• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1282
  • 48
  • 35
  • 34
  • 33
  • 33
  • 23
  • 9
  • 5
  • 5
  • 5
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 1348
  • 656
  • 288
  • 269
  • 225
  • 160
  • 159
  • 157
  • 142
  • 134
  • 127
  • 119
  • 106
  • 103
  • 96
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Uso de análise hierárquica de processo para definição de preferências e prioridades na tomada de decisões para a conservação da biodiversidade

SOUZA, Emanuelle Cordeiro Azevedo 21 February 2017 (has links)
Submitted by Pedro Barros (pedro.silvabarros@ufpe.br) on 2018-06-21T21:14:09Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Emanuelle Cordeiro Azevedo Souza.pdf: 3727756 bytes, checksum: b5c91bda908e6e49f95c3af496a85cb4 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-06-21T21:14:09Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Emanuelle Cordeiro Azevedo Souza.pdf: 3727756 bytes, checksum: b5c91bda908e6e49f95c3af496a85cb4 (MD5) Previous issue date: 2017-02-21 / FACEPE / A biodiversidade enfrenta uma crise de extinções e crescimento de pressões e ameaças pela ação do homem, tornando muitas vezes necessária a tomada de decisões imediatas e a priorização das ações para aplicação de recursos escassos. Para que estas decisões sejam eficientes, a participação de um público heterogêneo e a busca de consenso neste público é fundamental. Nesta pesquisa investigamos o processo de tomada de decisões e o estabelecimento de prioridades na conservação da biodiversidade sob o enfoque de diferentes públicos. Utilizando a Análise Hierárquica de Processos (AHP), procuramos 1) entender a influência do nível e área de formação e da experiência em gestão ambiental na escolha de prioridades para a conservação, e 2) buscar o consenso na priorização dos objetivos de Planos de Ação Nacionais para a Conservação e Manejo das Espécies Ameaçadas de Extinção (PAN). Em sua primeira parte, pessoas de diferentes áreas, níveis de formação, e experiência em gestão ambiental foram solicitadas a ranquear 10 ações conservacionistas aplicáveis a espécies ameaçadas. Os resultados mostraram que a tomada de decisões sofre influências diretas da formação acadêmica e experiência do participante, indicando que o investimento em capacitação destes públicos é capaz de gerar mudanças significativas na priorização das ações que cada um deles considera como mais importantes. Tal resultado destaca a necessidade de uma representatividade equitativa de cada tipo de público para a tomada de decisão em conservação da biodiversidade. Na segunda parte da pesquisa, especialistas ligados à elaboração dos PANs escolhidos ranquearam seus objetivos específicos. Os resultados indicam uma falta de congruência entre os objetivos identificados como prioritários nos PAN e na AHP. Um conjunto de objetivos comuns foi identificado como prioridade em mais de um PAN, indicando a existência de ações consensuais que são percebidas como efetivamente mais importantes. Destaca-se que objetivos prioritários identificados através da AHP não estão sendo realizados na prática, o que representa um descompasso entre a teoria e a prática para a conservação daquelas espécies ameaçadas. As incongruências observadas podem comprometer a execução de alguns dos objetivos gerais, prejudicando ou até inviabilizando a conservação das espécies-alvo destes documentos. Este estudo demonstrou que a técnica da AHP é útil para a identificação de prioridades e sua utilização deve ser estimulada quando do processo de tomada de decisões em conservação da biodiversidade. / The biodiversity is facing an extinction crisis and an increase of pressures and threats due to human actions, what often requires immediate decisions and prioritization of actions for the application of scarce resources. For these decisions to be effective, the participation of a heterogeneous public and the search for consensus among this public is fundamental. In this research we investigate the decision-making process and the establishment of priorities in the biodiversity conservation under the approach of different publics. While using Analytic Hierarchy Process (AHP), we searched for 1) a better knowledge on the influence of the graduation level and expertise area, and experience on environmental management in the decision-making process involving priorities for conservation, and 2) seek consensus in the prioritization of the Action Plans for Conservation and Managements of Threatened Species (PAN) objectives. In the first part, people with different graduation fields and levels or experience in environmental management were asked to rank 10 conservation actions applicable to endangered species. The results showed that the decision making process is influenced directly by the academic formation and experience of the participant, indicating that the investment in training of these audiences is capable of generating significant changes in the prioritization of the actions that each of them considers as more important. This result highlights the importance of an equitable representativeness of each type of public for decision-making in biodiversity conservation. In the second part of the research, specialists related to the formulation of the chosen PANs have ranked those PANs’ specific objectives. Results indicate a lack of congruence between the objectives identified as priorities in the PANs and in the AHP. A set of common objectives was identified as a priority in more than one PAN, indicating the existence of consensual actions that are perceived as effectively more important. We emphasize that primary objectives identified through AHP are not being accomplished in practice. The observed incongruities may compromise the execution of some of the general objectives, harming or even making the conservation of the target species unviable. This research demonstrated that the AHP technique is useful for the identification of priorities and its use should be stimulated in decision-making for biodiversity conservation.
2

Análise do esforço amostral para ecologia comportamental : onças pardas como exemplo /

