• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 243
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 245
  • 245
  • 71
  • 62
  • 45
  • 39
  • 38
  • 27
  • 27
  • 27
  • 24
  • 23
  • 23
  • 20
  • 20
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Modelagem de dados epidemiológicos de contatos de hanseníase em uma coorte acompanhada na Fundaçäo Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, entre 1987 e 1998 / Models of the epidemic data of leprosy contacts

Matos, Haroldo José de January 2000 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-05T18:24:02Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 69.pdf: 2748022 bytes, checksum: 1bff1c9b1a30051268d64917389d6bdf (MD5) Previous issue date: 2000 / A hanseníase continua sendo um problema de saúde pública neste início do terceiro milênio da era cristä. Em particular, é um problema sério nas áreas tropicais do planeta. A campanha de eliminaçäo da hanseníase, patrocinada pela OMS, e centrada na detecçäo e tratamento de casos novos da doença, alcançou um relativo sucesso na reduçäo da taxa de prevalência global da doença. Seu objetivo é reduzir a taxa de prevalência para um valor abaixo de 1 caso por 10.000 habitantes até o ano 2000. Entretanto, em algumas áreas, o coeficiente de detecçäo de casos novos continua crescendo, inclusive no Brasil, que apresenta uma taxa de prevalência ainda alta, de 4,33/10.000 e um coeficiente de detecçäo de 25,86/100.000. A vigilância de contatos se constitui um instrumento importante no controle da doença. No ambulatório Souza Araújo da Fiocruz, Rio de Janeiro, foi iniciado um programa de acompanhamento de contatos em 1987, apoiado pela OMS. Até o momento, mais de 3000 contatos já foram registrados no programa. O objetivo foi o de estimar as taxas de incidência na coorte de contatos da Fiocruz, bem como caracterizar fatores de risco associados ao adoecimento e à infecçäo. Foram utilizados modelos estatísticos para a consecuçäo destes objetivos, como modelos de regressäo logística, modelos de sobrevida näo paramétricos, semi-paramétricos e paramétricos. A taxa de incidência da doença entre os contatos foi estimada em 0,01694 pessoas-ano em cinco anos de acompanhamento (os cinco primeiros anos da coorte), a partir do momento do diagnóstico do caso primário. Os fatores associados ao adoecimento foram: 1) näo vacinaçäo pelo BCG; 2) reaçäo de Mitsuda negativa; e 3) forma clínica multibacilar do caso primário, em especial os casos com um índice Baciloscópico elevado ao final do tratamento (>1). Os fatores associados à infecçäo, avaliada enquanto soropositividade para IgM anti-PGL1, foram: 1) Idade baixa (>20 anos); 2) Medidas baixas da reaçäo de Mitsuda (menor do que 5 mm); 3) Indice baciloscópio do caso primário elevado. As conclusöes do trabalho apontam para a necessidade de medidas adicionais de controle da incidência da hanseníase nos países com alto coeficiente de detecçäo, incluindo a vacinaçäo dos contatos pelo BCG, dosagem de IgM anti-PGL1, além de controle dos pacientes recém-tratados, em especial a caracterizaçäo de seu índice baciloscópico.
2

Perfil epidemiológico dos pacientes submetidos à correção cirúrgica de cardiopatias congênitas no Hospital São Lucas da PUC-RS

