• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 763
  • 44
  • 44
  • 44
  • 39
  • 38
  • 8
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • Tagged with
  • 806
  • 806
  • 247
  • 189
  • 145
  • 144
  • 121
  • 102
  • 102
  • 99
  • 96
  • 93
  • 92
  • 86
  • 83
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Variabilidade espacial do conteúdo de água no solo na bacia do arroio Donato - RS

Medeiros, Joana Darc Freire de January 2004 (has links)
Este trabalho apresenta um estudo experimental realizado na bacia hidrográfica do arroio Donato, localizada na região central do derrame basáltico sul-riograndense, com o objetivo de avaliar se a variabilidade espaço-temporal do conteúdo de água no solo pode ser explicada a partir de fatores do ambiente, tais como topografia e solo. Para isto foi analisado um conjunto de mais de 2000 medições de conteúdo de água no solo, coletadas numa malha regular em toda a bacia, nas profundidades de 0, 30 cm e 60 cm, com detalhamento em dois perfis com 280 m (Perfil P1) e 320 m (Perfil P3) de comprimento. As medições do conteúdo de água no solo foram realizadas pelo método gravimétrico, na camada superficial, e com TDR, nas camadas inferiores. A análise geoestatística dos dados mostrou que, na superfície do solo, a estrutura espacial é muito variável temporalmente. Na profundidade de 30 cm a presença de estrutura é mais permanente, indicando que nesta profundidade os processos laterais de distribuição de água são predominantes sobre os processos verticais. Os semivariogramas calculados com os dados do perfil P3 apresentam uma clara estrutura espacial, com o modelo exponencial com pepita apresentando um excelente ajuste. A análise de correlação mostrou que os atributos topográficos com maior correlação com o conteúdo de água no solo foram: área de contribuição, aspecto e curvatura no perfil, na superfície; e declividade, área de contribuição e aspecto, a 30 cm de profundidade. Os dados dos perfis P1 e P3 mostraram correlação muito fraca com praticamente todos os atributos topográficos testados nesta tese. Com relação aos índices de conteúdo de água, observou-se que os mesmos apresentam boa correlação com os dados da malha regular, principalmente com os obtidos a 30cm de profundidade. Nos conjuntos de dados obtidos somente numa vertente (perfis P1 e P3) os índices de conteúdo de água não apresentam bom desempenho. A análise de estabilidade temporal mostrou que na bacia do arroio Donato a estabilidade completa do padrão espacial do conteúdo de água no solo não existe na camada superficial existindo somente para a profundidade de 30 cm. No entanto, foi possível identificar pontos na bacia com estabilidade temporal, principalmente na profundidade de 30 cm e no perfil P1. O uso de pontos de estabilidade temporal permite estimar a média espacial do conteúdo de água no solo com erro inferior a 5% e 1% na superfície e 30 cm, respectivamente.
2

Variabilidade espacial do conteúdo de água no solo na bacia do arroio Donato - RS

Medeiros, Joana Darc Freire de January 2004 (has links)
Este trabalho apresenta um estudo experimental realizado na bacia hidrográfica do arroio Donato, localizada na região central do derrame basáltico sul-riograndense, com o objetivo de avaliar se a variabilidade espaço-temporal do conteúdo de água no solo pode ser explicada a partir de fatores do ambiente, tais como topografia e solo. Para isto foi analisado um conjunto de mais de 2000 medições de conteúdo de água no solo, coletadas numa malha regular em toda a bacia, nas profundidades de 0, 30 cm e 60 cm, com detalhamento em dois perfis com 280 m (Perfil P1) e 320 m (Perfil P3) de comprimento. As medições do conteúdo de água no solo foram realizadas pelo método gravimétrico, na camada superficial, e com TDR, nas camadas inferiores. A análise geoestatística dos dados mostrou que, na superfície do solo, a estrutura espacial é muito variável temporalmente. Na profundidade de 30 cm a presença de estrutura é mais permanente, indicando que nesta profundidade os processos laterais de distribuição de água são predominantes sobre os processos verticais. Os semivariogramas calculados com os dados do perfil P3 apresentam uma clara estrutura espacial, com o modelo exponencial com pepita apresentando um excelente ajuste. A análise de correlação mostrou que os atributos topográficos com maior correlação com o conteúdo de água no solo foram: área de contribuição, aspecto e curvatura no perfil, na superfície; e declividade, área de contribuição e aspecto, a 30 cm de profundidade. Os dados dos perfis P1 e P3 mostraram correlação muito fraca com praticamente todos os atributos topográficos testados nesta tese. Com relação aos índices de conteúdo de água, observou-se que os mesmos apresentam boa correlação com os dados da malha regular, principalmente com os obtidos a 30cm de profundidade. Nos conjuntos de dados obtidos somente numa vertente (perfis P1 e P3) os índices de conteúdo de água não apresentam bom desempenho. A análise de estabilidade temporal mostrou que na bacia do arroio Donato a estabilidade completa do padrão espacial do conteúdo de água no solo não existe na camada superficial existindo somente para a profundidade de 30 cm. No entanto, foi possível identificar pontos na bacia com estabilidade temporal, principalmente na profundidade de 30 cm e no perfil P1. O uso de pontos de estabilidade temporal permite estimar a média espacial do conteúdo de água no solo com erro inferior a 5% e 1% na superfície e 30 cm, respectivamente.
3

