• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 82
  • 3
  • 2
  • Tagged with
  • 87
  • 87
  • 49
  • 44
  • 15
  • 13
  • 13
  • 12
  • 12
  • 11
  • 11
  • 9
  • 9
  • 8
  • 8
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Variabilidade da ocorrência de deslizamentos de terra e sua relação com a precipitação na cidade de Manaus

Barbosa, Rafael Gomes 28 June 2017 (has links)
Submitted by Gizele Lima (gizele.lima@inpa.gov.br) on 2017-09-21T13:47:54Z No. of bitstreams: 2 Dissertação Rafael Barbosa UEA INPA.pdf: 4968129 bytes, checksum: eed11a559fd8e6fbc7a7ea86eb62a034 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Made available in DSpace on 2017-09-21T13:47:55Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertação Rafael Barbosa UEA INPA.pdf: 4968129 bytes, checksum: eed11a559fd8e6fbc7a7ea86eb62a034 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2017-06-28 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES / Since the creation of the Manaus Free Trade Zone, the Amazonian capital experienced a strong population growth due to the exodus caused by the generation of commercial and agrarian activities, having in the urban territory taken account of outlying areas, without basic infrastructure. The city is characterized as a flat region sectioned by watercourses (igarapés) with the topographical level increasing according to the distance of the Negro River in the same manner as the slope. In this way, the association of the physical characteristics of the land with the social ones formed zones of risk with 23 thousand residences (Civil Defense of Amazonas, 2013) subject to phenomena such as landslides, a problem aggravated by the marked local precipitation regime. To explore the occurrence of these natural disasters and its relationship with rains, were used records of landslides of Manaus Civil Defense, between 2010 and 2015, along with precipitation records from a network of automatic weather stations and Weather Radar precipitation estimates, in addition to satellite imagery, radio sounding data, NCEP Reanalysis and synoptic analysis. The analysis indicated a strong relation between the variables, with the seasonality of occurrences following the precipitation – greater (smaller) number of landslides occurring predominantly in the wettest months (dry). Were found in the north and east zones suffering the hardest hit, and the south central and midwest were the ones which presented less records of landslides. Considering accumulated precipitation between 24 and 96 h preceding the records made by the Civil Defense, smaller values of precipitation were observed related to landslides in the northern and eastern areas, and the other areas had highest precipitation values for triggering these disasters. The case studies revealed the landslides occurring due to cumulative precipitation on consecutive days (gradual saturation of the soil) and to more intense precipitation events in a single day. In front of the results, it is observed that the landslides are not spatially distributed in the city being the northern and eastern areas most affected due to geographical characteristics associated with precipitation. Still, it is necessary to use a longer period and different data sources to elucidate specific amounts of precipitation capable of generating natural phenomena in question. / A partir da criação da Zona Franca de Manaus a capital amazonense sofreu crescimento populacional acentuado devido ao êxodo provocado pela geração de atividades comerciais e agrárias, tendo o território urbano tomado conta das zonas mais afastadas, sem infraestrutura básica. A cidade é caracterizada como uma região plana seccionada por cursos de água (igarapés) com o nível topográfico aumentando de acordo com a distância do rio da mesma maneira que a declividade. Desta forma, a associação das características físicas do terreno às sociais formou zonas de risco com 23 mil residências (Defesa Civil do Amazonas, 2013) sujeitas a fenômenos como deslizamentos de terra, problema agravado pelo marcante regime local de precipitação. Para explorar a ocorrência desses desastres naturais e sua relação com as chuvas, foram utilizados registros de deslizamentos de terra da Defesa Civil de Manaus, entre 2010 e 2015, juntamente com registros de precipitação de uma rede de estações meteorológicas automáticas e estimativas de precipitação por Radar meteorológico, além de imagens de satélite, dados de radiossondagens, Reanálise do NCEP e analises sinóticas. As análises indicaram forte relação entre as variáveis, com a sazonalidade das ocorrências acompanhando a da precipitação – maior (menor) número de deslizamentos ocorrendo predominantemente nos meses mais chuvosos (secos). De acordo com as observações de ocorrências de deslizamentos as zonas norte e leste são as mais atingidas, e as zonas centro-sul e centro-oeste foram as que menos apresentaram registros. Considerando acumulados de precipitação entre 24 e 96 h que antecederam os registros feitos pela Defesa Civil, foram observados menores valores de precipitação relacionados a deslizamentos nas zonas norte e leste, e para as demais zonas valores de precipitação mais altos para o desencadeamento desses desastres. Os estudos de caso mostraram que os deslizamentos ocorreram devido a precipitação acumulada em dias seguidos (saturação gradual do solo) e a eventos de precipitação mais intensa em um único dia. Diante dos resultados, tem-se que os deslizamentos não estão espacialmente distribuídos na cidade sendo as zonas norte e leste as mais afetadas em razão das características geográficas associadas à precipitação. Ainda, se faz necessário a utilização de um período maior e diferentes fontes de dados para elucidar montantes específicos de precipitação capazes de gerar os fenômenos naturais em questão.
2

Distribuição de eventos, danos humanos e materiais relacionados com desastres hidrológicos no Brasil, 2010-2014

