• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 5
  • Tagged with
  • 5
  • 5
  • 5
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Equilíbrio de decisão na prática do aleitamento materno exclusivo / Decisional balance the practice of exclusive breastfeeding

Rocha, Gabriele Pereira 25 July 2016 (has links)
Submitted by MARCOS LEANDRO TEIXEIRA DE OLIVEIRA (marcosteixeira@ufv.br) on 2019-02-27T11:39:51Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1275543 bytes, checksum: 8f5c99aff78de8006a15686942005edb (MD5) / Made available in DSpace on 2019-02-27T11:39:51Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1275543 bytes, checksum: 8f5c99aff78de8006a15686942005edb (MD5) Previous issue date: 2016-07-25 / Estudos tem mostrado que embora as mulheres estejam amamentando por um período mais longo, elas apresentam dificuldades para realização da amamentação exclusiva. Referente à promoção da amamentação exclusiva as teorias comportamentais podem ser uma ferramenta para compreender e fornecer suporte para intervenções educativas. Nesse aspecto, o Modelo Transteorético de Mudança de Comportamento tem se mostrado uma boa opção metodológica para aplicação na promoção de comportamentos saudáveis. Foi comprovado a viabilidade do uso do Modelo Transteorético de Mudança de Comportamento para a amamentação. Ele está disposto em três constructos: Estágios de mudança, Processos de mudança e Equilíbrio de Decisão. Diante do exposto, pretende-se neste estudo realizar adaptação transcultural do construto Equilíbrio de Decisão na amamentação para aplicação com gestantes brasileiras atendidas na rede pública de saúde. Foram avaliadas as equivalências conceitual, de itens e semântica. A Validade de Conteúdo foi realizada por meio do Índice de Validade de Conteúdo por dez especialistas sobre o tema e testes estatísticos de concordância entre esses especialistas. Foi realizado um estudo qualitativo para explorar a partir da perspectiva da nutriz as condições de estímulo e de desestímulo vivenciadas no processo de amamentação. O corpus de análise foi submetido à análise de conteúdo com a técnica de análise de similitude. Para os dados quantitativos utilizamos o software Microsoft Excel (2007) para realizar o cálculo do Índice de Validade de Conteúdo e o programa SPSS versão 20.0 para realizar os testes de concordância entre avaliadores, por meio do cálculo do coeficiente alfa de Cronbach. De acordo com o plano teórico sobre amamentação, as discussões com o comitê interno e com as nutrizes o construto Equilíbrio de Decisão apresentou equivalência conceitual e o instrumento permaneceu com os 20 itens da escala. As condições de estímulos apontadas nas discussões com as 18 nutrizes foram o benefícios do leite materno para saúde, vínculo, praticidade/facilidade e economia. As condições de desestímulo foram as dores da mama, a demanda da criança para amamentar, a necessidade da disponibilidade de tempo para amamentar a criança e o retorno ao trabalho e não apontaram a necessidade de acréscimo ou supressão dos itens do instrumento. A discussão com as 41 gestantes mostrou que somente as frases 3, 4 necessitavam de ajustes para manter o conceito desses itens em relação à versão original, por outro lado o item 14 precisou ser alterado em relação a seu sentido para refletir uma condição de desestímulo para o grupo estudado. Para a equivalência semântica foram necessárias alterações das frases para melhorar a compreensão pelas gestantes, sendo o valor do coeficiente alfa de Cronbach referente a compreensão das gestantes de 0, 856, da concordância dos especialistas sobre a manutenção da equivalência semântica de 0,813 e o Índice de Validade de Conteúdo foi de 0,86. A adaptação transcultural do construto Equilíbrio de Decisão para aplicação com gestantes brasileiras atendidas na rede pública de saúde alcançou as equivalências conceitual, de itens e semântica. A versão final garantiu uma linguagem acessível e compreensível para população-alvo. Recomendam-se ainda outros estudos com a utilização do construto Equilíbrio de Decisão para consolidá-lo como um instrumento brasileiro. / Studies have shown that while women are breastfeeding for a longer period, they have difficulties in realization of exclusive breastfeeding. On the promotion of exclusive breastfeeding behavioral theories can be a tool to understand and provide support for educational interventions. In this regard, the Transtheoretical Model of Behavior Change has shown to be a good methodological option for promoting