• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1016
  • 18
  • 17
  • 17
  • 17
  • 15
  • 11
  • 8
  • 6
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • 3
  • 3
  • Tagged with
  • 1079
  • 555
  • 283
  • 214
  • 165
  • 114
  • 114
  • 113
  • 113
  • 108
  • 107
  • 99
  • 98
  • 91
  • 89
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Evolui : uma metodologia para auxiliar a criação de ontologias

Alves, Jose Wagner Vasconcelos 27 October 2003 (has links)
Made available in DSpace on 2019-04-05T23:01:21Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2003-10-27 / Semantic Web wishes to provide an environment where Web content will be accessed easily by agents. For this, ontologies will have a critical mission, that is, to give a semantic face to Web. Manual process to build ontologies consumes time because it is a modelling task. Semi-automatic methods are a viable aproach to help someone to construct those ontologies, because they make the process to construct ontologies less tedious and more fast. This work proposes a metodology to help ones to construct ontologies in semi-automatic manner, suggesting concept candidates words, taxonomic and non-taxonomic relations and axioms from texts (web pages), mapping predicates expressed in natural language to axioms expressed in OWL. / A Web Semântica tenciona proporcionar um ambiente no qual o conteúdo da web passará a ser acessado mais facilmente por agentes. Para isto as ontologias terão um papel importante para dar um caráter semântico a estas páginas. O processo manual de construção de ontologias é tedioso e tipicamente uma atividade de modelagem. Métodos semi-automáticos são uma alternativa viável para auxiliar a construção destas ontologias, na medida que tornam mais rápidos e menos tediosos esta tarefa. Neste trabalho é proposto uma metodologia que a partir da análise de textos (páginas web) e mapeamenteo entre predicados da linguagem natural e axiomas da linguagem OWL, sugere palavras candidatas a conceito, relações taxonômicas e não-taxonômicas para auxiliar a montagem de uma ontologia.
2

Estudo sobre o Crátilo de Platão: a primazia da questão ontológica e a crítica ao uso das etimologias

Herpich, Jean Carlos January 2014 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Florianópolis, 2014. / Made available in DSpace on 2015-02-05T20:21:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 328463.pdf: 1137319 bytes, checksum: 8cfb491ee4617eb27aac83f40a371407 (MD5) Previous issue date: 2014
3

Active OWL - uma arquitetura para integrar serviços web e ontologias

Campos Neto, Júlio César 28 December 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2019-04-05T23:09:08Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-12-28 / Several proposals have been made to specify semantics to existing web services. A common approach in these proposals is that they try to specify the semantics of web services that were built a priori by making use of ontologies that were also specified a priori. In this work, we propose the construction of web services and ontologies altogether so that the arguments and results of a web service correspond to instances and properties of the ontology associated with that web service. We define the concept of Active Ontologies, i.e. ontologies that have mechanisms (web services associated with them) that insert and delete, dynamically and temporarily, individuals and property values in their specification. In the specific case of ontologies modeled in OWL, it is presented an implementation of the Active Ontologies concept called Active OWL. In Active OWL, classes and properties are annotated by linking them with web services that are responsible for retrieving, inserting, and retracting individuals from the given ontology. / Diversas propostas têm sido feitas para especificar semântica de serviços web existentes. Um traço comum destas propostas é que tentam especificar a semântica de serviços web construídos a priori utilizando ontologias que também já existem a priori. Neste trabalho propomos a construção de ontologias e serviços web conjuntamente de forma que os argumentos e resultado dos serviços web correspondam a instâncias e propriedades da ontologia a ele associado. Definimos assim o conceito de ontologias ativas, i.e. ontologias que possuem mecanismos (serviços web a ela associados) que permitem incluir e excluir, dinâmica e temporariamente, indivíduos e valores de propriedades em sua especificação. Para o caso particular de ontologias expressas em OWL apresentamos uma implementação do conceito de ontologias ativas, chamado de Active OWL. Em Active OWL classes e propriedades são anotadas indicando serviços web responsáveis por recuperar, inserir, retirar indivíduos na ontologia.
4

A Model-Based graphical editor for supporting the creation, verification and validation of OntoUML conceptual models