Ribeiro, Juliana Maria. January 2014 (has links)
Orientador: Carlos Camargo Alberts / Banca: Sérgio Nascimento Stampar / Banca: Gelson Genaro / Resumo: A detecção de grandes carnívoros, como as onças - pardas ( Puma concolor) , é dificultada por apresentar em baixa densidade de indivíduos, além dos hábitos elusivos e de difícil observação. A técnica de amostragem através de métodos não invasivos, como as fezes, podem permitir acessar várias informações incluindo a identificação do animal, área de vida e comp osição da dieta , entre outras , usando técnicas moleculares. A possibilidade de utilizar as fezes como medida indireta para estudos de populações em projetos de gerenciamento e conservação de vida selvagem depende do sucesso da coleta das amostras orgânicas . Frente a isso, foi analisado o esforço amostral para a coleta das fezes de onça - parda com intuito de otimizar o tempo e custos no planejamento das ações em campo. F oram analisadas variáveis de cunho antrópico e abi ótico da área de estudo: distâ ncias en tre os locais de coleta de amostras com as lagoas, sedes e estradas; a pluviosi dade média do período de coleta; os intervalos de dias da última precipitação ; o intervalo entre as visitas e intervalos desde a última amostra encontrada. Em todas as trilhas percorridas houve a presença d e pegadas de onças - pardas, poré m em apenas algumas delas foram encontradas fezes. Dessa forma a marcação territorial desses animais pode estar relacionada aos fatores autoecológicos da própria onça - parda através das marcações químicas e físicas, além de fatores antrópicos e abióticos indicando preferência por locais próximos à s lagoas e mais isolados de grande movimentação humana. Foi possível , também , estimar um intervalo de dias que otimize as visitas a campo, com a média do número de dias do intervalo entre as visitas indicando entre 7 - 9 dias como um intervalo ótimo para visita s ao campo, com fins de encontrar fezes de onças - pardas e com a última amostra encontrada por volta de 20 dias antes. / Abstract: TThe detection of large carnivores such as the Puma ( Puma concolor ) , is hindered by the fact that they show low density, elusive habits and are hard to be seen. Sampling procedures via noninvasive methods, like using feces, can allow the access to a number of information regarding the behavioral ecology of the species, including the identity of each i ndividual - using DNA extraction - home range and diet . The use of feces as an indirect population measurement in wildlife management and conservation depends on the successful collection of them . Faced with this, we analyzed th e sampling effort to collect Pumas' feces in order to optimize time and cost in planning field actions . A nthropic and abiotic variables of the study area were analyzed: dista nces between sampling sites to ponds, farmhouse and roads; the average rainfall in the gathering period; time p eriod from the last rainfall; the period between visits and time interval from the last sample found. In all pathways there were trails of footprints from pumas , but feces were found only in specific spots. Thus, territorial marking by these animals, using chemical and physical patterns, may be due to ecological causes from the species itself , and anthropogenic and abiotic factors . This study indicat ed puma preference for locations close to ponds and those more isolated from human activity . It was also pos sible to estimate a range of days that optimizes the field visits, with the average number of days in the period between visits being 7 - 9 days as the optimal interval for field visits in the aim of finding puma feces. And it was establish ed that is most pr obable to find a sample when the last one has been found around 20 days before. / Mestre
3

Análise do esforço amostral para ecologia comportamental: onças pardas como exemplo

Ribeiro, Juliana Maria [UNESP] 01 August 2014 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-04-09T12:28:06Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2014-08-01Bitstream added on 2015-04-09T12:48:23Z : No. of bitstreams: 1 000814063.pdf: 1739194 bytes, checksum: 5c8305af26fb9bea8982272f23f1a178 (MD5) / A detecção de grandes carnívoros, como as onças - pardas ( Puma concolor) , é dificultada por apresentar em baixa densidade de indivíduos, além dos hábitos elusivos e de difícil observação. A técnica de amostragem através de métodos não invasivos, como as fezes, podem permitir acessar várias informações incluindo a identificação do animal, área de vida e comp osição da dieta , entre outras , usando técnicas moleculares. A possibilidade de utilizar as fezes como medida indireta para estudos de populações em projetos de gerenciamento e conservação de vida selvagem depende do sucesso da coleta das amostras orgânicas . Frente a isso, foi analisado o esforço amostral para a coleta das fezes de onça - parda com intuito de otimizar o tempo e custos no planejamento das ações em campo. F oram analisadas variáveis de cunho antrópico e abi ótico da área de estudo: distâ ncias en tre os locais de coleta de amostras com as lagoas, sedes e estradas; a pluviosi dade média do período de coleta; os intervalos de dias da última precipitação ; o intervalo entre as visitas e intervalos desde a última amostra encontrada. Em todas as trilhas percorridas houve a presença d e pegadas de onças - pardas, poré m em apenas algumas delas foram encontradas fezes. Dessa forma a marcação territorial desses animais pode estar relacionada aos fatores autoecológicos da própria onça - parda através das marcações químicas e físicas, além de fatores antrópicos e abióticos indicando preferência por locais próximos à s lagoas e mais isolados de grande movimentação humana. Foi possível , também , estimar um intervalo de dias que otimize as visitas a campo, com a média do número de dias do intervalo entre as visitas indicando entre 7 – 9 dias como um intervalo ótimo para visita s ao campo, com fins de encontrar fezes de onças - pardas e com a última amostra encontrada por volta de 20 dias antes. / TThe detection of large carnivores such as the Puma ( Puma concolor ) , is hindered by the fact that they show low density, elusive habits and are hard to be seen. Sampling procedures via noninvasive methods, like using feces, can allow the access to a number of information regarding the behavioral ecology of the species, including the identity of each i ndividual – using DNA extraction - home range and diet . The use of feces as an indirect population measurement in wildlife management and conservation depends on the successful collection of them . Faced with this, we analyzed th e sampling effort to collect Pumas’ feces in order to optimize time and cost in planning field actions . A nthropic and abiotic variables of the study area were analyzed: dista nces between sampling sites to ponds, farmhouse and roads; the average rainfall in the gathering period; time p eriod from the last rainfall; the period between visits and time interval from the last sample found. In all pathways there were trails of footprints from pumas , but feces were found only in specific spots. Thus, territorial marking by these animals, using chemical and physical patterns, may be due to ecological causes from the species itself , and anthropogenic and abiotic factors . This study indicat ed puma preference for locations close to ponds and those more isolated from human activity . It was also pos sible to estimate a range of days that optimizes the field visits, with the average number of days in the period between visits being 7 - 9 days as the optimal interval for field visits in the aim of finding puma feces. And it was establish ed that is most pr obable to find a sample when the last one has been found around 20 days before.
4

Influência relativa de parâmetros ambientais e espaciais na diversidade de anuros (Amphibia: Anura) dos Campos Gerais, Paraná, Brasil /

