• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 63
  • 1
  • Tagged with
  • 66
  • 39
  • 18
  • 12
  • 12
  • 10
  • 9
  • 9
  • 9
  • 9
  • 9
  • 9
  • 9
  • 9
  • 9
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Comparação dos parâmetros de biossorção dos elementos terras-raras lantânio e neodímio utilizando biomassas de fungos filamentosos

D'Avoglio, Juliana Baldin Caporalin [UNESP] 03 December 2007 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:23:06Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-12-03Bitstream added on 2014-06-13T20:10:36Z : No. of bitstreams: 1 davoglio_jbc_me_araiq.pdf: 554183 bytes, checksum: b1398500a30e72eac0035be849be3390 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / O processo de biossorção, que consiste na adsorção do metal à superfície celular, apresenta potencial aplicação para a extração e separação de metais valiosos, como os terras-raras. Estes metais vêm despertando atenção especial devido sua utilização como matéria-prima na fabricação de super ligas, componentes eletrônicos, cerâmicas especiais, dentre outras. O alto valor agregado destes metais provém não de sua baixa ocorrência mineral, mas da dificuldade de obtenção destes elementos na sua forma pura, a qual é necessária para as suas aplicações tecnológicas. Neste contexto, o estudo do processo de biossorção de TRs utilizando biomassas de microrganismos, principalmente fungos filamentosos, apresenta um grande interesse biotecnológico, pois representa uma alternativa promissora que combina as vantagens de um processo eficiente com menor custo operacional para a separação e/ou recuperação destes elementos de alto valor agregado e tecnológico. No entanto, a eficiência do processo de biossorção pode variar consideravelmente entre espécies de fungos, pois a capacidade de adsorver metais depende diretamente dos grupos funcionais presentes na superfície celular do microrganismo. Por esta razão, o presente trabalho teve como objetivo principal avaliar a potencialidade de utilização de biomassa de fungos filamentosos no processo de biossorção para separação dos metais lantânio e neodímio, visando a seleção de espécies que apresentem uma maior diferença na capacidade dessortiva para os metais em estudo. Os resultados referentes à cinética de biossorção revelaram que a capacidade de biossorção dos metais lantânio e neodímio variaram entre os diferentes fungos estudados, sendo que esta capacidade foi superior nas biomassas inativas e cultivadas sob agitação comparada às ativas, cultivadas... / The biosorption process, which consists in the adsorption of metals into the cellular surface, presents a potential application for the extraction and separation of the precious metals, such as the rare earths. These metals have garnered special attention due to their utilization as raw materials in the manufacture of super alloys, electronic components, modified steel, hydrogen stockage, special ceramics, among others. The high aggregate value of these metals is not due to their low mineral availability, but is due to the difficulty of obtaining these elements in their pure form, which is necessary for their technological applications. In this sense, the study of the biosorption process of rare earth metals utilizing microorganism biomass, principally filamentous fungi, presents great biotechnological interest, because it represents an alternative that combines the advantages of an efficient process with minor operational costs for the separation and/or recovery of these elements of high aggregate and technological value. However, the efficiency of the biosorption process may vary considerably among fungi species, because the capacity to adsorb metals depends directly on the functional groups present in the cellular surface of the microorganism. For this reason, the present work has as its main aim the evaluation of the potential to use filamentous fungi biomass in the biosorption process for the separation of two earth rare, lanthanum and neodymium, aiming at a screening of species that presents a great difference in the desorption capacity for the metals under study. The results regarding the biosorption kinetics revealed that the biosorption capacity for the metals lanthanum e neodymium varied between the different fungi, being that this capacity was greater in the inactive biomass grown under agitation compared with to that active... (Complete abstract click electronic access below)
2

Descrição de processos de dessorção térmica por Monte Carlo dinâmico

Weinketz, Sieghard 25 October 1996 (has links)
Orientador: Guillermo Gerardo Cabrera Oyarzun / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Fisica "Gleb Wataghin" / Made available in DSpace on 2018-09-24T15:37:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Weinketz_Sieghard_D.pdf: 2042202 bytes, checksum: dad8a9299ae7eab45512df31642e9336 (MD5) Previous issue date: 1996 / Resumo: A dessorção térmica de moléculas diatômicas simples a partir de superfícies sólidas (metálicas) é descrita como um Processo de Poisson em um modelo de gás-de-rede com dois processos básicos (locais): dessorção de pares e difusão superficial, e tratada dentro de um procedimento de Monte Carlo Dinâmico (dependente do tempo). A partir das regras estocásticas é possível se mostrar que a cinética de dessorção depende diretamente da ordem local dos adsorbatos. Portanto, com uma descrição apropriada do ordenamento local, e no limite de difusão rápida com respeito à dessorção, a simulação Monte Carlo pode ser 'substituída' por um formalismo de equações diferenciais. Na ausência de interações entre os adsorbatos, o limite de difusão rápida, significa que os adsorbatos estão aleatoriamente distribuídos e pode ser mostrada uma equivalência à equação diferencial de Polanyi-Wigner de Segunda ordem para dessorção. Por outro lado, quando são incluídas interações a primeiros e segundos vizinhos entre os adsorbatos, a ordem local pode ser muito bem aproximada pela aproximação C2 do Método de Variação de Blocos de Kikuchi, e da qual pode ser derivado um procedimento de equações diferenciais com fatores de forma autoconsistentemente encontrados, reproduzindo bastante bem os espectros de Dessorção a Temperatura Programada obtidos pela simulação / Abstract: The thermal desorption of simple diatomic molecules from solid {metallic) surfaces is described as a heterogeneous Poisson Process in a lattice-gas model with two basic {local) processes: pair desorption and surface diffusion, and treated within a Dynamic ( time-dependent ) Monte Carlo procedure. From the stochastic rules it can be shown that the desorption kinetics depends directly on the local order of the adsorbates. Therefore, with an appropriate description of the local order, in the limit of fast diffusion with respect to desorption, the Monte Carlo simulations can be 'substituted' by a differential equation formalism. In the absence of energetic interactions between the adsorbates, the limit or fast diffusion means that the adsorbates are randomly disordered and an equivalence can be found to the Polanyi- Wigner second-order differential equation for desorption. On the other hand, when including nearest and next-nearest neighbour interactions between the adsorbates, the local order can be wel1 approximated by the C2 approximation of Kikuchi's Cluster-Variation Method, and from which a differential equation procedure with self-consistently found structure forms can be derived, reproducing well the Temperature-Programmed Desorption spectra obtained by the simulation / Doutorado / Física / Doutor em Ciências
3

Dinâmica do atrazine em aplicações isoladas e em misturas com formulações de glyphosate / Atrazine dynamics in isolated applications and associated with glyphosate formulations

