• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 936
  • 16
  • 16
  • 15
  • 15
  • 11
  • 9
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 955
  • 955
  • 550
  • 393
  • 383
  • 267
  • 169
  • 135
  • 118
  • 103
  • 97
  • 81
  • 71
  • 69
  • 64
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Fabricação de pontas de tungstenio e ouro para a microscopia de tunelamento

Kochinda, Yasushi 01 March 1994 (has links)
Orientador: V. Baranauskas / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Eletrica / Made available in DSpace on 2018-07-19T09:56:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Kochinda_Yasushi_M.pdf: 4028915 bytes, checksum: 95614f53aded6d12248cbf7001f71586 (MD5) Previous issue date: 1994 / Resumo: Com o invento do microscópio de tunelamento, surgiu a necessidade do afinamento de agulhas a níveis atômicos. Esta preocupação, antiga para alguns cientistas, apareceu na década de 30 quando foi inventado o microscópio de emissão iônica (FIM), que também empregavam agulhas micrométricas (fixas). Neste sentido existem vários trabalhos publicados, relacionados com a fabricação e polimento de pontas. A maioria dos métodos utiliza a corrosão eletrolítica para a usinagem inicial e o posterior polimento com métodos mais sofisticados como usinagem iônica, oxidação a altas temperaturas seguido de remoção de óxido por recozimento no vácuo e controlado com "FIM", deposição de átomos de tungstênio por CVD induzido por feixe de elétrons e outros métodos. Neste trabalho procuramos desenvolver métodos simples para a fabricação e polimentode pontas que pudessem ser realizadas dentro das possibilidades limitadas do nosso laboratório. Escolhemos dois tipos de materiais para as pontas, tungstênio e ouro. Para a fabricação de pontas de tungstênio foi utilizado o método de fabricação por corrosão eletroquímica em solução de KOH dissolvido em água. Para o polimento, foi utilizado um polimento puramente químico, com solução de HF(27%)HNO3(16%)H20. Para a produção de agulhas de ouro foram desenvolvidos vários métodos (i) - Usando um método semelhante àquele utilizado para a fabricação de pontas de tungstênio, mas com a peça de plástico muito menor, aproximadamente3mm de comprimento, e utilizando a ponta que se forma acima da corrosão. O eletrólito utilizado foi HF(28%)HNO3(16%)H2O. (ii) - Este método consiste em fazer a corrosão utilizando a mesmo esquema do método anterior, mas eliminando a peça de plástico e mergulhando aproximadamente 3mm do fio na solução. (iii) - Neste método a ponta é produzida com o mesmo esquema do método (i) acima utilizando como eletrólito HNO3(10%)H2O e depois, quebrada com um aparelho de ultrassom. Este último método utiliza o esquema do método (ii) e o eletrólito utilizado no método anterior. Aqui também são necessárias duas etapas: primeira se aplica uma tensão positiva no fio de ouro para fazer a corrosão e depois a polaridade é invertida para eliminar o óxido que cobre a ponta. Segunda, nosso melhor conhecimento, tanto o polimento químico do W quanto os processos de fabricação das pontas de Au, pelos métodos descritos na presente tese, não foram ainda publicados na literatura / Mestrado / Mestre em Engenharia Elétrica
2

Etiologia, progressão e tratamento das peri-implantites /

Shibli, Jamil Awad. January 2003 (has links)
Orientador : Elcio Marcantonio Junior / Banca: Ricardo Samih Georges Abi Rached / Banca: Luís Antonio Pugliesi Alves de Lima / Banca: Wilson Roberto Sendik / Banca: Ricardo Guimarães Fischer / Doutor
3

Propriedades elétricas de óxido de grafeno por microscopia de varredura / Electrical properties of graphene oxide by scanning probe microscopy

