• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 838
  • 17
  • 16
  • 16
  • 16
  • 16
  • 11
  • 4
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 862
  • 219
  • 206
  • 205
  • 197
  • 113
  • 91
  • 89
  • 88
  • 87
  • 86
  • 84
  • 78
  • 78
  • 76
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Caracterização e análise filogenética de espécies dos gêneros Anurogryllus, Urogryllus e Paranurogryllus (Orthoptera, Gryllidae), morfologia, citogenética, acústica, dna mitocondrial /

Mesa, Paula Cecilia Garcia Novo. January 2004 (has links)
Resumo: Foram estudadas espécies de grilos do gênero Anurogryllus, através de análises morfológicas, bioacústicas, citogenéticas e moleculares. Usando os mesmos métodos, Urogryllus toledopizai, Paranurogryllus capricórnio e Brachytrupes portentosus foram estudadas e incluídas como grupos externos na análise filogenética. Entre as populações de Anurogryllus foi detectada a ocorrência de seis espécies novas que são descritas taxonomicamente. As semelhanças morfológicas entre as espécies estudadas no gênero fazem necessário o emprego de outras fontes de informação na descrição das novas espécies. Nestes casos, foram utilizados outros caracteres disponíveis. Assim, apresenta-se uma chave de identificação para dez espécies do gênero, a partir de dados morfológicos e bioacústicos. Análises citogenéticas mostraram que é possível determinar um cariótipo básico entre as espécies estudadas com 2n=23,X0 nos machos com todos os autossomos acrocêntricos e diferença gradual de tamanho. Esse cariótipo está presente em A. timidus e A.arboreus. Em cinco espécies, A. magnobadius, A. polymorphus, A. marimontanus, A. flavus, e A. muticus, foram encontrados rearranjos interpretados como sendo fusões cêntricas, presentes até em número de três na mesma população, em estado hetermórfico. Este fato promove um alto grau de polimorfismo intraespecífico, o que dificulta a discriminação específica, a partir dos cariótipos. Essa dificuldade se agrava pela impossibilidade de determinar quais são os pares do cariótipo básico que participam de cada rearranjo. Em A. walkeri, no entanto, um cariótipo muito singular para o gênero foi encontrado, com 2n=12, XX e 2n=13,XX nas fêmeas, sendo a variação no número de autossomos provocada pela ocorrência de um rearranjo em estado heteromórfico... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Species of crickets belonging to the genus Anurogryllus where studied by means of morphological, bioacustics, cytogenetics and molecular data. Using the same kind of techniques the species Urogryllus toledopizai, Paranurogryllus capricornio and Brachytrupes portentosus where phylogenetically analysed and included as out group. For populations of Anurogryllus it was disclosed the presence of six new species which where taxonomically described, including Anurogryllus muticus. The description of species where difficult because the occurrence of many morphological similarities between species of the genus. In such cases, the uses of new data were done. Those new data allowed the construction of an identification key for ten species of the genus, using morphological and bioacustics characters. On the other hand, cytological analysis allowed the determination of a basic karyotype among the studied species with 2n=23, XO for males and with all the autosomes acrocentrics and gradual decrease in size. This kind of karyotype is present in A. timidus and A. arboreus. For other five species - A. magnobadius, A. polymorphus, A. marimontanus, A flavus and A. muticus, some variations in relation to the basic karyotypes where found and interpreted as the result of centric fusions. Some populations of the last five species had three kinds of morphological changes in heteromorphic state. So, karyotype analyses showed a high intraspecific polymorphism and for this reason it is impossible to get specific differences using such kind of study. Another consequence of this high polymorphism is the impossibility to get a correct interpretation of which chromosomes from the basic karyotypes are engaged in each kind of rearrangement. A. walkeri has some remarkable karyotypes with 2n=12, XX and 2n=13, XX for female specimens,... (Complete abstract, click electronic address below) / Orientador: Odair Correa Bueno / Coorientador: Vanderlei Geraldo Martins / Banca: Carmem Silvia Fontanetti Christofoletti / Banca: Edison Zefa / Banca: Fernando Portella de Luna Marques / Banca: Miriam de Magalhães Oliveira Levada / Doutor
2

Padrão de revoadas de cupins (Isoptera) em duas áreas de cerrado no Brasil Central

