• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 87
  • 5
  • 1
  • Tagged with
  • 93
  • 93
  • 61
  • 54
  • 31
  • 27
  • 23
  • 23
  • 21
  • 21
  • 19
  • 18
  • 16
  • 15
  • 13
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Uma leitura acerca do fluxo de investimento estrangeiro direto para o Brasil no período 1990/2003 à luz dos seus determinantes

ALVES, Luiz José de Britto January 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T17:20:54Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo5959_1.pdf: 1277540 bytes, checksum: f42b39bee25bd7e2461cea18b0e3faf5 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2005 / Esse trabalho pretende apresentar uma leitura sobre os determinantes do fluxo de Investimento Estrangeiro Direto (IED) para o Brasil no período recente. Para tanto, utilizase de um referencial teórico baseado na concepção de que tal tipo de investimento só se torna viável quando da presença de três condições, quais sejam, vantagens específicas à propriedade da empresa investidora, vantagens de internalização de sua produção pela via do IED e vantagens locacionais da economia receptora. Considerando-se o perfil do IED segundo o grau de desenvolvimento dos países destinatários do investimento, foram identificadas distinções no fluxo às economias, decorrentes das diferentes estratégias adotadas pelas empresas multinacionais. No que diz respeito ao Brasil, observou-se que o IED no corte temporal adotado foi influenciado por determinantes ligados a fatores exógenos e endógenos à sua economia. Avaliou-se, assim, que a construção de um ambiente interno favorável ao investimento estrangeiro constitui-se em condição necessária mas não suficiente à sua atração, devendo-se, também, levar em consideração o contexto macroeconômico e institucional externo, assim como o quadro de concorrência vigente nos diversos mercados, para a adequada avaliação do comportamento do fluxo
2

O investimento estrangeiro no Brasil e o direito tributário internacional /

Marcelino Júnior, Ataíde. January 2006 (has links)
Orientador: Alfredo José dos Santos / Banca: Euclides Celso Berardo / Banca: Paulo Roberto Colombo Arnoldi / Resumo: Nas relações internacionais, o Investimento Externo Direto e o Direito Tributário Internacional estabelecem entre si um vinculo de complementaridade na análise conjunta das normas que disciplinam as transações internacionais. O tratamento jurídico de um determinado fato sempre nos remete a um outro conseqüente fato a ser avaliado a partir de seu específico tratamento. Assim se dá com relação aos investimentos, os quais sujeitam o tratamento dos rendimentos oriundos do capital estrangeiro na ótica do Direito Tributário Internacional. Partindo-se da qualificação econômica do investimento externo direto, identificando suas modalidades, bem como análise do tratamento jurídico do capital estrangeiro, chega-se o momento da avaliação jurídica dos fatos dotados de elementos de estraneidade, o que se dá diante incursão analítica das normas tributárias convencionais e internas, em observância aos princípios estabelecidos pelo Direito Tributário Internacional. A flexibilidade das normas interna que disciplinam o investimento estrangeiro está nos domínios da política fiscal externa, que deve proporcionar sua entrada na modalidade de investimento externo direto. Porém, deve-se evitar que uma dupla ou múltipla tributação dos lucros produzidos no território nacional inviabilize o aporte inicial. Deve-se também procurar incentivar a permanência desses lucros no território nacional, entretanto de forma positiva, evitando a tributação na fonte nas remessas de lucros. Por fim, a eliminação da dupla ou múltipla tributação primeiramente se dá na conclusão de convenções, eliminando ou atenuando a tributação da renda proporcionada, e também com a adoção de medidas unilaterais de combate a dupla tributação ou de incentivo ou estímulo fiscal da internacionalização da produção via investimento externo direto. / Sommario: Nei rapporti internazionali, l'investimento esterno diretto e il diritto tributario internazionale stabiliscono fra se un legame di complementaridade nell'analisi unita delle norme che disciplinano le transazioni internazionali. Il trattamento legale di uno ha determinato il fatto sempre in li trasmette altro ad un fatto conseguente da valutare in base al relativo trattamento specifico. Così è dato riguardo agli investimenti, che sottopongono il trattamento dei redditi derivanti del capitale straniero nell'ottica del diritto tributario internazionale. Rompendosi della qualificazione economica dell'investimento esterno diretto, identificante le relative modalità, come pure l'analisi del trattamento legale del capitale straniero, il momento della valutazione legale dei fatti dotati d'elementi di estraneidade, che cosa avanti dà ad incursione analitica delle norme convenzionali e delle tasse interne, nel rispetto è arrivato ai principii stabiliti per lo diritto tributario internazionale. La flessibilità delle norme interne che disciplinano l'investimento straniero è nei domínios della politica fiscale esterna, quello deve dirigere fornisce la relativa entrata nella modalità dell'investimento esterno. Tuttavia, deve essere evitato che un accoppiamento o una tassa multipla dei profitti abbia prodotto nelle marche domestiche del territorio impraticabili arrivi in orificio esso iniziale. Deve anche essere cercato per stimolare il permanence di questi profitti nel territorio domestico, comunque della forma positiva, impedendo la ritenuta alla fonte nelle rimesse dei profitti. Per concludere, l'eliminazione dell'accoppiamento o la tassa multipla in primo luogo è data nella conclusione delle convenzioni, eliminante o attenuante la tassa del reddito proporzionale ed anche con l'approvazione delle misure unilaterali del combattimento la doppia tassa o il motivo o l'incentivo fiscale...(Completo sommario, accesso elettroniche abbasso) / Mestre
3