Minervino, Aline Costa 18 August 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Saúde Coletiva, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, 2015. / Submitted by Tania Milca Carvalho Malheiros (tania@bce.unb.br) on 2015-11-19T15:06:02Z No. of bitstreams: 1 2015_AlineCostaMinervino.pdf: 485888 bytes, checksum: 4eba5c8857e76ed1e3fd4dbd7d888648 (MD5) / Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2015-12-21T11:36:56Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_AlineCostaMinervino.pdf: 485888 bytes, checksum: 4eba5c8857e76ed1e3fd4dbd7d888648 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-12-21T11:36:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_AlineCostaMinervino.pdf: 485888 bytes, checksum: 4eba5c8857e76ed1e3fd4dbd7d888648 (MD5) / Introdução: Desastres causam uma grave perturbação envolvendo perdas humanas, materiais, econômicas e/ou ambientais. O presente estudo visa descrever a distribuição de desastres hidrológicos, seus danos humanos em 2010 e 2011 e danos materiais de 2010 a 2014. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo baseado em dados secundários. Para a primeira etapa deste estudo, os dados analisados foram retirados dos Formulários de Avaliação de Danos (AVADANs), e dizem respeito à desastres hidrológicos, do tipo inundações graduais e bruscas, em 2010 e 2011, segundo mês/estação do ano e estado/região de ocorrência, e danos humanos notificados (número de afetados e mortos). Devido aos números pequenos, apenas as taxas de letalidade para inundações bruscas foram estimadas. Na segunda etapa, foram analisados os dados relacionados à desastres hidrológicos do tipo inundação, enxurrada e alagamento, ocorridos no Brasil, de 2010 a 2014, segundo estado e ano de ocorrência e danos materiais notificados no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD) da Secretaria Nacional de Defesa Civil e no Emergency Events Database (EM-DAT) do Centre for Research on the Epidemiology of Disasters (CRED) da Universidade de Louvain, Bélgica. Ambos bancos apresentaram discrepâncias tanto no número total de ocorrências de desastres quanto nos danos materiais resultantes. Resultados: Os danos humanos variaram de maneira importante entre as regiões brasileiras e entre os meses/estações do ano. A região sul notificou o maior número de inundações bruscas e a região sudeste, de inundações graduais. Os cinco estados mais afetados por eventos destas naturezas (Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, São Paulo e Paraná) estão nas regiões brasileiras sul e sudeste. As edificações que tiverem maiores prejuízos materiais, destruídas ou danificadas por desastres, foram, nesta ordem: unidades habitacionais, obras de infraestrutura pública, instalações públicas de uso comunitário, instalações públicas prestadoras de outros serviços, instalações públicas de ensino e instalações públicas de saúde. Conclusão: O intenso processo de urbanização, que levou ao crescimento desordenado das cidades em áreas impróprias à ocupação, está provavelmente relacionado ao aumento na incidência de desastres hidrológicos. Esses eventos afetam a mortalidade, morbidade e bem-estar de um grande número de pessoas e são um importante desafio para a Saúde Pública pela magnitude dos eventos e suas consequências socioeconômicas, ambientais e sanitárias para as populações atingidas. É fundamental congregar esforços entre a sociedade e diferentes instituições públicas para a redução de risco nas áreas urbanas e adoção de medidas preventivas de danos. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Introduction: Disasters cause a serious disturbance involving human casualities, material, economic and/or environmental damages. This study aims to describe the distribution of hydrological disasters, its human damage in 2010-2011 and material damage from 2010 to 2014. Methods: This is a descriptive study based on secondary data. For the first stage of this study, the data analyzed were taken from Damage Avaliantion Forms (AVADANs), and concern about hydrological disasters, of the kind gradual and sudden floods, in 2010 and 2011, according to month/season and state/region, and reported human damage (number of affected and dead). Due to small numbers, only the mortality rates for sudden floods were estimated. In the second stage, it was analyzed data related to hydrological disasters of the kind flood, flooding and overflow that occurred in Brazil, from 2010 to 2014, according to state and year of occurrence and material damage reported in the Integrated Disaster Information System (S2iD) of National Secretary of Civil Defense and Emergency Events Database (EM-DAT) of the Centre for Research on the Epidemiology of Disasters (CRED) at the University of Louvain, Belgium. Both databases showed discrepancies in the total number of disaster occurrences and the material damage resulted. Results: The human damage varied importantly among Brazilian regions and between the months / seasons. The southern region reported the highest number of sudden floods and the southeast region of gradual floods. The five states most affected by these events (Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, São Paulo and Paraná) are in the south and southeast regions of Brazil. The buildings that have major material damage, destroyed or damaged by disasters, were in this order: housing units, public infrastructure constructions, public facilities for community use, public facilities for other services, public education facilities and public health facilities. Conclusion: The intense process of urbanization, which has led to overcrowded cities in areas unsuited for occupation, is probably related to increased hydrological disasters incidence. These events affects the mortality, morbidity and well-being of a large number of people and are an important challenge for Public Health because the magnitude of the events and their socioecono and health consequences for the populations. It is crucial to join efforts among the society and various public institutions for the risk reduction in urban areas and adoption of preventive measures for damage.
3

Metacontingências na cidade de Campinas, SP : adesão à campanha da ONU de cidades resilientes