Variabilidade espacial do conteúdo de água no solo na bacia do arroio Donato - RS

Medeiros, Joana Darc Freire de January 2004 (has links)
Este trabalho apresenta um estudo experimental realizado na bacia hidrográfica do arroio Donato, localizada na região central do derrame basáltico sul-riograndense, com o objetivo de avaliar se a variabilidade espaço-temporal do conteúdo de água no solo pode ser explicada a partir de fatores do ambiente, tais como topografia e solo. Para isto foi analisado um conjunto de mais de 2000 medições de conteúdo de água no solo, coletadas numa malha regular em toda a bacia, nas profundidades de 0, 30 cm e 60 cm, com detalhamento em dois perfis com 280 m (Perfil P1) e 320 m (Perfil P3) de comprimento. As medições do conteúdo de água no solo foram realizadas pelo método gravimétrico, na camada superficial, e com TDR, nas camadas inferiores. A análise geoestatística dos dados mostrou que, na superfície do solo, a estrutura espacial é muito variável temporalmente. Na profundidade de 30 cm a presença de estrutura é mais permanente, indicando que nesta profundidade os processos laterais de distribuição de água são predominantes sobre os processos verticais. Os semivariogramas calculados com os dados do perfil P3 apresentam uma clara estrutura espacial, com o modelo exponencial com pepita apresentando um excelente ajuste. A análise de correlação mostrou que os atributos topográficos com maior correlação com o conteúdo de água no solo foram: área de contribuição, aspecto e curvatura no perfil, na superfície; e declividade, área de contribuição e aspecto, a 30 cm de profundidade. Os dados dos perfis P1 e P3 mostraram correlação muito fraca com praticamente todos os atributos topográficos testados nesta tese. Com relação aos índices de conteúdo de água, observou-se que os mesmos apresentam boa correlação com os dados da malha regular, principalmente com os obtidos a 30cm de profundidade. Nos conjuntos de dados obtidos somente numa vertente (perfis P1 e P3) os índices de conteúdo de água não apresentam bom desempenho. A análise de estabilidade temporal mostrou que na bacia do arroio Donato a estabilidade completa do padrão espacial do conteúdo de água no solo não existe na camada superficial existindo somente para a profundidade de 30 cm. No entanto, foi possível identificar pontos na bacia com estabilidade temporal, principalmente na profundidade de 30 cm e no perfil P1. O uso de pontos de estabilidade temporal permite estimar a média espacial do conteúdo de água no solo com erro inferior a 5% e 1% na superfície e 30 cm, respectivamente.
4