Investimento brasileiro direto no exterior : uma análise da evolução e dos determinantes locacionais na última década

Pozzobon, Fernando 31 January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T17:16:25Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo2903_1.pdf: 1147538 bytes, checksum: 46edbea26d86c1511ef8ef59663804c8 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2011 / Fundação de Amparo a Ciência e Tecnologia / As últimas duas décadas caracterizaram-se especialmente por uma maior rapidez no processo de integração produtiva e financeira em escala global. Um dos principais desdobramentos dessas mudanças, pode ser sentido quando se analisam as formas de internacionalização da produção das empresas, principalmente sobre os fluxos de investimento externo direto. Com o objetivo de analisar as relações entre as variáveis locacionais apontadas como determinantes dos Investimentos Brasileiros Diretos (IBDs) entre 2001 e 2008 e analisar o comportamento dos IBDs frente à crise financeira ocorrida na segunda metade de 2008 foram analisados, no primeiro caso, um modelo em painel que mostrou que os IBDs foram feitos, de maneira geral e globalmente falando, em países que apresentam algum tipo de Regime Fiscal Privilegiado, integrados em blocos econômicos como MERCOSUL e União Européia, com menores distâncias geográficas e também com baixo coeficiente de abertura comercial (no entanto, a análise entre os blocos mostram algumas especificidades) e, no segundo caso, uma metodologia de Box-Jenkins e análise de intervenção que mostrou que os IBDs, da última década são modelados como um processo AR(1) e isto indica que os investidores estão aprendendo a medida em que vão realizando novos investimentos
4

Investimento direto estrangeiro : reflexões sobre politicas de apoio e seus determinantes / Foreign direct investment : an analysis of its determinants and policies