healthy behaviors. The feasibility of using the Transtheoretical Model of Behavior Change for breastfeeding has been proven. It is arranged in three constructs: Stages of Change, Processes of change and Decisional Balance. Given the above, we intend to conduct a cultural adaptation study of the construct Decisional Balance in breastfeeding for using with Brazilian pregnant women in public health. The conceptual equivalence, item, and semantic were evaluated. The Content Validity was made performed by the Content Validity Index of ten experts on the topic and statistical tests of agreement among these experts. A qualitative study to explore from the perspective of nurturing the conditions of encouragement and discouragement experienced in breastfeeding process was carried out. The corpus was subjected to content analysis technique and similarity analysis. For quantitative data we used Microsoft Excel software (2007) to perform the calculation of the Content Validity Index and SPSS version 20.0 program to perform the compliance testing of evaluators, by calculating the Cronbach's alpha. According to the theoretical plan on breastfeeding, discussions with the internal committee and nursing mothers the Decisional Balance construct showed conceptual equivalence and the instrument remained with 20 items of the scale. Stimulus conditions identified in discussions with the 18 nursing mothers were the benefits of breast milk for health, relationship, convenience / ease and economy. The conditions of discouragement were breast pain, the demand of the child to breastfeed, the need of the time available to breastfeed the child and return to work. The participants do not pointed out the need for additions or removal of items in the instrument. The discussion with the 41 pregnant women showed that only the sentences 3 and 4 needed adjustments to keep the concept of these items from the original version. On the other hand, the item 14 needed to be changed in relation to its meaning to reflect a disincentive condition for the study group. For the semantic equivalence were necessary changes in the phrases to improve understanding by pregnant women, and the value of the Cronbach's alpha coefficient according to the understanding of the women of 0, 856. The agreement of experts on the maintenance of semantic equivalence was 0.813 and the index Content validity was 0.86. The cross-cultural adaptation of the Decisional Balance construct for use with Brazilian pregnant women in the public health system has achieved the conceptual equivalence, item, and semantic. The final version secured an accessible and understandable language for the target population. Its is recommend a futher studies using the Decision Balance construct to consolidate it as a Brazilian instrument.
2

Comparação do colostro de mães adultas e adolescentes, fumantes e não fumantes (valor calorico, lipidios totais e acidos graxos)

Arruda, Rosana Prado 18 November 1992 (has links)
Orientadores : Quivo S. Tahin, Tereza Cristina Samico Cavalcanti / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia de Alimentos / Made available in DSpace on 2018-07-16T01:38:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Arruda_RosanaPrado_M.pdf: 4204494 bytes, checksum: f3701d6a42f089a0bbb6192a1d830917 (MD5) Previous issue date: 1992 / Resumo: No presente estudo o colostro de 66 nutrizes foi analisado (valor calórico, concentração de lipídios e composição de ácidos graxos) e- comparado entre mães adultas e adolescentes, fumantes e não fumantes e de diferentes níveis de renda mensal per capita, sendo também estudado o efeito da dieta sobre a composição do colostro. O valor calórico e a concentração de lipídios não foram influenciados significativamente. pela idade materna (mesmo quando se considerou a idade ginecológica das nutrizes adolescentes), hábito de fumar, nível de renda mensal per capita da nutriz ou variação do valor calórico e da concentração de lipídios na dieta. Com relação a composição dos AG, o AGE 18:3 w3 teve sua concentração diminuída no colostro de mães adolescentes de maior idade ginecológica (1,07 %), quando comparado ao colostro das demais nutrizes adolescentes de idade ginecológica < 3 anos (1,44 %) e adultas (1,34 %), não havendo diferenças significativas para 98 % dos AG identificados. Estes resultados evidenciaram a maturidade fisiológica da glândula mamária da nutriz adolescente. Nas nutrizes fumantes a concentração de 16:0 (20,65 %) foi significativamente menor, quando comparado ao