• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 262
  • 2
  • Tagged with
  • 264
  • 264
  • 186
  • 173
  • 75
  • 57
  • 56
  • 56
  • 50
  • 44
  • 43
  • 38
  • 35
  • 34
  • 33
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Intranet: compondo a rede autopoiética da organização complexa

Rech, Jane January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:45:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000389725-Texto+Completo-0.pdf: 2855030 bytes, checksum: d181e40b39951426ee2aaa1705a0016a (MD5) Previous issue date: 2007 / Since its creation, in the 90s, the Intranet corporative net that uses the technology and the infrastructure of communicationof data of the Internet for the internal communication of the own company and/or for the independent communication of the physical localization of its departments and/or divisions has conquered each time more space and importance in the contemporary companies. The peculiarities of its configuration seem to promote new alternatives of properties that can represent transformations and advances for the communication processes, constituted of an excellent subject for research. The objective of this study is to discuss and to understand the constitution of the Intranet conceived, in the scope of the mediatized organizational communication, as a place of emergent communication processes, and assumed as a component of the autopoietics net of the complex organization. It is, therefore, an investigation about the delicate relations between Culture, Knowledge and Communication, in the company, having the employee subject as joint point. The corpus to make it scientific, in the scope of this thesis, are the speech of the subjects (employees expressing themselves by means of production of meaning via oral speech, in a situation of interview), that frequently use the Intranet and also the speech of the employee subjects that are responsible for the production and update of contents and devices of the Intranet, of two searched plants, a Brazilian and a French one. The theoretical recital is based on Morin, assuming, as Method, the Paradigm of the Complexity. The socialcultural practices and the communicational ones of the Intranet are thought from the notion of Autopoiesis of Maturana. Hence a qualitative research is carried through, according to Bauer and Gaskel, endorsed in case study, according to Yin. The content analysis, consisted of two interpretative movements, is inspired in the qualitative textual analysis, proposed by Moraes. The first Interpretative Movement searches to understand how the dimensions of the Autopoiesis (Autonomy, Circularity and Selfreference) are constituted and are expressed in each one of the investigated companies. The Second Interpretative Movement investigates how the dimensions of Complexity (Communication, Culture and Knowledge) are constituted and are expressed in the respective companies. The results point that among other aspects, the Intranet, as an element that favors the incessant integration of the subjects with the context in which they live their daily routine in the company. From two dynamic processes in constant change, the one of the employees and the one of the company, a congruence relation appears mediated by the Intranet that perpetuates and is perpetuated by the organizational culture. The capillarization of the Intranet (understood as a space of generation and circulation of communication, culture and knowledge) by the body of the company, and the appropriation use that the employees make of it, generates cocreation relations or the continuous autopoietics reconstruction of the enterprise ambience. Finally, the research points that it there is not only a way of use and appropriation of the Intranet. On the contrary, that is going to depend on what each company wants the Intranet to be, in its context, that is, from a simply way to improve the internal communication, to an ampler space of information exchange, management of working processes and management of the creation of the knowledge of the/in the company / Desde a sua criação, na década de 90, a Intranet – rede corporativa que utiliza a tecnologia e a infraestrutura de comunicação de dados da Internet para a comunicação interna da própria empresa e/ou para a comunicação independente da localização física de seus departamentos e/ou divisões – tem conquistado cada vez mais espaço e importância nas empresas contemporâneas. As peculiaridades de sua configuração parecem suscitar novas alternativas de propriedades, que podem representar transformações e avanços para os processos de comunicação, constituindose em um tema relevante para pesquisa. Este estudo tem como objetivo discutir e compreender a constituição da Intranet concebida, no âmbito da comunicação organizacional midiatizada, como lugar de processos comunicacionais emergentes, e assumida enquanto componente da rede autopoiética da organização complexa. Trata-se, portanto, de uma investigação em torno das delicadas relações entre Cultura, Conhecimento e Comunicação, na empresa, tendo o Sujeito como ponto de articulação. O corpus para o fazer científico, no âmbito desta tese, são as falas de sujeitos (funcionários expressando-se por meio da produção de sentido via discurso oral, em situação de entrevista), que utilizam assiduamente a Intranet e também as falas de sujeitos que são responsáveis pela produção e atualização de conteúdos e dispositivos da Intranet, das duas indústrias pesquisadas, uma brasileira e outra francesa.A fundamentação teórica é baseada em Morin, assumindo, como Método, o Paradigma da Complexidade. As práticas sócio-culturais e comunicacionais da Intranet são pensadas a partir da noção de Autopoiese, de Maturana. Para tanto, é realizada uma pesquisa qualitativa, conforme Bauer e Gaskel, respaldada no estudo de caso, segundo Yin. A análise de conteúdo, composta por dois movimentos interpretativos, é inspirada na análise textual qualitativa, proposta por Moraes. O Primeiro Movimento Interpretativo busca compreender como as dimensões da Autopoiese (Autonomia, Circularidade e Autoreferência) se constituem e são expressas em cada uma das empresas pesquisadas. O Segundo Movimento Interpretativo investiga como as dimensões da Complexidade (Comunicação, Cultura e Conhecimento) se constituem e são expressas nas respectivas empresas. Os resultados apontam, dentre outros aspectos, a Intranet como um elemento que favorece a incessante acoplagem dos sujeitos-funcionários ao contexto no qual vivem seu cotidiano na empresa. A partir de duas dinâmicas em constante mudança, a dos funcionários e a da empresa, surge uma relação de congruência, mediada pela Intranet, que perpetua e é perpetuada pela cultura organizacional. A “capilarização” da Intranet (entendida como espaço de geração e circulação de comunicação, cultura e conhecimento) pelo “corpo” da empresa, e a apropriação uso que os funcionários fazem dela, geram relações de co-criação ou “a contínua reconstrução autopoiética” do ambiente empresarial. Finalmente, a pesquisa aponta que não há um único modo de uso e apropriação da Intranet. Ao contrário, isso vai depender do que cada empresa quer que ela seja, no seu contexto, isto é, desde simplesmente uma maneira de melhorar a comunicação interna, até um espaço mais amplo de troca de informações, gestão dos processos de trabalho e gestão da criação do conhecimento da/na empresa.
2