Souza, Matheus de Freitas 24 February 2017 (has links)
Submitted by Reginaldo Soares de Freitas (reginaldo.freitas@ufv.br) on 2017-09-06T12:16:28Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1441595 bytes, checksum: f05bff15e76c82874a11fcb21a78cd2d (MD5) / Made available in DSpace on 2017-09-06T12:16:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1441595 bytes, checksum: f05bff15e76c82874a11fcb21a78cd2d (MD5) Previous issue date: 2017-02-24 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / O consumo de herbicidas não pode estar associado ao aumento de produtividade, pois, esses agroquímicos são apenas uma das ferramentas utilizadas para livrar as lavouras da interferência negativa das plantas daninhas. O uso inadequado dos herbicidas, sem o conhecimento de suas interações com o ambiente representa riscos de contaminação do solo, do ar e das águas superficiais e subterrâneas. O potencial de risco de contaminação ambiental do uso de um herbicida é definido com base na capacidade de suas moléculas serem sorvidas e degradadas e no solo. Esta capacidade é resultante das interações entre as moléculas do herbicida, os atributos do solo e as condições climáticas. Em razão disso, a concentração do herbicida na solução do solo e a movimentação de suas moléculas no seu perfil irá depender da sorção dessas pelos coloides da matriz do solo. Isto poderá comprometer ou garantir a sua eficiência agronômica e permitir, ou não, contaminar águas subterrâneas. O atrazine é um herbicida recomendado para uso na cultura do milho e diversas outras de grande importância no Brasil. Devido ao surgimento de biótipos de plantas daninhas resistentes e a disseminação das espécies tolerantes aos herbicidas, especialmente ao glyphosate, tem-se aumentado de maneira significativa aplicações do atrazine em mistura este herbicida, especialmente na cultura do milho. Existe na literatura diversos estudos referentes a sorção e lixiviação do atrazine em aplicações isoladas, no entanto, não se conhece o comportamento do atrazine quando aplicado em mistura com glyphosate. Neste trabalho utilizando métodos biológico e químicos foram avaliadas a sorção, dessorção e a lixiviação do atrazine no Latossolo Vermelho-Amarelo, quando utilizado em aplicações isoladas e em mistura com formulações de glyphosate. Maiores riscos de contaminação de águas subterrâneas pelo atrazine ocorreram quando esse herbicida foi aplicado em misturas com Zapp Qi ® e Roundup WG ® . Utilizando a cromatografia líquida de alta eficiência não se constatou efeito significativo na sorção no solo do atrazine quando esse herbicida foi aplicado em mistura com o glyphosate nas diferentes formulações. Entretanto, a intensidade na dessorção do atrazine aplicado isoladamente diferiu em relação as aplicações em mistura com as formulações de glyphosate. Concluiu-se que a dinâmica do atrazine no solo (sorção, dessorção, lixiviação e persistência) pode ser influenciada quando esse herbicida é aplicado em mistura como o glyphosate nas diferentes formulações. / Herbicide consumption can not be associated with increased productivity, therefore, these agrochemicals are only one of the tools used to rid the crops of the negative interference of weeds. Inadequate use of herbicides without knowledge of their interactions with the environment poses a risk of contamination of soil, air and surface and groundwater. The potential environmental contamination risk of using a herbicide is defined based on the ability of its molecules to be sorbed and degraded and on the soil. This capacity is the result of interactions between herbicide molecules, soil attributes and climatic conditions. Therefore, the concentration of the herbicide in the soil solution and the movement of its molecules in its profile will depend on the sorption of these by the colloids of the soil matrix. This may compromise or guarantee agronomic efficiency and may or may not contaminate groundwater. Atrazine is a herbicide recommended for use in maize and several other crops of great importance in Brazil. Due to the emergence of resistant weed biotypes and the spread of herbicide tolerant species, especially to glyphosate, applications of atrazine in this herbicide mixture have been significantly increased, especially in the maize crop. There are several studies in the literature concerning the sorption and leaching of atrazine in isolated applications, however, the behavior of atrazine when applied in a mixture with glyphosate is not known. In this work using biological and chemical methods sorption, desorption and leaching of the atrazine were evaluated in the Red-Yellow Latosol, when used in isolated applications and mixed with glyphosate formulations. Higher risks of groundwater contamination by atrazine occurred when this herbicide was applied in mixtures with Zapp Qi® and Roundup WG®. Using high performance liquid chromatography, no significant effect on sorption was observed in atrazine soil when this herbicide was applied in a mixture with glyphosate in the different formulations. However, the desorption intensity of the applied atrazine alone differed in relation to the applications in mixture with the glyphosate formulations. It was concluded that the atrazine dynamics in the soil (sorption, desorption, leaching and persistence) can be influenced when this herbicide is applied in mixture as glyphosate in the different formulations.
4

Recuperação de rejeitos da clarificação de óleos vegetais por dessorção/extração

LIMA, Nélia da Silva January 2003 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:07:48Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo8021_1.pdf: 882625 bytes, checksum: 3c5505b93a2c69ec66d33426a3a3abc5 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2003 / Argilas ativadas são normalmente usadas pelas indústrias na etapa de clarificação de óleos vegetais e então descartadas. Como até o momento não se encontrou nenhum uso para as argilas descartadas, isto está se tornando um problema crescente para a indústria e o meio ambiente. Argilas ativadas (Tonsil e Filtrol) utilizadas pelas indústrias de refino de óleos vegetais, na etapa de clarificação com a finalidade de remover pigmentos, são processadas como resíduos, recorrendo?se ao processo de dessorção/extração com solvente. 0 presente trabalho propõe a recuperação desse resíduo, cuja composição inclui pigmentos (clorofílicos e carotênicos) visando posterior aplicação ou possível reutilização pela indústria de óleos. Utilizou?se o processo de extração em leito fixo (Soxhiet) por solvente orgânico. Operando?se a 78'C, sob refluxo de solvente foram realizados ensaios que permitiram selecionar um melhor solvente eluente com o objetivo de remover a máxima quantidade de pigmentos da argila. Através da análise da eficiência de remoçao de piqmentos da argila comprovada pelos balanços de massa e por análise elementar de carbono e hidrogênio, foi selecionado o etanol como solvente eluente?extrator. de cerca de 11,60% superior ao hexario, 11,70% em relação ao éter de petróleo, 12,77% mais elevado que a mistura éter de petróleo+hexano e 3,21 % mais que a mistura éter de petróleo+etanol, foram obtidas após 4 horas de operação com refluxo. Para determinação da uma quantidade total aproximada de matéria orgânica impregnada foram realizados experimentos de calcinação dos quais obteve?se 4,7g de matéria orgânica para 110g de rejeito. Operações de 2 horas de processamento conduziram a uma remoção de cerca de 34% da massa total do rejeito, que representam 72% da massa total de pigmentos adsorvidos. 0 processo revela?se eficiente para redução de impacto ambiental, significando que de uma tonelada de resíduo é possível se remover aproximadamente 340kg dos pigmentos retidos por adsorção. A descrição do processo de dessorção/extração com solvente em Sohxlet foi caracterizada como heterogênea em leito fixo, utilizando?se a fase sólida em sistema descontínuo e a fase líquida em contínuo. Equações de modelo foram aplicadas nas duas fases(líquida e sólida) quantificando as evoluções cinéticas no resíduo e no solvente extrator
5

