• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 468
  • 6
  • 2
  • Tagged with
  • 478
  • 117
  • 101
  • 89
  • 85
  • 67
  • 55
  • 53
  • 45
  • 39
  • 38
  • 35
  • 35
  • 34
  • 33
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Biodeterioreção produzida por biofilmes de fungos e cianobactérias nas ruínas jesuíticas das Missões e avaliação do seu controle

Barrionuevo, Martín Ruben Espartaco January 2004 (has links)
As Ruínas das Missões Jesuíticas foram declaradas Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1984. Nesse trabalho foi estudada a degradação das mesmas usando análises físico-químicas, petrológicas e microbiológicas. Amostras de blocos de arenito e pedra itacurú foram tomadas das ruínas de Santa Ana, Loreto, San Ignacio e Santa María no Nordeste da Argentina. Foram realizados estudos microbiológicos convencionais e de microscopia de varredura eletrônica para determinar a biodiversidade da microflora presente nos biofilmes das superfícies. Uma ampla variedade de microrganismos autotróficos e heterotróficos, principalmente cianobactérias, algas e fungos, foram achados, sendo que, nos sítios menos expostos à luz solar, a biodiversidade foi maior. Foi constatada a mobilização microbiana dos íons Fe e Mn do núcleo das pedras para a periferia, formando uma crosta superficial de óxidos minerais, a qual aumenta a suscetibilidade à degradação. Foram testados no laboratório vernizes protetores com três biocidas em dois veículos diferentes, utilizando-se testes em placa de Petri e em câmara tropical com inóculos de fungos filamentosos e cianobactérias isoladas das pedras degradadas. O biocida Coryna® DF (isotiazolinonas + derivados do benzimidazol) mostrou se mais eficiente contra a mistura de fungos, enquanto que o biocida Preventol® MP 260 (3-iodo-2-propinilbutil carbamato) foi mais ativo contra as cianobactérias. O verniz base solvente sem biocida apresentou ligeira ação inibitória contra fungos.
2

Biodeterioreção produzida por biofilmes de fungos e cianobactérias nas ruínas jesuíticas das Missões e avaliação do seu controle

Barrionuevo, Martín Ruben Espartaco January 2004 (has links)
As Ruínas das Missões Jesuíticas foram declaradas Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1984. Nesse trabalho foi estudada a degradação das mesmas usando análises físico-químicas, petrológicas e microbiológicas. Amostras de blocos de arenito e pedra itacurú foram tomadas das ruínas de Santa Ana, Loreto, San Ignacio e Santa María no Nordeste da Argentina. Foram realizados estudos microbiológicos convencionais e de microscopia de varredura eletrônica para determinar a biodiversidade da microflora presente nos biofilmes das superfícies. Uma ampla variedade de microrganismos autotróficos e heterotróficos, principalmente cianobactérias, algas e fungos, foram achados, sendo que, nos sítios menos expostos à luz solar, a biodiversidade foi maior. Foi constatada a mobilização microbiana dos íons Fe e Mn do núcleo das pedras para a periferia, formando uma crosta superficial de óxidos minerais, a qual aumenta a suscetibilidade à degradação. Foram testados no laboratório vernizes protetores com três biocidas em dois veículos diferentes, utilizando-se testes em placa de Petri e em câmara tropical com inóculos de fungos filamentosos e cianobactérias isoladas das pedras degradadas. O biocida Coryna® DF (isotiazolinonas + derivados do benzimidazol) mostrou se mais eficiente contra a mistura de fungos, enquanto que o biocida Preventol® MP 260 (3-iodo-2-propinilbutil carbamato) foi mais ativo contra as cianobactérias. O verniz base solvente sem biocida apresentou ligeira ação inibitória contra fungos.
3

Biodeterioreção produzida por biofilmes de fungos e cianobactérias nas ruínas jesuíticas das Missões e avaliação do seu controle

