Return to search

Análise de custos para a produção de um kit Elisa para diagnóstico de tuberculose utilizando proteínas recombinantes

Resumo: A tuberculose é uma doença infecto-contagiosa que ainda hoje representa um grave problema de saúde pública. O conhecimento e aplicação das técnicas diagnósticas, bem como a correta interpretação dos seus resultados, são fundamentais para o rápido controle da doença. A introdução de métodos diagnósticos, sensíveis, precisos e de baixo custo pode contribuir para a diminuição do número de casos a nível mundial. Nos últimos tempos houve um grande avanço no desenvolvimento de testes imunodiagnósticos com o surgimento dos anticorpos monoclonais e o aprimoramento na analise e identificação dos principais antígenos responsáveis pela ativação do sistema imunológico na presença do agente causador da tuberculose. Tais antígenos podem ser preparados em larga escala por síntese protéica e tecnologia recombinante, aumentando a especificidade do teste. O objetivo deste trabalho foi analisar o custo de produção de um kit diagnóstico utilizando a proteína recombinante ESAT 6 de Mycobacterium tuberculosis bem como padronizar e avaliar o reconhecimento desta proteína recombinante por anticorpos séricos da classe IgG em pacientes portadores de tuberculose doença através de método imunoenzimático indireto (ELISA). Utilizou-se como controle positivo para esta análise amostras de soro de pacientes em início de tratamento, com diagnóstico confirmado pelos métodos convencionais de baciloscopia, cultura, raios-X e PPD. Verificou-se que a proteína recombinante ESAT 6 foi reconhecida pelos anticorpos IgG séricos destes pacientes e apresentou reprodutibilidade satisfatória quando utilizada como antígeno de reação em concentração de 500?g por cavidade, numa diluição de amostra de 1:25 e concentração do conjugado de 1:10000. O cálculo do custo de produção de um kit diagnóstico ELISA utilizando esta proteína recombinante apresentou um valor aproximado de R$ 0,18 por análise o que torna o teste altamente viável para ser implementado em saúde pública quando comparado com o custo dos testes utilizados rotineiramente.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:dspace.c3sl.ufpr.br:1884/28251
Date20 November 2012
CreatorsRocha, Sandrely Costa Machado
ContributorsSoccol, Vanete Thomaz, Universidade Federal do Paraná. Setor de Tecnologia. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia de Materiais e Processos
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Formatapplication/pdf
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFPR, instname:Universidade Federal do Paraná, instacron:UFPR
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0014 seconds