• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 2698
  • 165
  • 30
  • 22
  • 21
  • 21
  • 18
  • 12
  • 10
  • 8
  • 6
  • 4
  • 3
  • 3
  • 2
  • Tagged with
  • 2933
  • 1225
  • 322
  • 297
  • 274
  • 273
  • 264
  • 262
  • 196
  • 191
  • 169
  • 160
  • 155
  • 152
  • 143
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Estudo da interrelação entre temperatura ambiente e energia do alimento sobre o metabolismo e atividade tireoideana de suínos aclimatados ao frio e calor /

Macari, Marcos. January 1987 (has links)
Resumo: Não disponivel. / Abstract: Not available.
2

Calôr animal.

Lima, José João d´Araujo January 3760 (has links)
19 p. / Inclui proposições / Submitted by RIBEIRO FELIPE (felipe.rosa.rib@gmail.com) on 2013-08-07T17:44:22Z No. of bitstreams: 1 José João d'Araujo Lima (1860).pdf: 3410070 bytes, checksum: 8a16f9cfc01fdbacee494e35426c6e77 (MD5) / Approved for entry into archive by Ribeiro Graça (graca.mr@hotmail.com) on 2013-08-09T17:30:20Z (GMT) No. of bitstreams: 1 José João d'Araujo Lima (1860).pdf: 3410070 bytes, checksum: 8a16f9cfc01fdbacee494e35426c6e77 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-08-09T17:30:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 José João d'Araujo Lima (1860).pdf: 3410070 bytes, checksum: 8a16f9cfc01fdbacee494e35426c6e77 (MD5) / Tese de concurso apresentada à Faculdade de Medicina da Bahia. A tese trata da composição do corpo humano e sua relação com os elementos da natureza, trazendo como consequência a necessidade de produção de calor para seu desenvolvimento. O autor aborda a fisiologia dessa produção de calor, assim como os fatores relacionados a essa reação.
3

Efeitos dos hormonios da tireoide sobre o metabolismo da HDL em camundongos transgenicos que expressam a proteina de transferencia de colesteril Ester (CETP) humana

