• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 73
  • 3
  • 2
  • Tagged with
  • 78
  • 33
  • 26
  • 22
  • 17
  • 13
  • 13
  • 13
  • 12
  • 12
  • 12
  • 12
  • 12
  • 11
  • 11
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Efeitos socioambientais das enchentes de 2013/14 do Rio Madeira no extrativismo da castanheira do Brasil (Bertholletia Excelsa H. & B) e da seringueira (Hevea Brasiliensis Müll. Arg.) na Resex Lago do Capanã Grande, Manicoré-Am.

Herraiz, Aurelio Diaz 08 July 2016 (has links)
Submitted by Gizele Lima (gizele.lima@inpa.gov.br) on 2017-07-21T13:24:10Z No. of bitstreams: 2 VERSAO FINAL_AURELIO DIAZ HERRAIZ.pdf: 4492769 bytes, checksum: 43277e2a6fb56d4c0b91f75de67ab330 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Made available in DSpace on 2017-07-21T13:24:10Z (GMT). No. of bitstreams: 2 VERSAO FINAL_AURELIO DIAZ HERRAIZ.pdf: 4492769 bytes, checksum: 43277e2a6fb56d4c0b91f75de67ab330 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2016-07-08 / The causes and socio-economic consequences of mortality in Brazil nut trees (Bertholletia excelsa H. & B) and rubber trees (Hevea brasiliensis Mev. Arg.) were studied in the Lago do Capanã Grande extractive reserve, Manicoré, Amazonas. Mortality was associated with the 2013-2014 extreme flood in the Madeira River by statistically analyzing the mortality of georeferenced individuals of the two species in four communities, considering diameter at breast height (DBH) and the time under root asphyxia in eight Brazil nut and five rubber stands. To estimate the impact and socioeconomic consequences of the extreme event on communities, interviews were conducted with 15 families who were residing in the study area and who had extraction of rubber and Brazil nuts as structural economic activities for their family income. / Foram pesquisadas as causas climáticas e consequências socioeconômicas da mortalidade em castanheiras (Bertholletia excelsa H. & B) e seringueiras (Hevea brasiliensis Müll. Arg.) relacionando a mortalidade delas com o evento climático extremo da enchente do Madeira no ano 2013/14 dentro da Reserva Extrativista do Lago do Capanã Grande, Manicoré-AM. Para isso foi analisada estatisticamente a mortalidade, georreferenciando indivíduos das duas espécies em quatro comunidades, levantando o diâmetro à altura do peito (DAP) e o tempo sob condições de asfixia radicular em 8 castanhais e 5 seringais. Para estimar o impacto e as consequências deste evento extremo na socioeconômica das comunidades foram entrevistadas 15 famílias agroextrativistas residentes na área de estudo que têm na extração da borracha e da castanha atividades econômicas estruturais na renda familiar.
2

Enchentes, fenômenos cíclicos?

