• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 6
  • Tagged with
  • 7
  • 7
  • 7
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Escoamento superficial em áreas de mineração de bauxita, pré e pós lavra, na Zona da Mata Mineira / Surface runoff in areas of bauxite mining, before and after mining, in the Zona da Mata Mineira

Silveira, Lucas Jesus da 18 July 2017 (has links)
Submitted by Marco Antônio de Ramos Chagas (mchagas@ufv.br) on 2017-12-15T10:18:46Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 6009435 bytes, checksum: 8a50653ea39c603eacd7d61c0e292d02 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-12-15T10:18:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 6009435 bytes, checksum: 8a50653ea39c603eacd7d61c0e292d02 (MD5) Previous issue date: 2017-07-18 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / A sustentabilidade das áreas após a exploração do minério bauxita, que em Miraí se encontram na forma de corpos superficiais, é dependente de todo processo de lavra e reabilitação, sendo o escoamento superficial o processo hidrológico ao qual estão ligadas as perdas de recursos naturais, tais como água, solo, nutrientes, matéria orgânica e microrganismos. Avaliou-se o escoamento superficial em duas áreas de mineração, pré e pós-lavra de bauxita, em Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico sob plantio de eucalipto e mesma classe de declividade. Observou-se que o escoamento superficial na área pós-lavra (0,17%) foi significativamente menor (ρ < 0,01) em virtude da maior área de copa projetada do plantio (12.924,92 m2.ha -1 ) e do preparo em nível do terreno, em contraste com o escoamento superficial na área pré- lavra (0,56%), que apresentou um plantio heterogênio com grande número de falhas (31%), baixa área de copa projetada (7.696,37 m2.ha -1 ), solo com característica hidrofóbica e preparo do solo paralelo ao declive, proporcionando um escoamento superficial praticamente nulo em chuvas de até 30 mm para a área pós-lavra e somente de 10 mm para a área pré-lavra. A caracterização dos dois ambientes, pré e pós-lavra, e a correlação entre seus atributos, foi satisfatória. O processo de reabilitação da área minerada satisfez a diminuição do escoamento superficial em virtude da implantação de um plantio mais produtivo, apresentando uma densidade de copa maior e um menor número de falhas (0%), e um manejo do solo mais adequado. / The sustainability of the post-mining areas of the bauxite ore, which in Miraí are superficial ore bodies, is dependent on all mining and rehabilitation processes, being the surface runoff the hydrological process to which losses of natural resources such as water, soil, nutrients, organic matter and microorganisms are linked. Surface runoff was evaluated in two mining areas, pre- and post-bauxite mining, in a dystrophic Red-Yellow Latosol under eucalyptus plantation and the same slope class. It was observed that the surface runoff in the post-mining area (0.17%) was significantly lower (ρ <0.01) due to the higher projected leaf area (12,924.92 m2.ha -1 ) and site preparation at level, in contrast to the surface runoff in the pre-mining area (0.56%), which presented heterogenous planting with large number of faults (31%), low projected leaf area (7,696.37 m2.ha -1 ), hydrophobic soil and site preparation parallel to the slope, providing virtually zero surface runoff in rainfall up to 30 mm for a post-mining area and only 10 mm for a pre-mining area. The characterization of the two environments, pre- and post-mining, and the correlation between their attributes, was satisfactory. The process of rehabilitation of the mined area satisfied the decrease of the surface runoff due to the implantation of a more productive plantation, presenting a higher crown density and a smaller number of faults (0%), and a more adequate soil management.
