• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 497
  • 14
  • 13
  • 13
  • 11
  • 7
  • 5
  • 4
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 518
  • 156
  • 147
  • 100
  • 84
  • 74
  • 62
  • 62
  • 57
  • 54
  • 50
  • 48
  • 47
  • 45
  • 41
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Biologia de Spodoptera frugiperda (J. E. Smith, 1797) (Lepidoptera: Noctuidae) exposta a inseticidas durante a fase larval

Silva, Rosemery Ferraz da [UNESP] 27 August 2004 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:28:36Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2004-08-27Bitstream added on 2014-06-13T18:35:00Z : No. of bitstreams: 1 silva_rf_me_botfca.pdf: 206090 bytes, checksum: d0288cc28838f575fdd2b8c666897008 (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Universidade Estadual Paulista (UNESP) / A localização das lagartas de Spodoptera frugiperda no interior do cartucho-do-milho, muitas vezes, dificulta a absorção da dose de inseticida necessária a sua morte, de tal forma que uma porcentagem significativa de insetos absorvem doses subletais, sofrendo evidentemente alterações na sua biologia e capacidade reprodutiva. Dessa forma, esse trabalho se propôs a verificar a ação de diferentes concentrações de clorpirifós, deltametrina e lufenuron no desenvolvimento larval e performance biológica de S. frugiperda em dieta artificial e natural (folhas de milho) sob condições controladas (em temperatura de 25 +/- 2ºC, umidade relativa de 70 % e fotofase de 14 horas). Folhas de milho foram mergulhadas em soluções contendo clorpirifós nas concentrações 0,15; 0,25; 0,35; 0,50; 0,75; 1,00; 2,00; 4,00; 8,00; 16,00 e 32,00 ppm, deltametrina nas concentrações 0,20 e 0,40 ppm e lufenuron nas concentrações 0,20; 0,50 e 1,00 ppm, em seguida fornecidas para as lagartas, 48 horas após a eclosão. Também foram preparadas dietas artificiais específicas para S. frugiperda contendo os mesmos inseticidas nas respectivas concentrações, onde foram inoculadas lagartas com 48 horas de idade. As observações de mortalidade e desenvolvimento foram realizadas em dias alternados e os dados comparados ao tratamento testemunha, sem tóxico. Verificou-se que as lagartas que se alimentaram tanto em dieta artificial quanto no alimento natural contaminado pelos inseticidas deltametrina e lufenuron não atingiram a fase de pupa, no entanto, muitas lagartas permaneceram vivas por mais tempo do que o período de duração da fase larval da testemunha. Os tratamentos com clorpirifós, apesar de provocarem uma alta mortalidade de lagartas só inviabilizaram a obtenção de adultos a partir da concentração 8,00 ppm. Mesmo nas doses menores,... / The localization of Spodoptera frugiperda larvae in the inner part of maize whorl, turns difficult the absorption of the necessary insecticide dosage to provoke insect mortality, what means that in field conditions, a significant percentage of the insects absorbs sub-lethal dosages, showing evident modifications on their biology and reproduction capacity. This way, the aim of this research was to verify the action of concentrations chlorpyrifos, deltamethrin and lufenuron on larval development and on the biological performance of S. frugiperda fed on artificial and natural diets. Maize leaves were dip in solutions of clorpyrifos at 0.15, 0.25, 0.35, 0.50, 0.75, 1.00, 2.00, 4.00, 8.00, 16.00 and 32.00 ppm, deltamethrin at 0.2 and 0.4 ppm and lufenuron at 0.2, 0.5 and 1.00 ppm. These leaves were immediately offered to 48 hours larvae. Artificial diets, specially developed for S. frugiperda, were also prepared containing the same insecticides at the same concentrations to receive larvae with 48 hours old. The observations of mortality and development were obtained every other day and the data were compared to a check treatment, with no insecticide. It was possible to verify that the larvae fed on artificial or natural diets containing deltamethrin and lufenuron, did not reach the pupal stage, however, many of them stayed alive for a period superior than that observed for the check treatment. The clorpyrifos treatment, dispite its high larval mortality, turned difficult the obtaining of adults from concentration of 8.00 ppm on. Even at low dosages, many survival larvae died during the pupal phase; only for 16.00 and 32.00 ppm the larval mortality reached 100%. When insects are exposed to sub-lethal dosages of insecticides during their larval period of development, they can increase their life cycle, even when they do not afford the insecticide action, nevertheless, those insects that reach the adult stage, do not show any life cycle modifications.
2

