• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 122
  • 10
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 135
  • 70
  • 15
  • 15
  • 11
  • 10
  • 10
  • 10
  • 10
  • 9
  • 9
  • 9
  • 9
  • 9
  • 9
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Degradación de la fuerza de los elásticos intermaxilares de látex y no látex

Farfan Rodriguez, Mary Loly January 2014 (has links)
El propósito del presente estudio fue comparar la degradación de la fuerza entre los elásticos de látex y no látex de 3/16” y 6 oz. La muestra consistió en 30 elásticos por grupo e intervalo de tiempo haciendo un total de 180 elásticos de látex y 180 de no látex. Se midió la fuerza inicial de 30 elásticos de látex y 30 de no látex. Los demás fueron sometidos a tracción estática bajo condiciones orales de humedad y temperatura por 1, 3, 6, 12 y 24 horas antes de la medición de la fuerza con un dinamómetro (Correx250g, Alemania). Se empleó la prueba de Wilcoxon y la U de Mann – Whitney para determinar si existían diferencias significativas. Se encontró que los elásticos de látex presentaron una degradación media de la fuerza de 13,8% durante la primera hora, 17,4% a las 3 horas, 18,2% a las 6 horas, 21% a las 12 horas y 23,4 a las 24 horas. Los elásticos no látex presentaron una degradación media de la fuerza de 32,5% durante la primera hora, 39,6% a las 3 horas, 44,4% a las 6 horas, 51,1% a las 12 horas y 56% a las 24 horas. Se concluye que la degradación de la fuerza para los elásticos de látex fue menor al de los elásticos de no látex en todos los intervalos de tiempo. PALABRAS CLAVE: Elásticos de látex – Elásticos no látex - Degradación de la fuerza. / The purpose of this study was to compare the force degradation between latex and non latex elastic 3/16” 6oz. The simple consisted of 30 elastics per group and interval time. 180 latex and 180 non latex elastic were used. The initial force was measured in 30 latex elastic and 30 non latex elastic. Others elastics Were subjected to traction estatic in conditions of humidity and temeperature for 1, 3, 6,12 and 24 hours. The force was measured with Correx250g dynamometer. Wilcoson test and Mann – Whitney test was employed to determine significant differences. The latex elastic showed a mean force degradation of 13,8 during the first hour, 17.4% at 3 hours, 18.2% at 6 hours, 21%at 12hours and23, 4at 24hours.The elastic latex showed a mean force degradation of 32.5% during the first hour, 39.6% at 3 hours, 44.4% at 6 hours, 51.1% at 12hours and56% at 24 hours. It is concluded that the latex elastic force degradation was less tan the non-elastic latex in all times
2

Proteínas isoladas do látex de Himatanthus drasticus (Mart.) Plumel (Apocynaceae) protegem a mucosa gástrica de camundongos contra lesões induzidas por etanol : envolvimento da via NO/GMPc/KATP e da glutationa / Proteins isolated from Himatanthus drasticus (Mart.) Plumel (Apocynaceae) latex protect rat gastric mucosa against ethanol-Induced lesions : involvement of the NO/cGMP/KATP pathway and glutathione