Prestes, Anna Carolina 28 February 2012 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal. / Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2012-09-14T15:30:36Z No. of bitstreams: 1 2012_AnnaCarolinaPrestes.pdf: 1303231 bytes, checksum: 7270a6ffb7b4bd2c47409fec5d9fed87 (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2012-09-17T13:15:14Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_AnnaCarolinaPrestes.pdf: 1303231 bytes, checksum: 7270a6ffb7b4bd2c47409fec5d9fed87 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-09-17T13:15:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_AnnaCarolinaPrestes.pdf: 1303231 bytes, checksum: 7270a6ffb7b4bd2c47409fec5d9fed87 (MD5) / As revoadas de cupins são fenômenos sazonais, desencadeadas por fatores externos principalmente pelas chuvas ou mudanças na temperatura e umidade do ar. No Cerrado, a estação chuvosa inicia-se ao final do mês de setembro e vai até abril. Nesse período, vários grupos animais se beneficiam pela intensa liberação sincronizada de imagos alados. A coleta de alados durante as revoadas pode nos apresentar uma distribuição espacial mais equilibrada e menos seletiva do que os protocolos que enfatizam a coleta de soldados e operários. Os objetivos do presente estudo foram avaliar o padrão de revoadas de cupins em duas áreas de cerrado sensu stricto; testar o método de armadilhas do tipo bandeja; avaliar o potencial da amostragem de alados em revoadas como método complementar de inventários das espécies de cupins; estimar a quantidade de alados de cupins produzida anualmente por unidade de área; verificar qual o período de revoadas de cupins e correlacioná-las com a precipitação. As amostragens foram realizadas em Brasília – DF, na Fazenda Água Limpa e em Anápolis – GO, na Universidade Estadual de Goiás. Em cada área foram instaladas 30 armadilhas distribuídas ao longo de três transectos de 90 m, distanciadas 10 m uma da outra. Cada armadilha consistia de uma bandeja de plástico branca de 44 X 28 cm preenchida com uma mistura de água, detergente e formol. O conteúdo das bandejas foi trocado em intervalos de três a cinco dias. Todos os insetos foram preservados em álcool 80% e os imagos separados e identificados no Laboratório de Termitologia da Universidade de Brasília. Nas duas áreas de estudo as revoadas tiveram início com as primeiras chuvas da estação e a duração total foi de três meses, com maior atividade no mês de outubro (primeiro mês de chuva). Em Brasília foram coletados 704 alados ao todo, o que correspondeu a 191 indivíduos/m² e em Anápolis o total de alados foi 2624, ou seja, 709 indivíduos/m². Deste total, 98% pertencem à família Termitidae e a maioria das espécies coletadas é subterrânea. Cada espécie apresentou um comportamento de liberação de alados, algumas liberando-os ao longo de um período de dias ou semanas durante a estação chuvosa, enquanto outras tiveram somente um pico de atividade, liberando-os de uma só vez. Parece haver uma tendência de saída rápida da colôniamãe logo no começo da estação, provavelmente devido ao maior aproveitamento das condições favoráveis de umidade para estabelecimento dos novos ninhos. Foi possível amostrar espécies comuns do Cerrado, porém, outras espécies que são típicas e abundantes não foram coletadas. Talvez existam características de repelimento nas bandejas ou ainda comportamentos desconhecidos de certas espécies para evitar cair em tais armadilhas. Conclui-se que o período de revoadas é curto e que existe uma tendência de liberação rápida dos ninhos. A alta densidade de alados nesse período e seu alto valor nutritivo indicam que as revoadas propiciam uma fonte alimentar importante para predadores oportunísticos. As armadilhas testadas parecerem ser eficientes em amostrar espécies subterrâneas e medir a densidade de imagos por área, dados que contribuem para o conhecimento da riqueza e abundância de cupins em cada área. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The swarming flights of termites are seasonal phenoma, triggered by external factors, mainly precipitation or changes on temperature and humidity. On Cerrado, the rainy season occur between September to April. In this period, many predators have benefits by the intense synchronized release of alate termites. The sampling of alates during swarming could provide a more balanced spatial distribution and less selective than soldier-based protocols. The aims of this study were evaluate the swarming patterns of termites in two areas of cerrado sensu stricto; test the tray protocol that is a non attractive trap; evaluate the potential of sampling alates like a complementary method to sample termites; estimate the annual abundance of alates per area; evaluate which is the period of swarming of termites and correlate it with precipitation. The alates were collected in Brasilia – DF, at Agua Limpa farm and Anapolis – GO, at the Stadual University of Goias. Thirty traps were used in each area, distributed along three transects of 100 m, distant 10 m from each other. Each trap was made of a plastic tray of 44 x 28 cm with a mixture of water, detergent and formaldehyde. The contents of the trays were replaced every three to five days. The insects were preserved in 80% alcohol and the alates separated and identified at Laboratory of Termitology at University of Brasilia. The swarming flights started at the beginning of the rainy season and the total period of swarm was three months, with higher activity on October (first month). In the study site located in Brasilia, 704 termite alates were collected, corresponding to 191 individuals/m² and a total of 2624 termite alates were collected in Anapolis, that is, 709 individuals/m². From this total, 98% are Termitidae family and the majority of collected species is subterranean. Each specie had a different behavior of alate’s release, some releasing a few amount over a period of days or weeks on the rainy season, while another have only a peak of activity. It seems to have a tendency of quick release of imagos from the mother colony early in the beginning of the season, probably due a better use of propitious conditions of humidity to found new colonies. Common species of Cerrado were sample, nevertheless another that are typical and abundant did not collected. Possibly there are repelling characteristics in the trays or unknown behaviors from certain species to avoid falling in the traps. The conclusions are that the swarm season of termites is short and that there is a tendency of quick release from the colonies. The high density of alates in this period and them high utritional value indicates that swarming offer important food source for opportunistic predators. The tested traps seem to be efficients to sample subterranean species and to measure the imagos’s density per area, data that contribute for the knowledge of termites’s richness and abundance in each area.
3