Berti, Jairo Augusto 16 March 1999 (has links)
Orientador: Helena Coutinho Franco de Oliveira / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-24T21:29:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Berti_JairoAugusto_M.pdf: 1314793 bytes, checksum: a7750d80706fde1c6cd443eaff8b23cf (MD5) Previous issue date: 1999 / Resumo: Disfunções da tireóide resultam em múltiplas alterações do metabolismo das lipoproteínas plasmáticas. A proteína de transferência de colesteril éster (CETP) e a lipase hepática (LH) são importantes determinantes da concentração plasmática das HDL, as quais são inversamente correlacionadas ao risco de doença aterosclerótica. Neste trabalho investigamos os efeitos dos hormônios da tireóide sobre o metabolismo das HDL e sobre as atividades da CETP e LH em camundongos transgênicos com hipo e hipertireoidismo experimental. O perfil das lipoproteínas plasmáticas obtido por cromatografia líquida de alta resolução (FPLC) revelou aumento significativo da fração de VLDL e diminuição da fração da HDL nos animais hipertireoideos. Os animais hipotireoideos apresentaram aumento da fração de LDL. Estudo cinético da remoção plasmática da HDL mostrou que a taxa fracional catabólica da HDL é aproximadamente 2 vezes maior nos camundongos hipertireoideos (p<O,OO1) mas não está alterada nos animais hipotireoideos. A atividade da CETP foi determinada por ensaio isotópico e expressa como porcentagem de transferência de colesteril éster de HDL para LDL. Verificamos que os animais com hipertireoidismo tem a atividade da CETP 1,9 vezes maior que seus controles, enquanto que essa não variou significativamente nos animais hipotireoideos. Em animais hipertireoideos também avaliou-se a atividade da lipase hepática (LH). Houve uma pequena, porém significativa (p=O,05) redução da LH nestes animais. O estudo da captação tecidual do colesteril éter da HDL mostrou que, entre os 11 tecidos avaliados, houve uma maior captãção de colesteril éter de HDL pelo musculo esquelético dos animais hipertireoideos (p<O,02) e menor captação pelo intestino delgado e baço (p<O,05). Nos animais hipotireoideos a captação de colesteril éter de HDL foi significativamente menor no intestino delgado (p<O,04). Concluindo, a diminuição dos níveis plasmáticos de HDL encontrada nos animais com hipertireoidismo pode ser explicada pela maior velocidade de remoção plasmática das HDL, maior captação muscular da HDL e maior atividade da CETP. O metabolismo das HDL e a atividade da CETP não foram alterados significativamente no hipotireoidismo experimental / Abstract: Thyroid dysfunction produces multiple alterations on the plasma lipoprotein levels, including HOL. CETP and hepatic lipase (HL) are important factors that modulates HOL plasma levels. Thus, the effects of thyroid hormone on the HOL metabolism and CETP and LH activities was investigated in hypo and hyperthyroid CETP transgenic mice. Transgenic mice were divided in 4 groups: hypo and hyperthyroid and their respective controls. The hyperthyroid plasma lipoprotein profile showed significant increase in the VLDL fraction and decrease in HDL fraction. In the hypothyroid animals an increase in LDL fraction was observed. 3H-cholesteryl ether-HDL kinetic studies showed that plasma fractional catabolic rate was approximately 2 fold greater in hyperthyroid than in controls (p< 0.001) while it did not change in hypothyroid animals. CETP activity was measured as cholesteryl ester transfer from HDL to LOL. Hyperthyroid animals had twice as much plasma CETP activity as compared to their controls, while in hypothyroid animals plasma CETP activity did not change. LH activity was measured in hyperthyroid animals. There was a modest but significant (p=0,05) reduction of LH activity in these animals. Tissue uptake of HDL cholesteryl ether (Cet) was examined in eleven tissues. Hyperthyroid mice exibited a significant increase in skeletal muscle HDL-CEt uptake (p<0,02) and decrease in small intestine (p<0,01) and spleen (p<0,05). Hypothyroid animals showed a decrease in small intestine HDL-Cet uptake (p<0,04). In conclusion, the decrease in HDL levels found in hyperthyroid animais can be explained by an increase in HDL plasma removal rate, muscle uptake and plasma CETP activity. However, hypothyroid status did not change HDL metabolism / Mestrado / Fisiologia / Mestre em Ciências Biológicas