O influenciador digital como uma ferramenta da comunicação organizacional / The digital influencer as an Organizational Communication (Inglês)

Montenegro, Rebeca Maria Bruno 18 May 2017 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-30T00:16:13Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2017-05-18 / Online social networks allow their users to influence and be influenced on various aspects. In this sense, the general objective of this study was defined as to understand the development process of the digital influencer as an organizational communication tool. For this, a methodological procedure of qualitative character and exploratory nature was used, having carried out interviews with digital influencers. The results were analyzed by means of content analysis, and allowed the conclusion that the process of developing the digital influencer as a tool for digital organizational communication does not follow a predetermined logic, the influencers emerge naturally, without any planning, and the type of compensation is also conditioned to the particular interests of each influencer. It is also concluded that the influence is exercised through the propagation of the digital influencers lifestyle; the digital influencers, when publicizing their daily life, duties, tastes and preferences, motivate the identification of users in social media networks, making these users become followers that interact on the influencers online pages Keywords: Organizational Digital Communication.Social Networks. Digital Influencer. / As redes sociais online possibilitam seus usuários influenciarem e serem influenciados sobre diversos aspectos. Neste sentido, definiu-se como objetivo geral entender o processo de desenvolvimento do influenciador digital como ferramenta de comunicação organizacional. Para tanto utilizou de procedimento metodológico de caráter qualitativo e natureza exploratória, tendo sido realizadas entrevistas com influenciadores digitais. Os resultados possibilitaram concluir que, o processo de desenvolvimento do influenciador digital como ferramenta de comunicação organizacional digital não segue uma lógica pré-determinada, os influenciadores surgem naturalmente, sem nenhum planejamento e a forma de remuneração também fica condicionada aos interesses particulares de cada influenciador. Conclui-se ainda que a influência exercida dar-se por meio da propagação do estilo de vida do influenciador digital; o influenciador digital ao divulgar o seu dia-a-dia, seus afazeres, seus gostos e preferências, motivam a identificação dos usuários nas mídias sociais, fazendo com que estes usuários tornem-se seguidores que interagem em suas páginas online. Palavras-chave: Comunicação Organizacional Digital. Mídias Sociais. Influenciador Digital.
3

Comunicação e cultura organizacional como coadjuvantes na performance criativa em agências de design gráfico

Freitas, Renato Pontual de Souza 28 February 2018 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-Graduação em Comunicação, 2018. / Submitted by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-09-03T21:40:27Z No. of bitstreams: 1 2018_RenatoPontualdeSouzaFreitas.pdf: 4229677 bytes, checksum: e77b0057d972572fb0a79e32dd3d9f46 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-09-06T21:40:45Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2018_RenatoPontualdeSouzaFreitas.pdf: 4229677 bytes, checksum: e77b0057d972572fb0a79e32dd3d9f46 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-09-06T21:40:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2018_RenatoPontualdeSouzaFreitas.pdf: 4229677 bytes, checksum: e77b0057d972572fb0a79e32dd3d9f46 (MD5) Previous issue date: 2018-09-03 / Nos últimos anos, foi possível observar a emergência de organizações cujos modelos de gestão promovem ambientes onde a informalidade, ao menos aparente, faz-se perceptível. Tais modelos estão fortemente difundidos entre as ditas empresas da Indústria Criativa e, dentre elas, as agências de design gráfico. Propomos, neste trabalho, verificar se tais modelos informais, em confronto com os modelos de gestão considerados tradicionais, resultam em uma mudança significativa nas performances criativas de suas equipes. Por meio de entrevistas episódicas realizadas junto às lideranças e às equipes criativas de duas agências com perfis heterogêneos, procuramos identificar e estabelecer as relações entre as culturas organizacionais, caracterizadas pela gestão formal e informal, e os possíveis elementos que proporcionam maior ou menor desempenho criativo dos profissionais que atuam em agências de design. Nossa abordagem se concentra em fundamentos teóricos da cultura e comunicação organizacional, com destaque para os trabalhos acerca das dimensões culturais de Geert Hofstede (1990), e por princípios da comunicação organizacional sob a perspectiva da Escola de Comunicação de Palo Alto, apontados por Claude Duterme (2008). Para a observação de fatores motivadores ou inibidores da criatividade, reunimos um substancial corpus composto por artigos publicados por pesquisadores destacados no campo dos estudos da criatividade. As características culturais das organizações, observadas por meio dos relatos de seus colaboradores, fornecem indicadores capazes de apontar fatores inibidores ou facilitadores da criatividade. O que poderia parecer, para o senso comum, como organização propícia para a fluência da criatividade a empresa na qual os modelos de gestão são mais informais, em contraste com a empresa gerida de forma sistemática, não se revelou notoriamente, levando-nos a questionar as possíveis causas de tais resultados. / In recent years, it has been possible to observe the surge of organizations whose management promotes environments with noticeable informality. Such models are thoroughly used among companies of the so-called Creative Industry, which includes the graphic design studios. This work proposes to verify if these informal models, in comparison with the traditional models, result in a significant improvement in the creative performance of their teams. Interviews were done with creative teams and leaders of two contrasting agencies to identify the existence of a relation between the two types of organizational cultures, informal and traditional, with greater or lesser creative performance of professionals from the design studios. This study approach focuses on the theoretical foundations of the organizational communication culture, with emphasis on the cultural dimensions theory of Geert Hofstede (1990), and by principles of organizational communications by the perspective of the Palo Alto School of Communication, appointed by Claude Duterme (2008). To help the analysis of motivating or inhibiting factors of creativity, substantial bibliographical material was reviewed, published by leading researchers in the field of creativity studies. The cultural characteristics of the organizations, observed through the input of their collaborators, provided indicators capable to appoint creative inhibitor or facilitator factors. What might seem, by common sense that an informal workplace would be more favorable for creativity performance, in contrast to the traditionally managed firm, surprisingly was not confirmed by not performing well, leading us to question the possible causes of such results.
4

