• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 15
  • Tagged with
  • 15
  • 15
  • 8
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Padrão histológico, perfil imunoistoquímico e potencial pré-maligno das lesões diaplásicas da próstata canina /

Di Santis, Giovana Wingeter. January 2007 (has links)
Resumo: A neoplasia intra-epitelial prostática (HGPIN) e a atrofia inflamatória proliferativa (PIA) são lesões potencialmente pré-malignas encontradas na próstata humana (De Marzo et aI., 1999; Bostwick e Qian, 2004). HGPIN tem sido relatada na próstata canina com características semelhantes às observadas em humanos (Waters et aI., 1997), porém a PIA ainda não foi caracterizada nesta espécie. O presente trabalho objetivou a avaliação imunoistoquímica do índice proliferativo (PCNA e Ki67), da expressão de proteínas pró-apoptose (caspase-3), genes supressores de tumores (p-53), genes inibidores de apoptose (bcl-2) e de moléculas de adesão (E-caderina), além da avaliação histoquímica do estado proliferativo (AgNOR) e da determinação de mensurações nucleares por análise quantitativa computadorizada de imagens (AQCI) em focos HGPIN, PIA e em ácinos normais da próstata canina. Considerando os resultados de ácinos normais, constatou-se que as lesões estudadas apresentam alto índice proliferativo; capacidade proliferativa no compartimento epitelial secretor; ausência de expressão de p-53; perda de expressão de E-caderina; padrão de AgNOR semelhante ao de ácinos normais; e núcleos celulares maiores e com fator de circunferência maior. Focos de PIA exibem ainda índice apoptótico semelhante ao de ácinos normais e predomínio do linfócitos T, quando considerado o infiltrado Iinfocítico. Tais achados aproximam estas duas lesões entre si e sugerem que possam estar envolvidas no processo de transformação neoplásica da próstata canina. / Abstract: Prostatic intraepithelial neoplasia (HGPIN) and proliferative inflammatory atrophy (PIA) are potentially premalignant lesions, found in human prostate (De Marzo et aI., 1999; Bostwick e Qian, 2004). HGPIN have been reported in canine prostate (Waters et aI., 1997), and share the same aspects with the humans, and PIA hadn't been described in the dogs. The aim of this work was to evaluate, by immunohistochemistry proliferative index (PCNA and KI-67), proapoptotic proteins expression (caspase 3), tumour suppressor gene (p-53), adhesion molecules (Ecadherin), histochemical proliferative status (AgNOR) and nuclear measurement by image computer quantitative analysis (AQCI) in HGPIN focus, PIA e normal acinus in canine prostate. Comparing the normal acinus results, the lesions showed higher proliferative index, secretory epithelial cells capable of proliferation, absence of p-53 expression, loss of E-cadherin expression, AgNOR patterns similar to normal acinus, cellular nucleus bigger and with higher nuclear round factor. PIA had the same apoptotic index as the normal acinus and mainly T Iymphocytes in the inflammatory infiltrate. Our findings allow us to consider these two lesions close to each other, and they may be involved in the process of neoplastic transformation of canine prostate. / Orientador: Enio Pedone Bandarra / Coorientador: Luiz Henrique de Araújo Machado / Banca: Renée Laufer Amorim / Banca: Sérgio Luis Felisbino / Banca: Ana Paula F. R. L. Bracarense / Banca: Maria Lúcia Zaidan Dagli / Doutor
2

Padrão histológico, perfil imunoistoquímico e potencial pré-maligno das lesões diaplásicas da próstata canina