BENEVIDES, A. B. 05 February 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T15:33:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_3332_.pdf: 4500876 bytes, checksum: 55c9192a29c0414e33a92f7897ba7167 (MD5) Previous issue date: 2010-02-05 / Essa tese apresenta um editor gráfico baseado em modelos para o suporte à criação, verificação e validação de modelos conceituais e ontologias de domínio em uma linguagem de modelagem filosoficamente e cognitivamente bem-fundada chamada OntoUML. O editor é projetado de forma que, por um lado, ele protege o usuário da complexidade dos princípios ontológicos subjacentes à essa linguagem. Por outro lado, ele reforça esses princípios nos modelos produzidos por prover um mecanismo para verificação formal automática de restrições, daí assegurando que os modelos criados serão sintaticamente corretos. Além disso, avaliar a qualidade de modelos conceituais é um ponto chave para assegurar que modelos conceituais podem ser utilizados efetivamente como uma base para o entendimento, acordo e construção de sistemas de informação. Por essa razão, o editor é também capaz de gerar instâncias de modelos automaticamente por meio da transformação desses modelos em especificações na linguagem, baseada em lógica, chamada Alloy. Como as especificações Alloy geradas incluem os axiomas modais da ontologia fundacional subjacente à OntoUML, chamada Unified Foundational Ontology (UFO), então as instâncias geradas automaticamente vão apresentar um comportamento modal enquanto estiverem sendo classificadas dinamicamente, suportando, assim, a validação das meta-propriedades modais dos tipos fornecidos pela linguagem OntoUML.
5

Caracterização de Modelos Conceituais Utilizando Ontologias de Domínio: aplicação da Ontologia IMS LD na Construção de Modelos Conceituais Para E-learning

Oliveira, Francisco Hélio de 11 1900 (has links)
Submitted by Diogo Barreiros (diogo.barreiros@ufba.br) on 2017-06-02T17:24:53Z No. of bitstreams: 1 PGCOMP_MSC_FranciscoHelio_Final_Entregue.pdf: 810832 bytes, checksum: 2a46919a8a9f5355562fb7917d301da5 (MD5) / Approved for entry into archive by Uillis de Assis Santos (uillis.assis@ufba.br) on 2017-06-28T18:35:03Z (GMT) No. of bitstreams: 1 PGCOMP_MSC_FranciscoHelio_Final_Entregue.pdf: 810832 bytes, checksum: 2a46919a8a9f5355562fb7917d301da5 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-06-28T18:35:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 PGCOMP_MSC_FranciscoHelio_Final_Entregue.pdf: 810832 bytes, checksum: 2a46919a8a9f5355562fb7917d301da5 (MD5) / A modelagem conceitual de software é uma atividade não trivial que se relaciona com vários desafios, como: dificuldades na elicitação de requisitos, problemas de comunicação entre o analista e o usuário, uso de documentos de requisitos que nem sempre expressam claramente as funcionalidades do sistema. Esse problema se agrava quando o trabalho está relacionado com domínios mais complexos. Na área de educação essa questão também se verifica, por exemplo, em projetos de software que devem atender aos padrões para ambientes de aprendizagem como o IMS Learning Design. Para minimizar esse problema, ontologias de domínio podem ser utilizadas. Pode-se observar na literatura evidências teóricas dos benefícios do uso de ontologia na área de desenvolvimento de software. Por outro lado, as evidências experimentais são poucas ou talvez não existam. Dado esse contexto, o objetivo deste trabalho _e mostrar evidências experimentais que ontologias de domínio ajudam na modelagem conceitual. Para atingir esse objetivo, foram desenvolvidos: um processo de modelagem com ontologia, um mapeamento sistemático e dois experimentos controlados. O primeiro experimento mostrou indícios de que o uso de ontologia pode ajudar na criação de diagramas de classe (modelo conceitual). Sua replicação mantém resultado semelhante, entretanto, mostra signficância estatística. Portanto, o resultado do primeiro experimento e da sua replicação mostram resultados convergentes. Dessa forma, esta dissertação fornece dados acerca do uso de ontologia de domínio na modelagem conceitual. De acordo com a análise dos dados apresentados, é possível afirmar, com base experimental, que o uso de ontologia de domínio ajuda na modelagem conceitual. / The conceptual modeling the software is a non-trivial activity that relates to a number of challenges, such as difficulties in requirements elicitation, communication problems between the analyst and the user, and use of requirements documents that are not always clearly express the functionality of the system. This problem is aggravated when the work is related to more complex areas. In education this issue can also be seen, for example, in software projects that must meet standards for learning environments such as IMS Learning Design (IMS-LD). In order to minimize this problem, domain ontologies can be used. It can be observed in the literature, theoretical evidence of the benefits of ontology use in software development. On the other hand, experimental evidence is few or may not exist. In this context, the objective of this study is to show experimental evidence that domain ontologies help in conceptual modeling. To achieve this goal, we developed: a modeling process with ontology, a systematic mapping and two controlled experiments.The first experiment showed evidence that the use of ontology can help in creating class diagrams (conceptual model). Their replication maintains similar result, however, shows statistical significance. Therefore, the results of the first experiment and its replication show convergent. Thus, this work provides data for the domain ontology use in conceptual modeling. According to the analysis of the data it is possible to say with the experimental basis that the use of domain ontology helps conceptual modeling.
6