Proposição de critérios e métodos para delimitação de bacias hidrogeológicas

Arraes, Tássia de Melo January 2008 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, 2008. / Submitted by wesley oliveira leite (leite.wesley@yahoo.com.br) on 2009-09-22T19:22:11Z No. of bitstreams: 1 2008_TassiaMeloArraes.pdf: 1670036 bytes, checksum: e7af8a1479efdb2fac3c9ad1dcadf953 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2009-12-12T12:05:17Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_TassiaMeloArraes.pdf: 1670036 bytes, checksum: e7af8a1479efdb2fac3c9ad1dcadf953 (MD5) / Made available in DSpace on 2009-12-12T12:05:17Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_TassiaMeloArraes.pdf: 1670036 bytes, checksum: e7af8a1479efdb2fac3c9ad1dcadf953 (MD5) Previous issue date: 2008 / A designação de “bacia hidrogeológica” ainda necessita ser complementada com relação aos aspectos de sua conceituação e aplicação. Um dos enfoques desprovidos de embasamento teórico e conceitual diz respeito aos critérios para definição dos limites das bacias hidrogeológicas e as relações com as bacias hidrográficas sobrepostas. A literatura técnica atualmente disponível a esse respeito ainda é muito restrita e conseqüentemente incompleta. Os limites das bacias hidrogeológicas podem ser mapeados a partir da aplicação de diversos métodos de investigação hidrogeológica, organizados em métodos diretos e indiretos. Os métodos diretos compreendem os estudos potenciométricos, ensaios de traçador e geoquímica isotópica, enquanto que os métodos indiretos correspondem aos estudos geofísicos, geoprocessamento, estudos de hidrologia superficial e hidroquímica. Idealmente, os métodos devem ser aplicados associados entre si, em alguns casos definindo com precisão a assimetria entre bacias hidrográficas e hidrogeológicas, e em outros casos apenas de forma qualitativa. Alguns desses métodos propostos foram aplicados a situações reais de sistemas aqüíferos em diferentes escalas, compreendendo o Sistema Aqüífero Urucuia (intergranular), o Sistema Aqüífero Canastra (fraturado) e o Sistema Aqüífero Bambuí (cárstico). De maneira geral, os resultados obtidos apontam que comumente existe assimetria entre os limites de bacias hidrográficas e hidrogeológicas, sendo esta variável ao longo dos eixos divisores. A importância da delimitação de bacias hidrogeológicas recai principalmente na questão do direcionamento de pesquisas, contribuindo ainda para a implementação de medidas de controle e gestão dos recursos hídricos, na elaboração de estudos de proteção e contaminação de aqüíferos, e no estabelecimento de diretrizes de gestão conjunta entre os países/estados relacionados a um mesmo aqüífero transfronteiriço. _________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The designation of the “hydrogeologic basin” terminology still needs to be complemented regarding the definition and application aspects. One of the approaches without theoretical and conceptual basis is related to the criteria for definition of the hydrogeologic basins boundaries and the relationships with the overland watersheds. The currently available technical literature is very restricted and incomplete. The hydrogeologic basins boundaries can be established through the application of many hydrogeologic investigation methods, organized in direct and indirect methods. The direct methods consist of potentiometric studies, tracer tests and isotopic geochemistry, whereas the indirect methods comprise the geophysical studies, geoprocess, superficial hydrology studies and hydrochemistry. Ideally, the methods should be used combined to each other, defining in some cases precisely the asymmetry between hydrographic and hydrogeologic basins, and in other cases only qualitatively. Some of these proposed methods were applied to real aquifer system situations in different scales, covering the Urucuia Aquifer System (intergranular), the Canastra Aquifer System (fractured) and the Bambuí Aquifer System (karstic). In general, the results point out that commonly exist asymmetry between hydrographic and hydrogeologic basins, and that this asymmetry varies across the longitudinal divisor axis. The importance of the hydrogeologic basin delimitation specially refers to research directing, also contributing to the implementation of control and management measures, to the elaboration of studies about groundwater protection and contamination, and to the establishment of integrated management guidelines between the counties/states related to the same transboundaring aquifer.
5

