• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 4
  • Tagged with
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Isolamento e caracterizaçao de antigenos de leptospira interrogans (Stimson) Wenyon, 1926

Koury, Matilde Cota 15 July 2018 (has links)
Orientador: Humberto da Araujo Rangel / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-15T08:01:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Koury_MatildeCota_D.pdf: 3126315 bytes, checksum: 89aa50dab9d9e870fec52f0a4106e80c (MD5) Previous issue date: 1982 / Resumo: Pelo tratamento de leptospiras desintegradas por ultra som ou íntegras com álcool metílico foi possível isolar os antígenos do tipo I e 11 respectivamente. Esses antígenos,quando examinados com soros de pacientes com outras doenças infecciosas pelas reações de fixação de complemento,mostraram-se específicos para o diagnóstico das leptospiroses. As reações de aglutinação microscópica e fixação de complemento com os antígenos do tipo I e II concordaram em 84% dos casos suspeitos de leptospiroses. Esses antígenos foram capazes de reagir com anticorpos para os sorotipos homólogos e heterólogos, mostrando, portanto, uma ampla especificidade. Fez-se uma tentativa de purificação do antígeno do tipo II pela precipitação com acetona (antígeno do tipo IIc) ou acetona e clorofórmio (antígeno do tipo IId). A análise química do antígeno do tipo IIc revelou a presença de carboidrato, proteína, lípide e fósforo. Na reação de imunodifusão observou-se um padrão de identidade entre os antígenos do tipo I e II. Assim o diagnóstico das leptospiroses pode ser feito utilizando-se os antígenos do tipo I ou II. Pode-se sugerir o uso de uma mistura dos antígenos do tipo I ou do tipo II para o diagnóstico das leptospiroses, a fim de que se possa obter um aumento da sensibilidade. ...Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital / Abstract: Not informed. / Doutorado / Doutor em Ciências Biológicas
2

Evolução da resposta imune humoral e caracterização de antigenos envolvidos na infecção experimental pelo T. cruzi

Britto, Maria Helena Seabra Soares de 13 July 1988 (has links)
Orientadora : Julia Keiko Sakurada / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-14T14:33:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Britto_MariaHelenaSeabraSoaresde_M.pdf: 6213780 bytes, checksum: 91f381a054a67b9a52f1bb1c78d01132 (MD5) Previous issue date: 1988 / Resumo: No presente trabalho procuramos estudar a variação dos isotipos de imuneglobulinas, IgM, IgG1, IgG2a e IgG2b, a especificidade de anticorpos produzidos contra a cepa Y do T. cruzi, bem como a atividade funcional destes anticorpos durante a infecção experimental de camundongos CBA/J, sensível, C57BL/I0 e F1 (CBA/J x C57BL/10), resistentes. O conjunto de resultados obtidos nos permitiram concluir que: 1) A alteração isotípica ocorre após a primeira semana de infecção, 7º dia; 2) Cada linhagem de camundongos apresenta um perÍodo de síntese máxima com uma variação isotípica característica: a linhagem CBA/J no 282 dia, com a predominância de IgG1, IgG2a e IgG2b, apresentando alteração em relação ao normal de 2,0 a 3,0 vezes; a linhagem C57BL/10, no. 35º dia, com alteração da relação normal de 4,0 a 5,0 vezes com a participação de IgM, IgG2a e IgG2b; e, o F1 no 21° dia, com IgM e IgG2a aumentadas de 2,0 a 3,0 vezes em relação aos controles normais; 3) A análise da especificidade dos anticorpos por imunefluorescência não mostrou variação significativa na cinética de aparecimento e nem nos títulos de anticorpos anti-T. cruzi nos plasmas das três linhagens de camundongos até'o 14º dia após infecção. A partir do 21º dia surgiram variações nos títulos entre as linhagens, que se estabeleceram a partir do 28º dia, com titulos inferiores na linhagem suscetível; 4) A análise da especificidade, por imuneprecipitação não mostrou variação no padrão de peptídeos reconhecidos pelos plasmas das três linhagens de camundongos. O reconhecimento destes peptídeos iniciou-se no 142 dia e estabilizou-se a partir do 28º dia após a infecção. 5) Testes de imunoproteção Passiva demonstraram a presença de anticorpos protetores nos plasmas das linhagens de camundongos resistentes, C57BL/l0 e F1 obtidos a partir do 28º dia após a infecção; embora as atividades destes anticorpos sejam distintas, Já que os plasmas de C57BL/l0 n~o, foram capazes de controlar a parasitemia. 6) Nossos resultados, sugerem que a resistência à infecção pode ser correlacionada com a produção de anticorpos específicos contra um pequeno número de determinantes e, que as linhagens resistentes, C57BL/l0 e F1, produzem estes anticorpos precocemente e em níveis superiores aos da linhagem suscetível CBA/J / Abstract: Not informed. / Mestrado / Imunologia / Mestre em Ciências Biológicas
3

