• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 100
  • 2
  • Tagged with
  • 102
  • 36
  • 14
  • 14
  • 12
  • 11
  • 10
  • 9
  • 9
  • 9
  • 8
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Utilização de critérios Coproscópicos e Sorológicos na detecção de casos de esquistossomose mansônica em área de baixa endemicidade no Estado do Ceará / Use of methods Coproscopia and serology in the detection of cases of schistosomiasis mansoni in area of low endemic in the State of Ceará - Brazil

Frota, Sabrina Menezes da January 2008 (has links)
FROTA, Sabrina Menezes da. Utilização de métodos coproscópico e sorológico na detecção de casos de esquistossomose mansônica em área de baixa endemicidade no estado do Ceará-Brasil. 2008. 85 f. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2008. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2012-01-02T13:28:11Z No. of bitstreams: 1 2008_dis_smfrota.pdf: 774673 bytes, checksum: ddd7f153d2e5b247548fd1db3bbc0148 (MD5) / Approved for entry into archive by Eliene Nascimento(elienegvn@hotmail.com) on 2012-02-02T16:27:07Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_dis_smfrota.pdf: 774673 bytes, checksum: ddd7f153d2e5b247548fd1db3bbc0148 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-02-02T16:27:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_dis_smfrota.pdf: 774673 bytes, checksum: ddd7f153d2e5b247548fd1db3bbc0148 (MD5) Previous issue date: 2008 / Schistosomiasis is a disease caused by parasites of the genus Schistosoma, killing hundreds of thousands of people each year worldwide.. The Schistosoma has several species of clinical interest. In our country the cause of Schistosomiasis is the S. mansoni and the main reservoir host and the parasite is starting with the man that the eggs are removed in feces. The snails are the intermediate host. The main species of snails host of Schistosoma mansoni in Brazil are: Biomphalaria glabrata, Biomphalaria tenagophila and Biomphalaria straminea. The third kind in the predominant in Ceará. The disease has presence in over 74 countries (virtually all underdeveloped). Around state 500 to 600 million people are at risk of being affected and more than 200 million are infected every year, and this is mainly due to lack of sanitation and health education. To the best prevention of this disease is to be made the diagnosis and treatment of the population to avoid targeting comes in contact with water containing snails (ponds, lakes, rivers etc). It is a disease that can develop into serious complications, possibly leading to death according to extensive fibrosis caused by the presence in liver parenchyma of the Schistosoma mansoni eggs, forming granulomas. So the main objective of this study was to develop a strategy to increase effectiveness in identifying patients positive for Schistosomiasis in areas of low endemic in the state of Ceara, using a protocol combining a technique in which antibodies (IgG - ELISA) with examinations of sequential stool. This work was followed by steps, in which the first of the 287 patients who underwent the method of Kato-Katz, 11 (3.8%) showed positive results for S. mansoni. On the other helminths are: Trichuris trichiura 25 (8.7%), A. lumbricoides 19 (6.6%) and Hookworms 15 (5.2%). For the tests, ELISA, 97 (33.8%) were positive. All patients who had eggs in the feces were positive in the serologic test. In this group are included the 11 that were positive in feces analysis (Figure 1). From patients with Elisa positive and negative Kato-Katz, only 56 handed the three samples of stool for a second analysis Of these, 14 (25%) were positive for Schistosoma mansoni. Of the 42 patients who remained negative, 22 responded in the questionnaire that had never schistosomiasis but never received treatment for the disease. Our present study was to not only determine the prevalence of the disease in the municipality, and to identify the largest possible number of infected individuals, the serological method was applied in order to accommodate the population living in those areas of risk of transmission or at risk of infection, mainly by domestic and leisure activities. In view of our results, we believe, in agreement with other authors, that using the ELISA technique combined with repeated analysis of at least 5 simples of feces, it becomes easier to diagnose patients positive for schistosomiasis, thus improving the hypothesis that probably in the near future, being able to combine parasitological and sorological in the programme for the control of schistosomiasis, an important factor for detection of new carriers of the disease. / A Esquistossomose é uma doença causada por parasitos do gênero Schistosoma matando centenas de milhares de pessoas por ano no mundo. O Schistosoma tem várias espécies com interesse clínico. No Brasil o causador da Esquistossomose é o S. mansoni e o principal hospedeiro e reservatório do parasito é o homem sendo a partir desse que os ovos são eliminados nas fezes. Os hospedeiros intermediários são os caramujos. As principais espécies de caramujos hospedeiros do Schistosoma mansoni no Brasil são: Biomphalaria glabrata, Biomphalaria tenagophila e Biomphalaria straminea. Sendo a terceira espécie a predominante no Ceará. A doença tem presença constante em mais de 74 países (praticamente todos subdesenvolvidos). Cerca de 500 a 600 milhões de pessoas correm riscos de serem atingidas e mais de 200 milhões são infectadas a cada ano, e isso se deve principalmente a falta de saneamento básico e educação sanitária. Para a melhor profilaxia desta doença, deve ser feito o diagnóstico e o tratamento da população, orientando para evitar entrar em contato com águas que contenham caramujos (açudes, lagos, lagoas, rios etc). É uma doença que pode evoluir para complicações graves, eventualmente levando ao óbito em função de extensa fibrose decorrente da presença em parênquima hepático de ovos do Schistosoma mansoni, formando granulomas. O principal objetivo desse estudo foi desenvolver uma estratégia para aumentar a eficácia na identificação de pacientes infectados com S.mansoni, em área de baixa endemicidade, no Estado do Ceará, usando um protocolo combinando uma técnica sorológica (IgG – ELISA) com exames de fezes seqüenciais. Esse trabalho foi realizado em etapas, no qual na primeira, dos 287 indivíduos que realizaram o método de Kato-Katz, 11 (3,8%) apresentaram resultados positivos para S. mansoni. Com relação aos outros helmintos foram encontrados: Trichuris trichiura 25 (8,7%), Ascaris lumbricoides 19 (6,6%) e Ancilostomideos 15(5,2%). Em relação ao testes de ELISA, 97 (33,8%) foram positivos. Todos os pacientes que apresentaram ovos nas fezes foram positivos no teste sorológico. Neste grupo estão inclusos os 11 que foram positivos na coproscópia. Dos pacientes com ELISA positivo e Kato-Katz negativos, apenas 56 entregaram as três amostras de fezes para uma segunda análise coproscópica. Desses, 14 (25%) foram positivos para Schistosoma mansoni. Dos 42 pacientes que continuavam negativos, 22 responderam no questionário que nunca tiveram esquistossomose como também nunca receberam tratamento para a doença. O presente estudo não trata só de determinar a prevalência da doença no município, e sim de identificar o maior número possível de indivíduos infectados, usando o método sorológico que foi aplicado de forma a contemplar a população residente em áreas de risco de transmissão ou expostas ao risco de infecção, principalmente por atividades domésticas e de lazer. Diante destes resultados, acredita-se, em concordância com outros autores, que utilizando a técnica de ELISA combinado com análises repetidas de no mínimo 5 lâminas de fezes, torna-se mais fácil diagnosticar pacientes com a esquistossomose, melhorando assim a hipótese que provavelmente em um futuro próximo, seremos capazes de combinar métodos parasitológicos e sorológicos no programa de controle da esquistossomose, um fator importante para detecção de novos portadores da doença.
2

