• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 239
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 244
  • 244
  • 105
  • 80
  • 47
  • 27
  • 26
  • 19
  • 16
  • 16
  • 16
  • 15
  • 12
  • 12
  • 12
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Soroprevalência da infecção chagásica em moradores de municípios da Direção Regional de Saúde XI do Estado de São Paulo /

Godoy, Ilda de. January 2003 (has links)
Orientador: Domingos Alves Meira / Resumo: Clicar acesso eletrônico abaixo. / Abstract: Click electronic access below. / Doutor
2

Estudo do polimorfismo genético de C2, C3, BF, C4A e C4B do sistema complemento na doença de Chagas

Urbanetz, Lorena A.G. Lara T January 1993 (has links)
Orientador: Iara Jose Taborda de Messias / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Cardiologia / Resumo: A participação do Sistema Complemento na imunopatologia da Doença de Chagas é algo já definido. Considerando-se que a Doença de Chagas pode apresentar-se de forma bastante polimórfica, o presente trabalho teve como objetivo estudar a susceptibilidade ou resistência genética conferida pelo complemento em pacientes chagásicos. Para tanto, determinamos o polimorfismo genético de C2, C3, BF, C4A e C4B numa população de 100 pacientes chagásicos, sendo 577. da "forma cardíaca" e 43"/. da "forma indeterminada". Como controles foram estudados indivíduos adultos normais, pareados com a máxima proximidade possível com a amostra dos pacientes, segundo o grupo étnico, sexo, idade e origem geográfica. A idade média dos pacientes chagásicos como um todo foi de 41 anos, sendo que os chagásicos considerados como "forma indeterminada" apresentaram uma idade média de 38 anos e os de "forma cardíaca" de 44 anos. A idade média dos pacientes que foram a óbito durante a realização do estudo (47.) foi de 38 anos. 657. dos pacientes chagásicos eram do sexo masculino, sendo que entre eles 36 (55,387.) tinham forma cardíaca e 29 (44,627.) forma indeterminada. Os pacientes restantes (357.) eram do sexo feminino e entre eles 21 (607.) tinham forma cardíaca e 14 (407.) forma indeterminada. Considerando o grupo étnico, 57. dos pacientes chagásicos eram brancos europeus, 497. brancos brasileiros, 447. mulatos e 27. negros. Dos pacientes com forma cardíaca 48 (83,227.) eram do Norte do Paraná e 34 (79,06%) com forma indeterminada tinham a mesma procedência. 0 tempo médio entre a possível época de infecção com o T.cruzi e a realização do estudo foi de 36 anos nos chagásicos forma cardíaca e de 30 anos nos chagásicos forma indeterminada. A idade média dos controles foi de 34 anos, sendo 687. do sexo masculino e 327. do sexo feminino, rnnc í ricratiiin r" grMpn itni rn, ripe rnntrnlaq prgm branco"* europeus, 497. brancos brasileiros, 447. mulatos e 27. negros. Todos os controles eram do Paraná. As variantes polimórficas de BF, C3 e C4 foram detectadas através de eletroforese em gel de agarose, sob alta voltagem e refrigeração contínua. BF e C4 foram visualizados após imunofixação. Na determinação das variantes de C2 foi empregado o método de focalização isoelétrica em gel de po1iacri1amida, seguida de teste hemolítico. Os resultados demonstraram uma associação positiva do alótipo C3 F nos pacientes chagásicos com forma cardíaca quando comparados com os controles (p = 0,0494) e pacientes com forma indeterminada (p = 0,008). Após correção para o número de alelos testados a associação positiva de C3 F persiste apenas quando os pacientes chagásicos forma cardíaca foram comparados com os de forma indeterminada (pc = 0,016), o que sugere este alelo como marcador de susceptibilidade para a evolução de forma cardíaca da Doença de Chagas. O alótipo BF S apresentou uma associação negativa com os pacientes chagásicos de forma cardíaca (p = 0,0143) e com o grupo de Chagas total (p = 0,0233), quando comparados com os controles. Considerando a correção para o número de alelos testados a associação negativa de BF S persiste apenas quando os pacientes chagásicos forma cardíaca eram comparados com os controles (pc = 0,0429), o que sugere que indivíduos portadores deste alótipo apresentam uma maior resistência contra o desenvolvimento da Doença de Chagas na sua forma cardíaca de evolução. A análise da distribuição dos alelos de C2, C4A e C4B não apresentou nenhuma diferença estatisticamente significante entre os diferentes grupos estudados o que corrobora a importância da via alternativa do complemento nos mecanismos de defesa contra o T.cruzi. üs resultados obtidos sugerem um papel imunogenético da via alternativa do complemento na Doença de Chagas, influenciando a forma clínica de evolução dos pacientes chagásicos. / Sem abstract
3

Análise proteômica de Trypanosoma cruzi : construção de mapas bidimensionais em pH alcalino

