• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 8
  • 1
  • Tagged with
  • 9
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Ferramenta visual para especificação de hiperdocumentos, segundo o método OOHDM

Severo, Carlos Emilio Padilla January 2001 (has links)
O desenvolvimento de artefatos de software é um processo de engenharia, como todo processo de engenharia, envolve uma série de etapas que devem ser conduzidas através de uma metodologia apropriada. Para que um determinado software alcance seus objetivos, as características conceituais e arquiteturais devem ser bem definidas antes da implementação. Aplicações baseadas em hiperdocumentos possuem uma característica específica que é a definição de seus aspectos navegacionais. A navegação é uma etapa crítica no processo de definição de softwares baseados em hiperdocumentos, pois ela conduz o usuário durante uma sessão de visita ao conteúdo de um site. Uma falha no processo de especificação da navegação causa uma perda de contexto, desorientando o usuário no espaço da aplicação. Existem diversas metodologias para o tratamento das características de navegação de aplicações baseadas em hiperdocumentos. As principais metodologias encontradas na literatura foram estudadas e analisadas neste trabalho. Foi realizada uma análise comparativa entre as metodologias, traçando suas abordagens e etapas. O estudo das abordagens de especificação de hiperdocumentos foi uma etapa preliminar servindo como base de estudo para o objetivo deste trabalho. O foco é a construção de uma ferramenta gráfica de especificação conceitual de hiperdocumentos, segundo uma metodologia de modelagem de software baseado em hiperdocumentos. O método adotado foi o OOHDM (Object-Oriented Hypermedia Design Model), por cercar todas as etapas de um processo de desenvolvimento de aplicações, com uma atenção particular à navegação. A ferramenta implementa uma interface gráfica onde o usuário poderá modelar a aplicação através da criação de modelos. O processo de especificação compreende três modelos: modelagem conceitual, modelagem navegacional e de interface. As características da aplicação são definidas em um processo incremental, que começa na definição conceitual e finaliza nas características de interface. A ferramenta gera um protótipo da aplicação em XML. Para a apresentação das páginas em um navegador Web, utilizou-se XSLT para a conversão das informações no formato XML para HTML. Os modelos criados através das etapas de especificação abstrata da aplicação são exportados em OOHDM-ML. Um estudo de caso foi implementado para validação da ferramenta. Como principal contribuição deste trabalho, pode-se citar a construção de um ambiente gráfico de especificação abstrata de hiperdocumentos e um ambiente de implementação de protótipos e exportação de modelos. Com isso, pretende-se orientar, conduzir e disciplinar o trabalho do usuário durante o processo de especificação de aplicações.
2

Ferramenta visual para especificação de hiperdocumentos, segundo o método OOHDM

Severo, Carlos Emilio Padilla January 2001 (has links)
O desenvolvimento de artefatos de software é um processo de engenharia, como todo processo de engenharia, envolve uma série de etapas que devem ser conduzidas através de uma metodologia apropriada. Para que um determinado software alcance seus objetivos, as características conceituais e arquiteturais devem ser bem definidas antes da implementação. Aplicações baseadas em hiperdocumentos possuem uma característica específica que é a definição de seus aspectos navegacionais. A navegação é uma etapa crítica no processo de definição de softwares baseados em hiperdocumentos, pois ela conduz o usuário durante uma sessão de visita ao conteúdo de um site. Uma falha no processo de especificação da navegação causa uma perda de contexto, desorientando o usuário no espaço da aplicação. Existem diversas metodologias para o tratamento das características de navegação de aplicações baseadas em hiperdocumentos. As principais metodologias encontradas na literatura foram estudadas e analisadas neste trabalho. Foi realizada uma análise comparativa entre as metodologias, traçando suas abordagens e etapas. O estudo das abordagens de especificação de hiperdocumentos foi uma etapa preliminar servindo como base de estudo para o objetivo deste trabalho. O foco é a construção de uma ferramenta gráfica de especificação conceitual de hiperdocumentos, segundo uma metodologia de modelagem de software baseado em hiperdocumentos. O método adotado foi o OOHDM (Object-Oriented Hypermedia Design Model), por cercar todas as etapas de um processo de desenvolvimento de aplicações, com uma atenção particular à navegação. A ferramenta implementa uma interface gráfica onde o usuário poderá modelar a aplicação através da criação de modelos. O processo de especificação compreende três modelos: modelagem conceitual, modelagem navegacional e de interface. As características da aplicação são definidas em um processo incremental, que começa na definição conceitual e finaliza nas características de interface. A ferramenta gera um protótipo da aplicação em XML. Para a apresentação das páginas em um navegador Web, utilizou-se XSLT para a conversão das informações no formato XML para HTML. Os modelos criados através das etapas de especificação abstrata da aplicação são exportados em OOHDM-ML. Um estudo de caso foi implementado para validação da ferramenta. Como principal contribuição deste trabalho, pode-se citar a construção de um ambiente gráfico de especificação abstrata de hiperdocumentos e um ambiente de implementação de protótipos e exportação de modelos. Com isso, pretende-se orientar, conduzir e disciplinar o trabalho do usuário durante o processo de especificação de aplicações.
3