Abundancia relativa e sazonal de Musca domestica L. 1758 (Diptera: Muscidae) e de seus parasitoides em microhabitats de um curral de gado bovino, em Pirassununga (SP)

Almeida, Maria Aparecida Ferreira de 06 February 1996 (has links)
Orientador: Angelo Pires do Prado / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-20T23:58:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Almeida_MariaAparecidaFerreirade_M.pdf: 3438050 bytes, checksum: 95c1ac8407e786c4d31053d4661ee411 (MD5) Previous issue date: 1996 / Resumo: Foi realizado um levantamento para verificar a abundância relativa e sazonal de Musca domestica L. 1758, e seus parasit6ides associados, em esterqueiras de estábulo de ordenha de gado bovino. Foram feitas 52 coletas, entre março/1994 e fevereiro/1995, no Campus da Universidade de São Paulo, em Pirassununga-SP. Pupários de M. domestica e outros dípteros sinantr6picos foram coletados, em pontos pré-detemúnados de duas esterqueiras. No laborat6rio, foram individualizados, em cápsulas de gelatina, para aguardar a emergência dos adultos e os pupários que não apresentaram emergência, em 40dias, foram dissecados para identificação. Foram coletadas as seguintes espécies de Diptera: Musca domestica L., Stomoxys calcitrans (L.), Physiphora aenea (Fabr.) e Sarcophagula sp. Os parasitóides identificados foram: Aleochara puberula (K1ug), Aleochara bipustulata (L.) (Coleoptera: Staphylinidae: Aleocharinae); Spalangia cameroni Perkins, Spalangia endius Wa1ker, Spalangia nigroaenea Curtis, Spalangia gemina Boucek, e duas morfoespécies de Muscidifurax (Hymenoptera: Pteromalidae). A.puberula, S. cameroni e S. endius foram as espécies que apresentaram maior abundância durante o ano e sã~ portanto, as mais indicadas para o controle da M. domestica. Além disso, as espécies parasit6ides apresentaram diferentes picos de sazonalidade indicando que durante o ano cada uma atua num momento, no controle das populações naturais da mosca. A população de M domestica apresentou padrão de sazonalidade proporcional às mudanças de temperatura e precipitação oconidas durante o experimento, já as espécies parasit6ides apresentaram sazonalidade marcada pela presença da mosca, o que confinna a possibilidade de estar ocorrendo uma relação de densidade-dependência entre ambos / Abstract: A survey was conducted to verifY the rei ative and sazonal aboodance of Musca domestica L. 1758 and its parasitoids, in microhabitats of a dairy cattle farm. The experiment was conducted for one year, collecting weeldy samples, ftom march/1994 until february/1995, at the farm ofSão Paulo University, in Pirassununga, SP. Puparium ofM. domestica and other synanthropic dipterous were coll~ in certain places oftwo microhabitats. In the laboratory, these puparium were placed in gela tine capsules waiting for the adult emergence and, after 40 days, the puparium which presented no emergence, were dissected to analyse the causes of death. These causes were quantified and statistically analised. The following species of Diptera were collected: Musca domestica L., Stomoxys calcitrans (L.), Physiphora aenea (Fabr.) and Sarcophagula sp. Associated to them, the parasitoids collected were: Aleochara puberula (K1ug), Aleochara bipustulata (L.) (Coleoptera: Staphylinidae: Aleocharinae); Spalangia cameroni Perkins, Spalangia endius Walker, Spalangia nigroaenea Curtis, Spalangia gemina Boucek, and two especies of Muscidifurax ( Hymenoptera: Pteromalidae). The species A. puberula, S. comeroni and S. endius were the most important species parasitizing M. domestica, althougb they have showed different sazonality. The population of M. domestica was influenced by temperature and precipitation, but parasitoid species were influenced by the flies density, showing the possibility that could be a density-dependence relationshi / Mestrado / Parasitologia / Mestre em Ciências Biológicas
3

