• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 42
  • 7
  • Tagged with
  • 49
  • 49
  • 27
  • 17
  • 13
  • 12
  • 12
  • 12
  • 12
  • 10
  • 8
  • 8
  • 8
  • 8
  • 7
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Análise de crescimento e produtividade agrícola de girassol conduzido na safrinha em cinco densidades de plantas / not available

Monteiro, Cristiane de Araujo 05 October 2001 (has links)
Realizou-se análise de crescimento e rendimento de cultivares de girassol (Helianthus annuus L.), semeado em época de semeadura safrinha, manejado sob cinco densidades de plantas (2, 3, 4, 5 e 6 plantas m-1). O experimento foi conduzido com 10 tratamentos (2 cultivares x 5 densidades) repetidos 3 vezes, delineado em blocos ao acaso. A massa seca total foi determinada em 10 plantas de girassol. O índice de área foliar foi determinado utilizando-se o analisador de dossel Li-cor®, model LAI-2000. Os índices fisiológicos, taxa de crescimento da cultura, taxa de crescimento relativo, taxa de assimilação líquida e razão de área foliar, foram então determinados através das funções ajustadas para massa seca total e índice de área foliar. Adicionalmente. Foram avaliadas as seguintes características: número de folhas, altura final de planta, diâmetro basal de haste, diâmetro de capítulo, número de aquênios por capítulos, massa de 1.000 aquênios e rendimento de aquênios. Os resultados permitiram concluir que: a) a produção de massa seca é influenciada pelo fator genótipo; b) a densidade de 6 plantas m-1 proporciona maior produção de massa seca total; c) o índice de área foliar não é influenciado pelos fatores densidade de plantas e genótipo; d) o nº de aquênios por capítulo é o componente da produção da planta mais importante para a determinação da produtividade agrícola de girassol; e) o aumento na densidade de plantio não diminui o nº de folhas, o diâmetro de haste, o nº de aquênios por capítulo e a massa de aquênios de girassol; f) a diminuição do nº de aquênios por capítulo e da massa de aquênios, em razão do aumento da densidade de plantas na linha, é compensada pelo maior nº de plantas por unidade de área, não afetando a produtividade agrícola de girassol; g) Cargill 11 apresenta maior produtividade agrícola que ) Morgan 734, porém essa diferença foi devido ao efeito de baixas temperaturas na antese, que afetou principalmente esse último cultivar. / not available
2

Perfilhamento e produção da cana-de-açúcar (Saccharum spp.) em função da densidade de plantio / Tillering and production of sugarcane according to density of planting

