• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 2
  • Tagged with
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Consumo de energia e crescimento econômico em Pernambuco: uma análise de Causalidade de Granger

ANGELO, Lívia de Cerqueira 31 January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T17:36:38Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo3627_1.pdf: 862285 bytes, checksum: 1049138532349bcb5e75eb7e8b01f6ea (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2009 / Faculdade de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco / Este trabalho busca analisar se existe uma relação de causalidade no sentido de Granger entre Produto Interno Bruto e Consumo de eletricidade no estado de Pernambuco no período que compreende os anos de 1976 a 2005. Para isto é aplicada uma metodologia proposta por Toda e Yamamoto (1995), que consiste na imposição de restrições nos parâmetros de um Vetor Auto Regressivo (VAR) em nível. O número de defasagens do VAR é determinado através do teste Dickey- Fuller e pelos Critérios de AIC e SBC. Os resultados encontrados indicam a existência de raízes unitárias para as variáveis em estudo, o que significa dizer que a ordem máxima de integração do modelo é 1 bem como que o número ótimo de defasagens também é igual a 1. Assim estimou-se um VAR (2) e, a partir das restrições impostas a este VAR, constatou-se que, com base nos dados analisados, não há evidências para a existência de causalidade entre as variáveis. Vale ressaltar que resultados semelhantes a este também foram encontrados por Yu e Hwang ao testarem essa relação de causalidade para os estados Unidos, para o Reino Unido e para a Polônia bem como por Galip e Erdal para a Turquia
2

Elasticidades-preço e renda da demanda domiciliar de eletricidade: estimação econométrica com dados da POF 2008/2009

Dias, Tuanne Ferreira 24 April 2015 (has links)
Submitted by Renata Lopes (renatasil82@gmail.com) on 2015-12-07T10:24:44Z No. of bitstreams: 1 tuanneferreiradias.pdf: 1099690 bytes, checksum: 05da37de69cda810521f3f31c67e3bbd (MD5) / Approved for entry into archive by Adriana Oliveira (adriana.oliveira@ufjf.edu.br) on 2015-12-07T21:38:15Z (GMT) No. of bitstreams: 1 tuanneferreiradias.pdf: 1099690 bytes, checksum: 05da37de69cda810521f3f31c67e3bbd (MD5) / Made available in DSpace on 2015-12-07T21:38:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tuanneferreiradias.pdf: 1099690 bytes, checksum: 05da37de69cda810521f3f31c67e3bbd (MD5) Previous issue date: 2015-04-24 / CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / O presente estudo tem como objetivo obter estimativas de elasticidades-preço, renda e relativas a outras variáveis para a demanda domiciliar de eletricidade segundo 20 grupos da população brasileira em 2008/2009. Os grupos são definidos segundo classes socioeconômicas e regiões macroeconômicas. Tal objetivo é motivado pelo fato de haver poucos estudos na literatura para a demanda domiciliar de eletricidade usando microdados de forma tão pouco desagregada. Para tanto, são usados microdados domiciliares da POF de 2008/2009 do IBGE. A POF 2002/2003 também é usada com o objetivo de comparação entre os dados na análise descritiva, mas não de estimação. Sendo a POF uma amostra de dados complexos, para obter resultados coerentes, considera-se o plano amostral nas estimações e também os pesos de expansão, o que leva ao uso de mínimos quadrados ponderados. Os resultados sugerem que as regiões mais sensíveis ao aumento do preço da energia são Centro-Oeste e Sul e as menos sensíveis Norte e Nordeste, ou seja, o consumo para essas últimas regiões pouco se alterariam com o aumento do preço. Já um aumento na renda domiciliar, as regiões Norte, Nordeste e Sudeste aumentariam mais o consumo de energia elétrica do que as regiões Centro-Oeste e Sul. / This study develops estimates of price and income elasticities, and with regard to other variables, for household electricity demand across 20 groups of the Brazilian population in 2008/2009. The groups are set according to socioeconomic classes and macroeconomic regions. The motivation is the fact that there are few studies in the literature for household electricity demand using microdata so as little broken. Thus, we used household microdata from IBGE’s survey of family budgets POF 2008/2009. The POF 2002/2003 are also used for comparison purposes within the descriptive data analysis, but are not used for estimation. As the POF a complex data survey, in order to obtain consistent results the sampling plan is considered in the estimates including the expansion weights, which led to the use of weighted least squares. The results suggest that regions which are most sensitive to rising energy prices are the Midwest and South, while the North and Northeast are less sensitive, ie the consumption for the latter regions would change little with the price increase. Yet an increase in household income, the North, Northeast and Southeast further increase the power consumption than the Midwest and South.

Page generated in 0.0976 seconds