Ferramenta visual para especificação de hiperdocumentos, segundo o método OOHDM

Severo, Carlos Emilio Padilla January 2001 (has links)
O desenvolvimento de artefatos de software é um processo de engenharia, como todo processo de engenharia, envolve uma série de etapas que devem ser conduzidas através de uma metodologia apropriada. Para que um determinado software alcance seus objetivos, as características conceituais e arquiteturais devem ser bem definidas antes da implementação. Aplicações baseadas em hiperdocumentos possuem uma característica específica que é a definição de seus aspectos navegacionais. A navegação é uma etapa crítica no processo de definição de softwares baseados em hiperdocumentos, pois ela conduz o usuário durante uma sessão de visita ao conteúdo de um site. Uma falha no processo de especificação da navegação causa uma perda de contexto, desorientando o usuário no espaço da aplicação. Existem diversas metodologias para o tratamento das características de navegação de aplicações baseadas em hiperdocumentos. As principais metodologias encontradas na literatura foram estudadas e analisadas neste trabalho. Foi realizada uma análise comparativa entre as metodologias, traçando suas abordagens e etapas. O estudo das abordagens de especificação de hiperdocumentos foi uma etapa preliminar servindo como base de estudo para o objetivo deste trabalho. O foco é a construção de uma ferramenta gráfica de especificação conceitual de hiperdocumentos, segundo uma metodologia de modelagem de software baseado em hiperdocumentos. O método adotado foi o OOHDM (Object-Oriented Hypermedia Design Model), por cercar todas as etapas de um processo de desenvolvimento de aplicações, com uma atenção particular à navegação. A ferramenta implementa uma interface gráfica onde o usuário poderá modelar a aplicação através da criação de modelos. O processo de especificação compreende três modelos: modelagem conceitual, modelagem navegacional e de interface. As características da aplicação são definidas em um processo incremental, que começa na definição conceitual e finaliza nas características de interface. A ferramenta gera um protótipo da aplicação em XML. Para a apresentação das páginas em um navegador Web, utilizou-se XSLT para a conversão das informações no formato XML para HTML. Os modelos criados através das etapas de especificação abstrata da aplicação são exportados em OOHDM-ML. Um estudo de caso foi implementado para validação da ferramenta. Como principal contribuição deste trabalho, pode-se citar a construção de um ambiente gráfico de especificação abstrata de hiperdocumentos e um ambiente de implementação de protótipos e exportação de modelos. Com isso, pretende-se orientar, conduzir e disciplinar o trabalho do usuário durante o processo de especificação de aplicações.
4

Apoio à documentação de engenharia reversa de software por meio de hipertextos.

Feltrim, Valéria Delisandra 09 December 1999 (has links)
O crescimento do mercado de software a cada dia acarreta o aumento do uso de técnicas de desenvolvimento, muitas vezes informais. A manutenção de tais softwares torna-se problemática, uma vez que a documentação associada ao software, na maioria das vezes, não está de acordo com o código implementado. Dessa forma, quando diante da manutenção do produto, o engenheiro de software encontra uma documentação informal e incompleta, que não reflete o software existente. Nesse contexto é que se encontra a Engenharia Reversa de Software, com o propósito de recuperar as informações de projeto perdidas durante a fase de desenvolvimento, e de documentar o real estado do software. O principal objetivo deste trabalho de mestrado foi a investigação de uma estrutura adequada de hiperdocumento para apoiar a documentação requerida durante o processo de engenharia reversa de software. A partir de um levantamento dos requisitos desejáveis em um hiperdocumento, para que possua as habilidades de suporte à documentação de engenharia de reversa de software, um conjunto de links e estrutura de nós foi definido. Os requisitos, para a composição de tal hiperdocumento, foram investigados por meio de uma experiência: a autodocumentação do sistema hipermídia denominado SASHE (Sistema de Autoria e Suporte Hipermídia para Ensino), que já possui suporte ao tratamento de nós aninhados e outras características de aplicativo para ensino. A engenharia reversa foi desenvolvida baseando-se no método de engenharia reversa Fusion-RE/I, e os produtos obtidos foram inseridos em uma hiperbase no SASHE.
5

Apoio à documentação de engenharia reversa de software por meio de hipertextos.

