• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 237
  • 6
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 2
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 248
  • 127
  • 37
  • 33
  • 26
  • 24
  • 24
  • 23
  • 22
  • 21
  • 19
  • 18
  • 17
  • 16
  • 16
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Causalidade: uma abordagem teórica

Silva, Vera Lucia Louzada 03 1900 (has links)
Submitted by Beatriz_ Estagiaria (marcianb@ig.com.br) on 2012-01-26T11:47:45Z No. of bitstreams: 1 000017796.pdf: 20351906 bytes, checksum: 2a63956c017032bb39fc68a9d1f0f807 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-01-26T11:49:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000017796.pdf: 20351906 bytes, checksum: 2a63956c017032bb39fc68a9d1f0f807 (MD5) / O trabalho desenvolvido tem por objetivo uma sistematização teórica do estudo do conceito da causalidade na Psicologia. Aborda a contribuição da Epistemologia nas obras de Hume, Kant e Maine Biran e, mais recentemente, Mario Bunge, e da Epistemologia Genética nos estudos desenvolvidos por Jean Piaget. Na Psicologia Contemporânea, temos a obra dos psicólogos K. Koffka, W. Köhler e S. Asch dentro da Psicologia da Gestalt, que apresenta relevante in fluência nos atuais trabalhos desenvolvidos' em Psicologia sobre o conceito de causalidade. A posição gestaltista aparece influenciando a obra de Michotte, de caráter fenomenológico. Ainda, em todo o trabalho dos psicólogos sociais em 'relação à causalidade. Inicialmente em Heider, o qual formula a noção de atribuição de causalidade, objeto de estudos por vários autores, entre os quais destacamos Jones e Davis, Kelley e Kruglanski. Concluímos considerando, em termos avaliativos, as diversas perspectivas teóricas apresentadas, o que nos permite um questionamento da posição atual da psicologia nos estudos sobre a causalidade.
2

Desenvolvimento ontogenético da noção de causalidade

Carneiro, Eliane Gerk Pinto 17 January 1984 (has links)
Submitted by Nathanne_estagiaria Silva (nathanne.silva@fgv.br) on 2012-02-02T16:47:28Z No. of bitstreams: 1 000029010.pdf: 9704066 bytes, checksum: 14fbe5cbf7985cb5381c26363318dc68 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-02-02T16:47:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000029010.pdf: 9704066 bytes, checksum: 14fbe5cbf7985cb5381c26363318dc68 (MD5) / This thesis is intended to offer an interpretation for the intersection of Social Psychology and Developmental Psychology in the area of the causality concept development. The current situation of investigation in this field has been critically analysed, in order to encourage new researches as well as the adaptation of teaching and learning methodologies related to empirical knowedge. The text starts with an overview of the philosophical conceptions meant to identify the origins of the different questions that will then he considered by Psychology. The next three chapters present three psychological models for the investigation of causality: the Perceptual Model, the Psychogenetic Model and the Social Model. The empirical evidence obtained in approximately fofty years of research is then assessed in order to evaluate the different directions taken by the principal trends of investigation. The psychogenetic models is finally evaluated in the light of the results obtained in the tests to which its hypotheses were submitted, and further research is suggested so as to integrate the three models that have been presented. / Este trabalho constitui uma proposta de interpretação das interseções da psicologia social e do desenvolvimento, realizada através de uma análise crítica do estado atual das pesquisas acerca do desenvolvimento da noção de causalidade, com o objetivo de incentivar quer estudos e novas investigações, quer a adequação de técnicas de ensino e aprendizagem relativos aos conhecimentos empíricos. Inicialmente, procede-se a um exame das concepções filosóficas, procurando-se identificar as origens das diferentes problemáticas posteriormente tratadas pela psicologia. Em seguida, são abordados três modelos psicológicos de investigação da causalidade: modelo perceptivo, modelo psicogenético e modelo social. A evidência empírica obtida durante aproximadamente meio século de pesquisas é apreciada ,a fim de avaliar os rumos que as principais linhas de investigação têm tomado. Finalmente, efetua-se uma avaliação do modelo psicogenético através da apreciação dos resultados dos testes a que suas hipóteses foram submetidas. Sugere-se, então, uma linha de pesquisa que integre aspectos de todos os modelos apresentados.
3