Marques, Larisse Mota January 2012 (has links)
MARQUES, Larisse Mota. Proteínas isoladas do látex de Himatanthus drasticus (Mart.) Plumel (Apocynaceae) protegem a mucosa gástrica de camundongos contra lesões induzidas por etanol : envolvimento da via NO/GMPc/KATP e da glutationa. 2012. 126 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2012. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2013-07-18T12:40:16Z No. of bitstreams: 1 2012_dis_lmmarques.pdf: 1481523 bytes, checksum: 322a80695b0bbaa5181693b317bea7e4 (MD5) / Approved for entry into archive by Erika Fernandes(erikaleitefernandes@gmail.com) on 2013-07-18T15:26:15Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_dis_lmmarques.pdf: 1481523 bytes, checksum: 322a80695b0bbaa5181693b317bea7e4 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-07-18T15:26:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_dis_lmmarques.pdf: 1481523 bytes, checksum: 322a80695b0bbaa5181693b317bea7e4 (MD5) Previous issue date: 2012 / The HdLP, a protein fraction isolated from the Himatanthus drasticus latex, known by the common name of Janaguba, was evaluated in the ethanol-induced gastric lesion model in rats. The HdLP (0.5, 5.0 and 50.0 mg/Kg) was administered IV 30 minutes before absolute ethanol (0.2 mL/animal, oral dose) and its gastroprotective effect was observed only at the 5.0 mg/Kg dose, which significantly (p<0.05) reduced the gastric lesions induced by ethanol by 83%, besides also significantly reducing the histopathological lesion scores. The gastroprotective mechanism of the HdLP was investigated at the 5.0 mg/Kg dose. The HdLP gastroprotective effect was inhibited in animals pretreated with L-NAME (20 mg/Kg, s.c.), a nonspecific NOS inhibitor, with glibenclamide (5 mg/Kg, IP), an ATP-sensitive potassium channel (KATP) blocking drug, or with ODQ (10 mg/Kg, IP), a guanylate cyclase selective inhibitor, and the lesion areas in these groups increased significantly (p<0.05) by 63%, 290% and 249%, respectively, compared with the group pretreated only with the fraction. The HdLP also induced an increase of NO in the gastric mucosa lesioned by ethanol. On the other hand, pretreating the animals with indomethacin (10 mg/Kg, oral dose), a nonspecific COX inhibitor, or with capsazepine (5 mg/Kg, IP), a TRPV1 receptor antagonist drug, did not inhibit the HdLP gastric protection in the experimental model. In addition, the pretreatment with HdLP significantly (p<0.05) re-established the NP-SH (glutathione) gastric levels which had been depleted by the ethanol. Therefore, the results show, through different mechanisms, that the HdLP exert a gastroprotective function, with the involvement of NO, cGMP, activation of the KATP channels and antioxidant action / HdLP, uma fração protéica isolada do látex de Himatanthus drasticus, popularmente conhecida como Janaguba, foi avaliada no modelo de lesões gástricas induzidas por etanol em camundongos. HdLP (0,5 , 5,0 e 50,0 mg/Kg) foi administrada i.v. 30 min. antes do etanol absoluto (0,2 mL/animal, v.o.) e seu efeito gastroprotetor foi observado somente com a dose de 5,0 mg/Kg, que reduziu em 83% e de forma significativa (p<0,05) as lesões gástricas induzidas pelo etanol, além de reduzir também de forma significativa os escores de lesão histopatológicos. O mecanismo gastroprotetor da HdLP foi investigado na dose de 5,0 mg/Kg. Em animais pré-tratados com L-NAME (20 mg/Kg, s.c.), um inibidor inespecífico da NOS, com glibenclamida (5 mg/Kg, i.p.), droga bloqueadora de canais de potássio dependentes de ATP, ou com ODQ (10 mg/Kg, i.p.), um inibidor seletivo da guanilato ciclase, o efeito gastroprotetor da HdLP foi inibido e as áreas lesionadas nestes grupos aumentaram significativamente (p<0,05) em 63%, 290% e 249%, respectivamente, em relação ao grupo pré-tratado somente com a fração. HdLP induziu também aumento de NO na mucosa gástrica com lesões por etanol. Por outro lado, o pré-tratamento dos animais com indometacina (10 mg/Kg, v.o), inibidor inespecífico da COX ou com capsazepina (5 mg/Kg, i.p.), droga antagonista dos receptores TRPV1, não inibiu a proteção gástrica da HdLP no modelo estudado. Em acréscimo, o pré-tratamento com HdLP restabeleceu de forma significativa (p<0,05) os níveis gástricos de NP-SH (glutationa) os quais foram depletados pelo etanol. Deste modo, o conjunto de resultados demonstra uma função gastroprotetora para HdLP, através de diferentes mecanismos com envolvimento do NO, GMPc, ativação dos canais de KATP e ação antioxidante
3

Leite de amapá (Parahancornia fasciculata (Poir) Benoist)