2

Efeito de diferentes manejos sobre o escoamento superficial em microbacias experimentais no semiárido tropical / Effect of different, amagement on runoff in experimental watersheds in the semiarid tropical

Araújo Neto, José Ribeiro de January 2012 (has links)
ARAÚJO NETO, José Ribeiro de. Efeito de diferentes manejos sobre o escoamento superficial em microbacias experimentais no semiárido tropical. 2012. 128 f. Dissertação (Mestrado em engenharia agrícola)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2012. / Submitted by Elineudson Ribeiro (elineudsonr@gmail.com) on 2016-06-23T19:32:10Z No. of bitstreams: 1 2012_dis_jraraujoneto.pdf: 15923261 bytes, checksum: dc660c8d84e0dda87dc4950ace85d308 (MD5) / Approved for entry into archive by José Jairo Viana de Sousa (jairo@ufc.br) on 2016-07-21T20:16:54Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_dis_jraraujoneto.pdf: 15923261 bytes, checksum: dc660c8d84e0dda87dc4950ace85d308 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-07-21T20:16:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_dis_jraraujoneto.pdf: 15923261 bytes, checksum: dc660c8d84e0dda87dc4950ace85d308 (MD5) Previous issue date: 2012 / On natural rainfall with similar characteristics in relation to total depth, duration and intensity, catchments with ephemeral runoff in semiarid regions, may or not present hydrological responses differentiated as a result of human intervention. The aim of this study was to investigate the anthropogenic influence on the hydrological responses of catchmentof ephemeral runoff in Caatinga biome, as well as generate information of the key hydrological variables involved in the rainfall-runoff and investigate the runoff of these catchments through the hydrological model CN-NCRS. The data were analyzed concerning the rainy seasons of the years 2009, 2010, 2011 and 2012. We monitored the hydrology of three catchments, in the first one vegetal cover was kept unchanged, in the second one vegetal cover was thinnedfor forage yield and the third one was applied the management of vegetation cutting/burning and planteda grass (Andropogongayanus, Kunt). The results present that the vegetation management influences the generation of runoff in the catchments reflecting on the number of rainfall events generators of runoff, total runoff, runoff peak, and the values of CN (curve number) calibrated and validated. 198 events were detected with rain in the watershed during the study period, and of these, 75 events generated runoff for the watershed with native vegetation which produced an average annual runoff coefficient of 9.0%, since the watershed with vegetation thinned 62 events generated runoff and the runoff coefficient average annual 5.6%. The lesser runoff for the watershed with vegetation thinned regarding to that with vegetation unchanged, suggests appropriate management for the production of forage in the semiarid zones, since it produces forage and reduces water losses by runoff. The practice of vegetation cutting/burning associated with grasses made the soil more exposed, allowing larger runoff events. The values of CN were calibrated and validated: 75.4 for the watershed with native vegetation; 72.3 for the watershed with vegetation thinned and 88.5 with watershed management with cutting / burning and planting pasture. Both the calibration and validation models showed good Nash and Sutcliffe coefficients higher than 0.6, as well as confidence indices of good to very good.. The CN calibrated and validated may be used to estimate runoff in similar conditions of management in the semiarid Brazilian Caatinga. The model CN-NRCS presented greater sensitivity to changes in the values of CN than to changes in the ratio λ. The CN-NCRS model presented low reliability, because of the temporal variation of the parameters and its high sensitivity of the input parameters (CN and λ), as well as the uncertainties in the input variable precipitation. / Sobre condições de chuva natural com características similares no que se refere à lâmina total precipitada, duração e intensidade, microbacias com escoamento efêmero em regiões semiáridas, podem ou não apresentar respostas hidrológicas diferenciadas, como consequência da intervenção humana. O objetivo deste estudo foi investigar a influência antrópica sobre as repostas hidrológicas em microbacias de escoamento efêmero no bioma Caatinga, bem como, gerar informações das principais variáveis hidrológicas envolvidas no processo de chuva-deflúvio e avaliar o