Di Santis, Giovana Wingeter [UNESP] 03 May 2007 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:32:51Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-05-03Bitstream added on 2014-06-13T18:44:21Z : No. of bitstreams: 1 disantis_gw_dr_botfmvz_prot.pdf: 4486819 bytes, checksum: 22bfb6868fb6b4112ac603f50cd0b4e4 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / A neoplasia intra-epitelial prostática (HGPIN) e a atrofia inflamatória proliferativa (PIA) são lesões potencialmente pré-malignas encontradas na próstata humana (De Marzo et aI., 1999; Bostwick e Qian, 2004). HGPIN tem sido relatada na próstata canina com características semelhantes às observadas em humanos (Waters et aI., 1997), porém a PIA ainda não foi caracterizada nesta espécie. O presente trabalho objetivou a avaliação imunoistoquímica do índice proliferativo (PCNA e Ki67), da expressão de proteínas pró-apoptose (caspase-3), genes supressores de tumores (p-53), genes inibidores de apoptose (bcl-2) e de moléculas de adesão (E-caderina), além da avaliação histoquímica do estado proliferativo (AgNOR) e da determinação de mensurações nucleares por análise quantitativa computadorizada de imagens (AQCI) em focos HGPIN, PIA e em ácinos normais da próstata canina. Considerando os resultados de ácinos normais, constatou-se que as lesões estudadas apresentam alto índice proliferativo; capacidade proliferativa no compartimento epitelial secretor; ausência de expressão de p-53; perda de expressão de E-caderina; padrão de AgNOR semelhante ao de ácinos normais; e núcleos celulares maiores e com fator de circunferência maior. Focos de PIA exibem ainda índice apoptótico semelhante ao de ácinos normais e predomínio do linfócitos T, quando considerado o infiltrado Iinfocítico. Tais achados aproximam estas duas lesões entre si e sugerem que possam estar envolvidas no processo de transformação neoplásica da próstata canina. / Prostatic intraepithelial neoplasia (HGPIN) and proliferative inflammatory atrophy (PIA) are potentially premalignant lesions, found in human prostate (De Marzo et aI., 1999; Bostwick e Qian, 2004). HGPIN have been reported in canine prostate (Waters et aI., 1997), and share the same aspects with the humans, and PIA hadn't been described in the dogs. The aim of this work was to evaluate, by immunohistochemistry proliferative index (PCNA and KI-67), proapoptotic proteins expression (caspase 3), tumour suppressor gene (p-53), adhesion molecules (Ecadherin), histochemical proliferative status (AgNOR) and nuclear measurement by image computer quantitative analysis (AQCI) in HGPIN focus, PIA e normal acinus in canine prostate. Comparing the normal acinus results, the lesions showed higher proliferative index, secretory epithelial cells capable of proliferation, absence of p-53 expression, loss of E-cadherin expression, AgNOR patterns similar to normal acinus, cellular nucleus bigger and with higher nuclear round factor. PIA had the same apoptotic index as the normal acinus and mainly T Iymphocytes in the inflammatory infiltrate. Our findings allow us to consider these two lesions close to each other, and they may be involved in the process of neoplastic transformation of canine prostate.
3

Atipia do epitélio prostático canino: aspectos moleculares e imunofenotípicos

Rodrigues, Marcela Marcondes Pinto [UNESP] 26 February 2010 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:30:29Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2010-02-26Bitstream added on 2014-06-13T19:19:19Z : No. of bitstreams: 1 rodrigues_mmp_dr_botfmvz.pdf: 907066 bytes, checksum: 46839f5f715b3cba912be1b604d7f3fa (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / No homem e no cão, as lesões displásicas são a neoplasia intra-epitelial prostática (PIN) e a atrofia inflamatória proliferativa (PIA), as quais vêm sendo estudadas devido seu potencial pré-maligno. Diversos fatores, bem como o processo inflamatório, estão relacionados à carcinogênese prostática. A cicloxigenase-2 (COX-2) apresenta papel fundamental na resposta inflamatória e apresenta relação com o desenvolvimento do câncer de próstata. Este trabalho teve por objetivos caracterizar a proliferação e morte celular (apoptose) das células basais e secretoras do tecido prostático normal e atípico (PIA, PIN e carcinoma) dos cães, avaliar a integridade da camada de células basais por meio do anticorpo p63 e, analisar a expressão gênica de COX-2 nos diferentes componentes teciduais da PIA canina por qRT-PCR. Avaliaram-se, pela técnica de dupla marcação imunoistoquímica, os índices de proliferação e apoptose com os marcadores Ki-67 e caspase-3, respectivamente, das células secretoras (PSA positivas) e das células basais (34âE12 positivas). Para isso, foram estudadas 130 próstatas de cães adultos, inteiros e sem histórico de lesão prostática. Observou-se aumento da proliferação e diminuição da apoptose das células secretoras da PIA e do carcinoma, entretanto, as células basais apresentaram maior índice proliferativo e menor taxa de apoptose apenas nos focos de PIA. Na PIN, a proliferação celular mostrou-se mais evidente em relação à morte celular. Maior quantidade de células basais que expressaram p63 foi constatada na PIA e no carcinoma. Os focos de PIA apresentaram maior expressão gênica de COX-2 no estroma em relação às células epiteliais. Conclui-se que os compartimentos secretor e basal exibem maior proliferação celular e menor taxa apoptótica na PIA. O aumento da marcação de p63 na PIA e no carcinoma sugere participação das... / Dysplastic lesions in human and dogs are prostatic intraepithelial neoplasia (PIN) and proliferative inflammatory atrophy (PIA), which have been investigated because of their premalignant potential. Inflammatory process is related to prostate carcinogenesis. Cyclooxygenase-2 (COX-2) plays a role in the inflammatory response and is correlated with the development of prostate cancer. This study aimed to characterize the proliferation and apoptosis of basal and secretory cells of normal and atypical prostate tissue (PIA, PIN and carcinoma) of dogs, to assess the integrity of the basal cell layer through the p63 immunohistochemistry. In addition, we analyzed the gene expression of COX-2 in different tissue components of canine PIA by qRT-PCR. Immunohistochemical double staining technique was performed using Ki-67 and caspase-3 antibodies to asses cellular proliferation and apoptosis, respectively. PSA was used to characterize the secretory cells and 34âE12 to characterize the basal cells. Were analyzed 130 prostates of adult dogs with or without history of prostatic lesion. Increased proliferation and decreased apoptosis of the secretory cells of the PIA and the carcinoma was observed, however, the basal cells showed higher proliferative index and lower rate of apoptosis only in foci of PIA. PIA and carcinomas showed high expression of p63. It was observed higher gene expression of COX-2 in PIN stroma compared to epithelial cells. We conclude that basal and secretory compartments exhibit higher proliferative and lower apoptotic rate in PIA. The higher expression of p63 in PIA and carcinomas suggests involvement of the basal cells in atypical lesions of the prostate. Furthermore, the expression of COX-2 in PIA is higher in the stromal compartment, revealing important role of this enzyme in the canine prostate carcinogenesis
4