Dipteros simbovinos : colonização e sucessão em placas isoladas de fezes bovinas

Amaral, Monica de Moraes Galvão 14 February 1996 (has links)
Orientador: Angelo Pires do Prado / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-21T02:17:17Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Amaral_MonicadeMoraesGalvao_M.pdf: 6036859 bytes, checksum: 4f598aa7615da96b061db0a047ef1c03 (MD5) Previous issue date: 1996 / Resumo: Este trabalho foi realizado em duas etapas. Inicialmente extraíu-se em laboratório, dípteros simbovinos de placas de fezes provenientes de Bragança Paulista (SP) e Campinas (SP) e coletou-se sepsídeos (Diptera: Sepsidae) diretamente sobre as fezes com auxílio de rede entomológica. A maior parte das famílias de dípteros que emergiu em laboratório foi comum para as duas localidades. As famílias mais abundantes foram: Sepsidae, Sphaeroceridae, Sciaridae, Muscidae Psychodidae, Scatopsidae. Foram feitos índices de similaridade de Jaccard e Simpson, de diversidade de Shanon-Weaver entre os dois locais, indicando maior similaridade quantitativa do que qualitativa.Foram identificadas espécies de Sepsidae presentes em altas densidades, quando elaborou-se uma chave pictórica de identificação. I Polimorfismo foi detectado e documentado em Archisepsis scabra (Loew). Na segunda etapa, em Campinas, mensalmente extraíu-se dípteros imaturos de fezes bovinas que foram colocadas artificialmente em campo aberto. As idades conhecidas das placas expostas foi de 24, 48, 72, 144 e 216 horas de exposição. Os indivíduos foram contados e separados ao nível de famílias. As famílias que estiveram presentes até 216 horas foram: Sepsidae, com a mais alta abundância, Sphaeroceridae, Calliphoridae, Muscidae, Sarcophagidae, Stratiomyidae, Psychodidae. A observação da distribuição diferencial das famílias em diferentes horários de .coletas, parece indicar que Sepsidae e Muscidae são os primeiros a colonizar as placas, sendo que Sphaeroceridae e Psychodidae são encontrados em fezes mais velhas. Comparações entre os picos populacionais de Diptera e Coleoptera, indicam uma possível interação negativa entre estas duas ordem de insetos / Abstract: This work carried out in two stages. Initialy, in the laboratory, we removed symbovine flies from cow pats collected in Bragança Pta. and Campinas, and extracted Sepsidae flies (Diptera:Sepsidae) directly over the pats. Most fly families that emerged in the laboratory were common to both 10calities.The most abundant families were: Sepsidae, Sphaeroceridae, SCiaridae, Muscidae Psychodidae, Scatopsidae. Comparative analysis between both places were based on the Similarity Index of Jaccard and Simpson, and Shannon-Weaver's Diversity Index, indicating a larger quantitative rather than qualitative similarity between the two places. Hight densities of species of Sepsidae were identified to elaborate a key to Symbovine Sepsidae. Polymorphism was detected and documented in Archisepsis scabra (Loew) .At the second stage, in Campinas, we monthly removed immature flies from artificial cow pats that were placed in open pasture. The known ages of the exposed pats were: 24, 48, 72, 144 and 216 hours of exposition. The individuals were counted and separated into families. The families that were present for up to 216 hours were: Sepsidae, with the highest abundance, Sphaeroceridae, Calliphoridae, Muscidae, Sarcophagidae, Stratiomyidae, Psychodidae. The observation of the differencial distribution of the families at different time of extraction seems to indicate that Sepsidae and Muscidae are the first to colonize cow pats, while Sphaeroceridae and Psychodidae colonize older pats. Comparisons between peaks of the populations of Diptera and Coleoptera indicate a possible negative interaction between these two orders of insects / Mestrado / Parasitologia / Mestre em Ciências Biológicas
4

Dipteros muscoides associados a fezes frescas de gado bovino e seus parasitoides, nos municipios de Uberlandia-MG e Itumbiara-Go

