• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 13
  • Tagged with
  • 13
  • 13
  • 10
  • 7
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Proposta de uma sistemática para análise da competitividade de cadeias de suprimentos agroindustriais : o caso de uma empresa vitivinícola

Fabrício, Gerson Medeiros January 2004 (has links)
Com intenção de contribuir para os estudos sobre gestão da cadeia de suprimentos, esta dissertação teve como objetivo propor uma sistemática para a análise da cadeia de suprimentos de empresas agroindustriais. Através da revisão bibliográfica, no primeiro momento, buscou-se, entender a atual situação do setor vitin´cola nacional, após foi feita uma abordagem sobre arranjos empresariais, destacando-se as unidades de análise de empresas e a gestão da cadeia de suprimentos, onde foi enfocado o mapeamento da cadeia de suprimentos e a governança dentro dela e, por fim, foram abordados os conceitos de estratégia e competitividade. Fundamentada na literatura pesquisada foi proposta uma sistemática, que baseia no detalhamento da cadeia de suprimentos, na identificação dos principais gargalos da cadeia de suprimentos imediata desta empresa. A sistemática foi aplicada em uma empresa produtora de vinhos espumantes da Serra Gaúcha. Constatou-se que a aplicação da sistemática possibilita para a empresa, além da identificação dos seus gargalos, a priorização destes, podendo ser utilizada para a tomada de açãoes de melhoria. Por fim, conclui-se que a sistemática proposta pode ser estendida a qualquer empresa agroindustrial e aplicada por qualquer grupo ou executivo, pertencentes ou não ao quadro da empresa.
2

Proposta de uma sistemática para análise da competitividade de cadeias de suprimentos agroindustriais : o caso de uma empresa vitivinícola

Fabrício, Gerson Medeiros January 2004 (has links)
Com intenção de contribuir para os estudos sobre gestão da cadeia de suprimentos, esta dissertação teve como objetivo propor uma sistemática para a análise da cadeia de suprimentos de empresas agroindustriais. Através da revisão bibliográfica, no primeiro momento, buscou-se, entender a atual situação do setor vitin´cola nacional, após foi feita uma abordagem sobre arranjos empresariais, destacando-se as unidades de análise de empresas e a gestão da cadeia de suprimentos, onde foi enfocado o mapeamento da cadeia de suprimentos e a governança dentro dela e, por fim, foram abordados os conceitos de estratégia e competitividade. Fundamentada na literatura pesquisada foi proposta uma sistemática, que baseia no detalhamento da cadeia de suprimentos, na identificação dos principais gargalos da cadeia de suprimentos imediata desta empresa. A sistemática foi aplicada em uma empresa produtora de vinhos espumantes da Serra Gaúcha. Constatou-se que a aplicação da sistemática possibilita para a empresa, além da identificação dos seus gargalos, a priorização destes, podendo ser utilizada para a tomada de açãoes de melhoria. Por fim, conclui-se que a sistemática proposta pode ser estendida a qualquer empresa agroindustrial e aplicada por qualquer grupo ou executivo, pertencentes ou não ao quadro da empresa.
3

Proposta de uma sistemática para análise da competitividade de cadeias de suprimentos agroindustriais : o caso de uma empresa vitivinícola

Fabrício, Gerson Medeiros January 2004 (has links)
Com intenção de contribuir para os estudos sobre gestão da cadeia de suprimentos, esta dissertação teve como objetivo propor uma sistemática para a análise da cadeia de suprimentos de empresas agroindustriais. Através da revisão bibliográfica, no primeiro momento, buscou-se, entender a atual situação do setor vitin´cola nacional, após foi feita uma abordagem sobre arranjos empresariais, destacando-se as unidades de análise de empresas e a gestão da cadeia de suprimentos, onde foi enfocado o mapeamento da cadeia de suprimentos e a governança dentro dela e, por fim, foram abordados os conceitos de estratégia e competitividade. Fundamentada na literatura pesquisada foi proposta uma sistemática, que baseia no detalhamento da cadeia de suprimentos, na identificação dos principais gargalos da cadeia de suprimentos imediata desta empresa. A sistemática foi aplicada em uma empresa produtora de vinhos espumantes da Serra Gaúcha. Constatou-se que a aplicação da sistemática possibilita para a empresa, além da identificação dos seus gargalos, a priorização destes, podendo ser utilizada para a tomada de açãoes de melhoria. Por fim, conclui-se que a sistemática proposta pode ser estendida a qualquer empresa agroindustrial e aplicada por qualquer grupo ou executivo, pertencentes ou não ao quadro da empresa.
4