Óxido nítrico, GSTP-1 e P53: qual o papel desses biomarcadores e suas correlações com as afecções prostática no cão?

Croce, Giuliana Brasil [UNESP] 14 June 2010 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:23:47Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2010-06-14Bitstream added on 2014-06-13T18:20:00Z : No. of bitstreams: 1 croce_gb_me_botfmvz.pdf: 1461373 bytes, checksum: 7de79400775b5c3b2032c8bc6d2c33c4 (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Lesões pré-neoplásicas da próstata humana foram descritas como neoplasia intraepitelial prostática (PIN) e atrofia inflamatória proliferativa (PIA) e são importantes no diagnóstico precoce do câncer. Nos caninos a PIN foi descrita pela primeira vez por Waters & Bostwick (1997) e nosso grupo de estudo de próstata canina reconheceu a alta freqüência de PIA. A relação funcional entre inflamação e câncer não é nova. O estresse oxidativo crônico resulta em peroxidação de lipídeos e geração de outros produtos com potencial de dano ao DNA. Este trabalho teve por objetivo avaliar a expressão de óxido nítrico (iNOS-2) agente envolvido no desenvolvimento de atipias no epitélio prostático, correlacionando-o com a imunomarcação dos genes “protetores” como p53 e GSTP-1, para tal, foram coletadas próstatas de cães encaminhados ao Serviço de Patologia Veterinária da FMVZ – UNESP, Botucatu e da Escola de Veterinária, UFG, Goiânia, GO, tendo sido estas pesadas, medidas, clivadas, processadas, coradas pelo método de Hematoxilina e eosina, submetidas à técnica de imunoistoquímica, para os anticorpos iNOS-2, GSTP-1 e p53. Os cinco grupos de diagnósticos foram estabelecidos sendo: Grupo I: Animais com próstatas normais; Grupo II: Animais com hiperplasia prostática; Grupo III: Animais com PIN; Grupo IV: Animais com PIA, Grupo V: Animais com prostatite; Grupo VI: Animais com adenocarcinoma prostático. Os resultados foram tabulados por grupo diagnóstico e submetidos ao teste estatístico de Tuckey. Os objetivos do presente trabalho consistem em avaliar o papel de óxido nítrico como causador de lesão genotóxica no epitélio prostático atípico, neoplásico, normal e hiperplásico e sua correlação com genes protetores como o p53 e GSTP-1, avaliar e quantificar a imunomarcação do óxido nítrico nas hiperplasias prostáticas, neoplasia intra-epitelial... / Preneoplastic lesions of human prostate were described as prostatic intraepithelial neoplasia (PIN) and proliferative inflammatory atrophy (PIA) and are very important in early diagnosis of cancer. PIN in dogs was first described by Waters & Bostwick (1997) and our study group of canine prostate recognized the high incidence of PIA. A relação funcional entre inflamação e câncer não é nova. The functional relationship between inflammation and cancer is not new. The chronic oxidative stress results in lipid peroxidation and generation of products with potential for DNA damage. This study aimed to evaluate the expression of nitric oxide (iNOS-2) agent involved in the development of atypical epithelium in the prostate, correlating it with the immunostaining of protectors genes as p53 and GSTP-1, for this purpose were collected prostates from dogs sent to the Department of Veterinary Pathology of FMVZ - UNESP, Botucatu and the School of Veterinary Medicine, UFG, Goiânia, GO, they were weighed, measured, cleaved, processed and stained with hematoxylin and eosin, subjected to immunohistochemistry for the iNOS antibody-2, GSTP-1 and p53. Five groups of diagnoses were established: Group I: animals with normal prostates, Group II: Animals prostatic hyperplasia, Group III: Animals with PIN, Group IV: Animals with PIA, Group V: Animals with prostatitis, Group VI: Animals with prostatic adenocarcinoma. The results were tabulated by diagnostic group and subjected to statistical analysis (Tuckey Test). The purpose of this study are to assess role of nitric oxide to cause genotoxic damage in prostatic epithelial atypical neoplastic, normal and hyperplastic and its correlation with protective genes such as p53, and GSTP-1, evaluate and quantify the immunostaining of nitric oxide in prostatic hyperplasia, prostatic intraepithelial neoplasia (PIN), proliferative inflammatory atrophy (PIA)... (Complete abstract click electronic access below)
5