Crivellari, Lucas Batista. January 2012 (has links)
Orientador: Denise de Cerqueira Rossa Feres / Coorientador: Carlos Eduardo Conte / Banca: Fausto Nomura / Banca: Cinthia Aguirre Brasileiro / Resumo: Um dos principais desafios em ecologia de comunidades é fazer previsões em sistemas complexos onde organismos vivos interagem entre si através de uma sinergia de múltiplos fatores (bióticos e abióticos). Isso fica evidente em estudos de metacomunidades, quando consideramos que as comunidades não estão isoladas mas potencialmente interagindo através da dispersão das espécies. Neste contexto, somente com a avaliação da influência relativa de fatores ambientais e espaciais operando em várias escalas é possível identificar os mecanismos responsáveis pela estruturação e distribuição das espécies nas comunidades biológicas. Os Campos naturais presentes no estado do Paraná podem ser definidos como uma unidade fitogeográfica que apresenta cobertura predominantemente herbácea com elementos arbustivos e lenhosos (Estepes), interrompido por afloramentos rochosos e pela ocorrência de Floresta com Araucária, que aparece na forma de matas ciliares ou em capões isolados. Os Campos naturais estão entre os ecossistemas mais ameaçados do Brasil e sua anurofauna é praticamente desconhecida. O objetivo do presente trabalho é descrever a estrutura das comunidades de anuros nessa formação vegetal, avaliando o papel relativo de fatores ambientais (estrutura do hábitat local e da paisagem regional) e espaciais (posição geográfica dos corpos d'água) na estruturação das 12 comunidades, investigando a influência da heterogeneidade ambiental na diversidade (riqueza e abundância) de espécies de anuros. As amostragens foram realizadas por levantamento em sítio de reprodução e busca ativa, entre os meses de setembro de 2010 a março de 2011, sendo realizadas etapas de amostragem com duração de dez dias consecutivos. Ao todo foram amostrados 43 corpos d'água em quatro Unidades de Conservação de Campos Gerais em 30 dos quais... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: One of main challenges of community ecology is to make predictions about complex systems of living organisms, which potentially interact with each other. Species interactions itself may be influenced by a complex association of multiple factors (biotic and abiotic). This is clear in metacommunity studies, in which we consider that communities are not isolated but potentially interacting through the dispersion of species. In this context, only when we take into account environmental factors and space operating at different scales is it possible to identify the mechanisms responsible for the structure and distribution of species in biological communities. Natural grasslands in Paraná are a phytogeographic unit with predominantly herbaceous coverage with shrubs and woody elements, interrupted by rocky outcrops, and the Araucaria Forest, as riparian forests or isolated capons. These natural grasslands are among the most threatened ecosystems of Brazil and its amphibians are practically unknown. The aim of this study was to describe the structure of assemblages of anurans, evaluating the relative role of environmental (physical complexity of the local and landscape structure) and spatial factors on community structure. I also investigated the influence of environmental heterogeneity on the diversity (richness and abundance) of anurans species. Fieldwork was conducted during ten days in each study area between September 2010 and March 2011. Overall, I sampled 43 water bodies, 30 of which I collected environmental data. I used the technique survey at breeding sites as a method for sampling anurans. I recorded 36 species belonging to in ten families corresponding to 25% of the known amphibian richness for the State of Paraná. Our results show a clear difference in anuran... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
5

Padrões espaciais na biodiversidade de morcegos do novo mundo

Silva, Luciana Zago da January 2017 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Fernando C. Passos / Coorientador : Prof. Dr. Mauricio O. Moura / Texto em português e inglês / Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação. Defesa: Curitiba, 07/08/2017 / Inclui referências : f. 30-5 ; 55-63 / Área de concentração : Ecologia e conservação / Resumo: A compreensão dos padrões espaciais da biodiversidade e os processos que os modulam estão entre os objetivos mais antigos dos estudos ecológicos. Entretanto, a maioria dos estudos que tentam compreender estes padrões e processos são feitos apenas com uma medida de diversidade: a riqueza de espécies. A riqueza de espécies representa apenas uma dimensão da biodiversidade, sendo uma abordagem incompleta para se compreender os processos evolutivos e ecológicos que modulam esses padrões. O presente trabalho tem o objetivo de elucidar os possíveis processos envolvidos na determinação dos padrões espaciais da diversidade de morcegos do Novo Mundo sob abordagens com diferentes dimensões da biodiversidade. No primeiro capítulo, as dimensões taxonômica, filogenética e funcional da biodiversidade são abordadas simultaneamente. Com essa abordagem, nossos resultados apontaram a existência de regiões com diversidade funcional abaixo e acima do esperado pela diversidade filogenética e apresentaram padrões diferentes para as diferentes famílias de morcegos. Esses resultados estão relacionados principalmente a fatores espaciais e à variável ambiental temperatura média anual. Assim, estruturas geográficas, filtros ambientais e a conservação ou evolução de nicho parecem modelar sinergicamente os padrões de diversidade encontrados. No segundo capítulo abordamos a partição da beta diversidade filogenética em componentes de aninhamento e substituição de linhagens para os diferentes biomas do Novo Mundo. Essa abordagem apontou o aninhamento filogenético como principal fenômeno modelador da betadiversidade filogenética de morcegos do Novo Mundo. O agrupamento de biomas de acordo com suas dissimilaridades filogenéticas apontou a existência de três grandes grupos com mais de 50% de dissimilaridade. Um dos grupos é composto por biomas tropicais e subtropicais, um segundo grupo é composto por biomas temperados e mediterrâneos e um terceiro grupo é formado pelos biomas temperados mais frios. Assim, filtros ambientais parecem ser as principais forças atuantes na modulação das assembleias destes biomas. Além disso, esses resultados reforçam que limitações fisiológicas provavelmente são mais importantes que a habilidade de dispersão para a formação de assembleias de morcegos. Palavras-chave: Chiroptera; Macroecologia; Diversidade Funcional; Diversidade Filogenética; Betadiversidade. / Abstract: The understanding of spatial patterns of biodiversity and the process that module this patterns are between the oldest goals of ecological studies. However, most studies that try to understand these patterns and process are made only with one metric of diversity: the species richness. The species richness presents only one dimension of biodiversity and is an incomplete approach to the understand of evolutionary and ecological process that module these patterns. The present study aims to elucidate the possible patterns involved in the spatial patterns of New World bat diversity with different biodiversity dimensions approaches. At the first chapter the taxonomic, phylogenetic and functional biodiversity dimensions are addressed simultaneously. With this approach, our results pointed to the existence of regions with functional diversity lower and above the expected by phylogenetic diversity and the different bat families present different patterns. These results are related mainly to spatial factors and to the environmental variable annual mean temperature. Therefore, geographical structures, environmental filtering and the niche conservation or evolution seems to drive synergistically the diversity patterns we found. At the second chapter we addressed the phylogenetic beta diversity partition in nestedness and turnover components to the different New World biomes. This approach pointed the phylogenetic nestedness as the mainly driver of New World phylobetadiversity. The grouping of biomes according to their phylogenetic dissimilarities pointed the existence of three large groups with more than 50% dissimilarity. One of the groups is composed by tropical and subtropical biomes, a second group is composed by temperate and mediterranean biomes, and a third group is composed by the coldest temperate biomes. Therefore, environmental filters seem to be the mainly forces driving these biomes assemblages. Besides, these results reinforce that physiological constraint probably are more important than the dispersion ability to bat community assembly. Keywords: Chiroptera; Macroecology; Functional Diversity; Phylogenetic Diversity; Beta diversity.
6