Comportamento ambiental e bioatividade sobre plantas daninhas de herbicidas residuais aplicados sobre a palha de cana-de-açúcar em diferentes condições hídricas do solo / Behaviour and environmental bioactivityon weeds of herbicides residualapplied on sugarcane residues in different soil with water conditions

Paulo Vinícius da Silva 30 May 2018 (has links)
Herbicidas aplicados nos sistemas de cana-de-açúcar, diretamente no solo ou sobre palha, ficam disponíveis a fenômenos de transporte, retenção e transformação. Nesse contexto, o objetivo desse trabalho foiavaliar a lixiviação e sorção de herbicidas residuais em solos com diferentes características físicoquímicas e em palha de cana-de-açúcar. Para tal, foram realizados quatro experimentos. O primeiro relativo à lixiviação, através da metodologia de bioensaios, seguindo o esquema fatorial 8 x 2 x 2, em delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições, sendo oito profundidades do perfil do solo, dois períodos de seca (0 e 30 dias após a aplicação dos tratamentos - DAT) e duas quantidades de palha, esse fatorial foi adotado de forma individual para os herbicidas amicarbazone (1225 g i.a. ha-1 ); imazapic (147 g i.a ha- 1 ), sulfentrazone (800 g i.a ha-1 ) e tebuthiuron (900 g i.a ha-1 ). Os herbicidas foram aplicados no topo de colunas de solo montadas em tubos de PVC com 0 e 10 t ha-1 de palha, esses tratamentos foram submetidos aos três diferentes períodos de seca (0 e 30 DATs), ao final dessas épocas foi realizada uma simulação de chuva de 30 mm e realizada a semeadura de Cucumis sativus (planta bioindicadora), as avaliações de fitoxicidade foram efetuadas aos 7, 10 e 15 dias após a emergencia - DAE, aos 15 DAE foramrealizadas as avaliações de massa seca e altura da parte aérea das plantas. O segundo experimento consistiu na determinação de coeficientes de adsorção e dessorção (Kd e Koc) em 15 solos com diferentes características físico-químicas, para os herbicidas indaziflam, imazapic e amicarbazone. Foi utilizada a metodologia de herbicidas rádio marcados com C14, aplicou-se cinco diferentes concentrações dos herbicidas frios (0,125, 0,25, 0,50, 0,75 e 1,00 ppm), associados aos diferentes solos e herbicidas rádio marcados nas concentrações de 0,24 KBq de indaziflam, 0,26 KBq de imazapic ou 0,20 KBq de amicarbazone, de forma individual em cada unidade experimental. A concentração dos herbicidas rádio marcados presentes no sobrenadante foi determinada por espectroscopia de cintilação líquida (LSS) e por diferença entre a quantidade inicialmente aplicada e a presente na solução do solo, determinando-se adsorção. Através do mesmo processo também foi avaliada a dessorção dos herbicidas em quatro dias de análise. O terceiro experimento avaliou a adsorção de indaziflam, imazapic e amicarbazone em palha de cana-de-açúcar. Um estudo típico e equilíbrio em lotes foi conduzido para determinar adsorção e dessorção em diferentes concentrações dos herbicidas. A palha de cana-de-açúcar (0,27 g) foi combinada com três concentrações dos herbicidas (0,125, 0,5 e 1 ppm) mais os herbicidas radiomarcados nas seguintes quantidades: 0,24 KBq de indaziflam, 0,26 KBq imazapic e 0,20 KBq de amicarbazone. Após o estabelecimento do equilíbrio que foi de 24 horas para os três herbicidas, foi determinada a quantidade de herbicida adsorvida na palha de cana-de-açucar. Após a analise da adsorção, a solução presente nas unidades experimentais foi descartada e reposta por uma solução de cloreto de cálcio, e a dessorção foi então analisada após 24 horas, durante o período de um dia para amicarbazone, cinco dias para indaziflam, e não foi realizada analise de dessorção para o herbicida imazapic.Um quarto experimento, abordou a intercepção de herbicidas pela palha de cana-de-açúcar mediante a simulação de chuvas em diferentes precipitações (3, 6, 12 e 24 mm). Os herbicidas foram aplicados em duas quantidades de palha de cana-de-açúcar, as quais foram espalhadas de forma uniforme sobre uma tela de aço inoxidável (5 t ha-1 e 10 t ha-1), em seguida, essa tela foi colocada sobre um recipiente de vidro. As simulações de chuva ocorreram aos 0 horas, 24 horas e sete dias após a aplicação dos tratamentos. Para o herbicida amicarbazone aos 0 DAT sem palha, a lixiviação do herbicida amicarbazone foi notada ate os 25 cm, sendo os efeitos fitotoxicos mais expressivos observados nos primeiros 15 cm, já nas aplicações de 30 DAT, nos tratamentos com palha e sem palha a lixiviação foi notada até os 10 cm, com maior fitotoxicidade nos primeiros 5 cm. Na lixiviação tebuthiuron e imazapic e sulfentrazone a permanência do produto sobre a palha de cana-de-açúcar durante 30 DAT tornou a lixiviação desses herbicidas menor. Para o herbicida sulfentrazone a presença de palha imapctou de maneira mais expressiva na lixiviação desse herbicida que o perido de seca. Para imazapic e amicarbazone, os valores de Kd foram baixos devido à sua alta solubilidade em água; no entanto, a adsorção de imazapic foi fortemente influenciada pelo pH do solo, e para amicarbazone a adsorção e dessorção foi influenciada pela matéria orgânica e pH dos solos. Para indaziflam, Kd foi correlacionado negativamente com o teor de argila, mas foi positivamente correlacionado com a matéria orgânica. A adsorção de indaziflam foi superior a 80% em todas as concentrações, enquanto que a adsorção imazapic foi inferior a 7% em todas as concentrações. A adsorção de amicarbazone foi inferior a 20% em todas as concentrações. A dessorção de indaziflam foi de 30%, 28,5% e 27,5% a 0,125, 0,5 e 1 ppm, respectivamente, após 5 dias. A dessorção máxima para amicarbazone foi observada a 1 ppm com 11%. Para o indaziflam, após um período de sete dias após a aplicação dos herbicidas sobre a palha de cana-de-açúcar simulou-se uma precipitação de 24 mm resultando na remoção de apenas 25% do herbicida interceptado. Para o herbicida imazapic a palha de cana-de-açúcar não apresentou uma barreira de expressiva para interceptação desse produto. Dessa forma, as características dos herbicidas, como a solubilidade em água e Kow, podem ser utilizadas para determinar a sua dinâmica em sistemas de produção de cana-de-açúcar, sendo que os atributos lixiviação, sorção em palha e em solo, podem direcionar a uma predileção do comportamento agronômico e destino ambiental de herbicidas residuais. Dessa forma, pode-se concluir que a presença de palha na superfície do solo atrelada aos diferentes períodos de seca pode afetar a mobilidade desses herbicidas no ambiente. Conclui-se que as cracteristicas físico-quimicas dos herbicidas associadas com os atributos do solo podem direcionar a dinâmica de adsorção e dessorção dos herbicidas. As características dos herbicidas, como a solubilidade em água e Kow, podem ser utilizadas para determinar a dificuldade de remoção dos herbicidas em palha de cana-de-açucar. / Herbicides applied to sugar cane systems, directly on the soils our by residues, are available to transport, retention and transformation phenomenon. In this context, the objective of this work was to evaluate the leaching and sorption of residual herbicides in soils with different physicochemical characteristics and in sugarcane residues. Four experiments were carried out. The first, was based on the bioassay methodology, followed the 8 x 2 x 2 factorial scheme, in a completely randomized design, with four replications, eight depths of the soil profile, two dry periods (0 and 30 days after application of the treatments (DAT) and two quantities of residues, this factorial was adopted individually for the herbicides amicarbazone (1225 g ia ha-1); imazapic (147 g i.a ha-1), sulfentrazone (800 g i.a ha-1) and tebuthiuron (900 g i.a ha-1). The herbicides were applied to the top of soil columns mounted in PVC tubes with 0 and 10 t ha-1 of straw, these treatments were submitted to the three different periods of dry (0 and 30 DATs), at the end of those times a 30 mm rainfall simulation and Cucumis sativus sowing (bioindicator plant), phytotoxicity (7, 10 and 15 DAE), dry mass and shoot height were evaluated. It was noted that the greatest phytotoxicity of the herbicide amicarbazone was in the 0-5 cm layer. And that periods of drought and straw decreased the mobility of this herbicide in the columns. In leaching tebuthiuron, imazapic and sulfentrazone the permanence of the product on the sugarcane straw during 30 DAT made the leaching of this herbicide minor. Thus, it can be concluded that the presence of straw on the soil surface coupled to the different periods of drought can affect the mobility of these herbicides in the environment. The second experiment consisted in the determination of coeficivity of adosorption and desorption (Kd and Koc) in 16 soils with different physicochemical characteristics, for the herbicides indaziflam, imazapic and amicarbazone. The C14- labeled radio-herbicide methodology was used to apply five different concentrations of the cold herbicides (0.125, 0.25, 0.50, 0.75 and 1.00 ppm), associated with the different soils and herbicides radio -marked at the concentrations of 0.24 KBq of indaziflam, 0.26 KBq of imazapic or 0.20 KBq of amicarbazone, individually in each experimental unit. The concentration of radiolabelled herbicides present in the supernatant was determined by liquid scintillation spectroscopy (LSS) and by difference between the amount initially applied and the present in the soil solution, determining adsorption. Through the same process the herbicide desorption was also evaluated in four days of analysis For imazapic and amicarbazone, Kd values were low due to their high solubility in water; however, the adsorption of imazapic was strongly influenced by the pH of the soil, and for amicarbazone the adsorption and desorption was influenced by the organic matter and pH of the soils. For indaziflam, Kd was negatively correlated with clay content but was positively correlated with organic matter. The third experiment evaluated the adsorption of indaziflam, imazapic and amicarbazone in sugarcane straw. A typical study and batch equilibrium was conducted to determine adsorption and desorption at different concentrations of the herbicides. Sugarcane residues (0.27 g) was combined with three concentrations of the herbicides (0.125, 0.5 and 1 ppm) plus 0.24 KBq of indaziflam, 0.26 KBq imazapic or 0.20 KBq of labeled amicarbazone radio. The adsorption of indaziflam, imazapic and amicarbazone was evaluated 24, 48 and 120 hours, respectively, after the contact of sugarcane residues. Indaziflam adsorption was greater than 80% at all concentrations, while imazapic adsorption was below 7% at all concentrations. The adsorption of amicarbazone was less than 20% at all concentrations. Indaziflam desorption was 30%, 28.5% and 27.5% at 0.125, 0.5 and 1 ppm, respectively, after 5 days. Maximum desorption for amicarbazone was observed at 1 ppm with 11%. The desorption for imazapic was not determined due to the low initial adsorption. A fourth experiment, addressed the interception of herbicides by sugarcane straw through simulated rainfall in various amounts of precipitation (3, 6, 12 and 24 mm). Two amounts of sugarcane straw were uniformly spread over a stainless steel screen (5 t ha-1 and 10 t ha-1), then the screen was placed on a Pyrex® pan. The rain simulations occurred at 0 hr, 24 hrs and seven days after the treatments were applied. For indaziflam, a period of seven days after application of the herbicides on the sugarcane straw was simulated a precipitation of 24 mm resulting in the removal of only 25% of the adsorbed herbicide. For the herbicide imazapic the sugarcane straw did not present an expressive barrier to interception of this product. Thus, the characteristics of the herbicides, such as water solubility and Kow, can be used to determine their dynamics in sugarcane production systems, and the leaching, straw sorption and soil attributes can a predilection for agronomic behavior and environmental fate of residual herbicides.
6