Evangelista, Luís Carlos da Rosa January 2005 (has links)
Este estudo foi realizado a partir da observação de uma sucessão de enchentes ocorridas entre os anos de 1936 a 1997, na cidade de Camaquã/RS. Diante da constatação da ocorrência destes fenômenos, fez-se necessário a realização de um estudo mais detalhado e de cunho científico das prováveis causas destas ocorrências. Aliado a isto, foi constatado que as providências adotadas pelas autoridades competentes, tanto da parte técnica quanto das ações políticas, não obtiveram resultados satisfatórios. Visando esclarecer a comunidade local à questão das enchentes do ponto de vista técnico, este estudo apresenta propostas de transformação futura dessa questão por meio de informação, do planejamento participativo, pela consolidação das organizações sociais e por uma nova mentalidade face à água. Partindo-se da experiência de casos similares, procurou-se caracterizar e avaliar os impactos causados pelas enchentes, tendo como objetivos: a elaboração de um mapa de riscos, a definição da cota máxima e mínima das inundações, propor ações mitigadoras frente aos desastres, fornecer subsídios para atualização do Plano Diretor Urbano e auxiliar a Defesa Civil na elaboração de um plano de ação para situações de calamidades públicas, assim como também demonstrar que a ocupação desordenada de áreas urbanas compõe parte das causas das inundações O processo de investigação foi desenvolvido de uma forma empírica, onde a metodologia foi sendo criada pela observação da ocorrência de cheias in loco, auxiliada por levantamentos fotográficos, entrevistas junto a comunidade e análise de documentação histórica que comprovasse tais fenômenos. O plano de pesquisa foi criado a partir da constatação da necessidade de haver um gerenciamento adequado para a questão das inundações dentro do perímetro urbano, através de respostas que fossem convincentes e tecnicamente corretas.Por meio da utilização de levantamentos planialtimétricos elaborou-se um mapa onde foram identificadas áreas de risco em diferentes bairros de Camaquã, fazendo-se também a simulação do avanço da lâmina d’água dentro do perímetro urbano. Os aspectos da hidrogeologia local, caracterizados pelas bacias de contribuição do Arroio Duro, tiveram importância decisiva no desenvolvimento deste estudo, assim como também a análise das questões ambientais, dos problemas de drenagem urbana e de infraestrutura. Apresenta-se um conjunto de propostas que visam minimizar os impactos causados pelas enchentes por meio de ações preventivas, definindo cotas mínimas de alagamentos e identificando áreas de risco dentro do perímetro urbano, assim como, também, alternativas de moradias em áreas alagadiças e um modelo de sinalização da altura da lâmina d’água. Evidenciou-se que as prováveis causas das enchentes não foram apenas influenciadas por vetores naturais, mas, também, pela interferência antrópica no ambiente natural.
3

Impactos pluviais na área urbana de Ribeirão Preto - SP

Maia, Diego Corrêa [UNESP] 10 October 2007 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:33:18Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-10-10Bitstream added on 2014-06-13T19:23:01Z : No. of bitstreams: 1 maia_dc_dr_rcla.pdf: 6898164 bytes, checksum: 733e22021409aa6674ba5fca9fc353d6 (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Nos últimos 15 anos as enchentes e a densidade demográfica de Ribeirão Preto aumentaram consideravelmente. As inundações em Ribeirão Preto são presentes na área urbana desde o início do século XX. As notícias de jornal veiculadas pela Folha Nordeste - SP e Folha Ribeirão, na ausência de dados climáticos e históricos sobre as enchentes, demonstraram ser uma fonte valiosa na análise dos impactos pluviais na área urbana de Ribeirão Preto. A análise das matérias demonstrou que as enchentes são veiculadas quando existe um grande prejuízo à população, como alagamento de casas e lojas, desaparecimento de pessoas, falta de transporte, queda de árvores e de energia elétrica etc. Em 2002 houve uma grande enchente, deixando Ribeirão Preto embaixo d'água, sob estado de calamidade pública. Em 17 anos de análise dos episódios de inundação na área urbana de Ribeirão Preto, conforme noticiado pelos jornais, mostram 45 ocorrências, ou seja, em média cerca de 3 inundações/ano, o que revela grande frequência do fenômeno. Os índices mostram que praticamente todo ano, entre os meses de outubro a março, têm-se enchentes na área urbana, com saldo de grandes prejuízos à população. De 1990 a 2006 existe uma tendência de aumento nas inundações na área urbana Ribeirão Preto, sendo que, na década de 90, do século XX, ocorreram 20 inundações e, nos 6 primeiros anos do século XXI, presenciou-se 24 inundações, ou seja, um aumento de 20%. Das 43 inundações ocorridas, foram descobertos 26 pontos de inundação, com destaque para duas regiões: a Vila Virgínia e a baixada, região comercial que se situa o mercado municipal, a rodoviária e o camelódromo. Com relação ao período diário da incidência das inundações, elas ocorrem, predominantemente, após o meio-dia. Em todas as enchentes ocorridas no período da análise, a circulação... / In the last 15 years, the floods and the demographic density in Ribeirão Preto municipality have considerably increased. Inundations in Ribeirão Preto municipality are present in the urban area since the beginning of the 20th century. Articles presented in Folha Nordeste-SP and Folha Ribeirão newspapers, in the absence of climatic and historical data about the floods, seemed to be a valuable source in the analysis of the pluvial impacts in Ribeirão Preto urban area. The analysis of the newspaper articles demonstrated that floods are presented in the media when there is a great damage to the population, such as houses inundations, people disappearance, lack of transportation, tree and electricity fall, etc. In 2002 there was a great flood in the city, leaving Ribeirão Preto under water and in public calamity state. The analysis of flood episodes in the Ribeirão Preto urban area, in 17 years, according to the articles presented by the newspapers, showed 45 occurrences, in other words, an average of 3 floods/year, which reveals a great frequency of this phenomenon. The indices show that almost during all the year, between October and March, there are floods in the urban are, with great damage to the population. From 1990 to 2006 there is an increasing tendency in the floods occurrence in Ribeirão Preto urban area, since that in the 90s decade of the 20th century, there were 20 inundations and in the first six years of the 21st century, there were 24 floods, in other words, an increase of 20%. From the 43 flood occurrences, 26 inundation sites were discovered, highlighting two regions: Virginia Village and a low area where it is situated the municipal market, the bus station and an informal commercial center (camelódromo). In relation to the daily period of flood incidence, they occur, mainly, after noon. In all the floods that occurred... (Complete abstract click electronic access below)
4