Ambiências memoriais no ciberespaço: portais corporativos como lugar de memória

Barbosa, Andréia Arruda January 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-20T12:04:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000478182-Texto+Completo-0.pdf: 21115311 bytes, checksum: b96cfcdd9caa701f28bf26912eecbee0 (MD5) Previous issue date: 2015 / The uncertainties of the current context greatly affect organizations in their roles in society and in their relationships with stakeholders. This situation makes it urgent that we reflect about communication possibilities that could contribute to bonding with stakeholders. The Institutional Memory allows such connection since it is deeply attached to the organizational identity fostering, therefore, a strong sense of belonging. This study intends to discuss whether Corporate Portals can be an Institutional Memory Place, through which organizations seek reliance with its stakeholders. This exploratory qualitative research it was anchored by the Paradigm of Complexity proposed by Edgar Morin. Literature review focused on the theoretical perspectives on memory – individual, collective, social, organizational and within the digital environment; organizational culture, identity, image and reputation; new ambiance afforded by communication in cyberspace.Through the Case Study of the Votorantim Group and the companies that make up the business: Votorantim Industrial - Votorantim Cement, Votorantim Metals, Votorantim Steel, Votorantim Energia, Fibria and Citrosuco -, we attempted to find out whether organizations have used their corporate portals to broadcast their Institutional Memory practices in order to see, if there is an (inter) relationship between the elements of organizational identity and the content over the existing theme in those places, and show what discursives strategies types of speech are being adopted. The results unveil the potential of Corporate Portals as institutional memory of place, but reveal, on the other hand that these spaces are still poorly used. This research concludes, therefore, that this area of study may represent an extension of the field for professionals in Organizational Communication and Public Relations. / As incertezas do contexto atual atingem sobremaneira as organizações em suas atuações na sociedade e no relacionamento com os públicos estratégicos, conjuntura que torna premente a reflexão sobre possibilidades de comunicação que oportunizem a construção de vínculos. Tal conexão pode ser propiciada pela Memória Institucional, pois, esta guarda profunda relação com a identidade organizacional, e favorece a criação ou o fortalecimento do senso de pertença. O presente estudo intenciona desvelar se Portais Corporativos podem consistir em Lugar de Memória Institucional, através dos quais as organizações buscam a religância com seus públicos de interesse. Esta pesquisa – exploratória, com abordagem qualitativa -, foi ancorada pelo Paradigma da Complexidade proposto por Edgar Morin. O levantamento bibliográfico que a subsidiou enfocou as perspectivas teóricas sobre memória – individual, coletiva, social, organizacional e no contexto digital; cultura organizacional, identidade, imagem e reputação; e as novas ambiências propiciadas pela comunicação no ciberespaço.Através do Estudo de Caso do Grupo Votorantim e das empresas que constituem o negócio Votorantim Industrial - Votorantim Cimentos, Votorantim Metais, Votorantim Siderurgia, Votorantim Energia, Fibria e Citrosuco - buscou-se perceber se as organizações tem utilizado seus portais corporativos para divulgar suas práticas de Memória Institucional, se há (inter) relação entre os elementos da identidade organizacional e o conteúdo sobre a temática existente naqueles locais, e quais as estratégias discursivas adotadas. Os resultados obtidos desvelam o potencial dos Portais Corporativos como Lugar de Memória Institucional, mas, revelam, por outro lado que tais espaços são utilizados, ainda, de forma incipiente. Conclui-se, assim, que esta área de estudos pode representar uma ampliação do campo de atuação para profissionais de Comunicação Organizacional e Relações Públicas.
5