Silva, Murilo da Serra 25 October 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-graduação em Agroecossistemas, Florianópolis, 2010 / Made available in DSpace on 2012-10-25T13:42:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 281330.pdf: 1014703 bytes, checksum: 9c635377b3094dc97be7e461abba6bf4 (MD5) / Este estudo abordou a cadeia de produção e de comercialização e aspectos do consumo do látex medicinal de amapá amargoso (Parahancornia fasciculata) em Belém e Ponta de Pedras, no estado do Pará. A exemplo de muitos outros produtos florestais não-madeireiros (PFNMs), o "leite de amapá", como é localmente conhecido, não figura nas listas de agências oficiais responsáveis pelas estatísticas sobre produção e comercialização de produtos da floresta. Entretanto, o leite de amapá e seu uso no tratamento de doenças das vias respiratórias é amplamente conhecido pela população local. Assim, este estudo teve como objetivo trazer à luz diversos aspectos do manejo e uso desse produto, revelando a sua importância na vida de seus produtores e consumidores. Foi utilizada a abordagem da "cadeia da produção ao consumo" partindo-se da comercialização do produto nos centros urbanos até a sua extração na floresta, estratégia que permitiu identificar os atores envolvidos em todo o processo. Consumidores e comerciantes em todos os níveis foram entrevistados. Com os extrativistas do produto foram realizadas oficinas e turnês guiadas nos locais de produção. Com a participação de extrativistas foram também realizados inventários florestais para estudar aspectos da ecologia e manejo da espécie. O volume de oito mil litros de leite de amapá comercializado anualmente na região de Belém demonstra a importância da espécie, principalmente para os consumidores de baixa renda, que são maioria. A tradição secular do uso do látex também revelou-se importante fator na escolha pelo produto. Quando o volume produzido é grande, o leite é vendido diretamente aos mercados urbanos, sem intermediários. A renda obtida com o látex representa, em média, 42% da renda total do extrativismo dos 12 extrativistas que participaram da pesquisa, chegando a 92%. Em uma das áreas inventariadas, a população de árvores de P. fasciculata apresentou grande número de indivíduos e distribuição diamétrica do tipo "J-invertido" o que sugere que a espécie é do tipo clímax e se encontra, nesse local, em equilíbrio dinâmico. Em outros dois locais, entretanto, a população apresentou distribuição mais próxima da curva normal, o que indica forte perturbação do ecossistema. Nesses locais, as árvores também apresentaram número proporcionalmente maior de árvores danificadas pela exploração do látex. Entretanto, o estudo não confirmou a morte de árvores devido à exploração do produto. A utilização da faca de seringueiro para o corte do tronco é uma adaptação recente introduzida pelos extrativistas e provoca significativamente menor dano e permite cicatrização mais rápida do tronco. Além de reduzir as perdas de látex em relação ao uso do facão, reduz o tempo entre duas extrações seguidas. A melhoria na técnica de extração do látex revela que os extrativistas têm conhecimento da anatomia da árvore. O leite de amapá é um produto florestal cuja extração pode ser manejada visando a sua produção sustentável, ao contrário da exploração da madeira da árvore, outro uso competitivo da espécie. O presente estudo revelou que o leite de amapá tem significativo impacto na vida de pessoas da floresta, de comerciantes e de consumidores nos centros urbanos. Possivelmente, entretanto, é somente um dos casos de centenas de PFNMs que têm importância regional, seja na geração de renda seja na oferta de fitoterápicos acessíveis à população de baixa renda, mas que continua invisível às agências governamentais. / This study investigated the production and trade chain as well as aspects of the consumption of the medicinal latex from "amapá-amargoso" in the municipalities of Belém and Ponta de Pedras, Pará State, Brazil. Like many other non-timber forest products (NTFPs), the "amapá milk", as it is locally known, does not figure in the official statistics on forest products. However, the medicine is largely known and used by the local population to treat respiratory diseases. This study was then designed to investigate the several aspects related to the management and use of the product, revealing is importance to the life of producers and consumers. The approach used was the "production to consumption chain", departing from its retailing in urban areas to its extraction in the forest, a strategy that allowed to identify the stakeholders involved in the whole process. Consumers, traders and retailers were interviewed. Workshops and guided visits were done with the extractivists at the production sites. Extractivists participated also in the forest inventories done to study aspects of the ecology and management of the species. The volume of eight thousand liters of amapá milk commercialized annually in the Belém region demonstrates the importance of the species, mainly for the low income consumers, who are the majority. The secular tradition in using the latex also revealed to be an important factor for consumers choice for the product. In cases where the volume produced is large, the milk is sold directly to the urban markets, with no middlemen. The revenue from the latex represents, in average, 42% of the total income from the extractivism, but it may reach 92%. In one the inventoried areas, the population of P. fasciculata trees presented a large number of individuals and a "J-shaped" diameter distribution, which suggests that it is a climax species and it is in dynamic equilibrium in the site. In two other sites, however, the populations present distribution closer to a normal shaped curve, indicating a strong disturbance. In these sites, there was also a large proportion of trees with damaged trunks caused by latex extraction. However, we were not able to affirm the damage caused by latex exploitation leads to the death of the tree. The use of rubber tapper knife was recently introduced by the extractivists and causes less damage to the trunk in addition to allow its quicker recovery. In addition to reduce loss of latex in relation to the use of a machete, the knife also reduces the interval between successive extractions. The improvement of the tapper technique reveals that the extractivists have knowledge on the tree anatomy. The amapá milk is a forest product whose extraction can be managed aiming at a sustainable production, in opposition to the exploitation of the tree timber, another competitive use for the species. This study revealed that the amapá milk has a significant impact on the lives of forest peoples, traders and consumers in urban areas. Possibly, however, it is only one among hundreds of cases of NTFPs which have regional importance, either providing income either offering medicines accessible by low income population, but remains invisible to the governmental agencies.
4

Degradación de la magnitud de la fuerza de los elásticos de látex según el tiempo de uso empleado en ortodoncia : estudio in vitro