Biologia de populações e etologia de Omaspides tricolorata (Boheman, 1854) (Coleoptera: Chrysomelidae: Cassidinae) na Serra do Japi-Jundiai-SP

Frieiro-Costa, Fernando Antonio 06 May 1995 (has links)
Orientador: João Vasconcellos-Neto / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-20T01:25:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Frieiro-Costa_FernandoAntonio_D.pdf: 5569784 bytes, checksum: 925b3cefa532cf9a263b2e1b11d28fb2 (MD5) Previous issue date: 1994 / Resumo: Durante os períodos compreendidos entre os meses de outubro de 1988 a maio de 1989 e outubro de 1989 a maio de 1990, estudou-se uma população natural de Omaspides tricolorata Bohemann, 1854 (Coleoptera: Chrysomelidae: Cassidinae), na Serra do Japi, situada no município de Jundiaí - SP. Foram abordados aspectos de sua biologia e comportamento. Comprovou-se que estes insetos possuem hábitos gregários tanto na fase adulta como nos diversos estágios imaturos. Investigou-se a preferência alimentar, demonstrando-se que são herbívoros e, tanto na fase adulta como nos diversos estádios larvários, alimentam-se apenas em Ipomoea alba L. (Convolvulaceae). O. tricolorata tem um período de atividade compreendido entre meados da primavera e meados do outono, com picos de oviposição nos meses de dezembro e fevereiro. A partir do final de abril começam a procurar seus sítios de diapausa, onde permanecem até outubro. Os adultos emergidos em um período só vão estar ativos sexualmente no período seguinte, não possuindo qualquer preferência pelo tamanho da folha onde colocam sua desova, mas têm comprovada preferência pela face abaxial. O tempo total de desenvolvimento dá-se em 57,3 + 5,7 dias, sendo que o estágio de ovo dura 15,5 + 4,4 dias, o larvário 28,0 + 5,2 dias e permanecem no estágio pupal 13, 7 + 5,3 dias. Esses insetos apresentam cuidados parentais, sendo a fêmea a única responsável pela guarda da prole durante todo o desenvolvimento desta. Para esta comprovação foi necessário marcar-se a guardiã, o que foi feito escrevendo-se números em um dos élitros da fêmea. Esta marcação permitiu verificar, também, que as fêmeas podem permanecer ativas por mais de um ciclo, o mesmo não acontecendo com os machos. Comprovou-se que a presença da guardiã é fundamental para a preservação dos imaturos, especialmente contra ataques de formigas / Abstract: During the periods between October 1988 and May 1989 and of October 1989 to May 1990 a natural population of Omaspides tricolorata Boheman, 1954 (Coleoptera: Chysomelidae: Cassidinae), has been studied in "Serra do Japi", in Jundiaí state of São Paulo (Brazil). Biological and behavioural aspects of their lives have been described. It was been proved that these insects have gregarious habits both in the adult stage and also in the various immature stages. The feeding habits have been investigated , demonstrating that they are herbivorous both in the adult stage and also in the various larvae stages, feeding only on Ipomoea alba L. (Convolvulaceae). O. tricolorata has an activity period between middle spring and middle autumn, with oviposition peaks in months of December and February. From Iate April on. they start looking for their diapause sites, where they stay until October. The emerged adults in one period only will be sexually active in the next period, not having any preference for the size of the leaf where they deposit their eggs but having proved preference for the abaxial face of the leaf. The developmental time is in 57,3 + 5,7 days, the egg stage lasting 15,5 + 4,4 days, they larval stage 28,0 + 5,2 days and they stay in the. pupal stage 13,7 + 5,3 days. These insects show parental care, being the female the only responsible for the guarding of the offspring during their development. For this comprovation it was necessary to mark the guarding female what has been done by writing numbers in one of the female elytron. This marking allowed one to verify also that the females can stay active for more than one cycle, the same not happening with the males. It has been proved that the presence of the guarding female is fundamental for the preservation of the immature, especially against ants attack / Doutorado / Ecologia / Doutor em Ciências Biológicas
4

