• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1702
  • 4
  • 3
  • Tagged with
  • 1709
  • 1709
  • 1709
  • 1709
  • 1432
  • 411
  • 302
  • 230
  • 198
  • 190
  • 179
  • 175
  • 163
  • 143
  • 140
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Discriminação salarial e segregação ocupacional: uma análise de gênero no mercado de trabalho paraibano (1995 2009).

Morais, Geraldo Borges de 14 October 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2015-05-08T14:44:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Arquivototal.pdf: 555504 bytes, checksum: c9895b7f02bf5cad7c5c75a6d8851245 (MD5) Previous issue date: 2011-10-14 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / The aim of this paper is to discuss and analyze the characteristics of the female workforce in the labor market Paraiba, seeking to identify changes in the profile of the hand labor of women and the inequalities that persist. It examines the role of the occupational distribution and gender discrimination in determining the wage gap between men and women in the economy of Paraiba. To perform the measurement of the dynamic profile of the workforce, labor and gender inequalities are used activity rates, sex ratios, segregation ratios and the application of the wage decomposition using the econometric model of Blinder-Oaxaca (1973), calculated from the microdata, raised in the National Research by Household Sample/PNAD, the Brazilian Institute of Geography and Statistics/IBGE, the period between 1995 and 2009. The results show that occupationalsegregation has increased, while the percentage of the difference in income from discrimination is decreasing, and currently accounts for approximately 66% of the wage gap. In general, the labor market Paraiba, women are segregated in jobs more precarious work and have paid less than men, not explained by productive attributes. / O objetivo deste trabalho é discutir e analisar as características da força de trabalho feminina no mercado de trabalho paraibano, procurando identificar as mudanças no perfil da mão-de-obra feminina e as desigualdades que persistem. Investiga-se o papel da distribuição ocupacional e da discriminação de gênero na determinação do hiato salarial entre homens e mulheres na economia paraibana. Para realizar a mensuração da dinâmica do perfil da mão-de-obra e das desigualdades de gênero utilizam-se taxas de atividade, razões de sexo, índices de segregação e a aplicação da decomposição salarial através da utilização do modelo econométrico de Oaxaca-Blinder (1973), calculados a partir dos microdados, levantadas nas Pesquisas Nacionais por Amostra de Domicílios/PNADs, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/IBGE, no período compreendido entre 1995 e 2009. Os resultados mostram que a segregação ocupacional tem se elevado, enquanto o percentual da diferença de rendimentos provenientes da discriminação está diminuindo, e atualmente é responsável por aproximadamente 66% do hiato salarial. Em geral, no mercado de trabalho paraibano, as mulheres estão segregadas em postos mais precários de trabalho e possuem remuneração inferior aos homens, não explicadas pelos atributos produtivos.
2

Dois ensaios sobre a questão da convergência de renda no Brasil

Guimarães, Pablo Miranda 19 April 2012 (has links)
Submitted by Renata Lopes (renatasil82@gmail.com) on 2016-05-20T15:01:53Z No. of bitstreams: 1 pablomirandaguimaraes.pdf: 1129502 bytes, checksum: 5e2a7668b19414744e2462f3c37afc5b (MD5) / Approved for entry into archive by Adriana Oliveira (adriana.oliveira@ufjf.edu.br) on 2016-07-02T11:23:35Z (GMT) No. of bitstreams: 1 pablomirandaguimaraes.pdf: 1129502 bytes, checksum: 5e2a7668b19414744e2462f3c37afc5b (MD5) / Made available in DSpace on 2016-07-02T11:23:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 pablomirandaguimaraes.pdf: 1129502 bytes, checksum: 5e2a7668b19414744e2462f3c37afc5b (MD5) Previous issue date: 2012-04-19 / A análise do crescimento econômico regional e a sua dinâmica temporal-espacial exercem um papel fundamental na tomada de decisão de políticas públicas. O primeiro ensaio aborda a questão da sensibilidade dos valores do coeficiente β de convergência a diferentes escalas das unidades subnacionais no contexto do Problema da Unidade de Área Modificável (MAUP). Houve a constatação do problema de escala espacial tanto em termos de magnitude dos valores de β quanto em termos de níveis de significância estatística. O segundo ensaio adota a análise multinível espacial com o objetivo de constatar a influência das variáveis de infraestruturas econômicas na convergência de renda, bem como de averiguar se a questão do problema de escala espacial poderia ser solucionada. Os resultados obtidos mostraram que a infraestrutura rodoviária exerce influência na determinação da convergência de renda municipal. Todavia, a análise multinível espacial não foi capaz de solucionar a sensibilidade dos coeficientes β de convergência a modificações nas escalas espaciais. / The analysis of regional economic growth and its spatio-temporal dynamics exert a key role on the decision-making of public policies. The first essay is aimed at analyzing the issue about the sensitivity of the values of beta to different scales of subnational units. The results reveal that there is a scale problem in the income convergence analysis both in terms of the coefficient values and in terms of statistical significance. The second essay aims to adopt the spatial multilevel analysis to address the influence of economic infrastructure stocks on the income convergence, as well as to check if the scale problem is solved. The results showed that the road infrastructure has actually impact on the income convergence at the city level. Nevertheless the spatial multilevel analysis was not able to solve the sensitivity of the beta values to different spatial scales.
3