4

Adaptações induzidas pelo treinamento fisico no metabolismo oxidativo e sistema de defesa antioxidante em musculo e sangue de ratos e sua correlação com os níveis de lesão muscular

Zoppi, Claudio Cesar 23 June 1999 (has links)
Orientador: Denise Vaz de Macedo / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-25T08:55:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Zoppi_ClaudioCesar_M.pdf: 3209960 bytes, checksum: a5b0a92e7fac3221d6804ad9314b01e4 (MD5) Previous issue date: 1999 / Resumo: O treinamento físico é adaptações ao organismo, que nível muscular. Uma das adaptações já bem estabelecida na literatura é o aumento da capacidade oxidativa muscular, devido principalmente ao aumento na atividade de enzimas do ciclo de Krebs, da ß-oxidação de ácidos graxos e também da cadeia de transporte de elétrons. No entanto é sabido que o exercício físico é responsável pelo aumento na produção de radicais livres, que se não forem devidamente seqüestrados, podem iniciar um processo deletério às células através da oxidação de estruturas essenciais ao seu funcionamento tais como proteínas, membranas e até o DNA, ocasionando até a morte celular. Estudos vem demonstrando que o sistema enzimático de defesa antioxidante também tem sua capacidade aumentada em vários tecidos em decorrência do treinamento físico porém, os resultados nesse sentido ainda são inconclusivos e portanto são alvo de estudos. Neste sentido, para esta dissertação de mestrado, nossos objetivos foram: inicialmente analisar o perfil adaptativo tanto do metabolismo oxidativo quanto do sistema de defesa antioxidante em músculo esquelético (Sóleo) e também no sangue (Hemáceas). E num segundo momento estudamos as diferenças nas respostas adaptativas induzi das por dois protocolos de treinamento diferentes (contínuo e intermitente) utilizando também os dois sistemas citados anteriormente. Nossos resultados indicaram que o perfil adaptativo tanto oxidativo quanto do sistema de defesa antioxidante se dão de forma paralela no músculo Sóleo e nas Hemáceas e que o treinamento intermitente é mais eficiente em aumentar a capacidade oxidativa, enquanto que o treinamento contínuo se mostrou mais eficiente em aumentar a capacidade de defesa antioxidante / Abstract: Physical training is known to induce a large number of adaptations in whole body. One of the most studied is the increase in musle oxidative metabolism, mainly because the rise in Krebs cycle, ß-oxidation of fatty acids and electron transport chain enzymes. Although, exercise can increase free radicaIs generation too) and if the cells are not able to detoxiiy these reactive species, they can start deleterious processes through membrane, protein and DNA oxidation that can lead to cell death. There are many evidences in literature that enzymatic antioxidant system is enhanced by physical training in various tissues) although the data concerning this issue are not condusive. Our objectives in this work were) first, to analyse the oxidative metabolism and enzymatic antioxidant system adaptative profiles in musde (Soleus) and Blood (erytrocyte), and then we studied the adaptations induced by two kinds of training protocols; endurance and intermittent training, in both systems mentioned above. Our results showed musde and erytrocytes) that adaptative profiles were very dose in and that intermittent training was more musde oxidative capacity, while endurance efficient to increase the training was more efficient to enhance the antioxidant defense system / Mestrado / Bioquimica / Mestre em Ciências Biológicas
5