Contribuição ao conhecimento de uma nova familia de dipteros-Acalyptratae : Syringogasteridae nov. fam.

Prado, Angelo Pires do, 1942-2013 18 July 2018 (has links)
Orientador: Hugo de Souza Lopes / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-18T01:11:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Prado_AngeloPiresdo_D.pdf: 1180257 bytes, checksum: 6d33353fa596bb20dc493b024fa1be1c (MD5) Previous issue date: 1969 / Resumo: No presente trabalho o autor estuda o gênero Syringogaster Cresson, 1912, baseando-se nas espécies brasileiras, aqui descritas como novas para a Ciência, a saber: Syringogaster amazonensis sp. n. (Pará), S. cressoni sp. n. (Pará), S. lopesi sp. n. (Bahia), S. lanei sp, n. (São Paulo), S. papayeroi sp. n. (São Paulo, Rio de Janeiro e Guanabara) e S. carioca sp. n. (Guanabara). Além disso, estudando detalhadamente a estrutura do pós-abdomen e genitálias de ambos os sexos, e comparando-as com as da família Megamerinidae e demais famílias da superfamília Nothyboidea (sensu Hennig, 1958), para a qual o gênero Syringogaster é afim, o autor conclue pela necessidade da sua elevação ao nível de família, o que propõe. Deste modo, é proposto o nome Syringogasteridae nov. fam., para incluir as espécies do gênero Syringogaster Cresson , 1912, como nova família integrante da superfamília Nothyboidea. / Abstract: Not informed. / Doutorado / Doutor em Ciências Biológicas
5

Análise filogenética de Polybia lepeletier, 1836 (Hymenoptera, Vespidae, Polistinae) /

Gelin, Luiz Fernando Fracassi. January 2009 (has links)
Orientador: Fernando Barbosa Noll / Banca: Dalton de Souza Amorim / Banca: Eduardo Andrade Botelho de Almeida / Resumo: Polybia é um gênero de vespas sociais enxameadoras que engloba 58 espécies válidas, distribuídas do sul dos Estados Unidos até o norte da Argentina. Esse gênero é dividido em em 11 subgêneros, alguns deles são altamente variáveis morfológicamente. A dificuldade em encontrar sinapomorfias tanto para o gênero quanto para os subgêneros reflete um histórico taxonômico conturbado, já que as espécies aí incluídas são aquelas que não se encaixam em nenhum outro gênero de Epiponini. Além disso, Polybia difere quanto ao posicionamento filético em estudos morfológicos, comportamentais e moleculares (ou combinados). Levando em conta a dificuldade de encontrar sinapomorfias e a variação do gênero na filogenia dos Epiponini, o objetivo deste estudo foi realizar uma análise filogenética das espécies do gênero, buscando estabelecer as relações subgenéricas e verificar as relações entre as espécies. Para isso foi realizado um estudo da morfologia externa de fêmeas adultas de 50 espécies dos 11 subgêneros de Polybia, no qual foram utilizados caracteres já propostos na literatura e levantados novos caracteres, totalizando 65 caracteres de morfologia externa de fêmeas adultas, 20 caracteres de morfologia externa das larvas e 10 caracteres de arquitetura de ninho. Os caracteres foram dispostos em uma matriz de dados composta por 56 táxons terminais, sendo seis do grupo externo (Protopolybia, Charterginus, Brachygastra, Chartergus, Protonectarina e Epipona) e 95 caracteres. A análise foi realizada no programa TNT 1.1 utilizando o princípio da parcimônia com uma combinação de algorítimos: Tree-drifting, Tree-fusing, Ratchet e Sectorial Searches. Após a análise o programa gerou 22 árvores mais parcimoniosas. A árvore de consenso estrito possui a seguinte topologia para os subgêneros de Polybia: (Apopolybia + (Trichinothorax + ((Cylindroca + Pedothoeca)... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Polybia is a genus of swarm-founding social wasps which comprises 58 described species, ranging from the south of United States to the north of Argentina. It is divided into 11 subgenera, some of them have a great number of polymorphysms. The difficulty on estabilize synapomorphies for the genus or the subgenera may be regarded as consequence of the trublesomme taxonomic background, because the species included in this genus are the one that could not be placed in in other Epiponini genera. Moreover, Polybia differs on its phylogenetic position in the analyses based on morphology, behavior and molecular (or total evidence) data. Taking into account the difficulty on estabilish synapomorphies and the topologic variation in the Epiponini phylogeny, this study aimed to estabilish the subgeneric relationships and verifies the relationships among species. In order to do this, we made a morphological study of adult females' external parts in 50 species of the 11 Polybia subgenera. It was surveied new characters that were added to the characters previously proposed in the literature, totalizing 65 external morphology of adult females' characters, 20 characters of external morphology of larvae and 10 characters of nest architecture. The data matrix was composed by 56 terminal taxa (six outgroup: Protopolybia, Charterginus, Brachygastra, Chartergus, Protonectarina e Epipona) and 95 characteres. The analysis was run in the program TNT 1.1 under the parsimony principle with a combination of algorytims: Tree-drifting, Tree-fusing, Ratchet e Sectorial Searches. The analysis generated 22 most parsimonious trees. The consensus tree has the falowing topology: (Apopolybia + (Trichinothorax + ((Cylindroca + Pedothoeca) + (Furnariana + ((Formicicola + Platypolybia) + (Myrapetra + ((Myrapetra + ((Synoecoides + Polybia) + Alpha)) + Myrapetra), confirming. therefore, the monophyly... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
6

