• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 94
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 96
  • 31
  • 19
  • 18
  • 16
  • 15
  • 12
  • 9
  • 8
  • 7
  • 7
  • 7
  • 6
  • 6
  • 6
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Sinantropia de dipteros muscoideos caliptrados de Valdivia, Chile

Roa, Luis Alberto Figueroa 03 January 1999 (has links)
Orientador: Aricio Xavier Linhares / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-24T19:34:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Roa_LuisAlbertoFigueroa_M.pdf: 5818691 bytes, checksum: 4f362c5dac591cbe9c3d4f19537451e1 (MD5) Previous issue date: 1999 / Mestrado / Parasitologia / Mestre em Ciências Biológicas
2

Citogenetica de dipteros muscoideos

Maltempi, Patricia Pasquali Parise 09 February 1999 (has links)
Orientador: Rita Maria P. Avancini / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-24T23:59:52Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Maltempi_PatriciaPasqualiParise_D.pdf: 4656978 bytes, checksum: 2fc221320e13ca4d9da266af450b2f15 (MD5) Previous issue date: 1999 / Resumo: O número modal de cromossomos entre os Dípteros Muscóideos é 2n=12, sendo cinco autossomos e um par de cromossomos sexuais geralmente heteromórficos. No entanto, já foram descritas algumas espécies, todas pertencentes à família Muscidae, apresentando apenas cinco pares de cromossomos. Examinamos algumas espécies de Muscidae pertencentes a diferentes subfamílias, além de espécies de outras famílias a ela relacionadas, como Calliphoridae e Sarcophagidae, quanto à presença ou não do par heteromórfico, na tentativa de corroborar a hipótese de perdas independentes nos diferentes grupos Além disso, uma vez que parece haver uma relação de NORs e lou regiões heterocromáticas bandas C positivas com cromossomos sexuais, identificamos estas duas regiões cromossômÍcas através de bandamento C e hibridação in situ, para localizar NOR.. Os cromossomos sexuais estão presentes nos Muscídeos Ophyra chalcogaster (subfamily Azeliinae), Synthesiomyia nudiseta (subfamília Reinwardtiinae), e Musca domestica (subfamília Muscinae); nos Califorídeos Chrysomya putoria e C. megacephala e no Sarcofagídeo Pattonella intermutans. As espécies Muscina stabulans (subfamília Reinwardtiinae) e Haematobia irritans (subfamília Muscinae) fazem parte dos Muscídeos considerados exceções. Há considerável diferença com relação ao tamanho dos cromossomos sexuais, que são muito pequenos em O. chalcogaster, médios em M domestica e espécies de Chrysomya e muito grandes em S. nudiseta e Pattonella intermutans. A NOR está localizada no par II de M stabulans e M domestica, no par III de S. nudiseta, no par IV de P. intermutans e nos cromossomos sexuais de C. putoria e C. megacephala. Nas espécies onde as NORs estão localizadas nos autossomos (com exceção de Mdomestica) há uma coincidência destas com bandas intercalares de heterocromatina constitutiva. Uma vez que NORs em dípteros estão normalmente associadas aos cromossomos sexuais, o fato de estarem localizadas nos autossomos de algumas espécies poderia ser interpretado como um passo intermediário na evolução cariotípica, onde algumas seqüências do genoma, no caso a NOR, poderiam ter mudado para os autossomos evitando danos no caso de rearranjos cromossômÍcos. Este estudo forneceu resultados interessantes que parecem concordar com a hipótese de que na evolução dos cromossomos sexuais dos diferentes grupos possam ter ocorrido perdas independentes destes cromossomos, e não uma origem comum a todos eles. As espécies da família Muscidae aparentemente estão num processo mais adiantado na evolução dos cromossomos sexuais, apresentando grande variação de tamanho destes cromossomos entre diferentes espécies, encontrando-se desde cromossomos muito grandes até pequenos pontos, o que sugere que partes destes cromossomos foram se fundindo com os autossomos ou sendo perdidas. Além disto, os cromossomos sexuais são heterocromáticos em todas as espécies estudadas e a NOR está localizada nos autossomos. Pattonella intermutans possui grandes cromossomos sexuais totalmente heterocromáticos e a NOR também está localizada nos autossomos. Já as espécies de Calliphoridae por nós estudadas, parecem estar em um processo intermediário, onde os cromossomos sexuais ainda não apresentam-se totalmente heterocromáticos e as NORs estão localizadas nestes cromossomos e não nos autossomos / Abstract: The chromosome modal number in Muscoidea Diptera is 2n=12: tive pairs of auto somes and one sex chromosome pair. Nevertheless, some species with 2n=1O chromosomes have been described, alI of them from the Muscidae family. We analyzed the karyotype of some species of Muscidae ITom different subfamilies, as well as some species from the related families, Calliphoridae and Sarcophagidae, for the presence or absence of heteromorphic chromosomes. Besides, once there is a relation between NOR(s) and heterochromatin with sex chromosomes, we also investigated these regions through FISH (fluorescent in situ hybridization) for NOR and C banding for heterochromatin localization. Sex chromosomes are present in the Muscidae species: Ophyra chalcogaster (subfamily Azeliinae), Synthesiomyia nudiseta (subfamily Reinwardtiinae), and Musca domestica (subfamily Muscinae); in the Calliphoridae flies: Chrysomya putoria and C. megacephala; and in the Sarcophagidae Pattonella intermutans. Muscina stabulans (subfamily Reinwardtiinae) and Haematobia irritans (Subfamily Muscinae) are exceptions among Muscidae, since they lack sex chromosomes. There is a considerable variation on the length of sex chromosomes among the different species. Sex chromosomes are very short in O. chalcogaster, medium-sized in M domestica and Chrysomya species and very long in S. nudiseta and P. intermutans. NOR is located on pair II of Mu. stabulans and M domestica, on pair III of S. nudiseta, on pair IV of P. intermutans and on sex chromosomes of C. putoria and C. megacephala. There was a coincidence in the location of NOR and interstitial C bands in the species in which NORs are located in the autosomes (except M domestica). Usually in Diptera NORs are associated with sex chromosomes, therefore NORs located in autosomes may suggest an intermediary step in the chromosome evolution of that group where some sequences of the genome, such as NOR(s), could be moved from sex to auto some chromosomes, avoiding serious damage to the genome if parts of sex chromosomes are lost. The Muscidae species apparently are in a more advance stage in the evolution of sex chromosome. There is a great variation in the length of sex chromosomes in the studied species, suggesting that parts of these chromosomes were lost or fused with the auto somes. Moreover, in alI the Muscidae investigated the sex chromosomes are heterochromatic and NOR(s) are located in the autosomes. Pattonella intermutans has long sex chromosomes, that are totally heterochromatic and NOR is also located in the auto somes. The Calliphoridae species studied in this work, seem to bein a intermediatestage, with NOR located in the sex chromosomes, qhich are not totally heterochromatic / Doutorado / Biologia Celular / Doutor em Ciências
3