Crescimento econ?mico da ?ndia antes e depois das reformas de 1985/1993

Barbosa, Marcel Jaroski 27 May 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2015-04-14T14:26:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 402057.pdf: 1112841 bytes, checksum: 53ec5469e9352ec0d8da568602696d3b (MD5) Previous issue date: 2008-05-27 / Analisa-se as transforma??es da economia indiana nas ?ltimas d?cadas ? luz das reformas econ?micas dos anos de 1980 e 1990. Elas possibilitaram superar um longo per?odo de relativa estagna??o, alcan?ando expressivas taxas de crescimento econ?mico. Durante o imp?rio mongol, a ?ndia possu?a um grande setor t?xtil, mas ao longo da domina??o brit?nica o pa?s desindustrializou-se e regrediu ? fase agr?cola. A industrializa??o foi retomada ap?s 1947 e at? meados da d?cada de 1980 a ?ndia foi conduzida por pol?ticas intervencionistas. O Estado desempenhou fun??es destinadas ? iniciativa privada. Como resultado, entre 1950 e 1980, a ?ndia cresceu apenas 3,6% ao ano, em m?dia. Diante deste cen?rio, deu-se in?cio em meados nos anos de 1980 a primeira onda de reformas liberalizantes; posteriormente, nos primeiros anos da d?cada seguinte, implementou-se a segunda onda de reformas. Embora elas se diferenciassem quanto ? intensidade, ambas tinham por objetivo diminuir a interfer?ncia do governo na economia e possibilitar a abertura econ?mica da ?ndia. Assim, deste ent?o, norteado por uma pol?tica de crescimento econ?mico voltado para fora, a ?ndia cresceu, em m?dia, 4,6% ao ano na d?cada de 1980, passando para 5,7% nos anos de 1990 e para 6,7% entre 2000/2007. Todavia, essas reformas n?o foram as ?nicas causas do crescimento econ?mico acelerado: deve ser acrescentado tamb?m mudan?as de ordem pol?tica e institucional. Mas, para sustentar o atual desempenho econ?mico ser? preciso resolver gargalos de infra-estrutura, eliminar o d?ficit fiscal, reformar as leis trabalhistas e modernizar o setor financeiro. Diante disso, conclui-se que h? necessidade de realiza??o de uma terceira onda de reformas para resolver os referidos entraves. Embora o crescimento econ?mico exija grandes esfor?os do governo e da sociedade indiana, a sustentabilidade e o desenvolvimento econ?mico s?o plenamente ating?veis.
4