O real como (im)possibilidade no texto saussuriano

Maliska, Maurício Eugênio January 2002 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-Graduação em Lingüística. / Made available in DSpace on 2012-10-20T02:08:41Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2015-02-04T20:53:10Z : No. of bitstreams: 1 184737.pdf: 1926445 bytes, checksum: fa6bdba21c1032f8c25aebbf4f715685 (MD5) / Esta dissertação é uma tentativa de apresentar uma leitura do Curso de Lingüística Geral permeada sobretudo pelo conceito de real em Psicanálise. Trata-se de ler o tema da origem, através da causalidade - presente de forma subentendida nos conceitos de arbitrariedade, mutabilidade, sincronia e valor, vislumbrando a relação que mantêm com o real. Para isso, utilizamos como texto base a edição publicada por Bally e Sechehaye, bem como textos de Freud e Lacan. Nossa leitura aponta para o real presente no bojo da causalidade subentendida nos conceitos já citados, chamando a atenção para a relação que mantêm com aquilo que é da ordem do impossível, com aquilo que resiste a uma inscrição no campo simbólico, com o real que não se escreve. Da arbitrariedade à teoria do valor, o real está presente na causalidade da língua em Saussure.
4

Consumo de energia e crescimento econômico em Pernambuco: uma análise de Causalidade de Granger

ANGELO, Lívia de Cerqueira 31 January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T17:36:38Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo3627_1.pdf: 862285 bytes, checksum: 1049138532349bcb5e75eb7e8b01f6ea (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2009 / Faculdade de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco / Este trabalho busca analisar se existe uma relação de causalidade no sentido de Granger entre Produto Interno Bruto e Consumo de eletricidade no estado de Pernambuco no período que compreende os anos de 1976 a 2005. Para isto é aplicada uma metodologia proposta por Toda e Yamamoto (1995), que consiste na imposição de restrições nos parâmetros de um Vetor Auto Regressivo (VAR) em nível. O número de defasagens do VAR é determinado através do teste Dickey- Fuller e pelos Critérios de AIC e SBC. Os resultados encontrados indicam a existência de raízes unitárias para as variáveis em estudo, o que significa dizer que a ordem máxima de integração do modelo é 1 bem como que o número ótimo de defasagens também é igual a 1. Assim estimou-se um VAR (2) e, a partir das restrições impostas a este VAR, constatou-se que, com base nos dados analisados, não há evidências para a existência de causalidade entre as variáveis. Vale ressaltar que resultados semelhantes a este também foram encontrados por Yu e Hwang ao testarem essa relação de causalidade para os estados Unidos, para o Reino Unido e para a Polônia bem como por Galip e Erdal para a Turquia
5

A relação entre rentabildade e participação de mercado das modalidades de fundos de investimentos no Brasil

Wessling, Eloir January 2007 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Economia / Made available in DSpace on 2012-10-23T03:47:57Z (GMT). No. of bitstreams: 1 242239.pdf: 287375 bytes, checksum: 1c8d218d205e44d5a0d9c8531c63c0c5 (MD5) / O objetivo central deste trabalho é o de encontrar a relação entre rentabilidade e participação de mercado das modalidades de fundos de investimentos no período 01/2002 a 06/2006. Esta relação poderá trazer a informação adicional de que os mercados de fundos de investimentos são ou não segmentados. Por meio do teste de causalidade de Granger com a rentabilidade e o market share com periodicidade diária das 24 modalidades de fundos que permaneceram abertas por todo o período estudado foram encontradas poucas relações de causalidade entre as diversas modalidades de fundos, e foi possível evidenciar que os investidores de fundos Renda Fixa e Referenciados não são sensíveis a mudanças no comportamento do mercado de ações. The central purpose of this work is it of finding the relationship between returns and market share of the modalities of mutual funds in the period 01/2002 to 06/2006. This relationship can bring us the additional information that the markets of mutual funds are or no segmented. Through test of causality of Granger with the returns and the market share with daily periodicity of the 24 modalities of funds that stayed open for the whole period studied. They were found few causality relationships among the several modalities of funds, and it was possible to evidence that the investors of funds Renda Fixa and Referenciados are not sensitive to changes in the behavior of the market of actions.
6