Análise da alteração do uso do solo em bacias hidrográficas

Dornelles, Tales Farina January 2003 (has links)
O planejamento dos recursos hídricos é uma tarefa complexa pois trata diretamente dos interesses de diversos setores da sociedade e gera freqüentemente conflitos pelo uso. Em se tratando de bacias hidrográficas esta relação de interesses se mostra bastante latente pois verifica-se toda a sorte de atividades humanas que se distribuem no espaço, ao mesmo tempo em que se observa o declínio dos recursos ambientais. Assim sendo torna-se evidente a necessidade de se compreender as inter-relações entre as forças que estimulam o processo produtivo na bacia hidrográfica. A tarefa exige um estudo mais amplo da bacia, no qual se considere as relações entre as diversas ações empreendidas pelo homem nesta unidade do espaço geográfico. Neste sentido a alteração do uso do solo se apresenta como um indicador das principais forças que promovem o desenvolvimento de uma região. Compreender como se dá este processo e capturar o padrão de evolução destas atividades no espaço da bacia significa, dentro do contexto dos recursos hídricos, possibilitar um melhor planejamento e gerenciamento das águas, tanto no aspecto qualitativo quanto quantitativo. Esta dissertação discute uma metodologia para simular o padrão de alteração de classes de uso do solo em uma bacia hidrográfica de médio porte. Para isso foram utilizadas técnicas de geoprocessamento, sensoriamento remoto e modelagem matemática. Foram considerados agentes motivadores da alteração do uso do solo a declividade do terreno e as distâncias das rodovias, dos centros urbanos e dos cursos d’água. Os resultados obtidos mostraram que a bacia de estudo avança no sentido de uma ação de degradação cada vez mais intensa em algumas regiões, caracterizada pela ocupação de áreas nativas e pela provável remoção da mata ciliar ao longo dos cursos d’água. Observou-se também que existe uma inércia maior com relação às alterações justamente nas regiões mais afastadas do centro urbano e das rodovias federais.
6

Modelagem matemática da Dinâmica de Fluxo Riacho-Aquífero na Microbacia Hidrográfica do riacho São José na região do Cariri Cearense / Mathematical modelling of the stream-aquifer flow dynamic in São José stream catchment in the Cariri region in Ceará

Fontenele, Sávio de Brito January 2010 (has links)
FONTENELE, Sávio de Brito. Modelagem matemática da Dinâmica de Fluxo Riacho-Aquífero na Microbacia Hidrográfica do riacho São José na região do Cariri Cearense. 2010. 98 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2010. / Submitted by Jairo Viana (jairo@ufc.br) on 2016-08-25T18:55:46Z No. of bitstreams: 1 2010_dis_sbfontenele.pdf: 6655560 bytes, checksum: 54a5103700b50aead2cbd144f5d16411 (MD5) / Approved for entry into archive by Jairo Viana (jairo@ufc.br) on 2016-08-25T18:55:58Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2010_dis_sbfontenele.pdf: 6655560 bytes, checksum: 54a5103700b50aead2cbd144f5d16411 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-08-25T18:55:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2010_dis_sbfontenele.pdf: 6655560 bytes, checksum: 54a5103700b50aead2cbd144f5d16411 (MD5) Previous issue date: 2010 / It relates the understanding of the flow dynamics between the São José stream and Rio da Batateira aquifer, located in the Cariri region in Ceará. The stream discharges were monitored by the chemical tracer method, which obtained a good linear correlation with the Parshall flume. According to the SCS-CN method, there was no runoff in the days prior to flow measurement, indicating that the increase in flow during the rainy season corresponds to changes in the pattern of subsurface flow and base-flow of the stream. The average hydraulic conductivity of the aquifer, estimated at 1.69 x10-5 m s-1, was obtained from geostatistics, using the technique of kriging. The specific production of the aquifer (5%) and the conductance of the stream bed (16,800 m² dia-1) were obtained in the stream-aquifer flow model calibration flow by using the MODFLOW application. In the steady state calibration we obtained the annual recharge of 45 mm and in the transient state it was possible to distribute this recharge into the months of April (16 mm) and May 2009 (29 mm). Recharges occurred only in the months having rainfall exceeding 200 mm. As MODFLOW only simulates the flow in saturated media, the flow rate calculated for the stream corresponds only to the base flow and the excess observed corresponds to the subsurface flow not calculated. The simulation for four scenarios, considering the extreme values of annual rainfall recorded in pluviometers of the region and changes in the recharge area of the river catchment, showed the need for urban planning in the area, aiming at the future control of soil use and occupation with a focus on preservation of groundwater and surface water resources. / Relata-se o entendimento da dinâmica de fluxo entre o riacho São José e o aquífero Rio da Batateira, localizados na região do Cariri cearense. As vazões do riacho foram monitoradas através do método do traçador químico, que obteve uma boa correlação linear com o da calha Parshall. De acordo com o método CN do SCS, não houve escoamento superficial nos dias anteriores aos de medição de vazão, indicando que o incremento nas vazões durante o período chuvoso corresponde a variações nos fluxos sub-superficial e de base do riacho. A condutividade hidráulica média do aquífero, estimada em 1,69 x 10-5 m s-1, foi obtida por geoestatística, utilizando a técnica da krigagem. A produção específica do aquífero (5%) e a condutância do leito do riacho (16.800 m² dia-1) foram obtidas na calibração do modelo de fluxo riacho-aquífero, utilizando o aplicativo MODFLOW. Na calibração em regime estacionário obteve-se a recarga anual de 45 mm e em regime transiente foi possível distribuir esta recarga nos meses de abril (16 mm) e maio de 2009 (29 mm). As recargas só ocorreram nos meses de precipitação superior a 200 mm. Como o MODFLOW simula apenas o fluxo no meio saturado, a vazão calculada do riacho corresponde apenas ao fluxo de base e o excedente observado ao escoamento sub-superficial não calculado. A simulação de quatro cenários, considerando valores extremos de precipitação anual registrados em pluviômetros da região e mudanças na área de recarga da bacia hidrográfica, mostrou a necessidade de um planejamento urbano na área, visando o disciplinamento futuro do uso e ocupação do solo com foco na preservação dos recursos hídricos superficiais e subterrâneos.
7