Barrionuevo, Martín Ruben Espartaco January 2004 (has links)
As Ruínas das Missões Jesuíticas foram declaradas Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1984. Nesse trabalho foi estudada a degradação das mesmas usando análises físico-químicas, petrológicas e microbiológicas. Amostras de blocos de arenito e pedra itacurú foram tomadas das ruínas de Santa Ana, Loreto, San Ignacio e Santa María no Nordeste da Argentina. Foram realizados estudos microbiológicos convencionais e de microscopia de varredura eletrônica para determinar a biodiversidade da microflora presente nos biofilmes das superfícies. Uma ampla variedade de microrganismos autotróficos e heterotróficos, principalmente cianobactérias, algas e fungos, foram achados, sendo que, nos sítios menos expostos à luz solar, a biodiversidade foi maior. Foi constatada a mobilização microbiana dos íons Fe e Mn do núcleo das pedras para a periferia, formando uma crosta superficial de óxidos minerais, a qual aumenta a suscetibilidade à degradação. Foram testados no laboratório vernizes protetores com três biocidas em dois veículos diferentes, utilizando-se testes em placa de Petri e em câmara tropical com inóculos de fungos filamentosos e cianobactérias isoladas das pedras degradadas. O biocida Coryna® DF (isotiazolinonas + derivados do benzimidazol) mostrou se mais eficiente contra a mistura de fungos, enquanto que o biocida Preventol® MP 260 (3-iodo-2-propinilbutil carbamato) foi mais ativo contra as cianobactérias. O verniz base solvente sem biocida apresentou ligeira ação inibitória contra fungos.
4

Biodiversidade e potencial biotecnológico de leveduras e fungos leveduriformes associados ao filoplano de bromélias do Parque de Itapuã-Viamão/RS

Landell, Melissa Fontes January 2006 (has links)
As bromélias abrigam uma grande diversidade de organismos. O objetivo do presente trabalho foi analisar a biodiversidade de leveduras e fungos leveduriformes presentes no filoplano de bromélias e avaliar seu potencial biotecnológico. Foram coletadas 50 amostras de folhas de bromélias no Parque Estadual de Itapuã/RS (Praia da Pedreira e Praia de Fora). Fragmentos das folhas foram submetidos a lavagens sucessivas com 0,5%Tween 20. Diluições decimais seriadas da última lavagem, amostras de água dos tanques de bromélias e de flores foram inoculadas em meio YM modificado e incubadas a 25°C por 5-7 dias. Representantes dos diferentes morfotipos foram purificados e identificados pela metodologia convencional. A análise da biodiversidade foi realizada através do índice de Shannon-Weaver. Dos 191 isolados obtidos, 182 foram identificados, sendo 11% leveduras de afinidade ascomicética, 67,6% de afinidade basidiomicética, 19,8% de fungos leveduriformes e 1,6% de algas. Doze isolados de leveduras tiveram as regiões ITS e D1/D2 do 26SrDNA sequenciadas e pertencem a uma espécie ainda não descrita do gênero Rhodotorula. A diversidade e a riqueza de leveduras foram maiores na Praia da Pedreira (H=3,225 e S=34) que na Praia de Fora (H=2,820 e S=26). Cento e noventa e um isolados tiveram sua capacidade para produzir enzimas testada. Desses, 40,2% foram positivos para amilase, 49,2% para caseinase, 14,8% para gelatinase, 58,0% para celobiase, 36,0% para lactase e 61,3% para esterase. O filoplano das bromélias apresentou uma grande biodiversidade de leveduras e fungos leveduriformes,.demonstrando ser um bom substrato para o isolamento de leveduras produtoras de enzimas de interesse industrial.
5

Avaliação do impacto do herbicida glifosato na microbiota do solo e biodegradação por cepas de Fusarium