Resposta imune autoreativa aos componentes da mielina em pacientes portadores da forma gastrointestinal da doença de Chagas

Oliveira, Elaine Conceição de 23 June 2004 (has links)
Orientador: Leonilda Maria Barbosa Santos / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-08-04T11:31:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Oliveira_ElaineConceicaode_D.pdf: 5667671 bytes, checksum: a1c02eeb806719b6a0052e2669d63e8a (MD5) Previous issue date: 2004 / Resumo: A doença de Chagas é causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi, acredita-se que a intensa resposta linfoproliferativa observada na fase aguda da doença é responsável pelo aparecimento de clones de linfócitos auto-reativos, na fase crônica. Vários estudos têm demonstrado a reação cruzada entre os antígenos derivados do parasita e os componentes do hospedeiro. Estes estudos são mais freqüentes nos modelos experimentais ou em pacientes portadores de cardiomiopatias. Pouco se conhece, no entanto, sobre a resposta auto-imune dirigida contra o sistema nervoso periférico, que pode resultar clinicamente, nas manifestações gastrintestinais da doença de Chagas (síndrome dos mega). No presente estudo demonstramos a presença de linfócitos auto-reativos e autoanticorpos contra componentes do sistema nervoso periférico, no sangue de pacientes com síndrome dos Mega, decorrente da doença de Chagas. Conseguimos identificar uma região da molécula de MBP, seqüência de 1-30, sugerindo que a proteína básica de mielina seria o alvo da resposta imune dirigida contra o sistema nervoso periférico nestes pacientes / Abstract: Most reports of autoimmune response during infection with the parasite Trypanosoma cruzi have dealt with the cardiomyopathic forro of Chagas' disease, but there is another, less common, gastrointestinal forro, which is studied here. Chronically infected patients with a severe gastrointestinal forro of Chagas' disease present increased antibody production and proliferative responses to peripheral myelin components, such as myelin basic protein and peripheral nerve structures. T lymphocytes preferentially recognize a region on the myelin basic protein (MBP) molecule (1-30), which suggests that the MBP is a potential target on the peripheral nerve for autoimmune reactions in patients with gastrointestinallesions resulting ITomChagas' disease / Doutorado / Ciencias Basicas / Doutor em Clínica Médica
4

Ação biologica dos antigenos do trypanosoma cruzi (Chagas - 1.909) : I- Efeito sobre a fagocitose do carbono coloidale a resposta imune a hemacias de carneiro

Corsini, Antonio Carlos 14 July 2018 (has links)
Orientador : Humberto de Araujo Rangel / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-14T08:35:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Corsini_AntonioCarlos_M.pdf: 2453146 bytes, checksum: b67a778446b3d92cdf1583c84cc8463c (MD5) Previous issue date: 1975 / Resumo: Não informado / Abstract: Not informed. / Mestrado / Imunologia / Mestre em Ciências Biológicas

Page generated in 0.1111 seconds