Alterações metabolicas induzidas pela cafeina durante o exercicio intermitente

Silveira, Leonardo dos Reis, 1970- 18 March 1998 (has links)
Orientador: Benedito Sergio Denadai / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-23T11:51:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Silveira_LeonardodosReis_M.pdf: 6252745 bytes, checksum: bb3491129480ddcdee9bdcaf33a9c5f8 (MD5) Previous issue date: 1998 / Resumo: A cafeína porser uma droga muito comum nos dias atuais e capaz de alterar a performace durante o exercicio fisico, tem sido usada como um recurso ergogênico durante as competições esportivas em várias modalidades. O objetivo deste trabalho foi de verifiar a influência da cafeína no tempo de endurance, nas concentrações plasmáticas de ácidos graxos livres antes do exercício, nas concentrações de TBARS em amostras de urina no final do exercício, nas concentrações sanguíneas de lactato e glicolise, na percepção subjetiva de esforço e na freqüência cardíaca durante a realização de um exercício intermitente ao cicloergômetro até a exaustão voluntária. Participaram deste estudo 10 ciclistas treinados, do sexo masculino com idades entre 15 ¿ 26 anos, peso corporal entre 51 ¿ 80 kg, considerados sadios após exame clínico. Os atletas compareceram no laboratório em 3 ocasiões diferentes com intervalos de 3 dias para realização dos testes. Na primeira ocasião foram submetidos a uma avaliação para determinação do limiar anaeróbio, enquanto nas 2 ocasiões seguintes realizaram um exercício intermitente com uma relação esforço-pausa de 2:1 min e com a intensidade de esforço fixada em 30% acima do limiar anaeróbio. A administração de cafeína ou placeblo (5 mg/Kg) foi realizada 1 h antes do início do exercício, por meio de um procedimento duplo-cego ...Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital / Abstract: The caffeine is a drug of widespresd use and due to its ability in changing the performance during physical exercise, it has been used as ergogenic auxiliary during in several sports activities. The purpose of this study was to examine the influence of the caffeine on endurance time, in plasmatics concentrations of free faty acids before exercise, TBARS'concentrations in urine samples by the end of exercise, plasmatic concentrations of glucose and lactate, rating of perceived exertion (RPE) and in heart rate during intermittent exercise using on an ergometer bicyc1euntil voluntary exhaustion. Ten male professionals from 15 - 26 years old, weighting from 51 - 80 Kg and considered healthy after c1inicalexaminations, took part this work. Laboratory tests were conducted in three ocasions and detime-Iag was three days. In the first day they were submited to an anaerobic threshold evaluation test. On the remaining days they performed intermittent exercise at 2:1 min effort-pause relation and intensity fixed to 30% above the anaerobic threshold. Either caffeine or placebo administrarion (5 mg/Kg) was carried out through a double-blind procedure, one hour before the exercise had begun. Despite there were no significant statistical diferences (p '< ou =¿ 0,05) between exercise performances after caffeine and placebo ingestion, a strong individual sensibility to the probable caffeine effects during practsing could be noticed ...Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations / Mestrado / Fisiologia / Mestre em Ciências Biológicas
6