Contribuição ao conhecimento de uma nova familia de dipteros-Acalyptratae : Syringogasteridae nov. fam.

Prado, Angelo Pires do, 1942-2013 18 July 2018 (has links)
Orientador: Hugo de Souza Lopes / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-18T01:11:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Prado_AngeloPiresdo_D.pdf: 1180257 bytes, checksum: 6d33353fa596bb20dc493b024fa1be1c (MD5) Previous issue date: 1969 / Resumo: No presente trabalho o autor estuda o gênero Syringogaster Cresson, 1912, baseando-se nas espécies brasileiras, aqui descritas como novas para a Ciência, a saber: Syringogaster amazonensis sp. n. (Pará), S. cressoni sp. n. (Pará), S. lopesi sp. n. (Bahia), S. lanei sp, n. (São Paulo), S. papayeroi sp. n. (São Paulo, Rio de Janeiro e Guanabara) e S. carioca sp. n. (Guanabara). Além disso, estudando detalhadamente a estrutura do pós-abdomen e genitálias de ambos os sexos, e comparando-as com as da família Megamerinidae e demais famílias da superfamília Nothyboidea (sensu Hennig, 1958), para a qual o gênero Syringogaster é afim, o autor conclue pela necessidade da sua elevação ao nível de família, o que propõe. Deste modo, é proposto o nome Syringogasteridae nov. fam., para incluir as espécies do gênero Syringogaster Cresson , 1912, como nova família integrante da superfamília Nothyboidea. / Abstract: Not informed. / Doutorado / Doutor em Ciências Biológicas
4

Estrutura genetica de populações de Cochliomyia hominivorax (diptera: calliphoridae) da região sudeste do Brasil : analise atraves de tres tipos de marcadores geneticos