Sabbatini, Rodrigo Coelho 25 February 2008 (has links)
Orientador: Mariano Francisco Laplane / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia / Made available in DSpace on 2018-08-11T09:05:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Sabbatini_RodrigoCoelho_D.pdf: 1297401 bytes, checksum: c6123e18a07875459f8422ad66bbe795 (MD5) Previous issue date: 2008 / Resumo: Esta tese investiga o movimento mundial de investimento direto estrangeiro (IDE) que viveu nova onda de expansão na última década do século XX. São analisadas inicialmente as políticas de apoio para a atração destes investimentos, procurando avaliar até que ponto as modificações nestas políticas contribuíram para o movimento de expansão do IDE neste período. Modificações que pretendiam, a um só tempo, liberalizar os fluxos de capital e proteger juridicamente os ativos das empresas transnacionais que se engajavam nestes investimentos. Em seguida, são analisados os fluxos de IDE desde os anos 70, mas com ênfase na década de 90, através de estatísticas descritivas e testes econométricos que procuram identificar a importância de alguns dos determinantes destes fluxos. Os testes foram realizados para um conjunto agregado de países e para frações desagregadas, de países e setores. Os resultados obtidos reafirmam a grande importância de fatores estruturais e geográficos, tais como tamanho do mercado e distância entre os países emissores e receptores, para a atração de IDE. A importância dos determinantes também se altera conforme se desagrega a análise, revelando caráter específico da capacidade estrutural de atração de IDE. Desta forma, investigou-se a tese de que políticas generalizadas de atração de IDE têm uma importância marginal na real capacidade de atrair investimentos para países receptores. O tamanho e o dinamismo do mercado receptor cumprem um papel que não pode ser alterado por nenhuma política isolada de atração, em especial aquelas associada a concessões em acordos de integração econômica. Já políticas seletivas, escalonadas caso a caso, desenhadas para atrair capital para um país ou um setor específico podem ser mais eficazes, sobretudo se fizeram parte de um amplo conjunto de ações integradas para estimular a competitividade nos países receptores. Políticas liberalizantes para atrair IDE seriam menos eficientes do que políticas integradas de promoção de crescimento e de desenvolvimento competitivo dos países receptores que, assim, poderiam, estruturalmente, ampliar sua atratividade para os investimentos diretos estrangeiros / Abstract: This thesis analyzes the flow of foreign direct investments (FDI), which reached its peak in the last decade of the 20th Century. First to be analyzed are the policies to attract such investments, looking to evaluate to which degree the recent revision of these policies contributed to the expansion of the FDI during this period. Revision that intends to decrease barriers to capital flows and to legally protect the actives of the transnational companies that engaged in these investments. Secondly, were analyzed the FDI flows since the 70¿s, emphasizing in the 1990 decade, through descriptive statistics and econometric tests, that aim to identify the determinants of the FDI flows. The tests were made for a group of countries and for both countries and sectors in separated equations. The results obtained re-stated the massive importance of structural and geographical factors, such as market size and distance between export and host countries, to attract the FDI. The magnitude of the determinants also changes as the analysis is applied to individual countries and sectors. As a result, it was possible to investigate the thesis that FDI¿s general attraction policies have marginal importance in the real capacity to attract investments to host countries. The size and dynamics of the host market have a role that cannot be enhanced by any isolated attraction policy, mainly those associated to concessions in international investment agreements. Yet, selective policies, chosen case by case and drawn to attract capital to a country or a specific sector can be more effective, especially if they were part of a wider group of integrated actions to stimulate the competitiveness among host countries. Even more liberal policies to attract FDI would be less efficient than pursue integrated growth and industrial development policies, which, therefore, could structurally enhance their attractiveness to foreign direct investments / Doutorado / Politica Economica / Doutor em Ciências Econômicas
5

Os investimentos externos diretos chineses para o Brasil no século XXI : desafios e oportunidades

Santos, Leandro Teixeira dos January 2014 (has links)
A China está se transformando em uma das principais origens mundiais de Investimentos Externos Diretos (IEDs). No Brasil, os Investimentos Externos Diretos Chineses (IEDCs) têm aumentado desde os primeiros anos deste século, registrando grande elevação principalmente a partir de 2010. Os IEDCs no Brasil são investimentos realizados notadamente por Empresas de Propriedade Estatal (EPEs), principalmente Propriedade Estatal Central (EPECs), cujas principais modalidades de entrada são greenfield e fusões e aquisições. Estes investimentos são determinados pela busca de mercados e recursos naturais e estão concentrados na região Sudeste do país. Esse ganho de relevância do Brasil enquanto destino dos IEDCs motivou a presente pesquisa a responder a seguinte questão: Como o Brasil tem se posicionado, nesse início de século, frente aos Investimentos Externos Diretos Chineses para o país? Tem-se como resultado preliminar que o Brasil pode elevar a entrada desses investimentos e possivelmente os seus transbordamentos tecnológicos, compatibilizando seus interesses econômicos e geopolíticos com os chineses. Porém, parece necessário ao Brasil resolver os aspectos conjunturais e estruturais do crescimento do país que entravam as entradas dos investimentos chineses e de outras nações. / China has become one of the main worldwide sources of Foreign Direct Investment (FDI). In Brazil, Chinese Foreign Direct Investments (CFDI) have increased since the beginning of this century, presenting a higher rate of growth starting in the 2010s. CFDIs in Brazil are investments performed by State-Owned Enterprises (SOEs), especially Central State-Owned Enterprises (CSOEs), whose main entry strategy are greenfield, and mergers & acquisitions. Those investments are guided by the search for markets and natural resources and are concentrated in the Brazilian Southeast. This increased relevance of Brazil as CFDIs destination motivated this research to find answers to the following question: How has Brazil stood, in this century, in terms of Chinese Foreign Direct Investments flowing into the country? Preliminary results show that Brazil can increase the entry these investments and possibly their technological spillovers, harmonizing economic and geopolitical interests with the Chinese. However, it seems necessary to Brazil to solve the cyclical and structural aspects of its growth which discourages the entries of Chinese investments and from other Nations.
6

Os investimentos externos diretos chineses para o Brasil no século XXI : desafios e oportunidades