escoamento superficial para essas microbacias por meio do modelo hidrológico CN-NCRS. Os dados analisados foram referentes às estações chuvosas dos anos de 2009 à 2012. Foram monitoradas a hidrologia de três microbacias, a cobertura vegetal foi mantida inalterada na primeira microbacia enquanto que na segunda foi aplicado o manejo de raleamento para produção de pastagem e a terceira aplicou-se o manejo de corte/queima e plantação da gramínea (Andropogongayanus, Kunt) para produção de pasto. Os resultados mostraram que o manejo da vegetação influencia na geração de escoamento nas microbacias refletindo no número de eventos chuvosos geradores de escoamento, no total escoado, no pico de vazão, assim como nos valores de CN (Curve Number) calibrados e validados. Foram detectados 198 eventos com chuva nas microbacias durante o período de estudo, sendo que desses, 75 eventos geraram escoamento superficial para a microbacia com vegetação nativa o que produziu um coeficiente de escoamento anual médio de 9,0%, já a microbacia com vegetação raleada 62 eventos geraram escoamento superficial sendo o coeficiente de escoamento anual médio 5,6%. Os menores valores escoamentos para a microbacia com vegetação raleada sugere um manejo adequado para a produção de pastagem no semiárido, uma vez que produz pastagem e reduz as perdas de água por escoamento superficial em comparação com a microbacia com vegetação nativa. A prática de corte/queima com pastagem, tornou o solo mais exposto, proporcionando assim maiores escoamentos. Os valores de CN calibrados e validados foram: 75,4 para a microbacia com vegetação nativa; 72,3 para a microbacia com vegetação raleada e 88,5 microbacia com o manejo com corte/queima e plantação de pastagem. Tanto na calibração como validação os modelos apresentaram bons coeficientes de Nash e Sutcliffe superiores a 0,6, bem como, índices de confiança de bom a muito bom. Os CN calibrados e validados podem ser usados para estimativa do escoamento superficial em condições similares de manejo da caatinga no semiárido brasileiro. Ainda, o modelo CN-NRCS apresentou maior sensibilidade às alterações nos valores do CN do que para alterações na razão λ. Observou-se uma baixa confiabilidade para o modelo, em virtude da variação temporal dos parâmetros e ainda influenciado pela sensibilidade dos parâmetros de entrada (CN e λ), bem como, das incertezas na variável de entrada precipitação.
3

ANÁLISE DO MODELO DE CAPACIDADE DE INFILTRAÇÃO VARIÁVEL (VIC) PARA AS BACIAS DOS RIOS SANTA MARIA DA VITÓRIA E JUCU

CAMPANHARO, W. A. 30 August 2013 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T15:37:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_6789_Dissertação_WesleyACampanharo.pdf: 2678444 bytes, checksum: 038f17405ab009092a6a97563dcc6e1f (MD5) Previous issue date: 2013-08-30 / CAMPANHARO, Wesley Augusto. Análise do modelo de Capacidade de Infiltração Variável (VIC) para as bacias do rio Santa Maria da Vitória e Jucu. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) Universidade Federal do Espírito Santo, Alegre-ES. Orientador: Prof. Dr. Roberto Avelino Cecílio. Co-orientador: Prof. Dr. Sidney Sára Zanetti. A modelagem hidrológica é uma técnica que possibilita o melhor entendimento e representação do comportamento hidrológico de bacias. O modelo hidrológico de Capacidade de Infiltração Variável(VIC) é um modelo de macroescala, o qual simula os processos de transferência vertical de água e energia. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a aplicabilidade do VIC para duas bacias hidrográficas do estado do Espírito Santo, tomadas pelo Governo Estadual como prioritárias para estudos hidrológicos: Jucu e Santa Maria da Vitória. Para tanto, obteve-se informações de solo, vegetação e clima, que posteriormente foram agregadas a informações de relevo para obter os dados de vazão simulada. Inicialmente, separou-se 5 anos de dados climáticos (1992 a 1996) para o processo de calibração do VIC, que envolveu tanto a obtenção da melhor resolução, quanto a melhor combinação dos parâmetros calibráveis. Este processo se deu por meio da comparação entre as vazões simuladas e observadasde postos fluviométricos existentes nas duas bacias. De posse das melhores combinações entre os parâmetros de entrada encontrados para cada posto fluviométrico, realizou-se o processo de teste de desempenho do modelo, que consistiu em verificar a aderência das vazões simuladas pelo VIC com aquelas medidas, em uma novasérie de 5 anos (1997 a 2001). Com o melhor conjunto