Prado, Anibal Pacheco de Almeida 22 November 1988 (has links)
O presente trabalho teve como objetivo estudar o perfilhamento e a produção de três variedades de cana-de-açúcar cultivadas no Estado de São Paulo em função da quantidade de mudas utilizadas no plantio. O experimento foi instalado na Fazenda Tucumã, região de Jaú, São Paulo em 29 de abril de 1982, em blocos ao acaso sendo constituído de 9 tratamentos e 4 repetições. Os tratamentos constaram de três variedades: NA 56-79; IAC 52-150 e SP 70-1143, e três densidades de plantio: 2 (4 gemas), 4 (8 gemas) e 6 (12 gemas) toletes por metro de sulco. As parcelas foram constituídas de seis sulcos de 12 m de comprimento espaçados de 1,40 m. Foram coletados dados na cana-planta e na primeira soca dos seguintes parâmetros: quantidade de calmos primários; quantidade de perfilhos por touceiras; quantidade de perfilhos formados durante o ciclo vegetativo, e produção agrícola por área. Os resultados analisados permitiram as seguintes principais conclusões: 1. Na cana-planta, o máximo perfilhamento ocorre em períodos diferentes de acordo com a variedade. Para a NA 56-79 no inicio do mês de dezembro; para IAC 52-150 no inicio do mês de novembro e para SP 70-1143 no inicio do mês de outubro. Na primeira soca, após o corte da cana-planta realizada no mês de julho, o máximo perfilhamento ocorre no mês de dezembro para as três variedades. 2. Na cana-planta são significativas as diferenças de perfilhamento e de produção por área das variedades com a utilização no plantio de dois (4 gemas), quatro (8 gemas) ou seis (12 gemas) toletes por metro de sulco. Para as variedades NA 56-79 e IAC 52-150 devem ser utilizadas como densidades 6 toletes (12 gemas) por metro; para a variedade SP 70-1143 pode ser utilizada a densidade de 4 to1etes (8 gemas) por metro. Na primeira soca as diferenças para perfilhamento e para produção por área não são significativas. / This research deals with the study of tillering and production of three varieties of sugarcane plants cultivated in the State of São Paulo, Brazil, as a function of the number of young plants used in the planting time. The experiment was set up in a randomized block design with mine treatments and four replications, in the region of Jau, State of São Paulo, on April, 1982. The treatments consisted of three varieties: NA 56-79, IAC 52-150, and SP 70-1143, and three densities of planting: 2 cuttings (4 buds), 4 cuttings (8 buds), and 6 cuttings (12 buds) per meter of row. The plots were formed by six rows of 12 meters long and 1.40 meters apart. The following parameters were studied: number of primary stalks, number of tillerings formed during the vegetative cycle, and production per area. The results were as follows: 1. The maximum (highest) tillering in plant canes occurs in different periods according to the variety; in the beginning of December (NA 56-79), in the beginning of November (IAC 52-150) and in the beginning of October (SP 70-1143), while in the first ratoon, after the cutting of the plant cane in Ju1y, the maximum (highest) tillering occurs in December for the three varieties; 2. The differences of tillering and production per area of the plant cane varieties are significant when used in the planting of 2 cuttings (4 buds), 4 cuttings (8 buds) or six cuttings (12 buds) per meter of row. As to the NA 56-79 and IAC 52-150 varieties, 6 cuttings (12 buds) per meter should be used, whereas for the variety SP 70-1143 the density should be 4 cuttings (8 buds) per meter of row. The differences of tillering and production per area are not different in the first ratoon.
3

Produção das variedades Caturra e Mundo Novo de café em função do espaçamento, número de plantas por cova e condução das plantas / Seed yields of coffee varieties Caturra and Mundo Novo as affected by spacings; number of plants per hole and pruning systems

Barros, Inácio de 26 August 1997 (has links)
Com o objetivo de avaliar a influência da densidade de plantio, número de plantas por cova e o manejo de podas programadas sobre a produção das variedades 'Caturra' e 'Mundo Novo' de café, foram conduzidos dois experimentos no Centro Experimental do Instituto Agronômico em Campinas durante o período de 1963 a 1983. No primeiro experimento, foram estudadas cinco espaçamentos (1,62 x 0,62 m; 2,0 x 1,0 m; 2,3 x 1,3 m; 2,79 x 1,79 m e 3,0x 2,0 m) combinados com uma ou duas plantas por cova e conduzidas sem podas, decotadas a 2m de altura e recepadas em esquema pré-determinado tipo Beaumont & Fukunaga, com as variedades 'Caturra' e 'Mundo Novo' pelo período de 17 colheitas. No segundo experimento foram estudados três espaçamentos (3,0 x 2,0; 2,5 x 1,5 e 2,0 x 1,0m), combinados com uma ou duas plantas por cova e conduzidos sem podas, decotadas a 2m de altura, recepadas em esquema fixo tipo Beaumont & Fukunaga e recepadas em ruas alternadas após duas colheitas e em área total após sete colheitas com a variedade de 'Mundo Novo' pelo período de 12 colheitas. Os resultados demonstraram que altas densidades de plantio apresentaram elevadas produções nas primeiras safras com acentuado decréscimo após sete colheitas para as duas variedades, independentemente da aplicação de podas; a variedade 'Mundo Novo' manteve o potencial produtivo enquanto que 'Caturra' diminui sensivelmente a produção ao longo dos anos, evidenciando o baixo vigor da segunda. A utilização de duas plantas por cova favoreceu ao aumento na produção para plantio não adensado. A adoção de podas programadas não influenciou na produção das variedades estudadas. / Aiming the evaluation of two coffee variety ('Caturra' and 'Mundo Novo') in several plant densities, number of plants per hole and pruning systems, two experimental trials were carried out in Campinas, from 1963 to 1983. In the first, five plant spacing (1,62 x 0,62m; 2,0 x 1,0m; 2,3 x 1,3m; 2,79 x 1,79m and 3,0 x 2,0m) along with one and two plants/hole, were studied the following three pruning systems: a) no pruning; b) capped at 2m height and c) Beaumont & Fukunaga for a period of 17 harvests. In the second, only for the variety 'Mundo Novo' was tested. three spacing (3,0 x 2,0m; 2,5 x 1,5m and 2,0 x 1,0m), utilizing one and two plants/hole, were cheeked following four pruning systems (the three above mentioned and d) capping in alternative rows after the second harvest, followed by overall cappings after the seventh harvest), for a period of 12 harvests. The higher the plant densities (closer spacings) the higher the seed yields up to the seventh harvest; after that, there was a sharp decrease in seed yields for both variety (only in the higher plant densities), even applying several pruning systems. The use of two plants/hole caused an increase in seed yields in larger spacings while the pruning systems tested did not affect the seed yields potential of the variedades studied. 'Mundo Novo' variedade showed a much more stead seed yields ability than 'Caturra' during the test period.
4