Salomão, Francisco Carlos Carneiro Soares January 2015 (has links)
SALOMÃO, F. C. C. S. Propriedades elétricas de óxido de grafeno por microscopia de varredura. 2015. 74 f. Tese (Doutorado em Física) - Centro de Ciências, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015. / Submitted by Giordana Silva (giordana.nascimento@gmail.com) on 2016-10-04T20:40:45Z No. of bitstreams: 1 2015_tes_fccssalomao.pdf: 2245679 bytes, checksum: 541e217243b1e6f83eaeab66e3be652c (MD5) / Approved for entry into archive by Giordana Silva (giordana.nascimento@gmail.com) on 2016-10-04T20:41:08Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_tes_fccssalomao.pdf: 2245679 bytes, checksum: 541e217243b1e6f83eaeab66e3be652c (MD5) / Made available in DSpace on 2016-10-04T20:41:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_tes_fccssalomao.pdf: 2245679 bytes, checksum: 541e217243b1e6f83eaeab66e3be652c (MD5) Previous issue date: 2015 / Potential applications of nanomaterials such as graphene and its derivatives, in electronic devices led to a detailed study of their electronic properties. The graphene oxide also has been proposed for various applications, of which we highlight the applications in composite thin films with supercapacitors properties. However, many of the graphene oxide properties can vary from sample to sample, which poses as an important setback to technological application of this material. Furthermore, the characterization electric and dielectric properties on nanomaterials is also a challenging task, since most characterization techniques have been developed for films thicker than 200 nm, which is much thicker than the atomically thin layer of graphene oxide. In this work, we studied the electric and dielectric properties of graphene oxide flakes by scanning probe microscopy. We use electrostatic force microscopy (EFM) to estimate the surface charge density of a layer of graphene oxide, as well as the nature of these charges. We also use the Kelvin force microscopy (KPFM) to characterize transparent thin films based on graphene oxide and Cellulose Acetate. KPFM was also used to determine the surface potential of graphene oxide as a function of humidity. Finally, we have applied the capacitance gradient (dC/dz), which is obtained by measuring the second harmonic signal in EFM to calculate the dielectric constant of monolayer and few-layer graphene oxide. As the dielectric constant cannot be extracted directly from the measurements, we developed an analytical model to describe the electric signal (dC/dz) for the system and show that this model can be used to estimate the dielectric constant of monolayer and few-layer graphene oxide. / As potenciais aplicações de nanomateriais, como grafeno e seus derivados, em dispositivos eletrônicos motivou um estudo detalhado de suas propriedades eletrônicas. O Óxido Grafeno também têm sido proposto para várias aplicações, das quais podemos destacar a aplicação em compósitos de filmes finos que apresentem propriedades de supercapacitores. Entretanto, muitas das propriedades do óxido de grafeno podem variar de amostra para amostra, o que se apresenta como uma importante dificuldade para sua aplicação tecnológica. Além disso, a caracterização destas propriedades em nanomateriais também é uma tarefa desafiadora, uma vez que a maioria das técnicas de caracterização têm sido desenvolvidas para filmes com espessura acima de 200nm, a qual é muito mais espessa do que as camadas atomicamente finas do óxido de grafeno. Neste trabalho, estudamos as propriedades elétricas e dielétricas do óxido de grafeno por microscopia de varredura por sonda. Nós estimamos a densidade superficial de cargas do óxido de grafeno de uma camada, bem como a natureza destas cargas por microscopia de força eletrostática. Utilizamos a microscopia de força Kelvin (KPFM) para caracterizar filmes finos transparentes baseados em Óxido de Grafeno e Acetato de Celulose. Utilizamos também KPFM para determinar o potencial de superfície do óxido de grafeno em função da umidade do ar. Finalmente, utilizamos o gradiente da capacitância (dC/dz), que é obtido através do segundo harmônico em EFM, para calcular a constante dielétrica do óxido de grafeno de uma camada e algumas camadas. Como a constante dielétrica não pode ser extraída diretamente das medidas, nós desenvolvemos neste trabalho um modelo analítico para descrever o sinal elétrico de (dC/dz) e mostramos que o este pode ser utilizado para estimar a constante dielétrica do óxido de grafeno monocamada e de algumas camadas.
4