Comportamento ambiental e bioatividade sobre plantas daninhas de herbicidas residuais aplicados sobre a palha de cana-de-açúcar em diferentes condições hídricas do solo / Behaviour and environmental bioactivityon weeds of herbicides residualapplied on sugarcane residues in different soil with water conditions

Silva, Paulo Vinícius da 30 May 2018 (has links)
Herbicidas aplicados nos sistemas de cana-de-açúcar, diretamente no solo ou sobre palha, ficam disponíveis a fenômenos de transporte, retenção e transformação. Nesse contexto, o objetivo desse trabalho foiavaliar a lixiviação e sorção de herbicidas residuais em solos com diferentes características físicoquímicas e em palha de cana-de-açúcar. Para tal, foram realizados quatro experimentos. O primeiro relativo à lixiviação, através da metodologia de bioensaios, seguindo o esquema fatorial 8 x 2 x 2, em delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições, sendo oito profundidades do perfil do solo, dois períodos de seca (0 e 30 dias após a aplicação dos tratamentos - DAT) e duas quantidades de palha, esse fatorial foi adotado de forma individual para os herbicidas amicarbazone (1225 g i.a. ha-1 ); imazapic (147 g i.a ha- 1 ), sulfentrazone (800 g i.a ha-1 ) e tebuthiuron (900 g i.a ha-1 ). Os herbicidas foram aplicados no topo de colunas de solo montadas em tubos de PVC com 0 e 10 t ha-1 de palha, esses tratamentos foram submetidos aos três diferentes períodos de seca (0 e 30 DATs), ao final dessas épocas foi realizada uma simulação de chuva de 30 mm e realizada a semeadura de Cucumis sativus (planta bioindicadora), as avaliações de fitoxicidade foram efetuadas aos 7, 10 e 15 dias após a emergencia - DAE, aos 15 DAE foramrealizadas as avaliações de massa seca e altura da parte aérea das plantas. O segundo experimento consistiu na determinação de coeficientes de adsorção e dessorção (Kd e Koc) em 15 solos com diferentes características físico-químicas, para os herbicidas indaziflam, imazapic e amicarbazone. Foi utilizada a metodologia de herbicidas rádio marcados com C14, aplicou-se cinco diferentes concentrações dos herbicidas frios (0,125, 0,25, 0,50, 0,75 e 1,00 ppm), associados aos diferentes solos e herbicidas rádio marcados nas concentrações de 0,24 KBq de indaziflam, 0,26 KBq de imazapic ou 0,20 KBq de amicarbazone, de forma individual em cada unidade experimental. A concentração dos herbicidas rádio marcados presentes no sobrenadante foi determinada por espectroscopia de cintilação líquida (LSS) e por diferença entre a quantidade inicialmente aplicada e a presente na solução do solo, determinando-se adsorção. Através do mesmo processo também foi avaliada a dessorção dos herbicidas em quatro dias de análise. O terceiro experimento avaliou a adsorção de indaziflam, imazapic e amicarbazone em palha de cana-de-açúcar. Um estudo típico e equilíbrio em lotes foi conduzido para determinar adsorção e dessorção em diferentes concentrações dos herbicidas. A palha de cana-de-açúcar (0,27 g) foi combinada com três concentrações dos herbicidas (0,125, 0,5 e 1 ppm) mais os herbicidas radiomarcados nas seguintes quantidades: 0,24 KBq de indaziflam, 0,26 KBq imazapic e 0,20 KBq de amicarbazone. Após o estabelecimento do equilíbrio que foi de 24 horas para os três herbicidas, foi determinada a quantidade de herbicida adsorvida na palha de cana-de-açucar. Após a analise da adsorção, a solução presente nas unidades experimentais foi descartada e reposta por uma solução de cloreto de cálcio, e a dessorção foi então analisada após 24 horas, durante o período de um dia para amicarbazone, cinco dias para indaziflam, e não foi realizada analise de dessorção para o herbicida imazapic.Um quarto experimento, abordou a intercepção de herbicidas pela palha de cana-de-açúcar mediante a simulação de chuvas em diferentes precipitações (3, 6, 12 e 24 mm). Os herbicidas foram aplicados em duas quantidades de palha de cana-de-açúcar, as quais foram espalhadas de forma uniforme sobre uma tela de aço inoxidável (5 t ha-1 e 10 t ha-1), em seguida, essa tela foi colocada sobre um recipiente de vidro. As simulações de chuva ocorreram aos 0 horas, 24 horas e sete dias após a aplicação dos tratamentos. Para o herbicida amicarbazone aos 0 DAT sem palha, a lixiviação do herbicida amicarbazone foi notada ate os 25 cm, sendo os efeitos fitotoxicos mais expressivos observados nos primeiros 15 cm, já nas aplicações de 30 DAT, nos tratamentos com palha e sem palha a lixiviação foi notada até os 10 cm, com maior fitotoxicidade nos primeiros 5 cm. Na lixiviação tebuthiuron e imazapic e sulfentrazone a permanência do produto sobre a palha de cana-de-açúcar durante 30 DAT tornou a lixiviação desses herbicidas menor. Para o herbicida sulfentrazone a presença de palha imapctou de maneira mais expressiva na lixiviação desse herbicida que o perido de seca. Para imazapic e amicarbazone, os valores de Kd foram baixos devido à sua alta solubilidade em água; no entanto, a adsorção de imazapic foi fortemente influenciada pelo pH do solo, e para amicarbazone a adsorção e dessorção foi influenciada pela matéria orgânica e pH dos solos. Para indaziflam, Kd foi correlacionado negativamente com o teor de argila, mas foi positivamente correlacionado com a matéria orgânica. A adsorção de indaziflam foi superior a 80% em todas as concentrações, enquanto que a adsorção imazapic foi inferior a 7% em todas as concentrações. A adsorção de amicarbazone foi inferior a 20% em todas as concentrações. A dessorção de indaziflam foi de 30%, 28,5% e 27,5% a 0,125, 0,5 e 1 ppm, respectivamente, após 5 dias. A dessorção máxima para amicarbazone foi observada a 1 ppm com 11%. Para o indaziflam, após um período de sete dias após a aplicação dos herbicidas sobre a palha de cana-de-açúcar simulou-se uma precipitação de 24 mm resultando na remoção de apenas 25% do herbicida interceptado. Para o herbicida imazapic a palha de cana-de-açúcar não apresentou uma barreira de expressiva para interceptação desse produto. Dessa