colostro de nutrizes não fumantes (21,88 %), sugerindo redução da capacidade de captação e/ou síntese do 16:0 pela glândula mamária das nutrizes fumantes, ou o menor consumo deste AG por estas nutrizes. A diminuição da renda mensal per capita da nutriz acarretou aumento na concentração apenas do 12:0 dentre os AGCM e demais AG identificados. Ao se analisar o efeito da dieta sobre a composição de AG do colostro, não foram observadas diferenças significativas na composição dos AG em função da variação do valor calórico, concentração de carboidratos, lipídios e de AG consumidos pela nutriz no período de 24 horas anteriores a coleta do colostro. A variação na concentração de lipídios, AGI, 18:1e 18:2, consumidos habitualmente pela nutriz, também não influenciou a composição dos AG do colostro. Entretanto o aumento do consumo de AGS na dieta acarretou aumento significativo na concentração deste AG, concomitante à redução na concentração do AGI no colostro. Quando a composição do colostro foi analisada independente das cinco variáveis estudadas os valores médios encontrados se apresentaram de acordo com os dados relatados na literatura (63 Kcal, 3,08 g de lipídios, 33,51 % de AGS e 65,61 % de AGI por 100 ml), mas a concentração do AGE 18:2 w6 (21,7 %) foi maior no colostro das nutrizes estudadas, como relatado anteriormente entre nutrizes brasileiras. Também foi idade materna, estudado a influência da hábito de fumar e do nível de renda mensal per capita da nutriz sobre o peso do recém-nascido e ganho de peso materno durante a gravidez. Foi observado que as mães adolescentes de menor idade ginecológica apresentaram maior ganho de peso durante a gravidez (33,61 %) quando comparadas as demais nutrizes adolescentes (21,16 %) e adultas (21,62 %), para darem a luz a recém-nascidos de mesmo peso, 3,12 Kg em média. O hábito de fumar não acarretou diferença no ganho de peso materno durante a gravidez, embora tenha sido observado o efeito negativo do cigarro sobre o peso ao nascer, onde os recém-nascidos filhos de mães fumantes pesaram em média 259 gramas a menos do que os recém-nascidos filhos de mães não fumantes. A variação do nível de renda mensal per capita da nutriz não influenciou em nenhuma destas duas variáveis. / Abstract: In the present work the colostrum of 66 lactating mothers was analysed (energetic value, lipid concentration and fatty acid composition), and the influence of maternal age (adolescent and adult), smoking habit, monthly per capita income and diet on this parameters was studied. The energetic value and lipid concentration of the colostrum were not significantly influenced by the maternal age (even considering gynecologic age of adolescents), smoking habit, per capita income, and energetic value or lipid concentration of the diet. Regarding to FA composition, the concentration of 18:3 w3 FA was significantly decreased (1,07%) in one sub group of adolescent mothers (higher gynecologic age). The remainder 98 % of identified FA in the colostrum did not differ between adults and adolescents indicating the physiological maturation of the lactating adolescent mammary gland. Small but significant decrease was found in the concentration of 16:0 FA of the smoker mothers colostrum as compared with non smokers (20, 65 % vs 21,88 %), suggesting decreased captation or synthesis of this FA by smokers mammary gland or decreased ingestion of this FA by smoker mothers. When the influence of the per capita income was analysed the only significant change found was an increased 12:0, FA concentration (among all MCFA) in lower income group. The estimated energetic value, carboidrate, total lipids and fatty acids concentrations of the diet consumed by the mother 24 hour before milk collection did not influence the FA composition of colostrums. The concentration of total lipids, UFA, 18:1 and 18:2 of the diet usually consumed also did not influence the FA composition of the colostrum, but the increased consumption of SFA significantly increased these FA concentration in the colostrums, with concomitant decrease of the UFA. When the composition of the colostrum was analysed independently of this five variables, the characteristics of the samples was within the average values reported in the literature (63 Kcal, 3,08 g of lipids, 35,51% SFA and 65,61% UFA / 100 ml), but the concentration of 18:2 w6 FA was higher (21,79 %) in the sample studied, as reported for the brasilian women population. Adittionaly the influence of maternal age, smoking and monthly per capita income on birth weight and maternal body weight gain during pregnancy was studied. For the same average birth weight (3,12 kg), adolescent mother of lower gynecologic age gained more weight during pregnancy (33,61%) than adults (21,62 %) or adolescents of older gynecologic age (21,16 %). Smoking did not affect maternal body weight gain during pregnancy, but resulted in a significant decrease in birth weight (250 g on average), while per capita income did not influence either variable. / Mestrado / Mestre em Ciência da Nutrição