Enchentes, fenômenos cíclicos?

Evangelista, Luís Carlos da Rosa January 2005 (has links)
Este estudo foi realizado a partir da observação de uma sucessão de enchentes ocorridas entre os anos de 1936 a 1997, na cidade de Camaquã/RS. Diante da constatação da ocorrência destes fenômenos, fez-se necessário a realização de um estudo mais detalhado e de cunho científico das prováveis causas destas ocorrências. Aliado a isto, foi constatado que as providências adotadas pelas autoridades competentes, tanto da parte técnica quanto das ações políticas, não obtiveram resultados satisfatórios. Visando esclarecer a comunidade local à questão das enchentes do ponto de vista técnico, este estudo apresenta propostas de transformação futura dessa questão por meio de informação, do planejamento participativo, pela consolidação das organizações sociais e por uma nova mentalidade face à água. Partindo-se da experiência de casos similares, procurou-se caracterizar e avaliar os impactos causados pelas enchentes, tendo como objetivos: a elaboração de um mapa de riscos, a definição da cota máxima e mínima das inundações, propor ações mitigadoras frente aos desastres, fornecer subsídios para atualização do Plano Diretor Urbano e auxiliar a Defesa Civil na elaboração de um plano de ação para situações de calamidades públicas, assim como também demonstrar que a ocupação desordenada de áreas urbanas compõe parte das causas das inundações O processo de investigação foi desenvolvido de uma forma empírica, onde a metodologia foi sendo criada pela observação da ocorrência de cheias in loco, auxiliada por levantamentos fotográficos, entrevistas junto a comunidade e análise de documentação histórica que comprovasse tais fenômenos. O plano de pesquisa foi criado a partir da constatação da necessidade de haver um gerenciamento adequado para a questão das inundações dentro do perímetro urbano, através de respostas que fossem convincentes e tecnicamente corretas.Por meio da utilização de levantamentos planialtimétricos elaborou-se um mapa onde foram identificadas áreas de risco em diferentes bairros de Camaquã, fazendo-se também a simulação do avanço da lâmina d’água dentro do perímetro urbano. Os aspectos da hidrogeologia local, caracterizados pelas bacias de contribuição do Arroio Duro, tiveram importância decisiva no desenvolvimento deste estudo, assim como também a análise das questões ambientais, dos problemas de drenagem urbana e de infraestrutura. Apresenta-se um conjunto de propostas que visam minimizar os impactos causados pelas enchentes por meio de ações preventivas, definindo cotas mínimas de alagamentos e identificando áreas de risco dentro do perímetro urbano, assim como, também, alternativas de moradias em áreas alagadiças e um modelo de sinalização da altura da lâmina d’água. Evidenciou-se que as prováveis causas das enchentes não foram apenas influenciadas por vetores naturais, mas, também, pela interferência antrópica no ambiente natural.
5