Marchiori, Carlos Henrique 30 June 1997 (has links)
Orientador: Aricio Xavier Linhares / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-22T21:34:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Marchiori_CarlosHenrique_D.pdf: 4972023 bytes, checksum: 0a6636374b2a8398061275f6df9408fc (MD5) Previous issue date: 1997 / Resumo: o levantamento de moscas (Diptera: Cyclorrhapha) e parasitóides (Hymenoptera e Coleoptera), foi realizado de novembro de 1993 a outubro de 1994 na Fazenda Experimental do Glória em Uberlândia-MG (local 1) e de novembro de 1994 a outubro de 1995 na Chácara Vilela em ltumbiara-GO (local 2). Mensalmente 10 amostras de esterco bovino com uma crosta de aproximadamente 10,2:t 1,72 mm foram escolhidas aleatoriamente nas pastagens nos dois locais estudados. E transportadas dentro de bacias plásticas para o laboratório do Departamento de Biociências da Universidade Federal de Uberlândia (local 1) e para o laboratório da Fundação de Ensino superior em ltumbiara­GO (local 2), para a extração dos artrópodes no quinto dia após sua coleta no campo. Este material era flutuado em água dentro de um balde plástico. As pupas eram retiradas com auxílio de uma peneira e individualizadas em cápsulas de gelatina até a emergência dos dípteros e ou dos seus parasitóides. As famílias coletadas nos dois locais foram similares, destacando-se a família Sarcophagidae que apresentou uma maior variedade de espécies nos dois locais. As famílias dos parasitóides também foram similares nos dois ambientes. A família Eucoilidae foi a que apresentou um número de indivíduos. As principais espécies de moscas coletadas no dois locais foram: P. insularis, Sarcophagula spp., Brontaea sp 1 e Brontaea sp2. Os parasitóides presentes em maior abundância no local 1 foram: Eucoilidae sp3, Eucoilidae spl, S. drosophilae e Eucoilidae p2 e no local 2 foram: Eucolidae sp2, S. nigroaenea e Eucoilidae sp3. No local 1 50,0% dos hospedeiros predominaram na estação quente e úmida, enquanto que no local 2 não foi demostrado nenhum predomínio por qualquer estação. Com relação aos parasitóides, no local 1 predominaram na estação quente e seca e no local 2 pela estação quente e úmida. Os índices faunísticos apresentados nos dois locais mostraram que a maioria das espécies de hospedeiros e parasitóides foram não dominantes. Houve uma predominância dos parasitóides pelas espécies da família Sepsidae e pela espécie Sarcophagula spp. nos dois ambientes. O hospedeiro Sarcophagula spp. também foi o grupo que apresentou uma maior variedade de parasitóides nos dois locais. Os parasitóides Figitidae sp 1 e A. notula apresentaram uma ocorrência marcante nos dois locais pelas pupas de Sarcophagula sp / Abstract: A survey of flies (Diptera: Cyclorrhapha) and their parasites (Hymenoptera and Coleoptera) was undertaken from November 1993 to October 1994 at the "Fazenda Experimental do Glória" Uberlândia, MG (site 1), and from November 1994 to October 1995 at the "Chácara Vilela", Itumbiara, GO (site 2). Ten random samples ofbovine dung were taken month1y, from pats approximately one week old, placed in plastic containers and taken to the laboratory of the "Departamento de Biociências, Universidade Federal de Uberlândia"(site 1), and "Laboratório da Faculdade de Ensino Superior de Itumbiara, GO" (site 2), where the arthropods were extracted by flotation in water. The pupae we individually placed in gelatin capsules until the emergence of adults flies or their parasitoids. The collected families at the two sites similar, and the Sarcophagidae were the most diverse. The parasitoid families were also similar for both sites and the Pteromalidae (Hymenoptera) presented the highest number of collected specimens. The most abundant species of flies were: Palaeosepsis insularis, Sarcophagula spp., Brontaea spl, and Brontaea sp2. The pupal parasitoids present in higher numbers at site 1 were: Eucoilidae sp3, Eucoilidae spl, Spalangia drosophilae and Eucoilidae sp2. The site 2, the most abundant species were: Eucoilidae sp2, Spalangia nigroaenea, and Eucoilidae sp3. At site 1, 50% ofthe hosts were more abundant during the cool and humid season, whereas there was no difference in parasitoid abundance at site 2. Regarding the parasitoids, they were more abundant during the cool season at site 1, and during the cool and humid season at site 2. The faunistic indexes determined for both sites evidenced that the majority of hosts and parasitoids were not dominant. In both environrnents, there was a predominance of the parasitoids for species of Sepsidae and for Sarcophagula spp. Theis latter species also presented the highest diversity of parasitoids. The parasitoid Figitidae sp 1 and Aleochara notula showed a marked occurrence for pupae of Sarcophagula sp / Doutorado / Doutor em Ciências
5

Quantificação da função esfincteriana pela medida da capacidade de sustentação da pressão de contração voluntaria do canal anal

Saad, Luiz Henrique Cury 08 July 2002 (has links)
Orientador: Juvenal Ricardo Navarro Goes / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-08-02T11:16:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Saad_LuizHenriqueCury_D.pdf: 3214271 bytes, checksum: 74006288243148fa84532ece6b983378 (MD5) Previous issue date: 2002 / Resumo: Verificou-se que pacientes incontinentes submetidos à manometria anorretal podem apresentar pressão média de repouso e pressão máxima de contração voluntária dentro da faixa de normalidade. À partir da constatação de que as medidas de pressão média de repouso e pressão máxima de contração voluntária (PMCV) esfincteriana não refletem a real situação clínica do paciente, levantou-se a hipótese de a capacidade de sustentação da pressão de contração (CS) seria uma medida mais correta para a avaliação da continência fecal, no que diz respeito à função de contração esfincteriana. Foram incluídos no estudo 72 pacientes portadores de incontinência fecal em graus variados, desde escapes ocasionais de fezes e de gases até incontinência franca à fezes sólidas, e 15 indivíduos normais, escolhidos, aleatoriamente, entre os pacientes encaminhados devido à outras queixas ou situações, como: proctalgia, prurido anal, pré-operatório de reconstrução de trânsito intestinal e pré-operatório de cirurgia de coluna lombossacra. Todos os indivíduos normais não apresentavam queixas de incontinência fecal de qualquer grau. Os pacientes incontinentes e os indivíduos normais foram submetidos à manometria anorretal onde foram analisados os seguintes parâmetros: pressão média de repouso (PMR), pressão máxima de contração voluntária (PMCV), capacidade de sustentação da pressão de contração voluntária (CS) . Entre os pacientes incontinentes, 39(54%) apresentaram níveis normais de PMCV e 33(46%) PMCV abaixo do normal; e todos os indivíduos normais apresentaram PMCV em nível normal. Em relação a CS, verificou-se que 56(78%) dos pacientes incontinentes apresentaram capacidade inadequada. A medida da PMCV apresentou excelente especificidade (100%), porém, baixa sensibilidade (46%) para incontinência fecal. Comparativamente, a medida da CS apresentou alta especificidade (93%) e alta sensibilidade (78%) para incontinência fecal. Além disso, a medida da PMCV não indicou falso positivo (PF+ = 0), mas, em compensação, apresentou 72% de falso negativo. A probabilidade deste fato ocorrer com a medida da CS foi, praticamente, 20% menor, valor estatisticamente significante. Concluindo, a medida da CS é um bom indicativo da função esfincteriana do canal anal em relação à continência fecal / Abstract: It has been demonstrated that the maximum squeeze pressure and the average resting pressure do not reflect the actual clinical situation of the fecal incontinence bearer. Under the hypothesis that squeezing and keeping the contraction is more important than simply to squeeze, even if with momentary pressure peaks, the support capacity of sustained squeeze pressure of the anal canal was analyzed with the intent of quantifying the sphincteric function relative to fecal continence. A sample of 72 fecal incontinents in different degrees (among which 56 women), as well as 15 normal individuals (among which 9 women), was submitted to anorectal manometry to measure the average resting pressure, the maximum squeeze pressure and the support capacity of sustained squeeze pressure. The maximum squeeze pressure presented excellent specificity (100%), but low sensitivity (46%) for fecal incontinence. Comparatively, the support capacity of sustained squeeze pressure presented high specificity (93%) and high sensitivity (78%) for fecal incontinence. Although the maximum squeeze pressure did not indicate false positive (PF+ = 0), it presented a 72% false negative. The probability of this event happening with the support capacity measure is practically 20% lower, which is statistically significant. The indicator of sphincterial function can be better analyzed through support capacity. The support capacity translates more precisely the functional capacity of the anal canal in relation to voluntary continence, and it is better than maximum squeeze pressure as an isolated indicator / Doutorado / Cirurgia / Doutor em Cirurgia
6