Analise citologica de populações de Aedes aegypti (Linnaeus, 1762) e Culex quinquefasciatus Say, 1823 (Diptera, Culicinae)

Gaona, Jairo Campos 30 September 2002 (has links)
Orientadores : Carlos Fernando Salgueirosa de Andrade, Shirlei Maria Recco Pimentel / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-08-02T11:23:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Gaona_JairoCampos_D.pdf: 9246280 bytes, checksum: 639dfd56ca55e2ebca3da8bdcc45116d (MD5) Previous issue date: 2002 / Resumo: No presente estudo foram feitas avaliações da susceptibilidade de Aedes aegypti e Culex quinquefasciatus a inseticidas organofosforados, carbamato e piretróides por meio de bioensaios. Isto permitiu monitorar a resistência em populações destas espécies em Campinas,SP, Campo Grande,MS e Cuiabá,MT. Adicionalmente, foi realizada uma avaliação citológica dos cromossomos politênicos dos túbulos de Malpighi em larvas, pupas e adultos de A. aegypti para as populações de Campinas,SP (Aea-Campus, Aea-Lab, Aea-Unicamp) e Campo Grande,MS (Aea-UFMS, Aeacemitério)- Brasil, para as populações Aea-INS-Bogotá e Aea-Palmira,VA-Colômbia, e para a linhagem padrão Rockefeller. Da mesma forma foram avaliados os cromossomos politênicos de C. quinquefasciatus em populações de Campinas,SP (UNI-R1, UNI-R2), Campo Grande,MS (UFMS-R) e Cuiabá,MT (Cuiabá-R)- Brasil, nas populações Cxq-Palmira,VA e Cxq-INS-Bogotá- Colômbia, e na linhagem padrão IAL. A partir de larvas criadas em baixas temperaturas (18-24°C), bem alimentadas e com pouco estresse por alta densidade populacional foram feitos estudos citológicos usando a técnica convencional de coloração com orceína. Os melhores resultados na obtenção e reproducibilidade dos cromossomos politênicos de A. aegypti e C. quinquefasciatus foram alcançados com túbulos de Malpighi de pupas fêmeas grandes recém formadas (0-4h/18-24°C). Lâminas adequadas também foram obtidas com imagos fêmeas e larvas de 4° estádio avançado. Pode-se considerar que as dificuldades registradas na literatura para estas espécies foram contornadas em 80% para as linhagens avaliadas neste trabalho. Mapas dos cromossomos politênicos para A. aegypti e C. quinquefasciatus foram elaborados. Isto permitiu identificar marcadores cromossômicos para uso na diferenciação dos cromossomos e caracterização citológica das espécies. Em C. quinquefasciatus as regiões centroméricas e a região organizadora do nucléolo são os principais marcadores para identificar os cromossomos, outros grupos de bandas e puffs são característicos nesta espécie como assinalado. O grau de politenia variou entre as linhagens de C. quinquefasciatus, sendo menor na linhagem padrão. Embora o padrão de bandas em C. quinquefasciatus apresente maior resolução que aquele de A. aegypti, nas duas espécies foi possível identificar marcadores cromossômicos característicos e específicos. Nos mapas das linhagens resistentes de C. quinquefasciatus, foi observado na seção 31 do cromossomo 2L, marcador cromossômico do gene amplificado para esterases já associado com a resistência aos organofosforados. Discute-se que o monitoramento de populações de mosquitos de importância médica pode ser viável por meio de bioensaios bem como citologicamente, evidenciando mudanças na susceptibilidade aos inseticidas e levantando a necessidade de vigilância da resistência nas populações avaliadas. Sugere-se que desta forma, estudos populacionais e mapeamento físico de genes poderão ser realizados com cromossomos politênicos de espécies de Culicinae / Abstract: In the present study, evaluations of the susceptibility to organophosphorus, carbamate and pirethroid insecticides of Aedes aegypti and Culex quinquefasciatus were made by means of bioassays. This allowed monitoring the resistance in populations of these species in Campinas, SP, Campo Grande, MS and Cuiabá, MT. Moreover, a cytological evaluation of the polytene chromosomes from Malpighi tubules was undertaken in larvae, pupae and adults from A. aegypti populations: Campinas, SP (Aea-campus, Aea-Lab, Aea-Unicamp) and Campo Grande, MS (AeaUFMS, Aea-cemetery) - Brazil, for the populations Aea-INS-Bogota and Aea-Palmira, VA - Colombia, and for the Rockefeller susceptible standard strain. In the same way the polytene chromosomes from C. quinquefasciatus populations were appraised: Campinas, SP (UNI-R1, UNI-R2), Campo Grande, MS (UFMS-R) and Cuiabá, MT (Cuiabá-R) - Brazil, Cxq-Palmira, VA and Cxq-INS-Bogota - Colombia, and in the IAL susceptible standard strain. Starting with larvae reared in low temperatures (18-24°C), well fed and with little stress due to overcrowding, cytological studies were made using the conventional technique of orcein staining. The best results for obtaining and reproducing the polytene chromosomes of A. aegypti and C. quinquefasciatus were reached with Malpighi tubules of recently emerged big female pupae (O to 4 h / 18-24°C). Adequate slides were also obtained with female adults and 4th advanced instar larvae. It can be considered that the difficulties registered in the literature for these species were avoided in 80% for the strains evaluated in this work. Polytene chromosome maps from A. aegypti and C. quinquefasciatus were also elaborated. This allowed identifying chromosomallandmarks for use in the differentiation of the chromosomes and cytological characterization of species. In C. quinquefasciatus the centromere regions and the nucleolar organizing region (NOR) are the main landmarks to identify the chromosomes. In this species, other groups of bands and puffs are also characteristic landmarks. The degree of politenization varied among the strains of C. quinquefasciatus, being smaller in the standard lineage. Although the pattern of bands in C. quinquefasciatus provides greater resolution than that of A. aegypti, in the two species identification of characteristic and specific chromosome landmarks was possible. In the maps of the resistant strains of C. quinquefasciatus, chromosomal marker of the amplified gene for esterase was associated with resistance to the organophosphorus insecticides and observed in section 31 of chromosome arm 2L. The monitoring of medically important mosquito populations appears to be viable by means of bioassay as well as cytological evaluations, showing changes in the susceptibility to the insecticides and demonstrating the need of surveillance of resistance in the appraised populations. It is suggested that in this way, population studies and physical mapping of genes in species of Culicinae, can be undertaken based on polytene chromosomes / Doutorado / Biologia Celular / Doutor em Biologia Celular e Estrutural
3