Picobirnavirus : pesquisa de novos hospedeiros animais, identificação atraves de ensaio de dot-blot e metodos de purificação

Haga, Ismar Rocha 30 November 1998 (has links)
Orientador: Maria Silvia Viccari Gatti / Dissertação (Mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-24T16:42:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Haga_IsmarRocha_M.pdf: 5409533 bytes, checksum: e14ff0f2cbe7ea6708538c1ae851ad5b (MD5) Previous issue date: 1998 / Resumo: O picobirnavírus (PBV) é um novo vírus, descritos em fezes de humanos, ratos, suínos, cobaias, aves e coelhos. No presente trabalho, é relatada a primeira identificação, através de eletroforese em gel de poliacrilamida (EGP A), de picobirnavírus em fezes de um animal silvestre mantido em cativeiro, o tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla). Este fato sugere a existência de possíveis novos hospedeiros para o PBV na natureza. Também foram implementados e comparados diferentes métodos de concentração e purificação virais a partir de suspensões fecais de diferentes origens, buscando a obtenção de partículas virais purificadas para posteriores estudos de sua estrutura. Quanto aos métodos de concentração, foram usadas a adição de cloreto de cálcio (CaCI2), a adição de polietilenoglicol (PEG) e cloreto de sódio (NaCl) e a ultracentrifugação em colchão de sacarose, método este que apresentou os melhores resultados. Em relação aos processos de purificação, foram testadas soluções de sacarose, tartarato (ácido tartárico, sal dipotássico), cloreto de césio (CsCI) e cloreto de rubídio (RbCI). A utilização do cloreto de rubídio (RbCI) mostrou-se uma alternativa viável à utilização do cloreto de césio (CsCI), amplamente difundido como protocolo de purificação viral, indicando que soluções de RbCI podem ser usadas como protocolos alternativos de purificação do PBV. Foi ainda implementado o primeiro teste imunoenzimático para detecção de picobirnavírus em amostras fecais de diferentes origens, usando membranas de nitrocelulose como fase sólida. Foram observados resultados positivos nas amostras fecais das três espécies (ratos, suínos e tamanduásbandeira), o que pode indicar que os picobirnavírus que infectam estes animais podem possuir antígenos comuns. O teste pode ser utilizado como triagem de amostras em rotina diagnóstica, ao lado da eletroforese em gel de poliacrilamida (EGPA) como teste confirmatório. Esta é a primeira descrição de um ensaio imunoenzimático para detecção do PBV em amostras fecais / Abstract: A novel virus tentatively named picobirnavirus (PBV) has been described in faeces of several species of vertebrates (humans, rats, guinea pigs, pigs, rabbits and chickens). Examination by polyacrylamide gel electrophoresis (PAGE) of faecal specimens of giant anteaters (Myrmecophaga tridactyla) kept in captivity revealed the presence of the two equimolar bands resembling those of the picobirnaviruses. This is the first report of picobirnaviruses in faeces of a wild animal in captivity, suggesting that there might be other natural PBV hosts. Different methods for virus concentration were tested: addition of calcium chloride (CaCI2), addition of polyethylene glycol (PEG) and sodium chloride (NaCl) and centrifugation through sucrose cushion, the method that provided the most reliable results. Cesium chloride (CsCI) solutions have been widely used for PBV purification protocols. Alternative protocols for density gradient centrifugation (rubidium chloride, sucrose and potassium tartrate) were tested. The results obtained by using rubidium chloride (RbCI) were compatible with those previously reported for CsCI solutions, indicating that RbCI solutions may be used as an alternative protocol for virus purification, not only for picobirnaviruses but for other viruses as well. An enzyme immunoassay using nitrocellulose membranes is described for the detection of picobirnaviruses in faeces from different origins. In this study, positive results were detected in faecal samples from three different animaIs (rats, pigs and giant anteaters), suggesting that viruses identified in these animaIs might share common antigens. The test characteristics indicate that it can be used as a screening test in routine diagnosis, along with a confirmatory polyacrylamide gel electrophoresis (PAGE) test. This is the first report of such an assay used to detect this new, and yet little known, virus in faecal specimens / Mestrado / Microbiologia / Mestre em Ciências Biológicas
5

