location (island) and the type of substrate for species richness (p-value <0.001) and number of individuals (p = 0.039) was found in the study. The result of nMDS with stress of 0.07 shows that points grouped tend to group together more closely to each other according to the substrate inclination. The most abundant species were Pachychalina alcaloidifera, Hemimycale sp., Guitarra sepia, Haliclona (Halichoclona) sp.2 and Dragmaxia anomala. The predominant growth pattern in the assemblies of sponges was incrustant with 71.4% of the species. According to the interaction results, the sponge assembly are in a Network structure, both in Interphiletic interactions (SI = 0.64), as Intraphiletic relations (0.79), resulting from the higher value found for SI (Stand-off Index) compared to WI (Win Index). The results of the contact matrix for both species of sponges with interphiletic groups, as well as for sponges with sponges, show the presence of competition-type Network, with no evident dominance by any species or morfunctional group. Thus, the present study extends the record of sponges, from the current 38 species to 75.

Page generated in 0.101 seconds