Castro Junior, João Vieira de January 2006 (has links)
Investigou-se o impacto e a biodegradação do glifosato pela microbiota do solo. O solo utilizado foi (Argissolo vermelho distrofico arênico) coletado a 30 e 60 cm de profundidade onde foi quantificado a taxa de CO2 produzido e as UFC de bactérias e fungos . Foram utilizadas 5 cepas de fungos filamentosos pertencentes do gênero Fusarium crescidos em meio de cultura Czapeck com adição de glifosato, no qual foram testadas: a utilização como substrato, a concentração máxima inibitória e a biodegradação em agitador e em biorreator. Foi observado que a introdução do herbicida no solo não apresentou efeito negativo sobre a microbiota e que a população de bactérias cultiváveis foi mais numerosa que a de fungos. Dentre as cepas testadas nenhuma foi inibida pela presença do glifosato, mesmo a altas concentrações. Todas as cepas estudadas foram capazes de biodegradá-lo e utilizá-lo como fonte de nutriente. A formação de consórcio não apresentou maior eficiência na metabolização do composto quando comparado as culturas crescidas puras, sendo a biodegradação em biorreator mais eficiente que aquela realizada em agitador horizontal.
6

Caracterização de fungos micorrízicos arbusculares autóctones de parreirais da Serra Gaúcha e otimização de métodos de multiplicação em espécies aromáticas para aplicação na fruticultura

Silveira, Samar Velho da January 2006 (has links)
Este estudo teve por objetivos realizar a caracterização morfológica e molecular dos fungos micorrízicos arbusculares (FMA) autóctones de parreirais da Serra Gaúcha; a otimização do método de produção de inóculos de FMA em plantas aromáticas; além de verificar a eficiência destes inóculos em porta-enxertos de plantas frutíferas. Coletouse solo rizosférico e raízes secundárias de videira em vinte parreirais distribuídos em cinco cidades da Serra Gaúcha (Bento Gonçalves, Caxias, Garibaldi, Nova Pádua e Farroupilha), amostrando-se quatro parreirais por município. A identificação morfológica dos esporos presentes nas amostras foi realizada através de microscopia óptica. A caracterizarão molecular foi realizada por PCR-TTG e seqüenciamento da região rDNA 18S dos esporos previamente identificados pela microscopia. Para a PCR foi utilizado DNA oriundo dos esporos isolados e também de macerado de raízes. Pelo método morfológico, identificaram-se 33 espécies distribuídas em 8 gêneros distintos de FMA. Obtiveram-se quatro perfis moleculares por PCR -TTGE do rDNA 18S de raízes e cinco perfis moleculares por PCR -TTGE do rDNA 18S de esporos das espécies. Através do alinhamento de seqüências obtidas da região de rDNA 18S com as seqüências depositadas no banco de dados NCBI foi possível identificar 7 espécies de FMA. Foram testadas três espécies de plantas aromáticas, hortelã pimenta (Mentha piperita L.), orégano (Origanum vulgare L.) e melissa (Melissa officinalis L.) como multiplicadoras de três espécies de FMA (Glomus clarum Nicol. & Schenck, Glomus etunicatum Becker & Gerd. e Acaulospora sp.) em dois volumes de recipiente (bandeja de isopor com alvéolo de 40 ml e bandeja de isopor com alvéolo de 100 ml). Verificouse a eficiência das plantas aromáticas para produzirem os inóculos destas três espécies de FMA, na colonização do sistema radicular e no desenvolvimento vegetativo de portaenxertos de videira (cv. SO4), citros (cv. Citrange Troyer) e, como dados complementares, em pessegueiro (cv. Okinawa). As plantas aromáticas estudadas multiplicaram com sucesso as espécies de FMA, sendo o inóculo gerado pelas mesmas eficiente em colonizar os porta-enxertos Citrange Troyer, SO4 e Okinawa, propiciando, inclusive, melhor desenvolvimento vegetativo aos dois últimos.
7

Caracterização de uma beta-glicosidase de Monascus purpureus / Characterization of a Monascuc purpureus beta-glucosidase