Efeitos da corticoterapia pré-natal e durante a puberdade sobre a morfofisiologia do lobo ventral da próstata de ratos senis / Effects of prenatal and pubertal corticotherapy on the rat ventral prostate morfophisiology

Leonelli, Carina [UNESP] 11 April 2014 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-05-14T16:53:14Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2014-04-11Bitstream added on 2015-05-14T16:59:10Z : No. of bitstreams: 1 000828925.pdf: 3092843 bytes, checksum: 841b2729e04d815eca89c85905635f41 (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Estudos têm sugerido que o excesso de glicocorticoides (GCs) durante períodos críticos do desenvolvimento pode alterar a função reprodutiva. Apesar da função essencial da próstata no sucesso reprodutivo e de sua alta susceptibilidade ao desenvolvimento de lesões com o avançar da idade, o impacto tardio de corticoterapias precoces sobre a homeostase da glândula ainda é desconhecido. No presente estudo, investigamos os efeitos da corticoterapia prenatal (PRE), durante a instalação da puberdade (PU), e sua associação (PRE+PU=REE), sobre a morfofisiologia da próstata senescente. Ratas Wistar prenhes receberam betametasona (0.1mg/kg/dia, i.m.), ou salina, nos dias gestacionais 12, 13, 18 e 19. Os descendentes machos receberam doses de betametasona (7mg/kg/dia, gavage), ou salina, do dia pós-natal 35 ao 50 (PND35-50). Na idade senil (PND300), todos os animais foram eutanasiados, amostras de sangue foram coletadas para dosagens hormonais, e a próstata ventral (VP) foi dissecada e processada para a análise morfológica, bem como para quantificação e localização de proteínas (AR, GR, PAR-4 e PCNA). Reduzidos níveis de testosterona e insulina foram observados no grupo PRE, enquanto apenas a insulina mostrou-se reduzida no grupo PU, e nenhuma redução adicional foi observada em REE. Uma tendência de aumento no índice apoptótico e incidência de ácinos com epitélio metaplásico foi detectada dentre os grupos. A quantificação de proteínas revelou menor expressão de AR no grupo PRE, maior expressão do marcador de proliferação celular (PCNA) no grupo REE, porém, diferença significativa alguma foi observada na expressão do marcador de morte celular por apoptose (PAR-4). A análise da reação imunoistoquímica para o GR indicou uma maior expressão do receptor em células epiteliais dos grupos que receberam betametasona. Com base nos resultados, sugerimos que a corticoterapia com betametasona durante o final da ... / Studies have suggested that glucocorticoids (GCs) excess during critical developmental time windows can alter reproductive parameters. Despite of the key function of the prostate in the reproductive success, and its high susceptibility to develop lesions in an age-dependent manner, the impact of early GCs excess on the gland homeostasis is still unknown. In the present study, we have investigated the effects of prenatal (PRE), peripubertal (PU) corticotherapy, and its combination (PRE+PU=REE), on aging prostate´s morphophysiology. Pregnant Wistar rats received betamethasone (0.1mg/kg/day, i.m.), or saline, on the gestational days 12, 13, 18 and 19. Male descendents received betamethasone (7mg/kg/day, gavage), or saline, from 35th to 50th postnatal day (PND35-50). Late in life (PND300), all animals were euthanized, blood samples were taken for hormones levels estimation, and the ventral prostate (VP) was excised and processed for morphology evaluation, and for proteins (AR, GR, PAR-4 and PCNA) quantification and localization as well. Lower testosterone and insulin levels were detected in group PRE, while only insulin serum levels was reduced in group PU, and no additional decrease was seen in REE. An increasing trend in the apoptosis index and metaplastic epithelium acini incidence was observed along the treated groups. The protein quantifications showed a decreased AR expression in PRE, higher proliferation marker (PCNA) expression in REE, and no significant difference in the expression of the apoptosis marker PAR-4 was detected among the groups. The immunolocalization of GR indicated a higher receptor expression in epithelial cells of treated groups, when compared to NE. Based on these results, we suggest that the corticotherapy with betamethasone during late pregnancy can program fetal prostate, resulting in altered androgen and glucocorticoids signaling permanently. Peripubertal corticotherapy deflagrated cell ... / FAPESP: 09/18468-3
6

