• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 5
  • Tagged with
  • 5
  • 5
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Aspectos Gerais da Vigilância Entomológica da Doença de Chagas na Região Sul do Rio Grande do Sul, Brasil / General Aspects of the Entomological Surveillance of Chagas disease in southern Rio Grande do Sul, Brazil

PRIOTTO, Maria da Conceição Monteiro 05 June 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2014-08-20T14:31:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 dissertacao_maria_da_conceicao_priotto.pdf: 1409420 bytes, checksum: 0303ba837760e12fe615f533b188cbaa (MD5) Previous issue date: 2012-06-05 / After the elimination of Triatoma infestans, Triatoma rubrovaria has been considered the main vector species of Trypanosoma cruzi in the household environment of Rio Grande do Sul. New knowledge about the distribution and biology of the insects are important, since such information can contribute to the control of these vectors. This study aimed to assess general aspects of entomological surveillance for Chagas disease in 22 municipalities in the southern Rio Grande do Sul (RS), which are supervised by the 3ª Coordination Regional Health of RS (3ªCRS), based in the Pelotas city. Evaluated the municipalities that have higher rates of capture, the main species, evolutionary stage and season with the highest catches. The study was conducted in collaboration with the 3ª CRS of RS, and occurred in from January 2010 to December 2011. Were recorded 148 notifications, by residents, in nine (40.9%) municipalities. The municipalities of Canguçu, Piratini, Santana da Boa Vista and Pinheiro Machado, accounted for 87.8% of these notifications. A total 295 triatomines were recorded in 148 captures. The species were Triatoma rubrovaria, Panstrongylus tupynambai, Triatoma circummaculata and Triatoma carcavalloi. All captures were made inside the home, which shows a higher risk of biting insects in the human population. The specimens were all dead and dry, unfavorable conditions find the protozoan in the digestive tract. It should enhance the captures of P. tupynambai and T. circummaculata indoors, because although there have already been identified in municipalities in the region, they have assumed greater importance and frequency in the households. Concerning seasonal aspects, in the months of January through April, considered the time of highest temperature, 257 bugs were reported, which corresponds to 87.1% of the encounters. It can be concluded that four species of bugs were found in the south of RS and T. rubrovaria it is the most captured, and the usual meeting place is the interior of the houses. The bugs invade rural households with relative frequency in this region, therefore the importance of health workers working in the Brazilian National Chagas Disease Control Program (PCDCh), it is important to communicate that the Program in the region is undergoing process of decentralization, the federal for municipal, which allowed the study to assess the difficulties of the agents and point out these suggestions for the best progress of the Program, and must always emphasize and enhance the entomological surveillance of this region. / Após a eliminação de Triatoma infestans, Triatoma rubrovaria passou a ser considerada a principal espécie vetora de Trypanosoma cruzi no ambiente domiciliar do Rio Grande do Sul. Novos conhecimentos sobre a distribuição e a biologia dos triatomíneos são importantes, uma vez que tais informações podem contribuir para o controle destes vetores. O presente estudo objetivou avaliar aspectos gerais da vigilância entomológica da doença de Chagas em 22 municípios da região sul do Rio Grande do Sul (RS), os quais são supervisionados pela 3ª Coordenadoria Regional de Saúde (3ª CRS) do RS, sediada no município de Pelotas. Verificaram-se quais os municípios que apresentam maiores índices de captura, as principais espécies encontradas, estádio evolutivo e época com maior índice de capturas. O estudo ocorreu com colaboração da 3ª CRS do RS, e se deu no período de janeiro de 2010 a dezembro de 2011. Foram registradas 148 notificações, pelos moradores, em nove (40,9%) municípios. Os municípios de Canguçu, Piratini, Santana da Boa Vista e Pinheiro Machado, contabilizaram 87,8% destas notificações. No total foram contabilizados 295 triatomíneos nas 148 notificações. As espécies identificadas foram T. rubrovaria, Panstrongylus tupynambai, Triatoma circummaculata e Triatoma carcavalloi. Todas as capturas foram realizadas no intradomicílio, o que aponta maior risco de hematofagia dos insetos na população humana. Os exemplares estavam todos mortos e ressecados, condições desfavoráveis ao encontro do protozoário no tubo digestório. Importa enaltecer o encontro de P. tupynambai e T. circummaculata no intradomicílio, pois embora já tenham sido identificados em municípios da região, as mesmas têm assumido maior importância e freqüência nos domicílios. Quanto a aspectos sazonais, nos meses de janeiro até abril, considerada época de maior temperatura, foram 257 triatomíneos, o que corresponde a 87,1% dos encontros. Pode-se concluir que foram encontradas quatro espécies de triatomíneos na região sul do RS, e T. rubrovaria trata-se da mais capturada, sendo o intradomicílio o local habitual de encontro da mesma. Os triatomíneos invadem domicílios rurais com relativa freqüência nesta região, por esse motivo a importância dos agentes de saúde atuando no Programa de Controle da Doença de Chagas (PCDCh), cabe ressaltar que o PCDCh na região está em fase de descentralização, passando da esfera federal para municipal, o que possibilitou o estudo avaliar as dificuldades enfrentadas pelos agentes e apontar as sugestões desses para o melhor o andamento do PCDCh devendo sempre acentuar e aprimorar a vigilância entomológica deste local.
2