resolução/combinação,foram realizadas simulações de alterações de uso do solo, considerando-se três cenários diferentes: CM1 considera a aplicação do projeto corredores ecológicos na região; CM2 considera o aumentode 20% na cobertura florestal; CM3 considera o aumentode 50% na cobertura florestal.Para as 1024 combinações testadas, apenas para o posto da bacia hidrográfica do rio Santa Maria da Vitória,foram observados valores positivos do coeficiente de eficiência de Nash.O período do teste do desempenho do modelo apresentou o mesmo comportamento; porém, a simulação de vazões mínimas e médias teve comportamento melhor. Ao se analisar as modificações nas vazões provenientes de cada cenário simulado, observou-se uma diminuição no escoamento superficial e no deflúvio,na medida em que se incrementou a cobertura florestal. O presente trabalho obteve resultados insatisfatórios para dois de três postos de controle, e para simulação de vazões mínimas e médias, podendo ser reflexo do tipo de calibração, juntamente com o conjunto de possíveis erros inerentes aos arquivos de entrada e/ou deficiência de parametrização do modelo hidrológico. Palavras-chave: recursos hídricos; gestão territorial; modelagem hidrológica
4

Caracterização hidroambiental de uma microbacia hidrográfica da bacia do Rio São Mateus, no Vale do Mucuri, Minas Gerais / Hydrollogycal and environmental characterization of the watershed microbasin of the São Mateus River, in the Mucuri Valley, Minas Gerais

Araújo, Tulio Menezes 28 February 2018 (has links)
Submitted by MARCOS LEANDRO TEIXEIRA DE OLIVEIRA (marcosteixeira@ufv.br) on 2018-07-23T12:07:40Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 4657290 bytes, checksum: dff21f1ec7c79913e33da03ffb7a1ba9 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-07-23T12:07:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 4657290 bytes, checksum: dff21f1ec7c79913e33da03ffb7a1ba9 (MD5) Previous issue date: 2018-02-28 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / A utilização dos recursos naturais sempre tem gerado muitas discussões quando levantada a questão da conservação da natureza, incluindo o uso racional da água e do solo. Problemas associados ao aumento da população e o consequente incremento da demanda de água na região noroeste da Bacia Hidrográfica do Rio São Mateus, região do Vale do Mucuri, MG, fez com que fosse decretada uma situação de calamidade pública devido à escassez de água. Sabendo que as características físicas e bióticas de uma bacia hidrográfica exercem importante papel nos processos do ciclo hidrológico, este trabalho tem como objetivos: monitorar a precipitação pluviométrica durante o ano de 2017 de uma microbacia da bacia hidrográfica do Rio São Mateus, no município de Itambacuri, Minas Gerais; caracterizar morfometricamente a bacia hidrográfica; realizar uma análise hidrológica em torno das condições ambientais da microbacia, relacionando-as à precipitação e aos parâmetros morfométricos em estudados, além de dados de resistência mecânica do solo. O presente trabalho foi dividido em dois capítulos. O primeiro dedicou-se ao estudo da precipitação na microbacia, através de uma estação meteorológica, relacionando-a aos dados da Normal Climatológica de 1961-1990. O segundo capítulo incorporou a caracterização morfométrica da microbacia e aquisição de dados de vazão da nascente e de resistência mecânica do solo no ano de 2017. Concluiu-se que o regime pluviométrico da região da microbacia durante o ano de 2017 condiz com o histórico de chuva do município, não havendo diferença estatística entre as médias de precipitação em 2017 e da normal climatológica. Pelos índices morfométricos, viu-se que a microbacia estudada apresenta formato circular, sendo propensa a ocorrência de enchentes em sua área de drenagem. A pastagem é a classe de uso do solo que mais ocorre na microbacia, ocupando quase 56% de sua área. Já a floresta não chega a 30%, e solo exposto corresponde a 15% da área. Os pontos onde foram medidos a resistência mecânica do solo à penetração na microbacia estudada apresentaram altos valores de resistência, remetendo a uma maior compactação do solo, fato tal observado principalmente no solo exposto. Os valores de vazão da nascente se apresentaram relativamente baixos, onde o maior foi no mês de Janeiro. Contudo, ela apresentou relação direta com a precipitação em 2017. Diante do exposto, foi possível perceber que a falta de chuva pode estar relacionada com o mau uso da terra na região, onde é comum encontrar