O engajamento e o processo de relacionamento interno mediado pela comunicação nas organizações

Bem, Júlio César de January 2013 (has links)
Made available in DSpace on 2013-10-11T13:35:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000451399-Texto+Completo-0.pdf: 791244 bytes, checksum: 0b8d5cbaeedd708f059952b0a7d87aba (MD5) Previous issue date: 2013 / Organizations are undergoing changes due to new demands regarding social relationships while also seeking results not merely restricted to economic and financial aspects. Changes are more encompassing, involving the human dimension of communication, as a mediator of relationships in the organizational environment. This calls for greater concern from the upper management of organizations in strengthening the role of internal communication, within its range of spheres, segments and visions, involving strategic alignment, integration and interaction. It matters as it creates a perspective of media, the intensity and flow of communication, both in the instrumental aspect and the human and strategic. The human dimension requires special attention, which is not entirely acknowledged in organizations (Kunsch, 2010). Effective management of internal communication in the human dimension, based on conserving the solidity of relationships, implies in the effective engagement of employees with the organization. The leading objective of this study was to identify the engagement factors of people, considering the internal relationship mediated by communication in organizations. As such, a social-type study was developed, using an empirical base, involving the methodological procedures of research-action in a large private organization, leader in its segment in the southern region of Brazil. Based on the study, the following factors were identified: internal communication processes that place value on human relationships, leadership, organizational identification processes, performance assessment and appreciation of people. Thus, there is a noted need to place greater value on communication as a means of strengthening the engagement of people in an organization as a base in its human relationships, especially through the role of its leaders in the workplace. / As organizações estão passando por mudanças em virtude das novas exigências das relações sociais e por buscarem resultados não apenas econômicos e financeiros. As mudanças são mais abrangentes, envolvendo a dimensão humana da comunicação, como mediadora das relações no ambiente organizacional. Isso demanda uma preocupação maior da alta administração das organizações em fortalecer o papel da comunicação interna, nas suas diversas esferas, segmentos e visões, com alinhamento estratégico, integração e interação. Importa, pois, dimensionar as mídias, a intensidade e o fluxo da comunicação, tanto no aspecto instrumental como no estratégico e humano. A dimensão humana requer atenção especial, que não é tão reconhecida nas organizações (Kunsch, 2010). A gestão eficaz da comunicação interna na dimensão humana, baseada em preservar a solidez dos relacionamentos, implica o efetivo engajamento dos empregados com a organização. O principal objetivo deste estudo foi identificar fatores de engajamento das pessoas, considerando-se o relacionamento interno mediado pela comunicação nas organizações. Para tanto, foi desenvolvida uma pesquisa do tipo social, com base empírica, envolvendo os procedimentos metodológicos da pesquisa-ação em uma organização privada de grande porte, líder no seu segmento na região sul do Brasil. A partir do estudo realizado, foi possível identificar como fatores: processos de comunicação interna que valorizem o relacionamento humano, lideranças, processos de identificação organizacional, avaliação de desempenho e valorização das pessoas. Destaca-se assim, a necessidade de valorizar a comunicação como meio de potencializar o engajamento das pessoas em uma organização como base nos seus relacionamentos humanos, especialmente, através do papel de suas lideranças no ambiente de trabalho.
6

A ouvidoria na universidade pública: probabilidades e improbabilidades da comunicação