Infante-Malachias, Maria Elena 03 February 1999 (has links)
Orientador: Ana Maria Lima de Azevedo Espin / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-08-04T02:25:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Infante-Malachias_MariaElena_D.pdf: 5185535 bytes, checksum: a7c8ce1e3b194ed4e886cbc3320841c6 (MD5) Previous issue date: 1999 / Doutorado / Genetica / Doutor em Ciências Biológicas
5

Diversidade da entomofauna do refúgio de vida silvestre dos Campos de Palmas, Paraná, Brasil, com ênfase na família Syrphidae (Diptera)

Pereira, Adriana Couto January 2016 (has links)
Orientadora : Proª. Drª. Luciane Marinoni / Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Entomologia). Defesa: Curitiba, 29/04/2016 / Inclui referências : f.28-33;46-47;58-59;77-79;88-90;93-101 / Área de concentração : Entomologia / Resumo: Campos de Altitude são formações vegetacionais inseridos no bioma Mata Atlântica, em altitudes superiores a 1000m; nos estados da Região Sul, recebem o nome de Campos Sulinos. São formados em decorrência dos efeitos da altitude e do relevo, em condições peculiares, e apresentam elevado nível de endemismo devido ao isolamento das populações. A preservação dos campos nativos sempre foi relegada em detrimento à preservação de áreas florestais; dessa forma, pouco se conhece sobre a diversidade e os processos ecológicos que ocorrem nesse tipo de ambiente. No Paraná, a maior unidade de conservação (UC) de campos sulinos é o Refúgio de Vida Silvestre dos Campos de Palmas (RVS-CP), unidade criada em 2008 visando a preservação desse tipo de habitat na região centro sul do estado. O presente estudo compreende uma investigação sobre a entomofauna local, com ênfase em Syrphidae (Diptera). A família Syrphidae é abundante na entomofauna neotropical, brasileira e paranaense. Sua ocorrência já foi descrita anteriormente em algumas regiões do Estado, mas ainda não havia sido investigada no RVS-CP ou em suas cercanias. Foi realizado um levantamento da entomofauna através do uso de oito armadilhas Malaise, distribuídas em duplicata em quatro ambientes diferentes existentes na UC: interior de fragmento de mata, borda de mata, campo aberto e área onde foi retirado Pinus taeda. O material coletado foi analisado qualitativamente, quantitativamente, quanto à sazonalidade dos diferentes grupos e quanto ao processo de sucessão ecológica na área de retirada de P. taeda. Os resultados indicaram uma comunidade bastante rica e diversificada, tendo o ambiente de borda como mais propenso à coleta de amplo espectro para todos os níveis taxonômicos, mas apontando também grupos existentes apenas nos demais ambientes. Foram observados 11 novos registros de espécies de Syrphidae para o estado. O processo de sucessão ecológica tem se desenvolvido conforme o esperado, embora a análise de grupos taxonômicos de menor nível pareça ser bastante elucidativa para a compreensão do processo como um todo. Palavras-chave: Biodiversidade. Campos de altitude. Campos sulinos. Sucessão ecológica. / Abstract: Highland fields are vegetation formations inserted in the Atlantic Forest, at altitudes higher than 1000m; in southern states, are called Southern Fields. It is formed due to the effects of altitude and relief, in particular conditions, and has a high level of endemism due to the isolation of populations. The preservation of native grasslands has always been relegated in detriment of the preservation of forest areas; thus, little is known about the diversity and ecological processes that occurs in this type of environment. In Paraná, the largest conservation unit (UC) from southern fields is the "Refúgio de Vida Silvestre dos Campos de Palmas" (RVS-CP), a unit created in 2008 for the preservation of this habitat type in the south-center region of the state. This study comprises an investigation of the local insect fauna, with emphasis on Syrphidae (Diptera). The Syrphidae family is abundant in Neotropical, Brazilian and Paraná entomofauna. Its occurrence has been described previously in some regions of the state, but had not yet been investigated in the RVS-CP or its surroundings. A survey of insect fauna was performed by using eight Malaise traps, distributed duplicated in four different environments existing in UC: forest fragment interior, forest edge, open field and area where it was taken Pinus taeda. The collected material was analyzed qualitatively, quantitatively, about the seasonality of different groups, and about the ecological succession process in the area of removal of P. taeda. The results indicated a very rich and diverse community, with the border environment as more prone to broad spectrum collect for all taxonomic levels, although also identifying groups that exists only in other environments. Were observed 11 new records to the state of Syrphidae species. The ecological succession process has been developed as expected, although the analysis of lower level taxonomic groups seems to be quite informative for understanding the process as a whole. Keywords: Biodiversity. Highland fields. Southern fields. Ecological succession.
6