Isolamento e caracterização de cepas de Trypanosoma cruzi Chagas,1909 (Kinetoplastida, Trypanosomatidae) a partir de triatomíneos silvestres do Estado do Rio Grande do Sul /

Martins, Luciamáre Perinetti Alves. January 2005 (has links)
Resumo: Embora a incidência da doença de Chagas tenha diminuído, os estudos sobre o Trypanosoma cruzi devem continuar, dada a dificuldade para o efetivo controle dos seus vetores. Triatoma infestans o principal vetor da doença de Chagas está praticamente eliminado no Brasil, entretanto outras espécies de Triatominae estão em processo de domiciliação, como o Triatoma rubrovaria no Rio Grande do Sul, constituindo-se em um fator de risco para o recrudescimento da infecção chagásica. Com o intuito de caracterizar cepas de T. cruzi que circulam na área rural, foram feitas buscas ativas de triatomíneos para isolamento desse protozoário em bairros do município de Quaraí, RS. Para tanto as fezes dos triatomíneos coletados foram obtidas por compressão abdominal para pesquisa de tripomastigotas metacíclicos. As fezes que se encontraram positivas foram inoculadas em animais de experimentação e em meio de cultura (LIT). Foram isoladas cinco cepas de T. cruzi, assim denominadas: QB1, QJ1, QJ3, QM1 e QM2, que apresentaram as seguintes características: predominância de formas tripomastigotas intermediárias após mensuração no 15º dia pósinfecção, picos parasitêmicos ao redor do17º dia pós-infecção, miotropismo na fase aguda e miosite na fase crônica da infecção. A análise do DNA que codifica a fração 24Sa do rRNA mostrou fragmentos de 110 pb, agrupando-as em T. cruzi I. Os serviços de vigilância epidemiológica foram informados sobre os resultados obtidos. / Abstract: Although the decrease in the incidence of Chagas' disease, the studies concerning T. cruzi shall continue, due to the difficulty in controlling its vector. Triatoma infestans the main vector of Chagas'disease is nearly eliminated in Brasil, nevertheless other Triatominae species are on domiciliate process, like Triatoma rubrovaria in Rio Grande do Sul State, representing a hazard factor for increasing Chagas infection. In order to characterize T. cruzi strains that naturally occur in the rural area, active searches were performed in order to isolated these strains in the district of Quarai, RS. Triatomine feces were collected by abdominal compression and the presence of metacyclic tripomastigotes was evaluated. The feces positive for metacyclic triatomines were inoculated in experimental animals and in the culture medium (LIT). Five T. cruzi strains were isolated: QB1, QJ1, QJ3, QM1 and QM2. The strains displayed a predominance of intermediate forms on 15th day post-infection. Parasitimia peak occurred on 17th day post-infection. Myotropism during acute phase and myositis in the chronic phase was oberved. The DNA analysis coding the 24 Sa r RNA fraction has displayed fragments of 110 pb, grouping them in T. cruzi I. The Epidemiologic Vigilance Services have been warmed about the achieved results. / Orientador: João Aristeu da Rosa / Coorientador: Márcia Aparecida Sperança / Banca: Mara Cristina Pinto / Banca: Márcia Aparecida Silva Graminha / Banca: José Clóvis do Prado Júnior / Banca: Sérgio Albuquerque / Doutor
3

Variabilidade genética de três colônias de Triatoma rubrovaria (Blanchard, 1843), (Hemiptera, Reduviidae), oriundas do estado do Rio Grande do Sul, avaliadas por meio do seqüenciamento de genes do DNA mitocondrial e ribossomal