Tanaka, Nicasio Haruhiko January 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T19:07:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000443948-Texto+Completo-0.pdf: 769828 bytes, checksum: 9cf0dde32ae45c3c2ac9b4e8c917f9b7 (MD5) Previous issue date: 2012 / Introduction: Because it is an invasive procedure in a vital organ, the heart, cardiac surgery is a high-risk surgery. And the pediatric surgeries in turn, assume a more delicate situation because they deal with complex congenital heart disease in patients with a very small anatomy and proportional to their body surface. Objective: To determine the epidemiological profile of patients that have undergone congenital heart surgery, treated at the Hospital of PUCRS. Methods: This research can be characterized as a cross-sectional study of quantitative history. The study included patients aged 29 days to 18 years old. Sample of 162 children who underwent pediatric congenital cardiac surgery in this institution. To better analyze the surgical complications they are divided into five groups: cyanotic with reduced blood flow, with antegrade cyanotic, acyanotic without overflow, acyanotic with antegrade, Extra-cardiac. Divided into 3 groups for better classification We conducted a review of electronic medical records service and the entire sample was identified through information contained in these files and the information was supplemented by data from the Medical Service, and Statistics (SAME). Data were collected through procedures that occurred from January 2007 to December 2011. The study included patients aged from 29 days to 18 years old. The data were analyzed with SPSS System, Study approved by the Ethics Committee. Results: There was a predominance of females, 51. 2%, average age 52. 45 months, 82. 1% for SUS patients, mortality of 11. 7%, 94. 4% elective surgery and 69, 1% underwent surgery with extracorporeal circulation (ECC).Conclusion: A greater number of surgery at the age of 29 days to 5 years, without gender predominance, higher incidence of acyanotic heart disease with increased blood flow with a predominance of atrial septal defects (ASDs). Most patients were SUS. It was observed that the service returned to elective surgeries, with a low incidence of emergency care. / Introdução: A cirurgia cardíaca, por se tratar de um procedimento invasivo em um órgão vital, o coração, é uma cirurgia de alto risco. As cirurgias pediátricas por sua vez, assumem uma situação mais delicada por serem cardiopatias complexas em pacientes com uma anatomia muito diminuta e proporcional a sua superfície corpórea. Objetivo: Determinar o perfil epidemiológico dos pacientes com cardiopatias congênitas cirúrgicas, atendidos no Hospital São Lucas da PUCRS.Métodos: A presente investigação pode ser caracterizada como um estudo de corte transversal histórico quantitativo. Foram incluídos no estudo pacientes com idade de 29 dias a 18 anos incompletos. A amostra foi de 162 crianças que foram submetidas à cirurgia cardíaca congênita pediátrica nesta instituição. Para uma melhor análise, as patologias cirúrgicas estão divididas em cinco grupos: Cianóticas com hipofluxo, Cianóticas com hiperfluxo, Acianóticas sem hiperfluxo, Acianóticas com hiperfluxo, Extra-cardíacas. Divididos em 3 grupos etários para melhor classificação. Foi feita uma análise de prontuários eletrônicos do serviço e toda a amostra foi identificada através de informações contidas nestes prontuários, informações que foram complementadas através de dados do Serviço de Atendimento Médico e Estatística (SAME). Os dados foram coletados através de procedimentos que ocorreram no período de janeiro de 2007 a dezembro de 2011. Os dados foram analisados no Sistema SPSS, Estudo aprovado pelo Comitê de Ética. Resultados: Predomínio do sexo feminino com 51,2%, média de idade de 52,45 meses, 82,1% de pacientes atendidos pelo SUS, mortalidade de 11,7%, 94,4% de cirurgias eletivas e 69,1% foram submetidos a cirurgia com circulação extracorpórea (CEC).Conclusão: Houve maior número de cirurgias na faixa etária dos 29 dias aos 5 anos, sem predomínio de sexo, maior incidência de cardiopatia acianótica com hiperfluxo, principalmente das comunicações interatriais (CIAs). A maioria dos pacientes foram atendidos pelo SUS. Observou-se que o serviço está voltado para a realização de cirurgias eletivas, com baixa incidência de urgências e emergências.
3

Expressão da proteína quinase ativada por AMP e sirtuina 1 em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica

Silva, Nathalia Molina Duval da January 2013 (has links)
Made available in DSpace on 2013-09-17T11:20:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000450447-Texto+Completo-0.pdf: 3645797 bytes, checksum: abdc582487fc7c81fd903cc19cb4f28a (MD5) Previous issue date: 2013 / Objective: to evaluate the expression of AMP-activated protein kinase (AMPK) and Sirtuin-1 (SIRT-1) in liver tissue samples from patients during bariatric surgery and one year after the procedure. To evaluate the association between the expression of these proteins with weight, Body Mass Index (BMI) and biochemical parameters (glucose, total cholesterol, HDL and triglycerides).Methods: the expression of the proteins was verified by immunohistochemistry and quantified by digital image analysis. All other data were accessed in the database. Results: liver biopsies of 44 patients submitted to bariatric surgery were analyzed. 31 (70. 5%) were women and 13 (29. 5%) were men. The mean age was 37. 18 ± 11. 26 years. The mean preoperative weight was 127. 29 ± 27. 10kg, decreasing to 82. 00 ± 19. 94kg postoperatively. With this significant reduction, the mean BMI also reduced by removing the patient's classification from obesity grade III to overweight. The mean biochemical parameters also showed significant improvement, with the exception of HDL, which showed no significant change. SIRT-1 expression had a mean value of 128. 80μm2 in the intraoperative biopsies and 306. 68μm2 in the biopsies performed one year after (p = 0. 0069). And AMPK had mean values of 4166. 10μm2 and 2718. 70μm2 respectively (p = 0. 0028).Conclusion: the present study showed an increased expression of SIRT-1 and a decrease in the expression of AMPK in postoperative liver biopsies. This pattern of expression accompanied improvements in weight, BMI and the profile of biomarkers that are associated with the development of co-morbidities also verified one year after surgery. / Objetivo: avaliar a expressão da proteína quinase ativada por AMP (AMPK) e sirtuina-1 (SIRT-1) em amostras histológicas hepáticas de pacientes no transoperatório e um ano após a realização da cirurgia bariátrica. Avaliar a associação entre a expressão dessas proteínas com o peso, Índice de Massa Corporal (IMC) e parâmetros bioquímicos (glicose, colesterol total, HDL e triglicerídeos).Metodologia: a expressão das proteínas foi verificada através de imunoistoquímica e quantificada por método de microscopia por análise de imagem digital. As demais informações foram acessadas em banco de dados. Resultados: as biópsias hepáticas de 44 pacientes submetidos à cirurgia bariátrica foram analisadas. 31 (70. 5%) eram de mulheres e 13 (29. 5%) eram de homens. A média de idade foi de 37. 18 ± 11. 26 anos. A média do peso pré-operatório foi de 127. 29 ± 27. 10kg, reduzindo para 82. 00 ± 19. 94kg no pós-operatório. Com essa redução significativa, o IMC médio também reduziu, retirando os pacientes da classificação de obesidade grau III para sobrepeso. As médias dos parâmetros bioquímicos também apresentaram melhora importante, com exceção do HDL, que não teve alteração significativa. Em relação à SIRT-1 foram encontradas médias de 128. 80μm2 nas biópsias do transoperatório e de 306. 68μm2 nas biópsias realizadas um ano após (p= 0. 0069). Já a AMPK teve médias de 4166. 10μm2 e 2718. 70μm2, respectivamente (p=0. 0028).Conclusão: a expressão da SIRT-1 aumentou e a da AMPK diminuiu nas biópsias hepáticas pós-operatórias, ambas de forma significativa. O padrão de expressão encontrado acompanhou os resultados de melhorias no peso, IMC e perfil de biomarcadores que são associados ao desenvolvimento de co-morbidades, verificados também verificados após o período de um ano.
4