Taxonomia de Neriidae (Diptera) da Colômbia

Villa, Tatiana Alejandra Sepúlveda 19 June 2013 (has links)
Resumo: A família Neriidae compreende um pequeno grupo de moscas acaliptradas com 110 espécies descritas, que são facilmente reconhecidas devido a sua aparência característica: possuem as pernas bastante alongadas, antenas projetadas para frente com arista dorso-apical ou apical e fêmures, na face ventral, com cerdas em forma de espinho. Por anos, a classificação de Neriidae foi confusa e espécies foram descritas com base em caracteres instáveis, que levaram a um número elevado de sinonímias e questionar a validade de vários gêneros. Não existem estudos recentes (~50 anos) dessa família na Região Neotropical e o material tipo não tem sido revisado por nenhum dos autores na maioria das publicações conhecidas. Neste trabalho são descritas as informações obtidas a partir de visitas às mais importantes coleções entomológicas da Colômbia, bem como duas importantes coleções entomológicas do Brasil, uma da Argentina e uma dos Estados Unidos. Os resultados são apresentados em inglês, com o intuito de aumentar o acesso à informação nele contida e facilitar o processo de divulgação em revistas indexadas especializadas em taxonomia. Esta dissertação contem cinco capítulos, abrangendo os seis gêneros encontrados na Colômbia: Cerantichir Enderlein, Eoneria Aczél, Glyphidops Enderlein, Longina Wiedemann, Loxozus Enderlein e Nerius Fabricius. A organização geral dos capítulos deste manuscrito pretende partir do conhecimento mais geral e concreto, para finalmente tratar os gêneros com menos informação e/ou número de espécies disponíveis. Com este objetivo, é apresentado um primeiro capítulo, o qual contém a informação geral sobre os géneros tratados. É fornecida uma chave dicotômica para identificação dos gêneros com uma diagnose e uma lista de espécies atualmente ocorrentes na Colômbia. O capítulo 2 é uma revisão de Eoneria. Este gênero faz parte de um pequeno grupo basal de Neriidae, o grupo-Eoneria, e antes deste trabalho, havia registro apenas para a Argentina. Nesse capítulo, o gênero é delimitado, novas características são acrescidas à descrição e informações de distribuição geográfica são fornecidas. São descritos os machos previamente não conhecidos das espécies já descritas e uma nova espécie é descrita para a Colômbia, é apresentada uma revisão da diagnose para o gênero e uma chave de identificação. O capítulo 3 é uma revisão de Gliphidops, o gênero com as maiores áreas de distribuição das espécies na Região Neotropical. Esta revisão inclui redescrições das espécies conhecidas, fotografias e figuras, comentários sobre o material tipo, sinonímias e descrições de três novas espécies, e também novos registros para Costa Rica, Colômbia, Venezuela, Guiana, Equador e Brasil. O capítulo 4 aborda o gênero Cerantichir, que compreende duas espécies: C. enderleini Hennig e C. peruana (Hennig) e ocorre no Neotrópico, da Guatemala ao Centro-Oeste do Brasil. Este gênero é morfologicamente semelhante a Longina (revisado recentemente), para os que é sugerido um possível clado Longina+Cerantichir. Deste modo, para promover uma avaliação crítica, as espécies de Cerantichir foram examinadas detalhadamente. Uma nova diagnose do gênero é proposta, duas espécies são redescritas e são adicionados novos registros de distribuição geográfica juntamente com uma chave de identificação para essas espécies. O gênero monoespecífico Loxozus e Nerius, são incluídos num único capítulo final. Loxozus foi descrito através de uma única fêmea dos planaltos da Colômbia e nenhum novo material do gênero foi encontrado nas coleções examinadas para este trabalho, sendo a falta de material e as insuficientes descrições os principais obstáculos para seu melhor conhecimento. Nesse capítulo são apresentadas a redescrição de L.clavicornis Enderlein, nova diagnose e figuras. Aczél refere-se a Nerius como o mais caótico gênero neotropical, com um alto número de espécies insuficientemente descritas. O mesmo autor sugeriu várias sinonímias, apontando que, possivelmente, muitas outras espécies de Nerius são problemáticas. Nem todas as espécies de Nerius foram consideradas neste trabalho, pois não foi encontrado material nas coleções examinadas.
7