forma, as características dos herbicidas, como a solubilidade em água e Kow, podem ser utilizadas para determinar a sua dinâmica em sistemas de produção de cana-de-açúcar, sendo que os atributos lixiviação, sorção em palha e em solo, podem direcionar a uma predileção do comportamento agronômico e destino ambiental de herbicidas residuais. Dessa forma, pode-se concluir que a presença de palha na superfície do solo atrelada aos diferentes períodos de seca pode afetar a mobilidade desses herbicidas no ambiente. Conclui-se que as cracteristicas físico-quimicas dos herbicidas associadas com os atributos do solo podem direcionar a dinâmica de adsorção e dessorção dos herbicidas. As características dos herbicidas, como a solubilidade em água e Kow, podem ser utilizadas para determinar a dificuldade de remoção dos herbicidas em palha de cana-de-açucar. / Herbicides applied to sugar cane systems, directly on the soils our by residues, are available to transport, retention and transformation phenomenon. In this context, the objective of this work was to evaluate the leaching and sorption of residual herbicides in soils with different physicochemical characteristics and in sugarcane residues. Four experiments were carried out. The first, was based on the bioassay methodology, followed the 8 x 2 x 2 factorial scheme, in a completely randomized design, with four replications, eight depths of the soil profile, two dry periods (0 and 30 days after application of the treatments (DAT) and two quantities of residues, this factorial was adopted individually for the herbicides amicarbazone (1225 g ia ha-1); imazapic (147 g i.a ha-1), sulfentrazone (800 g i.a ha-1) and tebuthiuron (900 g i.a ha-1). The herbicides were applied to the top of soil columns mounted in PVC tubes with 0 and 10 t ha-1 of straw, these treatments were submitted to the three different periods of dry (0 and 30 DATs), at the end of those times a 30 mm rainfall simulation and Cucumis sativus sowing (bioindicator plant), phytotoxicity (7, 10 and 15 DAE), dry mass and shoot height were evaluated. It was noted that the greatest phytotoxicity of the herbicide amicarbazone was in the 0-5 cm layer. And that periods of drought and straw decreased the mobility of this herbicide in the columns. In leaching tebuthiuron, imazapic and sulfentrazone the permanence of the product on the sugarcane straw during 30 DAT made the leaching of this herbicide minor. Thus, it can be concluded that the presence of straw on the soil surface coupled to the different periods of drought can affect the mobility of these herbicides in the environment. The second experiment consisted in the determination of coeficivity of adosorption and desorption (Kd and Koc) in 16 soils with different physicochemical characteristics, for the herbicides indaziflam, imazapic and amicarbazone. The C14- labeled radio-herbicide methodology was used to apply five different concentrations of the cold herbicides (0.125, 0.25, 0.50, 0.75 and 1.00 ppm), associated with the different soils and herbicides radio -marked at the concentrations of 0.24 KBq of indaziflam, 0.26 KBq of imazapic or 0.20 KBq of amicarbazone, individually in each experimental unit. The concentration of radiolabelled herbicides present in the supernatant was determined by liquid scintillation spectroscopy (LSS) and by difference between the amount initially applied and the present in the soil solution, determining adsorption. Through the same process the herbicide desorption was also evaluated in four days of analysis For imazapic and amicarbazone, Kd values were low due to their high solubility in water; however, the adsorption of imazapic was strongly influenced by the pH of the soil, and for amicarbazone the adsorption and desorption was influenced by the organic matter and pH of the soils. For indaziflam, Kd was negatively correlated with clay content but was positively correlated with organic matter. The third experiment evaluated the adsorption of indaziflam, imazapic and amicarbazone in sugarcane straw. A typical study and batch equilibrium was conducted to determine adsorption and desorption at different concentrations of the herbicides. Sugarcane residues (0.27 g) was combined with three concentrations of the herbicides (0.125, 0.5 and 1 ppm) plus 0.24 KBq of indaziflam, 0.26 KBq imazapic or 0.20 KBq of labeled amicarbazone radio. The adsorption of indaziflam, imazapic and amicarbazone was evaluated 24, 48 and 120 hours, respectively, after the contact of sugarcane residues. Indaziflam adsorption was greater than 80% at all concentrations, while imazapic adsorption was below 7% at all concentrations. The adsorption of amicarbazone was less than 20% at all concentrations. Indaziflam desorption was 30%, 28.5% and 27.5% at 0.125, 0.5 and 1 ppm, respectively, after 5 days. Maximum desorption for amicarbazone was observed at 1 ppm with 11%. The desorption for imazapic was not determined due to the low initial adsorption. A fourth experiment, addressed the interception of herbicides by sugarcane straw through simulated rainfall in various amounts of precipitation (3, 6, 12 and 24 mm). Two amounts of sugarcane straw were uniformly spread over a stainless steel screen (5 t ha-1 and 10 t ha-1), then the screen was placed on a Pyrex® pan. The rain simulations occurred at 0 hr, 24 hrs and seven days after the treatments were applied. For indaziflam, a period of seven days after application of the herbicides on the sugarcane straw was simulated a precipitation of 24 mm resulting in the removal of only 25% of the adsorbed herbicide. For the herbicide imazapic the sugarcane straw did not present an expressive barrier to interception of this product. Thus, the characteristics of the herbicides, such as water solubility and Kow, can be used to determine their dynamics in sugarcane production systems, and the leaching, straw sorption and soil attributes can a predilection for agronomic behavior and environmental fate of residual herbicides.
7