A dinâmica dos campos institucionais : um estudo sobre a inovação no setor vitivinícola gaúcho

Cruz, Guillermo Fernando Hovermann da January 2013 (has links)
A teoria institucional tem se consolidado como uma importante corrente teórica nos estudos organizacionais. Durante muito tempo os estudos institucionais estiveram voltados para a forma como as instituições ofereciam significados coletivos aos atores do campo, focando-se em questões como o isomorfismo das organizações com práticas e regras institucionais do ambiente e com a homogeneidade dos campos organizacionais. Recentemente, novos temas têm entrado na agenda de pesquisa, levando em consideração a dinâmica existente na realidade organizacional, onde surgem questões como a inovação, o poder, o empreendedorismo, a lógica institucional, a ação estratégica e a agência. Buscando contribuir para o entendimento da dinâmica existente nos campos institucionais este estudo foca-se no setor vitivinícola gaúcho. Este setor tem passado por grandes mudanças nas últimas décadas tanto ao nível mundial quanto ao nível nacional. No panorama mundial observa-se um processo de globalização das empresas, com a formação de novas bases organizacionais e a busca por novos mercados, que pode resultar em uma diminuição ou até no futuro desaparecimento da distinção entre Velho e Novo mundo dos vinhos. Ao nível nacional observam-se os reflexos das mudanças ocorridas em escala global, com as empresas buscando expandir seus horizontes mercadológicos, se envolvendo em projetos de internacionalização e de delimitação geográfica, investindo no desenvolvimento do enoturismo e procurando por novas regiões de cultivo. De modo a avaliar como estas mudanças afetam o campo vitivinícola gaúcho o presente estudo teve como objetivo identificar como a forma como lógica institucional interage com a inovação dentro deste campo. Trata-se de uma pesquisa qualitativa com finalidades explicativas e descritivas, tendo sido escolhida como estratégia de pesquisa o estudo de caso único, onde o caso se constitui do próprio setor vitivinícola gaúcho. No estudo realizado observou-se um movimento crescente de estruturação do campo vitivinícola gaúcho. Na medida em que novos atores foram emergindo – vinícolas, associações e institutos de pesquisa – o campo presenciou um aumento na interação entre as organizações, no volume de informação e no grau de hierarquização, havendo o desenvolvimento de uma consciência mútua entre os atores do campo. Paralelamente, houve também a consolidação de uma lógica central dentro deste, fruto da institucionalização de práticas materiais e construções simbólicas. Constatou-se que o próprio processo de institucionalização pode ser visto como resultante das disputas de poder existentes no campo entre atores dominantes e desafiantes na busca pela legitimação de suas estruturas e atividades cognitivas, reguladoras e normativas. Neste aspecto é fundamental o papel desempenhado por empreendedores ou, ainda por indivíduos socialmente hábeis, seja na introdução de inovações incrementais ou radicais, seja através da construção de uma identidade coletiva e da consolidação de coalizões políticas. Finalmente, observou-se no campo vitivinícola gaúcho a mudança de uma lógica tradicionalista para uma lógica expansionista, que trouxe à tona o importante papel desempenhado pela inovação no campo institucional, atuando em uma constante renovação da lógica existente neste. / Institutional theory has been established as an important theoretical field in organizational studies. For a long time, institutional studies were focused on how institutions offered collective meanings for actors in the field, concentrating efforts on issues such as isomorphism of organizations with institutional rules and practices of the environment and the homogeneity of organizational fields. Recently, new issues have entered the research agenda, taking into account the existing dynamics in organizational reality, when topics such as innovation, power, entrepreneurship, institutional logic, strategic action and agency started being addressed. Seeking to contribute for understanding of the dynamic existing in institutional fields this study focuses on the wine sector. This sector has experienced major changes in recent decades both at global and national levels. On the world scene, there has been a globalization of wine companies, with the formation of new organizational bases and the exploration of new markets, which may result in a decrease and, perhaps, even a future disappearance of the distinction between Old World and New World of wines. At the national level is possible to observe some effects of changes at the global scale, with companies seeking to expand their market horizons, engaging in internationalization projects, establishing geographical boundaries, investing in the development of wine tourism, and looking for new cultivation areas. In order to assess how these changes affect gaucho wine field the present study aimed to identify how institutional logic is related to innovation within this field. This is a qualitative research with explicative and descriptive purposes, having been chosen as a research strategy the single case study, where the case is the wine sector of Rio Grande do Sul. In the study conducted it was observed a growing movement towards the structuration of the field. Insofar as new actors have emerged – wineries, associations and research institutes – the field has witnessed an increase in interaction between organizations, in volume of information and in hierarchization level, with the development of a mutual awareness among the actors of the field that they were part of a collective enterprise. In parallel, there was also the consolidation of a main logic within this, as a result of the institutionalization of material practices and symbolic constructions. It was found that the process of institutionalization can be seen as resulting from the existing power struggles between dominant and challenger actors in the field, in the quest for legitimacy of their cognitive, regulatory and normative structures and activities. In this respect, is fundamental the role played by entrepreneurs or socially skilled individuals, either introducing incremental and radical innovations, or building a collective identity and consolidating political coalitions. Finally, it was observed in the field studied a shift from a traditionalist logic to an expansionist logic, that brought to the fore the important role played by innovation in the institutional field, acting in a constant renewal of the existing institutional logic.
5