Sinopse do gênero Phytomyptera Rondani, 1845 (Diptera: Tachinidae)

Pereira, Ana Carolina Franco 27 March 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Zoologia, 2015. / Submitted by Guimaraes Jacqueline (jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2015-12-02T12:01:32Z No. of bitstreams: 1 2015_AnaCarolinaFrancoPereira.pdf: 1310748 bytes, checksum: 7e211286aabed4200fb5cfed5e1e5827 (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2016-01-26T11:58:13Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_AnaCarolinaFrancoPereira.pdf: 1310748 bytes, checksum: 7e211286aabed4200fb5cfed5e1e5827 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-01-26T11:58:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_AnaCarolinaFrancoPereira.pdf: 1310748 bytes, checksum: 7e211286aabed4200fb5cfed5e1e5827 (MD5) / Tachinidae é uma das famílias mais especiosas dentro da ordem Diptera, com aproximadamente 1.520 gêneros válidos. Moscas do gênero Phytomyptera, tribo Graphogastrini, são parasitoides de lagartas de Microlepidoptera e podem ser reconhecidas por serem pequenas, possuírem um padrão de coloração corporal acinzentado/enegrecido, uma única cerda na base da veia R4+5, cerda no catepímero e cerda proepimeral ventral fortemente curvada para baixo. Existem sessenta e uma espécies de Phytomyptera descritas em todo o mundo, exceto na Região Australiana, das quais 10 ocorrem na Região Neotropical, sendo 6 da América do Sul. O Brasil não possui registro deste gênero até o momento. Este trabalho teve como objetivo identificar as espécies de Phytomyptera coletadas no Cerrado do Distrito Federal e atualizar as informações taxonômicas sobre esse gênero. Foram fornecidos um checklist mundial das espécies de Phytomyptera e um breve histórico do gênero. Foram descritas três espécies novas coletadas no Cerrado do Distrito Federal. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Tachinidae is between the most specious Diptera families, with approximately 1.520 valid genera. Flies of the genus Phytomyptera, Graphogastrini tribe, are parasitoids of caterpillars Microlepidoptera and are recognized by small lenght , greyish/blackish body color pattern, presence of a single bristle at the base of the vein R4+5, a katepimeron seta and a strongly curved downward proepimeral ventral bristle. Sixty one species of Phytomyptera were recorded around the world, except in Australasian region, ten of them occurring in the Neotropical region, only six were recorded in South America. Brazil have no record of this genus yet. This work aimed to identify the species of Phytomyptera collected in the Cerrado of Distrito Federal and update the taxonomic information about this genus. A world checklist of Phytomyptera species and a brief historic of the genus were provided. Three new species from Cerrado of Distrito Federal were described.
8

Diferenciação morfologica em função da planta hospdeira em Tomoplagia tripunctata e Tomoplagia incompleta (Diptera: Tephritidae)