Fernández Palomino, María Teresa January 2014 (has links)
Objetivo: Determinar diferencias entre la degradación de la magnitud de las fuerzas de los elásticos de látex de ortodoncia y el tiempo de uso empleado. Materiales y métodos: En el estudio in vitro se evaluaron 60 elásticos de látex de tres tipos (1/4 4oz, 4/16 6oz y 1/6 4oz) de la marca GAC; fueron estirados tres veces en su diámetro interno y sumergidos en un medio húmedo a 37°C. Las magnitudes de la fuerzas fueron evaluados en intervalos de 5, 11 y 23 horas haciendo uso de un dinamómetro (Gauge Correx®, 250g, Suiza). Mediante la prueba de ANOVA se determinó la significancia estadística. Resultados: Existe diferencias estadísticamente significativa (p<0.001) en los tres tipos de elásticos. La degradación de la magnitud de la fuerza después de 5 horas fue de 20%, 17% y 15,6%; y de 23,4%, 20,7% y 21,7% después de 24 horas (1/8 4oz, 3/16 6oz y 1/4 4oz, respectivamente). Conclusión: Existe diferencias entre la degradación de la magnitud de las fuerzas de los elásticos y el tiempo de uso empleado en los diferentes tipo de elásticos. / Objective: To determine differences between the degradation of the magnitude of the forces of Orthodontic latex elastics and the time used. Materials and methods: In the in vitro study 60 latex elastics of three types (1/4 4oz, 4/16 6oz y 1/6 4oz) of the GAC brand were used, which were stretched three times its internal diameter and immersed in a moist environment at 37 ° C. The magnitudes of the forces were read after 5, 11 and 23 hours using a dynamometer (Gauge Correx®, 250g, Switzerland). ANOVA test as used to identify statistical significant. Results: There was a statistically significant difference (p <0.001) in the three types of elastic. The degradation of the magnitude of force after 5 hours was 20%, 17% and 15.6%; and 23.4%, 20.7% and 21.7% after 24 hours (1/4 4oz, 6oz 4/16 4oz and sixth, respectively). Conclusion: There are differences between the degradation of the magnitude of the forces of the latex elastics and time of use in the different types of elastics. Keywords: Orthodontics, latex elastic, magnitude of the force degradation.
5

Sistemas de explotação de Hevea brasiliensis Muell. Arg cv IAN 873 no Planalto Paulista / not available

Brito, Paulo Fernando de 12 April 1993 (has links)
Com o objetivo de conhecer as respostas do cultivar IAN 873 quando submetido a diversos sistemas de explotação, onde se variou a freqüência de sangria, o comprimento do corte, a freqüência e a dose de estimulação, foi realizado experimento, em condições de campo, no município de Olímpia-SP. No experimento foi empregado o delineamento experimental inteiramente ao acaso, utilizando-se 13 tratamentos e 12 repetições, para obtenção de dados referentes à produção mensal de borracha seca por árvore, produção de boracha seca por sangria por árvore, perímetro do tronco, casca virgem e secamento de painel. Os tratamentos foram estabelecidos em função da variação da freqüência de sangria (d/2, d/3 e d/7), comprimento do corte (1/2 S e 1/3 S), concentração do estimulante de produção (ET 2,5% ET 3,3%, ET 5,0%, ET 7,5% e ET 10,0%) e intervalo de aplicação do estimulante (4/y e 6/y). Com base nos resultados obtidos, pode-se concluir que os sistemas de explotação 1/2 S d/3 6d/7 ET 2,5% Pa/La 4/y e ½ S d/3 6d/7 ET 2,5% Pa/La 6/y são bons sistemas para o uso pelos médios e pequenos produtores, apresentando alta produção mensal de borracha seca por árvore e boa produção de borracha seca por sangria por árvore. Os sistemas1/2 S d/7 6d/7 ET 7,5% Pa/La 6/y e 1/2 S d/7 6d/7 ET 5,0% Pa/La 6/y devem ser difundidos para os produtores, pois mostram grande produção de borracha seca por sangria por árvore, ganhos expressivos do perímetro do tronco e da espessura da casca, além de proporcionarem grande economia de mão-de-obra. / not available
6

Degradación de la magnitud de fuerza de elásticos intermaxilares de diferentes marcas, evaluados según el tiempo de uso en ortodoncia: estudio in vitro

Mendoza Guerrero, César Cerzinho January 2018 (has links)
Compara entre diferentes marcas la degradación de la fuerza de elásticos intermaxilares 3/16” de fuerza media. Se utilizaron 40 elásticos por grupo haciendo un total de 160; se midieron sus fuerzas iniciales en seco antes de ser sumergidos en saliva artificial a 37C°. Los elásticos se colocaron en una tabla con pines metálicos que estaban separados 14.2 mm (03 veces el diámetro interno del elástico) y se sumergieron durante 5, 10 y 24 horas; durante cada uno de estos periodos se realizaron mediciones con un dinamómetro (Correx 250g suizo). Para el análisis estadístico se emplearon pruebas paramétricas (ANOVA y post hoc Games Howell). De los resultados se obtuvieron que existen diferencias significativas (p<0.005) entre las diferentes marcas en todos los intervalos de tiempo. La degradación de la magnitud de fuerza después de haber trascurrido 5 horas fue de 19.13%, 15,18%, 14.37%, 12.52%, después de 10 horas fue de 21.7%, 17.69%,16.40%, 14.52% y después de 24 horas fue de 25.05%, 21.71%, 21.01, 17.51% (GAC, ORMCO, G&H Y AZDENT). Se concluyó que existen diferencias de degradación de fuerza entre las diferentes marcas de elásticos durante el tiempo que estuvieron extendidos y expuestos a saliva artificial. / Tesis
7