Diversidade da entomofauna do refúgio de vida silvestre dos Campos de Palmas, Paraná, Brasil, com ênfase na família Syrphidae (Diptera)

Pereira, Adriana Couto January 2016 (has links)
Orientadora : Proª. Drª. Luciane Marinoni / Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Entomologia). Defesa: Curitiba, 29/04/2016 / Inclui referências : f.28-33;46-47;58-59;77-79;88-90;93-101 / Área de concentração : Entomologia / Resumo: Campos de Altitude são formações vegetacionais inseridos no bioma Mata Atlântica, em altitudes superiores a 1000m; nos estados da Região Sul, recebem o nome de Campos Sulinos. São formados em decorrência dos efeitos da altitude e do relevo, em condições peculiares, e apresentam elevado nível de endemismo devido ao isolamento das populações. A preservação dos campos nativos sempre foi relegada em detrimento à preservação de áreas florestais; dessa forma, pouco se conhece sobre a diversidade e os processos ecológicos que ocorrem nesse tipo de ambiente. No Paraná, a maior unidade de conservação (UC) de campos sulinos é o Refúgio de Vida Silvestre dos Campos de Palmas (RVS-CP), unidade criada em 2008 visando a preservação desse tipo de habitat na região centro sul do estado. O presente estudo compreende uma investigação sobre a entomofauna local, com ênfase em Syrphidae (Diptera). A família Syrphidae é abundante na entomofauna neotropical, brasileira e paranaense. Sua ocorrência já foi descrita anteriormente em algumas regiões do Estado, mas ainda não havia sido investigada no RVS-CP ou em suas cercanias. Foi realizado um levantamento da entomofauna através do uso de oito armadilhas Malaise, distribuídas em duplicata em quatro ambientes diferentes existentes na UC: interior de fragmento de mata, borda de mata, campo aberto e área onde foi retirado Pinus taeda. O material coletado foi analisado qualitativamente, quantitativamente, quanto à sazonalidade dos diferentes grupos e quanto ao processo de sucessão ecológica na área de retirada de P. taeda. Os resultados indicaram uma comunidade bastante rica e diversificada, tendo o ambiente de borda como mais propenso à coleta de amplo espectro para todos os níveis taxonômicos, mas apontando também grupos existentes apenas nos demais ambientes. Foram observados 11 novos registros de espécies de Syrphidae para o estado. O processo de sucessão ecológica tem se desenvolvido conforme o esperado, embora a análise de grupos taxonômicos de menor nível pareça ser bastante elucidativa para a compreensão do processo como um todo. Palavras-chave: Biodiversidade. Campos de altitude. Campos sulinos. Sucessão ecológica. / Abstract: Highland fields are vegetation formations inserted in the Atlantic Forest, at altitudes higher than 1000m; in southern states, are called Southern Fields. It is formed due to the effects of altitude and relief, in particular conditions, and has a high level of endemism due to the isolation of populations. The preservation of native grasslands has always been relegated in detriment of the preservation of forest areas; thus, little is known about the diversity and ecological processes that occurs in this type of environment. In Paraná, the largest conservation unit (UC) from southern fields is the "Refúgio de Vida Silvestre dos Campos de Palmas" (RVS-CP), a unit created in 2008 for the preservation of this habitat type in the south-center region of the state. This study comprises an investigation of the local insect fauna, with emphasis on Syrphidae (Diptera). The Syrphidae family is abundant in Neotropical, Brazilian and Paraná entomofauna. Its occurrence has been described previously in some regions of the state, but had not yet been investigated in the RVS-CP or its surroundings. A survey of insect fauna was performed by using eight Malaise traps, distributed duplicated in four different environments existing in UC: forest fragment interior, forest edge, open field and area where it was taken Pinus taeda. The collected material was analyzed qualitatively, quantitatively, about the seasonality of different groups, and about the ecological succession process in the area of removal of P. taeda. The results indicated a very rich and diverse community, with the border environment as more prone to broad spectrum collect for all taxonomic levels, although also identifying groups that exists only in other environments. Were observed 11 new records to the state of Syrphidae species. The ecological succession process has been developed as expected, although the analysis of lower level taxonomic groups seems to be quite informative for understanding the process as a whole. Keywords: Biodiversity. Highland fields. Southern fields. Ecological succession.
7