Catabolismo da lisina em sorgo : isolamento, purificação parcial e caracterização das enzimas LOR e SDH e sua relação com o acumulo da lisina em sementes

Fornazier, Ricardo Francisco 08 April 2004 (has links)
Orientador: Ricardo Antunes de Azevedo / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-08-04T00:22:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Fornazier_RicardoFrancisco_D.pdf: 869686 bytes, checksum: 7d0c64140219e2584ec9bcfe98a87e04 (MD5) Previous issue date: 2004 / Resumo: A lisina é um aminoácido essencial, sintetizada em plantas através da via metabólica do ácido aspártico. O catabolismo da lisina é desempenhado pela ação de duas enzimas consecutivas, lisina 2-oxoglutarato redutase (LOR) e sacaropina desidrogenase (SDH). A concentração final de lisina solúvel em sementes de cereais é controlada tanto pela taxa de biossíntese quanto de catabolismo, porém, o catabolismo desempenha um papel central neste controle. O entendimento dos aspectos regulatórios das vias metabólicas de biossíntese e degradação da lisina, bem como a manipulação das enzimas relacionadas são importantes para a produção e caracterização de plantas com alta concentração de lisina, principalmente que acumulem lisina nas sementes. Neste trabalho foi isolada, purificada parcialmente e caracterizada a LOR e SDH de sorgo. Estes procedimentos foram particularmente trabalhosos devido a instabilidade e atividades muito baixas das enzimas, embora diversos métodos de purificação e modificações nos tampões tenham sido testados. Um pico principal de atividade para LOR e SDH foi observado e co-purificado após precipitação com sulfato de amônio e cromatografia de troca iônica, sugerindo a existência de um polipeptídeo bifuncional contendo dois domínios, conforme previamente observado para LOR e SDH em outras espécies de plantas estudadas. As análises da concentração de lisina em sementes sugerem que o sorgo naturalmente contém concentrações de lisina elevadas, quando comparado a outros cereais, o que pode ser explicado pelas baixas atividades de LOR e SDH observadas, de maneira similar a outras plantas que acumulam lisina já estudadas. Devido a estas altas concentrações de lisina, estudos futuros podem ser desenvolvidos para melhor caracterizar o sorgo como uma fonte alimentar rica no conteúdo do aminoácido essencial lisina, entre outros / Abstract: Lysine is an essential amino acid, synthesized in plants in the aspartic acid metabolic pathway. Lysine catabolism is performed by the action of two consecutive enzymes, lysine 2-oxoglutarate reductase (LOR) and saccharopine dehydrogenase (SDH). The final soluble lysine concentration in cereal seeds is controlled by both, the synthesis and catabolism rates, with an apparent central role played by the catabolism. The understanding of the regulatory aspects of lysine biosynthesis and catabolism and the manipulation of the enzymes involved in both processes is important for the production and characterization of high-lysine plants. In this work we have isolated, partially purified and characterized LOR and SDH from sorghum. The isolation, purification and even characterization were particularly difficult due to instability and very low activities of the enzymes during purification, although several methods of purification and modifications to the buffer system had been tested. One main peak of LOR and SDH activity was observed and co-purified after ammonium sulphate and anion exchange chromatography, suggesting the existence of a bifunctional polypeptide containing two domains as previously observed for LOR and SDH of all plant species studied so far. Analysis of lysine concentration in the seeds suggests that sorghum naturally contains much higher lysine concentration than other cereal crops, which may explain the low LOR and SDH activities observed, in a similar manner to other high-lysine plants studied. Due to this high lysine concentration further studies should be carried out in order to better characterize sorghum as a food source of the essential amino acid lysine / Doutorado / Genetica Vegetal e Melhoramento / Doutor em Genetica e Biologia Molecular
7