Soares, Marina Rocha 03 March 2017 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento, 2017. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-07-10T19:55:27Z No. of bitstreams: 1 2017_MarinaRochaSoares.pdf: 3660577 bytes, checksum: d19122921d121391e17cbfa27adff9ad (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-08-09T18:19:55Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_MarinaRochaSoares.pdf: 3660577 bytes, checksum: d19122921d121391e17cbfa27adff9ad (MD5) / Made available in DSpace on 2017-08-09T18:19:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_MarinaRochaSoares.pdf: 3660577 bytes, checksum: d19122921d121391e17cbfa27adff9ad (MD5) Previous issue date: 2017-08-09 / Desastres são produzidos a partir da interação entre ameaças naturais com aspectos físicos e sociais, sendo passíveis de estudo por uma ciência do comportamento. A Análise do Comportamento, por meio do conceito de metacontingência, pode contribuir para a área de desastres, pois permite o planejamento e intervenção em práticas culturais, com alteração de comportamentos em larga escala. Em 2010, o Escritório das Nações Unidas para a Redução do Risco de Desastres (UNISDR) lançou uma campanha mundial para a construção de cidades resilientes a desastres, com a elaboração de um protocolo internacional para a atuação integrada de equipes multissetoriais. Neste trabalho, realizou-se uma pesquisa documental com o objetivo de analisar funcionalmente a implementação da Campanha “Construindo Cidades Resilientes – minha cidade está se preparando” em Campinas, São Paulo. A regulamentação da ONU e informações de bancos de dados oficiais do município entre os anos de 2011 e 2014 foram interpretadas a partir da Análise do Comportamento, com a identificação de metacontingências. Em Campinas há consistência entre o previsto e a descrição das implementações, com níveis de progresso na escala de autoavaliação LGSAT, com variação em uma escala de 4 e 5 pontos. Ademais, a partir dos dados obtidos, foram identificadas 15 metacontingências cuja interação resulta na redução de risco de desastres, com a diminuição de perdas humanas e materiais, um produto agregado (PA) primário comum a todos esses arranjos. O vasto quadro legislativo, que pode ser estímulo antecedente para contingências comportamentais entrelaçadas (CCEs) ou PAs, o apoio do prefeito, a informatização dos sistemas de comunicação e a programação de consequências individuais (e.g., isenção de impostos a uma empresa) e culturais (prêmios nacionais e internacionais) selecionadoras da ação articulada de muitos indivíduos são destaques na maioria dos entrelaçamentos identificados no município. O modelo disponibilizado por Campinas torna-se estímulo para outras ações a serem implementadas em outras cidades brasileiras. / Disasters are brought about by the interaction between natural threats with physical and social features, being thus amenable to study by a science of behavior. Behavior Analysis, through its concept of metacontingency, can contribute to the field of disasters, for it allows planning and intervention in cultural practices, with changes in behavior on a great scale. In 2010, the United Nations System for Disaster Risk Reduction (UNISDR) launched a worldwide campaign for the development of cities that are resilient to disasters, with the preparation of an international protocol for the integrated action of multisectoral teams. This work carried out a documentary research which aimed to perform a functional analysis of the application of the campaign “Building Resilient Cities – My city is preparing itself” in Campinas, São Paulo. UN’s regulation and information from official database of Campinas between the years 2011 and 2014 have been interpreted according to Behavior Analysis, while metacontingencies have been identified. In Campinas there is consistency between what had been anticipated and the description of implementations, with progress levels in the self-evaluation scale LGSAT varying between 4 and 5. Furthermore, from the data gathered in the research, 15 metacontingencies have been identified whose interaction results in the reduction of the risk of disasters, while decreasing human and material losses, a primary aggregate product (AP) common to all of those arrangements. The broad legislative framework, which can be an antecedent stimulus to interlocking behavioral contingencies (IBCs) or an aggregate product (AP) – the mayor’s support –, the computerization of the communication systems and the programming of consequences, both individual (tax exemption) and cultural (national and international prizes), which select the articulated action of several individuals are highlighted in most interlockings identified in the city of Campinas. The model offered by Campinas becomes a stimulus for other actions to be implemented in other Brazilian cities.
4

Aspectos socioeconômicos e ambientais das inundações no Brasil no período de 2003 a 2006