Daroit, Daniel Joner January 2007 (has links)
β-glicosidases são enzimas que catalisam a hidrólise de ligações β-glicosídicas, e diversas aplicações biotecnológicas são postuladas para β-glicosidases microbianas. Este estudo apresenta a triagem de substratos para a produção de uma β-glicosidase extracelular por Monascus purpureus NRRL1992 em cultivo submerso, bem como a purificação parcial e a caracterização da enzima. A produção da enzima demonstrou ser indutível e controlada por repressão catabólica. A maior produção de β-glicosidase foi observada com a utilização de resíduo de uva e peptona como substratos. A purificação parcial da β-glicosidase envolveu a precipitação com acetona e etapas de cromatografia líquida (gel-filtração e interação hidrofóbica), resultando em fator de purificação de 92 vezes e recuperação de 23% a partir do extrato bruto. A enzima apresentou atividade ótima em amplas faixas de temperaturas e pHs frente ao substrato p-nitrofenil-β-D-glicopiranosídeo (pNPβG), sendo selecionadas as condições de 50 °C e pH 5,5. A β-glicosidase demonstrou ser moderadamente termoestável, apresentando atividade residual de 78% após 120 minutos a 60 °C. Os íons Hg2+ e Cr3+ inibiram a atividade β-glicolítica, provavelmente através de modificações estruturais da enzima. β-mercaptoetanol, SDS, entre outros reagentes não afetaram a catálise. Etanol ou metanol em baixas concentrações estimularam a atividade enzimática, possivelmente devido à atuação da enzima como glicosiltransferase; contudo, o aumento na concentração destes álcoois reduziu a atividade enzimática. A hidrólise de pNPβG, celobiose, maltose, salicina e n-octil-β-D-glicopiranosídeo indica a ampla especificidade da enzima frente à diferentes substratos. As constantes cinéticas Km e Vmax foram definidas para pNPβG, celobiose e maltose, sendo observados valores intermediários para β-glicosidases. Glicose e celobiose inibiram competitivamente a hidrólise de pNPβG. / β-glucosidases are enzymes that catalyse the hydrolysis of β-glycosidic linkages, and various biotechnological applications are proposed for microbial β-glucosidases. This study presents the screening of substrates for extracellular β-glucosidase production by Monascus purpureus NRRL1992 in submerged cultivations, as well as the enzyme partial purification and caracterization. The enzyme production showed to be inducible and controled by catabolic repression. The higher β-glucosidase production was observed with grape residue and peptone as substrates. The β-glucosidase partial purification involved acetone precipitation and liquid chromatography steps (gel-filtration and hydrophobic interaction), resulting in a 92-fold purification factor and a recovery of 23% from the crude extract. The enzyme showed optimal activity in a wide range of temperatures and pH values for p-nitrophenyl-β-Dglucopyranoside (pNPβG) hydrolysis. β-glucosidases are enzymes that catalyse the hydrolysis of β-glycosidic linkages, and various biotechnological applications are proposed for microbial β-glucosidases. This study presents the screening of substrates for extracellular β-glucosidase production by Monascus purpureus NRRL1992 in submerged cultivations, as well as the enzyme partial purification and caracterization. The enzyme production showed to be inducible and controled by catabolic repression. The higher β-glucosidase production was observed with grape residue and peptone as substrates. The β-glucosidase partial purification involved acetone precipitation and liquid chromatography steps (gel-filtration and hydrophobic interaction), resulting in a 92-fold purification factor and a recovery of 23% from the crude extract. The enzyme showed optimal activity in a wide range of temperatures and pH values for p-nitrophenyl-β-Dglucopyranoside (pNPβG) hydrolysis.
8

Aspectos etiológicos e epidemiológicos do complexo Mancha Branca do Milho / Etiological and epidemiological aspects of the maize white leaf spot complex