3

Interrelação nutricional entre mãe e filho, focalizando a composição corporal nas idades adolescentes e adulta

Guimarães, Kátia Regina Leoni Silva Lima de Queiroz, 1962- 28 April 1994 (has links)
Orientador : Antonio de Azevedo Barros Filho / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia de Alimentos / Made available in DSpace on 2018-07-19T07:03:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Guimaraes_KatiaReginaLeoniSilvaLimadeQueiroz_M.pdf: 4515220 bytes, checksum: d919da7a15caf72b04b03fbaf8f6df0d (MD5) Previous issue date: 1994 / Resumo: Estudou-se a composição corporal de 111 nutrizes por 3 meses, com seus lactentes, divididas em dois grupos, adolescentes e adultas com idade variando de 13 a 19 anos e de 20 a 29 anos, respectivamente. As variáveis analisadasforam medidas antropométricas (peso, pregas cutâneas biceptal, triceptal subscapular e supraillaca e circunferência braquial ) , idade materna, estatura materna, ganho ponderal materno, peso pré- gestacional, peso no pós-parto, idade ginecológica, idade da menarca, idade gestacional (semanas), escolaridade, estado marital, saneamento básico, tipo de aleitamento, sexo do recém nascido, idade gestacional por Capurro, peso ao nascer, comprimento, tempo de desmame. As medidas antropométricas foram avaliadas pelo modelo de regressão com coeficientes aleatórios, para o desenvolvimento do estudo longitudinal com medidas feitas em número e tempo diferentes. As medidas de peso e prega cutânea subscapular diminuíram significativamente no período estudado nos dois grupos assim como as medidas do índice de massa corporal e massa de gordura. Circunferência muscular e massa magra, diminuíram no tempo indicando perda de fluidos estatisticamente significante, (p = 0,0006) e (p < 0,0001), respectivamente, nos dois grupos. As mães adultas apresentaram sempre valores maiores de composição corporal. Os lactentes não apresentaram diferenças significativas entre os dois grupos. O Índice de amamentação foi de 69,8% e 68,9%, para o aleitamento exclusivo para o grupo de adolescentes e adultas, respectivamente. Os resultados sugerem que ser mãe adolescente não influência o desenvolvimento do recém nascido, assim como, não difere das mães adultas, na mobilização de gordura e água no período pós-parto / Abstract: Body composition was studied in 111 lactating women for three month and their infants, divided in two groups, adolescents and adults, with ages varying from 13 to 19 and from 20 to 29 years old, respectively. The variables analyzed were anthropometric measurements (weight, skin fold thicknesses at four sites - biceps, triceps, subscapular and suprailiac - and midarm circumference), maternal age, maternal height, maternal weight gain, preconception weight, postpartum weight, gynecological age, age of menarca, gestational age (weeks), education, marital status, basic sanitation, feeding method, sex of the infant, gestational age by Capurro, time of weaning, birth-weight, length. Anthropometric measurements were evaluated through the model of regression with aleatory coefficients, for the development of the longitudinal study with measurements taken at different number and period. Measurements of weight and subscapular skin fold thickness decreased significantly for the two groups in the time frame studied, as well as measurements of body mass index and fat mass. Midarm muscle circunference and lean body mass decreased in the period indicating fluid loss statistically significant (p = 0.0006) and (p < 0.0001), respectively in the two groups. Adult mothers always presented higher values of body composition. Infants did not present significant differences between the two groups. Index of exclusive breast-feeding was 69.8% and 68.9% for adolescents and adults, respectively. Results suggest that being an adolescent mother does not affect the infant development, nor does it differ from adult-women in fat mobilization and water displacement in postpartum period / Mestrado / Mestre em Ciência da Nutrição