Cunha, Maria Inez Resende 12 1900 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2007. / Submitted by wesley oliveira leite (leite.wesley@yahoo.com.br) on 2009-10-13T19:49:59Z No. of bitstreams: 1 Dissert_MariaInezResendeCunha.pdf: 2081607 bytes, checksum: bc7eed7e9f5d096cf470e11c72b868d3 (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2009-12-12T14:22:24Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissert_MariaInezResendeCunha.pdf: 2081607 bytes, checksum: bc7eed7e9f5d096cf470e11c72b868d3 (MD5) / Made available in DSpace on 2009-12-12T14:22:24Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissert_MariaInezResendeCunha.pdf: 2081607 bytes, checksum: bc7eed7e9f5d096cf470e11c72b868d3 (MD5) Previous issue date: 2007-12 / O presente trabalho apresenta inicialmente a conceituação relacionada à gestão de riscos, desastres e avaliação das suas conseqüências, sob a ótica dos desastres como resultado do desenvolvimento não-sustentável. Apresenta também um breve histórico da defesa civil e da evolução da avaliação de desastres no Brasil até os dias atuais, citando exemplos de alguns países. A abordagem do tema enfatiza os aspectos socioeconômicos e ambientais relacionados às conseqüências das inundações no país. Analisaram-se as perdas provocadas pelas inundações bruscas, graduais e alagamentos, com reconhecimento pelo Governo Federal de situação de emergência ou estado de calamidade pública, nos anos de 2003 a 2006. A análise vai além dos números, não se restringindo aos valores econômicos apurados com o processamento dos relatórios de avaliação de danos. Com esses resultados, se revela a importância das medidas preventivas para o enfrentamento das inundações recorrentes que cada ano atingem mais pessoas. Conclui-se pela necessidade de políticas públicas para a redução de desastres, as quais viabilizem um desenvolvimento duradouro e responsável. Apresentam-se também, várias proposições para as dificuldades identificadas. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT / The present work presents initially the conceptualization related to the management of risks, disasters and evaluation of consequences of the disasters under the optics of the disasters as a result of the not-sustainable development. It also presents a historical briefing of the civil defense and the evolution of the evaluation of disasters in Brazil until the current days, mentioning examples of some countries. The approach of the subject emphasizes socioeconomical and ambiental aspects related to the consequences of flooding in the country. The losses provoked for sudden, gradual flooding and overflows with recognition of emergency situation or state of public calamity had been analyzed, in the years of 2003 to 2006. The analysis goes beyond the numbers, not restricting to the economic values evaluated by the processing of the reports of evaluation of damages. With the processing of the finding data it is discovered the importance of the measures of prevention for the combat of recurrent flooding that each year reach more people. It is concluded for the necessity of public politics for reduction of disasters that makes possible a lasting and responsible development. It also presents some recommendations for the identified difficulties.
5

Desastre, risco e vulnerabilidade socioambiental no território da Mata Sul de Pernambuco/Brasil.

Fragoso, Maria de Lourdes de Carvalho 02 1900 (has links)
Submitted by Felipe Lapenda (felipe.lapenda@ufpe.br) on 2015-03-13T11:45:29Z No. of bitstreams: 2 DISSERTAÇÃO MARIA DE LOURDES.pdf: 2976933 bytes, checksum: 264260472ff288b860c7d66402b337cb (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-13T11:45:29Z (GMT). No. of bitstreams: 2 DISSERTAÇÃO MARIA DE LOURDES.pdf: 2976933 bytes, checksum: 264260472ff288b860c7d66402b337cb (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2013-02 / A presente pesquisa discorre sobre o tema “Desastre, risco e vulnerabilidade socioambiental no território da Mata Sul de Pernambuco/Brasil” e tem como objetivo analisar a intensificação dos efeitos dos desastres naturais, no caso as enchentes e inundações, como consequência da inexistência de uma política de uso e ocupação do território e das precárias condições socioeconômicas da população ribeirinha. A problemática está relacionada às inundações ocorridas no período de 2000 a 2011 no município de Escada/PE, que se encontra inserido na bacia hidrográfica do rio Ipojuca. Nos anos considerados o transbordamento deste rio ocasionou inundações de considerável extensão e deixou à cidade em situação de calamidade pública e de emergência com prejuízos incalculáveis para a população. Então, para entender os riscos e a vulnerabilidade socioambiental das pessoas as inundações, realizou-se uma análise integrada, contextualizada e interdisciplinar de vários aspectos correlacionados, que inclui as condições sociais, políticas, econômicas e culturais da população para a compreensão de seus determinantes, causas e efeitos na sociedade. Assim, procedeu-se a uma abordagem de cunho qualitativo que possibilitou a compreensão e interpretação da ocorrência desses acontecimentos e as estratégias da ação social adotada pelos indivíduos. Do ponto de vista das estratégias de pesquisa o estudo utilizou a triangulação de métodos, que permitiu a combinação de várias técnicas na análise e discussão dos dados. Como instrumento metodológico para a coleta de dados adotou-se a aplicação de questionários com os moradores ribeirinhos, entrevistas semiestruturadas com representantes de associações de bairros e da defesa civil municipal, além da análise documental da Lei Orgânica Municipal, do Plano Diretor e do Plano de Contingência de Enchentes. Conclui-se, que o risco as inundações no município é socialmente construído, decorre da urbanização sem planejamento em cuja base estão os padrões socioeconômicos, culturais, políticos e ambientais em que a população está inserida. A ocupação de áreas impróprias às margens do rio Ipojuca, a falta de saneamento básico, a destruição da mata ciliar, o uso inadequado do solo e a dificuldade para execução de políticas públicas de prevenção de desastres contribuem para intensificar os efeitos das enchentes e inundações na cidade. Quanto às medidas adotadas para mitigar os efeitos desses eventos foi percebido por parte dos moradores a adoção de ajustamentos individuais, como construção de primeiro andar em suas casas para aumentar a segurança e diminuir as perdas materiais e os impactos na saúde provocados pelas enchentes. E pelo Poder Público a criação da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC) com a finalidade de planejar ações para fazer a gestão da redução e mitigação dos riscos a desastre, e o mapeamento das áreas de risco pelo Sistema Geológico do Brasil. Por fim, verifica-se que pelo fato dos desastres naturais serem ainda pouco estudados no Brasil, propõe-se indicações para futuras investigações que permita subsidiar as ações das políticas públicas no enfrentamento das enchentes e inundações na Mata Sul de Pernambuco.
6