Correlación de glucosa y colesterol en pacientes adultos mayores

Pacheco Lima, Iván January 2007 (has links)
Se ha efectuado un estudio de tipo retrospectivo, descriptivo y correlacional de los valores de glucosa y colesterol séricos en pacientes Adultos Mayores. El Universo muestral fue de 526 pacientes, entre 60 y 90 años, de los cuales 274 correspondan al sexo femenino y 252 al sexo masculino. Las determinaciones bioquímicas fueron realizadas en el año 2004 en el Servicio Académico Asistencial de Análisis Clínicos de la Facultad de Farmacia y Bioquímica de la Universidad Nacional Mayor de San Marcos. De ellos, 104 y 120 pacientes del sexo masculino presentaban niveles de glucosa y colesterol séricos elevados respectivamente. De igual forma 110 y 54 pacientes del sexo femenino presentaban glucosa y colesterol sérico elevados respectivamente. Se ha encontrado un incremento de glucosa y colesterol séricos simultáneamente en 6.84% de los casos (36 pacientes). En el análisis de datos se encontró mayor correlación con hombres qué en mujeres con valores de 3.80% y 3.04% respectivamente, a pesar que fueron mas mujeres que hombres, correspondiendo un número de casos de 274 y 252 respectivamente. El coeficiente de correlación de Pearson fue + 0.7. / A retrospective, descriptive and correlative type study to seric cholesterol and glucose values in old adults has been effected. The sampling universe was of 526 patients between 60 and 90 years old from which, 274 corresponded to female sex and 252 corresponded to male sex. The biochemical determination were carried out in 2004 in the clinical analysis academic – assistance service of the faculty of pharmacy and biochemistry from the San Marcos Major National University. From which104 and 120 patients of male sex presented seric glucose and cholesterol levels increased respectively. In the same way, 110 and 54 patients of female sex presented seric glucose and cholesterol increased respectively. It has found and increase of seric glucose and cholesterol simultaneously in 6.84% of the cases (36 patients). In the data analysis was found greater correlation in men than in women with values of 3.80% and 3.04% respectively, instead of being more woman than men corresponding to a case number of 274 and 252 respectively. The correlation coefficient of Pearson was (+0.7).
8

Correlación de glucosa y colesterol en pacientes adultos mayores

Pacheco Lima, Iván January 2007 (has links)
Se ha efectuado un estudio de tipo retrospectivo, descriptivo y correlacional de los valores de glucosa y colesterol séricos en pacientes Adultos Mayores. El Universo muestral fue de 526 pacientes, entre 60 y 90 años, de los cuales 274 correspondan al sexo femenino y 252 al sexo masculino. Las determinaciones bioquímicas fueron realizadas en el año 2004 en el Servicio Académico Asistencial de Análisis Clínicos de la Facultad de Farmacia y Bioquímica de la Universidad Nacional Mayor de San Marcos. De ellos, 104 y 120 pacientes del sexo masculino presentaban niveles de glucosa y colesterol séricos elevados respectivamente. De igual forma 110 y 54 pacientes del sexo femenino presentaban glucosa y colesterol sérico elevados respectivamente. Se ha encontrado un incremento de glucosa y colesterol séricos simultáneamente en 6.84% de los casos (36 pacientes). En el análisis de datos se encontró mayor correlación con hombres qué en mujeres con valores de 3.80% y 3.04% respectivamente, a pesar que fueron mas mujeres que hombres, correspondiendo un número de casos de 274 y 252 respectivamente. El coeficiente de correlación de Pearson fue + 0.7. / A retrospective, descriptive and correlative type study to seric cholesterol and glucose values in old adults has been effected. The sampling universe was of 526 patients between 60 and 90 years old from which, 274 corresponded to female sex and 252 corresponded to male sex. The biochemical determination were carried out in 2004 in the clinical analysis academic – assistance service of the faculty of pharmacy and biochemistry from the San Marcos Major National University. From which104 and 120 patients of male sex presented seric glucose and cholesterol levels increased respectively. In the same way, 110 and 54 patients of female sex presented seric glucose and cholesterol increased respectively. It has found and increase of seric glucose and cholesterol simultaneously in 6.84% of the cases (36 patients). In the data analysis was found greater correlation in men than in women with values of 3.80% and 3.04% respectively, instead of being more woman than men corresponding to a case number of 274 and 252 respectively. The correlation coefficient of Pearson was (+0.7).
9

Metabolismo energético e resposta ao jejum do morcego hematófago Diphylla ecaudata