Uma Abordagem Baseada em Ontologias para Obtenção de Indicadores a partir de Dados Abertos.

FRAUCHES, V. G. V. 28 August 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T15:33:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_7980_Dissertação - Vinicius Gama _ FINAL.pdf: 2979057 bytes, checksum: 9e9dc0ea3807dfeeeb339382c4d7c595 (MD5) Previous issue date: 2014-08-28 / Em uma organização diversas decisões são tomadas diariamente, desde o nível estratégico até o nível operacional. Independente do nível em que as decisões são tomadas, elas devem ser baseadas em dados que, quando analisados, fornecem informações que guiam a tomada de decisão. No entanto, apesar de as organizações coletarem e armazenarem dados para auxiliar a tomada de decisão, eles nem sempre são utilizados adequadamente. Esse problema é ampliado quando se trata de dados abertos, onde um grande volume de dados é disponibilizado, mas a identificação e acesso aos dados que, quando analisados, podem prover informações úteis e apoiar tomadas de decisão, não é trivial. Independente do domínio, muitas vezes, a obtenção de informações se dá a partir dos resultados de um processo de medição, no qual definem-se as medidas para as quais se deseja coletar dados e realizam-se a coleta e a análise dos dados. Considerando esse cenário, este trabalho propõe uma abordagem para obtenção de indicadores úteis à tomada de decisão a partir de dados abertos. Apesar de a abordagem ter sido desenvolvida considerando o uso de dados abertos, ela pode ser utilizada para outros tipos de fontes de dados. A abordagem foi definida com base em duas ontologias, também propostas neste trabalho: uma Core Ontology on Measurement, que apresenta a conceituação central de medição independente do domínio de aplicação, incluindo aspectos relacionados à definição de medidas de maneira alinhada a objetivos estabelecidos, à coleta de dados para as medidas e à análise dos dados coletados; e uma Measurement Task Ontology, que descreve o processo de medição e a conceituação a ele associada. A Core Ontology on Measurement foi utilizada para fornecer o conhecimento sobre medição e o vocabulário adotado na abordagem proposta. A Measurement Task Ontology, por sua vez, foi utilizada para nortear a definição da abordagem, orientando sobre as atividades que deveriam ser contempladas. Buscando alcançar clareza conceitual e fidelidade à realidade, as ontologias foram definidas tendo como base a ontologia de fundamentação UFO (Unified Foundational Ontology). Para apoiar o uso da abordagem proposta, uma aplicação foi desenvolvida e, como avaliação preliminar da abordagem, a aplicação foi utilizada para obter indicadores a partir de bases de dados abertos disponibilizadas pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e pela INFRAERO (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária).
7

SERIN Semantic Restful Interfaces / SERIN - SemanticRESTful Interfaces (Inglês)