Atipia do epitélio prostático canino : aspectos moleculares e imunofenotípicos /

Rodrigues, Marcela Marcondes Pinto. January 2010 (has links)
Resumo: No homem e no cão, as lesões displásicas são a neoplasia intra-epitelial prostática (PIN) e a atrofia inflamatória proliferativa (PIA), as quais vêm sendo estudadas devido seu potencial pré-maligno. Diversos fatores, bem como o processo inflamatório, estão relacionados à carcinogênese prostática. A cicloxigenase-2 (COX-2) apresenta papel fundamental na resposta inflamatória e apresenta relação com o desenvolvimento do câncer de próstata. Este trabalho teve por objetivos caracterizar a proliferação e morte celular (apoptose) das células basais e secretoras do tecido prostático normal e atípico (PIA, PIN e carcinoma) dos cães, avaliar a integridade da camada de células basais por meio do anticorpo p63 e, analisar a expressão gênica de COX-2 nos diferentes componentes teciduais da PIA canina por qRT-PCR. Avaliaram-se, pela técnica de dupla marcação imunoistoquímica, os índices de proliferação e apoptose com os marcadores Ki-67 e caspase-3, respectivamente, das células secretoras (PSA positivas) e das células basais (34âE12 positivas). Para isso, foram estudadas 130 próstatas de cães adultos, inteiros e sem histórico de lesão prostática. Observou-se aumento da proliferação e diminuição da apoptose das células secretoras da PIA e do carcinoma, entretanto, as células basais apresentaram maior índice proliferativo e menor taxa de apoptose apenas nos focos de PIA. Na PIN, a proliferação celular mostrou-se mais evidente em relação à morte celular. Maior quantidade de células basais que expressaram p63 foi constatada na PIA e no carcinoma. Os focos de PIA apresentaram maior expressão gênica de COX-2 no estroma em relação às células epiteliais. Conclui-se que os compartimentos secretor e basal exibem maior proliferação celular e menor taxa apoptótica na PIA. O aumento da marcação de p63 na PIA e no carcinoma sugere participação das ... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Dysplastic lesions in human and dogs are prostatic intraepithelial neoplasia (PIN) and proliferative inflammatory atrophy (PIA), which have been investigated because of their premalignant potential. Inflammatory process is related to prostate carcinogenesis. Cyclooxygenase-2 (COX-2) plays a role in the inflammatory response and is correlated with the development of prostate cancer. This study aimed to characterize the proliferation and apoptosis of basal and secretory cells of normal and atypical prostate tissue (PIA, PIN and carcinoma) of dogs, to assess the integrity of the basal cell layer through the p63 immunohistochemistry. In addition, we analyzed the gene expression of COX-2 in different tissue components of canine PIA by qRT-PCR. Immunohistochemical double staining technique was performed using Ki-67 and caspase-3 antibodies to asses cellular proliferation and apoptosis, respectively. PSA was used to characterize the secretory cells and 34âE12 to characterize the basal cells. Were analyzed 130 prostates of adult dogs with or without history of prostatic lesion. Increased proliferation and decreased apoptosis of the secretory cells of the PIA and the carcinoma was observed, however, the basal cells showed higher proliferative index and lower rate of apoptosis only in foci of PIA. PIA and carcinomas showed high expression of p63. It was observed higher gene expression of COX-2 in PIN stroma compared to epithelial cells. We conclude that basal and secretory compartments exhibit higher proliferative and lower apoptotic rate in PIA. The higher expression of p63 in PIA and carcinomas suggests involvement of the basal cells in atypical lesions of the prostate. Furthermore, the expression of COX-2 in PIA is higher in the stromal compartment, revealing important role of this enzyme in the canine prostate carcinogenesis / Orientador: Renée Laufer Amorim / Coorientador: Sérgio Luis Felisbino / Banca: Veridiana Maria Brianezi Dignani De Moura / Banca: Gilson Hélio Toniollo / Banca: Maria Aparecida Custódio Domingues / Banca: Sandra Aparecida Drigo Linde / Doutor
7

Óxido nítrico, GSTP-1 e P53 : qual o papel desses biomarcadores e suas correlações com as afecções prostática no cão? /