Tecnicas de microscopia de tunelamento de eletrons (MTE) e microscopia de força atomica (MFA) aplicadas ao estudo desuperficies de grafite e diamante

Fukui, Marcelo 19 July 2018 (has links)
Orientador: Vitor Baranauskas / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Eletrica / Made available in DSpace on 2018-07-19T12:44:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Fukui_Marcelo_M.pdf: 3451650 bytes, checksum: 2cf7f1a6e360729c38d0eedfeb5947cb (MD5) Previous issue date: 1992 / Resumo: As técnicas de Microscopia de Tunelamento de Elétrons (MTE) e Microscopia de Força Atômica (MFA) são extremamente poderosas para a análise morfológica de superfícies, indo da escala micrométrica a escala atômica. Nesta tese fazemos uma revisão teórica de seus princípios com o objeto de esclarecer as análises posteriores. Foram realizadas imagens de Grafite Pirolítico Altamente Orientado (HOPG) á nível atômico por MTE e MFA, a fim de: exarcebar as diferenças fundamentais entre a MTE e MFA; utilizar o grafite HOPG como uma amostra de escala atômica "padrão"; otimização dos parâmetros - como corrente, tensão, fôrça, velocidade de varredura, etc. - a fim de otimizarmos as técnicas com uma amostra conhecida, proporcionando então, uma referência para posteriores trabalhos com grafites intercalados, grafites naturais, e outros. Empregamos a MFA também na análise de filmes de diamante crescidos pelo processo de deposição química a partir da fase vapor, cujos resultados propiciaram imagens atômicas de sua superfície / Abstract: Not informed. / Mestrado / Mestre em Engenharia Elétrica
6

Morfologia de blendas de copolimero tribloco do tipo ABC e homopolimeros

Branciforti, Marcia Cristina 19 July 2018 (has links)
Orientador: Maria do Carmo Gonçalves / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Quimica / Made available in DSpace on 2018-07-19T17:42:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Branciforti_MarciaCristina_M.pdf: 9782651 bytes, checksum: 06cbaa8c4392d362fa9faa8d980508c3 (MD5) Previous issue date: 1994 / Mestrado
7

Estudo morfometrico ultraestrutural da matriz extracelular do ligamento periodontal do incisivo inferior de ratos, em diferentes regioes e zonas, nas condições de erupção impedida, desimpedida e retardada pela vimblastina