Camatti, Tassiara Baldissera January 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2014-11-04T01:01:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000462323-Texto+Completo-0.pdf: 19698772 bytes, checksum: b8371185e7c7c90b8dea9b4cbe9d752b (MD5) Previous issue date: 2014 / From the Systems Theory (Luhmann, 1996), which comprises communication as fundamental to the evolution of society through autopoietic and self-referential processes and relationships via interpenetration and mutual coupling, constituent propose our research focused on the University Ombudsman whose objectives were to investigate the role of the ombudsman in university organizations; analyze how the communication takes place in the university ombudsman and discuss the probabilities and improbabilities of communication in the university ombudsman. Our choice stems from the readings and surveys, including the university ombudsman as an appropriate theme for the investigated object of research. It is a social system in constant relationship with its surroundings and other systems, permeated by the complexity and it’s various aspects: instability and balance, order and disorder, unity and difference. The theoretical survey we do is rooted primarily in the concepts of communication, and university ombudsman. The method chosen to provide us the reflections and insights needed is the Depth Hermeneutics, proposed by Thompson (1995), which allows us to understand, interpret and reinterpret the system and its surroundings. Regarding methodological procedures, we opted for document analysis, survey data - via questionnaire, interview and direct observation, beyond the historical and formal analysis/discourse in which we use content analysis proposed by Bardin (1977).The object of research was composed of the ombudsman public universities associated with the National Forum of University Ombudsmen and participants of the XIII National Meeting of FNOU, and our choice is justified by the predominance of listeners of public HEI in the event. At the end brings forth some considerations that express the result of reflections made. As the ombudsman, we understand that performs the function of agent with multiple roles: facilitator, educator and mediator, participating, even indirectly, the university system. As to the communication process, we find that is not based on consensus, but in diversity of interpretations arising from collective interactions via relational processes involving the interpenetration and mutual engagement to maintain the balance of the participating systems. In this context, language, means of dissemination and symbolically generalized media are important but do not guarantee the probability of communication. This, the watchdog of the public universities, mainly depends on human interaction, based on dialogue and the perception of how the various actors: applicants, employees/servants, teachers and managers use language, both verbal and nonverbal, to express yourself, understand the messages, including symbolic, relate them to their particular experiences and thus produce meaning. / A partir da Teoria dos Sistemas (LUHMANN, 1996), que compreende a comunicação como constituinte fundamental para a evolução da sociedade, por meio de processos autopoiéticos e autorreferenciais e via relações de interpenetração e acoplamento mútuo, propomos nossa pesquisa com foco na Ouvidoria Universitária, tendo como objetivos investigar o papel da ouvidoria nas organizações universitárias; analisar como se processa a comunicação na ouvidoria universitária e discutir as probabilidades e improbabilidades da comunicação na ouvidoria universitária. Nossa escolha advém das leituras e levantamentos realizados, compreendendo a ouvidoria universitária como um objeto de pesquisa adequado para a temática investigada. Trata-se de um sistema social, em constante relação com seu entorno e outros sistemas, permeado pela complexidade e seus aspectos diversos: instabilidade e equilíbrio, ordem e desordem, unidade e diferença. O resgate teórico que realizamos está embasado, principalmente, nos conceitos de comunicação, universidade e ouvidoria. O método escolhido para propiciar-nos as reflexões e aprofundamentos necessários é a Hermenêutica de Profundidade, proposta por Thompson (1995), a qual nos possibilita compreender, interpretar e reinterpretar os sistemas e seu entorno. Quanto aos procedimentos metodológicos, optamos pela análise documental, levantamento de dados - via questionário, entrevista e observação direta, além da análise histórica e formal/discursiva nas quais utilizamos a análise de conteúdo proposta por Bardin (1977).O objeto de pesquisa foi composto pelas ouvidorias das universidades públicas, associadas ao Fórum Nacional de Ouvidores Universitários e participantes do XIII Encontro Nacional do FNOU, sendo que nossa escolha se justifica pelo predomínio de ouvidores das IES públicas no evento. Ao final, tecemos algumas considerações que expressam o resultado das reflexões realizadas. Quanto a ouvidoria, entendemos que desempenha a função de agente com múltiplos papéis: facilitador, educador e mediador, participando, mesmo que indiretamente, do sistema universitário. Quanto ao processo de comunicação, constatamos que não está baseado em consenso, mas sim em diversidade de interpretações advindas das interações coletivas, via processos relacionais que envolvem a interpenetração e o acoplamento mútuo para manter o equilíbrio dos sistemas participantes. Nesse contexto, a linguagem, os meios de difusão e os meios simbolicamente generalizados são importantes mas não garantem a probabilidade da comunicação. Esta, na ouvidoria das universidades públicas, depende, principalmente, da interação humana, embasada no diálogo e na percepção de como os diversos atores: demandantes, funcionários/servidores, professores e gestores utilizam a linguagem, tanto verbal como não-verbal, para expressar-se, compreender as mensagens, inclusive simbólicas, relacioná-las às suas experiências particulares e, assim, produzir sentido.
7

A relação entre o compartilhamento de conhecimento e o desempenho organizacional, mediada pela capacidade absortiva

