• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 2
  • Tagged with
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Estudo epidemiológico da infecção pelo vírus da língua azul em bovinos na microrregião Garanhuns, Pernambuco

BATISTA FILHO, Antonio Fernando Barbosa 21 July 2015 (has links)
Submitted by Mario BC (mario@bc.ufrpe.br) on 2017-04-25T12:36:56Z No. of bitstreams: 1 Antonio Fernando Barbosa Batista Filho.pdf: 1655868 bytes, checksum: 0e3328c020c4764ab7ac6b596bf0a9b9 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-04-25T12:36:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Antonio Fernando Barbosa Batista Filho.pdf: 1655868 bytes, checksum: 0e3328c020c4764ab7ac6b596bf0a9b9 (MD5) Previous issue date: 2015-07-21 / This study aimed at analyzing the epidemiological aspects of Bluetongue Virus (BTV) infection on dairy cattle in Garanhuns micro-region, Pernambuco state, Brazil. 384 blood samples were collected from female cattle in reproductive age from 20 properties of 19 municipalities that compose the region. These samples were subject to immunodiffusion assay (AGID) to detect the presence of anti-BTV antibodies. There was a prevalence of 71.3% (274/384; CI – 66.5% - 75.7%) of positive animals. Regarding the foci numbers, 100% (20/20) of properties had at least one positive animal in the serum test. The risk factors identified were not performing intercropping breeding (OR = 3.2; p – 0.012), wetlands presence in the property (OR =2.1; p = 0.001); artificial insemination using (OR = 8.8; p = 0.003). This is the first report of BTV infection on cattle in Pernambuco state and from the results suggest it is widespread. Thus, the suggested control measures based on hygienic-sanitary management and biosecurity are intended to prevent/to avoid virus spreading. Moreover, epidemiological studies should be performed in order to identify the serotypes circulating in ruminant population. / Objetivou-se com este trabalho analisar os aspectos epidemiológicos da infecção pelo Vírus da Língua Azul (VLA) em bovinos leiteiros na microrregião Garanhuns do Estado de Pernambuco, Brasil. Foram coletadas 384 amostras sanguíneas de bovinos fêmeas em idade reprodutiva, procedentes de 20 propriedades dos 19 municípios que compõem a região. As amostras foram submetidas ao teste de imunodifusão em gel de agarose (IDGA) para pesquisa de anticorpos Anti-VLA. Observou-se uma prevalência de 71,3% (274/384; IC – 66,5% - 75,7%) de animais positivos. Em relação ao número de focos, 100% (20/20) das propriedades apresentaram ao menos um animal positivo no teste sorológico. Os fatores de risco identificados foram: não realizar criação consorciada (OR = 3,2; p = 0,012); presença de áreas alagadas na propriedade (OR = 11,8; p = 0,001); não realizar controle de insetos (OR = 2,1; p = 0,033); rebanho aberto (OR = 2,1; p = 0,001); utilização de inseminação artificial (OR = 8,8; p = 0,003). Este é o primeiro registro da infecção pelo Vírus da Língua Azul em bovinos no estado de Pernambuco e a partir dos resultados obtidos conclui-se que a infecção encontra-se distribuída na região e sugere-se que medidas de controle baseadas no manejo higiênico-sanitário e biosseguridade sejam implementadas para evitar a propagação do vírus, assim como estudos epidemiológicos devem ser realizados com o objetivo de identificar os sorotipos que circulam na população de ruminantes.
2

ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS, CLÍNICOS E ANATOMOPATOLÓGICOS DE SURTOS DE LÍNGUA AZUL EM OVINOS NA REGIÃO CENTRAL DO RIO GRANDE DO SUL / CLINICAL, PATHOLOGICAL AND EPIDEMIOLOGICAL ASPECTS OF OUTBREAKS OF BLUETONGUE DISEASE IN SHEEP IN THE CENTRAL REGION OF RIO GRANDE DO SUL