A dinâmica dos campos institucionais : um estudo sobre a inovação no setor vitivinícola gaúcho

Cruz, Guillermo Fernando Hovermann da January 2013 (has links)
A teoria institucional tem se consolidado como uma importante corrente teórica nos estudos organizacionais. Durante muito tempo os estudos institucionais estiveram voltados para a forma como as instituições ofereciam significados coletivos aos atores do campo, focando-se em questões como o isomorfismo das organizações com práticas e regras institucionais do ambiente e com a homogeneidade dos campos organizacionais. Recentemente, novos temas têm entrado na agenda de pesquisa, levando em consideração a dinâmica existente na realidade organizacional, onde surgem questões como a inovação, o poder, o empreendedorismo, a lógica institucional, a ação estratégica e a agência. Buscando contribuir para o entendimento da dinâmica existente nos campos institucionais este estudo foca-se no setor vitivinícola gaúcho. Este setor tem passado por grandes mudanças nas últimas décadas tanto ao nível mundial quanto ao nível nacional. No panorama mundial observa-se um processo de globalização das empresas, com a formação de novas bases organizacionais e a busca por novos mercados, que pode resultar em uma diminuição ou até no futuro desaparecimento da distinção entre Velho e Novo mundo dos vinhos. Ao nível nacional observam-se os reflexos das mudanças ocorridas em escala global, com as empresas buscando expandir seus horizontes mercadológicos, se envolvendo em projetos de internacionalização e de delimitação geográfica, investindo no desenvolvimento do enoturismo e procurando por novas regiões de cultivo. De modo a avaliar como estas mudanças afetam o campo vitivinícola gaúcho o presente estudo teve como objetivo identificar como a forma como lógica institucional interage com a inovação dentro deste campo. Trata-se de uma pesquisa qualitativa com finalidades explicativas e descritivas, tendo sido escolhida como estratégia de pesquisa o estudo de caso único, onde o caso se constitui do próprio setor vitivinícola gaúcho. No estudo realizado observou-se um movimento crescente de estruturação do campo vitivinícola gaúcho. Na medida em que novos atores foram emergindo – vinícolas, associações e institutos de pesquisa – o campo presenciou um aumento na interação entre as organizações, no volume de informação e no grau de hierarquização, havendo o desenvolvimento de uma consciência mútua entre os atores do campo. Paralelamente, houve também a consolidação de uma lógica central dentro deste, fruto da institucionalização de práticas materiais e construções simbólicas. Constatou-se que o próprio processo de institucionalização pode ser visto como resultante das disputas de poder existentes no campo entre atores dominantes e desafiantes na busca pela legitimação de suas estruturas e atividades cognitivas, reguladoras e normativas. Neste aspecto é fundamental o papel desempenhado por empreendedores ou, ainda por indivíduos socialmente hábeis, seja na introdução de inovações incrementais ou radicais, seja através da construção de uma identidade coletiva e da consolidação de coalizões políticas. Finalmente, observou-se no campo vitivinícola gaúcho a mudança de uma lógica tradicionalista para uma lógica expansionista, que trouxe à tona o importante papel desempenhado pela inovação no campo institucional, atuando em uma constante renovação da lógica existente neste. / Institutional theory has been established as an important theoretical field in organizational studies. For a long time, institutional studies were focused on how institutions offered collective meanings for actors in the field, concentrating efforts on issues such as isomorphism of organizations with institutional rules and practices of the environment and the homogeneity of organizational fields. Recently, new issues have entered the research agenda, taking into account the existing dynamics in organizational reality, when topics such as innovation, power, entrepreneurship, institutional logic, strategic action and agency started being addressed. Seeking to contribute for understanding of the dynamic existing in institutional fields this study focuses on the wine sector. This sector has experienced major changes in recent decades both at global and national levels. On the world scene, there has been a globalization of wine companies, with the formation of new organizational bases and the exploration of new markets, which may result in a decrease and, perhaps, even a future disappearance of the distinction between Old World and New World of wines. At the national level is possible to observe some effects of changes at the global scale, with companies seeking to expand their market horizons, engaging in internationalization projects, establishing geographical boundaries, investing in the development of wine tourism, and looking for new cultivation areas. In order to assess how these changes affect gaucho wine field the present study aimed to identify how institutional logic is related to innovation within this field. This is a qualitative research with explicative and descriptive purposes, having been chosen as a research strategy the single case study, where the case is the wine sector of Rio Grande do Sul. In the study conducted it was observed a growing movement towards the structuration of the field. Insofar as new actors have emerged – wineries, associations and research institutes – the field has witnessed an increase in interaction between organizations, in volume of information and in hierarchization level, with the development of a mutual awareness among the actors of the field that they were part of a collective enterprise. In parallel, there was also the consolidation of a main logic within this, as a result of the institutionalization of material practices and symbolic constructions. It was found that the process of institutionalization can be seen as resulting from the existing power struggles between dominant and challenger actors in the field, in the quest for legitimacy of their cognitive, regulatory and normative structures and activities. In this respect, is fundamental the role played by entrepreneurs or socially skilled individuals, either introducing incremental and radical innovations, or building a collective identity and consolidating political coalitions. Finally, it was observed in the field studied a shift from a traditionalist logic to an expansionist logic, that brought to the fore the important role played by innovation in the institutional field, acting in a constant renewal of the existing institutional logic.
6

A dinâmica dos campos institucionais : um estudo sobre a inovação no setor vitivinícola gaúcho