Sistemas de explotação de Hevea brasiliensis Muell. Arg cv IAN 873 no Planalto Paulista / not available

Paulo Fernando de Brito 12 April 1993 (has links)
Com o objetivo de conhecer as respostas do cultivar IAN 873 quando submetido a diversos sistemas de explotação, onde se variou a freqüência de sangria, o comprimento do corte, a freqüência e a dose de estimulação, foi realizado experimento, em condições de campo, no município de Olímpia-SP. No experimento foi empregado o delineamento experimental inteiramente ao acaso, utilizando-se 13 tratamentos e 12 repetições, para obtenção de dados referentes à produção mensal de borracha seca por árvore, produção de boracha seca por sangria por árvore, perímetro do tronco, casca virgem e secamento de painel. Os tratamentos foram estabelecidos em função da variação da freqüência de sangria (d/2, d/3 e d/7), comprimento do corte (1/2 S e 1/3 S), concentração do estimulante de produção (ET 2,5% ET 3,3%, ET 5,0%, ET 7,5% e ET 10,0%) e intervalo de aplicação do estimulante (4/y e 6/y). Com base nos resultados obtidos, pode-se concluir que os sistemas de explotação 1/2 S d/3 6d/7 ET 2,5% Pa/La 4/y e ½ S d/3 6d/7 ET 2,5% Pa/La 6/y são bons sistemas para o uso pelos médios e pequenos produtores, apresentando alta produção mensal de borracha seca por árvore e boa produção de borracha seca por sangria por árvore. Os sistemas1/2 S d/7 6d/7 ET 7,5% Pa/La 6/y e 1/2 S d/7 6d/7 ET 5,0% Pa/La 6/y devem ser difundidos para os produtores, pois mostram grande produção de borracha seca por sangria por árvore, ganhos expressivos do perímetro do tronco e da espessura da casca, além de proporcionarem grande economia de mão-de-obra. / not available
8

Efeitos cardiovasculares e renais de proteínas do látex de Calotropis procera / Cardiovascular and renal effects from proteic fraction isolated of Calotropis procera latex