Desempenho produtivo de três cultivares de soja em duas épocas de semeadura e em cinco densidades de plantas / not available

Martins, Mônica Cagnin 27 January 1999 (has links)
Com o objetivo de avaliar o desempenho produtivo de três cultivares de soja semeados em duas épocas de semeadura sob cinco densidades de plantas, realizou-se esta pesquisa em área experimental da Escola Superior de Agricultura"Luiz de Queiroz", Universidade de São Paulo, em Piracicaba-SP. Avaliou-se os cultivares de soja IAC-17, IAC-12 e IAC-19 com ciclos de maturação precoce, semi precose e médio, respectivamente, manejados nas densidades de 10, 15, 20, 25 e 30 plantas m-1, no espaçamento fixo de 0,50 metros, em épocas de semeadura normal e tardia. Adotou-se o delineamento em blocos ao acaso com 15 tratamentos (3 cultivares x 5 populações) repetidos três veze. Cada parcela foi composta por 5 linhas com 5 metros de comprimento, onde foram avaliadas as seguintes características: altura final de planta, altura de inserção da primeira vagem, número de nós, número de ramificações, diâmetro da haste principal, número de vagens chochas, número de grãos por vagem, número total de vagens, número total de grãos, acamamento, massa de 1000 grãos e rendimento. As principais conclusões são: a) o atraso da época de semeadura nem sempre diminui o rendimento da soja; b) o rendimento de grãos não varia com a densidade de plantas, independentemente das combinações de cultivares e épocas de semeadura; c) os cultivares IAC-12 e IAC-19 apresentam melhor desempenho para rendimento em grãos em semeadura normal, independente das densidades; d) os cultivares não apresentam desempenho diferenciado para rendimento de grãos na combinação de época de semeadura tardia com densidade; e) dentre os cultivares, destaca-se o IAC-12 pelo menor chochamento das vagens e pela formação de maior quantidade de vagens contendo três grãos; f) o componente da produção número de grãos por planta é o que mais contribui para a compensação de rendimento / not available
5

Análise de crescimento e produtividade agrícola de girassol conduzido na safrinha em cinco densidades de plantas / not available

Cristiane de Araujo Monteiro 05 October 2001 (has links)
Realizou-se análise de crescimento e rendimento de cultivares de girassol (Helianthus annuus L.), semeado em época de semeadura safrinha, manejado sob cinco densidades de plantas (2, 3, 4, 5 e 6 plantas m-1). O experimento foi conduzido com 10 tratamentos (2 cultivares x 5 densidades) repetidos 3 vezes, delineado em blocos ao acaso. A massa seca total foi determinada em 10 plantas de girassol. O índice de área foliar foi determinado utilizando-se o analisador de dossel Li-cor®, model LAI-2000. Os índices fisiológicos, taxa de crescimento da cultura, taxa de crescimento relativo, taxa de assimilação líquida e razão de área foliar, foram então determinados através das funções ajustadas para massa seca total e índice de área foliar. Adicionalmente. Foram avaliadas as seguintes características: número de folhas, altura final de planta, diâmetro basal de haste, diâmetro de capítulo, número de aquênios por capítulos, massa de 1.000 aquênios e rendimento de aquênios. Os resultados permitiram concluir que: a) a produção de massa seca é influenciada pelo fator genótipo; b) a densidade de 6 plantas m-1 proporciona maior produção de massa seca total; c) o índice de área foliar não é influenciado pelos fatores densidade de plantas e genótipo; d) o nº de aquênios por capítulo é o componente da produção da planta mais importante para a determinação da produtividade agrícola de girassol; e) o aumento na densidade de plantio não diminui o nº de folhas, o diâmetro de haste, o nº de aquênios por capítulo e a massa de aquênios de girassol; f) a diminuição do nº de aquênios por capítulo e da massa de aquênios, em razão do aumento da densidade de plantas na linha, é compensada pelo maior nº de plantas por unidade de área, não afetando a produtividade agrícola de girassol; g) Cargill 11 apresenta maior produtividade agrícola que ) Morgan 734, porém essa diferença foi devido ao efeito de baixas temperaturas na antese, que afetou principalmente esse último cultivar. / not available
6