Morcegos neotropicais : padrões de riqueza, coocorrência e aninhamento

Bernardi, Itiberê Piaia January 2015 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Fernando de Camargo Passos / Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação. Defesa: Curitiba, 06/02/2015 / Inclui referências / Resumo: A notável diversidade de formas, adaptações morfológicas e hábitos alimentares, além de padrões e histórias biogeográficas únicas, fazem ordem Chiroptera um excelente modelo para estudos de biodiversidade. Tanto o gradiente latitudinal da riqueza, quanto padrões de coocorrência e o aninhamento das comunidades já foram testados e descritos para os quirópteros em diferentes escalas e ambientes, demonstrando que de maneira geral estes mamíferos obedecem ao padrão de diminuição da riqueza com o aumento da latitude, e, aumento da riqueza com a diminuição da latitude. Neste trabalho, dados obtidos na literatura, referentes à composição de 83 comunidades de morcegos neotropicais, foram utilizados com o objetivo de, detectar e descrever os padrões gerais de riqueza de espécies; verificar a existência de agrupamentos biogeográficos pela similaridade das comunidades; testar a ocorrência de um gradiente climático de riqueza e do aninhamento sobre as comunidades, e, com base no gradiente e no padrão de aninhamento das comunidades, testar a hipótese de que latitudinalmente poderia ser observado também um gradiente no grau de aninhamento entre as comunidades, com as comunidades mais pobres em espécies como subconjuntos das comunidades mais ricas; e, comunidades de maiores latitudes aninhadas dentro de comunidades das menores latitudes; além de testar as regras de montagem de comunidades com base em interações competitivas, verificando os padrões de associação entre os pares de espécies nas comunidades. Foram realizadas Análises de Regressão para verificar a ocorrência de gradientes de riqueza de espécies nas comunidades e separadamente para cada família. Análises de agrupamento (Cluster) a partir de uma matriz de similaridade baseada no índice de Jaccard foram utilizadas para testar a ocorrência de agrupamentos biogeográficos. A significância dos agrupamentos foi testada pela Análise de Similaridade (ANOSIM). O Escalonamento Multidimensional Não Métrico (NMDS) com sobreposição de Cluster foi utilizado para gerar mapas perceptuais dos agrupamentos de comunidades. Para verificar os padrões de coocorrência foram utilizados os índices C-Score e V-Ratio no software Ecosim. O aninhamento foi quantificado através da métrica NODF e da Temperatura no software Aninhado. A existência de um gradiente latitudinal no aninhamento das comunidades foi testado a partir da correlação linear não paramétrica de Kendal. Apenas 11 das 214 espécies presentes no banco de dados possuem registro para mais de 50% das comunidades analisadas, enquanto 41 espécies foram registradas em apenas uma comunidade. A análise de similaridade ao nível de 20% sugere seis agrupamentos para as comunidades de morcegos neotropicais. Estes agrupamentos foram confirmados pela ANOSIM (p < 0.001) e correspondem às sub-regiões e zonas de transição biogeográficas propostos para a Região Neotropical. Os NMDS demonstram uma tendência à especificidade das comunidades, apontando seis agrupamentos distintos ao nível de 20% de similaridade e 61 grupos ao nível de 50%. Foi observado que de maneira geral os morcegos neotropicais obedevem a gradientes latitudinais e climáticos de riqueza de espécies. Emballonuridae e Phyllostomidae, aumentam sua riqueza no sentido de regiões com menores latitudes, maiores temperaturas e regiões mais chuvosas. Moormopidae apresentou gradiente climático apenas em função da precipitação, aumentando sua riqueza em direção a regiões mais secas. Molossidae e Vespertilionidae parecem não obedecer nenhum dos gradientes testados. Os modelos nulos de coocorrência indicaram que as espécies tendem a coocorrer mais do que seria esperado ao acaso. Para as duas métricas utilizadas na análise aninhamento foram obtidos resultados significativos em ambos os algoritmos utilizados. Um gradiente latitudinal no aninhamento das comunidades também foi observado, estando as comunidades de latitudes menores aninhadas como subconjuntos das comunidades de latitudes maiores. / Abstract: The remarkable diversity of shapes, morphological adaptations and feeding habits, in addition to a singularity in the historical and biogeographical patterns, made the order Chiroptera na excellent model for diversity studies. Latitudinal gradients of species richness, as well as cooccurrence and nestedness patterns of communities, have been tested and described for bats at a variety of geographical and environmental scales, suggesting that bats respond to these patterns with a decrease in the richness at high latitudes and anincrease at low latitudes. Here, data from 83 neotropical bat communities were used for the following objectives: to detect and describe the general patterns of species richness in the Neotropical region; to describe the existence of biogeographical clusters through community similarity; to test the latitudinal and climatic gradient of species richness and the nested pattern of communities, with species-poor sites as subsets of the richer ones, as well as testing the hypothesis of the occurrence of a latitudinal gradient of nestedness, with communities at high latitudes nested within the low latitudes communities; and to test the assembly rules to verify the co-occurrence patterns and whether competitive interactions could be structuring these communities, with less cooccurrence of species pairs than expected by chance. Regression analyses were performed to compare the latitudinal gradient of species richness in the communities for all data base and for each family separately. Cluster analysis based on Jaccard's measure of dissimilarity was utilized to test whether communities correspond to biogeographical clusters. The significance of clusters was assessed through Analysis of Similarity (ANOSIM). Non-metric multidimensional scaling (NMDS) with cluster superposition was applied in order to generate perceptual maps of communities clusters. Co-occurrence patterns were testedwith C-Score and V-ratio metrics in Ecosim software. Nested pattern of communities was tested with NODF and Temperature metrics in Aninhado software. To test the latitudinal gradient of nestedness, ordination from nestedness analyses were used with the latitude of each community in a non-parametric Kendal's linear correlation test. Only 11 of all 214 species recorded in the data bank occurred in more than a half of the communities. On the other hand, 41 species were recorded only within one community. Cluster analysis with 20% of similarity suggested six biogeographical clusters for the Neotropical bat communities, which correspond to the sub-regions and the biogeographical transition zones of the Neotropical region. The NMDS shows a tendency of specificity for each community, with six clusters at 20% level of similarity and 61 clusters when the 50% similarity level was imposed. The clusters were supported by the ANOSIM (p < 0.001). A latitudinal and climatic gradients for all species richness were observed. Emballonuridae and Phyllostomidae had its richness increased towards the lower latitudes and both for temperatures and precipitation rates. Moormopidae had its climatic gradient related with the precipitation, increasing its richness towards the driest regions. By the other hand, gradientes for Molossidae and Vespertilionidae were not verified. Null models suggested less segregation between species pairs than expected by chance, indicating that competition seems not to play an important role on the incidence of species in the studiedcommunities. Both metrics of the nestedness analyses showed significance on its results, indicating the nested pattern of communities. A latitudinal degree of nestedness was also verified, with communities at high latitudes as subsets of the communities at low latitudes.
8

