• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 994
  • 17
  • 17
  • 17
  • 17
  • 15
  • 11
  • 8
  • 6
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • 3
  • 3
  • Tagged with
  • 1056
  • 534
  • 281
  • 214
  • 165
  • 114
  • 113
  • 113
  • 112
  • 108
  • 107
  • 99
  • 98
  • 91
  • 87
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Evolui : uma metodologia para auxiliar a criação de ontologias

Alves, Jose Wagner Vasconcelos 27 October 2003 (has links)
Made available in DSpace on 2019-04-05T23:01:21Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2003-10-27 / Semantic Web wishes to provide an environment where Web content will be accessed easily by agents. For this, ontologies will have a critical mission, that is, to give a semantic face to Web. Manual process to build ontologies consumes time because it is a modelling task. Semi-automatic methods are a viable aproach to help someone to construct those ontologies, because they make the process to construct ontologies less tedious and more fast. This work proposes a metodology to help ones to construct ontologies in semi-automatic manner, suggesting concept candidates words, taxonomic and non-taxonomic relations and axioms from texts (web pages), mapping predicates expressed in natural language to axioms expressed in OWL. / A Web Semântica tenciona proporcionar um ambiente no qual o conteúdo da web passará a ser acessado mais facilmente por agentes. Para isto as ontologias terão um papel importante para dar um caráter semântico a estas páginas. O processo manual de construção de ontologias é tedioso e tipicamente uma atividade de modelagem. Métodos semi-automáticos são uma alternativa viável para auxiliar a construção destas ontologias, na medida que tornam mais rápidos e menos tediosos esta tarefa. Neste trabalho é proposto uma metodologia que a partir da análise de textos (páginas web) e mapeamenteo entre predicados da linguagem natural e axiomas da linguagem OWL, sugere palavras candidatas a conceito, relações taxonômicas e não-taxonômicas para auxiliar a montagem de uma ontologia.
2

Estudo sobre o Crátilo de Platão: a primazia da questão ontológica e a crítica ao uso das etimologias

Herpich, Jean Carlos January 2014 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Florianópolis, 2014. / Made available in DSpace on 2015-02-05T20:21:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 328463.pdf: 1137319 bytes, checksum: 8cfb491ee4617eb27aac83f40a371407 (MD5) Previous issue date: 2014
3

A Model-Based graphical editor for supporting the creation, verification and validation of OntoUML conceptual models

BENEVIDES, A. B. 05 February 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T15:33:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_3332_.pdf: 4500876 bytes, checksum: 55c9192a29c0414e33a92f7897ba7167 (MD5) Previous issue date: 2010-02-05 / Essa tese apresenta um editor gráfico baseado em modelos para o suporte à criação, verificação e validação de modelos conceituais e ontologias de domínio em uma linguagem de modelagem filosoficamente e cognitivamente bem-fundada chamada OntoUML. O editor é projetado de forma que, por um lado, ele protege o usuário da complexidade dos princípios ontológicos subjacentes à essa linguagem. Por outro lado, ele reforça esses princípios nos modelos produzidos por prover um mecanismo para verificação formal automática de restrições, daí assegurando que os modelos criados serão sintaticamente corretos. Além disso, avaliar a qualidade de modelos conceituais é um ponto chave para assegurar que modelos conceituais podem ser utilizados efetivamente como uma base para o entendimento, acordo e construção de sistemas de informação. Por essa razão, o editor é também capaz de gerar instâncias de modelos automaticamente por meio da transformação desses modelos em especificações na linguagem, baseada em lógica, chamada Alloy. Como as especificações Alloy geradas incluem os axiomas modais da ontologia fundacional subjacente à OntoUML, chamada Unified Foundational Ontology (UFO), então as instâncias geradas automaticamente vão apresentar um comportamento modal enquanto estiverem sendo classificadas dinamicamente, suportando, assim, a validação das meta-propriedades modais dos tipos fornecidos pela linguagem OntoUML.
4