Gomes, Carolinne Isabella Dias January 2008 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2008. / Submitted by Kathryn Cardim Araujo (kathryn.cardim@gmail.com) on 2009-09-24T17:51:37Z No. of bitstreams: 1 2008_CarolinneIsabellaDiasGomes.pdf: 346210 bytes, checksum: 9d2dd76b6ac9d26db1572836a9b7b749 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2010-06-29T13:27:47Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_CarolinneIsabellaDiasGomes.pdf: 346210 bytes, checksum: 9d2dd76b6ac9d26db1572836a9b7b749 (MD5) / Made available in DSpace on 2010-06-29T13:27:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_CarolinneIsabellaDiasGomes.pdf: 346210 bytes, checksum: 9d2dd76b6ac9d26db1572836a9b7b749 (MD5) Previous issue date: 2008 / A literatura tem mostrado que mamíferos alimentados com dietas ricas em proteína são mais resistentes ao jejum. Entretanto, ao contrário do observado o morcego vampirocomum Desmodus rotundus, apesar de possuir uma dieta muito rica em proteínas (sangue), é marcadamente susceptível ao jejum. Para esclarecer se a fragilidade frente à privação alimentar seria uma característica de D. rotundus, ou se poderia estar presentes também em outros morcegos de dieta hematófaga, este estudo utilizou o morcego Diphylla ecaudata para investigar as reservas energéticas desses animais alimentados e as respostas ao jejum. Para isso, foram determinadas as concentrações de glicose e ácidos graxos livres (AGL) plasmáticos, ácidos graxos totais da carcaça, glicogênio, lipídios e proteínas totais hepáticas e musculares em morcegos alimentados (ALM) e jejuados por 24 (J24) e 36 h (J36). Nossos resultados sugerem que D. ecaudata possui um padrão metabólico similar ao observado para D. rotundus: pequenas reservas de carboidratos e lipídios no estado alimentado e ausência de mobilização das reservas de lipídios e proteínas durante o jejum, o que resulta em grande susceptibilidade à restrição alimentar por períodos superiores a 36 h. Porém, esse padrão metabólico difere do observado para a maior parte dos animais de dietas ricas em proteínas. Além da pequena contribuição das reservas energéticas na resposta à privação alimentar, uma via metabólica normalmente associada à resposta ao jejum - a neoglicogênese - parece não estar ativa na espécie D. ecaudata, pelo menos nos animais jejuados por 36 h, hipótese reforçada, principalmente, pela grande queda da glicemia após 24 h de privação alimentar. No entanto, em animais J24, a glicemia mantém-se em níveis similares aos vistos em animais alimentados, semelhantes aos normalmente observados em mamíferos com dietas ricas em proteínas. A glicogenólise e a neoglicogênese poderiam ser os mecanismos responsáveis pela manutenção da glicemia em D. ecaudata J24, porém, como as reservas de glicogênio são pequenas e também não foi observada mobilização protéica e lipídica, é possível que animais ALM e J24 mantenham a glicose circulante em níveis normais para mamíferos (entre 70 e 100 mg/dL) também a partir da glicose da dieta, ou seja, a partir do sangue de suas presas (aves). A glicemia das aves que costumam predar seria uma das responsáveis por manter a glicemia de D. ecaudata em níveis compatíveis com a vida de mamíferos até 24 h de jejum, período de privação alimentar normalmente enfrentado por estes animais em condições naturais. Não se pode, no entanto, desconsiderar a participação do glicogênio hepático na manutenção da homeostase glicêmica no jejum de 24 h. A manutenção das altas concentrações de AGL plasmáticos no estado alimentado e J24, independente de mobilização lipídica significativa, também sugere a participação da dieta na manutenção desses metabólitos. A maior fragilidade ao jejum observada em D. ecaudata parece ser uma característica de morcegos com dieta hematófaga. Essa susceptibilidade que coloca esses animais em risco freqüente de morte e até mesmo de extinção parece ter sido compensada pelo mecanismo de compartilhamento recíproco de alimento, um comportamento, portanto, fundamental para a perpetuação da espécie. __________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / It has been demonstrated that mammals fed with protein-rich diets are more resistant to fasting. However, the hematophagous bat Desmodus rotundus exhibits high susceptibility when subjected to food deprivation, though its diet is rich in proteins. This study investigated whether the hematophagous bat Diphylla ecaudata also shows fragility in response to fasting. In order to answer this question, the concentrations of plasmatic glucose and free fatty acids (FFA), total fatty acids from carcass, glycogen, lipids and protein total concentrations in the liver and breast muscle in bats were determined in fed (FED) and 24-h (F24) and 36-h (F36) fasted individuals. Plasma glucose levels in FED and F24 bats were similar to other mammals, but after a 36 h without food these levels were markedly reduced. Plasma FFA levels in FED bats were higher than in other mammals and remained unaltered following a 24-h fasting. Liver glycogen content decreased significantly during fasting. The protein and lipid reserves were not modified in response to fasting. Our results suggest that glucose and plasmatic FFA of D. ecaudata could have an exogenous source, probably from the glucose content of the blood of its prey (pigeons). However, the contribution of the hepatic glycogen reserves of D. ecaudata to the maintenance of glucose homeostasis in response to a 24-h fasting can not be discarded. Despite the decrease in liver glycogen, D. ecaudata is unable to keep their plasma glucose at adequate levels for mammal survival after only 36 h of food deprivation, suggesting the inefficiency of mechanisms usually present at fasting, such as gluconeogenesis. Low energy reserves found in FED bats and/or the absence of protein and lipid mobilization in fasting seem to corroborate our hypothesis and suggest that a hematophagous diet could be associated with high susceptibility in response to food shortage.
10