Enchentes, fenômenos cíclicos?

Evangelista, Luís Carlos da Rosa January 2005 (has links)
Este estudo foi realizado a partir da observação de uma sucessão de enchentes ocorridas entre os anos de 1936 a 1997, na cidade de Camaquã/RS. Diante da constatação da ocorrência destes fenômenos, fez-se necessário a realização de um estudo mais detalhado e de cunho científico das prováveis causas destas ocorrências. Aliado a isto, foi constatado que as providências adotadas pelas autoridades competentes, tanto da parte técnica quanto das ações políticas, não obtiveram resultados satisfatórios. Visando esclarecer a comunidade local à questão das enchentes do ponto de vista técnico, este estudo apresenta propostas de transformação futura dessa questão por meio de informação, do planejamento participativo, pela consolidação das organizações sociais e por uma nova mentalidade face à água. Partindo-se da experiência de casos similares, procurou-se caracterizar e avaliar os impactos causados pelas enchentes, tendo como objetivos: a elaboração de um mapa de riscos, a definição da cota máxima e mínima das inundações, propor ações mitigadoras frente aos desastres, fornecer subsídios para atualização do Plano Diretor Urbano e auxiliar a Defesa Civil na elaboração de um plano de ação para situações de calamidades públicas, assim como também demonstrar que a ocupação desordenada de áreas urbanas compõe parte das causas das inundações O processo de investigação foi desenvolvido de uma forma empírica, onde a metodologia foi sendo criada pela observação da ocorrência de cheias in loco, auxiliada por levantamentos fotográficos, entrevistas junto a comunidade e análise de documentação histórica que comprovasse tais fenômenos. O plano de pesquisa foi criado a partir da constatação da necessidade de haver um gerenciamento adequado para a questão das inundações dentro do perímetro urbano, através de respostas que fossem convincentes e tecnicamente corretas.Por meio da utilização de levantamentos planialtimétricos elaborou-se um mapa onde foram identificadas áreas de risco em diferentes bairros de Camaquã, fazendo-se também a simulação do avanço da lâmina d’água dentro do perímetro urbano. Os aspectos da hidrogeologia local, caracterizados pelas bacias de contribuição do Arroio Duro, tiveram importância decisiva no desenvolvimento deste estudo, assim como também a análise das questões ambientais, dos problemas de drenagem urbana e de infraestrutura. Apresenta-se um conjunto de propostas que visam minimizar os impactos causados pelas enchentes por meio de ações preventivas, definindo cotas mínimas de alagamentos e identificando áreas de risco dentro do perímetro urbano, assim como, também, alternativas de moradias em áreas alagadiças e um modelo de sinalização da altura da lâmina d’água. Evidenciou-se que as prováveis causas das enchentes não foram apenas influenciadas por vetores naturais, mas, também, pela interferência antrópica no ambiente natural.
6

Aspectos socioeconômicos e ambientais das inundações no Brasil no período de 2003 a 2006