Active OWL - uma arquitetura para integrar serviços web e ontologias

Campos Neto, Júlio César 28 December 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2019-04-05T23:09:08Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-12-28 / Several proposals have been made to specify semantics to existing web services. A common approach in these proposals is that they try to specify the semantics of web services that were built a priori by making use of ontologies that were also specified a priori. In this work, we propose the construction of web services and ontologies altogether so that the arguments and results of a web service correspond to instances and properties of the ontology associated with that web service. We define the concept of Active Ontologies, i.e. ontologies that have mechanisms (web services associated with them) that insert and delete, dynamically and temporarily, individuals and property values in their specification. In the specific case of ontologies modeled in OWL, it is presented an implementation of the Active Ontologies concept called Active OWL. In Active OWL, classes and properties are annotated by linking them with web services that are responsible for retrieving, inserting, and retracting individuals from the given ontology. / Diversas propostas têm sido feitas para especificar semântica de serviços web existentes. Um traço comum destas propostas é que tentam especificar a semântica de serviços web construídos a priori utilizando ontologias que também já existem a priori. Neste trabalho propomos a construção de ontologias e serviços web conjuntamente de forma que os argumentos e resultado dos serviços web correspondam a instâncias e propriedades da ontologia a ele associado. Definimos assim o conceito de ontologias ativas, i.e. ontologias que possuem mecanismos (serviços web a ela associados) que permitem incluir e excluir, dinâmica e temporariamente, indivíduos e valores de propriedades em sua especificação. Para o caso particular de ontologias expressas em OWL apresentamos uma implementação do conceito de ontologias ativas, chamado de Active OWL. Em Active OWL classes e propriedades são anotadas indicando serviços web responsáveis por recuperar, inserir, retirar indivíduos na ontologia.
5

Caracterização de Modelos Conceituais Utilizando Ontologias de Domínio: aplicação da Ontologia IMS LD na Construção de Modelos Conceituais Para E-learning

Oliveira, Francisco Hélio de 11 1900 (has links)
Submitted by Diogo Barreiros (diogo.barreiros@ufba.br) on 2017-06-02T17:24:53Z No. of bitstreams: 1 PGCOMP_MSC_FranciscoHelio_Final_Entregue.pdf: 810832 bytes, checksum: 2a46919a8a9f5355562fb7917d301da5 (MD5) / Approved for entry into archive by Uillis de Assis Santos (uillis.assis@ufba.br) on 2017-06-28T18:35:03Z (GMT) No. of bitstreams: 1 PGCOMP_MSC_FranciscoHelio_Final_Entregue.pdf: 810832 bytes, checksum: 2a46919a8a9f5355562fb7917d301da5 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-06-28T18:35:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 PGCOMP_MSC_FranciscoHelio_Final_Entregue.pdf: 810832 bytes, checksum: 2a46919a8a9f5355562fb7917d301da5 (MD5) / A modelagem conceitual de software é uma atividade não trivial que se relaciona com vários desafios, como: dificuldades na elicitação de requisitos, problemas de comunicação entre o analista e o usuário, uso de documentos de requisitos que nem sempre expressam claramente as funcionalidades do sistema. Esse problema se agrava quando o trabalho está relacionado com domínios mais complexos. Na área de educação essa questão também se verifica, por exemplo, em projetos de software que devem atender aos padrões para ambientes de aprendizagem como o IMS Learning Design. Para minimizar esse problema, ontologias de domínio podem ser utilizadas. Pode-se observar na literatura evidências teóricas dos benefícios do uso de ontologia na área de desenvolvimento de software. Por outro lado, as evidências experimentais são poucas ou talvez não existam. Dado esse contexto, o objetivo deste trabalho _e mostrar evidências experimentais que ontologias de domínio ajudam na modelagem conceitual. Para atingir esse objetivo, foram desenvolvidos: um processo de modelagem com ontologia, um mapeamento sistemático e dois experimentos controlados. O primeiro experimento mostrou indícios de que o uso de ontologia pode ajudar na criação de diagramas de classe (modelo conceitual). Sua replicação mantém resultado semelhante, entretanto, mostra signficância estatística. Portanto, o resultado do primeiro experimento e da sua replicação mostram resultados convergentes. Dessa forma, esta dissertação fornece dados acerca do uso de ontologia de domínio na modelagem conceitual. De acordo com a análise dos dados apresentados, é possível afirmar, com base experimental, que o uso de ontologia de domínio ajuda na modelagem conceitual. / The conceptual modeling the software is a non-trivial activity that relates to a number of challenges, such as difficulties in requirements elicitation, communication problems between the analyst and the user, and use of requirements documents that are not always clearly express the functionality of the system. This problem is aggravated when the work is related to more complex areas. In education this issue can also be seen, for example, in software projects that must meet standards for learning environments such as IMS Learning Design (IMS-LD). In order to minimize this problem, domain ontologies can be used. It can be observed in the literature, theoretical evidence of the benefits of ontology use in software development. On the other hand, experimental evidence is few or may not exist. In this context, the objective of this study is to show experimental evidence that domain ontologies help in conceptual modeling. To achieve this goal, we developed: a modeling process with ontology, a systematic mapping and two controlled experiments.The first experiment showed evidence that the use of ontology can help in creating class diagrams (conceptual model). Their replication maintains similar result, however, shows statistical significance. Therefore, the results of the first experiment and its replication show convergent. Thus, this work provides data for the domain ontology use in conceptual modeling. According to the analysis of the data it is possible to say with the experimental basis that the use of domain ontology helps conceptual modeling.
6