O desenvolvimento do Chile das reformas econ?micas de 1973 a 2006

Morel, Blanca Lila Gamarra 05 September 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2015-04-14T14:26:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 406199.pdf: 286122 bytes, checksum: f20fcd492f44b8eacdfc48c71af8a60e (MD5) Previous issue date: 2008-09-05 / Neste trabalho analisar-se-? o desenvolvimento do Chile, destacando-se as reformas econ?micas ocorridas a partir 1973, in?cio do governo de Augusto Pinochet. Inicialmente, realizou-se revis?o te?rica sobre crescimento e desenvolvimento econ?mico, com ?nfase na teoria da base de exporta??o, visto que atualmente o Chile conseguiu alcan?ar os n?veis de crescimento e desenvolvimento semelhantes a pa?ses desenvolvidos, fundamentalmente atrav?s da abertura comercial, privatiza??es, desregulamenta??o econ?mica, etc. A an?lise relativa ao prop?sito do trabalho dividiu-se em duas etapas. A primeira compreende a d?cada de 1950 at? 1973. Nessa fase, houve forte influ?ncia da CEPAL e ficou registrado na literatura econ?mica como o per?odo de economia fechada. Por conseguinte, analisou-se o per?odo entre 1973 e 2006, tendo como ?nfase o governo Pinochet (1973 a 1989), quando houve uma ruptura do modelo econ?mico seguido at? ent?o, passando a adotar caracter?sticas de economia aberta, atrav?s de reformas estruturais de cunho neoliberal. Por fim, conclui-se que o Chile antecipou em quase duas d?cadas as reformas econ?micas de cunho neoliberal, que foram realizadas por outros pa?ses latino-americanos a partir de meados da d?cada de 1990. Este foi o fator decisivo para que o Chile se diferenciasse dos demais pa?ses da Am?rica Latina, demonstrando maior sustentabilidade nas taxas de crescimento econ?mico e equidade social, credibilidade internacional, fortalecimento das institui??es, infra-estrutura, etc.
5

Aglomera??es industriais inovadoras no Brasil : um estudo sobre a constru??o de ?ndices de concentra??o espacial para os munic?pios brasileiros e correla??es com vari?veis representativas do ac?mulo de conhecimento

Dal Maso, Tamara Ribeiro 23 March 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2015-04-14T14:26:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 346968.pdf: 1244657 bytes, checksum: d7a5548e648257637c644b66a5533fb0 (MD5) Previous issue date: 2006-03-23 / O objetivo geral desta disserta??o ? discutir as metodologias que podem identificar as aglomera??es industriais, para, posteriormente, serem aplicadas ao caso brasileiro e determinar os clusters inovadores em n?vel municipal. Tamb?m se prop?e investigar a correla??o entre os clusters inovadores identificados e o ac?mulo espacial do conhecimento, este medido por uma s?rie de indicadores municipais. O desenvolvimento do trabalho implica, primeiramente, a identifica??o dos clusters de m?dia e alta tecnologias no Brasil pela metodologia do ?ndice de Concentra??o. Num segundo momento, selecionam-se diversos indicadores em n?vel municipal, tais como escolaridade, ocupa??o da m?o-de-obra, institui??es e cursos, para representarem a dota??o de conhecimento espacial. Sobre este conjunto de indicadores aplica-se a t?cnica da An?lise de Componentes Principais para verificar sua correla??o com os munic?pios especializados em atividades inovadoras.
6

Medidas de efici?ncia t?cnica e de escala na agroind?stria av?cola e nos produtores integrados de frango : caso Perdig?o S/A

Scheeren, Luis Augusto Wagner 27 April 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2015-04-14T14:26:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 411887.pdf: 1742963 bytes, checksum: 877ee23203e4f05a11132bf69f05ad86 (MD5) Previous issue date: 2009-04-27 / Este estudo teve como objetivo avaliar a efici?ncia t?cnica e de escala da agroind?stria Perdig?o S/A e seus produtores integrados de frango. Tamb?m foi objeto secund?rio identificar as unidades industriais que possuem inefici?ncia na gest?o dos fatores que limitam a expans?o da atividade, identificando os principais fatores que explicam as diferen?as de efici?ncia da produ??o entre as unidades industriais e seus produtores integrados de frango. Atrav?s do m?todo Data Envolopment Analysis (DEA) pressupondo retornos constantes e vari?veis ? escala com orienta??o ao insumo, o estudo determinou a efici?ncia t?cnica, unidades de refer?ncia (benchmark), intensidade da contribui??o de cada unidade de refer?ncia na forma??o do alvo, proje??es para inputs, efici?ncia de escala e compara??o de indicadores t?cnicos da empresa com os resultados de efici?ncia t?cnica obtidos no estudo. Os resultados evidenciam o arranjo ideal dos fatores (minimiza??o dos insumos) por agroind?stria e seus produtores integrados de frango, para a maximiza??o da produtividade
7