Monteiro, Manuel Carlos Serra Azul January 2015 (has links)
MONTEIRO, Manuel Carlos Serra Azul. Efeitos cardiovasculares e renais de proteínas do látex de Calotropis procera. 2015. 106 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) – Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2015-10-27T16:16:56Z No. of bitstreams: 1 2015_tese_mcsamonteiro.pdf: 2282516 bytes, checksum: 9269f56b6631383fae5767f0a4323465 (MD5) / Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2015-10-27T16:38:10Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_tese_mcsamonteiro.pdf: 2282516 bytes, checksum: 9269f56b6631383fae5767f0a4323465 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-10-27T16:38:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_tese_mcsamonteiro.pdf: 2282516 bytes, checksum: 9269f56b6631383fae5767f0a4323465 (MD5) Previous issue date: 2015 / Introduction and aim: Calotropis procera (CP) is a laticifer plant adapted in arid and semiarid climates, when mechanically damaged it produces latex. CP in Asia is used in popular medicine. Its rubber fraction is removed cause is high toxic. A protein fraction is separated from the latex of CP, it is (LP). Methodology: After experimental protocol approved to ethic committee in animals (CEPA/UFC n°67/2012), male adults rats (n = 4 till 6 per group) submitted to cardiovascular and renal approaches, using in vivo, ex vivo and in vitro, in order to investigate toxicological and physiological properties of LP. Mean arterial pressure measured (PAM); Renal perfusion from isolated kidney; Histology hematoxylin/eosin (HE); Flow cytometry; Test for inhibition cell growing: MTT. Results: LP showed a hypotensive effect initiated when LP 144 µg/ml injected in jugular of rat, leading a PAM decrease -22% , and falling -29%, 444 µg/ml, both cumulative concentrations with no cardiac frequency or small vascular resistance effects. In Renal perfusion had diminishing of glomerular filtration rate (RFG) (0,1649±0,02734* versus (vs) 0,740±0,02) and electrolytes reabsorption at Na+ (%TNa+) (72,15±4,526* vs 81,30±0,03), and Cl- (%TCl-) (69,31±4,441* vs 77,10±0,29), and K+ (%TK+) (68,51±5,660* vs 74,78±0,14),. versus control and it depended on concentration and time. Already at 30 mg/ml decreased urinary flow only in times of 90 and 120 minutes, however in the same concentration and times had no reduction in% TK +, a phenomena which explained the other one. (HE) showed renal tubules damage at 10 and 30 µg/mL, more severe at 100 µg/ml concentration LP had toxicity added at canine tubular renal cells in culture, Madin Darbin Canine Kidney (MDCK), since 6,25 g/mL, increasing until 200 g/ml concentration. At flow cytometry to 100 µg/ml the most of the cells died by necrosis or late apoptosis. The renal lesions scores measured in histologic laminas proved renal damage induced from LP mainly in tubular renal areas. Conclusion: The toxic effect at kidney perfused tissue, histology (HE), renal perfusion, and MDCK cells could partially explain changes on glomerular filtration and tubular reabsorption, and contributes indirectly hypotension in vivo. More experiments are need for ameliorate the elucidation these mechanisms. / Introdução e Justificativa: Calotropis procera (CP). Planta comum em climas árido e semiárido, após dano mecânico produz látex. CP na Ásia tem uso popular, medicinal. A fração borracha é muito tóxica, sendo desprezada e uma fração proteica do látex separada e liofilizada, a (LP). Metodologia: Aprovado o protocolo experimental no comitê de ética para animais (CEPA/UFC n° 67/2012) ratos adultos machos (n = 4 a 6 por grupo) submetidos a experimentos avaliando possíveis efeitos fisiológicos e toxicológicos: cardiovasculares e renais, na presença de LP, por técnicas in vivo, ex vivo e in vitro: Medida da pressão arterial média (PAM); Perfusão renal em rim isolado; Histologia hematoxilina/eosina (HE); Citometria de fluxo; Teste de Inibição de crescimento celular: MTT. Resultados: LP injetada na jugular mostra hipotensão em ratos, em 144 µg/ml, sendo -22% de queda da PAM, até -29% em 444 µg/ml, ambas as concentrações cumulativas, sem efeito na frequência cardíaca nem em vasos de resistência. Na perfusão renal a LP em todas as concentrações e tempos reduziu o ritmo de filtração glomerular (0,1649±0,027* versus (vs) 0,740±0,02), e também o percentual de transporte de eletrólitos %TNa+ (72,15±4,526* vs 81,30±0,03), %TCl- (69,31±4,441* vs 77,10±0,29) e %TK+ (68,51±5,660* vs 74,78±0,14) versus o controle, sendo concentração e tempo dependentes. Já em 30 µg/ml, houve redução do fluxo urinário apenas nos tempos de 90 e 120 minutos, porém nessa concentração e tempos não reduziu %TK+ um fenômeno explicando o outro parcialmente. (HE) mostra lesão nos túbulos renais nas concentrações de 10 e 30 µg/ml, e mais severa em 100 µg/ml. A LP adicionada em células tubulares renais caninas (MDCK) em cultura iniciou morte celular na concentração de 6,25 µg/ml até 200 µg/ml Na citometria de fluxo a 100 µg/ml a maioria das células morreu por necrose ou apoptose tardia. Os escores de lesões renais feitos em lâminas histológicas mostram dano renal induzido por LP em áreas tubulares renais. Conclusão: Efeitos tóxicos no tecido renal, histologia (HE), perfusão renal, e MDCK podem explicar em parte alterações na filtração glomerular e reabsorção tubular, e indiretamente a hipotensão observada in vivo. Para elucidar melhor os mecanismos mais experimentos são necessários.
9

Fração proteica isolada do látex de Calotropis Procera (AIT.) R. Br reduz hipernocicepção inflamatória mecânica em camundongos : mecanismos e mediadores envolvidos