Croce, Giuliana Brasil. January 2010 (has links)
Orientador: Renée Laufer Amorim / Banca: Giovana Wingeter Di Santis / Banca: Felipe Augusto Ruiz Sueiro / Resumo: Lesões pré-neoplásicas da próstata humana foram descritas como neoplasia intraepitelial prostática (PIN) e atrofia inflamatória proliferativa (PIA) e são importantes no diagnóstico precoce do câncer. Nos caninos a PIN foi descrita pela primeira vez por Waters & Bostwick (1997) e nosso grupo de estudo de próstata canina reconheceu a alta freqüência de PIA. A relação funcional entre inflamação e câncer não é nova. O estresse oxidativo crônico resulta em peroxidação de lipídeos e geração de outros produtos com potencial de dano ao DNA. Este trabalho teve por objetivo avaliar a expressão de óxido nítrico (iNOS-2) agente envolvido no desenvolvimento de atipias no epitélio prostático, correlacionando-o com a imunomarcação dos genes "protetores" como p53 e GSTP-1, para tal, foram coletadas próstatas de cães encaminhados ao Serviço de Patologia Veterinária da FMVZ - UNESP, Botucatu e da Escola de Veterinária, UFG, Goiânia, GO, tendo sido estas pesadas, medidas, clivadas, processadas, coradas pelo método de Hematoxilina e eosina, submetidas à técnica de imunoistoquímica, para os anticorpos iNOS-2, GSTP-1 e p53. Os cinco grupos de diagnósticos foram estabelecidos sendo: Grupo I: Animais com próstatas normais; Grupo II: Animais com hiperplasia prostática; Grupo III: Animais com PIN; Grupo IV: Animais com PIA, Grupo V: Animais com prostatite; Grupo VI: Animais com adenocarcinoma prostático. Os resultados foram tabulados por grupo diagnóstico e submetidos ao teste estatístico de Tuckey. Os objetivos do presente trabalho consistem em avaliar o papel de óxido nítrico como causador de lesão genotóxica no epitélio prostático atípico, neoplásico, normal e hiperplásico e sua correlação com genes protetores como o p53 e GSTP-1, avaliar e quantificar a imunomarcação do óxido nítrico nas hiperplasias prostáticas, neoplasia intra-epitelial... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Preneoplastic lesions of human prostate were described as prostatic intraepithelial neoplasia (PIN) and proliferative inflammatory atrophy (PIA) and are very important in early diagnosis of cancer. PIN in dogs was first described by Waters & Bostwick (1997) and our study group of canine prostate recognized the high incidence of PIA. A relação funcional entre inflamação e câncer não é nova. The functional relationship between inflammation and cancer is not new. The chronic oxidative stress results in lipid peroxidation and generation of products with potential for DNA damage. This study aimed to evaluate the expression of nitric oxide (iNOS-2) agent involved in the development of atypical epithelium in the prostate, correlating it with the immunostaining of "protectors" genes as p53 and GSTP-1, for this purpose were collected prostates from dogs sent to the Department of Veterinary Pathology of FMVZ - UNESP, Botucatu and the School of Veterinary Medicine, UFG, Goiânia, GO, they were weighed, measured, cleaved, processed and stained with hematoxylin and eosin, subjected to immunohistochemistry for the iNOS antibody-2, GSTP-1 and p53. Five groups of diagnoses were established: Group I: animals with normal prostates, Group II: Animals prostatic hyperplasia, Group III: Animals with PIN, Group IV: Animals with PIA, Group V: Animals with prostatitis, Group VI: Animals with prostatic adenocarcinoma. The results were tabulated by diagnostic group and subjected to statistical analysis (Tuckey Test). The purpose of this study are to assess role of nitric oxide to cause genotoxic damage in prostatic epithelial atypical neoplastic, normal and hyperplastic and its correlation with protective genes such as p53, and GSTP-1, evaluate and quantify the immunostaining of nitric oxide in prostatic hyperplasia, prostatic intraepithelial neoplasia (PIN), proliferative inflammatory atrophy (PIA)... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
8

Validação de um teste rápido imunocromatográfico para semi-quantificação de antígeno prostático específico em soro humano