Uma Abordagem Baseada em Ontologias para Obtenção de Indicadores a partir de Dados Abertos.

FRAUCHES, V. G. V. 28 August 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T15:33:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_7980_Dissertação - Vinicius Gama _ FINAL.pdf: 2979057 bytes, checksum: 9e9dc0ea3807dfeeeb339382c4d7c595 (MD5) Previous issue date: 2014-08-28 / Em uma organização diversas decisões são tomadas diariamente, desde o nível estratégico até o nível operacional. Independente do nível em que as decisões são tomadas, elas devem ser baseadas em dados que, quando analisados, fornecem informações que guiam a tomada de decisão. No entanto, apesar de as organizações coletarem e armazenarem dados para auxiliar a tomada de decisão, eles nem sempre são utilizados adequadamente. Esse problema é ampliado quando se trata de dados abertos, onde um grande volume de dados é disponibilizado, mas a identificação e acesso aos dados que, quando analisados, podem prover informações úteis e apoiar tomadas de decisão, não é trivial. Independente do domínio, muitas vezes, a obtenção de informações se dá a partir dos resultados de um processo de medição, no qual definem-se as medidas para as quais se deseja coletar dados e realizam-se a coleta e a análise dos dados. Considerando esse cenário, este trabalho propõe uma abordagem para obtenção de indicadores úteis à tomada de decisão a partir de dados abertos. Apesar de a abordagem ter sido desenvolvida considerando o uso de dados abertos, ela pode ser utilizada para outros tipos de fontes de dados. A abordagem foi definida com base em duas ontologias, também propostas neste trabalho: uma Core Ontology on Measurement, que apresenta a conceituação central de medição independente do domínio de aplicação, incluindo aspectos relacionados à definição de medidas de maneira alinhada a objetivos estabelecidos, à coleta de dados para as medidas e à análise dos dados coletados; e uma Measurement Task Ontology, que descreve o processo de medição e a conceituação a ele associada. A Core Ontology on Measurement foi utilizada para fornecer o conhecimento sobre medição e o vocabulário adotado na abordagem proposta. A Measurement Task Ontology, por sua vez, foi utilizada para nortear a definição da abordagem, orientando sobre as atividades que deveriam ser contempladas. Buscando alcançar clareza conceitual e fidelidade à realidade, as ontologias foram definidas tendo como base a ontologia de fundamentação UFO (Unified Foundational Ontology). Para apoiar o uso da abordagem proposta, uma aplicação foi desenvolvida e, como avaliação preliminar da abordagem, a aplicação foi utilizada para obter indicadores a partir de bases de dados abertos disponibilizadas pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e pela INFRAERO (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária).
7

Um modelo para a análise de impacto em código fonte usando ontologias e recuperação de informação