Barros, Silvana Pereira, 1964- 30 June 1995 (has links)
Orientador: Jose Merzel / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-07-20T09:16:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Barros_SilvanaPereira_D.pdf: 3625706 bytes, checksum: 1c44b88d6511a31626ebe4ab8db3d14d (MD5) Previous issue date: 1995 / Resumo: As áreas relativas de fibrilas colágenas e substância interfibrilar e o diâmetro das fibrilas colágenas foram quantificadas, a nível ultraestrutural, em diversas regiões e zonas do ligamento periodontal de incisivos de ratos com erupção impedida, desimpedida e retardada pela vimblastina. Seis ratos machos tiveram seus incisivos inferiores esquerdos mantidos em erupção desimpedida, enquanto o contralateral erupcionou normalmente. Vinte e quatro horas antes do final do experimento, que durou sete dias, três animais receberam uma dose única de vimblastina (2mg/kg de peso) enquanto os três restantes receberam volume equivalente de salina. Os dentes foram divididos e cortados transversalmente em cinco regiões, a partir da crista alveolar até o ápice, e processados para microscopia eletrônica de transmissão. De cada zona do ligamento periodontal Ounto ao dente, intermediária e junto ao osso alveolar) das várias regiões, foram feitas três eletronmicrografias da face mesial, com aumento final de 73.700X contendo, em mais que 50% de sua área, fibrilas colágenas cortadas transversalmente. Em cada eletronmicrografia, usando um retículo de 400 pontos, foi determinada a densidade de área de fibrilas colágenas e substância interfibrilar e medido o diâmetro de trinta fibrilas colágenas. Os dados foram submetidos à análise de variância uni e multivariada, comparações múltiplas através do teste de Tukey, análise de regressão de superfície de resposta e análise canônica de superfície de resposta. Nos dois grupos e nas duas condições de erupção o diâmetro médio das fibrilas colágenas da zona alveolar foi maior que o da zona junto ao dente e intermediária. Os dentes desimpedidos do grupo controle apresentaram fibrilas com diâmetros significativamente menores que os impedidos, ocorrendo, em geral, o inverso no grupo tratado, o que caracterizou uma interação, entre os grupos e condições de erupção, com inversão de valores. A regressão de superfície de resposta demonstrou uma tendência de comportamento onde os valores de diâmetro diminuiram a partir da região 3, que se relaciona com o primeiro molar inferior, em direção aos extremos incisal e apical e, a partir de uma faixa da zona junto ao dente, houve uma tendência de aumento em direção à zona junto ao osso alveolar, e o restante da zona junto ao dente. Este padrão foi diferente no caso de incisivos desimpedidos tratados com vimblastina, onde o diâmetro das fibrilas colágenas aumentou em direção incisal e apical, a partir da região 3. Com relação à área relativa de fibrilas colágenas e substância interfibrilar os dados mostraram uma tendência da área de substância interfibrilar ser maior no ligamento periodontal de incisivos desimpedidos do grupo controle, ocorrendo o inverso no grupo tratado. Estas diferenças parecem indicar que a escolha da região do ligamento periodontal a ser analisada, em relação aos efeitos de alterações do movimento eruptivo ou de forças que atuam no dente, pode interferir nos resultados de estudos em dentes de erupção contínua / Abstract: The area density of collagen fibrils and interfibrilar ground substance as well as the collagen fibrils diameter were detennined at the ultrastructurallevel in several regions and zones of the periodontal ligament of impeded and unimpeded rat incisors with eruption retarded by vimblastine. Six male rats hàd their lower left incisor kept in an unimpeded eruption condition while the contralateral one erupted nonnally. Three of these animaIs received an intraperitoneal injection of vimblastine (2 mg/Kg body weight) 24 hours before the end of the experiment, one week later. The other three animaIs received an equivalent volume of saline solution. The teeth were divided in 5 regions transversal to the longitudinal axis of the mClsor and processed for transmission electron microscopy. For each zone of the periodontalligament (tooth-related, bone-related and a midle one between the two), at the mesial face of the 5 regions 3 eletronmicrographs were printed at a final magnification of X 73.700, each micrograph presented more thaii 50% of its area of collagen fibrils in cross section. A test lattice with 400 points was used to detenninate the relative areas of collagen fibrils and interfibrilar ground substance and in each electronmicrograph the diameter of 30 collagen fibrils was measured. Data were submitted to statistical analysis using: variance anlysis, Tukey's test, response surface regression and canonical analysis. In both groups, in either impeded or unimpeded eruption, the mean diameter of collagen fibrils in alveolar bone zone was larger than in the others two zones. The unimpeded teeth from thecontrol group presented fibrils with a lower collagen fibril mean diameter than impeded ones. Generally the opposite was found in vinblastine-treated group, characterizing an interaction with reverse values. The response surface regression showed diameters values decreasing from region number 3 (related to lower first molar) toward the incisal and apical regions, while an increase of such values from a strip of the dental zone towards the alveolar zone and the remaining of the dental related zone. That pattem was different only in unimpeded teeth of vinblastine-treated animaIs, where the mean collagen diameter increased in both, apical and incisal, directions from region 3. The area occupied by interfibrilar ground substance was generally greater than the area of collagen fibrils in unimpeded teeth of the control group, while the contrary occured in the vinblastine-treated group. These differences seem to indicate that the choice of the region or zone of the periodontal ligament to be analysed, in relation to the effects of altered eruption or mechanical conditions of the incisors, may interfere on the results / Doutorado / Biologia e Patologia Buco-Dental / Doutor em Ciências
8