Rocha, Cláudia Solano [UNESP] 12 February 2009 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:27:55Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2009-02-12Bitstream added on 2014-06-13T18:56:49Z : No. of bitstreams: 1 rocha_cs_me_arafcf.pdf: 697628 bytes, checksum: 703b47e347bee1b853ea18538df8a3e2 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Atualmente são admitidas 143 espécies da subfamília Triatominae que estão agrupadas em 18 gêneros e seis tribos. Essa classificação baseia-se principalmente em características morfológicas. Dentre essas espécies temos Triatoma rubrovaria, que pode ser encontrado no Estado do Rio Grande do Sul (Brasil), Uruguai e em algumas regiões da Argentina. Algumas espécies de Triatominae apresentam coloração e características morfológicas semelhantes, o que dificulta a identificação dos exemplares. Ferramentas como a morfometria, citogenética, retrocruzamentos e técnicas de biologia molecular são metodologias importantes para a identificação dessa subfamília. Estudos morfométricos prévios realizados com três populações de T. rubrovaria mantidas no Insetário de Triatomíneos do Laboratório de Parasitologia da Faculdade de Ciências Farmacêuticas revelaram a existência de diferenças morfométricas estatisticamente significativas entre a colônia de Caçapava do Sul (CS) e as duas colônias de Quaraí (QI e QII). Diferenças no padrão de cor do pronoto entre as três populações também foram observadas. A fim de avaliar a variabilidade genética dessas populações, analisaram-se as seqüências nucleotídicas do Citocromo B (Cyt B) e 16S, pertencentes ao DNA mitocondrial e o 28S, ao DNA nuclear. Dentre os marcadores utilizados, o Cyt B apresentou maior variabilidade, seguido do 28S e 16S, respectivamente. Devido ao seu maior polimorfismo o Cyt B mostrou-se um marcador eficaz para estudos de variabilidades... / Currently 143 species of the subfamily Triatominae, grouped into 16 genera and 6 tribes are recognized. This classification is mainly based on morphological characteristics. These species include Triatoma rubrovaria, which can be found in the state of Rio Grande do Sul (Brazil), Uruguay and some regions of Argentina. Some species of Triatominae have similar color and morphological characteristics, which complicates the identification of specimens. Morphometry, cytogenetics, backcrossing and molecular biology techniques are important methods for the identification of this subfamily. Previous morphometric studies carried out on three populations of T. rubrovaria maintained in the Insetário de Triatomíneos do Laboratório de Parasitologia of the Faculdade de Ciências Farmacêuticas have revealed the existence of statistically significant morphometric differences among the colony from Caçapava do Sul (CS) and the two colonies from Quaraí (QI and QII). Differences were also observed in the color patterns of the pronotum among the three populations. The sequences of Cytochrome B (Cyt B) and 16S, belonging to the mitochondrial DNA and 28S, the nuclear DNA, were analyzed to assess the genetic variety of these populations . The Cyt B showed the greatest variability, followed by 28S and 16S. It was concluded that Cyt B is the best marker for effective studies of population variability by virtue of its grater polymorphis ...(Complete abstract click electronic access below)
4

Isolamento e caracterização de cepas de Trypanosoma cruzi Chagas,1909 (Kinetoplastida, Trypanosomatidae) a partir de triatomíneos silvestres do Estado do Rio Grande do Sul

Martins, Luciamáre Perinetti Alves [UNESP] 14 October 2005 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:33:24Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2005-10-14Bitstream added on 2014-06-13T20:24:53Z : No. of bitstreams: 1 martins_lpa__dr_arafcf.pdf: 1228013 bytes, checksum: 5934b003d49e4880c1d0e8c2f03123b7 (MD5) / Universidade Estadual Paulista (UNESP) / Embora a incidência da doença de Chagas tenha diminuído, os estudos sobre o Trypanosoma cruzi devem continuar, dada a dificuldade para o efetivo controle dos seus vetores. Triatoma infestans o principal vetor da doença de Chagas está praticamente eliminado no Brasil, entretanto outras espécies de Triatominae estão em processo de domiciliação, como o Triatoma rubrovaria no Rio Grande do Sul, constituindo-se em um fator de risco para o recrudescimento da infecção chagásica. Com o intuito de caracterizar cepas de T. cruzi que circulam na área rural, foram feitas buscas ativas de triatomíneos para isolamento desse protozoário em bairros do município de Quaraí, RS. Para tanto as fezes dos triatomíneos coletados foram obtidas por compressão abdominal para pesquisa de tripomastigotas metacíclicos. As fezes que se encontraram positivas foram inoculadas em animais de experimentação e em meio de cultura (LIT). Foram isoladas cinco cepas de T. cruzi, assim denominadas: QB1, QJ1, QJ3, QM1 e QM2, que apresentaram as seguintes características: predominância de formas tripomastigotas intermediárias após mensuração no 15º dia pósinfecção, picos parasitêmicos ao redor do17º dia pós-infecção, miotropismo na fase aguda e miosite na fase crônica da infecção. A análise do DNA que codifica a fração 24Sa do rRNA mostrou fragmentos de 110 pb, agrupando-as em T. cruzi I. Os serviços de vigilância epidemiológica foram informados sobre os resultados obtidos. / Although the decrease in the incidence of Chagas' disease, the studies concerning T. cruzi shall continue, due to the difficulty in controlling its vector. Triatoma infestans the main vector of Chagas'disease is nearly eliminated in Brasil, nevertheless other Triatominae species are on domiciliate process, like Triatoma rubrovaria in Rio Grande do Sul State, representing a hazard factor for increasing Chagas infection. In order to characterize T. cruzi strains that naturally occur in the rural area, active searches were performed in order to isolated these strains in the district of Quarai, RS. Triatomine feces were collected by abdominal compression and the presence of metacyclic tripomastigotes was evaluated. The feces positive for metacyclic triatomines were inoculated in experimental animals and in the culture medium (LIT). Five T. cruzi strains were isolated: QB1, QJ1, QJ3, QM1 and QM2. The strains displayed a predominance of intermediate forms on 15th day post-infection. Parasitimia peak occurred on 17th day post-infection. Myotropism during acute phase and myositis in the chronic phase was oberved. The DNA analysis coding the 24 Sa r RNA fraction has displayed fragments of 110 pb, grouping them in T. cruzi I. The Epidemiologic Vigilance Services have been warmed about the achieved results.
5