Cruz, Guillermo Fernando Hovermann da January 2013 (has links)
A teoria institucional tem se consolidado como uma importante corrente teórica nos estudos organizacionais. Durante muito tempo os estudos institucionais estiveram voltados para a forma como as instituições ofereciam significados coletivos aos atores do campo, focando-se em questões como o isomorfismo das organizações com práticas e regras institucionais do ambiente e com a homogeneidade dos campos organizacionais. Recentemente, novos temas têm entrado na agenda de pesquisa, levando em consideração a dinâmica existente na realidade organizacional, onde surgem questões como a inovação, o poder, o empreendedorismo, a lógica institucional, a ação estratégica e a agência. Buscando contribuir para o entendimento da dinâmica existente nos campos institucionais este estudo foca-se no setor vitivinícola gaúcho. Este setor tem passado por grandes mudanças nas últimas décadas tanto ao nível mundial quanto ao nível nacional. No panorama mundial observa-se um processo de globalização das empresas, com a formação de novas bases organizacionais e a busca por novos mercados, que pode resultar em uma diminuição ou até no futuro desaparecimento da distinção entre Velho e Novo mundo dos vinhos. Ao nível nacional observam-se os reflexos das mudanças ocorridas em escala global, com as empresas buscando expandir seus horizontes mercadológicos, se envolvendo em projetos de internacionalização e de delimitação geográfica, investindo no desenvolvimento do enoturismo e procurando por novas regiões de cultivo. De modo a avaliar como estas mudanças afetam o campo vitivinícola gaúcho o presente estudo teve como objetivo identificar como a forma como lógica institucional interage com a inovação dentro deste campo. Trata-se de uma pesquisa qualitativa com finalidades explicativas e descritivas, tendo sido escolhida como estratégia de pesquisa o estudo de caso único, onde o caso se constitui do próprio setor vitivinícola gaúcho. No estudo realizado observou-se um movimento crescente de estruturação do campo vitivinícola gaúcho. Na medida em que novos atores foram emergindo – vinícolas, associações e institutos de pesquisa – o campo presenciou um aumento na interação entre as organizações, no volume de informação e no grau de hierarquização, havendo o desenvolvimento de uma consciência mútua entre os atores do campo. Paralelamente, houve também a consolidação de uma lógica central dentro deste, fruto da institucionalização de práticas materiais e construções simbólicas. Constatou-se que o próprio processo de institucionalização pode ser visto como resultante das disputas de poder existentes no campo entre atores dominantes e desafiantes na busca pela legitimação de suas estruturas e atividades cognitivas, reguladoras e normativas. Neste aspecto é fundamental o papel desempenhado por empreendedores ou, ainda por indivíduos socialmente hábeis, seja na introdução de inovações incrementais ou radicais, seja através da construção de uma identidade coletiva e da consolidação de coalizões políticas. Finalmente, observou-se no campo vitivinícola gaúcho a mudança de uma lógica tradicionalista para uma lógica expansionista, que trouxe à tona o importante papel desempenhado pela inovação no campo institucional, atuando em uma constante renovação da lógica existente neste. / Institutional theory has been established as an important theoretical field in organizational studies. For a long time, institutional studies were focused on how institutions offered collective meanings for actors in the field, concentrating efforts on issues such as isomorphism of organizations with institutional rules and practices of the environment and the homogeneity of organizational fields. Recently, new issues have entered the research agenda, taking into account the existing dynamics in organizational reality, when topics such as innovation, power, entrepreneurship, institutional logic, strategic action and agency started being addressed. Seeking to contribute for understanding of the dynamic existing in institutional fields this study focuses on the wine sector. This sector has experienced major changes in recent decades both at global and national levels. On the world scene, there has been a globalization of wine companies, with the formation of new organizational bases and the exploration of new markets, which may result in a decrease and, perhaps, even a future disappearance of the distinction between Old World and New World of wines. At the national level is possible to observe some effects of changes at the global scale, with companies seeking to expand their market horizons, engaging in internationalization projects, establishing geographical boundaries, investing in the development of wine tourism, and looking for new cultivation areas. In order to assess how these changes affect gaucho wine field the present study aimed to identify how institutional logic is related to innovation within this field. This is a qualitative research with explicative and descriptive purposes, having been chosen as a research strategy the single case study, where the case is the wine sector of Rio Grande do Sul. In the study conducted it was observed a growing movement towards the structuration of the field. Insofar as new actors have emerged – wineries, associations and research institutes – the field has witnessed an increase in interaction between organizations, in volume of information and in hierarchization level, with the development of a mutual awareness among the actors of the field that they were part of a collective enterprise. In parallel, there was also the consolidation of a main logic within this, as a result of the institutionalization of material practices and symbolic constructions. It was found that the process of institutionalization can be seen as resulting from the existing power struggles between dominant and challenger actors in the field, in the quest for legitimacy of their cognitive, regulatory and normative structures and activities. In this respect, is fundamental the role played by entrepreneurs or socially skilled individuals, either introducing incremental and radical innovations, or building a collective identity and consolidating political coalitions. Finally, it was observed in the field studied a shift from a traditionalist logic to an expansionist logic, that brought to the fore the important role played by innovation in the institutional field, acting in a constant renewal of the existing institutional logic.
7