Uso de chupeta e sua relação com o desmame precoce em população de crianças nascidas em hospital amigo da criança

Soares, Maria Emília de Mattos January 2002 (has links)
Resumo não disponível.
5

Uso de chupeta e sua relação com o desmame precoce em população de crianças nascidas em hospital amigo da criança

Soares, Maria Emília de Mattos January 2002 (has links)
Resumo não disponível.
6

Análise comparativa de duas ténicas de implante coclear : estudo de coorte com resultados em longo prazo

Wolff, Michelle Lavinsky January 2008 (has links)
Resumo não disponível.
7

Uso de chupeta e sua relação com o desmame precoce em população de crianças nascidas em hospital amigo da criança

Soares, Maria Emília de Mattos January 2002 (has links)
Resumo não disponível.
8

Avaliação epidemiológica da triagem neonatal para fenilcetonúria no Rio Grande do Sul - 1986-2003 : um estudo de coorte

Karam, Simone de Menezes January 2004 (has links)
A fenilcetonúria clássica (PKU), que afeta 1: 10.000 nascimentos em populações caucasianas, é um erro inato do metabolismo determinado pela deficiência da enzima hepática fenilalaninahidroxilase (PAH), com o conseqüente bloqueio na conversão de fenilalanina (Phe) em Tirosina (Tyr) e aumento da concentração plasmática de Phe. A PKU foi descrita há 70 anos pelo médico norueguês Asbjörn Folling. Desde então muitas foram as descobertas a seu respeito, como a caracterização e mapeamento do seu gene, a identificação de mutações, a determinação da estrutura da enzima, características clínicas e bioquímicas dos afetados, correlações genótipo-fenótipo, a identificação do risco teratogênico quando da condição materna, o estabelecimento da triagem neonatal e ainda o seu tratamento. Se não diagnosticada e tratada precocemente, a PKU causa retardo mental, microcefalia, espasmos infantis, odor de rato na urina e hipopigmentação de pele, cabelos e olhos, além de outros sinais e sintomas. Com o objetivo de identificar a população submetida à triagem neonatal no Rio Grande do Sul (Brasil), a incidência de Fenilcetonúria e de outras hiperfenilalaninemias e correlacionar época do diagnóstico, início do tratamento e desfecho clínico, elaborou-se este estudo delineado como uma coorte ambispectiva que avaliou 54 pacientes fenilcetonúricos entre 6 meses a 16 anos de idade. Foram realizadas entrevistas telefônicas com os responsáveis indagando-se alguns dados demográficos e outros relativos à patologia. Crianças de 6 meses a 7 anos foram avaliadas com relação aos marcos do DNPM. Acima dessa idade, foram investigados sobre escolaridade e presença de sintomas neurológicos. Após análise estatística e estratificação da amostra por ano de nascimento, não se observou uma tendência histórica do diagnóstico ter se tornado mais precoce ou de o controle laboratorial ter se tornado melhor com o passar dos anos. Foi encontrada associação entre o controle de Phe e a cognição, mas não a entre a idade do diagnóstico e a evolução clínica.
9

Análise comparativa de duas ténicas de implante coclear : estudo de coorte com resultados em longo prazo