A questão da explicação causal em história

Maar, Alexander Weller January 2008 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Filosofia. / Made available in DSpace on 2012-10-24T05:45:19Z (GMT). No. of bitstreams: 0 / Durante as últimas décadas os historiadores evitaram a palavra "causalidade", acreditando que uma asserção causal haveria necessariamente de conduzir a explicações deterministas, e fazendo assim, estariam negando o livre arbítrio do agente histórico. Por outro lado, filósofos têm se ocupado dessa questão, e procurado verificar de que maneira as relações causais estão presentes nas ciências humanas. Este trabalho apresenta uma breve história da idéia de causalidade na escrita da história, partindo desde as concepções metafísicas até as analíticas. Sobre estas últimas apresentarei alguns dos problemas comumente discutidos e ilustrá-los-ei com exemplos históricos. No segundo capítulo discutirei a abordagem neopositivista da história, que procurou equipará-la com as ciências físicas. Essa tese afirma que os historiadores, ao contrário do que normalmente se diz, deveriam se ocupar com as questões gerais, e buscar por leis causais, ainda que probabilísticas. Esse pensamento entende que a única fonte segura de conhecimento científico e, conseqüentemente de explicações causais, é o modelo nomológico-dedutivo. A partir de minhas leituras e críticas de alguns textos de Hempel e Nagel, procurarei demonstrar que o modelo proposto, batizado por Dray como "leis de cobertura", não se aplica em história devido à própria natureza do conhecimento histórico que não nos permite a confirmação de regularidades observáveis que levem a leis. Defenderei o uso de outras formas de fornecer explicações causais, como a noção de causa intencional. Esta última tem em Donald Davidson um de seus maiores defensores. Ele relaciona o mundo do mental com o físico e derruba a tradicional distinção entre causas e razões, propondo que razões podem ser causas, no sentido de que a intenção do agente causa seu movimento do corpo. Meu objetivo final é defender que a escrita da história faz uso de relações causais, mas que seus tipos de explicação causal não são nomológicos, mas de outro tipo, genéticos, intencionais, etc. Ao invés de recusar a causalidade, os historiadores deveriam rejeitar apenas a utilização de leis, visto que a natureza de suas explicações são descrições de eventos particulares de forma racional, mas não propriamente científica. A presença da causalidade nos textos históricos é a única forma de manter a história nos trilhos de uma atividade racional e que procura confirmar as teorias nas evidências empíricas.
7

Atribuição de causalidade em presos, amputados e cegos: aceitação e luta contra o infortúnio