De Carli, Márcio Luiz January 2008 (has links)
O experimento foi realizado em quatro locais: Cruz Alta, Mato Queimado, Machadinho e Vila Maria no Rio Grande do Sul. A avaliação da severidade da doença foi realizada com escala diagramática representando a porcentagem de área foliar afetada. A Área Abaixo da Curva de Progresso da Doença (AACPD) foi calculada e a média diária das variáveis climáticas como: precipitação, temperatura e umidade relativa foram correlacionadas com os índices da doença. Foram testados modelos matemáticos e os que melhor se ajustaram a curva de progresso da doença foi o linear para o híbrido suscetível, e o exponencial para o híbrido resistente. Observou-se correlação (R²) significativa de algumas variáveis climáticas com os índices da doença. Em geral foi verificado que o híbrido suscetível teve rendimento menor do que o híbrido resistente. Os componentes da resistência analisados (número e tamanho de lesão) se comportaramde maneira conflitante entre os ambientes. Só permitiram detectar diferenças entre os híbridos em dois ambientes estudados A Mancha Branca do Milho é uma doença que atinge as folhas do milho principalmente após o florescimento. Trabalhos sobre a etiologia desta doença não esclareceram qual é o verdadeiro agente etiológico no Brasil. As análises da epidemiologia da doença são importantes para observar as relações do patógeno com seu hospedeiro e a interferência das variáveis climáticas nesse sistema. Portanto, o objetivo deste trabalho foi identificar agentes causais e aspectos epidemiológicos da Mancha Branca do Milho. Para identificar os agentes etiológicos presentes nas lesões, foram coletadas folhas de milho dos híbridos AS1570 e AS 1567 em seis ambientes: Ribeirão Preto (SP), Chapadão do Sul (MS), Guarapuava (PR), Lages (SC), Mato Queimado e Vila Maria (RS). Foram encontrados dois fungos associados às lesões de Mancha Branca do Milho. Phoma sorghina foi o fungo predominante em quatro ambientes e Phoma sp. apenas em dois ambientes. Para o estudo da epidemiologia foram semeados dois híbridos, o AS32 e o AS3466, suscetível e resistente à Mancha Branca do Milho, respectivamente... / The analyses were done in randomize block design with four replications at locations: Cruz Alta, Mato queimado, Machadinho and Vila Maria in Rio Grande do Sul. Disease index was assessed percentage of leaf area affected. The Area Under Disease Progress Curve (AUDPC) was calculated and weather variables as average daily precipitacion, daily average temperature and daily average relative humidity. Were correlated with the disease index. Mathematical models were tested and the best adjusted to the disease progress curve were the linear model, for the susceptible hybrid, and the exponential model, for the resistant one. Significant correlation was observed for some climatic variables with the disease index. In general, it was verified that the susceptible hybrid had the lowest yields. The components of resistance analized (number and size of lesions) had a conflicting behavior at the environments studied. Differences between hybrids were found only in two environments. The Maize White Leaf Spot is a disease that affects the maize crop mainly at the physiological maturation period. Although knowledge is available about the etiology of this disease, there are many uncertainties about the etiological agent in Brazil. Also, the epidemiological analysis of the disease is important to observe disease patterns in relation to weather conditions. Therefore, the objective of this work was to identify the causal agents and to study epidemiological aspects of the Maize White Leaf Spot. Leaves of maize hybrids of AS1570 and AS1567 were collected in six different environments: Ribeirão Preto (SP), Chapadão do Sul (MS), Guarapuava (PR), Lages (SC), Mato queimado and Vila Maria (RS). In these locations two fungi had been found associated with the lesions: Phoma Sorghina was the predominant fungi in the four locations and Phoma sp. was found in higher frequency in two. For the epidemiological study, two hybrids were sown: the AS32 and the AS3466, respectively susceptible and resistant to the Maize White Leaf Spot...
9

Avaliação da atividade antimicrobiana dos basidiomicetos Lentinula edodes, Lentinus crinitus, Amauroderma sp. e pycnoporussanguineus.