Sensibilidade de Ceratitis capitata (Wiedemann, 1824) a inseticidas fosforados, nas condições de laboratório (Diptera: Tephritidae)

Arruda, Vera Licia Vaz de January 1979 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2012-10-15T20:34:18Z (GMT). No. of bitstreams: 0
4

Tentativas de obtenção de precursores do acido crisantemico

Cunha, Ildenize B. S 14 July 2018 (has links)
Orientador : Concetta Kascheres / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Quimica / Made available in DSpace on 2018-07-14T19:07:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Cunha_IldenizeB.S_M.pdf: 4138708 bytes, checksum: ab92b468e793c4604bc96e47d10c1e83 (MD5) Previous issue date: 1987 / Mestrado
5

Interações entre inseticidas químico e biológico em caldas com silício foliar e óleo mineral para o controle de lepidópteros /

Brenha, Jeruska Azevedo Moreira. January 2018 (has links)
Orientador: Marcelo da Costa Ferreira / Banca: Otavio Jorge Grigoli Abi Saab / Banca: Arlindo Leal Boiça Junior / Banca: Hamilton Humberto Ramos / Banca: Raphael de Campos Castilho / Resumo: Tendo em vista, manter as populações de pragas em densidades baixas, táticas de controle são adotadas como alternativas para manter a viabilidade econômica. O uso de inseticidas é uma das práticas mais utilizadas na agricultura para o controle de insetos-praga, porém, os bioinseticidas à base de Bt, tem sido utilizado como complemento ao controle químico, assim como a adição de aditivos, como os adjuvantes e o Silício (Si). Neste sentido, o objetivo do trabalho foi avaliar o efeito do controle das lagartas desfolhadoras na cultura da soja com inseticida químico, biológico e sua mistura, combinados ou não a aditivos (silicio foliar e óleo mineral). Experimentos foram conduzidos no Núcleo de Estudo e Desenvolvimento em Tecnologia de Aplicação - NEDTA da UNESP, Câmpus de Jaboticabal. Os tratamentos avaliados foram, inseticidas químico e biológico, isolados ou associados ao adjuvante e silício foliar. Os fatores de estudo foram depósito, cobertura e caracterização de gotas, tensão superficial, ãngulo de contato, mortalidade das lepidópeteras e produtividade da cultura. A combinação entre o inseticida químico (indoxacarbe) e o biológico (Bacillus thuringiensis) com ou sem aditivos, reduziu a tensão superficial, alterou o ângulo de contato, diminuiu a % de gotas < 100 μm e o SPAN. E comprometeu a eficiência de controle da H. armigera, a adição de aditivos promoveram efeitos positivos na eficiência de controle da lagarta. O terço superior da planta recebeu maior depósito e cobertura... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: In order to keep pests in low densities, control tactics are adopted as alternatives to maintain economic viability. The use of insecticides is one of the most used practices in agriculture for the control of insect pests. However, Bt-based bio-insecticides have been used as a complement to chemical control. As well as the addition of additives such as adjuvants and Silicon (Si). In this sense, the objective of this work was to evaluate the effect of the control of leafhopper caterpillars on the soybean crop with chemical and biological insecticide and its mixture, combined or not with additives (foliar fertilizer and adjuvant). Experiments were conducted at the Phytosanitary Treatment Laboratory at the Nucleus of Study and Development in Application Technology - NEDTA of UNESP, Câmpus de Jaboticabal. The evaluated treatments were chemical and biological insecticides, isolated or associated to the adjuvant and foliar silicon. The study factors were deposition, coverage and characterization of droplets, surface tension, contact angle, lepidoptera mortality and crop productivity. The combination of the chemical insecticide (indoxacarb) and the biological insecticide (Bacillus thuringiensis) with or without the additives reduced surface tension, altered the angle of, decreased droplets <100 μm and SPAN compromised control efficiency. H. armigera, the addition of additives promoted positive effects on the control efficiency of. The upper third of the plant received greater deposi... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
6

Monitoramento do gene, que codifica a esterase, envolvido na resistência a inseticidas organofosforados em populações naturais de Aedes aegypti do Brasil / Monitoring of the esterase encoding gene, involved in the resistance to organophosphate insectices in natural populations of Aedes aegypti in Brazil

Paiva, Marcelo Henrique Santos January 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2012-05-07T14:44:00Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 000006.pdf: 936340 bytes, checksum: 0878be8d8a1fa6d47b55bd1be9adbfca (MD5) Previous issue date: 2006 / O objetivo principal deste trabalho foi analisar o polimorfismo genético do gene da esterase e, avaliar o seu papel em possíveis mecanismos de resistência ao temephos em populações de Aedes aegypti. Com este propósito, foram utilizadas duas linhagens de laboratório: a Rockefeller (padrão de susceptibilidade a todas as classes de inseticidas) e a Recife-Resistente (mantida sob forte pressão de seleção pelo temephos durante cinco gerações); e nove populações naturais: oito provenientes da região metropolitana do Recife e uma de Araripe (CE). Elas foram coletadas em forma de ovos, durante os anos de 2004 e 2005. Foram realizados ensaios bioquímicos, eletroforese de isoenzimas, PCR e seqüenciamento de parte do gene, e PCR em Tempo Real para comparar a quantidade de cópias do gene na linhagem resistente e susceptível, e em populações naturais. Testes bioquímicos realizados apenas na linhagem Recife-Resistente demonstraram a presença do mecanismo de resistência metabólica através de uma alta atividade esterásica. O padrão das esterases foi observado em nove populações, em géis de poliacrilamida 6 por cento, corados com substratos específicos para as enzimas alfa e beta-esterase. Os valores de heterozigosidade observada (Ho) variaram de 0,278 a 0,533 em 2004, e em 2005, de 0,388 a 0,608. Estes géis ainda apresentaram um loco de alta atividade esterásica, denominado de loco 1. Neste loco, o alelo responsável pela maior atividade esterásica foi chamado de 3. Sua freqüência variou em 2004 de 0,100 em Dois Irmãos a 0,191 em Alto José do Pinho, e em 2005, caiu para 0,071 e 0,107 respectivamente. Na linhagem Recife-Resistente, a freqüência deste alelo foi de 0,214. O seqüenciamento de parte do exon 4 do gene da alfa-esterase, mostrou que o fragmento analisado, de aproximadamente 180 pb, é relativamente conservado, apresentando somente quatro sítios polimórficos em seis populações estudadas. Os resultados da PCR em Tempo Real indicaram que as populações estudadas não apresentam amplificação gênica para o gene da alfa-esterase, quando comparadas à linhagem Rockefeller, com exceção das populações de Engenho do Meio e Araripe. [...] estes resultados ainda precisam de maiores comprovações a fim de se assegurar que a superexpressão dos genes é a possível causa da resistência. A freqüência do alelo superexpresso pode ser monitorada ao longo do tempo e auxiliar no manejo da resistência ao inseticida químico em populações tratadas
7