Nodari, Felipe January 2013 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:41:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000446501-Texto+Completo-0.pdf: 1268499 bytes, checksum: cdce2ee7b3848ee98da175d5e14d5c42 (MD5) Previous issue date: 2013 / Knowledge is currently considered a major organizational resource, as it can enable the achievement of competitive advantage, and its management is a challenge for contemporary organizations. The knowledge sharing, defined by the process by which a unit is affected by the knowledge or experience of another unit, is considered one of the main processes of knowledge management, as it can enable improvements in organizational performance by increasing the value of knowledge assets. The knowledge sharing is composed of two processes, the knowledge donation, defined by the communication of the intellectual capital from one individual to another and the knowledge collection, which is the consultation to others to get them to share their intellectual capital. The knowledge sharing may occur both in the intra-organizational level, within the limits of the organization, as the inter-organizational level, with the external environment. The absorptive capacity, defined by the organization's ability to add new knowledge to the pre-existing ones, is proposed as a mediator between knowledge sharing and organizational performance, measured in this work by a benchmarking perspective. Thus, is proposed the following research goal: to determine the relationship of intra and inter-organizational knowledge sharing processes, mediated by absorptive capacity, with organizational performance. The research was conducted in two stages. The first, qualitative, in order to review and evaluate the theoretical model developed from the literature review. At this stage, six experts of knowledge management and business management were consulted through semi-structured interviews, and was used content analysis to process the data. In the next step, in order to validate the research model, the survey method was adopted. The instrument was responded by members of senior management, and was obtained 241 valid questionnaires. The data were analyzed using confirmatory factor analysis, generating a valid measurement model. Further, the structural model was proposed, in order to explain the causal relationships between the constructs. Among the main results, was empirically demonstrated that, mediated by absorptive capacity, the processes of knowledge sharing have positive influence in organizational performance. The mediator role of absorptive capacity between knowledge sharing and organizational performance was confirmed, as well the relationship between intra and inter-organizational sharing and between intra-organizational sharing and performance. Through this work, we developed a measurement model, thus allowing its use in future research about the relationship of the constructs involved, and a structural model, in order to contribute to elucidate variables that have impact in organizational performance. Managerially, this research points to the development of skills related to the recognition and use of sources of knowledge, since it is an ability that, if developed, positively impacts the performance of the organizations, and also to the question that the assets related to knowledge have a greater possibility of generating value if they are shared between individuals and also with the external environment to the organization. / O conhecimento é considerado, atualmente, um dos principais recursos organizacionais, pois possibilita o alcance de vantagem competitiva, e a sua gestão representa um dos principais desafios para as organizações contemporâneas. O compartilhamento de conhecimento, processo pelo qual uma unidade é afetada pelo conhecimento ou pela experiência de outra unidade, é considerado um dos principais processos da gestão do conhecimento, pois possibilita melhorias no desempenho das organizações através do aumento do valor dos ativos de conhecimento. O compartilhamento de conhecimento é composto por outros dois processos, a doação de conhecimento, que consiste na comunicação do capital intelectual de um indivíduo para outros, e a coleta de conhecimento, definido pela consulta a outros indivíduos, fazendo-os compartilhar seu capital intelectual. O compartilhamento pode ocorrer tanto a nível intra-organizacional, isto é, de forma interna à organização, quanto de forma externa, a nível interorganizacional. A capacidade absortiva, que consiste na capacidade da organização em adicionar novos conhecimentos aos préexistentes, é proposta como mediadora entre o compartilhamento de conhecimento e o desempenho organizacional, mensurado, neste trabalho, por uma perspectiva de desempenho auferido (benchmarking). Desta forma, é proposto o seguinte objetivo de pesquisa: verificar a relação dos processos de compartilhamento de conhecimento interorganizacional e intraorganizacional, mediados pela capacidade absortiva, com o desempenho organizacional. A pesquisa foi realizada em duas etapas.A primeira, qualitativa, com o intuito de revisar e avaliar o modelo teórico desenvolvido a partir da revisão da literatura. Nesta etapa, foram consultados, por meio de entrevistas semiestruturadas, seis especialistas nos ramos de gestão do conhecimento e gestão empresarial, utilizando análise de conteúdo para tratamento dos dados. Na etapa seguinte, com o intuito de validar o modelo de pesquisa, foi adotado o método survey. O instrumento foi respondido por membros da alta administração das empresas, tendo sido obtidos 241 questionários válidos. Os dados foram analisados através da análise fatorial confirmatória, gerando um modelo de mensuração válido. Na sequência, foi proposto o modelo estrutural, de forma a explicar as relações causais entre os constructos estudados. Entre os principais resultados, foi confirmado o papel mediador da capacidade absortiva entre os processos de compartilhamento de conhecimento e o desempenho organizacional e a relação entre o compartilhamento intra-organizacional com o interorganizacional e também com o desempenho, sendo produzidas evidências empíricas que, mediados pela capacidade absortiva, os processos de compartilhamento de conhecimento possuem influência positiva no desempenho das organizações. Por meio deste trabalho, foi desenvolvido um modelo de mensuração, de forma a possibilitar sua utilização em pesquisas futuras sobre a relação dos constructos envolvidos, e um modelo estrutural, de forma a contribuir para que sejam elucidadas variáveis que possuem impacto no desempenho organizacional. Gerencialmente, esta pesquisa aponta para o desenvolvimento de habilidades relacionadas ao reconhecimento de fontes e utilização do conhecimento, pois constituem uma capacidade que, se desenvolvida, impacta positivamente no desempenho das organizações, e também para a questão de que os ativos relacionados ao conhecimento possuem uma maior possibilidade de geração de valor se compartilhados entre os indivíduos e, também, com o meio externo à organização.
8

A comunicação organizacional e as relações de trabalho em cooperativas de economia solidária: a cultura simbólica tecendo a identidade e o imaginário dos cooperativados