Espindola Filho, Jorge Luis January 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2015-09-15T02:04:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000474772-Texto+Completo-0.pdf: 1124242 bytes, checksum: fab9ded47ccf23deb14095b1140f7d8d (MD5) Previous issue date: 2015 / Around 1. 1 million cases of prostate cancer are estimated worldwide every year, accounting for more than 250,000 deaths. It is widely known that the improvement on patients' prognosis is due to an early diagnosis of this neoplasm. Although the Prostate Specific Antigen (PSA) has some limitations concerning sensitivity and specificity for the pathology in question, its serum dosage is used in many countries as a tool for screening and early detection of prostate cancer, which makes it one of the most used devices since its discovery. In 2014, the Brazilian public health system authorized more than 4. 8million tests of this kind. Considering the territorial and economic heterogeneity of the Brazilian population, it is necessary to the develop tests with low cost and easy application, which will assist the diagnosis of prostate cancer, without sacrificing sensitivity and specificity. Thus, this study means to validate a rapid test for semi-quantification of PSA in human serum, developed by the Brazilian company FK Biotechnology. At the end of the study, the product showed diagnostic sensitivity of 100% and specificity of 85. 71%, being considered satisfactory for a preliminary test, but requiring subsequent adjustments. / Cerca de 1 milhão e 100 mil casos de câncer de próstata são estimados no mundo anualmente, responsáveis por mais de 250 mil óbitos. Sabe-se que a melhora do prognóstico dos pacientes deve-se a um diagnóstico precoce desta neoplasia. Embora o Antígeno Prostático Específico (PSA) tenha limitações do ponto de vista de sensibilidade e especificidade para a patologia em destaque, sua dosagem sérica é utilizada em muitos países como ferramenta para o rastreamento e detecção precoce de câncer de próstata, caracterizando-o como uma das ferramentas mais utilizadas desde sua descoberta. Em 2014, o sistema público de saúde brasileiro autorizou aproximadamente mais de 4,8 milhões de testes como este. Levando em consideração a heterogeneidade territorial e econômica da população do Brasil, é necessária a elaboração de ensaios de baixo custo e fácil aplicação que possam auxiliar no diagnóstico do câncer de próstata, sem abrir mão da sensibilidade e especificidade. Desta forma, o presente trabalho consistiu na validação de um teste rápido desenvolvido por uma empresa brasileira de biotecnologia para semi-quantificação de PSA em soro humano. Ao final do estudo, o produto apresentou sensibilidade diagnóstica = 100% e especificidade = 85,71%, sendo considerado satisfatório para um teste preliminar, mas necessitando ajustes posteriores.
9

Efeitos da corticoterapia pré-natal e durante a puberdade sobre a morfofisiologia do lobo ventral da próstata de ratos senis /

Leonelli, Carina. January 2014 (has links)
Orientador: Sérgio Luiz Felisbino / Coorientador: Wellerson Rodrigo Scarano / Banca: Raquel Fantin Domeniconi / Banca: Luis Antonio Justulin Júnior / Banca: Renata Carolina Piffer / Banca: Glaura Scatamburio Alves Fernandes / Resumo: Estudos têm sugerido que o excesso de glicocorticoides (GCs) durante períodos críticos do desenvolvimento pode alterar a função reprodutiva. Apesar da função essencial da próstata no sucesso reprodutivo e de sua alta susceptibilidade ao desenvolvimento de lesões com o avançar da idade, o impacto tardio de corticoterapias precoces sobre a homeostase da glândula ainda é desconhecido. No presente estudo, investigamos os efeitos da corticoterapia prenatal (PRE), durante a instalação da puberdade (PU), e sua associação (PRE+PU=REE), sobre a morfofisiologia da próstata senescente. Ratas Wistar prenhes receberam betametasona (0.1mg/kg/dia, i.m.), ou salina, nos dias gestacionais 12, 13, 18 e 19. Os descendentes machos receberam doses de betametasona (7mg/kg/dia, gavage), ou salina, do dia pós-natal 35 ao 50 (PND35-50). Na idade senil (PND300), todos os animais foram eutanasiados, amostras de sangue foram coletadas para dosagens hormonais, e a próstata ventral (VP) foi dissecada e processada para a análise morfológica, bem como para quantificação e localização de proteínas (AR, GR, PAR-4 e PCNA). Reduzidos níveis de testosterona e insulina foram observados no grupo PRE, enquanto apenas a insulina mostrou-se reduzida no grupo PU, e nenhuma redução adicional foi observada em REE. Uma tendência de aumento no índice apoptótico e incidência de ácinos com epitélio metaplásico foi detectada dentre os grupos. A quantificação de proteínas revelou menor expressão de AR no grupo PRE, maior expressão do marcador de proliferação celular (PCNA) no grupo REE, porém, diferença significativa alguma foi observada na expressão do marcador de morte celular por apoptose (PAR-4). A análise da reação imunoistoquímica para o GR indicou uma maior expressão do receptor em células epiteliais dos grupos que receberam betametasona. Com base nos resultados, sugerimos que a corticoterapia com betametasona durante o final da ... / Abstract: Studies have suggested that glucocorticoids (GCs) excess during critical developmental time windows can alter reproductive parameters. Despite of the key function of the prostate in the reproductive success, and its high susceptibility to develop lesions in an age-dependent manner, the impact of early GCs excess on the gland homeostasis is still unknown. In the present study, we have investigated the effects of prenatal (PRE), peripubertal (PU) corticotherapy, and its combination (PRE+PU=REE), on aging prostate's morphophysiology. Pregnant Wistar rats received betamethasone (0.1mg/kg/day, i.m.), or saline, on the gestational days 12, 13, 18 and 19. Male descendents received betamethasone (7mg/kg/day, gavage), or saline, from 35th to 50th postnatal day (PND35-50). Late in life (PND300), all animals were euthanized, blood samples were taken for hormones levels estimation, and the ventral prostate (VP) was excised and processed for morphology evaluation, and for proteins (AR, GR, PAR-4 and PCNA) quantification and localization as well. Lower testosterone and insulin levels were detected in group PRE, while only insulin serum levels was reduced in group PU, and no additional decrease was seen in REE. An increasing trend in the apoptosis index and metaplastic epithelium acini incidence was observed along the treated groups. The protein quantifications showed a decreased AR expression in PRE, higher proliferation marker (PCNA) expression in REE, and no significant difference in the expression of the apoptosis marker PAR-4 was detected among the groups. The immunolocalization of GR indicated a higher receptor expression in epithelial cells of treated groups, when compared to NE. Based on these results, we suggest that the corticotherapy with betamethasone during late pregnancy can program fetal prostate, resulting in altered androgen and glucocorticoids signaling permanently. Peripubertal corticotherapy deflagrated cell ... / Doutor
10