Valéria Delisandra Feltrim 09 December 1999 (has links)
O crescimento do mercado de software a cada dia acarreta o aumento do uso de técnicas de desenvolvimento, muitas vezes informais. A manutenção de tais softwares torna-se problemática, uma vez que a documentação associada ao software, na maioria das vezes, não está de acordo com o código implementado. Dessa forma, quando diante da manutenção do produto, o engenheiro de software encontra uma documentação informal e incompleta, que não reflete o software existente. Nesse contexto é que se encontra a Engenharia Reversa de Software, com o propósito de recuperar as informações de projeto perdidas durante a fase de desenvolvimento, e de documentar o real estado do software. O principal objetivo deste trabalho de mestrado foi a investigação de uma estrutura adequada de hiperdocumento para apoiar a documentação requerida durante o processo de engenharia reversa de software. A partir de um levantamento dos requisitos desejáveis em um hiperdocumento, para que possua as habilidades de suporte à documentação de engenharia de reversa de software, um conjunto de links e estrutura de nós foi definido. Os requisitos, para a composição de tal hiperdocumento, foram investigados por meio de uma experiência: a autodocumentação do sistema hipermídia denominado SASHE (Sistema de Autoria e Suporte Hipermídia para Ensino), que já possui suporte ao tratamento de nós aninhados e outras características de aplicativo para ensino. A engenharia reversa foi desenvolvida baseando-se no método de engenharia reversa Fusion-RE/I, e os produtos obtidos foram inseridos em uma hiperbase no SASHE.
6

Avaliação de critérios e ferramentas de teste para programas OO. / Evaluation of testing criteria and testing tools for OO programs.

Domingues, André Luís dos Santos 13 June 2002 (has links)
Tendo em vista a grande atenção e aceitação que vem sendo dadas ao Paradigma Orientado a Objetos (OO) por parte de pesquisadores e desenvolvedores de software, uma das preocupações atuais do grupo de Engenharia de Software do ICMC-USP é o estabelecimento e validação de estratégias de teste de programas OO. Entre os interesses de pesquisa do grupo de Engenharia de Software do ICMC estão o Teste Baseado em Fluxo de Dados e o Teste de Mutação, que tiveram sua origem na década de 70. Considerando que o paradigma OO vem se destacando como uma das tendências de desenvolvimento de software, o que pode ser observado pelo grande número de programas desenvolvidos à luz desse paradigma, o presente trabalho visa a caracterizar o estado atual do teste de software OO tanto em termos de técnicas e critérios correntemente utilizados como em termos de ferramentas de teste de software disponíveis. A identificação e avaliação de critérios e ferramentas de suporte para o teste de software OO darão subsídios para a definição de novos estratégias de teste e para a especificação e implementação de ferramentas de apoio no contexto de software OO. / Having in mind the great attention and acceptance that have been given to de Object-Oriented (OO) paradigm by researches and developers, one of the current concerns of the ICMC-USP Software Engineering Group is the establishment and validation of testing strategies of OO programs. Among the research interests of the ICMC-USP Software Engineering Group are the Data Flow and Mutation based testing that had their origin in the 70 s. Considering that the paradigm OO has been highlighted as one of the software development tendencies, what can be observed by the great number of programs developed in the light of this paradigm, the aim of this work is to characterize the current state of OO software test both in terms of available tools and the underlying techniques and criteria. The identification and evaluation of criteria and tools for the OO software test will provide subsidies for the definition of new testing strategies and for the specification and implementation of supporting tools in the context of OO software.
7

[en] MODELING AND IMPLEMENTATION OF ONTOLOGY DRIVEN HYPERMEDIA APPLICATIONS FOR THE SEMANTIC WEB / [pt] MODELAGEM E IMPLEMENTAÇÃO DE APLICAÇÕES HIPERMÍDIA GOVERNADAS POR ONTOLOGIAS PARA A WEB SEMÂNTICA