Magalhães, Adriana Dias January 2006 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2006. / Submitted by Allan Wanick Motta (allan_wanick@hotmail.com) on 2010-07-14T19:15:45Z No. of bitstreams: 1 2006_AdrianaDiasMagalhaes.pdf: 4334761 bytes, checksum: db31def2dc9f9ea1bec02b091af443c7 (MD5) / Approved for entry into archive by Lucila Saraiva(lucilasaraiva1@gmail.com) on 2010-07-14T22:45:57Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_AdrianaDiasMagalhaes.pdf: 4334761 bytes, checksum: db31def2dc9f9ea1bec02b091af443c7 (MD5) / Made available in DSpace on 2010-07-14T22:45:57Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_AdrianaDiasMagalhaes.pdf: 4334761 bytes, checksum: db31def2dc9f9ea1bec02b091af443c7 (MD5) Previous issue date: 2006 / O Trypanosoma cruzi é o parasita causador da doença de Chagas, a qual atinge 16-18 milhões de pessoas. Recentemente, o seqüenciamento do genoma do T. cruzi foi concluído, o que deu novo impulso aos projetos pós-genômicos visando a elucidação da expressão diferencial de proteínas ao longo do ciclo de vida do parasita. A proteômica é bastante apropriada para este fim, já que a regulação da expressão de proteínas em T. cruzi ocorre em nível póstranscricional. Objetivando-se o estudo das proteínas básicas do proteoma de T. cruzi, condições para eletroforese bidimensional (2-DE) em pH alcalino das formas epimastigotas, tripomastigotas e amastigotas foram estabelecidas. Tornou-se necessário otimizar as condições experimentais para tais géis, já que nessa faixa de pH é normal o aparecimento de longas listras horizontais (streaking), baixa resolução de spots e baixa reprodutibilidade. O protocolo final, desenvolvido para formas epimastigotas, consistiu na adição de 10% de isopropanol ao tampão de reidratação do gel de gradiente imobilizado de pH, aplicação da amostra em uma fita de papel de filtro conectada ao anôdo, uso de fita embebida com solução de DTT junto ao catôdo e focalização isoelétrica utilizando-se o equipamento Multiphor II (GE Healthcare). Um total de 10 spots do gel de epimastigotas foram identificados por impressão digital do mapa peptídico (peptide mass fingerprint). As proteínas identificadas foram: fosfoglicerato quinase, prostaglandina F2a sintase, peptídeo metionina sulfóxido redutase, metiltioadenosina fosforilase, proteína dissulfeto isomerase, AKB ligase e quatro proteínas hipotéticas (hipotéticas). As condições padronizadas para a 2-DE foram aplicadas na construção de mapas bidimensionais das formas tripomastigotas e amastigotas. Os mapas resultantes permitiram verificar diferenças de expressão entre os proteomas. Por último, foi testada a metodologia do gel “dois em um” para 2-DE em faixa ampla de pH, que mostrou resultados promissores para futuras análises da expressão comparativa de proteínas em T.cruzi. / Trypanosoma cruzi is the parasite that causes Chagas disease, a chronic illness that affects 16-18 million people. Recently, the sequencing of T. cruzi genome was concluded. This accomplishment stimulated post-genomic projects aiming at elucidating the differential protein expression through the parasite life cycle. Proteomics is the most suitable methodology for this since T. cruzi protein expression regulation occurs at post-transcriptional level. In order to study the basic proteins from T. cruzi proteome, conditions for two-dimensional gel electrophoresis (2-DE) of epimastigote, trypomastigote and amastigote life forms were developed. It was necessary to optimize the 2-DE experimental conditions since in the alkaline pH range the gels usually presents spot streaking, low resolution and poor reproducibility. The final protocol, developed for epimastigotas, consisted of the addition of 10% isopropanol to the IPG gel strip rehydration buffer, sample loading using the “paper bridge” method, use of paper strip embedded in DTT solution near the cathode and isoelectric focusing using the Multiphor II apparatus (GE Healthcare). A total of 10 spots from the epimastigote gel were identified by peptide mass fingerprinting. The identified proteins were phosphoglycerate kinase, prostaglandin F2a synthase, methionine peptide sulfoxide reductase, methylthioadenosin phosphorylase, protein disulfide isomerase, AKB ligase and four hypothetical proteins. The optimized 2-DE conditions were applied to the construction of trypomastigotes and amastigotas two dimensional maps. The resulting maps permitted the visualization of differences in protein expression among the proteomes. Finally, the “two-in-one” 2-DE methodology for wide range pHs was tested and gave promising results that may be used in future studies on T. cruzi comparative protein expression.
4

Triatomíneos sinantrópicos no distrito federal, Brasil : ocorrência espaço-temporal e conhecimento dos moradores em relação à doença de chagas e seus vetores