Dela Coleta, José Augusto January 1980 (has links)
Submitted by Estagiário SPT BMHS (spt@fgv.br) on 2012-04-02T11:34:36Z No. of bitstreams: 1 000014252.pdf: 14797775 bytes, checksum: 3dbb1cbc9194cdb74fd7fff8b1a70cb0 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-04-02T11:35:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000014252.pdf: 14797775 bytes, checksum: 3dbb1cbc9194cdb74fd7fff8b1a70cb0 (MD5) / This work has the following objectives: (a) to verify the processes of causal and responsibility attribution used by prisoners, blinds and physically handicapped individuals in accounting for the events that lee to their misfortune; (b) to determine the relationship between the attribution processes used by the subjects and their coping responses; (c) to asses the utility of the theories of 'desire for control', 'just world' and 'defensive attribution' in the explanation of the events by the subjects; (d) to determine the influence of self-esteem, belief in a just world, locus of control and religious feeling on the attribution process; .(e) finally, to compare actors and observers insofar as causal attribution to the misfortune events is concerned. The first part consists of a review of the main theoretical contributions to the phenomenon of causal attribution in social psychology as well as of the research work related to it; its length is justified by the inexistence of texts of such nature in Portuguese. The second part is dedicated to the analysis of the responses given to scales and questionnaires by 43 subjects put in jail for having committed homicide or for having assalted to steal property, 40 physically handicapped of upper or lower members, 35 blinds (congenital or acquired), and 138 observers matched in age, socio-economic status and school level to the actors. The results indicated differences in the attributional processes employed by subjects with different types of misfortunes, as well as in the utilization of principles that inspire the three attribution theories considered. Differences are also found when actors are compared with observers. The results further show the relationship between psychological variables measured and causal attribution, as well as the influence of such variables upon the process of coping with the misfortune. / Os objetivos deste trabalho compreendem a determinação: (a) dos processos de atribuição de causalidade e responsabilidade empregados, por sujeitos presos, cegos e amputados, na explicação dos eventos que os vitimaram; (b) da relação entre os processos de atribuição de causalidade e as respostas de combate a situação; (c) da eficácia das teorias de busca de controle, mundo justo e atribuição defensiva na explicação dos eventos por parte dos sujeitos: (d) da influência do sentimento de auto-estima, crença no mundo justo, 'locus' de controle e sentimento de religiosidade, na atribuição de causalidade; (e) de como os observadores emparelhados aos atores atribuição da causalidade e responsabilidade aos eventos vitimadores. A parte inicial consiste em uma revisão das principais contribuições teóricas ao fenômenos da atribuição de causalidade em psicologia social e das pesquisas a ele relacionadas; sua extensão se justifica pela inexistência de textos desta natureza em nossa língua. A segunda parte compreende a análise das respostas a conjunto de questionários e escalas fornecidas por 43 sujeitos presos por homicídio ou assalto, 40 amputados de membro superior ou inferior, 35 cegos congênitos ou adquiridos, e de 138 sujeitos observadores a eles emparelhados em idade, nível sócio-econômico e escolaridade. Os resultados indicam diferenças no processo de atribuição de causalidade empregado pelos sujeitos com perdas diversas e na utilização de princípios das três teorias consideradas. O mesmo se verifica quando se comparam sujeitos atores e observadores. Os dados mostram ainda relações entre as variáveis psicológicas e o processo de atribuição de causalidade, bem como a influência destas variáveis no processo de luta contra a perda sofrida.
8

Perfil dos eventos adversos registrados nos estudos de bioequivalência realizados na Unidade de Farmacologia Clínica no período de 2000 a 2003 / Profile of adverse events in bioequivalence trials at the Clinical Pharmacology Unit since 2000 to 2003

Guzzo, Giovanni Carvalho January 2004 (has links)
GUZZO, Giovanni Carvalho. Perfil dos eventos adversos registrados nos estudos de bioequivalência realizados na Unidade de Farmacologia Clínica no período de 2000 a 2003. 2004. 117 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2004. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2012-04-02T12:19:16Z No. of bitstreams: 1 2004_dis_gcguzzo.pdf: 619398 bytes, checksum: fe55ff72b0d5075ea8982d85be577343 (MD5) / Approved for entry into archive by Eliene Nascimento(elienegvn@hotmail.com) on 2012-04-04T11:26:30Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2004_dis_gcguzzo.pdf: 619398 bytes, checksum: fe55ff72b0d5075ea8982d85be577343 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-04-04T11:26:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2004_dis_gcguzzo.pdf: 619398 bytes, checksum: fe55ff72b0d5075ea8982d85be577343 (MD5) Previous issue date: 2004 / The inexistence of medicines that act only in one target cell leads to a possible interaction at others cell structures which are not related to their therapeutic action, coming to the appearance of adverse drug reactions (ADR). The Pharmacovigillance System may lead to a better ADR analysis at a health or research institution, making itself essential for adverse events (AE) registering throughout clinical trials and more efficient investigation and notification afterwards. With the objective of evaluation of AE registered during bioequivalence trials, it was done a retrospective analysis of the voluntaries profiles from these trials in the period of 2000 to 2003. It was evaluated the frequency and the incidence of the events observed from the main pharmacological groups involved in the trials. For the two events more frequent from each pharmacological group, it was evaluated their causuality registered according to the present information found at the scientific literature. A total of 625 AE were analyzed with a mean value of 156 events per year, an incidence of 55,8% of AE per trial and a frequency of 13,89%. To make a standard causuality classification, it was proposed a specific classificatory model for bioequivalence trials. Therefore, the implementation of a standard method for AE causuality classification is essential for a better interpretation and safer notification of ADR. / A inexistência de medicamentos que atuem exclusivamente em um único alvo celular permite a possível interação com outras estruturas que não estão relacionadas com sua ação terapêutica, vindo a gerar reações adversas a medicamentos (RAM). O sistema da Farmacovigilância viabiliza uma melhor análise de RAM em uma instituição de saúde ou de pesquisa necessita, tornando-se fundamental para o registro de eventos adversos durante estudos clínicos, posterior investigação e notificação dos mesmos. Com o objetivo de avaliar os registros de eventos adversos de ensaios clínicos de bioequivalência, realizou-se uma análise retrospectiva dos prontuários de voluntários desses ensaios no período de 2000 a 2003. Foram avaliadas a freqüência e a incidência dos eventos observados dos principais grupos farmacológicos envolvidos nos ensaios. Para os dois eventos mais freqüentes de cada grupo farmacológico, avaliou-se sua causalidade registrada no estudo com as informações presentes na literatura científica. Um total de 625 eventos adversos foram analisados, com uma média de 156 eventos por ano, incidência de 55,8% de eventos adversos por ensaio e freqüência de 13,89%. Para a padronização da classificação de causalidade, propôs-se um modelo classificatório específico para ensaios de bioequivalência Faz-se, então, viável a implementação de um método padronizado de classificação de causalidade de eventos adversos para uma melhor interpretação e notificação segura de reações adversas.
9