Isolamento reprodutivo em duas espécies simpátricas de Chinavia Orian (Hemiptera: Pentatomidae) : importância da comunicação vibracional e composição química da cutícula

Silveira, Samantha da 23 June 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Zoologia, 2015. / Submitted by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2015-11-09T20:49:27Z No. of bitstreams: 1 2015_SamanthadaSilveira.pdf: 1010682 bytes, checksum: 05904cdc42f3aed709641a415a114bea (MD5) / Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2016-01-22T12:15:00Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_SamanthadaSilveira.pdf: 1010682 bytes, checksum: 05904cdc42f3aed709641a415a114bea (MD5) / Made available in DSpace on 2016-01-22T12:15:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_SamanthadaSilveira.pdf: 1010682 bytes, checksum: 05904cdc42f3aed709641a415a114bea (MD5) / Embora pouco conhecida, a emissão de sinais vibratórios através de substratos é uma modalidade de comunicação comum nos insetos. Muitos desses sinais são específicos e facilitam a localização do parceiro, reconhecimento e acasalamento. Assim como em outros pentatomídeos, as etapas reprodutivas de Chinavia ubica (Rolston, 1983) e Chinavia impicticornis (Stål, 1872) consistem em emissão de feromônio em longas distâncias, além de sinais vibracionais e toque com as antenas (antenação) em curtas distâncias. Este trabalho foi orientado a estabelecer se diferenças nas características temporais dos sinais vibracionais de ambas as espécies induzem variação na resposta dos indivíduos a fim de estabelecer se a especificidade da comunicação vibracional está relacionada à composição temporal dos sinais vibratórios. Adicionalmente estudo-se a composição química da cutícula dessas duas espécies para estabelecer se existem diferencias a nível específico e entre os sexos que possam sugerir uso destes compostos para reconhecimento e discriminação entre os indivíduos na fase de corte do comportamento reprodutivo. Verificou-se que alteração dos parâmetros temporais dos sinais vibratórios das fêmeas de ambas as espécies em relação aos sinais naturais diminuem a resposta dos machos coespecíficos comprovando a hipótese que o reconhecimento e discriminação dos sinais vibratórios estão relacionados a parâmetros temporais espécie específicos. Ambas as espécies mostraram possuir perfis de hidrocarbonetos cuticulares similares com diferencias entre espécies e sexos o que sugere a sua possível função como sinais químicos utilizados durante o comportamento de corte. Os resultados deste trabalho mostraram que o isolamento reprodutivo das espécies simpátricas de Chinavia estudadas é uma consequência de um sistema de sinalização multimodal que inclui alem dos feromônios sexuais, previamente identificados, sinais vibratórios e sinais químicos não voláteis (hidrocarbonetos cuticulares). ______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Though little known, the issue of vibratory signals through substrates is a common form of communication in insects. Many of these signs are specific and facilitate the partner's location, recognition and mating. As in other pentatomids, reproductive stages of Chinavia ubica (Rolston, 1983) e Chinavia impicticornis (Stål, 1872) consist of pheromone emission over long distances, and vibrational signals and touch the antennas (antennation) over short distances. This study was directed to determining whether differences in the temporal characteristics of the vibrational signals of both species induce variation in the response of individuals to establish the specificity of vibrational communication is related to the temporal composition of vibratory signals. Additionally study up the cuticle of the chemical composition of these two species to establish whether the specific differences within and between the sexes that may suggest use of these compounds for recognition and discrimination among individuals in cutting phase of reproductive behavior. It was found that alteration of temporal parameters of the vibratory signals of females of both species in relation to the natural decreasing the response signals of conspecific males, support the hypothesis that the recognition and discrimination of vibration signals are related to specific temporal parameters species. Both species have similar profiles cuticular hydrocarbons with differences between species and sex suggesting its possible role as chemical signals used during cutting behavior. These results show that reproductive isolation of simpatric Chinavia species studied is a result of a multimodal signaling system which includes addition of sex pheromones, previously identified, vibrational signals and non-volatile chemical signals (cuticular hydrocarbons).
7