Noll, Rodrigo Perozzo January 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:42:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000442552-Texto+Completo-0.pdf: 9370705 bytes, checksum: 8a3aef50bd6e373e63349d63858be524 (MD5) Previous issue date: 2012 / Changes are inevitable during the product lifecycle. These changes are due different needs, such as the knowledge evolution of business processes, environment or infrastructure changes, etc. Under these circumstances, it is crucial to have the control about the knowledge of what these changes mean to the system. Impact analysis represents the process that creates this knowledge. The impact analysis has a wide meaning for software development, such as the assessment of source code structures or the control of project management constraints. This thesis aims to present a model to analyze the impact in source code using ontologies in order to improve precision and recall of the identified source code structures compared to existing techniques. The use of ontologies integrates a semantic layer under the traditional techniques founded in syntactic analysis. To develop the impact analysis model, it was defined two different sub models: traceability and probability. The traceability model receives as input the source code and domain ontology and generates a traceability ontology populated with links between domain concepts (classes and properties) and source code units (classes, methods and attributes). These links are populated by a lexical and semantic analyzer that categorize, normalize (token generation, expansion and elimination) and compare (stemming) each token. With the traceability ontology and a change request, the probabilistic model classifies each traceability link using Bayesian Belief Networks. To the probability calculus, the node classification used the Google PageRank algorithm and the arrows used frequency analysis TFIDF and conceptual dependency, defined in this thesis. The impact analysis model was implemented as an Eclipse plugin and was empirically evaluated using three controlled experiments. / Mudanças são inevitáveis durante o ciclo de vida do software. Estas mudanças são resultado de diferentes necessidades, como a evolução do conhecimento sobre os processos de negócio, alterações de ambiente, etc. Nestas circunstâncias, é crucial ter controle sobre o que essas mudanças representam na aplicação. A análise de impacto representa o processo que gera este conhecimento. Essa análise possui um significado abrangente dentro do desenvolvimento de software, incluindo desde a identificação de estruturas no código fonte até o controle das restrições de gestão de projeto. Esta tese apresenta um modelo para analisar o impacto no código fonte de uma aplicação utilizando ontologias, visando melhorar a precisão e revocação de estruturas identificadas se comparadas a técnicas existentes. O uso de ontologias integra uma perspectiva semântica nas técnicas tradicionalmente baseadas na análise sintática do código fonte. Para o desenvolvimento do modelo de análise de impacto, foram definidos dois submodelos: o de rastreabilidade e o de probabilidade.O modelo de rastreabilidade recebe como entrada o código fonte e uma ontologia de domínio e gera como resultado uma ontologia de rastreabilidade populada automaticamente com elos entre conceitos do domínio (classes e propriedades) e estruturas do código (classes, métodos e atributos). Estes elos são populados através de um analisador léxico e semântico que realiza a categorização, normalização (geração de tokens, expansão e eliminação) e comparação (stemming). Com base na ontologia de rastreabilidade e em um requisito de mudança, o modelo probabilístico classifica cada elo de rastreabilidade utilizando o modelo de Redes de Crenças Bayesianas. Para o cálculo de probabilidade, a classificação dos nodos utilizou o algoritmo PageRank do Google e das arestas, a análise de frequência TFIDF e a dependência conceitual, definida nesta tese. Este modelo de análise de impacto foi implementado como um plugin do eclipse e foi avaliado empiricamente através de três experimentos controlados.
8

Uso de relações semântico-estruturais no aprimoramento do cálculo da similaridade semântica: um estudo voltado a estruturas ontológicas em língua portuguesa