Análise da alteração do uso do solo em bacias hidrográficas

Dornelles, Tales Farina January 2003 (has links)
O planejamento dos recursos hídricos é uma tarefa complexa pois trata diretamente dos interesses de diversos setores da sociedade e gera freqüentemente conflitos pelo uso. Em se tratando de bacias hidrográficas esta relação de interesses se mostra bastante latente pois verifica-se toda a sorte de atividades humanas que se distribuem no espaço, ao mesmo tempo em que se observa o declínio dos recursos ambientais. Assim sendo torna-se evidente a necessidade de se compreender as inter-relações entre as forças que estimulam o processo produtivo na bacia hidrográfica. A tarefa exige um estudo mais amplo da bacia, no qual se considere as relações entre as diversas ações empreendidas pelo homem nesta unidade do espaço geográfico. Neste sentido a alteração do uso do solo se apresenta como um indicador das principais forças que promovem o desenvolvimento de uma região. Compreender como se dá este processo e capturar o padrão de evolução destas atividades no espaço da bacia significa, dentro do contexto dos recursos hídricos, possibilitar um melhor planejamento e gerenciamento das águas, tanto no aspecto qualitativo quanto quantitativo. Esta dissertação discute uma metodologia para simular o padrão de alteração de classes de uso do solo em uma bacia hidrográfica de médio porte. Para isso foram utilizadas técnicas de geoprocessamento, sensoriamento remoto e modelagem matemática. Foram considerados agentes motivadores da alteração do uso do solo a declividade do terreno e as distâncias das rodovias, dos centros urbanos e dos cursos d’água. Os resultados obtidos mostraram que a bacia de estudo avança no sentido de uma ação de degradação cada vez mais intensa em algumas regiões, caracterizada pela ocupação de áreas nativas e pela provável remoção da mata ciliar ao longo dos cursos d’água. Observou-se também que existe uma inércia maior com relação às alterações justamente nas regiões mais afastadas do centro urbano e das rodovias federais.
8

A paisagem da bacia hidrográfica do rio corrente-PI e suas modificações pela lente das crianças do Ensino Fundamental

Nascimento, Rafaela Araújo do 22 February 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Geografia, Programa de Pós-Graduação em Geografia, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-04-07T18:39:55Z No. of bitstreams: 1 2016_Rafaela_dissertação.pdf: 3637025 bytes, checksum: ed383c577d7af11eba7197b1d3cbab00 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-04-07T20:27:14Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_Rafaela_dissertação.pdf: 3637025 bytes, checksum: ed383c577d7af11eba7197b1d3cbab00 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-04-07T20:27:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_Rafaela_dissertação.pdf: 3637025 bytes, checksum: ed383c577d7af11eba7197b1d3cbab00 (MD5) / A presente pesquisa apresenta algumas definições de paisagem e suas principais mudanças ao longo do tempo. Analisa a mudança na paisagem da bacia hidrográfica do rio Corrente, em Corrente-PI, focando na mudança causada pela ação antrópica, por meio da iconografia produzida por crianças do 7º ano do Ensino Fundamental. Apresenta abordagens pedagógicas e educacionais sobre como é abordada a paisagem no ensino fundamental. _______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / This research presents some landscape settings and main changes over time. Analyzes in the changing landscape of the river hydrographic basin Corrente, in Corrente-PI, focusing on change caused by human action, through the iconography produced by children of the 7th year of elementary school. Presents pedagogical and educational approaches on how the landscape is covered in elementary school.
9