Variabilidade genética de três colônias de Triatoma rubrovaria (Blanchard, 1843), (Hemiptera, Reduviidae), oriundas do estado do Rio Grande do Sul, avaliadas por meio do seqüenciamento de genes do DNA mitocondrial e ribossomal /

Rocha, Cláudia Solano. January 2009 (has links)
Orientador: João Aristeu da Rosa / Banca: João Aristeu da Rosa / Banca: Regina Maria Barretto Cicarelli / Banca: Eunice Aparecida Bianchi Galati / Resumo: Atualmente são admitidas 143 espécies da subfamília Triatominae que estão agrupadas em 18 gêneros e seis tribos. Essa classificação baseia-se principalmente em características morfológicas. Dentre essas espécies temos Triatoma rubrovaria, que pode ser encontrado no Estado do Rio Grande do Sul (Brasil), Uruguai e em algumas regiões da Argentina. Algumas espécies de Triatominae apresentam coloração e características morfológicas semelhantes, o que dificulta a identificação dos exemplares. Ferramentas como a morfometria, citogenética, retrocruzamentos e técnicas de biologia molecular são metodologias importantes para a identificação dessa subfamília. Estudos morfométricos prévios realizados com três populações de T. rubrovaria mantidas no Insetário de Triatomíneos do Laboratório de Parasitologia da Faculdade de Ciências Farmacêuticas revelaram a existência de diferenças morfométricas estatisticamente significativas entre a colônia de Caçapava do Sul (CS) e as duas colônias de Quaraí (QI e QII). Diferenças no padrão de cor do pronoto entre as três populações também foram observadas. A fim de avaliar a variabilidade genética dessas populações, analisaram-se as seqüências nucleotídicas do Citocromo B (Cyt B) e 16S, pertencentes ao DNA mitocondrial e o 28S, ao DNA nuclear. Dentre os marcadores utilizados, o Cyt B apresentou maior variabilidade, seguido do 28S e 16S, respectivamente. Devido ao seu maior polimorfismo o Cyt B mostrou-se um marcador eficaz para estudos de variabilidades ...(Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Currently 143 species of the subfamily Triatominae, grouped into 16 genera and 6 tribes are recognized. This classification is mainly based on morphological characteristics. These species include Triatoma rubrovaria, which can be found in the state of Rio Grande do Sul (Brazil), Uruguay and some regions of Argentina. Some species of Triatominae have similar color and morphological characteristics, which complicates the identification of specimens. Morphometry, cytogenetics, backcrossing and molecular biology techniques are important methods for the identification of this subfamily. Previous morphometric studies carried out on three populations of T. rubrovaria maintained in the Insetário de Triatomíneos do Laboratório de Parasitologia of the Faculdade de Ciências Farmacêuticas have revealed the existence of statistically significant morphometric differences among the colony from Caçapava do Sul (CS) and the two colonies from Quaraí (QI and QII). Differences were also observed in the color patterns of the pronotum among the three populations. The sequences of Cytochrome B (Cyt B) and 16S, belonging to the mitochondrial DNA and 28S, the nuclear DNA, were analyzed to assess the genetic variety of these populations . The Cyt B showed the greatest variability, followed by 28S and 16S. It was concluded that Cyt B is the best marker for effective studies of population variability by virtue of its grater polymorphis ...(Complete abstract click electronic access below) / Mestre

Page generated in 0.0654 seconds