Perfilhamento e produção da cana-de-açúcar (Saccharum spp.) em função da densidade de plantio / Tillering and production of sugarcane according to density of planting

Anibal Pacheco de Almeida Prado 22 November 1988 (has links)
O presente trabalho teve como objetivo estudar o perfilhamento e a produção de três variedades de cana-de-açúcar cultivadas no Estado de São Paulo em função da quantidade de mudas utilizadas no plantio. O experimento foi instalado na Fazenda Tucumã, região de Jaú, São Paulo em 29 de abril de 1982, em blocos ao acaso sendo constituído de 9 tratamentos e 4 repetições. Os tratamentos constaram de três variedades: NA 56-79; IAC 52-150 e SP 70-1143, e três densidades de plantio: 2 (4 gemas), 4 (8 gemas) e 6 (12 gemas) toletes por metro de sulco. As parcelas foram constituídas de seis sulcos de 12 m de comprimento espaçados de 1,40 m. Foram coletados dados na cana-planta e na primeira soca dos seguintes parâmetros: quantidade de calmos primários; quantidade de perfilhos por touceiras; quantidade de perfilhos formados durante o ciclo vegetativo, e produção agrícola por área. Os resultados analisados permitiram as seguintes principais conclusões: 1. Na cana-planta, o máximo perfilhamento ocorre em períodos diferentes de acordo com a variedade. Para a NA 56-79 no inicio do mês de dezembro; para IAC 52-150 no inicio do mês de novembro e para SP 70-1143 no inicio do mês de outubro. Na primeira soca, após o corte da cana-planta realizada no mês de julho, o máximo perfilhamento ocorre no mês de dezembro para as três variedades. 2. Na cana-planta são significativas as diferenças de perfilhamento e de produção por área das variedades com a utilização no plantio de dois (4 gemas), quatro (8 gemas) ou seis (12 gemas) toletes por metro de sulco. Para as variedades NA 56-79 e IAC 52-150 devem ser utilizadas como densidades 6 toletes (12 gemas) por metro; para a variedade SP 70-1143 pode ser utilizada a densidade de 4 to1etes (8 gemas) por metro. Na primeira soca as diferenças para perfilhamento e para produção por área não são significativas. / This research deals with the study of tillering and production of three varieties of sugarcane plants cultivated in the State of São Paulo, Brazil, as a function of the number of young plants used in the planting time. The experiment was set up in a randomized block design with mine treatments and four replications, in the region of Jau, State of São Paulo, on April, 1982. The treatments consisted of three varieties: NA 56-79, IAC 52-150, and SP 70-1143, and three densities of planting: 2 cuttings (4 buds), 4 cuttings (8 buds), and 6 cuttings (12 buds) per meter of row. The plots were formed by six rows of 12 meters long and 1.40 meters apart. The following parameters were studied: number of primary stalks, number of tillerings formed during the vegetative cycle, and production per area. The results were as follows: 1. The maximum (highest) tillering in plant canes occurs in different periods according to the variety; in the beginning of December (NA 56-79), in the beginning of November (IAC 52-150) and in the beginning of October (SP 70-1143), while in the first ratoon, after the cutting of the plant cane in Ju1y, the maximum (highest) tillering occurs in December for the three varieties; 2. The differences of tillering and production per area of the plant cane varieties are significant when used in the planting of 2 cuttings (4 buds), 4 cuttings (8 buds) or six cuttings (12 buds) per meter of row. As to the NA 56-79 and IAC 52-150 varieties, 6 cuttings (12 buds) per meter should be used, whereas for the variety SP 70-1143 the density should be 4 cuttings (8 buds) per meter of row. The differences of tillering and production per area are not different in the first ratoon.
7