Contribuições à cobrança pelo uso da água no Brasil : abordagem econômica e avaliação de preços ótimos vis-à-vis preços praticados na bacia do rio Paraíba do Sul

Garrido, Raymundo José Santos 26 February 2017 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Departamento de Economia, Brasília, 2018. / Submitted by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-06-26T21:06:03Z No. of bitstreams: 1 2018_RaymundoJoséSantosGarrido.pdf: 4049493 bytes, checksum: a476764dc28f96289ccbf2cf4b0415f7 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-06-29T16:42:54Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2018_RaymundoJoséSantosGarrido.pdf: 4049493 bytes, checksum: a476764dc28f96289ccbf2cf4b0415f7 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-06-29T16:42:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2018_RaymundoJoséSantosGarrido.pdf: 4049493 bytes, checksum: a476764dc28f96289ccbf2cf4b0415f7 (MD5) Previous issue date: 2018-06-26 / Este texto traz ao debate o relevante problema da precificação da água bruta no Brasil enfocando, como estudo de caso, a bacia do rio Paraíba do Sul. O ponto de partida é uma breve avaliação do contexto institucional em que se situa o problema estudado, seguida de um panorama sobre as metodologias de formação de preços que foram debatidas no País. A questão central é o confronto entre a metodologia da otimização de preços e aquela que é adotada na referida bacia hidrográfica. Ambas as metodologias foram desenvolvidas com a condição complementar de assegurar a completa cobertura dos custos, sendo que a otimização de preços adota, como referencial de cálculo, o custo marginal de longo prazo, diferentemente da metodologia praticada que leva em consideração o custo médio associado a um numerário arbitrário. Na otimização, o processo de diferenciação de preços é baseado na elasticidade preço da demanda de cada categoria de uso da água, enquanto que na precificação adotada na bacia, a diferenciação é feita por meio de coeficientes estabelecidos com base no consenso dos gestores. Os resultados demonstraram que, no caso estudado, os preços ótimos são significativamente diferentes do que os que são cobrados na bacia. No caso do Paraíba do Sul eles são mais baixos, embora possam surgir casos de outras bacias em que os preços ótimos se situem em níveis mais altos, dependendo do numerário que venha a ser adotado na precificação tal como é praticada. Adicionalmente, é feita uma análise crítica do preço cobrado à geração hidroelétrica mostrando que o preço único pelo uso da água à escala nacional prejudica as bacias geradoras de energia. A pesquisa produz, ao final, algumas recomendações que podem ser úteis às políticas públicas da gestão de recursos hídricos no Brasil. / This text brings to debate the relevant issue of bulk water pricing in Brazil focusing, as a case study, the basin of the river Paraíba do Sul. The starting point is a brief overview of the institutional context in which lies the problem studied, followed by a panoramic survey of methodologies for pricing that were discussed in the country. The main issue is the confrontation between the methodology of price optimisation and the one that is adopted in that watershed. Both methodologies were developed with the complementary condition of ensuring full cost coverage, and the price optimisation considers, in its calculations, the long term marginal cost, unlike the methodology practiced in the watershed that takes into account the average cost associated with an arbitrary numéraire. In the optimisation process, the price differentiation is based on the price elasticity of demand for each category of water use while in the pricing methodology adopted in the basin, differentiation is made by means of coefficients established on the basis of the water managers common sense. The results showed that, in the selected case study, the optimal prices are significantly different than those charged in the basin. In the case of Paraíba do Sul, they are lower, although cases may arise in other basins where the optimum pricesare higher, depending on the numéraire that will be adopted in the pricing as it is practiced. In addition, a critical analysis of the price charged to the hydroelectric generation is made, showing that the single nationwide price for this water use damages the power generating basins. The research produces, at the end, some recommendations that may be useful to the public policies of Water Resources Management in Brazil.
10