A relação entre estratégias, recursos e performance : uma investigação em empresas de vinhos finos do cluster da Serra Gaúcha

Wilk, Eduardo de Oliveira January 2006 (has links)
A inter-relação entre estratégias, recursos e performance das firmas é o foco central de investigação deste trabalho. Através da abordagem denominada como Visão da Firma Baseada em Recursos, estudou-se o caso do Cluster Vitivinícola da Região da Serra Gaúcha, visando à análise de sua competitividade. Como contribuição teórica à área de estratégia, foi proposto e detalhado um esquema de classificação de recursos em clusters, introduzindo-se os conceitos de Recursos Sistêmicos, Recursos de Acesso Restrito e Recursos Singulares. A investigação baseou-se em dados coletados através de entrevistas estruturadas realizadas com executivos e especialistas de 54 empresas produtoras de vinhos finos. O objetivo principal foi o estudo da influência exercida pelos recursos estratégicos sobre a performance das firmas. Complementarmente, foi investigado qual o papel das estratégias das firmas sobre o acesso a estes recursos. Os resultados evidenciaram uma influência positiva dos recursos e das estratégias sobre a performance, auxiliando na compreensão das assimetrias competitivas entre as firmas do cluster. / The interrelationships of strategy, resources and performance of the firms is the main subject of this work. Through the lens of the Resource Based View of the Firm, we studied the case of the South Brazilian Wine Cluster, analyzing its competitiveness. As a theoretical contribution to the strategy field, we proposed and detailed a classification scheme of resources in clusters, introducing the concepts of Systemic Resources, Singular Resources and Constrained Access Resources. The study was based on data collected trought in-depth and structured interviews with experts and executives of 54 fine wine produccing firms. The results were analysed by qualitative and quantitative techniques. The main goal was the identification of the influence of resources on the firms’ performance. In addition, we studied the role of firm’s operational strategies on access to these resources. The results evidenced a positive effect of resources and strategies on performance, improving the understanding of competitive assimetries between firms in the cluster.
8

Especificidade de ativos e capacidade tecnológica : uma análise da relação no setor vitivinícola gaúcho

De Rossi, Greice January 2012 (has links)
Os limites de uma firma são determinados a partir das capacidades e recursos que esta possui. A firma não poderá desenvolver atividades que necessitem de capacidades e recursos dos quais não dispõe, ao menos que seja capaz de aprimorar tais elementos em sua estrutura. A capacidade tecnológica é o conjunto de habilidades que permitem este aperfeiçoamento e que determina a diferenciação dos recursos da firma, gerando suas especificidades, ou o que chama-se de ativo específico. A capacidade tecnológica e os ativos específicos atuam para que a firma apresente vantagens competitivas e se mantenha atuante frente a um mercado que muda constantemente. Contudo, as diferenças que podem ser percebidas de setor para setor de atividade, ou até mesmo entre firmas de um mesmo setor, são capazes de influenciar a relação entre tais elementos para o desenvolvimento da firma. Com o intuito de analisar a relação entre os ativos específicos e a capacidade tecnológica, foi conduzida uma survey no setor vitivinícola gaúcho. A escolha do setor deve-se a sua busca contínua para expressar a singularidade de suas técnicas através do produto que comercializa, o vinho. Ademais, o setor vitivinícola gaúcho concentra atualmente mais de 90% da produção brasileira de uva e