Novas e velhas abordagens da teoria da escolha e da utilidade

Wagner, Sergio Artur Luz 17 July 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2015-04-14T14:26:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 416792.pdf: 1365944 bytes, checksum: c5ed8d99321c4a4e6b4aeff693231c1e (MD5) Previous issue date: 2009-07-17 / At? pouco tempo havia apenas um posicionamento frente o dilema da escolha envolvendo o risco, que era baseado no processo do indiv?duo racional. Atualmente, com novas t?cnicas de compreens?o do risco e principalmente do complexo instituto da incerteza, j? ? poss?vel de se delimitar o que leva as pessoas a decidirem e a se equivocarem em alguns processos de decis?o. Neste trabalho apresentaremos um pequeno resumo hist?rico dos processos, visando certa linha de pensamento, no que tange aos mecanismos de escolha, e sucessivamente vem sendo aprimorado com a interpreta??o de fen?menos que antecipadamente, n?o eram considerados relevantes o que neste caso se refere a Teoria da Perspectiva (Prospect Theory), de Daniel Kahnemann e Amos Tversky. Em vista desta teoria, uma das principais refer?ncias ao estudo dos mecanismos de risco e incerteza ? a re-interpreta??o da medida. A exist?ncia de um hiato entre as duas teorias estudadas, EU Utilidade Esperada e NEU Utilidade N?o Esperada, certifica o quando para o fen?meno da escolha, a possibilidade antecipada de defini??o do risco ? importante. Na EU as escolhas envolvem um tra?ado axiom?tico Neocl?ssico consistente com a concep??o filos?fica de risco. Para a NEU, e necessariamente para a Teoria da Perspectiva, o processo de escolha ocorre principalmente no que se delimita por Heur?sticas de Decis?o. Ambas as teorias v?em o ser humano por dois enfoques bastante claros. A primeira, EU, percebe o ato humano como caracter?stica de um conjunto l?gico de procedimentos. N?o havendo obedi?ncia a estes atributos, n?o haveria a constitui??o de um projeto de felicidade, de bem estar como subjetivos da escolha racional. Para a NEU o indiv?duo ? visto como um agregado, onde a soma de componentes assess?rios subjetivos, n?o necessariamente necessita representar a m?xima felicidade, na Teoria EU, mas que demonstrem as verdadeiras faces daquilo que representa a Utilidade, a escolha e seu risco inerente. Em nosso trabalho ainda incorremos na t?nue rela??o entre risco e incerteza. Estas rela??es s?o apresentadas como diferen?as controversas em cada uma das Teorias analisadas, e principalmente, como elas interferem nos mecanismos de constru??o da Teoria da Perspectiva.
8

Financeiriza??o e acumula??o de capital no Brasil

Castelo Branco, Iracema Keila 30 September 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2015-04-14T14:26:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 426899.pdf: 828317 bytes, checksum: 1c78ea627c8b7ed55c4c510f04fea926 (MD5) Previous issue date: 2010-09-30 / Esta disserta??o apresenta um estudo da rela??o entre financeiriza??o e acumula??o de capital fixo para o Brasil entre 1995 e 2007. As pol?ticas neoliberais de desregulamenta??o dos mercados e a liberaliza??o dos capitais possibilitaram o crescimento da valoriza??o do capital na esfera financeira. Com o surgimento dos investidores institucionais e da governan?a corporativa, as empresas passaram a ter uma gest?o voltada ? maximiza??o do valor do acionista com implica??es nas decis?es de investimento em acumula??o de capital fixo. Os resultados do modelo econom?trico estimado pelo m?todo GMM proposto por Arellano e Bond revelaram uma rela??o negativa entre a financeiriza??o e o investimento real para uma amostra de 209 empresas n?o-financeiras. Essa rela??o pode ser explicada por duas raz?es. Primeiro, as oportunidades de elevado lucro financeiro levariam a um crescimento dos investimentos financeiros, resultando em redu??o dos investimentos produtivos. Segundo, os aumentos nos pagamentos financeiros sob a forma de juros e dividendos diminuem os fundos dispon?veis para investimento em acumula??o de capital fixo.
9