Modelo estatístico de distribuição presumida de peixes migradores da bacia do Rio Uruguai (RS/SC), sul do Brasil

Silva, Lucas Gonçalves da January 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T19:12:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000422406-Texto+Completo-0.pdf: 808509 bytes, checksum: 8677f1884621eabd5de86f6aa2e3ff60 (MD5) Previous issue date: 2010 / The objective of this study was to identify longitudinal distribution patterns of migratory fish in the Uruguay river basin (Rio Grande do Sul and Santa Catarina, southern Brazil), proposing a statistical distribution model based on environmental geomorphological parameters (altitude and basin area). By mapping the estimated probability of occurrence, the project aims to contribute in decision making for watersheds management. The analyzed species were Salminus brasiliensis (dourado), Prochilodus lineatus (grumatã), Leporinus obtusidens (piava), Pseudoplatystoma corruscans (surubim-pintado), Brycon orbignyanus (piracanjuba) and Steindachneridion scripta (suruvi). The sampling program resulted in 202 interviews with local fishermen in 168 different sampling points in the major rivers of the basin. The average age of respondents was 55. 8 years and the great majority lived for more than 30 years in site. The probability models were estimated using a modified logistic equation (LOGIT) adjusted using the Solver routine of Microsoft Excel. Pseudoplatystoma corruscans presented a distributional altitude limit of about 300m and minimum basin area of 4000 km². Prochilodus lineatus showed estimated presence at altitudes up to 360m and 1150 km² of basin area, S. brasiliensis had expected occurrence in up to 450m and 1000 km² of basin area, while L. obtusidens exceeds 500m altitude and was present with basin area up to 1300 km².Brycon orbignyanus and S. scripta weren’t modeled because the sampling data were suspected as biased. The total adherence of the presumed distribution model ranged from about 80 to 85%, suggesting that the parameters altitude and basin area presents a good predictive character. Through the distribution limits identified, it appears that the already operating and planed large dams potentially have a direct impact on migratory fish life cycle. / O objetivo do presente trabalho foi identificar o padrão de distribuição longitudinal de peixes migradores da bacia hidrográfica do rio Uruguai (Rio Grande do Sul e Santa Catarina, Sul do Brasil), propondo um modelo estatístico de distribuição presumida baseado em parâmetros ambientais geomorfológicos (altitude e área de bacia). Através de mapas de probabilidade estimada de ocorrência, o projeto visa contribuir na tomada de decisão no gerenciamento de bacias hidrográficas. As espécies analisadas foram Salminus brasiliensis (dourado), Prochilodus lineatus (grumatã), Leporinus obtusidens (piava), Pseudoplatystoma corruscans (surubim-pintado), Brycon orbignyanus (piracanjuba) e Steindachneridion scripta (suruvi). O programa de amostragens resultou em 202 entrevistas com pescadores locais em 168 pontos de amostragem distintos, nos principais rios da bacia. A idade média dos respondentes foi de 55,8 anos sendo que a grande maioria residia há mais de 30 anos no local. Os modelos de probabilidade foram estimados através de uma equação logística (LOGIT) modificada sendo o ajuste realizado utilizando-se a rotina Solver do Microsoft Excel. Pseudoplatystoma corruscans apresentou limite de distribuição em altitude de aproximadamente 300m e área de bacia mínima de 4000 km², P. lineatus apresentou presença prevista em altitudes de até 360m e área de bacia superior a 1150 km², S. brasiliensis teve ocorrência prevista em até 450m de altitude e área de bacia superior a 1000 km², enquanto que L. obtusidens distribui-se em altitudes de até pouco mais de 500m e área de bacia superior a 1300 km².Brycon orbignyanus e S. scripta não foram modelados devido à amostragem não satisfatória. As aderências totais dos modelos de distribuição presumida variaram entre cerca de 80 e 85%, sugerindo que os parâmetros altitude e área de bacia apresentam, conjuntamente, um bom caráter preditivo para a estimativa do padrão de distribuição de peixes migradores na bacia do rio Uruguai. Através dos limites de distribuição obtidos no presente estudo, conclui-se que os principais barramentos de grande porte construídos e previstos para a bacia apresentam impacto direto sobre o ciclo de vida de peixes migradores.

Page generated in 0.0191 seconds