Dessorção, extração e fracionamento de zinco, cobre e manganês em solos / Desorption, extraction and fractioning of zinc, copper and manganese in soils

Nascimento, Clístenes Williams Araújo do 04 May 2001 (has links)
Submitted by Nathália Faria da Silva (nathaliafsilva.ufv@gmail.com) on 2017-07-04T18:45:43Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 475304 bytes, checksum: 4728a2058fa08c64da52208ef8bfe0ba (MD5) / Made available in DSpace on 2017-07-04T18:45:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 475304 bytes, checksum: 4728a2058fa08c64da52208ef8bfe0ba (MD5) Previous issue date: 2001-05-04 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / A pesquisa sobre a avaliação da disponibilidade de micronutrientes tem apresentado resultados discordantes, em grande parte em decorrência dos teores considerados disponíveis pelos diversos extratores. O conhecimento das formas químicas em que se encontram esses elementos nos solos, e suas relações com os teores disponíveis, são importantes para a previsão do comportamento dos micronutrientes no sistema solo-planta. Nesse sentido, este trabalho teve como objetivo estudar a influência da calagem e de doses de zinco, cobre e manganês sobre a dessorção, extração e fracionamento desses elementos em amostras de seis solos. Essas amostras, submetidas ou não a calagem, receberam os micronutrientes em estudo nas doses de 0,0, 0,30 e 0,60 μmol/cm³ e permaneceram incubadas por 30 dias. Terminada a incubação, os teores dos micronutrientes foram determinados utilizando-se os extratores Mehlich-1, Mehlich-3, DTPA e EDTA. As amostras foram submetidas a um fracionamento dos micronutrientes nas formas trocável, matéria orgânica, óxido de manganês, óxido de ferro amorfo e óxido de ferro cristalino, residual, além dos teores totais. A dessorção dos micronutrientes foi avaliada mediante extrações sucessivas com resina de troca catiônica. Concluiu-se que com a aplicação das doses nos solos sem calagem, Zn, Cu e Mn foram retidos, principalmente, nas frações trocável e matéria orgânica. De modo geral, a calagem provocou redução nos teores trocáveis e aumento nas frações de óxidos de ferro e de manganês. Para os solos sem calagem, a fração Zn trocável foi altamente correlacionada com todos os extratores. Para o Cu, a fração matéria orgânica foi a principal responsável pelos teores obtidos pelos extratores, com exceção do EDTA. Apenas o Mehlich-3 apresentou boa correlação com o Mn na fração trocável. Nos solos com calagem, todos os extratores apresentaram elevada correlação com o Zn na fração orgânica. O Cu ligado à matéria orgânica foi melhor correlacionado com os teores obtidos pelos extratores DTPA e Mehlich-3. Para o Mn, o DTPA apresentou a maior seletividade para a fração trocável, enquanto o Mehlich-1 foi o menos seletivo em relação as frações extraídas. Nos solos sem calagem, a labilidade das frações de Zn decresceu na seguinte ordem: Tr = MO > OxMn > OxFeA >>OxFeC, com os extratores EDTA, Mehlich-1 e Mehlich-3 apresentando as melhores correlações com o total dessorvido. Para o Mn a ordem de labilidade apresentada foi Tr >> MO > OxFeA, sendo o Mehlich-3 o melhor extrator a indicar os teores lábeis do elemento. Não houve dessorção de Cu pela resina. A calagem provocou forte decréscimo nos teores de Mn dessorvidos e ausência de dessorção para o Zn. Nessa condição, o DTPA foi o único extrator a estimar adequadamente a labilidade do Mn nos solos. / The evaluation of micronutrient availability in soil has shown some confliting results as related to the available values achieved by the diferent extractors. The knowledge of their chemical forms in the soil and the relationships with soil available concentrations are important for predicting the behavior of micronutrients in the plant-soil system. This work aimed to study the influence of zinc, copper and manganese on the desorption, extraction and fractioning of each one in samples from six types of soils. The soil samples, with and without lime application, after receiving the doses 0.0, 0.30, and 0.60 mol/cm³ of zinc, copper and manganese, were kept incubated for 30 days. After the incubation, the micronutrients were extracted with Mehlich-1, Mehlich-3, DTPA and EDTA and determined by atomic absorption spectrophotometry. Additionally, the samples were fractionated for determination of the micronutrients in the fractions: exchangeable fraction (Ex), organic matter fraction (OM), manganese oxides fraction (MnOx), amorphous iron oxides fraction (AFeOx), crystalline iron oxides fraction (CFeOx), and residual fraction (Re). The total concentrations of the micronutrients in the soils were also determined. The micronutrient desorption was evaluated by successive extractions with cation exchange resin. It was concluded that, without liming, the application of the micronutrient doses to the soil resulted in retention of Zn, Cu, and Mn mainly in the exchangeable and organic matter fractions. In general, liming reduced the forms in the exchangeable fraction and increased the forms in the iron and manganese oxides fractions. Without liming, Zn in the exchangeable fraction was highly correlated with all extractors. The organic matter fraction contributed with most of the Cu extracted for all extractors, except EDTA. Only Mehlich-3 showed good correlation with Mn in the exchangeable fraction. With liming, all extractors pressented high correlation with Zn in the organic matter fraction. The Cu in the organic matter fraction was better correlated with the concentrations values determined after extractions with DTPA and Mehlich-3. For Mn, DTPA showed more selectivity for extracting the exchangeable fraction, whereas Mehlich-1 was the less selective for all fractions. Without liming, the lability of Zn in the fractions, decreased in the order: Ex = OM > MnOx > AFeOx >> CFeOx, for EDTA, Mehlich-1, and Mehlich-3, presenting the best correlations with the total amounts of zinc desorbed. The order of liability for Mn was Ex >> OM > AFeOx, with Mehlich-3 being the best extractor for labile Mn concentrations determination. There was no desorption of Cu by the cation exchange resin. The liming resulted in strong decrease in Mn desorption and caused absence of desorption for Zn. At this condition, only DTPA allowed to estimate adequately the lability of Mn in the soils.
8