derivados. Foram entrevistadas 221 vinícolas, com vistas a avaliar a especificidade de ativos e a capacidade tecnológica em seus negócios. Após avaliar as variáveis mencionadas, realizou-se testes de análise de regressão para conhecer o comportamento entre as variáveis, a forma como se relacionam no setor. Através dos testes realizados foi possível verificar que como formas de predição, ou seja, o quanto uma variável é capaz de determinar a variância de outra, os ativos específicos e a capacidade tecnológica representam somente 31% deste poder e, que ainda existe uma discreta superioridade de influência da capacidade tecnológica nos ativos específicos. Foi possível também realizar uma análise por tipo de produto, e observou-se que tanto vinícolas que se destacam na produção do vinho de mesa, quanto as que dedicam-se ao vinho fino apresentam níveis de especificidade de ativos e características acerca de sua capacidade tecnológica semelhantes. Os resultados mencionados destacam o potencial que pode ser encontrado no vinho de mesa, com vistas a reduzir as diferenças de qualidade deste produto em comparação ao vinho fino. Este último, já se encontra em um patamar mais elevado de desenvolvimento, no entanto o vinho de mesa também pode ser encarado como um produto de alta qualidade, porém com características distintas e que, na realidade, agradam uma significativa parcela dos consumidores brasileiros. / Firm boundaries are determined by its capabilities and resources. The firm cannot develop activities that require capabilities and resources it does not have, unless it can improve those elements in its structure. Technological capability is the set of skills that allow this improvement and define resources’ differentiation, generating its specificity, or what is called asset specificity. Technological capability and asset specificity provide competitive advantage to the firm and maintain its operations in a constantly changing market. However, differences between industries, or even between firms in the same industry, could influence the relationship of these elements for the firm’s development. In order to analyze the relationship between asset specificity and technological capability, a survey has been carried out in the wine industry. This industry has been selected due to a constant search to express the uniqueness of its techniques through its product, wine. Moreover, the focus is on the wine industry of Rio Grande do Sul state, which concentrates over 90% of Brazilian grape products. It has been interviewed 221 wineries, with the aim to assess the asset specificity and technological capabilities in their business. After evaluating these variables, regression analysis tests have been performed to understand the way variables are related in the mentioned industry. It has been verified that as a mean of prediction, i.e., how much of a variable can predict the other variable’s variance, asset specificity and technological capability represent only 31% of this power, but there is still a slight superiority of technological capability influence on asset specificity. An analysis based on the type of product has been also conducted, which showed that both wineries, those who excel in the production of table wine, and those who are dedicated to fine wine, present levels of asset specificity and technological capacity characteristics alike. The results emphasize the potential table wines may have, in order to reduce the differences in quality when compared to fine wine. The latter is already in a higher level of development, however, table wine can also be seen as a product of high quality, but with different characteristics, that actually, please a significant portion of Brazilian consumers.
9