Custo biológico associado à resistência ao inseticida temephos em populações de Aedes aegypti (DIPTERA: CULICIDAE) / Fitness cost associated with resistance to insecticide temephos in Aedes aegypti populations (DIPTERA: CULICIDAE)

Diniz, Diego Felipe Araujo January 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2015-11-11T12:04:10Z (GMT). No. of bitstreams: 2 20.pdf: 2885987 bytes, checksum: 518c554f1ba5d1cc1bef717936134779 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2014 / Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil / Este estudo avaliou o desempenho biológico e reprodutivo de populações de Aedes aegypti resistentes ao organofosforado temephos, através da análise dos seguintes parâmetros: dinâmica de desenvolvimento de formas imaturas (larvas, pupas) e adultas; tamanho; fecundidade; tabela de vida de fertilidade; longevidade e reservas energéticas. Os testes foram realizados com uma população de campo (Arcoverde/PE), com elevada razão de resistência ao inseticida (RR=226,6), além de três linhagens isogenéticas, RecR (RR=303,4), RecRNEx (RR=250,5) em processo de reversão da resistência e RecRev (RR=2,32), susceptível revertida, usada como controle nos experimentos. Os resultados revelaram que a ausência de exposição ao temephos levou a redução da RR da RecRNex e a recuperação do padrão de normalidade de algumas enzimas, exceto a-esterase e GST, principais responsáveis pela resistência metabólica. Parâmetros biológicos foram comprometidos nas populações resistentes, sobretudo o tempo de desenvolvimento larval, o número de fêmeas reprodutivamente ativas e a fecundidade. A análise da tabela de vida de fertilidade confirmou desvantagens para as populações resistentes ligadas a redução nos valores da taxa líquida de reprodução, tempo geracional, capacidade inata de aumentar em número, razão finita de aumento e tempo necessário para duplicação do número de indivíduos. A longevidade também foi menor para as fêmeas resistentes, variando de 16,5 a 24,5 dias comparada a 38,9 dias para as susceptíveis. O tamanho, inferido pela morfometria alar e pelo peso úmido, bem como as reservas lipídicas, mostraram valores similares entre a RecRev e Arcoverde, e diferentes das linhagens RecRNex e RecR. A interpretação dos 20 parâmetros avaliados revelou que 13 deles estavam alterados para a RecR e a RecRNex e 12 para Arcoverde. Os resultados sugerem a existência de um elevado custo adaptativo associado à manutenção do mecanismo de resistência metabólica ao temephos nas populações investigadas
8

Pesquisa de inseticidas organofosforados em mel e em sangue pela tecnica de inibição enzimatica/cromatografia sobre camada delgada

Leite, Celisa de Moura 14 July 2018 (has links)
Orientador: Samir Tuffic Arbex / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-07-14T16:21:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Leite_CelisadeMoura_D.pdf: 3354041 bytes, checksum: edfeae4123e7b15831c9a7a2df273ed6 (MD5) Previous issue date: 1987 / Resumo: Não informado / Abstract: Not informed. / Doutorado / Farmacologia / Mestre em Ciências
9

Biologia de Spodoptera frugiperda (J. E. Smith, 1797) (Lepidoptera: Noctuidae) exposta a inseticidas durante a fase larval /