Brandolt, Josiane Fontoura dos Anjos January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:42:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000416526-Texto+Completo-0.pdf: 2208042 bytes, checksum: 26409ec36e39b51edbbc8ac6e980a237 (MD5) Previous issue date: 2009 / This work presents a study on alternative techniques to improve SiSe measure (Semantic Similarity), which was proposed by Freitas [FRE07]. This measure refers to the mapping of terms between different ontological structures, using an adaptation of the Taxonomic Model of Maedche and Staab (2002) for the semantic similarity calculus. SiSe makes a similarity comparison between terms of different ontological structures through term hierarchy analysis, their superconcepts and subconcepts. In this context, the resulting coefficient is the semantic-structural similarity between terms from ontological structures. The original SiSe measure showed relatively satisfactory coefficients for the semantic-structural mapping. However, it did not achieve its goals in some testing cases. Some examples are the results considered as false positives and the similarity cases that were not detected by the measure (false negatives). Based on these problems, new structural similarity strategies are proposed to improve the SiSe measure. These strategies are mostly based on related works which deal with structural similarity through: i) the attribution of adequacy factors based in the term position in the ontological structural hierarchy; ii) the arrangement of sets formed by their super-concepts; iii) the arrangement of sets formed by their sub-concepts; and iv) the usage of the corrected Jaccard measure. These strategies are explained and evaluated according to Golden Mapping and state of the art metrics: precision, recall and F-measure. The obtained results reached 100% of accuracy in SiSe false positive cases. / O presente trabalho tem como objetivo estudar alternativas para aprimorar a medida SiSe (Similaridade Semântica), que foi proposta por Freitas [FRE07]. Esta medida visa o mapeamento de termos entre estruturas ontológicas distintas, utilizando uma adaptação do Modelo Taxonômico de Maedche e Staab [MAE02b] para o cálculo da similaridade semântica que faz uma comparação da similaridade entre termos de estruturas ontológicas distintas através da análise da hierarquia em que os mesmos se inserem, seus superconceitos e subconceitos. Desta forma, o coeficiente resultante é a similaridade semântico-estrutural entre os termos das estruturas ontológicas. A medida SiSe levou a coeficientes de similaridade considerados relativamente satisfatórios para o mapeamento semântico-estrutural, porém não atingiu seus objetivos em alguns casos para os quais foi testada. Incluem-se aqui os resultados considerados como falsos positivos e os casos de similaridade que a medida não detectou (falsos negativos). Partindo desses problemas, estratégias de similaridade estrutural são propostas para aprimorar, assim, a medida SiSe. As estratégias são baseadas, em sua maioria, em trabalhos da literatura que abordam a similaridade estrutural através de: i) atribuições de fatores de adequação fundamentados na posição dos termos na hierarquia da estrutura ontológica; ii) atribuições de conjuntos formados pelos superconceitos dos termos analisados; iii) atribuições de conjuntos formados pelos subconceitos destes termos e; iv) o uso da medida de Jaccard corrigida. As estratégias são descritas e avaliadas de acordo com um recurso denominado Golden Mapping e métricas mais comumente utilizadas na literatura: precisão, abrangência e medida-F. Os resultados obtidos chegaram a 100% de acurácia no que se refere aos falsos positivos da SiSe.
9