4

Modelo Transteórico: efeito de intervenções educativas no comportamento de nutrizes frente à amamentação / Transtheoretical Model: effect of educational interventions on behavior of lactating torward to breastfeeding

Silva, Aline Elizabeth da 24 February 2015 (has links)
Submitted by Reginaldo Soares de Freitas (reginaldo.freitas@ufv.br) on 2017-12-14T10:49:33Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 2056062 bytes, checksum: 234188aa1fcc512c96bea5f5b4929267 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-12-14T10:49:33Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 2056062 bytes, checksum: 234188aa1fcc512c96bea5f5b4929267 (MD5) Previous issue date: 2015-02-24 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / As atividades educativas implementadas no pré-natal, devem contemplar a discussão e esclarecimento de questões únicas para cada gestante. O Modelo Transteórico proposto por Prochaska e Diclemente, na década de 80, permite o desenvolvimento e implementação de intervenções individualizadas e mais compatíveis com as necessidades específicas de cada mulher. Objetivou-se avaliar o efeito de intervenções educativas direcionadas aos construtos do Modelo Transteórico no comportamento da mulher frente à amamentação, e nas taxas de aleitamento materno exclusivo. Foi conduzido um estudo de intervenção não controlado em que 233 mulheres cadastradas em unidades do sistema público de saúde de Viçosa, Minas Gerais, foram distribuídas em dois grupos, intervenção e comparação. O estudo foi conduzido entre junho de 2013 e setembro de 2014 e ocorreu em três fases. Na fase pré-intervenção foi aplicado um questionário traduzido e adaptado transculturalmente que contemplava três construtos do Modelo Transteórico, a saber: estágios de mudança de comportamento; processos de mudança de comportamento; e equilíbrio de decisão. Foram coletados, também, dados socioeconômicos, demográficos, obstétricos e quanto à experiência anterior em aleitamento materno. Na segunda fase, as mulheres do grupo intervenção foram submetidas a intervenções educativas baseadas em três construtos do Modelo Transteórico. Os temas trabalhados nos encontros mensais foram definidos conforme a identificação do estágio de mudança apresentado pela gestante, dos processos de mudança utilizados e o equilíbrio de decisão. Para implementar as intervenções foi elaborado um álbum seriado. Como material de apoio foram incluídos um boneco de pano, um modelo de mamas (“mama cobaia”); e folhetos informativos. Em cumprimento à ética na pesquisa, ao final da entrevista na primeira fase do estudo, o grupo comparação recebeu um folheto contemplando aspectos gerais do aleitamento materno. Na fase pós-intervenção, no pós-parto, o questionário contendo os três construtos do Modelo Transteórico foi reaplicado, a fim de verificar mudanças no comportamento materno. Foram coletadas, também, informações sobre amamentação por meio de recordatório 24 horas; além de dados obstétricos e neonatais. O efeito da intervenção foi avaliado pela verificação de mudanças no comportamento materno, ou seja, avaliação dos construtos do Modelo Transteórico (estágios de mudança, processos de mudança e equilíbrio de decisão), antes e após intervenção, e das taxas de aleitamento materno. Das 233 mulheres avaliadas, mais da metade tinham idade entre 20 e 34 anos, mediana de renda per capita acima de 1⁄2 salário mínimo, eram primíparas, 72,0% viviam com o companheiro e 62,0% não trabalhavam fora de casa. Em relação ao grupo comparação, o grupo intervenção apresentou maior frequência de nutrizes classificadas no estágio de manutenção (71,7% versus 68,3%); menor frequência de recaída (15,0% versus 22,5%) e maiores médias dos escores na maioria dos processos de mudança. No entanto, não houve diferenças significativas entre os grupos quanto à classificação dos estágios de mudança, movimento nos estágios de mudança, médias dos escores dos processos de mudança, bem como em relação às taxas de aleitamento exclusivo. No tocante ao equilíbrio de decisão, houve diferença significativa entre os grupos, sendo que o grupo intervenção apresentou escores significativamente menores nos contras: “dar de mamar no peito é fora de moda, cafona” (p=0,021); “eu ficaria envergonhada se alguém me visse dando de mamar no peito” (p=0,047) e “nem me passa pela cabeça que eu sei tudo sobre dar de mamar no peito” (p=0,045). Esse grupo apresentou, de uma maneira geral, médias dos escores de prós maiores do que as médias dos escores