Prevalencia e fatores associados a constipação intestinal e incontinencia fecal em mulheres na pos-menopausa

Oliveira, Simone Caetano Morale de 13 December 2004 (has links)
Orientador : Aarão Mendes Pinto-Neto / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-08-04T02:16:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Oliveira_SimoneCaetanoMoralede_M.pdf: 196229 bytes, checksum: 6eda2caf8034dda68440b8daf5af77cf (MD5) Previous issue date: 2004 / Resumo: Introdução: A constipação intestinal e a incontinência fecal e/ou anal são condições patológicas freqüentes e aumentam com o avançar da idade; no entanto, suas prevalências em mulheres na pós-menopausa são desconhecidas nacionalmente e pouco avaliadas em publicações internacionais. Possíveis fatores associados têm sido estudados, com resultados muitas vezes controversos. Não há uniformidade no uso de critérios diagnósticos para a constipação intestinal. Objetivos: Avaliar as prevalências de constipação intestinal, incontinência fecal e incontinência anal em mulheres na pós-menopausa e identificar fatores associados. Estudar a concordância entre três diferentes critérios diagnósticos para constipação intestinal. Avaliar a severidade das incontinências fecal e anal. Sujeitos e métodos: Estudo de corte transversal com 100 mulheres na pósmenopausa e idade superior a 45 anos. Foram descritas as características sociodemográficas e clínicas da amostra. Avaliaram-se as prevalências de constipação intestinal, incontinências fecal e anal. A constipação intestinal foi avaliada através de três critérios: freqüência de evacuações por semana, autoavaliação e Roma II. A seguir estudou-se a concordância entre os critérios através do coeficiente Kappa. Para se estudar a severidade dos sintomas associados à incontinência fecal e/ou anal aplicou-se o escore de St Mark. A incontinência foi categorizada de acordo com o tercil do escore em graus leve, moderado ou grave. Análises bivariada e multivariada foram utilizadas para estudar a associação entre as variáveis dependentes (incontinência fecal, incontinência anal e constipação intestinal) e seus possíveis determinantes, empregando-se a razão de prevalência (RP). O intervalo de confiança foi fixado em 95% (IC 95%). Resultados: A média de idade foi de 58,9 ±5,9 anos (variação: 46-76 anos). As prevalências de constipação intestinal foram de 47%, 37% e 26%, segundo os critérios de auto-avaliação, Roma II e freqüência de evacuações menor que três vezes por semana, respectivamente. O melhor grau de concordância foi observado entre auto-avaliação e Roma II (k: 0,63; IC 95%: 0,48-0,78). Após análise multivariada, o antecedente de cirurgia perianal (RP: 2,69; IC 95%: 1,03-7,01) segundo Roma II e a presença de hemorróidas, segundo os critérios de freqüência (RP: 2,53; IC 95%: 1,16-5,51) e de auto-avaliação (RP: 1,78; IC 95%: 1,01-3,15) associaram-se à constipação intestinal. A prevalência de incontinência fecal foi de 15% e a de incontinência anal de 27%. Das pacientes incontinentes, 80% apresentaram incontinência leve. Após análise multivariada, observaram-se como fatores associados à incontinência fecal o antecedente de cirurgia para correção de incontinência urinária (RP: 3,31; IC 95%:1,04-10,54) e partos fórcipes (RP: 3,33; IC 95%:1,11-9,94) e à incontinência anal, a cor não branca (RP: 2,75, IC95%:1,20-6,29) e o tônus do esfíncter anal aumentado (RP:3,43, IC95%:1,58- 7,47). Conclusões: As prevalências de constipação intestinal, incontinência fecal e incontinência anal em mulheres na pós-menopausa foram elevadas. Para diagnóstico de constipação intestinal, a melhor concordância foi encontrada entre os critérios de auto-avaliação e Roma II. Os antecedentes de cirurgia perianal e a presença de hemorróidas associaram-se à constipação. Os antecedentes de parto fórcipes e de cirurgia para correção de incontinência urinária associaramse à incontinência fecal, enquanto a cor não branca e o tônus do esfíncter anal aumentado associaram-se à incontinência anal. Os dados sugerem que a maioria das mulheres apresentou incontinência leve / Abstract: Introduction: Constipation and fecal incontinence are common gastrointestinal disorders, whose frequency increases with age. However, their prevalence rates in postmenopausal women are unknown in our country and few evaluations have been made in international publications. Factors possibly associated with these disorders have been studied, often with controversial results. No uniformity has been achieved in the use of diagnostic criteria for constipation. Objectives: a)To evaluate the prevalence of constipation, fecal and anal incontinence in postmenopausal women, identifying associated factors. b)To study the agreement between three different diagnostic criteria for constipation. c)To evaluate the severity of fecal and anal incontinence. Subjects and Methods: A cross-sectional study was conducted of 100 postmenopausal women over the age of 45. Sociodemographic and clinical characteristics of the sample were described. The prevalence rates of constipation and fecal and anal incontinence were estimated. Constipation was evaluated according to three criteria: stool frequency per week, patient self-evaluation and Rome II. The agreement between the criteria was studied using the Kappa coefficient. To study the severity of symptoms associated with fecal and/or anal incontinence, St. Mark¿s incontinence score was applied. Incontinence was classified according to the tertile and symptoms were classified as mild, moderate and severe. Bivariate and multivariate analyses were used to study the association between dependent variables (fecal incontinence, anal incontinence and constipation) and their possible determinants, using the prevalence ratio (PR). The confidence interval was set at 95% (95% CI). Results: The mean age of the patients was 58.9 ± 5.9 years (range, 46-76 years). The prevalence rates for constipation were 47%, 37% and 26%, according to self-evaluation, Rome II and stool frequency less than three times a week, respectively. The best degree of agreement was observed between self-evaluation and Rome II (k: 0.63; 95% CI: 0.48-0.78). After multivariate analysis, a history of perianal surgery (PR: 2.69; 95% CI: 1.03-7.01), according to Rome II, and the presence of hemorrhoids, according to stool frequency (PR: 2.53; 95% CI: 1.16- 5.51) and self-evaluation (PR: 1.78; 95% CI: 1.01-3.15) were associated with constipation. The prevalence rate was 15% for fecal incontinence and 27% for anal incontinence. Of the incontinent patients, 80% had mild incontinence. After multivariate analysis, factors associated with fecal incontinence were history of corrective surgery for urinary incontinence (PR: 3.31; 95% CI: 1.04-10.54) and forceps delivery (PR: 3.33; 95% CI: 1.11-9.94). Factors associated with anal incontinence were non-white color (PR: 2.75; 95% CI: 1.20-6.29) and increased anal sphincter tone (PR: 3.43; 95% CI: 1.58-7.47). Conclusions: The prevalence rates of constipation, fecal and anal incontinence were high in postmenopausal women. For diagnosis of constipation, the best agreement was found between self-evaluation and the Rome II criteria. History of perianal surgery and the presence of hemorrhoids were associated with constipation. History of forceps delivery and corrective surgery for urinary incontinence were associated with fecal incontinence, while non-white color and increased anal sphincter tone were associated with anal incontinence. Data suggests that most women presented mild incontinence / Mestrado / Tocoginecologia / Mestre em Tocoginecologia
7