Luz, Patrícia Bastos January 2012 (has links)
LUZ, Patrícia Bastos. Fração proteica isolada do látex de Calotropis procera (AIT.) R.Br reduz hipernocicepção inflamatória mecânica em camundongos : mecanismos e mediadores envolvidos. 2012. 87 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2012. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2013-07-25T13:55:10Z No. of bitstreams: 1 2012_dis_pbluz.pdf: 803076 bytes, checksum: 095ce0bb59da741a7baabdc3b28fc2ea (MD5) / Approved for entry into archive by Erika Fernandes(erikaleitefernandes@gmail.com) on 2013-08-06T11:54:58Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_dis_pbluz.pdf: 803076 bytes, checksum: 095ce0bb59da741a7baabdc3b28fc2ea (MD5) / Made available in DSpace on 2013-08-06T11:54:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_dis_pbluz.pdf: 803076 bytes, checksum: 095ce0bb59da741a7baabdc3b28fc2ea (MD5) Previous issue date: 2012 / Calotropis procera é uma planta laticífera encontrada na Ásia, África e América do Sul. Este vegetal tem sido bastante utilizado na medicina tradicional para diversas patologias. Seu látex é rico em proteínas que apresentam relevantes atividades farmacológicas. O objetivo do presente estudo foi avaliar a atividade das proteínas do látex de Calotropis procera (LP) em modelos de dor aguda induzida por carragenina (Cg), por prostaglandina E2 (PGE2), epinefrina e dor persistente induzida por adjuvante completo de Freud (CFA) pelo método Von Frey eletrônico. Foram utilizados camundongos Swiss (n=5-8, 25-30g). Na hipernocicepção mecânica (HM), os animais foram pré-tratados com LP (0,5; 5 e 50 mg/Kg e.v.), 30 min antes da aplicação de Cg (300μg/pata) e avaliados 1, 3 e 5h após Cg. Após 3 h da injeção de Cg, tecido subplantar foi coletado para quantificação do envolvimento de neutrófilos (MPO), citocinas pró-inflamatórias (TNF-α e IL-1β), PGE2 e KC. Na HM induzida por PGE2 (100ng/pata), os animais receberam LP (5 e 50 mg/Kg e.v.) e avaliados 3h após PGE2. Para avaliar a participação de NO e canais de K+ATP os animais foram pré-tratados com L-NAME (30 mg/kg i.p.) ou Glibenclamida (5 mg/kg i.p.). Na HM induzida por epinefrina (100ng/pata) os animais receberam LP (5 mg/Kg e.v.) e avaliados 2h após a injeção de epinefrina. Em modelo de dor persistente induzida por CFA foram avaliados HM e edema de pata durante 7 dias. Animais foram tratados com salina (controle, e.v.); LP (5mg/kg, e.v.), dexametasona (2mg/kg, s.c.) diariamente e, enquanto que o CFA (20 μL/pata, i.pl) foi injetado apenas no primeiro dia. No 8º dia a atividade motora dos animais foi avaliada através do teste rota rod (4RPM/min) e após este procedimento o tecido subplantar foi coletado para quantificação de MPO. LP (5 mg/kg) reduziu (p<0,05) a HM em 25%, 55% e 46% e LP 50 mg/kg em 39%, 64% e 60% na 1ª, 3ª e 5ª hora, respectivamente, quando comparadas ao grupo Cg. As doses 5 e 50mg/kg de LP diminuíram a concentração de MPO em 80% e 94%, respectivamente, quando comparadas ao grupo Cg. A dose 5mg/kg de LP reduziu a concentração de TNF-α, IL-1β, PGE2 e KC em 71%, 81%, 72% e 72% respectivamente, quando comparada ao grupo Cg. Em modelo de HM induzida por PGE2, as doses de 5 e 50mg/kg de LP reduziram (p<0,05) a HM em 40% e 42%, respectivamente, quando comparadas ao grupo PGE2. Este efeito antinociceptivo do LP foi revertido com L-NAME (inibidor inespecífico da NO sintase) e glibenclamida (bloqueador dos canais de K+ATP). A HM induzida por epinefrina foi reduzida pela LP. Na dor persistente, LP também reduziu HM e edema de pata em 42% e 59%, respectivamente, quando comparado ao grupo CFA. Nenhum grupo apresentou comprometimento do sistema motor. LP reduziu (p<0,05) MPO em 45% comparado ao grupo CFA. A partir destes dados podemos sugerir que o efeito antinociceptivo do LP estar intimamente relacionado com a diminuição de citocinas pró-inflamatórias (TNF-α e IL-1β), PGE2, KC e da migração de neutrófilos, além do envolvimento de NO, canais de K+ATP sensíveis a glibenclamida.
10

Caracterização in vivo e in vitro da resposta inflamatória aguda induzida por uma fração proteica isolada do látex de Calotropis procera (Ait.) R. Br

