• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 65
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 70
  • 16
  • 16
  • 13
  • 13
  • 12
  • 11
  • 10
  • 9
  • 9
  • 9
  • 9
  • 9
  • 7
  • 7
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Sade entre a perversão e a Lei do pai / Sade entre la perversion et la Loi du père

Ana Beatriz Ferreira da Rocha Alves de Souza 07 February 2007 (has links)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro / Lobjet de ce travail est la structure de perversion dans sa relation avec la loi du père. Lobjectif central est rechercher comme la fonction du père est poseé pour quelquun qui choisit la refus (Verleugnung) comme réponse devant la castration. Pour le faire, nous avons examiner la articulation entre la structure de perversion e la structure de la neurose, aussi bien que le Complexe de Oedipe dans sa relacion au Complexe de Castration. Ensuite, on a trater du statue de la fonction du père dans louvrage de Freud, par lequel, suivant Lacan, contribui la idée que Luthero developpe dans ses écrits en ce qui concerne au père comme Dieu-Père. Dans une outre etape, on avançant sur le champ litteraire, prendrend louvrage de Sade comme recours pour examiner la relacion du pervers libertin avec la loi et le père, pour nous aider aussi avec la exposition de la question de la relation de le sujet avec le fantasme et la jouissance, située au centre de la discussion analytique sur léthique. À la fin, un débat à légard de léthique et la morale se dédoubler dans la articulation de léthique de Sade avec la morale de Kant et dans la convergence entre la voix de la Loi Naturel, la voix de lImpératif Catégorique et la voix du Surmoi. / O objeto deste trabalho é a estrutura de perversão em sua relação à Lei do Pai. Seu objetivo central é investigar como a lei do pai está situada para um sujeito que escolha o desmentido (Verleugnung) como resposta diante da castração. Para fazê-lo, procedemos ao exame da articulação entre a estrutura da neurose e a estrutura da perversão, bem como do Complexo de Édipo em sua relação ao Complexo de Castração. Em seguida, tratamos do estatuto da função paterna na obra de Freud, para o qual, segundo Lacan, contribui a noção que Luthero desenvolve em seus escritos a respeito do pai como Deus-pai. Em outra etapa, avançamos no campo da literatura, tomando a obra de Sade como recurso para examinar a relação do perverso libertino com a lei e com o pai, além de nos ajudar a debater o problema da relação do sujeito com a fantasia e com o gozo, problema esse situado no cerne da discussão analítica sobre a ética. Finalmente, um debate a respeito da ética e da moral se desdobra na articulação da ética sadeana com a moral kantiana e na convergência entre a voz da Lei Natural, a voz do Imperativo Categórico e a voz do Supereu.
2

Embolização intra-arterial no tratamento do carcinoma hepatocelular irressecável : comparação de partículas de polivinil álcool não esféricas com microesferas na síndrome pós-embolização, reposta tumoral e sobrevida