Artropodofauna associada a fezes bovinas em pastagens e alguns aspectos da biologia dos estagios imaturos da Haematobia irritans (Linnaeus, 1758) (Diptera: Muscidae) na Região de São Carlos, SP

Mendes, Julio 09 February 1996 (has links)
Orientador: Aricio Xavier Linhares / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-21T01:33:33Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Mendes_Julio_D.pdf: 5622162 bytes, checksum: 57fed8b68059bb4a1e80996671c49137 (MD5) Previous issue date: 1996 / Resumo: Foram amostradas fezes bovinas naturalmente depositadas em pastagens da Fazenda Canchim - EMBRAP A, São Carlos e em pastagens de Ribeirão Bonito e distrito de Santa Eudóxia (São Carlos) - SP, no período de abril de 1992 a julho de 1994. As amostras tiveram como objetivo verificar a freqüência relativa e sazonalidade da artropodofauna associada às fezes e estudar o parasitoidismo, ocorrência de diapausa, sítio de empupação e taxa de emergência de H. irritans. Os resultados obtidos permitiram obter algumas informações sobre os mais abundantes oleópteros, dípteros e ácaros macroquelídeos presentes em fezes bovinas com aproximadamente 24 horas de idade. As variações meteorológicas mostraram-se o principal fator limitante da artropodofauna. De maneira geral toda artropodofauna apresentou seus picos populacionais nos meses quentes e úmidos do ano. Nenhuma espécie foi predominantemente do período seco e frio, embora algumas poucas tenham apresentado picos consideráveis nesse período. Verificou-se ocorrência de Diapausa em 12% das pupas de H. irritam; coletadas em pastagens nos meses de junho e julho mas apenas 4,5% mostraram-se viáveis. Observou-se parasitismo bem suscedido em 7% das pupas de H. irritans encontradas em pastagens. S. nigroaenea e S. cameroni foram os mais abundantes parasitóides pupais de H. irritam;. As L3 de H. irritans empuparam quase que exclusivamente dentro e abaixo das fezes e não demonstraram preferência por nenhum desses dois locais independentemente do tipo de solo ou das variações meteorológicas. Não se observou variação significativa na mortalidade de pupas coletadas em pastagens, entre os meses mais frios e quentes do ano / Abstract: ovine faeces naturally dropped were sampled at EMBRAP A livestock pastures in São Carlos, and in Ribeirão Bonito in São Paulo State, trom April of 1992 to April 1994. The samples were taken to obtain the reI ative trequency and sazonallity of Coleoptera, Diptera, Macrochelidae (Acari) and Microhimenoptera considered important for the degradation process of bovine feaces in pastures and/or in the control of coprofilous Diptera, including H. irritans. The meteorological variations seemed to be the main limitant factor for the arthropodofauna. In general, the community showed a peak during the warm and humid months. No species was predominant in the dry and cold period. Nevertheless some were abundant in that period. Diapause occurrence was verified in H. irritans pupae sampled at Ribeirão Bonito pastures in June and July. The percentage of occurrence was 12%, but only 4,5% was viable. It was verified 7% of parasitoidism in H. irritans pupae . S. nigroaenea and S. cameroni were the most abundant parasitoids of H. irritam'. The tly did not show preference for pupation site, inside or below the faeces, independently of soil type or the annual temperature changes. The pupal mortality did not change significantly during the year / Doutorado / Parasitologia / Doutor em Ciências Biológicas
8