Homogeneização da ictiofauna : cientometria, hierarquização da hipótese e dinâmica do processo em reservatórios neotropicais

Daga, Vanessa Salete January 2017 (has links)
Orientador : Prof. Dr. João Ricardo Simões Vitule / Coorientador : Prof. Dr. Éder André Gubiani / Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Zoologia. Defesa: Curitiba, 15/03/2017 / Inclui referências : f. 125-143 / Resumo: A homogeneização biótica é definida como o aumento da similaridade taxonômica, funcional ou genética, entre duas ou mais biotas ao longo do tempo. Este processo tem sido detectado em diferentes ecossistemas e diversos grupos de organismos, em especial para peixes de água doce. Entretanto, sua dinâmica permanece pouco esclarecida, principalmente quanto às escalas espaciais e temporais utilizadas e os mecanismos determinantes: introdução de espécies não-nativas, extinção de espécies nativas e modificações ambientais. Nesse sentido, dada à importância desse processo, faz-se necessária a síntese dos dados quantitativos de diferentes estudos, com o objetivo de encontrar generalizações, identificar as lacunas e direcionar estudos futuros. Sendo assim, foi utilizada a abordagem cienciométrica e o método de hierarquização-de-hipóteses, através do qual o processo de homogeneização biótica foi dividido em sub-hipóteses mais específicas. As regiões zoogeográficas Neártica e Paleártica apresentaram o maior número de artigos publicados relacionados ao processo de homogeneização biótica em peixes de água doce. Houve um maior número de artigos publicados avaliando o processo de homogeneização em rios, lagos e reservatórios, enfatizando que especial atenção deve ser destinada à riachos. A maioria das sub-hipóteses apresentaram observações suportando a homogeneização biótica. Quanto às formas de homogeneização, a maior parte das observações foi para a homogeneização taxonômica, sendo esta suportada em amplas escalas espaciais e temporais. Além disso, ficou evidente a escassez de estudos avaliando a dinâmica do processo em escalas temporais e espaciais mais refinadas. Adicionalmente, buscando avaliar a dinâmica do processo em reservatórios Neotropicais, a quantificação da homogeneização biótica em diferentes escalas temporais e espaciais mostrou que, na escala interbacias ocorreu homogeneização biótica devido, principalmente, à introdução e estabelecimento das mesmas espécies não-nativas na maioira dos reservatórios (i.e. espécies com alta pressão de propágulos como tilápias). Enquanto em escala intrabacias foi detectada diferenciação biótica, devido ao estabelecimento de diferentes espécies não-nativas em cada reservatório e a extirpação de espécies nativas. Por fim, devido a falta de estudos quantificando a dinâmica da homogeneização funcional na região Neotropical, a qual possui a maior diversidade funcional para peixes de água doce, buscou-se um melhor detalhamento e distinção dos principais aspectos desse processo em reservatórios. Para tal, a dinâmica das mudanças na composição de espécies e atributos funcionais foi avaliada, considerando diferentes escalas temporais e espaciais. Na escala inter-ecoregiões, devido à introdução de espécies não-nativas com traços funcionais similares, e a perda de espécies nativas exibindo tanto traços similares como distintos, foi detectado o aumento da similaridade taxonômica (homogeneização taxonômica), enquanto ocorreu a diferenciação functional no primeiro período e, no último período a homogeneização funcional. Para a escala intra-ecoregião, para a maioria das ecoregiões avaliadas, foi detectada diferenciação taxonômica e functional, devido a introdução de diferentes espécies não-nativas, possuindo traços funcionais distintos. No entanto, nesta escala, para a ecoregião do Iguaçu, foi detectada diferenciação taxonômica enquanto houve homogeneização funcional, devido à extirpação de espécies nativas com traços funcionais distintos e, à introdução de diferentes espécies não-nativas funcionalmente redundantes. Palavras-chave: diversidade beta; invasões biológicas; diferenciação biótica; ictiofauna; homogeneização funcional. / Abstract: Biotic homogenization is defined as the increase in the taxonomic, functional or genetic similarity, between two or more biotas over time. This process has been detected in different ecosystems and several taxonomic groups, especially for freshwater fish. However, its dynamics remain unclear, mainly regarding the spatial and temporal scales used and the determining mechanisms: introduction of non-native species, extinction of native species and environmental modifications. In this sense, given the importance of this process, it is necessary to synthesize quantitative data from different studies, with the aim of find generalizations, identify gaps and conduct future studies. Thus, was used the scientometric approach and the hypothesis-hierarchical method, through which the biotic homogenization process was divided into more specific sub-hypotheses. The zoogeographic regions Nearctic and Palearctic presented the largest number of published articles related to the process of biotic homogenization in freshwater fish. There was a greater number of published articles evaluating the homogenization process in rivers, lakes and reservoirs, emphasizing that special attention should be directed to streams. Most of the sub-hypotheses presented observations supporting the biotic homogenization. Related to the forms of homogenization, most of the observations were to the taxonomic homogenization, which was supported in wide spatial and temporal scales. In addition, it was evident the scarcity of studies evaluating the dynamics of the process in more refined temporal and spatial scales. Additionally, in order to evaluate the dynamics of the process in Neotropical reservoirs, the quantification of biotic homogenization at different temporal and spatial scales showed that biotic homogenization occurred at the interbasin scale, mainly due to the introduction and establishment of the same non-native species in most reservoirs (i.e. species with high propagule pressure such as tilapia). Whereas at intrabasin scale the biotic differentiation was detected due to the establishment of different non-native species in each reservoir and the extirpation of native species. Finally, due to the lack of studies quantifying the dynamics of the functional homogenization in the Neotropical region, which possess the greatest functional diversity for freshwater fish, it was sought a better detailing and distinction of the main aspects of this process in reservoirs. For this, the dynamics of the changes in the species composition and functional attributes was evaluated, considering different temporal and spatial scales. In the inter-ecoregions scale, due to the introduction of non-native species with similar functional traits, and the loss of native species exhibiting each similar and distinct traits, the increase in the taxonomic similarity (taxonomic homogenization) was detected, whereas the functional differentiation occurred in the first period and, in the last period the functional homogenization. To the intra-ecoregion scale, for most ecoregions evaluated, the taxonomic and functional differentiation may be detected, due to introduction of different non-native species, with different functional traits. However, at this scale, to the Iguaçu ecoregion, taxonomic differentiation was detected while functional homogenization occurred, due to the extirpation of native species with distinct functional traits and, the introduction of different non-native species, which were functionally redundant. Keywords: beta diversity; biological invasions; biotic differentiation; ichthyofauna; functional homogenization
9