Prado, Paulo Inácio, 1968- 03 February 1994 (has links)
Orientador: Thomas Michael Lewinsohn / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-19T01:35:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Prado_PauloInacio_M.pdf: 3943261 bytes, checksum: 17ff14fd35e477485d0f5ac3389bb43c (MD5) Previous issue date: 1994 / Resumo: Este tese investigou a existência de diferenciação morfológica em função da planta hospedeira em Tomoplagia incompleta e T. tripunctata (Díptera: Tephritidae). Cujas larvas são endófagas de inflorescência de compostas (Asteraceae) da tribo Vernonieae. Foram utilizados espécimes emergidos de capítulos de seis espécies de três gêneros de plantas para T. incompleta e de três espécies de um gênero para T. tripunctata. As inflorescências foram coletados na Serra do Cipó (Santana do Riacho, MG). ¿ Três conjuntos de caracteres morfológicos foram analisados em cada espécie: padrões de pigmentação corporal, medidas do corpo (tórax, asa e cabeça) e medidas do acúleo (¿ovipositor¿). As medidas foram decompostas em tamanho e forma. Para as medidas do corpo. O tamanho foi definido como o primeiro eixo do PCA a matriz de suas covariâncias. Para as medidas do acúleo. O logaritmo área da asa foi utilizada como variável de tamanho. ¿ Nas duas espécies estudadas, as proporções de indivíduos muito pigmentados e pouco pigmentados são significativamente diferentes entre as populações provenientes de diferentes espécies de hospedeiras. ¿ Em T. incompleta, as razões sexuais são diferentes em cada espécie hospedeira, sendo que em duas espécies de plantas são se obteve nenhum macho em mais de uma centena de indivíduos coletados...Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital / Abstract: This thesis investigated the morphological differences between individuals associated with different hosts plants in Tomoplagia completa and T. Tripunctata. The larvae of these tephritid flies develop in the flower heads of plants of the Asteraceae tribe Vernonieae. Adults of T. Incompleta were reared from six species of three genera of host plants, and those of T. Tripunctata from three species of one genus. Flower heads were collected in the Serra do Cipó. Santana do Riacho County, Minas Gerais. ¿ Three distinct character sets were used, namely, boby pigmentation, measures and aculeus (¿ovipositor¿) measures. Morphometric characters were partitioned into size and shape components. The first axis of a covariance PCA was the size variable for the boby measures set. In the aculeus set, the logarithm of wing area was used an indicator of boby size. ¿ In both species there was a significant difference in the frequency of darker and lighter idividuals in each plant species. ¿Samples of T. Incompleta from different host plants showed quite different sex ratios. and not a male was obtained from two plant species, in more than one hundred individuals reared. This is probably caused by the occourence of two male morphs. one of them being described as a distinct species, T. aberrans...Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations / Mestrado / Ecologia / Mestre em Ciências Biológicas
9

Estudo citogenetico de duas especies de dipteros de interesse medico-veterinario : Haematobia irritans e Muscina stabulans (Diptera, Muscidae)

Parise, Patricia Pasquali 12 December 1994 (has links)
Orientador: Rita Maria Pereira Avancini / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-19T20:54:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Parise_PatriciaPasquali_M.pdf: 6704686 bytes, checksum: 66cbd34e948223b61a8869a96579c600 (MD5) Previous issue date: 1994 / Resumo: Muscina stabulans e Haematobia irritans são dípteros considerados exceções dentro da família Muscidae por apresentar um conjunto haplóide com cinco pares de cromossomos, enquanto a regra nesta família é 2n= 12, sendo um par sexual. Em nosso estudo tivemos como objetivos a descrição do cariótipo de M. stabulans e o reestudo do cariótipo de H. irritans, a localização física de NORs e de regiões de heterocromatina constitutiva em cromossomos mitóticos e meióticos nas duas espécies. Foi também estudado o comportamento do nucléolo em núcleos interfásicos de diferentes tecidos. O cariótipo de M. stabulans foi caracterizado a partir do resultado de medidas feitas em cromossomos de gânglio cerebral de larvas em estágio L3. Os pares I, lI, III e V são metacêntricos e o par IV, submetacêntrico. Foram observadas duas constrições secundárias no braço longo do cromossomo I e uma no braço curto do cromossomo lI. As características cariotípicas de H. irritans foram obtidas de metáfases provenientes de células de gânglio cerebral de larvas L3. Os pares I, II e V são metacêntricos e os demais, submetacêntricos. Para o estudo das regiões organizadoras nucleolares foi utilizada a técnica de impregnação pelo íon prata para marcação de NORs. Obteve-se como resultado, quase sempre, uma grande inespecificidade do método para cromossomos mitóticos de ambas as espécies, pois foram observadas marcações centroméricas, teloméricas e algumas vezes, intercalares. Já para cromossomos meióticos, o método mostrou-se mais específico sendo possível a detecção de uma nítida marcação intercalar no cromossomo III de H. irritans. Através do método de bandamento C foi possível localizar as regiões de heterocromatina constitutiva. Nos preparados de gânglio cerebral de M. stabulans foram observadas marcações centroméricas em todos os cromossomos e uma forte marcação no braço curto do cromossomo 11, que parece estar relacionada com a região de constrição secundária. Nos cromossomos de H. irritans não foi possível observar marcações centroméricas; apenas foi detectada uma marcação intercalar no par 11. Foram observados núcleos interfásicos com um ou dois nucléolos em células de gânglio cerebral, testículo e de tecido embrionário. Os nucléolos de núcleos interfásicos de testículos de M. stabulans são múltiplos ou únicos, podendo ser resultado de fragmentação ou associação ao longo do desenvolvimento celular. Todos os resultados foram discutidos com os existentes na literatura para dípteros e outros insetos. A análise do padrão de banda C e de NORs nos cromossomos mitóticos e meióticos das duas espécies estudadas, ao lado do número e morfologia cromossômicos contribuem com dados para os estudos citotaxonômicos do grupo e para o entendimento da diminuição do número de cromossomos de 12 para 10 em certas espécies / Abstract: The flies Muscina stabulans and Haematobia irritans are exceptions among Muscidae since both present one less pair of chromosomes and thus do not follow the mIe 2n=12. The objectives of this study were:describing the karyotype of M. stabulans, re-analyzing the karyotype of H. irritans and locating NORs and constitutive heterochromatic regions in mitotic and meiotic chromosomes of both species. The nucleolus was also examined by comparing its number and morphQlogy in different tissues. To characterize the M. stabulans karyotype, chromosomes from L3 larval brain preparations were measured. Pairs I, 11, 111 e V are metacentric and pair IV is submetacentric. The long arm of chromosome I presents two secundary constrictions and the short arm of chromosome n presents one constriction. The description of the karyotype of H. irritans was performed using the same methods. Chromosomes I, 11 and Vare metacentric and the other two are submetacentric. The nucleolar organizer regions were studied through silve r staining. As a result, the method has very often shown to be unspecific for mitotic chromosomes in both species, since detection of centromeric, telomeric and sometimes intersticial was possible. As for meiotic chromosomes, the method was more specific, allowing clear detection of one dense black dot in chromosome 111 of H. irritans. C-banding allowed the identification of constitutive heterochromatin regions. In M. stabulans brain preparations the centromeric regions of all chromosomes and one region of the short arm of the chromosome 11, which seems to be related to the secundary constriction, were all C-band positive. In H. irritans chromosomes, however, centromeric regions could not be distinguished as C-band positive. Only one intercalary band was seen in pair 11. Cells possessing one or two nucleoli were observed in testes, brain and embryonic tissues. Nucleoli in testes of M. stabulans are seen either as multiple or single units, which could be the results of either fission or aggregation throughout the development of these cells. The results obtained were compared to those available for Diptera and other insects. The C-band and NO R patterns obtained for both mitotic and meiotic chromosomes of the two flies as well as the number and morphology of their chromosomes contribute to the cytotaxonomic studies of Muscidae and add up to data that can help to understand the reduction of chromosomes from 12 to 10 in certain species / Mestrado / Biologia Celular / Mestre em Ciências Biológicas
10