Scaffaro, Leandro Armani January 2013 (has links)
O tratamento intra-arterial por meio de quimioembolização intra-arterial (TACE) ou embolização intra-arterial (TAE) promove aumento da sobrevida em pacientes com carcinoma hepatocelular irressecável. Não há consenso sobre a melhor forma de tratamento ou sobre o melhor agente embolizante a ser utilizado. A síndrome pós-embolização (SPE) está presente na maioria dos casos após o procedimento, sendo raros os estudos que abordam essa condição como objetivo principal. Não há estudos comparando dois agentes embolizantes quanto aos sintomas relacionados à SPE. O presente estudo tem como objetivo comparar TAE com polivinil álcool (PVA) e TAE com microesferas (ME) na SPE, assim como quanto à resposta tumoral e aos índices de sobrevida. Foi realizada uma coorte histórica de 80 pacientes, 48 tratados com PVA e 32 com ME por meio de embolização superseletiva. A SPE foi graduada na escala do Southwest Oncology Group Criteria. Resposta tumoral foi estudada por meio do mRECIST e a sobrevida pelo método de Kaplan-Meier. Houve diferença estatisticamente significativa na SPE, que esteve presente em 56.2% dos casos embolizados com ME e em 29.1% dos pacientes embolizados com PVA (p=0.02). Não houve diferenças significativas em relação à resposta local (p=0.369) e à sobrevida (p=0.679). Os índices de sobrevida encontrados em 12, 18, 24, 36 e 48 meses foram de 97.9, 88.8, 78.9, 53.4 e 21.4% no grupo PVA e de 100, 92.9, 76.6, 58.8 e 58% no grupo ME, respectivamente. (p= 0.734). O presente estudo concluiu que TAE com ME promoveu mais sintomas relacionados à SPE em comparação à TAE com PVA, sem benefício significativo na resposta tumoral ou na sobrevida. / Transarterial chemoembolization (TACE) and transarterial embolization (TAE) have improved survival rates of patients with unresectable hepatocellular carcinoma (HCC), though the optimal TACE/TAE embolic agent has not yet been identified. Post embolization syndrome (PES) is a common condition after TACE or TAE. It has been not sufficiently described in CHC studies, and there is no study focused on the comparison of PES with two different embolic agents. We designed a study to compare PVA and ME-based TAE on PES, local response and survival rates. Eight HCC patients submitted to TAE in a single center were retrospectively studied. TAE was performed by superselective catheterization followed by embolization with PVA or ME. PES was analyzed according to the Southwest Oncology Group Toxicity Criteria. Tumor response was evaluated using mRECIST criteria. Survival rates were based on Kaplan-Meier curves. Forty-eight patients were PVA-treated, and 32 ME-treated. There were no differences between the groups at the baseline, regarding age, sex, BCLC stage, Child-Pugh score, and tumoral features. ME group had significant more PES (p=0.02) and a trend to prolonged hospital length of stay (p=0.05) than PVA group, although there were no differences on survival (p=0.679) and tumoral response (p=0.369). Medians for survival time were 38.2 months (ME), and 34.3 months (PVA). Survival rates at 12, 18, 24, 36 and 48 months were 97.9, 88.8, 78.9, 53.4 and 21.4% in PVA-TAE, and 100, 92.9, 76.6, 58.8 and 58%, respectively, in ME-TAE group (p= 0.734). ME-TAE leads to more PES than PVA-TAE with no benefit on survival rates or local response.
3

Embolização intra-arterial no tratamento do carcinoma hepatocelular irressecável : comparação de partículas de polivinil álcool não esféricas com microesferas na síndrome pós-embolização, reposta tumoral e sobrevida