GUILHERME DE ARAUJO SZUNDY 15 June 2005 (has links)
[pt] Essa dissertação propõe um modelo para o desenvolvimento de aplicações hipermídia na Web Semântica estendendo o método SHDM (Semantic Hypermedia Design Method), e apresenta uma arquitetura de implementação deste modelo. Na extensão proposta, as aplicações são visões navegacionais especificadas sobre modelos conceituais definidos por quaisquer ontologias da Web Semântica. As classes navegacionais são caracterizadas por um padrão para recuperação de dados da ontologia conceitual a partir de um recurso específico, podendo incorporar regras para filtragem de instâncias. Estruturas de acesso passam a se distinguir quanto à origem de seus dados, podendo ser arbitrárias, derivadas de consultas, derivadas de contextos ou facetadas. Elos especializam um relacionamento com base nos tipos de sua origem e destino, e podem ser definidos a partir de uma composição de relacionamentos conceituais. A especificação do modelo navegacional é dada através de um vocabulário definido como uma ontologia, tornando-a independente do ambiente de inferência e consulta empregado em qualquer implementação do modelo. Os modelos propostos são utilizados como dados para a geração de aplicações, com suporte na arquitetura de implementação definida e implementada. / [en] This dissertation proposes a development model for hypermedia applications on the Semantic Web extending the Semantic Hypermedia Design Method (SHDM), and presents an implementation architecture for this model. In the proposed extension applications are seen as navigational views over conceptual models defined by any Semantic Web ontology. Navigational classes are characterized by a retrieval pattern of conceptual ontology data from a specific resource, and can also incorporate rules for instances filtering. Access structures are now distinguished by their data source, and are categorized as arbitrary, query based, context based or faceted. Links specialize conceptual relationships based on the data types of its origin and destination, and can also map relationship compositions. A vocabulary defined as an ontology is used for the specification of the navigational model, making it independent from the query and inference environment used by any implementation of the model. The implementation architecture specified and implemented generates applications directly from the data contained in the proposed models.
8

Avaliação de critérios e ferramentas de teste para programas OO. / Evaluation of testing criteria and testing tools for OO programs.

André Luís dos Santos Domingues 13 June 2002 (has links)
Tendo em vista a grande atenção e aceitação que vem sendo dadas ao Paradigma Orientado a Objetos (OO) por parte de pesquisadores e desenvolvedores de software, uma das preocupações atuais do grupo de Engenharia de Software do ICMC-USP é o estabelecimento e validação de estratégias de teste de programas OO. Entre os interesses de pesquisa do grupo de Engenharia de Software do ICMC estão o Teste Baseado em Fluxo de Dados e o Teste de Mutação, que tiveram sua origem na década de 70. Considerando que o paradigma OO vem se destacando como uma das tendências de desenvolvimento de software, o que pode ser observado pelo grande número de programas desenvolvidos à luz desse paradigma, o presente trabalho visa a caracterizar o estado atual do teste de software OO tanto em termos de técnicas e critérios correntemente utilizados como em termos de ferramentas de teste de software disponíveis. A identificação e avaliação de critérios e ferramentas de suporte para o teste de software OO darão subsídios para a definição de novos estratégias de teste e para a especificação e implementação de ferramentas de apoio no contexto de software OO. / Having in mind the great attention and acceptance that have been given to de Object-Oriented (OO) paradigm by researches and developers, one of the current concerns of the ICMC-USP Software Engineering Group is the establishment and validation of testing strategies of OO programs. Among the research interests of the ICMC-USP Software Engineering Group are the Data Flow and Mutation based testing that had their origin in the 70 s. Considering that the paradigm OO has been highlighted as one of the software development tendencies, what can be observed by the great number of programs developed in the light of this paradigm, the aim of this work is to characterize the current state of OO software test both in terms of available tools and the underlying techniques and criteria. The identification and evaluation of criteria and tools for the OO software test will provide subsidies for the definition of new testing strategies and for the specification and implementation of supporting tools in the context of OO software.
9

Vývoj a implementace webové aplikace s podporou notace WebML

Řešetka, Adam January 2014 (has links)
The theoretical part of this thesis is focused on possibilities of the WebML modeling language and the WebRatio CASE tool. The practical part of this thesis deals with design and analysis of web application supporting the processes associated with the telecommunications and processing of data obtained by PBX. For the process will be used WebML based on acquired knowledge.

Page generated in 0.0293 seconds