Rabelo, Alana Fonteles Lima January 2014 (has links)
RABELO, Alana Fonteles Lima. Caracterização in vivo e in vitro da resposta inflamatória aguda induzida por uma fração proteica isolada do látex de Calotropis procera (Ait.) R. Br. 2014. 117 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2014. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2014-12-15T11:46:29Z No. of bitstreams: 1 2014_tese_aflrabelo.pdf: 1019084 bytes, checksum: 67992b254190eddc21a2c38443f21e3a (MD5) / Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2014-12-15T11:46:44Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_tese_aflrabelo.pdf: 1019084 bytes, checksum: 67992b254190eddc21a2c38443f21e3a (MD5) / Made available in DSpace on 2014-12-15T11:46:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_tese_aflrabelo.pdf: 1019084 bytes, checksum: 67992b254190eddc21a2c38443f21e3a (MD5) Previous issue date: 2014 / Calotropis procera is a laticiferous plant belonging to the family Apocynaceae, found in Asia, Africa and South America. Its latex is comprised of a large number of bioactive molecules that show significant pharmacological properties including anti- and pro- inflammatory, antitumor, healing, antimicrobial, among others. The proteins extracted from this latex have multiple immunomodulatory effects, depending on the route of administration utilized. The objective of this study was to characterize the pro- inflammatory response of protein fraction PL latex Calotropis procera in models of peritonitis and subcutaneous air pouch; neutrophil chemotaxis (in vivo and in vitro); the role of resident cells and mediators involved. Swiss mice were used (25-30 g). It was found that PL induced neutrophil migration (MN) in a dose- and time - dependent in models of peritonitis and subcutaneous air pouch. An increase in vascular permeability induced by the administration of PL (1 mg / cav) in the peritoneal cavity in the Evans blue model was demonstrated. The increase in the population of resident macrophages after pre-treatment with thioglycolate intensified the MN induced by PL, with the similar result observed with the mast cell -depleted group by compound 48/80. Mast cells appear to exert an inhibitory modulatory role on neutrophil chemotaxis, whereas macrophages potentiate the MN, possibly through the release of mediators. For investigation of involved mediators, blocking drugs were used before administration of the PL. Pharmacological modulation Dexamethasone (0.5 mg/kg , s.c.), Pentoxifylline (100 mg/kg , s.c.), Thalidomide (50 mg/kg , s.c.), Indomethacin (3 mg/kg , s.c.) and Celecoxib (30 mg/kg , s.c.), but not with Meclizine (40 mg/kg , s.c.) and PCA (10 mg/kg, s.c.) inhibited the MN induced by PL. It was verified by ELISA, that levels of mediators IL-1 and IL-6 were elevated in the peritoneal fluid 4 hours after administration of PL (1 mg/cav, i.p.). The nitrite levels were also higher in the subcutaneous air pouch fluid, demonstrating the involvement of nitric oxide (NO) in the pro-inflammatory effects of LP. PL induced rolling and adhesion of leukocytes to the vascular endothelium of mesenteric mice and neutrophil chemotaxis in vitro. Furthermore, it can directly interact with neutrophils by inducing the synthesis of pro-inflammatory mediators TNF-α, IL- 1β, PGE2 and NO in neutrophil’s culture. In conclusion, PL induces an acute inflammatory response characterized by intense neutrophil migration and increase of vascular permeability. Promotes neutrophil chemotaxis indirectly, via resident macrophages and directly interacting with neutrophils, inducing rolling and adhesion to the endothelium and release of pro-inflammatory mediators. / Calotropis procera é uma planta laticífera pertencente à família Apocynaceae, encontrada na Ásia, África e América do Sul. Seu látex é constituído por um grande número de moléculas bioativas que apresentam relevantes propriedades farmacológicas que inclui anti- e pró-inflamatória, antitumoral, cicatrizante, antimicrobiana, entre outras. As proteínas extraídas deste látex possuem múltiplos efeitos imunomodulatórios, dependendo da via de administração utilizada. Assim, o objetivo deste trabalho foi caracterizar a resposta pró-inflamatória da fração proteica (PL) do látex de Calotropis procera nos modelos de peritonite e bolsa de ar subcutânea; investigando a quimiotaxia de neutrófilos (in vivo e in vitro); o papel das células residentes e os mediadores envolvidos. Foram utilizados camundongos Swiss (25-30 g). Verificou-se que PL induziu migração de neutrófilos (MN) de forma dose-e-tempo dependente nos modelos de peritonite e bolsa de ar subcutânea. Foi demonstrado um aumento na permeabilidade vascular induzido pela administração da PL (1 mg/cav) na cavidade peritoneal no modelo de Azul de Evans. O aumento na população de macrófagos residentes pelo pré-tratamento com tioglicolato, intensificou a MN induzida por PL, sendo observado um resultado semelhante com o grupo depletado de mastócitos pelo composto 48/80. Os mastócitos parecem exercer um papel modulador inibitório sobre a quimiotaxia de neutrófilos, enquanto os macrófagos potencializam a MN, possivelmente por meio da liberação de mediadores. Para investigação dos mediadores envolvidos foram utilizados fármacos bloqueadores específicos antes da administração da PL. A modulação farmacológica com Dexametasona (0,5 mg/kg, s.c.), Pentoxifilina (100 mg/kg, s.c.), Talidomida (50 mg/kg, s.c.), Indometacina (3 mg/kg, s.c.) e Celecoxib (30 mg/kg, s.c.), mas não com Meclizina (40 mg/kg, s.c.) e PCA (10 mg/kg; s.c.), inibiram a MN induzida por PL. Foi verificado por ELISA que os níveis dos mediadores IL-1 e IL-6 estavam aumentados no fluido peritoneal 4 h após a administração de PL (1 mg/cav, i.p.). Os níveis de nitrito também estavam aumentados no fluido da bolsa de ar subcutânea, demonstrando um envolvimento do óxido nítrico (NO) no efeito pró-inflamatório da PL. A PL induziu rolamento e adesão de leucócitos ao endotélio vascular do mesentério de camundongos, bem como quimiotaxia de neutrófilos in vitro. Além disso, foi capaz de interagir diretamente com neutrófilos, induzindo a síntese dos mediadores pró-inflamatórios TNF-α, IL-1β, PGE2 e NO em cultura de neutrófilos. Em conclusão, PL induz uma resposta inflamatória aguda, caracterizada pela intensa migração de neutrófilos e aumento da permeabilidade vascular. Promove quimiotaxia para neutrófilos de forma indireta, via macrófagos residentes, e de forma direta, interagindo com neutrófilos, induzindo rolamento e adesão no endotélio e liberação de mediadores pró-inflamatórios.

Page generated in 0.0291 seconds