Colpo, Caroline Delevati January 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:45:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000442365-Texto+Completo-0.pdf: 6300754 bytes, checksum: 03446b20cfaddcbd8d322e1648f8883e (MD5) Previous issue date: 2012 / This research, undertaken at the Agricultural Cooperative of Production and Commercialization Vida Natural – Coopernatural, in Picada Café, called mountain region of Rio Grande do Sul, consists in a study about organizational communication and the working relationships in solidarity economy cooperatives. With a transdisciplinary construction, the main objectives were to discuss solidarity economy cooperatives in the ongoing capitalist process, as well as understanding how the working relationships constitute and are constituted by the organizational communication in the context of solidarity economy cooperatives and comprehending in what ways the myths, rites, heroes and power relationships, while symbolic elements of the organizational communication, interact, alter, interfere and (re)create the identities and the imaginary of the cooperative members. This study was built under the Complexity Paradigm, through the dialog with the Symbolic Interactionism, mainly in attempt of learn/understand the symbolic communication existing/identified in the cooperative and in the statements of the cooperative members. The technics of research are bibliographic, documental, participants observations and in-depth interviews. For reflection / discussion of the issues involved in this work, some theoretical concepts about social economy and solidarity economy, working relationships, organizations, communications, identity and imaginary, organizational communication and symbolic culture through elements of myths, rites, heroes and power relationships were taken into consideration. The observations and interviews allowed some considerations even if temporary, of which emphasize that the dynamics of solidarity economy in the capitalist market and the values that keep the group together are mainly economical. Moreover, the organizational communication constitutes much more the working relationships than they constitute an organizational communication of Coopernatural. By researching aspects of the organizational culture (myths, rites, heroes, and power relationships) through communicative processes between the cooperative members, it is inferred that the commercialization of products is mainly part of the identities, and the solidarity as a part of the imaginary of the cooperative members. In this configuration, further insights for the explanation of communicational phenomena are sought, with eyes focused on the communities and their economic realities in which the constant culture (re)construction alters, interferes and (re)creates the identities and the imaginary of the community-living groups. / Este trabalho de pesquisa desenvolvido na Cooperativa Agropecuária de Produção e Comercialização Vida Natural – Coopernatural de Picada Café, região da chamada serra do Rio Grande do Sul, constitui-se num estudo sobre a comunicação organizacional e as relações de trabalho em cooperativas de economia solidária. Com uma construção transdisciplinar, têm-se como objetivos discutir as cooperativas de economia solidária no processo capitalista, entender como as relações de trabalho constituem e são constituídas pela comunicação organizacional no contexto das cooperativas de economia solidária e compreender de que forma os mitos, ritos, heróis e as relações de poder, enquanto elementos simbólicos da comunicação organizacional, interagem, alteram, interferem e (re)criam as identidades e o imaginário dos cooperativados. Tem como opção de Método, o Paradigma da Complexidade, dialogando com o Interacionismo Simbólico, principalmente na tentativa de apreender/entender/compreender a comunicação simbólica presente/identificada na cooperativa e nas falas dos cooperativados. Em relação aos procedimentos metodológicos recorreu-se às pesquisas bibliográfica e documental, observação participante e entrevistas em profundidade. Para reflexão/discussão dos temas envolvidos buscou-se, respaldo em alguns conceitos sobre economia social e economia solidária, relações de trabalho, organizações, comunicação, identidade e imaginário, comunicação organizacional e cultura simbólica através dos elementos mitos, ritos, heróis e relações de poder. As observações e as entrevistas realizadas possibilitaram algumas considerações mesmo que provisórias, das quais destacam-se que a dinâmica da economia solidária no mercado capitalista e os valores que mantém o grupo unido, são principalmente econômicos, sendo que a comunicação organizacional constitui muito mais as relações de trabalhos do que estas constituem a comunicação organizacional da Coopernatural. No que se refere aos aspectos da cultura organizacional (mitos, ritos, heróis e relações de poder) através de processos comunicativos entre os membros da cooperativa, observou-se que a comercialização dos produtos é constituinte, principalmente, das identidades, e a solidariedade como constituinte dos imaginários dos cooperativados. Nessa configuração esperase/ pretende-se trazer maior clareza para a explicação sobre fenômenos de comunicação com olhares voltados às comunidades e suas realidades econômicas na qual a (re)construção constante da cultura alteram, interferem e (re)criam as identidades e o imaginário dos grupos que vivem em comunidades.
9

A agenda setting e a comunicação nas organizações: um encontro possível

Soares, Valéria Deluca January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:45:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000397284-Texto+Completo-0.pdf: 5046294 bytes, checksum: 16356a5626029340e9bc40cb9dfd2ff6 (MD5) Previous issue date: 2007 / This work has as a main goal to verify the occurrence of Agenda Setting hypotesis in organizations’ communication during the flow of information and the generating of organizational knowledge. Thus, it intends to identify how Agenda Setting’s ideas permeate such processes by characterizing corporate portals as a tool able to optimize these practices. For this purpose, it has been used the Exploratory and Descriptive Researches (GIL, 1999) as a methodological way. Firstly, the work presents the theoretical body, which has been elaborated based on a bibliographical research. After discussing about some points that have come along from it, a fieldwork has been carried out on Sicredi – Credit Corporate System – with the aim of verifying in praxis the occurrence of some points observed in theoretical level. This study has both qualitative and quantitative approaches. For the first one, it has used two techniques: interviews for collecting data and the Content Analysis (PAGÈS, 1987) in presenting, analyzing and interpreting them. For the second one, it has been applied questionnaires, whose data have been presented, analyzed and interpreted from the Descriptive Statistics. It has realized that the main concepts of Agenda Setting that have been verified in the relation between media and receptors can be found where exchanges between organizations and their public take place from the communication processes. Like news, that are the element which provides content to the agendas that go around in communication media, information is the fuel that feeds the flow of the organizational communication. It has also verified that, by comparing to mass media, the institutional channels have a similar influence on people who surround organizations in regard to the agenda formation and to the influence on what and how to think and to speak. / A presente pesquisa tem como objetivo principal verificar a ocorrência da hipótese de Agenda Setting junto à comunicação nas organizações, durante o fluxo de informações e na geração de conhecimento organizacional. Assim, pretende identificar como os pressupostos do agendamento permeiam tais processos, caracterizando os portais corporativos como uma ferramenta capaz de otimizar estas práticas. Para tanto, utilizou-se, como caminho metodológico, as Pesquisas Descritiva e Exploratória, propostas por Gil (1999). Em um primeiro momento, é apresentado o referencial teórico elaborado, a partir da Pesquisa Bibliográfica. Feitas as discussões que surgiram deste levantamento, realizou-se uma pesquisa de campo, junto ao Sicredi – Sistema de Crédito Cooperativo –, para verificar, na práxis, a ocorrência dos apontamentos realizados em nível teórico. Este estudo teve duas abordagens distintas, uma de fórum qualitativo e outro quantitativo. Para o primeiro, as técnicas que balizaram as consultas foram a realização de entrevistas para a coleta dos dados e a Análise de Conteúdo (PAGÈS, 1987) na apresentação, análise e interpretação dos dados. Para a abordagem quantitativa, foram aplicados questionários, cujos dados foram apresentados, analisados e interpretados a partir da Estatística Descritiva (MALHOTRA, 2001).Percebeu-se que os principais pressupostos e conceitos que acompanham a hipótese de Agenda Setting, verificados na relação entre a mídia e os receptores, podem ser encontrados nos espaços onde ocorrem as trocas entre organizações e seus públicos, a partir de processos de comunicação. Assim como a notícia é o elemento que dá conteúdo às pautas que circulam nos meios de comunicação, a informação é o combustível que alimenta os fluxos de comunicação organizacional. Verificou-se, ainda, que os canais institucionais têm influência similar junto aos sujeitos que povoam as organizações, se comparados com os meios de comunicação de massa, na formação da agenda e na influência sobre o quê e como pensar e falar.
10