Métricas para ontologias: revisão sistemática e aplicação ao portal OntoLP

Freitas, Larissa Astrogildo de January 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:43:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000424821-Texto+Completo-0.pdf: 3171152 bytes, checksum: a78ee68d263086112f2f0e141fc7879b (MD5) Previous issue date: 2010 / Ontology construction and availability face various constraints such as the necessity of domain experts (leading to high costs). Besides that ontologies may have protected data, which can prevent it from being publicly available. In addition to that, there is the problem of where to find the ontologies, once they are not restricted. In face of that, the OntoLP Project aims to collaborate in the task of sharing ontologies in Portuguese language, as well as ontology research related tools and publications. Given an ontology set it is important to gather information that can support researchers to inspect the available resources in a general way. In this context, metrics for ontology is a novel area. Although there are many proposal for metrics in the literature, they are not standardized. So, this work aims to do a survey about metrics for ontologies by doing a systematic review of the literature. After this exhaustive search the gathered metrics were selected and implemented to be applied to a group of ontologies written in OWL. The goal was giving support to the reuse of Portuguese ontologies. The usage of metrics for ontologies in the OntoLP portal was evaluated through a survey. The survey results were satisfactory, the utility of metrics for ontologies in specialized repositories for ontologies was considered relevant by the portal potential users. / Ao tratarmos da construção e da disponibilização de ontologias nos deparamos com as seguintes limitações: a construção de ontologias exige a presença de especialistas do domínio e portanto apresenta um custo elevado, muitas ontologias podem conter dados protegidos por algum tipo de direito o que dificulta sua disponibilização, além disso para aquelas que podem ser compartilhadas existe o problema como encontrá-las. O Projeto OntoLP visa atenuar os problemas acima, uma vez que se propõe a colaborar na disponibilização de ontologias em língua portuguesa, ferramentas e publicações relacionadas. Dado um conjunto de ontologias é importante reunir informações que ajudem os pesquisadores a conhecer os recursos disponíveis de forma ágil. Uma área em desenvolvimento neste cenário é a área de métricas para ontologias, porém existem muitas propostas, não padronizadas, de métricas na literatura. Sendo assim, procuramos neste trabalho fazer um levantamento exaustivo sobre métricas para ontologias através de uma revisão sistemática. Depois de analisadas as métricas, um sistema que realiza o cálculo de métricas em ontologias OWL foi desenvolvido e aplicado ao portal de ontologias OntoLP. O objetivo é ajudar na busca por ontologias. Por fim, o uso das métricas no portal foi avaliado por meio de um questionário. Os resultados do questionário de maneira geral se mostraram satisfatórios, uma vez que foi possível detectar um alto nível de concordância perante respostas das questões sobre a utilidade das métricas em repositórios específicos para ontologias.
10

Aprendizagem de ontologias para o apoio ao processo de desenvolvimento de software orientado a conhecimento

Dorneles, Fabiana Winovski January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:43:24Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000432628-Texto+Completo-0.pdf: 4515001 bytes, checksum: a8701179ed0b16f45ff16ceb7a59c041 (MD5) Previous issue date: 2011 / Ontologies enable the semantic formalism and enable the development of applications, using them as a knowledge base, and providing a better data representation. This dissertation proposes an approach that addresses the three major challenges to the use of ontologies in Software Engineering: enabling the modeling of knowledge scattered among software artifacts; meaking feasible a semi-automatic generation of a ontology, in contrast to the costly process of manual creation; and bring more formality to the process of software development, since the ontology is machine processable. For this, we used the knowledge areas to the approach definition, such as applying a set of techniques of Natural Language Processing to identify and extract relevant information contained in some deployments of use cases. Thus, it was possible to generate the initial ontology, from the mapping of the class diagram that describes the domain model of the software, and its subsequent refinement using the details of use cases. The result is a set of tuples extracted from the detailed use cases. By manual inspection is generated semiautomatically a refined ontology, there by minimizing the need for human intervention in the ontology construction. Finally, the ontology describes the final proposal software solution, enabling a better understanding of the concepts related to the solution that is being built. / As ontologias possibilitam o formalismo semântico e permitem o desenvolvimento de aplicações utilizando-as como base de conhecimento, fornecendo assim melhor representação dos dados. Esta dissertação propõe uma abordagem para solucionar os três principais desafios da utilização de ontologias em Engenharia de Software: possibilitar a modelagem do conhecimento dispersa nos artefatos de software; viabilizar a criação da ontologia de modo semi-automático, em contrapartida ao oneroso processo de criação manual; e trazer maior formalismo ao processo de desenvolvimento de software, uma vez que a ontologia é processável por máquina. Para a definição da abordagem utilizou-se das áreas de conhecimento existentes, como a aplicação de um conjunto de técnicas de Processamento da Linguagem Natural para identificar e extrair as informações relevantes contidas nos detalhamentos de casos de uso. Sendo assim, tornou-se possível a geração da ontologia inicial, a partir do mapeamento do diagrama de classes que descreve o modelo de domínio do software, e seu posterior refinamento, através do detalhamento dos casos de uso. O resultado final é um conjunto de tuplas extraídas a partir da descrição detalhada dos casos de uso. Através da inspeção manual é gerada uma ontologia refinada de modo semi-automático, minimizando, com isto, a intervenção humana na construção da ontologia. Por fim, a ontologia final descreve a solução de software proposta, possibilitando o melhor entendimento dos conceitos relacionados à solução que está sendo construída.

Page generated in 0.0922 seconds