Myxomicetes coprófilos do Estado de Pernambuco, Brasil

Medrado Teófilo da Silva, Wendell 31 January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:03:22Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo1731_1.pdf: 1777391 bytes, checksum: 20beb21ddb4a8dee4ad2a1724e5e060d (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2009 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / Fezes de herbívoros são estudadas mundialmente como um microhabitat para mixomicetos em diferentes ecossistemas, sendo comuns em regiões semi-áridas. Neste estudo, investigaram-se as espécies ocorrentes em fezes de animais domésticos (cavalo, vaca, cabra, bezerro) e silvestres (preá, mocó), coletadas em 13 municípios das subzonas do Litoral-Mata, Agreste e Sertão do Estado de Pernambuco. Foram montadas 1.337 câmarasúmidas com material coletado nas estações seca e chuvosa durante os anos de 2007 e 2008, utilizando-se placas de Petri adicionando-se papel filtro e mantidas em condições ambientes por no mínimo três meses. Foram registrados plasmódios e/ou esporocarpos em 228 cultivos, sendo possível identificar 12 espécies, distribuídas em onze gêneros das famílias Cribrariaceae (Cribraria violacea), Didymiaceae (Diderma effusum, Diderma sp., Didymium aff. serpula, Didymium sp.), Physaraceae (Badhamia sp.), Trichiaceae (Arcyria cinerea, Perichaena depressa, P. corticalis, P. corticalis var. liceoides, P. aff. taimyriensis) e Stemonitaceae (Stemonaria irregularis, Stemonitis pallida, S. fusca, Stemonitopsis typhina, Synphytocarpus sp., Comatricha sp.). O registro de mixomicetos foi mais elevado nas câmaras-úmidas com material coletado na estação chuvosa. Nos cultivos positivos, observou-se maior incidência de espécies de Trichiaceae (67%). Perichaena foi o gênero dominante, tendo P. aff. taimyriensis como nova referência para o Hemisfério Sul e S. irregularis, S. typhina e D. aff. serpula são novos registros para este tipo de micro-habitat. D. effusum, D. aff. serpula, P. corticalis var. liceoides e S. typhina são referidas pela primeira vez para Caatinga
9

Comparação de diferentes etapas de enriquecimento seletivo no isolamento de Salmonella sp. a partir de fezes de suínos de terminação / Comparision of different selectiveenrichment steps for the Salmonella sp. isolation from swine feces

Michael, Geovana Brenner January 2000 (has links)
A detecção de Salmonella sp. é fundamental nos programas de controle de salmonelose. Métodos de detecção mais eficientes permitem uma melhor determinação do nível de infecção dos rebanhos, um melhor entendimento da epidemiologia da infecção por Salmonella sp. e o desenvolvimento de programas de controle do patógeno, que visem a segurança biológica do alimento. Nos métodos convencionais, o enriquecimento seletivo é uma etapa crítica, pois inibe a microbiota competitiva e permite a multiplicação de Salmonella sp. Vários caldos de enriquecimento seletivo têm sido comparados quanto à eficiência na recuperação de Salmonella sp. a partir de alimentos, contudo existem poucos estudos relativos a fezes de suínos. O objetivo deste trabalho foi comparar caldos de enriquecimento seletivo para o isolamento de Salmonella sp. a partir de fezes de suínos. Numa primeira fase, amostras de fezes foram contaminadas artificialmente e os caldos Rappaport-Vassiliadis incubado a 42°C (RV), Tetrationato Müller-Kauffmann a 37°C (TMK37) e 42°C (TMK42), e Selenito Cistina (SC) a 37°C foram testados, em associação com meios sólidos seletivos: Rambach (RA), Xilose Lisina Tergitol 4 (XLT4), e Verde Brilhante Vermelho de Fenol Lactose Sacarose (VB). Na segunda fase os caldos RV, TMK37 e TMK42, semeados nos meios XLT4 e VB, foram testados com amostras naturalmente contaminadas. Na primeira fase o RV, TMK42 e TMK37 foram mais eficientes que o SC. No isolamento de Salmonella sp. em amostras naturalmente contaminadas os caldos TMK42 e RV foram superiores ao TMK37. O desempenho destes influenciou diretamente a capacidade seletiva e indicadora dos meios sólidos seletivos. No presente estudo, a associação TMK42/XLT4 demonstrou ser mais sensível, e a RV/XLT4 mais específica. O ágar VB também é recomendado para aumentar a probabilidade de detecção do patógeno. Desta forma os caldos RV e TMK42 e o ágar XLT4 e o VB foram considerados os mais indicados para a implantação de protocolos de detecção de Salmonella sp. em fezes suínas. / Detection of Salmonella is a key point in veterinary Salmonella research and surveillance programs. Through an efficient method for pathogen detection, the herd infection leveI could be better determinated, which would permit the understanding of Salmonella infection epidemiology and the developing of pathogen control programs in order to achieve biological food safety. In a conventional isolation method, the selective enrichment is a critical step because it suppresses competitive microflora and permits Salmonella sp. to proliferate. Several selective enrichment broths have been compared for recovering Salmonella sp. from foods. However the isolation ITomswine feces has been conduct in a few studies. The aim of this study was to compare the efficiency of different selective enrichment methods for the isolation of Salmonella sp. from swine feces. In a first step, swine feces samples were artificially contaminated and Rappaport- Vassiliadis broth incubated at 42°C (RV), MüIler-Kauffmann tetrathionate broth at 37°C (MKT37) and 42°C (MKT42), and Selenite Cystine broth at 37°C (SC) were tested, in association with selective plating media: Xylose Lisine Tergitol 4 (XLT4), Brilliant Green Phenol Red Lactose Sucrose (BG). Later, in a second step, RV, MKT42 and MKT37 broths were streaked in XLT4 and BG media and tested with naturally contaminated samples. At the first step RV, MKT42 and MKT37 broths were more efficient than SC broth. When Salmonella sp. were isolated from naturally contaminated samples MKT42 and RV broth were superior to MKT37. The performance of the broths affected the selectivity and differentiation capacity of the selective plating media used. In the present study the association MKT42/XLT4 was the most sensitive and RV/XLT4 was the most specific. The use of BG agar is also recommended to improve the likelihood of Salmonella sp. detection. Therefore, RVand MKT42 broth, and XLT4 and VB media were considered the most appropriated to be used in detection protocols of Salmonella sp. from swine feces.
10