Produção das variedades Caturra e Mundo Novo de café em função do espaçamento, número de plantas por cova e condução das plantas / Seed yields of coffee varieties Caturra and Mundo Novo as affected by spacings; number of plants per hole and pruning systems

Inácio de Barros 26 August 1997 (has links)
Com o objetivo de avaliar a influência da densidade de plantio, número de plantas por cova e o manejo de podas programadas sobre a produção das variedades 'Caturra' e 'Mundo Novo' de café, foram conduzidos dois experimentos no Centro Experimental do Instituto Agronômico em Campinas durante o período de 1963 a 1983. No primeiro experimento, foram estudadas cinco espaçamentos (1,62 x 0,62 m; 2,0 x 1,0 m; 2,3 x 1,3 m; 2,79 x 1,79 m e 3,0x 2,0 m) combinados com uma ou duas plantas por cova e conduzidas sem podas, decotadas a 2m de altura e recepadas em esquema pré-determinado tipo Beaumont & Fukunaga, com as variedades 'Caturra' e 'Mundo Novo' pelo período de 17 colheitas. No segundo experimento foram estudados três espaçamentos (3,0 x 2,0; 2,5 x 1,5 e 2,0 x 1,0m), combinados com uma ou duas plantas por cova e conduzidos sem podas, decotadas a 2m de altura, recepadas em esquema fixo tipo Beaumont & Fukunaga e recepadas em ruas alternadas após duas colheitas e em área total após sete colheitas com a variedade de 'Mundo Novo' pelo período de 12 colheitas. Os resultados demonstraram que altas densidades de plantio apresentaram elevadas produções nas primeiras safras com acentuado decréscimo após sete colheitas para as duas variedades, independentemente da aplicação de podas; a variedade 'Mundo Novo' manteve o potencial produtivo enquanto que 'Caturra' diminui sensivelmente a produção ao longo dos anos, evidenciando o baixo vigor da segunda. A utilização de duas plantas por cova favoreceu ao aumento na produção para plantio não adensado. A adoção de podas programadas não influenciou na produção das variedades estudadas. / Aiming the evaluation of two coffee variety ('Caturra' and 'Mundo Novo') in several plant densities, number of plants per hole and pruning systems, two experimental trials were carried out in Campinas, from 1963 to 1983. In the first, five plant spacing (1,62 x 0,62m; 2,0 x 1,0m; 2,3 x 1,3m; 2,79 x 1,79m and 3,0 x 2,0m) along with one and two plants/hole, were studied the following three pruning systems: a) no pruning; b) capped at 2m height and c) Beaumont & Fukunaga for a period of 17 harvests. In the second, only for the variety 'Mundo Novo' was tested. three spacing (3,0 x 2,0m; 2,5 x 1,5m and 2,0 x 1,0m), utilizing one and two plants/hole, were cheeked following four pruning systems (the three above mentioned and d) capping in alternative rows after the second harvest, followed by overall cappings after the seventh harvest), for a period of 12 harvests. The higher the plant densities (closer spacings) the higher the seed yields up to the seventh harvest; after that, there was a sharp decrease in seed yields for both variety (only in the higher plant densities), even applying several pruning systems. The use of two plants/hole caused an increase in seed yields in larger spacings while the pruning systems tested did not affect the seed yields potential of the variedades studied. 'Mundo Novo' variedade showed a much more stead seed yields ability than 'Caturra' during the test period.
8

Desempenho produtivo de três cultivares de soja em duas épocas de semeadura e em cinco densidades de plantas / not available