A vivência do luto em situações de desastres naturais

Torlai, Viviane Cristina 22 October 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-28T20:37:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Viviane Cristina Torlai.pdf: 989422 bytes, checksum: c48a7831a806b249184c91debe035aa8 (MD5) Previous issue date: 2010-10-22 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / Natural disasters cause disruption in the lives of those involved, leaving the suddenly bereaved, there are both material and psychological losses to the population. Affect patterns of community and their network of psychosocial support, placing at risk the ability of individual and collective coping. This study aimed to examine the experience of mourning for people who have suffered losses from disasters, specifically floods in the city of Blumenau, SC, in December 2008. Was held in the city of Blumenau, in Santa Catarina, housing the participants. Five people participated in this survey, over 21 years, who attended the calamity of 2008 and currently reside in temporary housing or receive rental income and presenting award interdiction of residence, making it impossible to return to her family. A semistructured interview was conducted with minimal pre-structuring from a semi-structured. Through content analysis, the information was discussed with the mourning process characterized by the experience of traumatic events. In the narrative of the participants were able to identify the impact on the disaster and the fall in world presumed because the unpredictability of life, forecasts of future control of events and vulnerability, leading to loss of sense of security and protection. The disaster led to a succession of losses, since the material loss to the loss of the psychological identity of individuals and the community. It was observed that mourning for disasters is a continuous process of development of losses that requires the mourner's internal and external resources to cope with the traumatic situation. The coping resources found to support the traumas and losses was social support, faith and religion. Complete this study is to pave the way for new thoughts and questions about the losses resulting from disaster, trying to broaden the look at the quality of care for survivors, developing activities that promote the development of the mourning process by disasters / Os desastres naturais provocam uma ruptura na vida das pessoas envolvidas, deixando-as subitamente enlutadas; há perdas tanto materiais quanto psíquicas para a população. Eles afetam padrões da comunidade e suas redes de apoio psicossocial, colocando em risco a capacidade de enfrentamento individual e coletivo. Esta pesquisa tem por objetivo analisar a vivência do luto de pessoas que passaram por perdas decorrentes de desastres, especificamente, as inundações na cidade de Blumenau, SC, em dezembro de 2008. Foi realizada no Município de Blumenau, em Santa Catarina, na moradia dos participantes. Participaram desta pesquisa cinco pessoas, maiores de 21 anos, que estiveram presentes na calamidade de 2008 e atualmente residem em moradia provisória ou recebem a renda aluguel e que apresentam laudo de interdição de residência, impossibilitando a família de retornar a ela. Foi realizada uma entrevista semidirigida com pré-estruturação mínima a partir de um roteiro semi-estruturado. Por meio da análise de conteúdo as informações foram discutidas e o processo de luto caracterizado a partir da vivência de evento traumático. Na narrativa dos participantes foi possível identificar o impacto sofrido pelo desastre, a quebra do mundo presumido, a imprevisibilidade da vida, as previsões de futuro, o controle dos acontecimentos e a vulnerabilidade, levando a perda do senso de segurança e proteção. O desastre provocou uma sucessão de perdas, desde as perdas materiais até a perda da identidade psicológica dos indivíduos e da comunidade. Observou-se que luto por desastres é um processo contínuo de elaboração de perdas que exige do enlutado recursos internos e externos para enfrentar a situação traumática. Os recursos de enfrentamento encontrados para suportar os traumas e perdas foi o apoio social, a fé e a religiosidade. Concluir este estudo é abrir caminho para novas reflexões e questionamentos acerca das perdas decorrentes dos desastres, buscando ampliar o olhar para a qualidade da assistência aos sobreviventes, desenvolvendo ações que propiciam a elaboração do processo de luto por desastres
7

Avaliação da vulnerabilidade e riscos a inundações e enxurradas nas áreas suscetíveis da bacia hidrográfica do Rio Forqueta - RS