Efeito do biocarvão sobre o comportamento da matéria orgânica e do fósforo em solo degradado

Morales, Marina Moura [UNESP] 29 January 2010 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:31:33Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2010-01-29Bitstream added on 2014-06-13T18:42:19Z : No. of bitstreams: 1 morales_mm_dr_botfca.pdf: 985827 bytes, checksum: c47574acdcc4d6b770e1055c47ca76c4 (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Suprir a demanda de alimento para mais de 6 bilhões de pessoas promovendo agricultura de forma sustentável é o desafio do novo milênio. O biocarvão (BC), ingrediente que proporciona ao solo capacidade de reter matéria orgânica e nutrientes, pode ser uma ferramenta de grande importância na busca de soluções para esse desafio. Portanto, entender o efeito do BC sobre o comportamento da matéria orgânica (MO) e o ciclo do fósforo inorgânico (Pi) em solo degradado foram os objetivos deste trabalho. A taxa de mineralização e o teor de carbono total foram monitorados nas misturas de solo degradado + 35%BC + doses de MO iguais a 0, 10, 40, 70 e 100 t ha-1, nos tempos 0, 80, 160, 240 e 320 dias de incubação em estufa. Reações de sorção e dessorção de Pi foram avaliadas nas misturas de solo degradado + 35%BC + doses de P com 0, 75, 150, 200 e 300 mg kg-1, no tempo 240 dias de incubação, além do controle com somente solo, para ambos os estudos. A adição de BC ao solo promoveu a mineralização da mistura; entretanto, o BC apresentou tendência à recalcitrância ao longo do período, dobrou o tempo de reação com o P tanto para as reações de sorção quanto dessorção, diminuiu a sorção de P do solo e dessorveu quantidades ideais para a maioria das culturas. O BC possui poder fertilizante, porém sua utilização deve ser assistida por possuir características químicas limitantes como pH e sais. Palavras chave: Fertilidade do solo, sorção, dessorção, mineralização. / To supply the food demand for more than 6 billion people, promoting sustainable agriculture is the chellenge for the new milennium; the biochar (BC) ingredient that provides the ability to retain soil organic matter and nutrients can be an important tool to figure oout solutions for this challenge, thus, understand the effect of BC on the organic matter (OM) behavior and at inorganic phosphorus (Pi) cycle in degraded tropical soil has been our goal. The mineralization rate and total carbon content were monitored in mixtures of degraded tropical soil + 35% BC + OM doses, equal to 0, 10, 40, 70 and 100 t ha-1 at 0, 80, 160, 240, and 320 greenhouse incubation days. Pi Sorption and desorption Reactions were analysed in mixtures of degraded tropical soil + 35% BC + P rates of 0, 75, 150, 200, 300 mg kg-1, on 240 days of greenhouse incubation, beyond the control with soil by itself. The BC soil addition promote mineralization, however presented recalcitrance tendency in the incubation time, doubled the time of reaction with P for both the reactions of sorption and desorption, decreased P sorption and desorption of soil quantities ideal for most crops. The BC can act as a fertilizer, but its dosage should be well attended as it has the capacity to increase soil pH and salt.
9

Estudo do processo de dessorção de CO2 da mistura 2-amino-2-metil-1-propanol e piperazina carbonatada. / Study of CO2 desorption process of the carbonated 2-amino-2-methyl-1propanol and piperazine mixture.

Zanone, Armando 20 December 2017 (has links)
O trabalho visa o estudo do processo de dessorção química de CO2 em solução aquosa da mistura das aminas 2-amino-2-metil-1-propanol (AMP) e piperazina (PZ) carbonatadas. Uma simulação em Aspen Hysys® foi realizada de forma a avaliar o processo de captura de CO2, sendo possível reduzir as emissões de CO2 em 79 % em comparação a um mesmo sistema de queima de butano produzindo a mesma quantidade de energia. O processo de dessorção foi realizado em uma coluna de parede molhada com promotor de película de 49 cm de comprimento e 2,2 cm de diâmetro. O processo foi monitorado de forma online por meio da técnica de espectroscopia de infravermelho integrada com a calibração multivariada, que permitiu a quantificação de AMP e PZ livres, CO2 em todas suas formas químicas, mono e dicarbamato de PZ, e bicarbonato. Os ensaios de dessorção foram realizados a pressão atmosférica (0,93 atm) e nas temperaturas de 50, 60 e 70 °C, com vazão de líquido de 3,478 mL.s-1. A vazão de ar seco variou entre os experimentos de 87,5 a 120 mL.s-1. Para cada temperatura estudaram-se quatro soluções aquosas de AMP e PZ, com as seguintes concentrações %m/m de AMP/%m/m PZ: 30/0, 25/5, 20/10 e 0/15. O coeficiente individual de transporte de massa na fase líquida apresentou influência das concentrações de PZ na mistura com AMP, sendo maior quanto maior a concentração de PZ, porém para a PZ pura apresentou o menor valor. Este coeficiente decresce com o aumento do loading (?) de CO2 no líquido (mol de CO2 por mol de amina na solução inicial). A temperatura não apresentou uma influência significativa nos valores do coeficiente individual da fase líquida. O coeficiente de transferência de massa do filme líquido está na faixa de 3,12×10-10 a 1,32×10-5 mol.Pa-1.m-2.s-1, para loadings (?) de CO2 no líquido variando de 0,18 to 0,9 e soluções de AMP (0 - 30 %m/m) e de PZ (0 - 15 %m/m). / The work aims to study the chemical desorption process of CO2 in an aqueous solution of 2-amino-2-methyl-1-propanol (AMP) and piperazine (PZ) carbonated blend. An Aspen Hysys® simulation was carried out to evaluate the CO2 capture process, which allowed to reduce CO2 emissions by 78.9 % for the same butane combustion process producing the same energy. The desorption process was performed on a wet wall column with 49 cm long and 2.2 cm diameter film promoter. The process was online monitored by infrared spectroscopy integrated with a multivariate calibration, which allowed the quantification of free AMP and PZ, CO2 in its all chemical forms, PZ mono- and dicarbamate, and bicarbonate. The desorption tests were performed at atmospheric pressure (0.93 atm) and at temperatures of 50, 60 and 70 ° C, with a liquid flow rate of 3.478 mL.s-1. The dry air flow varied between the experiments from 87.5 to 120 mL.s-1. For each temperature, four aqueous solutions of different concentrations of AMP and PZ were evaluated, with %w/w de AMP/%w/w PZ: 30/0, 25/5, 20/10 and 0/15. The individual transport coefficient in the liquid phase was influenced by the concentration of PZ in the mixture with AMP, the higher the PZ concentration, the higher the PZ concentration. This coefficient decreases with increasing loading (?) of non-liquid CO2 (mole of CO2 per mole of amine in the initial solution). A temperature did not show a significant influence on the values of the individual coefficient of the liquid phase. The liquid film mass transfer coefficient encountered were in the range of 3.12×10-10 to 1.32×10-5 mol.Pa-1.m-2.s-1, for loadings varying from 0.18 to 0.9 and solutions of AMP (0 - 30 wt%) and of PZ (0 - 15 wt%).
10