Mônica Cagnin Martins 27 January 1999 (has links)
Com o objetivo de avaliar o desempenho produtivo de três cultivares de soja semeados em duas épocas de semeadura sob cinco densidades de plantas, realizou-se esta pesquisa em área experimental da Escola Superior de Agricultura"Luiz de Queiroz", Universidade de São Paulo, em Piracicaba-SP. Avaliou-se os cultivares de soja IAC-17, IAC-12 e IAC-19 com ciclos de maturação precoce, semi precose e médio, respectivamente, manejados nas densidades de 10, 15, 20, 25 e 30 plantas m-1, no espaçamento fixo de 0,50 metros, em épocas de semeadura normal e tardia. Adotou-se o delineamento em blocos ao acaso com 15 tratamentos (3 cultivares x 5 populações) repetidos três veze. Cada parcela foi composta por 5 linhas com 5 metros de comprimento, onde foram avaliadas as seguintes características: altura final de planta, altura de inserção da primeira vagem, número de nós, número de ramificações, diâmetro da haste principal, número de vagens chochas, número de grãos por vagem, número total de vagens, número total de grãos, acamamento, massa de 1000 grãos e rendimento. As principais conclusões são: a) o atraso da época de semeadura nem sempre diminui o rendimento da soja; b) o rendimento de grãos não varia com a densidade de plantas, independentemente das combinações de cultivares e épocas de semeadura; c) os cultivares IAC-12 e IAC-19 apresentam melhor desempenho para rendimento em grãos em semeadura normal, independente das densidades; d) os cultivares não apresentam desempenho diferenciado para rendimento de grãos na combinação de época de semeadura tardia com densidade; e) dentre os cultivares, destaca-se o IAC-12 pelo menor chochamento das vagens e pela formação de maior quantidade de vagens contendo três grãos; f) o componente da produção número de grãos por planta é o que mais contribui para a compensação de rendimento / not available
9

Estudo sobre densidade de plantio e sistemas de sangria de seringueira (Hevea brasiliensis Muell. Arg.) através do uso de modelagem e simulação / A modelling and simulation study of planting density and tapping systems in rubber (Hevea brasiliensis Muell. Arg.)

Brummer, Bernardo Marcelo 25 March 1992 (has links)
Os efeitos da densidade de plantio e sistemas de sangria em seringueiras foram estudados através do uso de modelagem e simulação, objetivando-se avaliar as potencialidades para estudos teóricos e geração de hipóteses de trabalho para pesquisa de campo desta metodologia. Um modelo de crescimento e produção de seringueira foi adaptado para estes fins, simulando as condições encontradas em seringais de Pindorama - S.P., para as densidades de plantio com 476, 625 e 1.111 árvores por hectare. As curvas de produção em função da densidade de plantio de um experimento de campo, apresentaram tendências similares as do ensaio simulado. Simulações comparando cenários com regimes hídricos diferentes sugerem que em condições de déficit hídrico a limitação na produção de borracha acontece em grau similar para as três densidades testadas. Outras simulações, ainda sugeriram as hipóteses de obtenção de ganhos de produção de borracha, através do aumento da densidade de plantio utilizando clones de maior produtividade, tanto com sangria tipo d/2 quanto para d/7. Nestes casos também sugeriram que o aumento da densidade compensaria parcialmente a menor produção por árvore em stands menos estimulados quimicamente. A técnica de sistemas mostrou-se adequada para o estudo teórico. e geração de hipóteses, no presente trabalho. / A systems approach for studying the effects of planting density and tapping systems was used, in order to evaluate this method potential for theoretical studies and as an hypothesis generator for field experimentation. A rubber crop growth model was adapted for these targets, simulating the conditions found in normal Pindorama S.P. rubber crops, for planting densities of 476, 625 and 1.111 trees per hectare. Similar trends were detected when comparing rubber production curves in relation to planting density, of a real life experiment and a simulated one. Simulations outputs of different hydrological regimes, suggest that water shortage affected rubber production for the three tested densities approximately in the same degree. Further simulations suggest the hypothesis that higher stands could increase yield when using more productive planting material, for high (d/2) or low (d/7) tapping frequencies, and that higher stands could somewhat compensate the lower yield in less stimulated stands. Systems approach showed itself adequate for theoretical studies and hypothesis generation, in this study.
10

Espaçamentos e densidades populacionais em cultivares de algodoeiro com direfentes arquiteturas de plantas / Row spacing and plant population density for differentiated plant architecture cotton cultivars