Scaffaro, Leandro Armani January 2013 (has links)
O tratamento intra-arterial por meio de quimioembolização intra-arterial (TACE) ou embolização intra-arterial (TAE) promove aumento da sobrevida em pacientes com carcinoma hepatocelular irressecável. Não há consenso sobre a melhor forma de tratamento ou sobre o melhor agente embolizante a ser utilizado. A síndrome pós-embolização (SPE) está presente na maioria dos casos após o procedimento, sendo raros os estudos que abordam essa condição como objetivo principal. Não há estudos comparando dois agentes embolizantes quanto aos sintomas relacionados à SPE. O presente estudo tem como objetivo comparar TAE com polivinil álcool (PVA) e TAE com microesferas (ME) na SPE, assim como quanto à resposta tumoral e aos índices de sobrevida. Foi realizada uma coorte histórica de 80 pacientes, 48 tratados com PVA e 32 com ME por meio de embolização superseletiva. A SPE foi graduada na escala do Southwest Oncology Group Criteria. Resposta tumoral foi estudada por meio do mRECIST e a sobrevida pelo método de Kaplan-Meier. Houve diferença estatisticamente significativa na SPE, que esteve presente em 56.2% dos casos embolizados com ME e em 29.1% dos pacientes embolizados com PVA (p=0.02). Não houve diferenças significativas em relação à resposta local (p=0.369) e à sobrevida (p=0.679). Os índices de sobrevida encontrados em 12, 18, 24, 36 e 48 meses foram de 97.9, 88.8, 78.9, 53.4 e 21.4% no grupo PVA e de 100, 92.9, 76.6, 58.8 e 58% no grupo ME, respectivamente. (p= 0.734). O presente estudo concluiu que TAE com ME promoveu mais sintomas relacionados à SPE em comparação à TAE com PVA, sem benefício significativo na resposta tumoral ou na sobrevida. / Transarterial chemoembolization (TACE) and transarterial embolization (TAE) have improved survival rates of patients with unresectable hepatocellular carcinoma (HCC), though the optimal TACE/TAE embolic agent has not yet been identified. Post embolization syndrome (PES) is a common condition after TACE or TAE. It has been not sufficiently described in CHC studies, and there is no study focused on the comparison of PES with two different embolic agents. We designed a study to compare PVA and ME-based TAE on PES, local response and survival rates. Eight HCC patients submitted to TAE in a single center were retrospectively studied. TAE was performed by superselective catheterization followed by embolization with PVA or ME. PES was analyzed according to the Southwest Oncology Group Toxicity Criteria. Tumor response was evaluated using mRECIST criteria. Survival rates were based on Kaplan-Meier curves. Forty-eight patients were PVA-treated, and 32 ME-treated. There were no differences between the groups at the baseline, regarding age, sex, BCLC stage, Child-Pugh score, and tumoral features. ME group had significant more PES (p=0.02) and a trend to prolonged hospital length of stay (p=0.05) than PVA group, although there were no differences on survival (p=0.679) and tumoral response (p=0.369). Medians for survival time were 38.2 months (ME), and 34.3 months (PVA). Survival rates at 12, 18, 24, 36 and 48 months were 97.9, 88.8, 78.9, 53.4 and 21.4% in PVA-TAE, and 100, 92.9, 76.6, 58.8 and 58%, respectively, in ME-TAE group (p= 0.734). ME-TAE leads to more PES than PVA-TAE with no benefit on survival rates or local response.
4

Sialotoxina I : determinação da DL 50, suas manifestações biologicas e sua interação com a testosterona e estradiol em camundongos

Agostinho, Sonia Maria dos Santos 26 May 1987 (has links)
Orientador: Decio Teixeira / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-07-14T01:32:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Agostinho_SoniaMariadosSantos_M.pdf: 1675543 bytes, checksum: 8f0eec845c0549a03915933d84a1bca3 (MD5) Previous issue date: 1987 / Resumo: Não informado / Abstract: Not informed. / Mestrado / Bases Farmacologicas para a Terapeutica Medicamentosa / Mestre em Odontologia
5

Sade entre a perversão e a Lei do pai / Sade entre la perversion et la Loi du père