Estudo "in vitro' da ação de soluções fluoretadas sobre a rugosidade superficial de compositos odontologicos

Souza, Eloisa Helena Aranda Garcia de 14 July 2018 (has links)
Orientador: Simonides Consani / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-07-14T02:42:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Souza_EloisaHelenaArandaGarciade_M.pdf: 2134987 bytes, checksum: 81dad6a0d0b5d4a673bf82122e3c9522 (MD5) Previous issue date: 1991 / Resumo: a rugosidade superficial dos compósitos recém-polimerizados frente à ação de substâncias-controle e soluções fluoretadas e a utilização da microscopia eletrônica de varredura como observação visual dos resultados foram o propósito deste trabalho. Foram utilizados dois compósitos (Concise e Herculite XR), sendo confeccionados 50 corpos de prova de cada material, que foram divididos em 2 grupos (controle e experimental). 0 grupo experimental foi submetido ao acabamento com discos Sof-lex (3M), diferindo do grupo controle, que não sofreu acabamento superficial. De cada tipo de compósito, cinco amostras foram expostas à ação de cada substância-controle (água destilada e ácido fosfórico 0,7%) ou de soluções fluoretadas < solução de fluoreto fosfato acidulado 1,23%; gel de fluoreto-fosfato acidulado 1,23%; e, flúor neutro 0,2%), por 4 minutos Em seguida, as amostras foram levadas ao rugosímetro (Talysurf 10) para obtenção dos valores de rugosidade média. 0 estilete percorreu a linha central de cada amostra fornecendo 5 leituras, em micrometros, permitindo assim a avaliação média quantitativa da área integrada do perfil da amostra. Os resultados indicaram que, nas amostras-controle (sem acabamento com lixas ), os compósitos Herculite XR e Concise comportaram-se de modo semelhante em rel ação às soluções fluoretadas, com exceção do flúor gel 1,23% (Kerr) que foi significante para Concise .Quanto às amostras experimentais (com acabamento com lixas), os valores de rugosidade superficial foram estatisticamente significantes para Concise x flúor neutro 9,2%, e Herculite XR x flúor gel 1,23% (Kerr). Observou-se também que as substâncias-controle não exerceram influência estatisticamente significante nas amostras-controle e experimental das resinas compostas / Abstract: The superficial roughness of the recently cured composites leading the activity of control substances and fluoride solutions, the use of scanning electorn microscopy <SEM> as visual observation of the results was the purpose of this paper. Two composite resins were employed (Concise and Herculite XR ), and through them were prepared 50 specimens of each composite. The specimens were subdivided into two groups (control and experimental). The experimental group was finished with Sof-lex discs (3M). No finishing instruments were used in the control group. Five samples of each composite were exposed to the action of each control substance (distilled water and 0, 7% phosphoric acid > or fluoride solutions (1,23% acidulated Phosphate fluoride rinse, 1,23% acidulated phosphate fluoride gel and 0,2% neutral rinse ) for 4 minutes. .The samples were taken to the perfilometer (Talysurf 10) to get the averages roughness values. The stylus range over central line of each sample providing 5 readings, in micrometers, permiting the quantitative mean evaluation of integral area of the sample profile. The results showed that in the control specimens (without finishing). Concise and Herculite XR suffered similar manner regarding fluoride solutions, except 1, 23% acidulated phosphate fluoride gel (Kerr) As far as experimental specimens (finished with Sof-lex), the values of superficial roughness were statistically significant for Concise x 0,2% neutral rinse, and Herculite XR x 1,23% APF gel (Kerr). Noticed also that control substances didn't cause statistically significant influence in the control and experimental composites samples / Mestrado / Materiais Dentarios / Mestre em Ciências
9