Agaricales (basidiomycota) em fragmentos de floresta estacional semidecidual no Oeste do Paraná, Brasil

Silva Filho, Alexandre Gonçalves dos Santos e January 2017 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Vagner Gularte Cortez / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Botânica. Defesa: Curitiba,30/01/2017 / Inclui referências : f. 167-189 / Resumo: Agaricales reúne fungos que produzem basidiomas predominantemente agaricoides, mas também abrangem formas gasteroides, secotioides, cifeloides, poroides, clavarioides e corticioides. No Brasil estão registradas atualmente 926 espécies, com numerosos registros na região sul, principalmente nos estados do Rio Grande do Sul e Paraná. No Paraná, mais de 600 espécies são mencionadas na literatura, porém os estudos se concentram em áreas de Floresta Ombrófila Mista e Densa. Com o objetivo de contribuir ao conhecimento da micobiota da Floresta Estacional Semidecidual do oeste do Paraná, o presente trabalho apresenta resultados do levantamento de Agaricales na região. As coletas foram realizadas entre Janeiro e Dezembro de 2015 no Parque Estadual de São Camilo, e Reserva Particular do Patrimônio Natural Fazenda Açú remanescente de Floresta Estacional Semidecidual, localizados nos municípios de Palotina e Terra Roxa, respectivamente. O estudo compreendeu análise morfológica (macroscópica e microscópica) e identificação dos espécimes, segundo a literatura especializada. Os espécimes foram preservados no Herbário do Campus Palotina (HCP) e os holótipos no Herbário do Departamento de Botânica (UPCB), ambos da Universidade Federal do Paraná. Foram analisados 578 espécimes, representando 76 espécies, distribuídas em 49 gêneros de 16 famílias. Clitocella pallescens e Panaeolus silvaticus são propostas como novas espécies para a ciência. Clitocella himantiigena é proposta nova combinação. Copelandia mexicana, Crepidotus mexicanus, Tricholosporum tropicale e Tubaria bispora são novos registros para a América do Sul. O gênero Clitocella é citado pela primeira vez no Brasil. Agaricus ochraceosquamulosus, Clitocella himantiigena, Gymnopilus chrysopellus, Leucoagaricus coerulescens, Marasmiellus atrosetosus e Rhodocybe galerinoides são novos registros para o Brasil. Agaricus endoxanthus, Crepidotus crocophyllus, Hohenbuehelia mastrucata, Lepiota lilacea, Leucocoprinus straminellus, Mycena euspeirea, Mycena holoporphyra, Pleurotus opuntiae e Psilocybe yungensis são novos registros para o Estado do Paraná. Outras 29 são novas ocorrências para Floresta Estacional Semidecidual do estado do Paraná. O grande número de espécimes coletadas assim como o de espécies identificadas demonstra que esse é um grupo bastante diverso nos estudos de diversidade de Fungos s.l. e também amplamente diverso nesse ecossistema. A continuidade desse estudo com ênfase em grupos pouco estudados deve revelar novos registros de espécies ainda desconhecidas para a região assim como novidades taxonômicas. Palavras-chave: Agaricomycetes, biodiversidade, Floresta Atlântica s.l., taxonomia / Abstract: Agaricales comprises mushrooms producing mostly agaricoid basidiomata, but other types are also included, as the gasteroid, secotioid, ciphelloid, poroid, clavarioid and corticioid. In Brazil, 926 species belonging to the Agaricales have been reported, with numerous records from South Brazil, especially from Rio Grande do Sul and Paraná States. From the State of Paraná, about 600 species are reported, although most of the studies surveyed areas of Mixed and Dense Ombrophilous Forests in the State. Aiming to survey the mycobiota from the Seasonal Semideciduous Forests from the western region of Paraná State, the present focused on the Agaricales. Fieldwork was carried on from January to December 2015, in two localities: Parque Estadual de Sâo Camilo, municipality of Palotina, and Reserva Particular do Patrimônio Natural Fazenda Açú, municipality of Terra Roxa. The investigation comprised morphological (macro-and microscopical) of the basidiomata, and taxonomic identification. Specimens were preserved at the Herbário of Campus Palotina (HCP) and holotypes at the Herbário of Departamento de Botânica (UPCB), both at the Universidade Federal do Paraná. All were 578 specimens were identified, comprising 76 species, 49 genera and 16 families. Clitocella pallescens and Panaeolus silvaticus are proposed as new species. Clitocella himantiigena is a new combination and the genus Clitocella is reported from the first time in Brazil. Copelandia mexicana, Crepidotus mexicanus, Tricholosporum tropicale, and Tubaria bispora are new records from South America. Agaricus cf. ochraceosquamulosus, Clitocella himantiigena, Gymnopilus chrysopellus, Leucoagaricus coerulescens, Marasmiellus atrosetosus and Rhodocybe galerinoides are new records from Brazil. Agaricus endoxanthus, Crepidotus crocophyllus, Hohenbuehelia mastrucata, Lepiota lilacea Leucocoprinus straminellus, Mycena euspeirea, Mycena holoporphyra, Pleurotus opuntiae and Psilocybe yungensis are new records from Paraná State. Other 29 taxa are reported for the first time in the Seasonal Semideduous Forest of western Paraná. The number of collected species, as well the number of identified taxa show that this is a diverse and ecologically significant group of fungi in this ecosystem. Further studies will reveal a more complex and numerous taxa, and the present research furnished a background for future studies. Key Words: Agaricomycetes, biodiversity, Atlantic Forest, taxonomy
10