Muniz, Bruno de Azevedo 08 December 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:42:09Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2014-12-08 / RESTful web services have become a widely used standard for manipulating data, called resources, available in distributed web servers, called hosts. In this context, several proposals have been made to attempt to formalize the semantics of resources and web services that manipulate them and thus try to integrate RESTful web services to the Semantic Web scenario. However, these proposals are applied to concrete web services, and not to an abstract interface that can be reused by several concrete implementations. This paper presents the Semantic RESTful interfaces - SERIN specification that proposes the use of abstract interfaces in semantic description of resources and RESTful web services. Semantic interfaces are annotated ontologies, written in OWL, whose classes formally describe the semantics of REST resources, and whose annotations indicate which web services are available to manipulate the resources of a host. SERIN similarly to interfaces of Object Oriented Programming, specifies abstract interfaces, ie, disconnected from any concrete implementation, so it represents a contract that determines which resources and web servicesshould be available for every host that implements it. Keywords: Semantic Web. Semantic Web Services. SWS.RESTful Web Services. Ontology.Semantic Interfaces. Abstract Interfaces. SERIN. / Os serviços web RESTful se tornaram um padrão de larga utilização que permitem manipular dados, denominados recursos, disponibilizados em servidores distribuídos na web, denominados hosts. Neste contexto, várias propostas tem sido feitas para tentar formalizar a semântica de recursos e dos serviços web que os manipulam e, desta forma, tentar integrar os serviços web RESTful ao cenário da Web Semântica. Entretanto, estas propostas se aplicam a serviços web concretos e não a uma interface abstrata que possa ser reutilizada por várias implementações concretas. Este trabalho apresenta as SemanticRESTfulINterfaces - SERIN, especificação que propõe a utilização de interfaces semânticas abstratas na descrição de recursos e serviços web RESTful. Interfaces semânticas são ontologias anotadas, escritas em OWL, cujas classes descrevem formalmente a semântica de recursos REST, e cujas anotações indicam quais serviços web estarão disponíveis para manipular os recursos de um host. O SERIN, analogamente as interfaces da Programação Orientada a Objetos, especifica interfaces abstratas, isto é, desconectadas de qualquer implementação concreta, logo representam um contrato que determina recursos e serviços web que devem estar disponíveis por todo host que a implementa. Palavras-chave: Web Semântica. Serviços Web Semânticos. SWS. Serviços Web RESTful. Ontologias. Interfaces Semânticas. Interfaces Abstratas. SERIN.
8

Das perspectivas ontológicas à natureza do internauta : contribuiƒçã„o à epistemologia em Geografia /

Bernardes, Antonio Henrique. January 2012 (has links)
Orientador: Eliseu Sav…rio Sposito / Banca: Nécio Turra Neto / Banca: Divino José da Silva / Banca: Antonio Carlos Vitte / Banca: Werther Holzer / Resumo: Baseando-nos nas discusses realizadas por alguns filsofos, notadamente, Aristteles, Leibniz, Kant, Hegel, Husserl, Heidegger e Sartre, apontamos certo fundamento que as caracterizam como discusses ontolgicas. De fato, partimos da metaf‡sica em direƒ„o ‚ ontologia, neste entremeio destacamos a gnosiologia e a teoria do conhecimento, como discusses contraditrias ‚ ontologia. Pela anŒlise destas diferentes proposituras ontolgicas tomamos como refer†ncia o m…todo regressivo- progressivo desenvolvido por Sartre para denominar e determinar duas perspectivas de interpretaƒ„o da realidade: a perspectiva posicional e a perspectiva oniposicional. Com isto analisaremos as denominadas ontologias do espaƒo desenvolvidas por Silva e por Santos para os estudos geogrŒficos levando em conta as suas principais influ†ncias filosficas e alguns dos pressupostos levantados pelas discusses ontolgicas em Filosofia. Por conseguinte, discutimos os conceitos de ciberespaƒo e cibergeografia tendo como par‘metros algumas proposiƒes tericas de Silva, Sartre e Heidegger em que as proposiƒes de Santos emirjam no desenvolvimento do discurso como certo entendimento do internauta. Deste modo, tentamos colocar em evid†ncia a fundamentaƒ„o de um dos modos de ser-no-mundo quando suas relaƒes s„o mediadas pela Internet, ou seja, o processo cognitivo do internauta. Certas categorias e conceitos geogrŒficos s„o tomados como instrumentos de entendimento em que cada uma delas indica certo grau de entendimento deste ser que … o homem no mundo. Privilegiam-se os conceitos de meio e homem e as categorias de paisagem, lugar, territrio, regi„o e espaƒço / Abstract: Based on the discussions made for some philosophers, notably Aristotle, Leibniz, Kant, Hegel, Husserl, Heidegger and Sartre, we point out certain foundations which characterize those discussions as ontological. In fact, starting from metaphysics towards ontology, we highlighted the gnosiology and the theory of knowledge as discussions which are contradictories to ontology. By analyzing these different ontological proposals, we take as reference the regressive-progressive method, developed by Sartre, to nominate and determine two perspectives of interpretation of reality: the positional and the omnipositional perspectives. We then analyzed the ontologies of the space developed by Silva and by Santos for the geographic studies. We took into account main the philosophical influences of those geographers, as well as some assumptions made from ontological discussions in Philosophy, to develop a proposal of studies in Geography. Then, we discussed the concepts of cyberspace and cybergeography based, principally, on theoretical propositions by Silva, Sartre and Heidegger, in which Santos prepositions emerge in the development of the discourse as an understanding of the internet user. We will attempt to show the grounding of one of the modes of being-in-the-world when his relations are moderated by the Internet, i.e. internet user's cognitive process. Certain categories and geographical concepts are use as knowledge tools, and each of them indicates certain degree of understanding of this being that is the man in the world. The concepts of milieu and human being and the categories of landscape, place, territory, region and space are focus / Doutor
9