Wolff, Michelle Lavinsky January 2008 (has links)
Resumo não disponível.
10

Trajetória do usuário de crack internado e seguimento de uma coorte retrospectiva e prospectiva

Pedroso, Rosemeri Siqueira January 2014 (has links)
Introdução: Desde que surgiu no Brasil, no final da década de 1980, o crack vem se popularizando entre homens e mulheres de diferentes faixas etárias e atualmente constui-se em um grave problema de saúde pública. Este é um estudo pioneiro sobre a trajetória de usuários de crack com desfechos de recaída, reinternação e tratamento após a alta hospitalar. Objetivos: Seguir uma coorte de adolescentes usuários de crack, 30 e 90 dias após a alta hospitalar, para avaliar a recaída ao uso de crack aferida pela Crack Users Relapse Scale (CURS) e seguir uma coorte retrospectiva e prospectiva de usuários de crack - entre 2010 e 2012 - utilizando a pesquisa na base de dados nacionais do Mistério da Saúde. Método: Primeiro artigo: Estudo qualitativo com 14 entrevistas de usuários de crack internados, 9 homens e 5 mulheres. Os relatos foram a base para a construção da CURS. Segundo artigo: Estudo piloto com 30 usuários de crack os quais referiram 35 frases relacionadas à recaída e ao uso de crack. A validação psicométrica utilizou a Análise Fatorial Exploratória (AFE) em um estudo transversal com 333 usuários de crack internados. No terceiro artigo, utilizou-se a Análise Fatorial Confirmatória (AFC) para verificar os índices de adequação da CURS. O quarto artigo apresentou uma coorte de 88 adolescentes usuários de crack (30 e 90 dias após a alta da internação no Hospital Psiquiátrico São Pedro (HPSP) e na Clínica São José (CSJ) em Porto Alegre. Instrumentos: Entrevista semi-estruturada para avaliar os dados sociodemográficos e também os padrões de uso de substâncias psicoativas; CURS; Questionário de Seguimento para Usuários de Crack; K-SADS-PL. As análises complementares apresentaram uma coorte retrospectiva e prospectiva – entre 2010 e 2012, na qual se utilizou o método de linkagem de arquivos para analisar três bases de dados: usuários de crack internados no HPSP e CJS em Porto Alegre/RS, dados de internação hospitalar do Estado do RS e dados de atendimento ambulatorial dos Centros de Atenção Psicossocial do Estado do RS. Resultados: No primeiro artigo os usuários de crack entrevistados referiram dificuldades de acesso à hospitalização e ocorrência de recaída após a alta, também sendo prevalente o abandono do tratamento. Homens envolveram-se com o crime, enquanto as mulheres envolveram-se com a prostituição e infeccionaram-se com o HIV. No segundo artigo, o alpha de Cronbach para a escala total foi 0,86 e a AFE com rotação oblimin conservou os 25 itens da CURS, uma escala Likert de 5 pontos, (Carga fatorial>0,40), com 6 fatores definitivos, os quais explicam 62,1% da variância total. No terceiro artigo, a AFC demonstrou que a CURS apresenta bons indices de adequação, ou seja, realmente avalia o que se propõe. No quarto artigo, o seguimento de 30 dias após a alta da internação apontou que 65,9% tinham recaído e no seguimento de 90 dias, cerca de 86,4% referiram ter recaído. A média de dias até a recaída foi de 27 dias (SD=3,78) e metade dos sujeitos recaíram em até 10 dias. Observamos que 34% reinternaram na rede pública de saúde e 36% tinham se envolvido com a criminalidade ao cabo dos 3 meses de seguimento. Nas análises complementares, a linkagem dos dados hospitalares, com base nos 293 sujeitos da amostra, 127 registros de “pares verdadeiros” apontaram 43,34% de reinternações na rede pública de saúde, considerando o período entre 2010 e 2012. Na linkagem dos dados ambulatoriais, com base nos 293 sujeitos da amostra, 40 registros de “pares verdadeiros” apontaram 13,6% de atendimentos ambulatoriais na rede pública de saúde, considerando o período entre 2010 e 2012. Conclusions: Este é um dos primeiros estudos que apontam a prevalência impactante de recaída precoce em adolescentes usuários de crack após a alta e grande taxa de reinternações em uma amostra de adultos e adolescentes, o que leva-nos a questionar o custo/benefício do tratamento hospitalar como medida isolada para esta população. Além disso, esses resultados corroboram estudos prévios os quais sugerem que usuários de psicoestimulantes necessitam tratamento ambulatorial intensivo (Intensive Outpatient Treatment) com o manejo de contingências e outras estratégias comportamentais, a fim de aumentar a adesão e reduzir a recaída no uso da droga. Porém, essa modalidade terapêutica específica ainda é escassa e deve ser desenvolvida no Brasil.

Page generated in 0.1179 seconds