Carvalho, Maira Peres de January 2007 (has links)
Resumo não disponível
10

Caracterização de uma beta-glicosidase de Monascus purpureus / Characterization of a Monascuc purpureus beta-glucosidase

Daroit, Daniel Joner January 2007 (has links)
β-glicosidases são enzimas que catalisam a hidrólise de ligações β-glicosídicas, e diversas aplicações biotecnológicas são postuladas para β-glicosidases microbianas. Este estudo apresenta a triagem de substratos para a produção de uma β-glicosidase extracelular por Monascus purpureus NRRL1992 em cultivo submerso, bem como a purificação parcial e a caracterização da enzima. A produção da enzima demonstrou ser indutível e controlada por repressão catabólica. A maior produção de β-glicosidase foi observada com a utilização de resíduo de uva e peptona como substratos. A purificação parcial da β-glicosidase envolveu a precipitação com acetona e etapas de cromatografia líquida (gel-filtração e interação hidrofóbica), resultando em fator de purificação de 92 vezes e recuperação de 23% a partir do extrato bruto. A enzima apresentou atividade ótima em amplas faixas de temperaturas e pHs frente ao substrato p-nitrofenil-β-D-glicopiranosídeo (pNPβG), sendo selecionadas as condições de 50 °C e pH 5,5. A β-glicosidase demonstrou ser moderadamente termoestável, apresentando atividade residual de 78% após 120 minutos a 60 °C. Os íons Hg2+ e Cr3+ inibiram a atividade β-glicolítica, provavelmente através de modificações estruturais da enzima. β-mercaptoetanol, SDS, entre outros reagentes não afetaram a catálise. Etanol ou metanol em baixas concentrações estimularam a atividade enzimática, possivelmente devido à atuação da enzima como glicosiltransferase; contudo, o aumento na concentração destes álcoois reduziu a atividade enzimática. A hidrólise de pNPβG, celobiose, maltose, salicina e n-octil-β-D-glicopiranosídeo indica a ampla especificidade da enzima frente à diferentes substratos. As constantes cinéticas Km e Vmax foram definidas para pNPβG, celobiose e maltose, sendo observados valores intermediários para β-glicosidases. Glicose e celobiose inibiram competitivamente a hidrólise de pNPβG. / β-glucosidases are enzymes that catalyse the hydrolysis of β-glycosidic linkages, and various biotechnological applications are proposed for microbial β-glucosidases. This study presents the screening of substrates for extracellular β-glucosidase production by Monascus purpureus NRRL1992 in submerged cultivations, as well as the enzyme partial purification and caracterization. The enzyme production showed to be inducible and controled by catabolic repression. The higher β-glucosidase production was observed with grape residue and peptone as substrates. The β-glucosidase partial purification involved acetone precipitation and liquid chromatography steps (gel-filtration and hydrophobic interaction), resulting in a 92-fold purification factor and a recovery of 23% from the crude extract. The enzyme showed optimal activity in a wide range of temperatures and pH values for p-nitrophenyl-β-Dglucopyranoside (pNPβG) hydrolysis. β-glucosidases are enzymes that catalyse the hydrolysis of β-glycosidic linkages, and various biotechnological applications are proposed for microbial β-glucosidases. This study presents the screening of substrates for extracellular β-glucosidase production by Monascus purpureus NRRL1992 in submerged cultivations, as well as the enzyme partial purification and caracterization. The enzyme production showed to be inducible and controled by catabolic repression. The higher β-glucosidase production was observed with grape residue and peptone as substrates. The β-glucosidase partial purification involved acetone precipitation and liquid chromatography steps (gel-filtration and hydrophobic interaction), resulting in a 92-fold purification factor and a recovery of 23% from the crude extract. The enzyme showed optimal activity in a wide range of temperatures and pH values for p-nitrophenyl-β-Dglucopyranoside (pNPβG) hydrolysis.

Page generated in 0.0385 seconds