A saÃda do ser: a Ãtica de Emmanuel Levinas como crÃtica à ontologia clÃssica

Hegildo Holanda GonÃalves 01 July 2010 (has links)
FundaÃÃo de Amparo à Pesquisa do Estado do Cearà / Cette recherche a pour sujet dâinvestigation lâÃthique de lâaltÃrità dans la philosophie dâEmmanuel LÃvinas (1905-1995). Dâabord ce travail a lâintention de prÃsenter la pensÃe du philosophe franco-lituanien autour de la problÃmatique de lâÃtre qui va depuis De LâÃvasion(1935), passant par lâÃlucidation de la dynamique du verbe Ãtre comme existence et sÃs possibilites de substantialisation dans des existances concrÃtes (existantes) et lâanalyse de ce processus jusquâà la prÃsentation de la naissance de lâexistant concret comme gÃnese de la subjectività qui se produit dans la sÃparation de lâexistence indÃterminÃe et anonyme ( Il y a); ensuite, ce travail prÃsente le dÃsir mÃtaphysique comme possibilità dâirruption de lâAutre qui ouvrira de lâespace pour penser à un sujet crÃe à service de lâAutre. Pour cela, deux concept clÃs qui servent de base pour la comprÃhension de lâÃthique lÃvinasienne sont traitÃs: la Totalità et lâidÃe dâInfini; enfin une rÃflexion est faite, à partir de lâoeuvre Ãthique comme philosophie premiÃre (1982). LÃvinas souligne, dans sa pensÃe philosophique, lâAutre rÃvÃlà comme aspect et qui demande irrÃductiblement une responsabilitÃ. Alors, câest lâÃthique comme philosophie premiÃre qui donnera au sujet la possibilità de sortir de la prÃsence obsessive de lâÃtre en tant que position, câest-Ã-dire, de lâÃtre en tant que celui qui existe, qui consiste à la dÃcouverte de lâAutre en tant que lâAutre et qui arrache le Soi de la monotonie et du Il y a sens signification. / A presente pesquisa tem como objeto de investigaÃÃo a Ãtica da alteridade na filosofia de Emmanuel Levinas (1905-1995). Em primeiro lugar, este trabalho se propÃe apresentar o pensamento do filÃsofo franco-lituano em torno da problemÃtica do Ser, que vai desde De LâÃvasion(1935), passando pela elucidaÃÃo da dinÃmica do verbo ser como existÃncia e suas possibilidades de substancializaÃÃo em existÃncias concretas (existentes) e a anÃlise desse processo atà a apresentaÃÃo do nascimento do existente concreto como gÃnese da subjetividade, que se produz na separaÃÃo da existÃncia indeterminada e anÃnima ( Il y a); em segundo lugar, à apresentado o desejo metafÃsico como possibilidade de irrupÃÃo do Outro, desejo que abrirà espaÃo para se pensar um sujeito constituÃdo a serviÃo do Outro. Para tanto, sÃo abordados dois conceitos-chave que servem de base para a compreensÃo da Ãtica levinasiana, a saber: a Totalidade e a Ideia de Infinito; no terceiro momento à feita uma reflexÃo, a partir de Ãthique comme philosophie premiÃre (1982). Nesta obra, Levinas traz à tona, em seu pensar filosÃfico, o Outro manifesto como rosto e que convoca, irredutivelmente, a uma responsabilidade. à a Ãtica como filosofia primeira, portanto, que darà ao sujeito a possibilidade de sair da obsessiva presenÃa do ser enquanto posiÃÃo, isto Ã, do ser enquanto aquilo que hÃ, que consiste no descobrimento do Outro enquanto Outro e que arranca o Eu da monotonia e do sem sentido do Il y a.
10

Ontologia e ética como referenciais para a educação em saúde /

Berndt, Roberto Luiz Evaristo, Keim, Ernesto Jacob, 1947-, Universidade Regional de Blumenau. Programa de Pós-Graduação em Educação. January 2007 (has links) (PDF)
Orientador: Ernesto Jacob Keim. / Dissertação (mestrado) - Universidade Regional de Blumenau, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação.

Page generated in 0.038 seconds