Ana Beatriz Ferreira da Rocha Alves de Souza 07 February 2007 (has links)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro / Lobjet de ce travail est la structure de perversion dans sa relation avec la loi du père. Lobjectif central est rechercher comme la fonction du père est poseé pour quelquun qui choisit la refus (Verleugnung) comme réponse devant la castration. Pour le faire, nous avons examiner la articulation entre la structure de perversion e la structure de la neurose, aussi bien que le Complexe de Oedipe dans sa relacion au Complexe de Castration. Ensuite, on a trater du statue de la fonction du père dans louvrage de Freud, par lequel, suivant Lacan, contribui la idée que Luthero developpe dans ses écrits en ce qui concerne au père comme Dieu-Père. Dans une outre etape, on avançant sur le champ litteraire, prendrend louvrage de Sade comme recours pour examiner la relacion du pervers libertin avec la loi et le père, pour nous aider aussi avec la exposition de la question de la relation de le sujet avec le fantasme et la jouissance, située au centre de la discussion analytique sur léthique. À la fin, un débat à légard de léthique et la morale se dédoubler dans la articulation de léthique de Sade avec la morale de Kant et dans la convergence entre la voix de la Loi Naturel, la voix de lImpératif Catégorique et la voix du Surmoi. / O objeto deste trabalho é a estrutura de perversão em sua relação à Lei do Pai. Seu objetivo central é investigar como a lei do pai está situada para um sujeito que escolha o desmentido (Verleugnung) como resposta diante da castração. Para fazê-lo, procedemos ao exame da articulação entre a estrutura da neurose e a estrutura da perversão, bem como do Complexo de Édipo em sua relação ao Complexo de Castração. Em seguida, tratamos do estatuto da função paterna na obra de Freud, para o qual, segundo Lacan, contribui a noção que Luthero desenvolve em seus escritos a respeito do pai como Deus-pai. Em outra etapa, avançamos no campo da literatura, tomando a obra de Sade como recurso para examinar a relação do perverso libertino com a lei e com o pai, além de nos ajudar a debater o problema da relação do sujeito com a fantasia e com o gozo, problema esse situado no cerne da discussão analítica sobre a ética. Finalmente, um debate a respeito da ética e da moral se desdobra na articulação da ética sadeana com a moral kantiana e na convergência entre a voz da Lei Natural, a voz do Imperativo Categórico e a voz do Supereu.
6

Embolização intra-arterial no tratamento do carcinoma hepatocelular irressecável : comparação de partículas de polivinil álcool não esféricas com microesferas na síndrome pós-embolização, reposta tumoral e sobrevida

Scaffaro, Leandro Armani January 2013 (has links)
O tratamento intra-arterial por meio de quimioembolização intra-arterial (TACE) ou embolização intra-arterial (TAE) promove aumento da sobrevida em pacientes com carcinoma hepatocelular irressecável. Não há consenso sobre a melhor forma de tratamento ou sobre o melhor agente embolizante a ser utilizado. A síndrome pós-embolização (SPE) está presente na maioria dos casos após o procedimento, sendo raros os estudos que abordam essa condição como objetivo principal. Não há estudos comparando dois agentes embolizantes quanto aos sintomas relacionados à SPE. O presente estudo tem como objetivo comparar TAE com polivinil álcool (PVA) e TAE com microesferas (ME) na SPE, assim como quanto à resposta tumoral e aos índices de sobrevida. Foi realizada uma coorte histórica de 80 pacientes, 48 tratados com PVA e 32 com ME por meio de embolização superseletiva. A SPE foi graduada na escala do Southwest Oncology Group Criteria. Resposta tumoral foi estudada por meio do mRECIST e a sobrevida pelo método de Kaplan-Meier. Houve diferença estatisticamente significativa na SPE, que esteve presente em 56.2% dos casos embolizados com ME e em 29.1% dos pacientes embolizados com PVA (p=0.02). Não houve diferenças significativas em relação à resposta local (p=0.369) e à sobrevida (p=0.679). Os índices de sobrevida encontrados em 12, 18, 24, 36 e 48 meses foram de 97.9, 88.8, 78.9, 53.4 e 21.4% no grupo PVA e de 100, 92.9, 76.6, 58.8 e 58% no grupo ME, respectivamente. (p= 0.734). O presente estudo concluiu que TAE com ME promoveu mais sintomas relacionados à SPE em comparação à TAE com PVA, sem benefício significativo na resposta tumoral ou na sobrevida. / Transarterial chemoembolization (TACE) and transarterial embolization (TAE) have improved survival rates of patients with unresectable hepatocellular carcinoma (HCC), though the optimal TACE/TAE embolic agent has not yet been identified. Post embolization syndrome (PES) is a common condition after TACE or TAE. It has been not sufficiently described in CHC studies, and there is no study focused on the comparison of PES with two different embolic agents. We designed a study to compare PVA and ME-based TAE on PES, local response and survival rates. Eight HCC patients submitted to TAE in a single center were retrospectively studied. TAE was performed by superselective catheterization followed by embolization with PVA or ME. PES was analyzed according to the Southwest Oncology Group Toxicity Criteria. Tumor response was evaluated using mRECIST criteria. Survival rates were based on Kaplan-Meier curves. Forty-eight patients were PVA-treated, and 32 ME-treated. There were no differences between the groups at the baseline, regarding age, sex, BCLC stage, Child-Pugh score, and tumoral features. ME group had significant more PES (p=0.02) and a trend to prolonged hospital length of stay (p=0.05) than PVA group, although there were no differences on survival (p=0.679) and tumoral response (p=0.369). Medians for survival time were 38.2 months (ME), and 34.3 months (PVA). Survival rates at 12, 18, 24, 36 and 48 months were 97.9, 88.8, 78.9, 53.4 and 21.4% in PVA-TAE, and 100, 92.9, 76.6, 58.8 and 58%, respectively, in ME-TAE group (p= 0.734). ME-TAE leads to more PES than PVA-TAE with no benefit on survival rates or local response.
7