de prós do grupo comparação, em especial, naqueles relacionados aos benefícios do aleitamento materno para a mãe, à proteção fornecida pelo leite materno contra doenças e alergias e à superioridade nutricional do leite materno. Entretanto, as diferenças entre os grupos não foram significativas (p>0,05). A intervenção delineada com base na avaliação dos construtos do Modelo Transteórico possibilitou assistir às mulheres de forma individualizada e mostrou efeito positivo na redução da percepção de barreiras à amamentação. / Educational activities implemented in prenatal care, should include the discussion and clarification of issues unique to each woman. The Transtheoretical Model proposed by Prochaska and DiClemente, in the 80s, allows the development and implementation of individualized interventions and according to the specific needs of each woman. The objective was to evaluate the effect of educational interventions based on Transtheoretical Model in front of woman's behavior to breastfeeding, and in exclusive breastfeeding rates. We conducted an uncontrolled intervention study in which 233 women registered in units of the public health system of Viçosa, Minas Gerais, were divided into two groups, intervention and comparison. The study was conducted from July 2013 to September 2014 and took place in three phases. In the pre-intervention phase were applied a questionnaire translated and adapted culturally that included three constructs of the Transtheoretical Model: stages of change; processes of change; and decisional balance. Were also collected socioeconomic, demographic, obstetric and on the previous experience in breastfeeding. In the second phase, women in the intervention group were submitted to educational interventions based on three constructs of the Transtheoretical Model. The themes discussed during the monthly meetings were defined as the identification of the stage of change presented by the pregnant woman, the processes of change used and the decisional balance. To implement the interventions we designed an album series. As collateral were included a cloth doll, a model of breasts ("guinea pig mama"); and leaflets. In compliance with ethics in research at the end of the interview in the first phase of the study, the comparison group received a booklet covering general aspects of breastfeeding. In the post-intervention phase, postpartum, the questionnaire containing the three constructs of the Transtheoretical Model was reapplied in order to verify changes in maternal behavior. Were collected also information on breastfeeding through 24-hour recall; in addition to obstetric and neonatal data. The effect of the intervention was evaluated by checking changes in maternal behavior, other words evaluation of the constructs of the Transtheoretical Model, before and after intervention, and breastfeeding rates. Of the 233 women assessed, more than half were aged between 20 and 34 years, median income per capita above 1⁄2 minimum wage, were primiparous, 72,0% lived with a partner and 62,0% did not work outside the home. Regarding the comparison group, the intervention group had a higher frequency of nursing mothers classified in the maintenance stage (71.7% versus 68.3%); lower frequency of relapse (15.0% versus 22.5%) and higher average scores in most processes of change. However, there were no significant differences between the groups regarding the classification of the stages of change, movement in the stages of change, mean scores of processes of change as well as in relation to exclusive breastfeeding rates. Regarding the decisional balance, there was a significant difference between the groups, and the intervention group had significantly lower scores in cons "to breastfeed is old fashioned, tacky" (p=0.021); "I would be embarrassed if someone saw me giving breastfeed" (p=0.047) and "or crosses my mind that I know all about breast feeding chest" (p=0.045). This group had, in general, mean scores of major pros than the average of the comparison group pros scores, especially those related to the benefits of breastfeeding for the mother, the protection provided by breast milk against diseases and allergies and the nutritional superiority of breast milk. However, the differences between the groups were not significant (p>0.05). The outlined intervention based on the evaluation of the constructs of the Transtheoretical allowed to attend the women individually and showed a positive effect in reducing the perception of barriers to breastfeeding.