Moreira, Raquel Capistrano 08 August 2008 (has links)
O presente trabalho teve por objetivo avaliar diferentes espaçamentos entre linhas e densidades de plantas em três cultivares de algodoeiro com diferentes arquiteturas de plantas. Os experimentos foram conduzidos no ano agrícola 2005/2006 no Centro Experimental Central, do Instituto Agronômico, em Campinas-SP, no Pólo Regional do Noroeste Paulista, da APTA, em Votuporanga-SP e na Fazenda de Ensino e Pesquisa da Unesp, Campus de Ilha Solteira, em Selvíria-MS. O delineamento experimental utilizado foi em blocos ao acaso, em esquema fatorial 2x2x3, com 4 repetições, sendo dois espaçamentos entre linhas (0,45 e 0,90 m), duas densidades de semeadura (6 e 10 plantas.m-1) e três cultivares (IAC 24, DeltaOpal e Fibermax 966). Em cada parcela experimental foram tomadas 4 plantas ao caso e avaliadas as seguintes variáveis: altura final das plantas, altura de inserção do 1° ramo frutífero, diâmetro do caule, número de ramos reprodutivos e número de capulhos por planta. Em Votuporanga foram determinadas a incidência de podridão de maçãs e a espessura do pericarpo de maçãs jovens. Amostras de 20 capulhos foram colhidas em cada parcela experimental, para a avaliação dos componentes da produção: massa de um capulho, massa de 100 sementes e porcentagem de fibra (apenas no experimento de Campinas); e para as análises das características tecnológicas da fibra: comprimento, uniformidade de comprimento, tenacidade, micronaire e maturidade. Em Campinas foi determinada a produção de algodão em caroço na área útil de cada parcela do experimento. De acordo com os dados obtidos, pôde-se concluir que: a utilização de espaçamentos mais largos acarreta maior altura final das plantas, maior diâmetro do caule, maior número de ramos reprodutivos e número de capulhos por planta; a utilização de espaçamentos entre 0,45 e 0,90 m e densidades de plantas entre 6 e 10 plantas.m-1 não acarreta em diferenças na produtividade do algodoeiro; em condições de menor competição entre plantas e maior penetração de luz no dossel, isto é, sob espaçamentos mais largos e/ou menor densidade de plantas na linha, o algodoeiro prioriza a produção de fibras; independente da cultivar e do espaçamento adotado, o índice micronaire pode aumentar com a redução do número de plantas na linha; a incidência de podridão de maçãs do algodoeiro, bem como sua severidade, estão relacionadas ao genótipo utilizado, quer seja pela arquitetura da planta como também pela espessura do pericarpo dos frutos. / The aim of this work was to evaluate different row spacings and plant population densities for three cotton cultivars with different plant architecture. The experiments were carried out in experimental areas belonging to Instituto Agronômico, in Campinas- SP, at Pólo Regional do Noroeste Paulista, from APTA, in Votuporanga-SP and at Unesp Campus de Ilha Solteira, in Selvíria-MS. A randomized block design was used, with four replicates, in a factorial 2x2x3 scheme, with two row spacings (0.45 and 0.90 m), two plant population densities (6 and 10 plants.m-1) and three cotton cultivars (IAC 24, DeltaOpal e Fibermax 966). Four plants per plot were labeled and analyzed for the plant height, insertion height of the first fruit branch, stem diameter, number of fruit branches and open bolls per plant. In Votuporanga were also analyzed the boll rot incidence and the pericarp thickness of young bolls. Samples of 20 open bolls randomized chosen per plot were analyzed for yield components: average open boll mass, 100 seeds mass, and fiber percentage, just on the Campinas experiment; and for fiber technological characteristics: length, length uniformity, strength, micronaire and maturity. In Campinas the cotton yield was determinated in the useful area of each plot. According to the experimental data obtained it was possible to conclude: the use of wider row spacing leads to a greater plant height, larger stem diameter, greater number of fruit branches and bolls per plant. The use of row spacing varying from 0.45 to 0.90 and plant densities varying from 6 to10 plants.m-1 do not affect cotton yield; under lower plant competition and higher light levels in the canopy, that is, in wider row spacing and/or lower plant population, the fiber production is prioritized by the cotton plant; independently of the cultivar and row spacing, the micronaire may increase with plant population reduction; the boll rot incidence, as well as its severity, are related to plant genotype, due to either plant architecture and pericarp thickness.

Page generated in 0.037 seconds