Substance P antagonists pharmacological characterization and functional aspects /

Björkroth, Ulla. January 1983 (has links)
Thesis (doctoral)--Karolinska Institutet, Stockholm, 1983. / Extra t.p. with thesis statement inserted. Includes bibliographical references.
8

Substance P antagonists pharmacological characterization and functional aspects /

Björkroth, Ulla. January 1983 (has links)
Thesis (doctoral)--Karolinska Institutet, Stockholm, 1983. / Extra t.p. with thesis statement inserted. Includes bibliographical references.
9

Efeito da azitromicina como coadjuvante no tratamento da periodontite em indivíduos jovens : defechos clínicos preliminares

Haas, Alex Nogueira January 2003 (has links)
O presente ensaio clínico randomizado, duplo-cego, em paralelo, controlado por placebo, teve como objetivo comparar, a curto prazo, raspagem e alisamento radiculares subgengivais (RASUB) com e sem o uso de azitromicina no tratamento da periodontite em indivíduos jovens. Foram convidados 20 indivíduos (13-26 anos de idade) com profundidade de sondagem (PS) ≥4 mm e perda de inserção clínica (PI) ≥4 mm, associados a sangramento à sondagem periodontal (SS), em pelo menos um primeiro molar e/ou incisivo permanente após o tratamento da gengivite. Os indivíduos foram aleatoriamente distribuídos, após estratificação para fumo e extensão de doença, em um grupo teste (azitromicina 500 mg, 24/24 horas por três dias) e um controle (placebo). O exame foi realizado após 14 dias de controle de placa supragengival. RASUB foi realizada por um único periodontista num período máximo de duas semanas. A medicação foi iniciada no primeiro dia de raspagem subgengival. Um examinador calibrado avaliou os Índices de Placa Visível (IPV) e de Sangramento Gengival (ISG), cálculo (C), PS, recessão gengival (RG) e SS, no início e após três meses do término da RASUB. O nível de inserção clínica (NIC) foi obtido com o somatório de PS e RG. A análise foi realizada apenas com os sítios com PS≥4 mm e PI≥4 mm. PS e NIC foram comparados entre os grupos através de teste t não-pareado e de análise de covariância, tendo placa como covariável IPV, ISG, C e SS foram comparados utilizando a Prova U de Mann-Whitney. A unidade analítica foi o indivíduo (alfa=5%). 16 indivíduos finalizaram o estudo (8 por grupo). Foram observadas reduções significativas no IPV, ISG e C nos dois grupos, não havendo diferenças significativas entre eles ao final do estudo. Ambos os grupos apresentaram reduções significativas na PS, porém o grupo teste apresentou redução significativamente maior do que o controle nas bolsas com PS≥7 mm, mesmo após ajuste para placa (3,33±0,30 mm e 2,14±0,35 mm, respectivamente). Considerando todas as bolsas e apenas bolsas de 4-6 mm, não houve diferenças significativas entre os grupos. Também não houve diferenças entre os grupos em relação ao ganho de inserção clínica, embora apenas o grupo teste tenha demonstrado ganho significativo de inserção de 2,09±0,15 mm em bolsas profundas. Pode-se concluir que, a curto prazo, o uso coadjuvante de azitromicina, comparado ao placebo, na terapia mecânica subgengival precedida de controle de placa supragengival em indivíduos jovens, resultou em maiores reduções de profundidade de sondagem em bolsas profundas.
10