Comparação de diferentes etapas de enriquecimento seletivo no isolamento de Salmonella sp. a partir de fezes de suínos de terminação / Comparision of different selectiveenrichment steps for the Salmonella sp. isolation from swine feces

Michael, Geovana Brenner January 2000 (has links)
A detecção de Salmonella sp. é fundamental nos programas de controle de salmonelose. Métodos de detecção mais eficientes permitem uma melhor determinação do nível de infecção dos rebanhos, um melhor entendimento da epidemiologia da infecção por Salmonella sp. e o desenvolvimento de programas de controle do patógeno, que visem a segurança biológica do alimento. Nos métodos convencionais, o enriquecimento seletivo é uma etapa crítica, pois inibe a microbiota competitiva e permite a multiplicação de Salmonella sp. Vários caldos de enriquecimento seletivo têm sido comparados quanto à eficiência na recuperação de Salmonella sp. a partir de alimentos, contudo existem poucos estudos relativos a fezes de suínos. O objetivo deste trabalho foi comparar caldos de enriquecimento seletivo para o isolamento de Salmonella sp. a partir de fezes de suínos. Numa primeira fase, amostras de fezes foram contaminadas artificialmente e os caldos Rappaport-Vassiliadis incubado a 42°C (RV), Tetrationato Müller-Kauffmann a 37°C (TMK37) e 42°C (TMK42), e Selenito Cistina (SC) a 37°C foram testados, em associação com meios sólidos seletivos: Rambach (RA), Xilose Lisina Tergitol 4 (XLT4), e Verde Brilhante Vermelho de Fenol Lactose Sacarose (VB). Na segunda fase os caldos RV, TMK37 e TMK42, semeados nos meios XLT4 e VB, foram testados com amostras naturalmente contaminadas. Na primeira fase o RV, TMK42 e TMK37 foram mais eficientes que o SC. No isolamento de Salmonella sp. em amostras naturalmente contaminadas os caldos TMK42 e RV foram superiores ao TMK37. O desempenho destes influenciou diretamente a capacidade seletiva e indicadora dos meios sólidos seletivos. No presente estudo, a associação TMK42/XLT4 demonstrou ser mais sensível, e a RV/XLT4 mais específica. O ágar VB também é recomendado para aumentar a probabilidade de detecção do patógeno. Desta forma os caldos RV e TMK42 e o ágar XLT4 e o VB foram considerados os mais indicados para a implantação de protocolos de detecção de Salmonella sp. em fezes suínas. / Detection of Salmonella is a key point in veterinary Salmonella research and surveillance programs. Through an efficient method for pathogen detection, the herd infection leveI could be better determinated, which would permit the understanding of Salmonella infection epidemiology and the developing of pathogen control programs in order to achieve biological food safety. In a conventional isolation method, the selective enrichment is a critical step because it suppresses competitive microflora and permits Salmonella sp. to proliferate. Several selective enrichment broths have been compared for recovering Salmonella sp. from foods. However the isolation ITomswine feces has been conduct in a few studies. The aim of this study was to compare the efficiency of different selective enrichment methods for the isolation of Salmonella sp. from swine feces. In a first step, swine feces samples were artificially contaminated and Rappaport- Vassiliadis broth incubated at 42°C (RV), MüIler-Kauffmann tetrathionate broth at 37°C (MKT37) and 42°C (MKT42), and Selenite Cystine broth at 37°C (SC) were tested, in association with selective plating media: Xylose Lisine Tergitol 4 (XLT4), Brilliant Green Phenol Red Lactose Sucrose (BG). Later, in a second step, RV, MKT42 and MKT37 broths were streaked in XLT4 and BG media and tested with naturally contaminated samples. At the first step RV, MKT42 and MKT37 broths were more efficient than SC broth. When Salmonella sp. were isolated from naturally contaminated samples MKT42 and RV broth were superior to MKT37. The performance of the broths affected the selectivity and differentiation capacity of the selective plating media used. In the present study the association MKT42/XLT4 was the most sensitive and RV/XLT4 was the most specific. The use of BG agar is also recommended to improve the likelihood of Salmonella sp. detection. Therefore, RVand MKT42 broth, and XLT4 and VB media were considered the most appropriated to be used in detection protocols of Salmonella sp. from swine feces.

Page generated in 0.0236 seconds