Causalidade entre rende e saúde para dados em painel nos anos de 1990 a 2011

Spíndola, Artur Freitas 03 April 2014 (has links)
Submitted by Suethene Souza (suethene.souza@ufpe.br) on 2015-03-13T16:23:09Z No. of bitstreams: 2 DISSERTAÇÃO Arthur Feitas Espíndola.pdf: 906288 bytes, checksum: 1327e4bec20574bb01f854ccd855f6b7 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-13T16:23:10Z (GMT). No. of bitstreams: 2 DISSERTAÇÃO Arthur Feitas Espíndola.pdf: 906288 bytes, checksum: 1327e4bec20574bb01f854ccd855f6b7 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2014-04-03 / CAPES / A melhoria do bem-estar social está diretamente ligada a aumentos na renda e na saúde dos indivíduos. O Brasil tem passados nos últimos anos por uma ampliação considerável de políticas públicas voltadas tanto para renda, quanto para saúde, aumentando o nível desses agregados, o que torna a compreensão desta relação um instrumento eficaz para o direcionamento dessas políticas. Tendo em mente a importância desse tema e a pequena quantidade de trabalhos que o abordam no âmbito nacional, este estudo tem o objetivo de testar a direção de causalidade entre essas variáveis para anos mais atuais, a fim de verificar como as mudanças no nível de renda e saúde podem ter alterado essa direção. Para atingir a este propósito será aplicado o teste de causalidade de Grange proposto por Holtz-Eakin, Newey e Rosen (1988) para dados em painel com os estados do Brasil entre os anos de 1990 a 2011. O mesmo teste também será aplicado para os estados mais pobres (Norte-Nordeste), tendo em vista o alto grau de desigualdade ainda presente nessas regiões. Os resultados apontam para uma relação bi- causal para o Brasil, indicando que tanto a renda causaria a saúde, como o contrário, evidenciando a importância de políticas públicas que afetem as variáveis em conjunto. Quando analisando apenas os estados de menores rendas, as direções de causalidade dependiam do número de defasagens considerados. Paralelamente, procurou-se determinar a relação de causalidade entre a taxa de pobreza (P0) e saúde, obtendo uma relação unidirecional da saúde sobre pobreza, quando considerados todos os estados brasileiros, e causalidade unidirecional da pobreza sobre a saúde, quando se levava em conta apenas os estados das regiões Norte e Nordeste.
10

Componente endogeno do premio de risco Brasil

Vieira, Thiago Said 03 August 2018 (has links)
Orientador: Otaviano Canuto dos Santos Filho / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia / Made available in DSpace on 2018-08-03T15:15:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Vieira_ThiagoSaid_M.pdf: 553771 bytes, checksum: aa0530e596d8a2a2a59f141f6f646b9b (MD5) Previous issue date: 2003 / Mestrado

Page generated in 0.057 seconds