Bald, Rodrigo Luis 29 April 2018 (has links)
Submitted by DHARA CARLESSO ZAMPIVA (dhara.zampiva@univates.br) on 2018-08-07T19:43:30Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2018RodrigoBald.pdf: 5079882 bytes, checksum: 0469f4b2273b00ac9f1ad73c9e3986bc (MD5) / Rejected by Ana Paula Lisboa Monteiro (monteiro@univates.br), reason: Inserir o Lattes do autor. on 2018-09-11T18:23:29Z (GMT) / Submitted by DHARA CARLESSO ZAMPIVA (dhara.zampiva@univates.br) on 2018-09-17T17:16:54Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2018RodrigoBald.pdf: 5079882 bytes, checksum: 0469f4b2273b00ac9f1ad73c9e3986bc (MD5) / Approved for entry into archive by Ana Paula Lisboa Monteiro (monteiro@univates.br) on 2018-10-03T16:29:27Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2018RodrigoBald.pdf: 5079882 bytes, checksum: 0469f4b2273b00ac9f1ad73c9e3986bc (MD5) / Made available in DSpace on 2018-10-03T16:29:27Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2018RodrigoBald.pdf: 5079882 bytes, checksum: 0469f4b2273b00ac9f1ad73c9e3986bc (MD5) Previous issue date: 2018-08-07 / Os desastres naturais estão aumentando em frequência e intensidade ao longo dos anos A título de exemplo, pode-se citar o ocorrido em janeiro de 2010, quando ocorreu a maior enxurrada já diagnosticada na Bacia Hidrográfica do Rio Forqueta, localizada no Vale do Taquari, no Estado do Rio Grande do Sul. Devido aos grandes impactos ambientais e sociais causados por esse evento extremo em vários municípios da região do Vale do Taquari, o presente estudo teve como objetivo analisar a vulnerabilidade e o risco associado às precipitações intensas relacionadas ao fato, com ênfase nas inundações e enxurradas resultantes nas áreas suscetíveis da bacia do Rio Forqueta. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, realizada por meio do método dedutivo e de procedimento técnico bibliográfico e documental. Dessa forma, por meio de dados dos setores censitários do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, bem como outros coletados in loco, este estudo vale-se de uma metodologia específica para a avaliação da vulnerabilidade da população, em que foram considerados índices de dimensões demográficas e sociais, saneamento e infraestrutura. Para tanto, realiza-se uma classificação dos riscos hidrológicos por meio do cruzamento entre os mapas de vulnerabilidade e suscetibilidade. A partir de entrevistas e observações com moradores dessas áreas, faz-se um levantamento das condicionantes sociais da vulnerabilidade e riscos da população, comparando-se essa percepção com a vulnerabilidade geográfica. Em relação à vulnerabilidade de acordo com as classificações e interpretações propostas, verifica-se que determinado município foi classificado com vulnerabilidade alta, 8 setores censitários classificados com vulnerabilidade média para alta e os restantes com vulnerabilidade média para baixa. Já em relação aos riscos, as áreas dos centros urbanos das cidades maiores, foram classificadas com risco muito alto, e a maioria das áreas atingidas, foram classificadas com risco alto e médio. Em relação à percepção da população, os respondentes de forma geral têm ciência de que eventualmente poderá haver mais eventos extremos, mas a maioria não manifesta receio com a probabilidade do fenômeno se repetir. Esta percepção por parte dos moradores entrevistados contrasta com os dados geográficos, os quais apontam risco de eventos extremos na bacia estudada. / The natural disasters are increasing in frequency and intensity over the years. As an example, we can cite what occurred in January 2010, when the biggest flood already seen in the river basin of Rio Forqueta, located in Vale do Taquari, in the State of Rio Grande do Sul, happened. Due to the big environmental and social impacts that were caused by this extreme event in many cities in the region of Vale do Taquari, the present study has as its goal of analyzing the vulnerability and the risk associated with the intense rainfall related to the fact, with emphasis on the floods in the areas susceptible to the Forqueta River basin. It is a research of a qualitative nature, carried out by means of the deductive method and technical bibliographical and documentary procedure. Thus, through data from the census tracts of the Brazilian Institute of Geography and Statistics, as well as other data collected locally, this study draws on a specific methodology for the evaluation of the population's vulnerability, in which the indices of demographic dimensions and social, sanitation and infrastructure. In order to do so, a classification of hydrological risks is carried out by crossing the maps of vulnerability and susceptibility. Based on interviews and observations with residents of these areas, a survey is made of the social determinants of vulnerability and risks of the population, comparing this perception with the geographical vulnerability. In relation to the vulnerability according to the proposed classifications and interpretations, it is verified that a certain municipality was classified with high vulnerability, 8 census tracts classified with medium vulnerability for high and the remaining with medium vulnerability for low. Regarding the risks, the areas of the urban centers of the larger cities were classified as very high risk, and most of the affected areas were classified as high and medium risk. Regarding population perception, respondents are generally aware that there may be more extreme events, but most are not afraid of the likelihood of the phenomenon repeating itself. This perception on the part of the interviewed dwellers contrasts with the geographic data, which shows the risk of extreme events in the studied basin.
8

Proposta metodológica de gestão dos espaços-riscos de inundações urbana em Mossoró-RN / Methodology proposed for management of flood - risk areas in urban mossoró -rn