Especificidade de ativos e capacidade tecnológica : uma análise da relação no setor vitivinícola gaúcho

De Rossi, Greice January 2012 (has links)
Os limites de uma firma são determinados a partir das capacidades e recursos que esta possui. A firma não poderá desenvolver atividades que necessitem de capacidades e recursos dos quais não dispõe, ao menos que seja capaz de aprimorar tais elementos em sua estrutura. A capacidade tecnológica é o conjunto de habilidades que permitem este aperfeiçoamento e que determina a diferenciação dos recursos da firma, gerando suas especificidades, ou o que chama-se de ativo específico. A capacidade tecnológica e os ativos específicos atuam para que a firma apresente vantagens competitivas e se mantenha atuante frente a um mercado que muda constantemente. Contudo, as diferenças que podem ser percebidas de setor para setor de atividade, ou até mesmo entre firmas de um mesmo setor, são capazes de influenciar a relação entre tais elementos para o desenvolvimento da firma. Com o intuito de analisar a relação entre os ativos específicos e a capacidade tecnológica, foi conduzida uma survey no setor vitivinícola gaúcho. A escolha do setor deve-se a sua busca contínua para expressar a singularidade de suas técnicas através do produto que comercializa, o vinho. Ademais, o setor vitivinícola gaúcho concentra atualmente mais de 90% da produção brasileira de uva e derivados. Foram entrevistadas 221 vinícolas, com vistas a avaliar a especificidade de ativos e a capacidade tecnológica em seus negócios. Após avaliar as variáveis mencionadas, realizou-se testes de análise de regressão para conhecer o comportamento entre as variáveis, a forma como se relacionam no setor. Através dos testes realizados foi possível verificar que como formas de predição, ou seja, o quanto uma variável é capaz de determinar a variância de outra, os ativos específicos e a capacidade tecnológica representam somente 31% deste poder e, que ainda existe uma discreta superioridade de influência da capacidade tecnológica nos ativos específicos. Foi possível também realizar uma análise por tipo de produto, e observou-se que tanto vinícolas que se destacam na produção do vinho de mesa, quanto as que dedicam-se ao vinho fino apresentam níveis de especificidade de ativos e características acerca de sua capacidade tecnológica semelhantes. Os resultados mencionados destacam o potencial que pode ser encontrado no vinho de mesa, com vistas a reduzir as diferenças de qualidade deste produto em comparação ao vinho fino. Este último, já se encontra em um patamar mais elevado de desenvolvimento, no entanto o vinho de mesa também pode ser encarado como um produto de alta qualidade, porém com características distintas e que, na realidade, agradam uma significativa parcela dos consumidores brasileiros. / Firm boundaries are determined by its capabilities and resources. The firm cannot develop activities that require capabilities and resources it does not have, unless it can improve those elements in its structure. Technological capability is the set of skills that allow this improvement and define resources’ differentiation, generating its specificity, or what is called asset specificity. Technological capability and asset specificity provide competitive advantage to the firm and maintain its operations in a constantly changing market. However, differences between industries, or even between firms in the same industry, could influence the relationship of these elements for the firm’s development. In order to analyze the relationship between asset specificity and technological capability, a survey has been carried out in the wine industry. This industry has been selected due to a constant search to express the uniqueness of its