Efeitos in vitro e ex vivo dos principais compostos acumulados nas acidemias isovalérica, 3-metilglutacônica e 3-hidroxi-3 metilglutárica sobre vários parâmetros do metabolismo energético em córtex cerebral de ratos jovens

Ribeiro, César Augusto João January 2009 (has links)
As acidemias isovalérica (IVAcidemia), 3-metilglutacônica (MGTA) e 3- hidroxi-3-metilglutárica (HMGA) são doenças hereditárias neurometabólicas que afetam o catabolismo da leucina. Os pacientes afetados pela IVAcidemia apresentam acúmulo e excreção urinária aumentada dos ácidos isovalérico (IVA), 3- hidroxiisovalérico (3-OHIVA) e da isovalerilglicina, ao passo que a MGTA é bioquimicamente caracterizada pelo acúmulo e aumento na excreção urinária dos ácidos 3-metilglutacônico (MGT), 3-metilglutárico (MGA) e 3-OHIVA. Os indivíduos afetados pela HMGA apresentam acúmulo e elevada excreção dos ácidos 3-hidroxi-3- metilglutárico (HMG), MGA, MGT e 3-OHIVA. Os pacientes afetados por essas doenças apresentam sintomas predominantemente neurológicos cujos mecanismos fisiopatogênicos envolvidos no dano cerebral são pouco conhecidos. No presente estudo, investigamos os efeitos in vitro dos metabólitos acumulados na IVAcidemia (IVA, 3-OHIVA e IVG), bem como da administração intracerebroventricular de IVA sobre importantes parâmetros do metabolismo energético em córtex cerebral de ratos jovens. Observamos efeitos inibitórios do IVA sobre o ciclo do ácido cítrico (produção de CO2 e citrato sintase), bem como sobre a atividade da enzima Na+,K+-ATPase, sugerindo que esse ácido orgânico pode causar disfunção mitocondrial e prejudicar a neurotransmissão. Além disso, demonstramos que os efeitos inibitórios causados pelo IVA, tanto in vitro quanto ex vivo, sobre a atividade da Na+,K+-ATPase foram prevenidos pela pré-incubação com trolox e creatina (ensaios in vitro) e pelo prétratamento (experimentos ex vivo) com creatina, respectivamente, sugerindo o envolvimento da formação de espécies reativas nesse efeito inibitório. Além disso, estudamos os efeitos in vitro dos metabólitos acumulados na MGTA sobre parâmetros do metabolismo energético em córtex cerebral de ratos jovens. Nossos resultados demonstraram que tanto o MGT quanto o MGA não causaram qualquer alteração in vitro nos parâmetros de metabolismo energético examinados (produção de CO2 a partir de glicose, atividade dos complexos da cadeia de transporte de elétrons e das enzimas creatina quinase e Na+,K+-ATPase), sugerindo assim que as alterações neurológicas apresentadas pelos pacientes afetados por essa doença não parecem ser devidas à redução na produção, na transferência ou na utilização de energia pelo cérebro. Finalmente, estudamos também os efeitos in vitro e da administração intracerebroventricular in vivo do HMG sobre alguns parâmetros do metabolismo energético em córtex cerebral de ratos jovens Demonstramos que o HMG não causa qualquer alteração tanto in vitro quanto ex vivo nos parâmetros analisados em córtex cerebral de ratos, indicando assim que o as alterações neurológicas apresentadas pelos pacientes não parecem ser devidas a inibições na produção, na transferência ou na utilização de energia pelo cérebro. Tomados em seu conjunto, os resultados presentes apontam para um efeito neurotóxico do IVA in vitro e in vivo, inibindo o metabolismo energético e provavelmente a neurotransmissão em córtex cerebral. Considerando-se que esse ácido orgânico acumula-se predominantemente na IVAcidemia, a mais severa das três doenças estudadas, é possível concluir que as convulsões frequentes e a atrofia cortical severa que acomete os pacientes afetados por essa doença possam ser devidos à inibição da produção de energia e da Na+,K+-ATPase, uma enzima crucial para a neurotransmissão glutamatérgica. / Isovaleric (IVAcidemia), 3-methylglutaconic (MGTA) and 3-hydroxy- 3methylglutaric (HMGA) acidemias are inborn neurometabolic diseases affecting leucine catabolism. IVAcidemia is characterized by accumulation and high urinary excretion of isovaleric (IVA) and 3-hydroxyisovaleric (3-OHIVA) acids and isovalerylglycine (IVG), whereas MGTA is biochemically characterized by accumulation of the branched-chain organic acids 3-methylglutaconic (MGT), 3- methylglutaric (MGA) and OHIVA. HMGA is characterized by high urinary excretion of the organic acids 3-hydroxy-3-methylglutaric (HMG), MGA, MGT and 3-OHIVA, Patients affected by these acidemias predominantly present neurologic symptoms whose mechanisms involved in the pathophysiology of cerebral damage are virtually unknown. In the present study, we investigated the in vitro effects of the metabolites accumulating in IVAcidemia (IVA, 3-OHIVA and IVG), as well as the effects of intracerebroventricular injection of IVA on important parameters of energy metabolism in cerebral cortex of young rats. We observed that IVA inhibited citric acid cycle activity (CO2 production and citrate synthase activity), as well as the activity of Na+,K+- ATPase, suggesting that this organic acid can induce mitochondrial dysfunction and disturb neurotransmission. Moreover, we demonstrated that the in vitro and ex vivo inhibitory effects caused by IVA on Na+,K+-ATPase activity were prevented by preincubation with trolox and creatine (in vitro experiments) and pre-treatment with creatine (in vivo experiments), suggesting the participation of reactive species formation on this inhibitory effect. Next, we studied the in vitro effect of the metabolites accumulating in MGTA on energy metabolism parameters on cerebral cortex of young rats. Our results showed that both MGT and MGA did not alter the parameters analyzed (CO2 production from glucose, the activities of the electron transfer chain complexes and of the enzymes creatine kinase and Na+,K+-ATPase), suggesting that the neurological alterations presented by patients affected by MGTA are not due to reduction on energy production, transfer or utilization by the brain. Finally, we also studied the in vitro and of intracerebroventricular administration effects of HMG on energy metabolism parameters in cerebral cortex of young rats. We demonstrated that HMG did not alter both in vitro and ex vivo the analyzed parameters on cerebral cortex of rats, indicating that the neurological alterations presented by affected patients are not caused by inhibition of production, transfer or utilization of energy by the brain. Taking together, our results point to a neurotoxic effect of IVA in vitro and in vivo, by inhibit energy metabolism and probably neurotransmission in cerebral cortex. Considering that this organic acid accumulates in IVAcidemia, the most severe of the diseases studied, it is feasible to conclude that convulsions and cortical atrophy presented by affected patients can be due to inhibition of energy production and of Na+,K+-ATPase activity, a crucial enzyme for glutamatergic neurotransmission.

Page generated in 0.0734 seconds