Rocha, Alexsandra Bezerra da January 2015 (has links)
ROCHA, Alexsandra Bezerra da. Proposta metodológica de gestão dos espaços-riscos de inundações urbana em Mossoró-RN. 2015. 171 f. Tese (Doutorado em geografia)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2015. / Submitted by Elineudson Ribeiro (elineudsonr@gmail.com) on 2016-10-14T19:44:38Z No. of bitstreams: 1 2015_tese_abrocha.pdf: 20805550 bytes, checksum: b49665eba6a300fa68599b5eab69b788 (MD5) / Approved for entry into archive by Jairo Viana (jairo@ufc.br) on 2016-10-18T19:01:06Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_tese_abrocha.pdf: 20805550 bytes, checksum: b49665eba6a300fa68599b5eab69b788 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-10-18T19:01:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_tese_abrocha.pdf: 20805550 bytes, checksum: b49665eba6a300fa68599b5eab69b788 (MD5) Previous issue date: 2015 / This research is within the topic of risk associated with urban floods in a semiarid northeast Brazilian city. The aim of the research is the study of climate dynamics – hydrological (droughts and floods) in situations of emergency and a state of emergency. The research focuses on the methodology of delimitation of urban floods considering the weather and its economic and social impacts on the lives of the affected population. The concepts discussed are: hazard, risk, disaster, catastrophe, vulnerability and extreme events. The methodology used is based on review of existing documentation, database and fieldwork, analysis and interpretation of urban evolution and climatic dynamics and delimitation of flood risky spaces in Mossoró with the following timeframes: urban data (1970-2010), climatic (1970-2013), Mossoró civil defense (1983-2013). The risk management approach in discussion is related to risk mapping, prevention, monitoring, alert and response. Within the analyzed series, 18 events were found, among them 16 were declared as situation of emergency and 2 as state of emergency. This research explores a methodology that enables the definition of flooding areas in the urban core of Mossoró andpeople at risk through the census tracts. The methodology showed that the use of ASTERGDEM images with the resolution of 30 meters is an interesting approach for definition of flooding areas, given that, with the use of Qgis 2.8 and Arcgis 10.1 there is a possibility of application of filters to reduce noise from the images as well as smoothing the contours. Two regions were found, the first with the maximum flood at an altitude of 15 meters and the lowest between 7 and 13 meters. The intersection and delimitation with census tracts shows that 67 census tracts are daily affected, with 35.775 people living in the first region (up to 15metres) and 8.364 people are in the second region (7-13 metres), the sectors with the largest number of people at risk are: Barrocas 10.708 people, Belo Horizonte 6.353, Alto da Conceição 5.306, Paredões 5.187, Ilha de Santa Luzia, Lagoa do Mato 2.015, Pintos 1.436., Bom Jardim 1.430 e Alto de São Manoel 1.153. As a result a contingency plan was proposed considering the most affected neighborhoods. The appreciation of the risky areas, as an expression of the potential hazards, promotes fitness and ensures resources and means for the protection and relief, also favors health and social support (quantitatively and qualitatively) in dangerous areas. / Inserida na temática de risco associados à inundação urbana sobre a realidade de uma cidade potiguar do semiárido nordestino brasileiro. Tendo como objetivo o estudo da dinâmica climática - hidrológica frente a situações de emergência e estado de calamidade pública (estiagens e inundações), com ênfase na metodologia de delimitação das áreas de risco de inundações urbanas considerando as características meteorológicas e os efeitos econômicos e sociais na vida da população atingida. Os principais conceitos discutidos: perigo, risco, desastre, catástrofe, vulnerabilidade e eventos extremos. A metodologia consistiu na pesquisa documental, de bancos de dados, e ainda pesquisa de campo, análise e interpretação da evolução urbana e dinâmica climática, delimitação dos espaços-risco de inundação urbana em Mossoró obedecendo aos seguintes recortes temporais: dados urbanos (1970-2010), climáticos (1970-2013), defesa civil de Mossoró (1983-2013). A gestão do risco em discussão está voltada ao mapeamento, prevenção, monitoramento, alerta e resposta. Na série em análise encontrou-se 18 eventos extremos, destes 16 anos foi decretado situação de emergência e 2 estado de calamidade pública. Adotou-se também metodologia que possibilita a delimitação dos espaços-risco de inundação no núcleo urbano de Mossoró e população atingida por setor censitário. A metodologia mostrou que o uso das imagens ASTERGDEM na resolução de 30 metros são ferramentas interessantes para definição das áreas de risco de inundação, uma vez que através de programas como Qgis 2.8 e Arcgis 10.1 existe a possibilidade da aplicação de filtros para diminuir os ruídos da imagem, bem como a suavização das curvas de nível. Encontrou-se duas zonas a primeira com inundação máxima nas cotas de 15 metros e a menor entre 7 e 13 metros. O cruzamento e delimitação com os setores censitários mostrou que 67 setores são diretamente atingidos, sendo que 35.775 pessoas estão na primeira zona (até 15 metros) e 8.364 pessoas estão na segunda zona (7 a 13 metros). Sendo que os setores com maior número de pessoas em risco são: Barrocas 10.708 pessoas, Belo Horizonte 6.353, Alto da Conceição 5.306, Paredões 5.187, Ilha de Santa Luzia, Lagoa do Mato 2.015, Pintos 1.436., Bom Jardim 1.430 e Alto de São Manoel 1.153. Neste contexto foi elaborada uma proposta para o plano de contingência à inundação considerando os bairros mais atingidos. A valorização dos espaços-risco, como tradutores de expressão dos potenciais perigos, promove a adequação e assegura recursos e meios para a proteção e socorro, favorece também a infraestruturação da saúde e o apoio social (quantitativamente e qualitativamente) das áreas perigosas.
9