Adesão e morfologia de pares polimericos

Siqueira, Denise Freitas 14 July 2018 (has links)
Orientador : Suzana Pereira Nunes / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Quimica / Made available in DSpace on 2018-07-14T03:50:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Siqueira_DeniseFreitas_M.pdf: 5972703 bytes, checksum: e0ef56030046f55bafece1594de4140c (MD5) Previous issue date: 1990 / Mestrado
10

Efeitos da erupção alterada, por desimpedimento e pela vimblastina, nos fibroblastos de regiões e compartimentos do ligamento periodontal de incisivos de ratos, estudo morfometrico ultraestrutural

Novaes, Pedro Duarte, 1960- 19 August 1996 (has links)
Orientador: Jose Merzel / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-07-21T11:24:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Novaes_PedroDuarte_D.pdf: 2205146 bytes, checksum: d897b9dd1a4486951091014408089991 (MD5) Previous issue date: 1996 / Resumo: As densidades volumétricas (Vv) de estruturas da face mesial do ligamento periodontal (LPD) de incisivos inferiores de ratos foram analisadas em dentes em condições de erupção: impedida (CI), que serviu de controle, desimpedida (CD), cuja erupção é acelerada, e sob a ação da vimblastina (VI e VD), que retarda a erupção. Seis ratos machos tiveram seus incisivos inferiores esquerdos seccionados a cada dois dias e mantidos em erupção desimpedida, enquanto que os contralaterais erupcionaram em oc1usão com os superiores. No 72 dia, três animais foram injetados, intraperitonealmente, com uma dose única de vimblastina (2 mg/Kg de peso) e os três restantes receberam volume equivalente de salina. Os animais, foram perfundidos, por via intracardíaca, com solução de Karnovsky e as hemimandíbulas dissecadas e imersas no mesmo fixador por mais 3 horas. As hemimandíbulas, após descalcificação em EDT A, foram divididas em cinco regiões transversais~ a porção entre a crista alveolar do ,incisivo e a face mesial do primeiro molar foi dividida em dois segmentos de igual extensão (RI e R2)~ os três segmentos restantes foram relacionados a cada um dos molares (R3, R4 e R5). O material foi pós-fixado em tetróxido de ósmio e processado para microscopia eletrônica de transmissão e cortes ultrafinos, no sentido transversal, foram obtidos de cada região. Para avaliação morfométrica foram usadas três eletronmicrografias no aumento final de 6. OOOx e três no aumento final de 47.730x, dos compartimentos junto ao dente, junto ao osso alveolar e um intermediário entre os dois, de cada região do LPD. No aumento de 6.000x, utilizando-se um retículo de 100 pontos, foram determinadas as V v de fibroblastos (V vf) e da matriz extracelular (Vvme). No aumento de 47.730 x, utilizando-se um retículo de 400 pontos, as Vv em relação a Vvf de: mitocôndrias, Golgi, lisosomas, retículo endoplasmático granular, microtúbulos, junções celulares e vesículas de colágeno. Nos animais controle com erupção impedida (CI), a Vvf e Vvme não se alteraram ao longo do dente, com exceção do compartimento intermediário, onde, em R2 e R3, Vvf foi maior e a Vvme menor que nas demais regiões. O desimpedimento aumentou a Vvf e diminuiu a Vvme , ificativamente, nos compartimentos intermediário e junto ao osso das regiões 4 e 5 (e.g., no compartimento intermediário da R4, a Vvf de CI foi de 0,322 e de CD, 0,532; a Vvme de CI foi 0,678 e de CD, 0,468). A vimblastina provocou algumas diferenças opostas entre dentes impedidos e desimpedidos em relação aos controles. Onde, por exemplo, a Vv aumentou nos primeiros, diminuiu nos últimos (e.g., no compartimento junto ao dente da RI, a Vvme em CI foi 0,623 e em VI, 0,718, enquanto que, em CD foi 0,746 e em VD, 0,440). Entre as estruturas citoplasmáticas, a alteração mais