5

Aleitamento materno : estudo sobre o impacto das praticas assistenciais

Corrêa, Ana Maria Segall, 1946- 14 August 1996 (has links)
Orientador: Djalma de Carvalho Moreira Filho / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-21T13:39:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Correa_AnaMariaSegall_D.pdf: 14828536 bytes, checksum: 86dbf6e2117a2873cb21f1f57874d932 (MD5) Previous issue date: 1996 / Resumo: Como parte de estudo multicêntrico do custo efetividade de ações intrahospitalares de promoção, proteção e incentivo à amamentação analisou-se, prospectivamente, o impacto das ações de saúde na duração do Aleitamento Materno Total de coorte de crianças nascidas em dois hospitais de Santos, São Paulo. Um deles (HGA) selecionado por desenvolver ações programadas de promoção da amamentação e outro, de comparação (HC), por não possuir qualquer diretriz neste sentido. Foram analisados 521 prontuários, realizadas 442 entrevistas às mães na alta hospitalar. Destas 360 foram entrevistadas após 30 dias da alta e 341, ao redor de 90 dias. Mulheres assistidas no HGA referiram ter recebido mais orientações sobre amamentação e mais capacitação para o desenvolvimento de suas técnicas; foram colocadas em contato mais precoce com seus bebês e estiveram menos separadas deles, durante a internação. Entré elas, foi menor (metade) a proporção de partos cirúrgicos e o uso de medicamentos. Ocorrência de problemas de mamas foi semelhante entre os dois grupos de mães, mas teve impacto negativo maior entre as mulheres atendidas no HC. A assistência pós-natal foi mais precoce para os lactentes nascidos no HGA. As diferenças nos cuidados assistenciais oferecidos repercutiram de forma distinta no padrão de amamentação. A proporção de desmame ao final do seguimento foi de 21,6% e 33,9% (p=0,01) entre as crianças do HGA e HC respectivamente. Na análise multivariada (sobrevivência de Cox) estiveram significativamente associado ao desmame: interrupção da amamentação exclusiva, até os 10 dias de vida (RR de 2,91, entre crianças do HGA e de 2,03 entre aquelas do HC). Entre crianças do HC, estes riscos foram significativos para: intercorrências mamarias ( RR: 1,89), dificuldades de "pega" (RR: 1,71) e diarréia entre a 18 ou a 28 visita (RR:1,94). Entre os bebes do HGA, o risco de desmame esteve significativamente associado a: partos cirúrgicos (RR: 1,71); dificuldades maternas para ordenhar o leite, durante a internação (RR:1,84), ausência de orientação sobre amamentação no primeiro mês de vida (RR: 4,0) e diarréia, nos 15 dias que antecederam a 18 visita (RR: 3,5). Este estudo enfatiza a necessidade de revisão das abordagens tradicionais de promoção da amamentação e mostra aquelas práticas assistenciais mais efetivas para este fim / Abstract: A prospective study was carried out on a cohort of newborns from two hospitais of the city of Santos, São Paulo state, Brazil, as part of a multicentric international studf of cost effectiveness analysis on breast-feeding promotion through hospitais. The impact of health services practices on breast-feeding duration was analyzed using information of 511 hospital delivery records, trom which were selected 442 mothers for the first interview prior to hospital discharge. The choice for these hospitais was based on the criteria of having or not an official program towards breastfeeding promotion being the Case Hospital (HGA) the active one and the Control Hospital (HC) the comparison standard. Mothers were interviewed at home 30 days (n=442), and 90 days (n=341) after delivery. Women who gave birth at the HGA recalled having received more counseling about breastfeeding and instructions on breastfeeding techniques; they reported also first physical contact with babies shortly after delivery and their newborns spent less time apart from them during hospital stay. Cesarian sections were 50% less amongst HGA mothers. Proportions of breast problems were similar on both groups of mothers, although they had negative impact on breastfeeding only among women from the comparison 2"Cost-Effectiveness Analysis ofHospital-Based Breastfeeding Promotion Program in Three Latin American çountries". Sponsored by the United States Agency for International Development (USAID) under contract #LAC-0657-C-OO-OO51-00; LAC Health and Nutrion Sustainability University Research CorporationlInternational Science and Technology Institute; Washington, D.C. hospital (HC). Post-natal assistance has been given to HGA newborns earlier than those from the HC. Distinct observed health activities were found to influencing different patterns of breastfeeding between the two groups. Proportion of weaning at the end of follow-up was 21.6% and 33.9% (p=0.01) among HGA and HC children respectively. Cox multivariate survival regression models for weaning were significantly associated with: interruption of exclusive breastfeeding up to 10 days of age (RR of 2.91 for HGA; 2.03 for HC). HC newborns presented significant risk ratios for: mother breast problems (RR:1.94); baby difficulties of catching and suckling mother nipples (RR:1.71) and diarrhea between first and second home visit (RR:1.94). HGA newborns were found having significant weaning risks associated with: cesarian sections (RR:1.71); mother difficulties on milk expression during hospital stay (RR:1.84); lack of counseling on breastfeeding during the first month of baby life (RR:4.0) and diarrhea during the 15 days prior to first home visit (RR:3.5). This study emphasizes the needs for reviewing the traditional approach of breastfeeding promotion and shows those health services practices that are effective for this purpose / Doutorado / Saude Coletiva / Doutor em Medicina

Page generated in 0.0622 seconds