Arquitetura hospitalar e biossegurança um olhar para o hospital seguro

Sabá, Lucia Cristina Paiva January 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2014-12-05T18:36:49Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) lucia_saba_ipec_mest_2012.pdf: 8123260 bytes, checksum: f1ade74d95a3f7c5d4d259ef8600288b (MD5) Previous issue date: 2014-11-17 / A abordagem deste trabalho foi produto das reflexões sobre o impacto dos desastres naturais, e sua interface com o meio construído, enfatizando a fragilidade das estruturas hospitalares no momento de um desastre. Neste cenário, a inexistência de produções de pesquisas para o incremento do estado de conhecimento sobre o tema hospital seguro frente a desastres naturais no Brasil, alavancou o desafio para o desenvolvimento deste estudo, no sentido de elaborar estratégias que possam preencher as lacunas existentes no planejamento físico para um hospital seguro. No universo dos saberes merecem destaque os aspectos significativos observados quanto à relevância da Arquitetura Hospitalar e Biossegurança como elementos conceituais para o desenvolvimento das ações visando o enfrentamento das edificações de saúde frente a eventos extremos Para a consolidação dos conhecimentos abriu-se um espaço dialógico entre a cognição dos riscos dos desastres naturais e a construção de conhecimentos e práticas para o planejamento espacial de um hospital seguro, trazendo para a discussão a Biossegurança e a Arquitetura de Ambientes de Saúde. Evidencia-se que estes diálogos propiciaram um novo olhar para as edificações de saúde, como um instrumento agregador de competências até então distanciadas da realidade dos hospitais frente a inundações e deslizamentos / The approach of this paper was a product of reflections on the impact of natural dis asters, and its interface with the built environment, emphasizing the fragility of the hospital facilities at the time of a disaster. In this scenario, the lack of production research for enhancing the state of knowledge on the subject hospital insurance a gainst natural disasters in Brazil, has leveraged the challenge for this study, in order to develop strategies to fill gaps in planning physical to a safe hospital. The universe of knowledge worth highlighting the significant aspects observed for the relev ance of Hospital Design and Biosafety as conceptual elements for the development of actions aimed at tackling the health buildings opposite extreme events. For the consolidation of knowledge opened up a dialogic space between the cognition of the risks of natural disasters and the construction of knowledge and practices for spatial planning of a safe hospital, bringing to the discussion Biosafety and Health Environments Architecture It is evident that these discussions provided a fresh look at the buildings of health, as an aggregator tool skills so far distanced from the reality of a hospital against floods and landslidesHospitais
10

Seca, condições de vida e saúde no Nordeste brasileiro: o caso do município de Itapetim, Pernambuco / Quality of information on the prenatal care by family health teams in a program area of the city of Rio de Janeiro

Alpino, Tais de Moura Ariza January 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-04T12:31:25Z (GMT). No. of bitstreams: 2 120.pdf: 9722841 bytes, checksum: 5dbfd61f980c8cbb070901bc8a79751d (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2015 / A seca é um tipo de processo metereológico com início lento e silencioso, definido por limites espaciais e temporais. Seus principais efeitos são escassez de água e alimentos, afetando diretamente nas condições de vida e saúde das populações. A presente dissertação tem como objetivo geral analisar as condições de vida e saúde de uma população residente de um dos municípios do semiárido com episódios de seca, Itapetim Pernambuco. Mais especificamente, trata-se de um estudo de caso, exploratório e descritivo, em que a metodologia adotada buscou adequar o objeto de estudo com os objetivos propostos: descrição da realidade do município e das condições de vida e saúde da população de Itapetim através de um conjunto de dados secundários, além da aplicação de entrevistas com roteiro semiestruturado e observação de campo, com ênfase nas representações sociais dos problemas de saúde. Procurou-se incorporar também na discussão os conceitos de vulnerabilidade, resiliência, adaptação, condições de vida, situação, necessidade e problemas de saúde. Adotamos como técnica de coleta e análise das entrevistas o Discurso do Sujeito Coletivo (DSCs), como estratégia de análise qualitativa proposta por Lefèvre e Lefèvre (2003). A análise das condições de vida e saúde da população de Itapetim indica que a situação de vulnerabilidade meteorológica e climática existente no município, ao estar associada com vulnerabilidades econômicas, sociais, ambientais já existentes tende a causar maiores efeitos da seca na vida e na saúde da população. / Ademais diminuindo a capacidade de resiliência e adaptação dos mesmos, alimentando o ciclo vicioso da pobreza deste território. As representações sociais obtidas nas entrevistas, a partir das vivências e experiências dos participantes, revelaram a seca, como desastre natural, afetando as condições de vida e saúde da população, tornando-se um desastre social. Tantos os resultados objetivos quanto os subjetivos revelam que esta crise aguda da seca em Itapetim explicita a situação crônica das degradações sócio históricas naturalizadas desta população que já vivia em processos de vulnerabilização. / Drought is a kind of meteorological process which starts slowly and quietly. It's defined by spatial and temporal limits. Its main effects are shortages of water and food directly affecting the living conditions and health of populations. The main objective of this dissertation is to analyze living conditions and health of the population of a particular municipality in the semiarid region with drought episodes, Itapetim - Pernambuco. Specifically, it is an exploratory and descriptive case study in which the methodology adopted intent to connect the object of study to the proposed objectives: description of municipality reality and living and health conditions of the population of Itapetim through a secondary data set and also the application of semi-structured interviews with field observation with emphasis on the social representations of the health problems. We also sought to incorporate into the discussion the concepts of vulnerability, resilience, adaptation, living conditions, situation, need and health problems. In order to collect data and analyze the interviews we adopted the Discourse of the Collective Subject proposed by Lefèvre and Lefèvre (2003) as a qualitative strategy of analysis. The analysis of living conditions and health of the population of Itapetim indicates that the existing meteorological and climate vulnerability of the municipality associated to existing economic, social and environmental vulnerabilities tends to cause greater effects of drought in the life and health of the population.^ien / Besides decreasing the resilience and adaptation of them and feeding the vicious cycle of poverty of this country. The social representations obtained from the interviews, considering their experiences, indicated the drought as a natural disaster, affecting the living conditions and health of the population and becoming a social disaster. Both objective and subjective results shows that this acute crisis of drought in Itapetim demonstrates a chronic situation of naturalized social historic degradation of this population who were used to live in a vulnerabilization processes. (AU)^ien

Page generated in 0.0893 seconds