Silva, Rosemery Ferraz da, 1976- January 2004 (has links)
Orientador: Wilson Badiali Crocomo / Banca: Carlos Gilberto Raetano / Banca: Adriana Mascarette Labinas / Resumo: A localização das lagartas de Spodoptera frugiperda no interior do cartucho-do-milho, muitas vezes, dificulta a absorção da dose de inseticida necessária a sua morte, de tal forma que uma porcentagem significativa de insetos absorvem doses subletais, sofrendo evidentemente alterações na sua biologia e capacidade reprodutiva. Dessa forma, esse trabalho se propôs a verificar a ação de diferentes concentrações de clorpirifós, deltametrina e lufenuron no desenvolvimento larval e performance biológica de S. frugiperda em dieta artificial e natural (folhas de milho) sob condições controladas (em temperatura de 25 +/- 2ºC, umidade relativa de 70 % e fotofase de 14 horas). Folhas de milho foram mergulhadas em soluções contendo clorpirifós nas concentrações 0,15; 0,25; 0,35; 0,50; 0,75; 1,00; 2,00; 4,00; 8,00; 16,00 e 32,00 ppm, deltametrina nas concentrações 0,20 e 0,40 ppm e lufenuron nas concentrações 0,20; 0,50 e 1,00 ppm, em seguida fornecidas para as lagartas, 48 horas após a eclosão. Também foram preparadas dietas artificiais específicas para S. frugiperda contendo os mesmos inseticidas nas respectivas concentrações, onde foram inoculadas lagartas com 48 horas de idade. As observações de mortalidade e desenvolvimento foram realizadas em dias alternados e os dados comparados ao tratamento testemunha, sem tóxico. Verificou-se que as lagartas que se alimentaram tanto em dieta artificial quanto no alimento natural contaminado pelos inseticidas deltametrina e lufenuron não atingiram a fase de pupa, no entanto, muitas lagartas permaneceram vivas por mais tempo do que o período de duração da fase larval da testemunha. Os tratamentos com clorpirifós, apesar de provocarem uma alta mortalidade de lagartas só inviabilizaram a obtenção de adultos a partir da concentração 8,00 ppm. Mesmo nas doses menores, ...(Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: The localization of Spodoptera frugiperda larvae in the inner part of maize whorl, turns difficult the absorption of the necessary insecticide dosage to provoke insect mortality, what means that in field conditions, a significant percentage of the insects absorbs sub-lethal dosages, showing evident modifications on their biology and reproduction capacity. This way, the aim of this research was to verify the action of concentrations chlorpyrifos, deltamethrin and lufenuron on larval development and on the biological performance of S. frugiperda fed on artificial and natural diets. Maize leaves were dip in solutions of clorpyrifos at 0.15, 0.25, 0.35, 0.50, 0.75, 1.00, 2.00, 4.00, 8.00, 16.00 and 32.00 ppm, deltamethrin at 0.2 and 0.4 ppm and lufenuron at 0.2, 0.5 and 1.00 ppm. These leaves were immediately offered to 48 hours larvae. Artificial diets, specially developed for S. frugiperda, were also prepared containing the same insecticides at the same concentrations to receive larvae with 48 hours old. The observations of mortality and development were obtained every other day and the data were compared to a check treatment, with no insecticide. It was possible to verify that the larvae fed on artificial or natural diets containing deltamethrin and lufenuron, did not reach the pupal stage, however, many of them stayed alive for a period superior than that observed for the check treatment. The clorpyrifos treatment, dispite its high larval mortality, turned difficult the obtaining of adults from concentration of 8.00 ppm on. Even at low dosages, many survival larvae died during the pupal phase; only for 16.00 and 32.00 ppm the larval mortality reached 100%. When insects are exposed to sub-lethal dosages of insecticides during their larval period of development, they can increase their life cycle, even when they do not afford the insecticide action, nevertheless, those insects that reach the adult stage, do not show any life cycle modifications. / Mestre
10

Contribuicao para o estudo das intoxicacoes por carbamatos: o caso do "chumbinho" no Rio de Janeiro

Moraes, Ana Claudia Lopes de. January 1999 (has links)
Mestre -- Escola Nacional de Saude Publica, Rio de Janeiro, 1999.

Page generated in 0.1586 seconds