Cunha, Maria Inez Resende 12 1900 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2007. / Submitted by wesley oliveira leite (leite.wesley@yahoo.com.br) on 2009-10-13T19:49:59Z No. of bitstreams: 1 Dissert_MariaInezResendeCunha.pdf: 2081607 bytes, checksum: bc7eed7e9f5d096cf470e11c72b868d3 (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2009-12-12T14:22:24Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissert_MariaInezResendeCunha.pdf: 2081607 bytes, checksum: bc7eed7e9f5d096cf470e11c72b868d3 (MD5) / Made available in DSpace on 2009-12-12T14:22:24Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissert_MariaInezResendeCunha.pdf: 2081607 bytes, checksum: bc7eed7e9f5d096cf470e11c72b868d3 (MD5) Previous issue date: 2007-12 / O presente trabalho apresenta inicialmente a conceituação relacionada à gestão de riscos, desastres e avaliação das suas conseqüências, sob a ótica dos desastres como resultado do desenvolvimento não-sustentável. Apresenta também um breve histórico da defesa civil e da evolução da avaliação de desastres no Brasil até os dias atuais, citando exemplos de alguns países. A abordagem do tema enfatiza os aspectos socioeconômicos e ambientais relacionados às conseqüências das inundações no país. Analisaram-se as perdas provocadas pelas inundações bruscas, graduais e alagamentos, com reconhecimento pelo Governo Federal de situação de emergência ou estado de calamidade pública, nos anos de 2003 a 2006. A análise vai além dos números, não se restringindo aos valores econômicos apurados com o processamento dos relatórios de avaliação de danos. Com esses resultados, se revela a importância das medidas preventivas para o enfrentamento das inundações recorrentes que cada ano atingem mais pessoas. Conclui-se pela necessidade de políticas públicas para a redução de desastres, as quais viabilizem um desenvolvimento duradouro e responsável. Apresentam-se também, várias proposições para as dificuldades identificadas. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT / The present work presents initially the conceptualization related to the management of risks, disasters and evaluation of consequences of the disasters under the optics of the disasters as a result of the not-sustainable development. It also presents a historical briefing of the civil defense and the evolution of the evaluation of disasters in Brazil until the current days, mentioning examples of some countries. The approach of the subject emphasizes socioeconomical and ambiental aspects related to the consequences of flooding in the country. The losses provoked for sudden, gradual flooding and overflows with recognition of emergency situation or state of public calamity had been analyzed, in the years of 2003 to 2006. The analysis goes beyond the numbers, not restricting to the economic values evaluated by the processing of the reports of evaluation of damages. With the processing of the finding data it is discovered the importance of the measures of prevention for the combat of recurrent flooding that each year reach more people. It is concluded for the necessity of public politics for reduction of disasters that makes possible a lasting and responsible development. It also presents some recommendations for the identified difficulties.
7

Desastre, risco e vulnerabilidade socioambiental no território da Mata Sul de Pernambuco/Brasil.