pastos altamente degradados, solos compactados e terço superior de morro sem cobertura vegetal, características tais que desfavorecem a infiltração de água da chuva no solo, prejudicando a recarga das nascentes e desregulando a vazão durante o ano. É notória a necessidade de manejo dessa microbacia, envolvendo a comunidade local, a fim de aumentar sua produção de água, e assim, contornar os problemas de seca constantemente enfrentados na região. / The use of natural resources has always generated much discussion when the issue of nature conservation, including the rational use of water and soil. Problems associated with population growth and the consequent increase in water demand in the northwest region of the São Mateus river basin, in the Mucuri Valley, led to public calamity due to water scarcity. Knowing that the physical and biotic characteristics of a watershed play an important role in the processes of the hydrological cycle, this work has as objectives: to monitor the rainfall during 2017 of a watershed of the São Mateus River basin in the municipality of Itambacuri , Minas Gerais; characterize the basin morphometrically; to perform a hydrological analysis around the environmental conditions of the microbasin, relating them to the precipitation and the morphometric parameters in the studied, besides data of mechanical resistance of the soil. The present work was divided in two chapters. The first one was devoted to the study of the precipitation in the microbasin, through a meteorological station, relating it to the data of the Normal Climatological of 1961-1990. The second chapter incorporated the morphometric characterization of the microbasin and acquisition of flow rate water and of soil mechanical resistance in 2017. It was concluded that the pluviometric regime of the municipality during the year 2017 matches with the rainfall history of the region, and there is no statistical difference between the average of precipitation of 2017 and the climatological normal. With to the morphometric indices acquired, it was observed that the studied microbasin presents a circular shape, being prone to the occurrence of floods in its drainage area. Pasture is the class of soil use that occurs most in the microbasin, occupying almost 56% of its area. The forest does not reach 30%, and exposed soil corresponds to 15% of the area. The points where mechanical soil resistance to panning microbasin were measured showed high values of resistance, referring to a greater soil compaction, a fact observed mainly in the exposed soil. The values of flow from the of spring water were relatively low, where the largest was in the month of January. However, the water flow rate has directly relation to precipitation in 2017. With the exposed above, it can be seen that the lack of rainfall may be related to land misuse in the region, where it is common to find highly degraded pastures, compacted soils and upper third of hill without vegetation cover, characteristics such that they do not favor the infiltration of rainwater in the soil, damaging the recharge of the spring water and deregulating the flow during the year. There is a clear need to manage this microbasin, involving the local community in order to increase its water production, and thus, to overcome the drought problems constantly faced by the region.
5

Fragilidade ambiental e capacidade de uso da terra da bacia hidrográfica do rio Caratinga, MG / Environmental fragility and land use capacity of the Caratinga river hydrographic basin, MG

Campos, Jasmine Alves 30 July 2018 (has links)
Submitted by MARCOS LEANDRO TEIXEIRA DE OLIVEIRA (marcosteixeira@ufv.br) on 2018-10-08T13:27:38Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 4054867 bytes, checksum: 9c47e423148a28721d84d79a98e4abbe (MD5) / Made available in DSpace on 2018-10-08T13:27:38Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 4054867 bytes, checksum: 9c47e423148a28721d84d79a98e4abbe (MD5) Previous issue date: 2018-07-30 / A conciliação entre a manutenção do equilíbrio do meio ambiente e o desenvolvimento das atividades agrícolas constitui um dos principais desafios para o gerenciamento dos recursos naturais em bacias hidrográficas, tendo em vista que o uso da terra sem o adequado planejamento pode alterar sua capacidade produtiva e desencadear a ocorrência de danos ao ambiente. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi analisar a fragilidade ambiental e a capacidade de uso da terra da bacia hidrográfica do rio Caratinga, MG. A avaliação da fragilidade potencial, naturalmente associada à bacia, foi realizada por análise multicritério do mapeamento da fragilidade do solo, geologia, dissecação do relevo e precipitação, utilizando o Software Idrisi®. Para determinar a real suscetibilidade à degradação ambiental na área de estudo também foi utilizado variável uso e ocupação da terra na análise. Em adição, foi realizado o enquadramento das terras no sistema de classificação da capacidade de uso e manejo verificando os conflitos existentes no que diz respeito à capacidade de uso da terra. Os resultados mostraram que a bacia do rio Caratinga apresenta fragilidade potencial de média a alta, com mais da metade da área de drenagem na classe de fragilidade ambiental alta, principalmente em função do relevo dissecado associado à áreas de pastagens degradadas e solo exposto. A metodologia de classificação de terras determinou área semelhante da bacia, comparativamente à análise de fragilidade ambiental, utilizada além da sua capacidade de uso, possibilitando indicar as pastagens e áreas de solo exposto como prioridades para aplicação de políticas de restauração. Desta forma, conclui-se que a atuação complementar das duas metodologias, por meio da avaliação e mapeamento dos fatores envolvidos no risco à degradação ambiental juntamente com a compreensão da máxima capacidade de utilização agrícola, constituem-se em ferramentas fundamentais para subsidiar o adequado planejamento do uso da terra em bacias hidrográficas. / The conciliation between maintaining the balance of environment and agricultural development activities is one of the main challenges for natural resources management in river basins, becouse land use without adequate planning can affect soil production capacity and accelerate environment damage process. In this context, the aim of this work was to analyze the environmental fragility and the land use capacity of the Caratinga river basin, MG. We performed the evaluation of the potential fragility, naturally associated to the basin, by multicriteria analysis mapping the fragility of soil, geology, relief dissection and rainfall, using Idrisi® Software. To determine the real susceptibility to environmental degradation in the study area we also used variable land use and occupation in the analysis. In addition, we performed an actual land use framework of the area, considering the methodology of land use capacity, verifying the sites that presented conflicts between the actual and the recommended land use. The results showed that the Caratinga river basin presents medium to high potential fragility and more than half of the area in the class of high environmental fragility, mainly due to the dissected relief associated to degraded pastures and bared soil. The methodology of land capacity determined similar area of the basin, compared to the analysis of environmental fragility, used above its recommendation of use, allowing indicate the pastures and bared soil areas as priorities for the application of restoration policies. Thus, we concluded that the complementary performance of the two methodologies, through the evaluation and mapping of the factors involved in the risk to environmental degradation, in addition with the understanding of the recommended agriculture uses according to the land use capacity, are fundamental tools to subsidize the appropriate planning of land use in river basins.
6

Assoreamento em densas redes de reservatórios: o caso da bacia hidrográfica da barragem Pereira de Miranda, Ce. / Sedimentation in dense networks of reservoirs in water availability in the region: the case of the dam basin Pereira de Miranda, CE

Lira, Daniely Lidiany Costa January 2012 (has links)
LIRA, Daniely Lidiany Costa. Assoreamento em densas redes de reservatórios: o caso da bacia hidrográfica da barragem Pereira de Miranda, Ce. 2012. 