Efeitos dos distúrbios antrópicos associados ao uso recreativo na fauna de praias : implicações para o manejo e conservação

Vieira, Jenyffer Vierheller January 2015 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Carlos Alberto Borzone / Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação. Defesa: Curitiba, 30/06/2015 / Inclui referências : f.136-141 / Resumo: A utilização das praias para fins recreativos vem crescendo em ritmo acelerado, e cada vez mais, estes ambientes estão submetidos à uma grande variedade de perturbações antrópicas que colocam em risco a biodiversidade e as funções ecológicas do ecossistema. Diante deste cenário, o presente trabalho averiguou os efeitos do pisoteio humano sobre populações de Ocypode quadrata Fabricius, 1787 (Crustacea: Decapoda, Ocypodidae) (Capítulo 1) e Bledius Leach, 1819 (Insecta: Coleoptera, Staphylinidae) (Capítulo 2), o impacto da remoção de detrito orgânico nas assembléias de artrópodes (Capítulo 3) e, por fim, validou as populações de O. quadrata e Bledius spp. como indicadores biológicos da qualidade das praias oceânicas (Capítulo 4). Setores praiais expostos a diferentes níveis de pressão recreativa localizados na praia Shangri-lá (Paraná, sul do Brasil) foram analisados em três períodos ('Antes', 'Durante' e 'Depois' a alta temporada de verão). O. quadrata apresentou um claro padrão espacial em todos os períodos: baixa abundância (adultos quase ausentes) no setor com alta pressão recreativa ao longo dos três verões analisados. Reduções drásticas na densidade de estafilinídeos adultos B. bonariensis Bernhauer, 1912 e B. fernandezi Bernhauer, 1939 e larvas foram detectadas no setor mais frequentado por usuários, especialmente nos períodos 'Durante' e 'Depois' da alta temporada de verão 2010/2011 e 2011/2012. Além disso, o setor de 'Alto uso' foi caracterizado pela ausência de estafilinídeos adultos B. hermani Caron e Ribeiro-Costa, 2007 em todas as amostragens. A avaliação dos efeitos da retirada de detrito orgânico, distúrbio associado à limpeza manual, nas assembléias de artrópodes do sul do Brasil e sudoeste da Espanha foi conduzida através de abordagem experimental em campo. A remoção do detrito causou um decréscimo na densidade de anfípodes talitrídeos e coleópteros (Cleridae, Nitidulidae, Tenebrionidae) nos tratamentos impactados. A recuperação dos artrópodes foi rápida, contudo o tempo de recuperação variou entre praias. Na validação das populações de O. quadrata e Bledius spp. como indicadores biológicos da qualidade das praias oceânicas do litoral do Paraná (sul do Brasil) foi ilustrado a aplicação no contexto físico e antrópico. Apesar da variabilidade física entre os doze setores analisados, a abundância de O. quadrata (adultos) apresentou correlação negativa significativa apenas com o índice do potencial recreativo. Dentre os estafilinídeos, B. hermani dominou na maioria dos setores. As características físicas possivelmente não explicam a variabilidade de estafilinídeos (adultos B. hermani e larvas) entres setores, portanto, a influência do fator antrópico não pode ser ignorada. A partir destas análises foi possível identificar setores prioritários à conservação, à recreação e de múltiplos usos e, consequentemente, propor diretrizes para a conservação e uso sustentável das praias da costa paranaense. Palavras chave: praia arenosa; invertebrados; pisoteio humano; detrito orgânico; gestão. / Abstract: The use of beaches for recreational purposes is growing at a fast pace, and these environments are increasingly being submitted to a large variety of anthropic disturbances that endanger biodiversity and ecological functions of ecosystems. Due to this scenario, the present study investigated the effects of human trampling on the populations of Ocypode quadrata Fabricius, 1787 (Crustacea: Decapoda, Ocypodidae) (Chapter 1) and Bledius Leach, 1819 (Insecta: Coleoptera, Staphylinidae) (Chapter 2), the impact of wrack removal on arthropods assemblagles (Chapter 3); and finally, validated the use of populations of O. quadrata and Bledius as biological indicators of ocean beach quality (Chapter 4). Thus, beach sectors exposed to different levels of recreational pressure located on the Shangri-la beach (Paraná, southern Brazil) were analyzed during three periods ('Before', 'During' and 'After' the Summer High Season). O. quadrata demonstrated a clear spatial pattern during all periods: low abundance (adults almost absent) in the sector with high recreational pressure along the three summers analyzed. Drastic reductions in the adult staphylinid density of B. bonariensis Bernhauer, 1912 and B. fernandezi Bernhauer, 1939 and larvae were detected in the more frequented sector, especially in the 'During' and 'After' periods the Summer High Season of 2010/2011 and 2011/2012. Moreover, 'High use' sector was characterized by the absence of B. hermani Caron e Ribeiro-Costa, 2007 in all samplings. The assessment of the effects of wrack removal, a disturbance associated with manual cleaning, on arthropod assemblages in southern Brazil and southwestern Spain was conducted through an experimental approach in the field. The reduction in availability of wrack debris caused a decrease in the density of the talitrid amphipods and coleopterans (Cleridae, Nitidulidae, Tenebrionidae) in the impacted treatments. Arthropod recovery was quick, but the recovery time varied between beaches. Validation of populations of O. quadrata and Bledius spp. as biological indicators of ocean beach quality along the coast of Paraná (southern Brazil) was illustrated the application in the physical and anthropic context. Despite the physical among the twelve sectors analyzed, O. quadrata (adults) abundance showed a significant negative correlation only with the potential recreation index. Among the staphylinids, B. hermani dominated most sectors. Physical characteristics might not explain staphylinid variability (adults B. hermani and larvae) among sectors, therefore the anthropic influence cannot be ignored. From these analyzes it was possible to identify priority areas for conservation, for recreation and multiple use, and consequently, propose guidelines for the conservation and sustainable use of the beaches along the coast of Paraná. Keywords: beach; invertebrates; human trampling; wrack debris; management.

Page generated in 0.0879 seconds