Fragoso, Maria de Lourdes de Carvalho 02 1900 (has links)
Submitted by Felipe Lapenda (felipe.lapenda@ufpe.br) on 2015-03-13T11:45:29Z No. of bitstreams: 2 DISSERTAÇÃO MARIA DE LOURDES.pdf: 2976933 bytes, checksum: 264260472ff288b860c7d66402b337cb (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-13T11:45:29Z (GMT). No. of bitstreams: 2 DISSERTAÇÃO MARIA DE LOURDES.pdf: 2976933 bytes, checksum: 264260472ff288b860c7d66402b337cb (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2013-02 / A presente pesquisa discorre sobre o tema “Desastre, risco e vulnerabilidade socioambiental no território da Mata Sul de Pernambuco/Brasil” e tem como objetivo analisar a intensificação dos efeitos dos desastres naturais, no caso as enchentes e inundações, como consequência da inexistência de uma política de uso e ocupação do território e das precárias condições socioeconômicas da população ribeirinha. A problemática está relacionada às inundações ocorridas no período de 2000 a 2011 no município de Escada/PE, que se encontra inserido na bacia hidrográfica do rio Ipojuca. Nos anos considerados o transbordamento deste rio ocasionou inundações de considerável extensão e deixou à cidade em situação de calamidade pública e de emergência com prejuízos incalculáveis para a população. Então, para entender os riscos e a vulnerabilidade socioambiental das pessoas as inundações, realizou-se uma análise integrada, contextualizada e interdisciplinar de vários aspectos correlacionados, que inclui as condições sociais, políticas, econômicas e culturais da população para a compreensão de seus determinantes, causas e efeitos na sociedade. Assim, procedeu-se a uma abordagem de cunho qualitativo que possibilitou a compreensão e interpretação da ocorrência desses acontecimentos e as estratégias da ação social adotada pelos indivíduos. Do ponto de vista das estratégias de pesquisa o estudo utilizou a triangulação de métodos, que permitiu a combinação de várias técnicas na análise e discussão dos dados. Como instrumento metodológico para a coleta de dados adotou-se a aplicação de questionários com os moradores ribeirinhos, entrevistas semiestruturadas com representantes de associações de bairros e da defesa civil municipal, além da análise documental da Lei Orgânica Municipal, do Plano Diretor e do Plano de Contingência de Enchentes. Conclui-se, que o risco as inundações no município é socialmente construído, decorre da urbanização sem planejamento em cuja base estão os padrões socioeconômicos, culturais, políticos e ambientais em que a população está inserida. A ocupação de áreas impróprias às margens do rio Ipojuca, a falta de saneamento básico, a destruição da mata ciliar, o uso inadequado do solo e a dificuldade para execução de políticas públicas de prevenção de desastres contribuem para intensificar os efeitos das enchentes e inundações na cidade. Quanto às medidas adotadas para mitigar os efeitos desses eventos foi percebido por parte dos moradores a adoção de ajustamentos individuais, como construção de primeiro andar em suas casas para aumentar a segurança e diminuir as perdas materiais e os impactos na saúde provocados pelas enchentes. E pelo Poder Público a criação da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC) com a finalidade de planejar ações para fazer a gestão da redução e mitigação dos riscos a desastre, e o mapeamento das áreas de risco pelo Sistema Geológico do Brasil. Por fim, verifica-se que pelo fato dos desastres naturais serem ainda pouco estudados no Brasil, propõe-se indicações para futuras investigações que permita subsidiar as ações das políticas públicas no enfrentamento das enchentes e inundações na Mata Sul de Pernambuco.
8

As enchentes do rio Aricanduva (MSP) e a construção de conhecimentos no ensino de Geografia / Flooding of the river Aricanduva (MSP) and the construction of knowledge in geography teaching