86 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Departamento de Engenharia Agricola, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola, Fortaleza-CE, 2012. / Submitted by demia Maia (demiamlm@gmail.com) on 2016-06-20T16:12:24Z No. of bitstreams: 1 2012_dis_dlclira.pdf: 3463400 bytes, checksum: ace09712a6d5128d789c8d04b03b5bd0 (MD5) / Approved for entry into archive by demia Maia (demiamlm@gmail.com) on 2016-06-20T16:13:06Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_dis_dlclira.pdf: 3463400 bytes, checksum: ace09712a6d5128d789c8d04b03b5bd0 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-06-20T16:13:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_dis_dlclira.pdf: 3463400 bytes, checksum: ace09712a6d5128d789c8d04b03b5bd0 (MD5) Previous issue date: 2012 / The present study aims at analyzing the impacts of the dense reservoir network of the Pereira de Miranda catchment in its sediment yield and water storage capacity of the system. The studied area is located in the Brazilian Semiarid region, in the State of Ceará, with an area of approximately 3230 km2. It has an average annual rainfall of 854 mm and an annual potential evaporation of 1464 mm. The predominant soil and vegetation type are luvissolo and open shrub caatinga. Satellite imageries from wet years were used to identify the reservoirs of the catchment. Erosion units were identified derived from map overlay of the parameters of the Universal Soil Loss Equation (USLE), which enables the estimation of sediment yield and the identification of areas with high sediment production. A simplified model was used to simulate the sediment routing through the dense reservoir network of the basin. For the estimation of sedimentation at the Pereira de Miranda Reservoir, different scenarios of the system structure were considered. A mean erosion rate of 59 t.ha-1.year-1 was estimated for the basin, in which 42% of the basin area presents a moderate degree of erosion. According to the model, silting of the Pereira de Miranda reservoir may vary from 1.1 to 2.6 %.decade-1, depending on the scenario considered. One may observe that upstream reservoirs are able to retain until 58% of the sediments that would reach the Pereira de Miranda reservoir. The very small reservoirs, with storage capacity below 100,000 m³, are able to retain almost 8% of the generated sediments, although they represent just 1.83% of the system water storage capacity. Sensitivity analysis shows that the sediment retention capacity of the upstream reservoirs may vary from 20 to 58%, depending on the system structure concerning the presence of upstream reservoirs from different size classes. One may still conclude that the reduction rate of water storage capacity at the system as a function of reservoir siltation is relatively larger then that observed for the Pereira de Miranda reservoir, due to the upstream sediment retention. / O presente estudo tem como objetivo analisar os impactos da densa rede de reservatórios da bacia hidrográfica do açude Pereira de Miranda (Pentecoste) na produção de sedimentos e capacidade de armazenamento hídrica do sistema. A bacia estudada localiza-se no Nordeste Brasileiro, no Estado do Ceará, com uma área de aproximadamente 3.230 km2. Possui uma precipitação média anual de 854 mm e evaporação potencial média observada em tanque do tipo classe A é de 1.464 mm. O solo e a vegetação predominante são do tipo luvissolo e caatinga arbustiva aberta. Imagens de satélite de anos úmidos foram utilizadas para levantamento da açudagem na bacia. Foram identificadas unidades de erosão derivadas da sobreposição de mapas dos parâmetros da Equação Universal de Perdas do Solo (EUPS), o que permitiu a estimativa da erosão localizada na bacia e identificação de áreas potencialmente produtoras de sedimento. Um modelo simplificado foi utilizado para simular a propagação de sedimentos pela densa rede de reservatórios da bacia. Para estimativa do assoreamento no reservatório Pereira de Miranda, diferentes cenários de estrutura do sistema foram considerados. Foi estimada uma taxa de erosão média na bacia de 59 t.ha-1.ano-1, sendo que 42% da área da bacia apresenta grau de erosão moderado. De acordo com o modelo, o assoreamento do reservatório Pentecoste pode variar de 1,1 a 2,6% por década, dependendo do cenário considerado. Observa-se ainda que os reservatórios de montante podem reter até 58% do sedimento que chegaria ao açude Pereira de Miranda. Os reservatórios muito pequenos, com capacidade de até 100.000 m³, embora representem apenas 1,83% da disponibilidade hídrica do sistema, são capazes de reter quase 8% do total de sedimento produzido. Análises de sensibilidade mostram que a capacidade de retenção de sedimentos nos reservatórios de montante pode variar de 20 a 58%, dependendo da estrutura do sistema quanto à existência de reservatórios de diferentes classes de tamanho. Constata-se ainda que a taxa de redução da capacidade de armazenamento hídrica do sistema em função do assoreamento dos reservatórios de montante é relativamente maior do que a observada para o açude Pereira de Miranda, devido à retenção de sedimentos a montante.