Habitos alimentares e coloração de advertencia em alguns alticineos (coleoptera : chrysomelidae)

Begossi, Alpina, 1958- 03 September 1984 (has links)
Orientador : Woodruff Whitman Benson / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-14T05:45:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Begossi_Alpina_M.pdf: 16019042 bytes, checksum: 9c465524a2430b35a7c595fb77817bc4 (MD5) Previous issue date: 1984 / Resumo: Foram estudados aspectos da ecologia alimentar e de adaptações defensivas em doze espécies de alticíneos. As espécies que procederam da região Sudeste (MG, RJ ou SP) do Brasil são Homophoeta octoguttata (estudada com algum detalhe), H. personata, H. cf. quadrinotata, Alagoasa cf. apicata, A. areata, A. scissa e Asphaera auripennis. Outras duas espécies, Alagoasa sexplagiata e A, trifasciata, foram coletadas principalmente na região Norte (AM). Os hábitos alimentares dos adultos foram observados durante coletas no campo e através de observações alimentares e experimentos de preferência alimentar em laboratório. As espécies de Homophoeta e Asphaera concentram em sua dieta principalmente espécies de Labiatae enquanto as de Alagoasa concentram principalmente espécies de Verbenaceae. Plantas das famílias Acanthaceae, Bignoniaceae e Compositae, também consumidas, tiveram um papel alimentar mais secundário. As espécies demonstraram neveis diferentes de oligofagia variando entre quase monófagas até quase polífagas. A escolha das plantas hospedeiras por estes alticíneos parece estar relacionada a caracteres morfológicos e químicos (principalmente constituintes dos óleos essenciais) das plantas consumidas. Através de experimentos de palatabilidade, com predadores (pintos) em cativeiro, foi obtido um nível de 73% de rejeição com Homophoeta octoguttata enquanto outras espécies, estudadas em menor detalhe, demonstraram níveis de rejeição iguais ao mais altos (Homophoeta spp. E Asphaera auripennis) e mais baixos (Alagoasa spp.)... Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital / Abstract: This study concerns several aspects of the feeding ecology and difensive adaptations in twelve species of flea beetles. The species Homophoeta octoguttata, H. personata, H. cf. quadrinotata, Alagoasa cf. apicata, A. areata, A. decemguttata, A. florigera, A. cf. pantina, A. scissa and Asphaera auripennis were collected in Southwest Brazil (States of Minas Gerais, Rio de Janeiro of São Paulo). Two other species, A. sexplagiata and A. trifasciata were collected mainly in the North of Brazil (State of Amazonas). Most field observations and experiments concerned H. octoguttata. The feeding habits of the adults were observed in the field and during feeding observations and preference experiments in laboratory. The Homophoeta and Asphaera species concentrate their diet mainly on various Labiatae whereas Alagoasa species feed mainly on Verbenaceae. Various Acanthaceae Bignoniaceae and Compositae, although also acceptable, are shown to have a secondary role as food plants. The flea beetle species studied showed different levels of oligophagy varying almost from monophagy to poliphagy. Host plant choice by these flea beetles seems to depend on chemical (especially essential oil components) and physical features of the plants. In palatability experiments with predators (chicks) in captivity, 73% of Homophoeta octoguttata were rejected whereas the other less studied species of flea beetles showed equal or higher levels (Homophoeta spp. And Aphaera auripennis) or lower levels (Alagoasa spp.)... Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations / Mestrado / Ecologia / Mestre em Biologia
8