Kobayashi, Marcia Yoko 30 August 2010 (has links)
O objetivo geral da pesquisa é verificar até que ponto a Geografia ensinada em escolas cuja comunidade é afetada por enchentes tem realizado a leitura do espaço de vivência dos alunos e uma aprendizagem significativa. O trabalho de campo foi realizado em cinco escolas públicas (estaduais e municipais) situadas no entorno do rio Aricanduva, no baixo e médio cursos do rio, na área de maior inundação. Foram entrevistados Diretores, Coordenadores Pedagógicos, Professores e alunos da 6ª série do ensino fundamental. Os questionários (abertos) versam sobre a construção do conhecimento em Geografia e a noção de enchentes. Também foram analisadas as Propostas Curriculares Oficiais e os livros didáticos (adotados nas escolas). Observou-se que há um descompasso, entre o que se intenciona ensinar, a concepção de ensino e de Geografia e o que se aprende na disciplina. De um lado os professores (Propostas Curriculares e os livros didáticos) têm uma concepção que se preocupa com a realidade e o desenvolvimento do pensamento crítico, por outro lado; os alunos, possuem uma concepção da disciplina e da escola ligada à localização, ao mercado de trabalho e ao conhecimento enciclopédico. Em relação às enchentes prevalecem, entre os entrevistados, explicações destituídas de elaboração científica, embora, entre os professores, haja alguma compreensão da questão das inundações urbanas enquanto produto do processo de urbanização, como pensamos deveria ser. Os resultados demonstram a relevância da concepção de ensino baseada na construção de conhecimentos com referência no conhecimento cotidiano e situado no espaço vivido dos alunos. / The purpose of this study is to assess the extent to which geography taught in schools whose community is affected by flooding has made the reading of the living space of students and significant learning. The fieldwork was conducted in five public schools (state and municipal) located around the river Aricanduva in low and middle courses of the river, the area of major flooding. Directors were interviewed, educational coordinators, teachers and students from 6th grade education. Questionnaires (open) deal with the construction of knowledge in geography and the notion of flooding. Also analyzed the proposed curricula and textbooks (adopted in schools). It was observed that there is a mismatch between what we intend to teach, design and teaching of geography and what is learned in the discipline. On the one hand teachers (Proposed Curriculum and textbooks) have a design that is concerned with reality and the development of critical thinking, on the other hand, the students have a concept of discipline and school linked to location, market work and encyclopedic knowledge. In relation to floods prevail among respondents explanations devoid of scientific development, though, among teachers, there is some understanding of the issue of urban flooding as a product of the urbanization process, we think it should be. The results reveal the importance of design education based on the construction of knowledge with reference to everyday knowledge and situated in the lived space of students
9

Uma metodologia para a estimativa de parâmetros no cálculo da propagação de enchentes

Mascarenhas, Flavio Cesar Borba 10 1900 (has links)
Submitted by Fatima Fonseca (fatima.fonseca@sibi.ufrj.br) on 2017-10-10T16:24:27Z No. of bitstreams: 1 154265.pdf: 1729437 bytes, checksum: cd42f4d4f48b858ec6162effb2c14d1a (MD5) / Made available in DSpace on 2017-10-10T16:24:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 154265.pdf: 1729437 bytes, checksum: cd42f4d4f48b858ec6162effb2c14d1a (MD5) Previous issue date: 1980-10 / O caráter não permanente e variado do movimento das ondas de enchente contribui bastante para que alguns valores dos parâmetros físicos, estabelecidos de forma experimental, sejam na maioria das vezes muito diferentes dos chamados valores clássicos citados nas publicações de hidráulica. No presente trabalho pretende-se obter conjuntos de valores de parâmetros para um determinado rio e para diferentes magnitudes de enchentes, utilizando-se um esquema numérico de diferenças finitas para a integração das equações a derivadas parciais que governam o fenômeno do movimento da onda de enchente. Os parâmetros fundamentais para o ajuste são o coeficiente de rugosidade de Manning e o expoente do raio hidráulico, ambos presentes na expressão da declividade da linha de energia do escoamento. Um terceiro parâmetro, também importante, é a contribuição lateral de descarga no trecho do rio em estudo. O trecho de aplicação do modelo é o correspondente ao rio Uruguai, entre os postos fluviométricos de Marcelino Ramos e Itá. Seis enchentes foram calibradas e foi estabelecida uma tendência para a variação do coeficiente de rugosidade com a profundidade do escoamento. / The unsteady varied characteristic of the flood wave movement contributes for the appearing of new values of parameters, which are frequently much different of that established by classical hydraulics. The objective of this work was to obtain a set of parameter values for a given reach of a river and for different flood magnitudes, with the use of a numerical procedure by finite difference in order to integrate the partial derivative equations that describe the phenomenon of the flood wave movement. The main parameters to be adjusted were the Manning's roughness coefficient and the hydraulic radius exponent, both of them included on the friction slope expression. A third important parameter was the lateral inflow contribution at the reach of the river in study. For the application of the model it was selected a reach between the fluviometric gauges of Marcelino Ramos and Itá, at Uruguai river. Six floods were calibrated and it was established a trend for the variation of the roughness coefficient with the depth of the flow.
10