Comunicação e complexidade: a cultura organizacional da Embrapa Trigo

Buriol, Silvana January 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:46:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000437600-Texto+Completo-0.pdf: 2742167 bytes, checksum: f91a69b01a6e4214e93c7b77682b18d5 (MD5) Previous issue date: 2012 / In this paper we will study the Organizational Culture and its dialogues with the Internal Communications of the Embrapa Trigo. We will seek in particular to understand how Internal Communication is influenced by Organizational Culture and vice versa. To this end, we analyze three Internal Communication vehicles of the company, three editions of the monthly newspaper Folha Embrapa, three editions of the weekly electronic magazine,” Todos. com” and three editions of the weekly internal newsletter, “Pão Quentinho” in the period between the first half of the year of 2010 and the first half of 2011. The method chosen to anchor this dissertation is the Paradigm of Complexity, of Morin. The Semiology, of Barthes, our technique will research and monitor this planting. To support our analysis, we chose the categories Organization, of Morgan, Organizational Communication, of Marchiori, with its subcategory Internal Communication of Curvello, Organizational Culture of Fleury and Fischer, sociolect of Barthes. We choose also a posteriori categories: Color, of Farina, Mark, of Semprini, Power, of Barthes, Speech Well-said, of Roman, Family of Murray and Atkinson, Narcissism, of Freitas, Photography with their subcategories Studium and Punctum of Barthes and Fait Divers of Causation, Barthes.During our seed, we observe that the differences existing at Embrapa, are not exclusive, but reinforcing their Organizational Culture. Understand Organizational Communication as the element that establishes the connection between the Organization and Culture. Realize the idea of the whole and parts of Morin. The parties, internal communications reveal the whole, the Embrapa Trigo. We emphasize that we will reflect on the issue as one of the possibilities of interpretation and truth, keeping in mind that there is no absolute certainty in the environment of Organizations, characterized by Complexity. / No presente trabalho, estudaremos a Cultura Organizacional e os seus diálogos com a Comunicação Interna da Embrapa Trigo. Buscaremos, em especial, compreender como a Comunicação Interna é influenciada pela Cultura Organizacional e vice-versa. Para tal, analisaremos três veículos de Comunicação Interna da empresa, três edições do jornal mensal Folha da Embrapa, três edições da revista eletrônica semanal, Todos. com e três edições do informativo interno semanal, Pão Quentinho, no período compreendido entre o primeiro semestre de dois mil e dez e o primeiro semestre de dois mil e onze. O método escolhido para ancorar esta dissertação será o Paradigma da Complexidade, de Morin. A Semiologia, de Barthes, será nossa técnica de pesquisa e nos acompanhará neste plantio. Para fundamentarmos a nossa reflexão, elegemos as categorias Organização, de Morgan, Comunicação Organizacional, de Marchiori, com sua subcategoria Comunicação Interna, de Curvello, Cultura Organizacional, de Fleury e Fischer, e Socioleto, de Barthes. Elegemos, ainda, as categorias a posteriori: Cor, de Farina, Marca, de Semprini, Poder, de Barthes, Discurso Bem-dito, de Roman, Família de Atkinson e Murray, Narcisismo, de Freitas, Fotografia com suas subcategorias Studium e Punctum, de Barthes e Fait Divers de Causalidade, de Barthes.Durante nosso semear, observaremos que as diversidades existentes na Embrapa, não são excludentes, mas sim reforçadoras de sua Cultura Organizacional. Compreenderemos a Comunicação Organizacional como o elemento que estabelece a ligação entre a Organização e a Cultura. Perceberemos a ideia do todo e das partes, de Morin. As partes, informativos internos, revelarão o todo, a Embrapa Trigo. Salientamos que, refletiremos sobre a temática como uma das possibilidades de interpretação e verdade, tendo em vista que não há certezas absolutas no ambiente das Organizações, caracterizado pela Complexidade.

Page generated in 0.0534 seconds