7

Caracterização da bacia do córrego Itanguá como suporte à gestão da Floresta Nacional de Capão Bonito/SP visando à conservação da água

Leal, Mariana Santos 27 April 2016 (has links)
Submitted by Milena Rubi (milenarubi@ufscar.br) on 2017-08-08T17:21:17Z No. of bitstreams: 1 LEAL_Mariana_2016.pdf: 33531179 bytes, checksum: 79338822f2cee7514132a1426bb9d6ee (MD5) / Approved for entry into archive by Milena Rubi (milenarubi@ufscar.br) on 2017-08-08T17:21:25Z (GMT) No. of bitstreams: 1 LEAL_Mariana_2016.pdf: 33531179 bytes, checksum: 79338822f2cee7514132a1426bb9d6ee (MD5) / Approved for entry into archive by Milena Rubi (milenarubi@ufscar.br) on 2017-08-08T17:21:31Z (GMT) No. of bitstreams: 1 LEAL_Mariana_2016.pdf: 33531179 bytes, checksum: 79338822f2cee7514132a1426bb9d6ee (MD5) / Made available in DSpace on 2017-08-08T17:21:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 LEAL_Mariana_2016.pdf: 33531179 bytes, checksum: 79338822f2cee7514132a1426bb9d6ee (MD5) Previous issue date: 2016-04-27 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Water is one of the most abundant natural resources on the planet, but at the same time is becoming scarce in both quantity and quality in many regions, causing numerous conflicts. The watershed must be a permeable environment, where water infiltrates the soil and reaches the water table and then can be distributed abundant and continuously. Knowledge of the physical and biological characteristics of the basin influencing the handling and consequently the production of water. This study aimed to characterize the Itanguá watershed to support the management of the National Capão Bonito Forest, SP for conservation of water. This dissertation was divided into chapters: chapter 1 contextualized the issues relevant to this study, in the form of bibliographic review, chapter 2 discussed the hydro-environmental characterization of the basin, chapter 3 identified the vulnerability of Itangua watershed to the floods and the areas to be reforested in the permanent preservation areas, chapter 4 identified the priority areas for soil and water conservation and chapter 5 provides a general conclusion. The first results indicated that 60% of the sources analyzed in situ, were characterized as point while the others were diffuse and according to macroscopic evaluation, 13% of the sources were considered with great, 80% good and 7% with reasonable conservation state. The main negative environmental impacts observed were the presence of both exotic species such as: Boar (Sus scrofa) and Pinus spp. and the absence of native vegetation in the area of permanent preservation. The morphometric analysis showed that the Itanguá watershed is an important site for the conservation of water resources by having more elongated and low tendency to form flooding. Were also found nine different priorities classes of soil conservation practices implementation and six classes for forest restoration in permanent preservation area of waterways. The results provided a characterization of the basin Itanguá and important information, since they contribute to the Flona the management plan of Capão Bonito. All methods used in the study were satisfactory to achieve the proposed purpose. / A água é um dos recursos naturais mais abundantes no planeta, mas que ao mesmo tempo está se tornando escasso tanto em quantidade como em qualidade em diversas regiões, ocasionando inúmeros conflitos. A bacia hidrográfica deve ser um ambiente permeável, onde a água infiltra no solo e alcança o lençol freático para depois ser distribuída de maneira abundante e contínua. O conhecimento das características físicas e biológicas da bacia influencia no manejo e, consequentemente, na produção de água. Desta forma, este trabalho teve por objetivo a caracterização da bacia do Itanguá como suporte à gestão da Floresta Nacional de Capão Bonito, SP, visando à conservação da água. Essa dissertação foi dividida em capítulos, sendo que o capítulo 1 contextualizou os temas pertinentes à realização desse estudo, na forma de revisão bibliográfica, o capítulo 2 abordou a caracterização hidroambiental da bacia, o capítulo 3 avaliou a vulnerabilidade da bacia a enchentes e as áreas que necessitam ser reflorestadas, o capítulo 4 identificou as áreas prioritárias à conservação de solo e água e o capítulo 5 apresentou uma conclusão geral. Os primeiros resultados indicaram que 60% das nascentes analisadas in loco, foram caracterizadas como pontuais enquanto que as demais foram difusas e de acordo com a avaliação macroscópica, 13% das nascentes foram consideradas com ótimo, 80% com bom e 7% com razoável estado de conservação. Os principais impactos ambientais negativos observados foram a presença de espécies exóticas tanto animal como vegetal: Javali (Sus scrofa) e Pinus spp. e a ausência de vegetação nativa na área de preservação permanente dos cursos d’água. A análise morfométrica apontou que a bacia do Itanguá é um local importante para a conservação dos recursos hídricos por apresentar forma mais alongada e baixa tendência a enchentes e ao partir da análise do uso e cobertura da terra foi possível identificar quais os locais que precisam ser reflorestados na área de preservação permanente. Foram ainda encontradas nove diferentes classes de prioridades para a implantação de práticas conservacionistas de solo e seis classes para a restauração florestal na área de preservação permanente dos cursos d’água. Os resultados obtidos proporcionaram a caracterização da bacia do Itanguá e a obtenção de importantes informações, uma vez que contribuem com o Plano de Manejo da Flona de Capão Bonito. Todas as metodologias utilizadas no trabalho foram satisfatórias para alcançar os objetivos propostos.

Page generated in 0.0571 seconds