A importância da avaliação do assoalho pélvico após a prostatectomia radical e seu impacto na disfunção erétil /

Jabur, Fernanda. January 2014 (has links)
Orientador: Hamilto Akihissa Yamamoto / Banca: Paulo Roberto Kawano / Banca: Eliney Ferreira Faria / Resumo: A prostatectomia radical é uma das opções de tratamento para câncer de próstata sendo realizada por várias técnicas, mas com taxa de disfunção erétil muito elevada no pós-operatório, piorando a qualidade de vida. Os exercícios para o assoalho pélvico podem promover a recuperação da ereção após a prostatectomia radical. Trata-se de um ensaio clínico prospectivo e randomizado em oitenta pacientes com diagnóstico clínico de adenocarcinoma de próstata localizado, randomizados em três grupos: grupo controle (n=26) onde os pacientes não receberam tratamento específico, grupo orientação (n=30) onde os pacientes foram orientados a fazer exercícios diariamente em suas residências e o grupo de eletroestimulação (n=24), onde os pacientes foram submetidos à eletroestimulação anal e exercícios para o assoalho pélvico diariamente em suas residências. Os grupos foram comparados quanto à idade, escolaridade, radioterapia no pós-operatório, estadiamento patológico, escore de Gleason, comorbidades e IMC, somente apresentando diferenças entre os grupos a cardiopatia. Quando realizada a evolução da variável IIEF-5, força e tempo de contração no músculo do assoalho pélvico ao longo dos doze meses, nenhuma das variáveis apresentaram p-valor significativo referente à interação, ou seja, os grupos possuem a mesma performance. Verificamos a correlação entre os valores obtidos do questionário IIEF-5 com a força de contração do assoalho pélvico a cada medida do tempo analisada, estas medidas não apresentaram correlação. Os resultados demonstraram que a reabilitação do assoalho pélvico não interferiu na recuperação da função erétil dos pacientes ao longo de doze meses após da prostatectomia radical / Abstract: Radical prostatectomy is one of the treatment options for prostate cancer being carried out by various techniques, but with very high rate of postoperative erectile dysfunction, worsening the quality of life. The exercises for the pelvic floor may promote recovery of erections after radical prostatectomy. This prospective, randomized clinical trial was performed in 80 patients with clinical diagnosis of localized prostate adenocarcinoma who were randomized into three groups: the control group (n = 26) where patients received no specific treatment, the exposure group (n = 30) where patients were instructed to exercise daily in their homes, and the electrical stimulation group (n = 24), where patients underwent anal electrical stimulation and exercises for the pelvic floor daily in their homes. The groups were compared for age, education, postoperative radiotherapy, pathological staging, Gleason score, comorbidities, and BMI, and the only difference among them was heart disease. When carried out the evolution of the IIEF-5 variable strength and timing of contraction in the muscle of the pelvic floor over the twelve months, none of the variables showed significant p-value related to the interaction, that is, the groups have the same performance. We verified the correlation between the values of the IIEF-5 questionnaire and the force of contraction of the pelvic floor, to every analyzed timing measurement, these measures were not correlated. The results showed that rehabilitation of the pelvic floor did not affect the recovery of erectile function in patients over twelve months following radical prostatectomy / Mestre

Page generated in 0.0662 seconds