Modelagem e simulação da dinamica populacional da cigarrinha-das pastagens, Deois flavopicta (Homopteia: Cercopidae)

Sujii, Edison Ryoiti 16 April 1998 (has links)
Orientador: Maria Alice Garcia / Dissertação (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-23T11:49:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Sujii_EdisonRyoiti_D.pdf: 10905259 bytes, checksum: b4731d8f1ac66711a4da04d531a014a6 (MD5) Previous issue date: 1998 / Resumo: A modelagem matemática de processos bioecológicos relacionados à dinâmica populacional da cigarrinha-das-pastagens, Deois flavopicta Stal (Homoptera: Cercopidae) possibilitaram a construção de um sistema para simular o tamanho das populações anuais do inseto. O sistema foi construído utilizando o programa STELLA 'MARCA REGISTRADA¿ VERSÃO 5.0 PESQUISA baseado em equações de diferença para cada estágio de desenvolvimento do inseto. O programa se encarrega de processar o modelo em equações diferenciais tornando o modelo discreto em funções contínuas, sendo que o intervalo entre as derivações é definido pelo usuário ... Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital / Abstract: The mathematical modeling of the bioecological processes related to the population dynamics of the spittlebug, Deois flavopicta Stal (Homoptera: Cercopidae) allowed to make a system to simulating the annual population sizes of the insect. The system was made using the software STELLA 'REGISTERED MARK¿ VERSION 5.0 RESEARCH based in differences equations for each stage of the insect development. The software process the model using differential equations tuming the discrete model in continuous functions, and the interval between the derivations is defined for the user ... Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations / Doutorado / Ecologia / Doutor em Ciências Biológicas
9

Levantamento da entomofauna em sítios florestais em recuperação e em um fragmento de floresta natural em Botucatu, SP

Leitão-Lima, Patrícia da Silva [UNESP] 02 1900 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:28:38Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2002-02Bitstream added on 2014-06-13T19:16:46Z : No. of bitstreams: 1 leitaolima_psl_me_botfca.pdf: 278109 bytes, checksum: 27548222218389449ab80c8ec050f943 (MD5) / O trabalho teve por objetivo avaliar a comunidade de insetos em três sítios degradados sob processo de recuperação (sítios 1, 2 e 3) e um fragmento de floresta nativa na região de Botucatu, SP. O levantamento das espécies de insetos foi realizado quinzenalmente no período de maio de 2000 a maio de 2001, utilizando-se uma armadilha luminosa por área estudada. As espécies de insetos coletadas com maior freqüência tiveram sua flutuação populacional representada graficamente e a caracterização da comunidade encontrada foi feita pelos seguintes índices faunísticos: freqüência, abundância, diversidade, equitatividade e similaridade para Lepidoptera, Coleoptera, Hemiptera-Heteroptera, Hymenoptera e demais ordens encontradas. Foi observada baixa densidade de indivíduos de insetos coletados no fragmento de mata em relação aos demais sítios. O sítio com menor desenvolvimento das árvores foi o que mais se distanciou em número de indivíduos do fragmento de mata. Foi coletado um total de 876 espécies e 15.332 indivíduos de insetos, sendo a ordem Lepidoptera responsável por 44,03% do total de indivíduos e de 80,25% das espécies coletadas, com maior número para as famílias Noctuidae e Arctiidae, principalmente nas áreas com recuperação mais lenta. As densidades de espécies de Geometridae e Saturniidae foram superiores no fragmento de mata. Pelo índice de diversidade de Shannon-Weaver foi verificada maior diversidade de lepidópteros no fragmento de mata e menor diversidade no sítio 2. O mesmo resultado foi verificado para Coleoptera e Hymenoptera. Hemiptera-Heteroptera e demais ordens de insetos apresentaram maior diversidade no fragmento de mata e o sítio 1 foi a área alterada com menor diversidade... / The work aimed to evaluate the insect community in three degraded sites under recovery process (sites 1, 2 and 3) and the native forest fragment in region of Botucatu, SP, Brazil The insects monitoring was accomplished bi-weekly during May, 2000 to May 2001, using a light trap for each studied area. The insect species collected with higher frequency had its populational dynamic represented graphically and community was characterizated using the following faunistic indexes: frequency, abundance, diversity, equitability and similarity for Lepidoptera, Coleoptera, Hemiptera-Heteroptera, Hymenoptera and other orders. It was observed individuals of insects with low density collected in the native fragment regarding the other sites. The sites with smaller development trees showed reduced number of individuals in comparision with native fragment. It was collected 876 species of insects and 15332 individuals, with order Lepidoptera representing 44,03% from the individuals total and of 80,25% of the collected species, with larger number for the families Noctuidae and Arctiidae, mostly in the areas with slower recovery. The species densities of Geometridae and Saturniidae were superior in native forest fragment. By the Shannon-Weaver diversity index was verified larger lepidopterous diversity in the native forest and smaller diversity in the site 2. The same result was verified for Coleoptera and Hymenoptera. Hemiptera-Heteroptera and insects of other orders presented larger diversity in the native forest fragment and the site 1 was the area changed with smaller diversity. The degraded sites in recovery process had very low similarity with the native forest fragment for Lepidoptera and for the other insect orders...(Complete abstract, click electronic access below)
10