Sorção e transporte de pesticidas sob condições de não-equilíbrio. / Nonequilibrium sorption and transport of pesticides.

Barizon, Robson Rólland Monticelli 24 September 2004 (has links)
O objetivo deste trabalho foi avaliar o método de fluxo em colunas de solo e o método "batch" na determinação da sorção de imazaquin; avaliar a cinética de sorção e dessorção do imazaquin em solos através do método "batch" e; determinar a sorção dependente do tempo do diuron e sua interação com o tamanho dos agregados do solo. Na primeira parte foi avaliada a sorção e a mobilidade do imazaquin em solos com diferentes características químicas, físicas e mineralógicas utilizando as técnicas de deslocamento miscível e "batch". Com os dados de lixiviação do imazaquin utilizou-se um modelo matemático bicontínuo que considera a sorção sob condições de não-equilíbrio. O modelo forneceu alguns parâmetros de sorção e transporte do imazaquin através da coluna. No método "batch" os dados experimentais foram ajustados à equação de Freundlich, que também forneceu parâmetros de sorção. Na segunda parte foram estudadas a sorção e dessorção do imazaquin em solos com diferentes características químicas e mineralógicas através do uso de isotermas e estudos de cinética e assim quantificar a histerese no processo de sorção-dessorção. Para todos estes ensaios foi utilizado o método "batch", com os dados das isotermas de sorção e dessorção sendo ajustados pela equação de Freundlich. Os dados de cinética foram ajustados pela equação de Elovich. No terceira e última parte foi avaliada a sorção do diuron em função do tempo de incubação e do tamanho do agregado do solo, assim como a interação destes dois fatores. Em períodos pré-determinados, amostras de solo incubadas com o diuron foram extraídas e oxidadas, obtendo-se as frações em equilíbrio com a solução, sorvida e resíduo-ligado. Com relação aos resultados, o imazaquin apresentou baixa sorção e alta mobilidade em coluna para todos os solos estudados, principalmente o mais arenoso. A curva de eluição do imazaquin ajustou-se ao modelo matemático que considera a sorção ocorrendo sob condição de não-equilíbrio. O método do deslocamento miscível apresentou os menores valores de Kd para o imazaquin, comparado ao método "batch", sendo atribuída esta diferença ao não-equilíbrio no processo de sorção durante o transporte do imazaquin na coluna. No estudo de sorção/dessorção do imazaquin constatou-se que os coeficientes de sorção do imazaquin foram baixos para todos os solos, com a menor sorção sendo observada no solo RQ que apresenta baixos teores de argila e carbono orgânico do solo. Os coeficientes de dessorção do imazaquin foram maiores que seus coeficientes de sorção, demonstrando ocorrer histerese na dessorção. A histerese foi observada em todos os solos. A sorção do imazaquin ocorreu em duas fases, sendo que a segunda fase, mais lenta, é influenciada por processos difusivos. No estudo de incubação do diuron, houve correlação negativa entre o diuron extraído em solução de CaCl2 e o conteúdo de carbono orgânico no solo. Não foi observada interação entre o tempo de incubação e o tamanho dos agregados, evidenciando que a sorção dependente do tempo, neste caso, não está relacionada à estrutura do solo. A fração sorvida de diuron aumentou com o tempo de incubação, indicando que o processo de sorção é dependente do tempo. / The aim of this study was to evaluate the column flow and batch methods in the measurement of the imazaquin sorption: to evaluate de sorption kinetic and desorption of the imazaquin in soil by batch method and; to evaluate the time-dependent sorption of the diuron and the interaction with the aggregate size of the soil. In the first part it was evaluated the imazaquin mobility and sorption in soils with different mineralogical, physical and chemical characteristics. The imazaquin breakthrough curves were fitted by a mathematical model that considers the nonequilibrium sorption. The model provided sorption and transport parameters. In the batch method the experimental data were fitted to Freudlinch equation, which provided also the sorption parameters. In the second part were studied the imazaquin sorption/desorption in soils with with different mineralogical, physical and chemical characteristics. It was carried out by batch method and kinetics studies, which allowed quantifying the hysteresis in the sorption-desorption process. The experimental data were fitted to the Elovich equation. In the third and last part it was evaluated the time dependent sorption of the diuron and the influence of the aging and aggregate size. Samples of aged soil were extracted and combusted in pre-determined periods. It was obtained the equilibrium, sorbed and bound-residue fractions. Regarding the results, the imazaquin showed low sorption and high mobility in columns for the three soils, mainly the sandy soil. The imazaquin breakthrough curve fitted to the mathematical model that considers the nonequilibrium sorption. The miscible displacement method showed the lower values of the Kd than the batch method. This result was attributed to the nonequilibrium sorption during the imazaquin transport through the column. In the sorption/desorption study it was observed that the imazaquin sorption coefficients were low for the three soils. The RQ soil showed the lowest Kd value. This soil presented the lower clay and organic carbon content. The imazaquin desorption coefficients were higher than the sorption coefficients, evidencing that occurred hysteresis in the process. The imazaquin sorption occurred in two phases. The second phase, which is slower, seems to be influenced by diffusive processes. In the aging experiment it was noted negative correlation between extracted diuron in CaCl2 solution and organic carbon content. It was not observed interaction between the incubation period and aggregate size, demonstrating that the time dependent sorption, in this case, is not related to the soil structure. The sorbed fraction of the diuron increased during the aging, indicating that the sorption process is time dependent.

Page generated in 0.3707 seconds