marcante foi a relacionada aos microtúbulos, cuja Vv aumentou nos dentes desimpedidos, principalmente, nos compartimentos junto ao dente e junto ao osso da R 1 e R2 e diminuiu, de modo generalizado, nos dois grupos (impedidos e desimpedidos) tratados com vimblastina (e.g., no compartimento junto ao dente da RI, a Vvmt de CI foi 0,0014 e em CD, 0,0073; e em VI foi 0,00 e em VD, 0,0018. Estes resultados parecem indicar que o ligamento periodontal do incisivo de rato não se comporta por igual em relação a fatores que alteram o processo de erupção, tanto nos compartimentos como nas regiões em que foi dividido / Abstract: The volume density (Vv) of structures at the mesial face of the rat lower incisor periodontal ligament (PDL) were determined in control and vimblastine treated, impeded (CI and VI) and unimpeded teeth (CD and VD). Six adult male rats had their left lower incisors shortened at every other day to erupt in an unimpeded condition, while the right ones erupted impeded. On the ih day, three animais were injected, intraperitoneally, with a single dose of vinblastine (2mg/K of b.w.) while the other three received an injection of an equivalent volume of saline. Under ether anesthesia, the animaIs were perfused, through the left ventricle, with Karnovsky's solution; the hemimandibles were dissected out, and left in the same solution for 3 more hours. After decalcification with EDT A, each hemimandible was divided in five transversal regions: between th~ alveolar crest and the mesial face of the 1st M, it was divided in two halves - RI and R2; the three folloWing Iregions, R3, R4 and Rs were related to each of the lower molar teeth. The pieces were pos-fixed with osmium tetroxide, processed for electron microscopy and transversal ultrathin sections were made from each region. For morphometric analysis, three electronmicroghaphs, at fmal magnification of 6.000x and three at 47.300x, were taken from the toothrelated compartment, alveolar bone-related compartment and from a midle one, between the former two, of each PDL region. At 6. OOOx, using a test system oí 100 points, the Vv oí fibroblasts (V vr) and extracellular matrix (Vvme) were determined. At 47.7 30x, using a test system of a 400 points, the Vv related to V vf oí mitochondria, Golgi, lysosomes, rough ER, microtubules, intercelIular junctions and intracelIular colIagen vesic1es, were determined. In control impeded teeth (CI), Vvf and Vvme were similar in alI regions, except in the midle compartment, where in R2 and R3, Vvf was higher and Vvme lower than the other regions. In unimped teeth, Vvf increased and Vvme decreased in the midle and alveolar bone-related parts of R4 and R5 (e.g. in midle compartment of R4, Vvf of CI was 0.322 and of CD, 0.532; Vvme of CI was 0.678 and of CD, 0.468). Vinblastine induced some opposite effects between impeded and unimped teeth: where for instance the Vv increased in the fonner, decreased in the latler or vice-versa (e.g. in the tooth-re1ated compartment of R1, Vvme. of CI was 0.632 and of VI, 0.718, while of CD was 0.746 and ofVD, 0.440). Among fibroblast cytoplasmic structures the most evident effect was related to microtubules. Their V vmt showed a significant increase in unimpeded teeth, mainly in the tooth-related and alveolar bone~related compartments and a general decrease i~ both vinblastine-treated groups (e.g. in tooth-related compartment ofRI, Vvmt ofCI was 0.0014 and ofCD 0.Oq73; ofVI was 0.00 and ofVD 0.0018). These results seem to indicate that different regions and compartments of PDL did not show a similar behaviour in relation to factors that alter the eruption processo / Doutorado / Biologia e Patologia Buco-Dental / Doutor em Ciências

Page generated in 0.0626 seconds