Santos, Leandro Teixeira dos January 2014 (has links)
A China está se transformando em uma das principais origens mundiais de Investimentos Externos Diretos (IEDs). No Brasil, os Investimentos Externos Diretos Chineses (IEDCs) têm aumentado desde os primeiros anos deste século, registrando grande elevação principalmente a partir de 2010. Os IEDCs no Brasil são investimentos realizados notadamente por Empresas de Propriedade Estatal (EPEs), principalmente Propriedade Estatal Central (EPECs), cujas principais modalidades de entrada são greenfield e fusões e aquisições. Estes investimentos são determinados pela busca de mercados e recursos naturais e estão concentrados na região Sudeste do país. Esse ganho de relevância do Brasil enquanto destino dos IEDCs motivou a presente pesquisa a responder a seguinte questão: Como o Brasil tem se posicionado, nesse início de século, frente aos Investimentos Externos Diretos Chineses para o país? Tem-se como resultado preliminar que o Brasil pode elevar a entrada desses investimentos e possivelmente os seus transbordamentos tecnológicos, compatibilizando seus interesses econômicos e geopolíticos com os chineses. Porém, parece necessário ao Brasil resolver os aspectos conjunturais e estruturais do crescimento do país que entravam as entradas dos investimentos chineses e de outras nações. / China has become one of the main worldwide sources of Foreign Direct Investment (FDI). In Brazil, Chinese Foreign Direct Investments (CFDI) have increased since the beginning of this century, presenting a higher rate of growth starting in the 2010s. CFDIs in Brazil are investments performed by State-Owned Enterprises (SOEs), especially Central State-Owned Enterprises (CSOEs), whose main entry strategy are greenfield, and mergers & acquisitions. Those investments are guided by the search for markets and natural resources and are concentrated in the Brazilian Southeast. This increased relevance of Brazil as CFDIs destination motivated this research to find answers to the following question: How has Brazil stood, in this century, in terms of Chinese Foreign Direct Investments flowing into the country? Preliminary results show that Brazil can increase the entry these investments and possibly their technological spillovers, harmonizing economic and geopolitical interests with the Chinese. However, it seems necessary to Brazil to solve the cyclical and structural aspects of its growth which discourages the entries of Chinese investments and from other Nations.
7

Determinantes do investimento estrangeiro direto no setor elétrico brasileiro no período 1995 - 2007

Jorge Lira Neto, Luís 31 January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T17:17:15Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo3574_1.pdf: 1402855 bytes, checksum: 3a30d3cd89376100c5dcef22da7f9ed7 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2008 / As transformações implementadas no Setor Elétrico Brasileiro (SEB) desde a década de 90, propiciaram oportunidades para a participação de grupos empresariais estrangeiros, que introduziram importantes modificações nas estratégias empresarias do setor. Esse trabalho investiga as principais características e determinantes dos investimentos estrangeiros diretos (IED) aportados na indústria de eletricidade, ao longo do período de 1995 a 2007. Descreve os condicionantes, as causas presumidas e as principais tendências de atração do IED e seu impacto na indústria elétrica nacional. O referencial teórico utilizado na análise das estratégias de investimento direto das empresas transnacionais, propõe que esse tipo de investimento apenas se realiza na presença de vantagens, quais sejam, próprias das empresas, locacionais dos países hóspedes, de internalização, de natureza transacional de IED, alinhadas aos objetivos estratégicos da organização. Os resultados obtidos sugerem que o principal determinante de atração de IED para o SEB é a Busca de Mercados, relacionado com as vantagens de localização, o que está em linha com o histórico dos investimentos estrangeiros direcionados ao Brasil. A escolha dessa estratégia para o Brasil foi decorrente de três fatores: o tamanho do mercado, a taxa de crescimento e a renda per capita da população, que favorecem o rápido retorno dos investimentos, gerado pela expectativa de aumento da demanda e da produtividade das empresas. Foi identificado que os grupos estrangeiros posicionados no setor de energia no País redefiniram suas estratégias de forma distinta, para minimizar seus riscos, com a redução dos investimentos; redirecionamento das prioridades para outros mercados; concentração no negócio principal de energia elétrica, compra de unidades geradoras existentes e participação estratégica nos leilões públicos de energia
8

Os investimentos externos diretos chineses para o Brasil no século XXI : desafios e oportunidades