Avaliação da eficácia da azitromicina como coadjuvante no tratamento da periodontite agressiva em indivíduos jovens : desfechos clínicos e radiográficos 12 meses após o tratamento

Moreno, Tatiana January 2005 (has links)
O presente estudo é um ensaio clínico randomizado, duplo-cego controlado por placebo que teve como objetivo comparar raspagem e alisamento radicular subgengival com e sem azitromicina no tratamento da periodontite agressiva em indivíduos jovens. Foram incluídos no estudo 22 indivíduos (13-26 anos) com pelo menos um molar/incisivo permanente com profundidade de sondagem (PS) e perda de inserção (PI) ≥4mm. Os pacientes foram divididos em grupos teste (n=11) e controle (n=11), após estratificação para hábito de fumar e extensão da doença. O tratamento foi dividido em duas fases: controle de placa supragengival e subgengival. A primeira fase foi realizada num período de duas semanas, seguida por sessões de raspagem e alisamento radicular (RASUB). O grupo teste também usou azitromicina 500mg uma vez ao dia por 3 dias e o grupo controle recebeu placebo. A medicação foi iniciada na primeira sessão de RASUB. Os parâmetros analisados foram: Índice de Placa Visível (IPV), Índice de Sangramento Gengival (ISG), profundidade de sondagem (PS), sangramento à sondagem (SS) e perda de inserção (PI) no início, após 3, 6, 9 e 12 meses. Tomadas radiográficas padronizadas foram realizadas no início e 12 meses após o tratamento em 18 indivíduos. A distância entre junção amelocementária e crista óssea (AO) foi medida com o programa Adobe Photoshop 7.0, e a densidade óssea (DO) através da média dos tons de cinza, com o programa ImageTool 8.0. A análise estatística utilizou Generalized Estimating Equations, ajustando para medidas iniciais e placa, incluindo apenas dentes com PI≥4mm no início. Não houve diferenças significativas entre os grupos no IPV e ISG durante o estudo. Análise utilizando todos os sítios demonstrou não haver diferenças significativas entre os grupos em PS e PI, e redução significativa no grupo teste no SS (diferença ajustada-DA: 7%; p=0,007) aos 12 meses. Em sítios com PS≥7mm, azitromicina demonstrou redução significativa na PS (DA: 0,83mm; p=0,04) e no SS (DA: 11%; p=0,001) aos 12 meses, mas não foi observada diferença significativa na PI entre os grupos. Em sítios com PS moderada (4-6mm) não se observaram diferenças em nenhum parâmetro. Altura e densidade óssea foram comparadas com teste t, tendo o indivíduo como unidade analítica (=5%). Foi observado um ganho significativo na AO nos grupos teste (3,8±1,1mm para 3,4±1,2mm) e controle (5,0±2,4mm para 4,6±2,4mm). Nenhuma diferença significativa foi observada entre os grupos experimentais (p=0,207). Nenhuma diferença significativa foi observada na DO entre os grupos experimentais, tanto no início (teste:90,23±15,60 e controle:88,42±14,27; p=0,801) quanto aos 12 meses (teste:93,40±18,97 e controle:81,63±26,11; p=0,291). Pode-se concluir que o uso coadjuvante da azitromicina propiciou uma maior redução de PS e SS em sítios inicialmente profundos de indivíduos jovens com periodontite agressiva.

Page generated in 0.0576 seconds