Estudo de planÃcies de inundaÃÃo atravÃs da anÃlise dos parÃmetros hidrÃulicos do canal principal e sua influÃncia na avaliaÃÃo do risco fuzzy de enchentes

Carla Freitas de Andrade 22 September 2006 (has links)
Conselho Nacional de Desenvolvimento CientÃfico e TecnolÃgico / Com o objetivo de analisar planÃcies de inundaÃÃo em canais naturais, sujeitos à propagaÃÃo de uma onda de cheia, formulou-se um modelo matemÃtico, baseado nas equaÃÃes da hidrodinÃmica, conjuntamente com a teoria fuzzy. O modelo à capaz de avaliar, em funÃÃo dos parÃmetros hidrÃulicos e hidrolÃgicos da bacia, o comportamento das variÃveis de controle pertinentes ao escoamento. O modelo à tambÃm capaz de avaliar o risco fuzzy para tais Ãreas susceptÃveis a inundaÃÃo, durante chuvas intensas. Para a soluÃÃo das equaÃÃes diferenciais parciais contidas no modelo, foi usado o MÃtodo das DiferenÃas Finitas, e, para a soluÃÃo do sistema de equaÃÃes algÃbricas nÃo lineares resultantes, foi usado com o MÃtodo Iterativo de NewtonâRaphson. Um programa computacional QUARIGUA (AnÃlise Quantitativa do Risco de Enchente em Rios Urbanos), codificado em linguagem FORTRAN 90 e desenvolvido para esta pesquisa, foi usado para efetuar as simulaÃÃes. O programa computacional QUARIGUA foi organizado de uma maneira modular, com dois mÃdulos principais, a saber, o mÃdulo determinÃstico, onde os resultados da profundidade do escoamento e da vazÃo do canal sÃo calculados como valores discretos, e o mÃdulo fuzzy, baseado na teoria de risco fuzzy, onde os resultados da profundidade do escoamento e da vazÃo do canal sÃo calculados como funÃÃes de pertinÃncia. Para avaliar o comportamento das variÃveis de controle, vÃrios cenÃrios para o canal principal, de uma bacia de inundaÃÃo fictÃcia, bem como para as ondas de cheia, foram considerados e diferentes simulaÃÃes foram realizadas atravÃs do programa computacional QUARIGUA. A introduÃÃo da lÃgica fuzzy no modelo hidrodinÃmico, para calcular as funÃÃes de pertinÃncia vinculadas Ãs variÃveis de controle, proporciona um procedimento adequado e prontamente eficaz para a anÃlise dos campos de risco presentes no processo de propagaÃÃo de onda de cheia e, portanto, tambÃm proporciona uma avaliaÃÃo mais consistente de Ãreas de risco prÃximas Ãs margens de canais naturais. Foram realizadas ainda algumas simulaÃÃes especÃficas para a anÃlise do comportamento do risco de inundaÃÃo, e da garantia, em funÃÃo das caracterÃsticas hidrÃulicas e hidrolÃgicas do canal, avaliando, assim, de que maneira determinadas alteraÃÃes no coeficiente de rugosidade, ou na declividade do canal, por exemplo, podem afetar o comportamento da funÃÃo de risco. Os resultados mostram que o processo de propagaÃÃo de uma onda de cheia, bem como o comportamento das funÃÃes de risco e de garantia, sÃo altamente influenciados pelos parÃmetros hidrÃulicos e hidrolÃgicos do canal. Ademais, os resultados tambÃm mostram que o modelo proposto representa um procedimento alternativo consistente, para a avaliaÃÃo do risco de inundaÃÃo, e, portanto, fornece importantes informaÃÃes para a anÃlise e o planejamento das aÃÃes de ocupaÃÃo de Ãreas de risco.

Page generated in 0.0728 seconds