Bianchi, Ronaldo Michel 19 February 2016 (has links)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / Bluetongue (BT) is an infectious disease caused by bluetongue virus (BTV), which is transmitted by biting midges of the genus Culicoides, and affects domestic and wild ruminants, but its clinical manifestation is seen basically in sheep. Currently, 26 BTV serotypes are recognized worldwide. However, information about the disease in Brazil are limited, as only two BTV serotypes have been reported. Serological surveys reveal that Rio Grande do Sul (RS) has the lowest prevalence rates of infection among Brazilian states. This article describes the clinical, pathological and epidemiological aspects of 17 outbreaks of BT disease in sheep in the Central Region of RS state, Southern Brazil. Affected farms were visited for clinical examination, necropsy, sample collection and epidemiological investigation. The outbreaks were seasonal and occurred during the summer and fall. Of the 884 sheep in 17 small herds, 180 (20.4%) were affected. All ages of Texel and mixed breed sheep were affected. However, lambs (younger than one year) had higher morbidity than adult sheep. The most frequent clinical signs were anorexia, lethargy, loss of body condition, facial swelling mainly involving the lips, and greenish seromucous nasal discharge. Pulmonary edema, cardiac, skeletal muscle and esophageal striated muscle necrosis were the most prevalent findings. Erosive and ulcerative lesions in the upper gastrointestinal tract, and hemorrhage in the pulmonary artery also were common. The bluetongue virus (BTV) genome was detected by RT-PCR in blood, spleen, and lungs samples of 21 animals from 17 outbreaks. The virus involved in the outbreak 3 was isolated and shown to belong to serotype 17, for the first time reported in Brazil. Serology performed by agar gel immunodiffusion test (AGID) in 20 contact cattle showed seroconversion to BTV in 17 animals. In summary, our data support the BTV as the etiological agent of the outbreaks and indicate that the central region of RS is an area at risk for BT in sheep, a disease previously not recognized in the region. / Língua azul ou bluetongue (BT) é uma doença infecciosa causada pelo vírus da língua azul (BTV), que é transmitido por vetores hematófagos do gênero Culicoides e acomete ruminantes domésticos e selvagens, porém sua manifestação clínica é vista basicamente em ovinos. Atualmente, 26 sorotipos do BTV são conhecidos mundialmente. Entretanto, informações sobre a doença no Brasil são limitadas, com apenas dois sorotipos descritos. Pesquisas sorológicas revelam que o Rio Grande do Sul (RS) possui as menores taxas de prevalência de infecção entre os Estados brasileiros. O objetivo deste trabalho é descrever os aspectos epidemiológicos, clínicos e anatomopatológicos de 17 surtos de BT em ovinos na Região Central do RS. Para isso foram realizadas visitas às propriedades em que ocorreram os surtos para investigação epidemiológica e clínica, realização de necropsias e coleta de amostras. Os surtos foram sazonais e ocorreram durante o verão e outono. Em 17 pequenos rebanhos, de um total de 884 ovinos, 180 adoeceram (20,4%). Ovinos de todas as faixas etárias, da raça Texel e sem raça definida, foram acometidos. Entretanto, ovinos com menos de um ano de idade tiveram taxa de morbidade maior do que ovinos com um ano ou mais. Os sinais clínicos mais frequentes caracterizaram-se por anorexia, apatia, acentuada perda de peso, edema facial, envolvendo principalmente os lábios, e secreção nasal seromucosa e esverdeada. Edema pulmonar, necrose da musculatura cardíaca e esquelética e do músculo estriado do esôfago foram as lesões mais prevalentes. Erosões e úlceras no trato gastrointestinal superior e hemorragia na artéria pulmonar também foram comuns. O genoma do BTV foi detectado por meio da RT-PCR em amostras de sangue, baço e pulmão de 21 animais dos 17 surtos. O vírus envolvido no surto 3 foi isolado e pertence ao sorotipo 17, que pela primeira vez é descrito no Brasil. A sorologia foi realizada pelo método de imunodifusão em gel de ágar e demonstrou que 17 dos 20 bovinos que estavam em contato com os ovinos infectados soroconverteram ao BTV. Em síntese, nossos dados permitem concluir que o BTV é o agente causador dos surtos e indicam que a Região Central do RS é uma área de risco para a ocorrência de BT em ovinos, uma doença, até então, não reconhecida nessa região.

Page generated in 0.0678 seconds