Flutuação populacional de Plutella xylostella (L., 1758) (Lepidoptera : Yponomeutidae) e seus parasitóides larvais no sudeste do Paraná

Marchioro, Cesar Augusto 06 May 2011 (has links)
Resumo: A traça-das-crucíferas, Plutella xylostella L., é a principal praga de brássicas em todo o mundo. A sua grande capacidade de desenvolver resistência a inseticidas e a ocorrência em elevadas densidades populacionais tem tornado a produção econômica de brássicas praticamente impossível em certas regiões do mundo. Nesse contexto, a adoção de métodos de controle alternativos é importante para a elaboração de um plano de manejo integrado para a espécie. Para isso, faz-se necessário o conhecimento da dinâmica entre insetos herbívoros, planta hospedeira e inimigos naturais. Desta forma, a presente tese teve por objetivo avaliar os fatores que afetam a biologia, sobrevivência, reprodução e dinâmica populacional de P. xylostella na Região Metropolitana de Curitiba. O estudo realizado em cultivos comerciais orgânicos demonstrou que apesar da contínua e abundante disponibilidade de plantas hospedeiras durante todo o ano, a ocorrência de P. xylostella se restringiu entre Junho e Novembro. Quatro espécies de parasitóides larvais foram identificadas associadas a P. xylostella, das quais Diadegma leontiniae (Brèthes) (Hymenoptera: Ichneumonidae), Apanteles piceotrichosus Blanchard (Hymenoptera: Braconidae) e Siphona sp. Meigen (Diptera: Tachinidae) foram freqüentes, enquanto Oomyzus sokolowskii (Kurdjumov) (Hymenoptera: Eulophidae) foi raramente encontrada. O parasitismo foi o principal fator que influenciou a abundância de P. xylostella na região, evidenciando o importante papel do complexo de inimigos naturais na regulação populacional da praga. A abundância de P. xylostella na área de estudo foi baixa em comparação com a registrada em regiões tropicais do Brasil e do mundo. Os parâmetros demográficos estimados para diferentes temperaturas evidenciam que médias mais elevadas de temperatura proporcionam uma maior capacidade de aumento da população. Este fato pode explicar a maior abundância de P. xylostella em regiões tropicais, que apresentam médias de temperaturas maiores que as registradas na região subtropical. O estudo também demonstrou que P. xylostella é capaz de completar o ciclo biológico utilizando brássicas silvestres como hospedeiro. Além disso, foi comprovado que as fêmeas ovipositam em brássicas silvestres mesmo na presença de hospedeiros cultivados. Em teste de preferência alimentar, foi demonstrado que lagartas de primeiro e terceiro instares aceitam folhas de brássicas silvestres como hospedeiro. Estes resultados evidenciam que brássicas silvestres podem ser utilizadas por P. xylostella como refúgio, favorecendo as chances de sobrevivência da praga em campo quando espécies cultivadas não estão disponíveis, ou quando o cultivo é afetado pela aplicação de inseticidas ou irrigação. Ademais, as brássicas silvestres em floração também podem fornecer alimento para os adultos. Foi comprovado que o acesso a fontes de carboidrato influencia significativamente a duração do período de oviposição, a fecundidade e, conseqüentemente, os parâmetros demográficos de P. xylostella. Existe atualmente uma crescente demanda por métodos de controle alternativos, que sejam efetivos em regular a população de P. xylostella e minimizem o efeito negativo sobre o meio ambiente. Nesse contexto, as informações contidas na tese a respeito da biologia e ecologia de P. xylostella e de seus parasitóides larvais são úteis para a elaboração de planos de manejo da espécie, principalmente no que diz respeito ao controle biológico.

Page generated in 0.05 seconds