Determinantes da pobreza e din?mica dos rendimentos nas regi?es metropolitanas do Brasil no per?odo de 1995 a 2009

Carneiro, Douglas Mesquita 19 March 2013 (has links)
Made available in DSpace on 2015-04-14T14:27:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 450535.pdf: 792223 bytes, checksum: 3130b1b89c8c8b0dc77ddaf5d00faeec (MD5) Previous issue date: 2013-03-19 / This research aims to study the determinants of poverty and the income dynamics in the metropolitan regions of Brazil from 1995 to 2002 and from 2003 to 2009. It is organized in two essays, using data from the National Household Sample Survey (PNAD). At first, is analyzed the behavior of poverty according to its macrodeterminants, growth and inequality, in the metropolitan regions of Brazil , thereby using the temporal and spatial Shapley decomposition, proposed by Shorrocks (1999). The measurement of poverty was through the family of FGT indices (Foster, Greer and Thorbecke, 1984), using two poverty lines. The results showed small changes in poverty levels in the period 1995-2002, and the inequality component was the main determinant of the observed changes. The following period, 2003-2009, differs from the previous because it presents a declining trend in poverty indicators for all metropolitan areas, the growth component was the main determinant of this trajectory, despite income inequality also declined. As regards the spatial analysis of decomposition of poverty there were changes in the spatial pattern. There were differences in the decreasing levels of poverty between metropolitan areas. In the second essay we investigate the dynamics of income in Brazil in the same periods. Therefore, we use the decomposition of income into permanent and transitory components, proposed by Gottschalk and Moffitt (1994). Given the nature of the database, we built a pseudo panel with cohorts defined from the year of individual birth. The results indicated a transitory component higher in the initial period, accompanied by a drop in income and little change in the index of income inequality. The following period presented a different situation, with the permanent component higher, together with a rise in income and a significant improvement in income distribution. / A presente disserta??o de mestrado estuda os determinantes da pobreza e a din?mica dos rendimentos no Brasil de 1995 a 2002 e 2003 a 2009 atrav?s de dois ensaios, utilizando para tanto informa??es da Pesquisa Nacional por Amostra de Domic?lio (PNAD). No primeiro, ? analisado o comportamento da pobreza frente a seus macrodeterminantes, crescimento e desigualdade de renda, nas regi?es metropolitanas do Brasil, para isso foi utilizado a decomposi??o temporal e espacial de Shapley, metodologia esta proposta por Shorrocks (1999). A mensura??o da pobreza foi tratada a partir da fam?lia de ?ndices FGT (Foster, Greer e Thorbecke, 1984), fazendo uso de duas linhas de pobreza. Os resultados mostraram pouca varia??o nos n?veis de pobreza no per?odo de 1995-2002, sendo que neste, a desigualdade foi o principal determinante da mudan?a verificada nos n?veis da pobreza. O per?odo seguinte, 2003-2009, difere do anterior, pois apresenta tend?ncia de queda nos indicadores de pobreza para todas as regi?es metropolitanas, sendo o componente crescimento o principal determinante de tal trajet?ria, n?o obstante a desigualdade de renda tamb?m diminuiu. A respeito da an?lise espacial de decomposi??o da pobreza verificaram-se altera??es no padr?o espacial, com diminui??o das diferen?as dos n?veis pobreza entre as regi?es metropolitanas. No segundo ensaio se investiga a din?mica de rendimentos no Brasil nos mesmos per?odos. Para tanto, utilizou-se da decomposi??o de rendimentos em componentes transit?rio e permanente, proposta por Gottschalk e Moffitt (1994). Dado a natureza da base de dados, foi constru?do um pseudo painel com coortes definidas a partir do ano de nascimento dos indiv?duos. Os resultados apontaram um componente transit?rio mais elevado no per?odo inicial, 1995-2002, acompanhado de queda nos rendimentos e pouca altera??o no ?ndice de desigualdade de renda. J? o per?odo seguinte, 2003 a 2009, apresentou situa??o distinta, com o componente permanente sendo superior, juntamente com uma eleva??o dos rendimentos e melhora expressiva na distribui??o da renda.
10