Relação entre atratividade por iscas e estagios de desenvolvimento ovariano emfemeas de dipteros muscoides senantropicos de Campinas, SP

Mendes, Julio 02 August 1991 (has links)
Orientador: Aricio Xavier Linhares / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-20T00:43:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Mendes_Julio_M.pdf: 5020802 bytes, checksum: f2d0782a8d4975a66620c172c80f8025 (MD5) Previous issue date: 1991 / Resumo: O presente trabalho procurou verificar a relação entre a atratividade por iscas e estágios de desenvolvimento ovariano das espécles mais abundantes de Calliphoridae, Huscidae e Sarcophagidade. Além disso, procurou-se determinar o nível de colonização das três espécies do gênero Chrysomya introduzidas no Brasil na década de 70, e a distribuição sazonal das espécies mais abundantes. Com este propósito, coletas foram feitas na região urbana de Barão Geraldo, distrito de Campinas, no período de outubro de 1989 a setembro de 1990. As iscas utilizadas foram: abacaxi maduro, fezes humanas, carcaça de roedor e vísceras de galinha. A abundância relativa e atratividade das espécies pelas iscas, foram comparadas com trabalhos realizados no mesmo local há dez anos atrás, e com trabalhos realizados em outros locais / Abstract: Flies of the families Calliphoridae, Muscidae and Sarcophagidae were colected in the urban region of Campinas, S. P. with the purpose of determinig the relation between the stage of ovarian development and the atractivity of the baits for fly species. In addition, de colonization status of the urban environmental by Chrysomya spp, recently introduced in Brazil, and the sazonal distribution of the most abundant species were verified. The following baits were used: mature pineapple, human feces, chicken viscera and rodent carcass. The relative abundance and species atractivity to the baits were compared to the results obtained in the same local a decade ago, and with works realized in other locaIs / Mestrado / Parasitologia / Mestre em Ciências Biológicas

Page generated in 0.0458 seconds