Santos, Leandro Teixeira dos January 2014 (has links)
A China está se transformando em uma das principais origens mundiais de Investimentos Externos Diretos (IEDs). No Brasil, os Investimentos Externos Diretos Chineses (IEDCs) têm aumentado desde os primeiros anos deste século, registrando grande elevação principalmente a partir de 2010. Os IEDCs no Brasil são investimentos realizados notadamente por Empresas de Propriedade Estatal (EPEs), principalmente Propriedade Estatal Central (EPECs), cujas principais modalidades de entrada são greenfield e fusões e aquisições. Estes investimentos são determinados pela busca de mercados e recursos naturais e estão concentrados na região Sudeste do país. Esse ganho de relevância do Brasil enquanto destino dos IEDCs motivou a presente pesquisa a responder a seguinte questão: Como o Brasil tem se posicionado, nesse início de século, frente aos Investimentos Externos Diretos Chineses para o país? Tem-se como resultado preliminar que o Brasil pode elevar a entrada desses investimentos e possivelmente os seus transbordamentos tecnológicos, compatibilizando seus interesses econômicos e geopolíticos com os chineses. Porém, parece necessário ao Brasil resolver os aspectos conjunturais e estruturais do crescimento do país que entravam as entradas dos investimentos chineses e de outras nações. / China has become one of the main worldwide sources of Foreign Direct Investment (FDI). In Brazil, Chinese Foreign Direct Investments (CFDI) have increased since the beginning of this century, presenting a higher rate of growth starting in the 2010s. CFDIs in Brazil are investments performed by State-Owned Enterprises (SOEs), especially Central State-Owned Enterprises (CSOEs), whose main entry strategy are greenfield, and mergers & acquisitions. Those investments are guided by the search for markets and natural resources and are concentrated in the Brazilian Southeast. This increased relevance of Brazil as CFDIs destination motivated this research to find answers to the following question: How has Brazil stood, in this century, in terms of Chinese Foreign Direct Investments flowing into the country? Preliminary results show that Brazil can increase the entry these investments and possibly their technological spillovers, harmonizing economic and geopolitical interests with the Chinese. However, it seems necessary to Brazil to solve the cyclical and structural aspects of its growth which discourages the entries of Chinese investments and from other Nations.
9

Expropriação do direito internacional do investimento : ponto de vista do direito brasileiro

Andrade, Thiago Pedroso de 21 May 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2015-02-04T20:42:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Thiago Pedroso.pdf: 961484 bytes, checksum: 83408ae95bc991a56c445d4ce572837e (MD5) Previous issue date: 2008-05-21 / O investimento estrangeiro se trata de um fenômeno importantíssimo na história, especialmente do século XIX em diante. Protagonizado pelas Empresas Transnacionais, percebe-se que em razão da sua estrutura econômica cada vez mais complexa, aos Estados receptores do investimento cumpre uma forma especial de regulação desses investimentos. Assim, agregou-se às regras que já lidavam com o tema no Direito Internacional Público, um novo sistema normativo que se denomina Direito Internacional do Investimento. Com isso, a expropriação sofrerá uma alteração em seus padrões, tornando-os cada vez mais abrangentes, em especial quando regulados pelos Acordos de Promoção e Proteção Recíproca dos Investimentos. Analisando-se detidamente a forma com que a expropriação ocorre no Direito Internacional, buscou-se comparar com a regulamentação adotada pelo Brasil, para que se possa contribuir com o debate sobre o interesse do Brasil em celebrar Acordos que versem sobre o tema.
10

Empresas multinacionais na indústria brasileira de alimentos / Multinational Enterprise in the Brazilian Food Industry

Viegas, Claudia Assunção dos Santos 03 June 2002 (has links)
O trabalho investiga o aumento da participação de investimentos estrangeiros diretos (IED) na indústria brasileira de alimentos. Além de conferir ao Brasil importante papel em atrair IED para o Mercosul, esse fluxo de investimento tem causado importantes modificações no arranjo industrial brasileiro. Aumento da concorrência, novas estratégias, mudanças no número de pessoal ocupado na indústria são alguns dos resultados mais marcantes. Investigar as razões de entrada, encontradas principalmente nas características do mercado brasileiro, os impactos na indústria local e sinalizar os efeitos de longo prazo dessas mudanças recentes são o objetivo principal deste trabalho. / The work investigates the increased share of foreign direct investments (FDI) in the Brazilian food industry. In addition to conferring on Brazil the important role of attracting FDI to Mercosur, this flow of investment has caused important changes in the Brazilian industrial arrangement. An increase in competition, new strategies, changes in the number of people occupied in the industry are a few of the more remarkable results. The main objective of this work is to investigate the reasons of entry, encountered mainly in the characteristics of the Brazilian market, and the impacts on the local industry, and to signal the long-run effects of these recent changes.

Page generated in 0.1215 seconds