Teoria do prospecto e as diferen?as de comportamento perante o risco entre g?nero, escolaridade e idade

Falleiro, Marcos Paulo da Silva 19 March 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2015-04-14T14:27:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 458451.pdf: 1461968 bytes, checksum: d61f656281e35811834574d24345e237 (MD5) Previous issue date: 2014-03-19 / This study investigates whether there are differences on risk behavior between men and women, between different levels of education and between ages. For this purpose, it makes use of Kahneman and Tversky (1979) and Tversky and Kahneman s (1992) prospect theory, which is part of the behavioral economics area, and estimates the parameters of the utility function and of the probability weighting function that denote how individuals give value (or utility) to concrete outcome and how they interpret probabilities. To obtain the certainty equivalents necessary to the estimation, an experiment was realized with students and professors of undergraduate and graduate courses at PUC-RS. This experiment consisted in a application of a dynamic questionnaire in which the participants should indicate their preferences between a bet and a sure gain. This process was repeated six times to each bet, making it possible to surround the equivalent certainties of each of the bets, without the need to ask directly its value to the participants. The questionnaire was developed in a spreadsheet software and consisted in 42 questions, being 6 bets crossed with 7 different probabilities (moreover, 3 questions were repeated to check for consistency). The methodology used in the experiment is partly new and partly extracted from Gonzalez and Wu (1999). The results are not definitive, but point in the direction on the existence of important differences of risk behavior between the researched groups. Accordingly, some hypotheses can be considered that explain the results: women would be more risk averse than men because they weight probabilities less linearly; a higher education would indicate a better understanding of probabilities, that takes to a decreasing in risk seeking; and last, a higher age would cause an increasing in risk aversion because it decreases the attractiveness of the monetary outcomes involved. / Este estudo investiga se existem diferen?as de comportamento perante o risco entre homens e mulheres, entre n?veis de escolaridade diferentes e entre idade. Para esse prop?sito, faz uso da teoria do prospecto de Kahneman e Tversky (1979) e Tversky e Kahneman (1992), a qual ? parte da ?rea de economia comportamental, para estimar os par?metros da fun??o utilidade e da fun??o pondera??o das probabilidades que denotam como indiv?duos atribuem valor (ou utilidade) a resultados concretos e como interpretam probabilidades. Com o intuito de obter os equivalentes de certeza necess?rios ? estima??o, foi realizado um experimento junto aos alunos e professores da gradua??o e p?s-gradua??o da PUC-RS. Esse experimento consistiu na aplica??o de um question?rio din?mico no qual os participantes deveriam indicar sua prefer?ncia entre uma aposta e um ganho certo. Esse processo foi repetido seis vezes para cada aposta, tornando poss?vel cercar os equivalentes de certeza referentes ?s apostas, sem a necessidade de perguntar diretamente seu valor aos participantes. O question?rio foi desenvolvido num programa de planilha de c?lculo, e consistiu em 42 quest?es, sendo 6 apostas cruzadas com 7 probabilidades diferentes (al?m disso, 3 quest?es foram repetidas para averiguar consist?ncia). A metodologia usada no experimento ? em parte nova e em parte extra?da de Gonzalez e Wu (1999). Os resultados n?o s?o definitivos, mas apontam na dire??o de exist?ncia de relevantes diferen?as de comportamento perante o risco entre os grupos pesquisados. Nesse sentido, algumas hip?teses podem ser consideradas como explicativas dos resultados: as mulheres seriam mais avessas ao risco que os homens porque ponderariam as probabilidades de forma menos linear; uma maior escolaridade indicaria um melhor entendimento das probabilidades, o que levaria a uma diminui??o da busca pelo risco; e, por ?ltimo, uma idade mais alta provocaria um aumento da avers?o ao risco porque diminuiria a atratividade nos valores monet?rios envolvidos.

Page generated in 0.0225 seconds