techniques through its product, wine. Moreover, the focus is on the wine industry of Rio Grande do Sul state, which concentrates over 90% of Brazilian grape products. It has been interviewed 221 wineries, with the aim to assess the asset specificity and technological capabilities in their business. After evaluating these variables, regression analysis tests have been performed to understand the way variables are related in the mentioned industry. It has been verified that as a mean of prediction, i.e., how much of a variable can predict the other variable’s variance, asset specificity and technological capability represent only 31% of this power, but there is still a slight superiority of technological capability influence on asset specificity. An analysis based on the type of product has been also conducted, which showed that both wineries, those who excel in the production of table wine, and those who are dedicated to fine wine, present levels of asset specificity and technological capacity characteristics alike. The results emphasize the potential table wines may have, in order to reduce the differences in quality when compared to fine wine. The latter is already in a higher level of development, however, table wine can also be seen as a product of high quality, but with different characteristics, that actually, please a significant portion of Brazilian consumers.
10

A relação entre estratégias, recursos e performance : uma investigação em empresas de vinhos finos do cluster da Serra Gaúcha

Wilk, Eduardo de Oliveira January 2006 (has links)
A inter-relação entre estratégias, recursos e performance das firmas é o foco central de investigação deste trabalho. Através da abordagem denominada como Visão da Firma Baseada em Recursos, estudou-se o caso do Cluster Vitivinícola da Região da Serra Gaúcha, visando à análise de sua competitividade. Como contribuição teórica à área de estratégia, foi proposto e detalhado um esquema de classificação de recursos em clusters, introduzindo-se os conceitos de Recursos Sistêmicos, Recursos de Acesso Restrito e Recursos Singulares. A investigação baseou-se em dados coletados através de entrevistas estruturadas realizadas com executivos e especialistas de 54 empresas produtoras de vinhos finos. O objetivo principal foi o estudo da influência exercida pelos recursos estratégicos sobre a performance das firmas. Complementarmente, foi investigado qual o papel das estratégias das firmas sobre o acesso a estes recursos. Os resultados evidenciaram uma influência positiva dos recursos e das estratégias sobre a performance, auxiliando na compreensão das assimetrias competitivas entre as firmas do cluster. / The interrelationships of strategy, resources and performance of the firms is the main subject of this work. Through the lens of the Resource Based View of the Firm, we studied the case of the South Brazilian Wine Cluster, analyzing its competitiveness. As a theoretical contribution to the strategy field, we proposed and detailed a classification scheme of resources in clusters, introducing the concepts of Systemic Resources, Singular Resources and Constrained Access Resources. The study was based on data collected trought in-depth and structured interviews with experts and executives of 54 fine wine produccing firms. The results were analysed by qualitative and quantitative techniques. The main goal was the identification of the influence of resources on the firms’ performance. In addition, we studied the role of firm’s operational strategies on access to these resources. The results evidenced a positive effect of resources and strategies on performance, improving the understanding of competitive assimetries between firms in the cluster.

Page generated in 0.2209 seconds