Maeda, Maicon Hitoshi January 2011 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de medicina núcleo de medicina tropical, Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, 2011. / Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2012-05-24T15:48:24Z No. of bitstreams: 1 2011_MaiconHitoshiMaeda.pdf: 2933593 bytes, checksum: ff0b2443f49540b27c906d3f91547321 (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2012-05-25T11:36:39Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_MaiconHitoshiMaeda.pdf: 2933593 bytes, checksum: ff0b2443f49540b27c906d3f91547321 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-05-25T11:36:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_MaiconHitoshiMaeda.pdf: 2933593 bytes, checksum: ff0b2443f49540b27c906d3f91547321 (MD5) / A vigilância entomológica da doença de Chagas (DC) no Distrito Federal (DF) é feita de forma passiva, com participação comunitária. A eficiência dessa estratégia depende do conhecimento da população em relação aos vetores. Além disso, a análise da ocorrência de triatomíneos sinantrópicos no DF nos últimos anos é necessária para avaliação do programa de vigilância e controle. O presente trabalho tem duas abordagens. Na primeira o objetivo foi analisar a percepção de moradores de duas regiões administrativas do DF, Planaltina (NRT) e Águas Claras (SHA) sobre identificação, biologia, controle dos triatomíneos e características da doença de Chagas. Na segunda, o objetivo foi analisar a ocorrência espacial e temporal das espécies de triatomíneos no DF, assim como seus índices de infecção natural por tripanosomatídeos. A coleta de informações foi feita com 115 moradores, utilizando entrevistas semi-estruturadas. Os dados entomológicos foram obtidos a partir de registros mensais de triatomíneos entre 2002 e 2010, em 20 regiões administrativas. Foi analisado o número de adultos e ninfas capturados e infectados de cada espécie no intra e peridomicílio. Os moradores do NRT e SHA souberam identificar triatomíneos adultos. A maioria dos entrevistados não conhecia hábitos alimentares e reprodução. Disseram que são mais freqüentes na época das chuvas. Ninguém soube relatar quanto tempo os triatomíneos vivem. A maioria dos moradores compreende que os triatomíneos transmitem a DC. No entanto, houve diferença quanto ao nome e tratamento da doença, os moradores do SHA tinham um maior conhecimento sobre o assunto em relação aos do NRT. Quando perguntado o que faria se encontrasse na sua casa e/ou quintal a resposta “mataria apenas” foi a mais comum. Entre as medidas de controle destacaram-se limpeza do ambiente, uso de inseticidas e tapar rachaduras. O coração foi o principal órgão comprometido pela doença segundo os moradores. Em relação ao estudo da ocorrência dos triatomíneos no DF observou-se que nos últimos 9 anos foram capturados 754 triatomíneos em 252 unidades domiciliares notificadas, em média, 84 triatomíneos ao ano. P. megistus foi a espécie mais freqüente (65%), seguida de T. pseudomaculata (14%). Dos 309 triatomíneos examinados, 3 espécimes de P. megistus (1,0%) estavam infectados por flagelados morfologicamente similares a Trypanosoma cruzi. A ocorrência espacial mostrou que em Planaltina, região predominantemente rural, houve maior diversidade de triatomíneos e maior frequência de T. sordida. Nas áreas urbanas houve predominância de P. megistus, principalmente no Park Way. O número de registros de P. megistus no período chuvoso foi duas vezes maior que no período seco, sendo o maior número de capturas observado no mês de novembro. Esses resultados mostram que a maioria dos moradores consegue identificar os triatomíneos e alguns aspectos importantes sobre os vetores e DC, mas medidas educativas são necessárias para aprimorar a vigilância entomológica e transmitir esse conhecimento às futuras gerações. A presença de colônias de P. megistus infectadas por T. cruzi em domicílios evidencia o risco de infecção humana no DF. Dessa forma, é fundamental que continue a vigilância entomológica, intensificando-a no período chuvoso e nas regiões onde há maior infestação. / The entomological surveillance of Chagas disease in the Federal District (DF) is done passively, with community participation. The efficiency of this strategy depends of knowledge the population in relation to the vectors. In addition, analysis of the occurrence of synanthropic triatomines in DF in recent years is needed to evaluate the program of surveillance and control. This work has two approaches. At first the goal was to analyze the perception of residents of two administrative regions of the DF, Planaltina (NRT) and Águas Claras (SHA) on identification, biology, control of insects and characteristics of Chagas disease. In the second, the goal was to analyze the spatial and temporal occurrence of triatomine species in the DF, as well as their rates of natural infection with trypanosomatids. Data collection was conducted with 115 residents, using semi-structured interviews. The entomological data were obtained from monthly records of insects collected between 2002 and 2010 in 20 administrative regions. We analyzed the number of adults and nymphs captured and infected with each species inside and around houses. The residents of NRT and SHA could identify adults triatomines. Most respondents did not know about feeding habits and reproduction of these insects. They said that triatomines are more frequent during the rainy season. Nobody could tell how long triatomines live. Most residents understand that the triatomines transmit DC. However, there was statistical difference related to the name of the disease and treatment between rural and urban residents. The main attitude reported by residents in relation to the gathering triatomines in the house was to kill the insects. Cleanliness of the environment, use of insecticides and seal cracks were the main control measures reported. Heart was the principal organ affected by the disease according to residents. In relation to the study of the occurrence of triatomines in the DF we showed that in the last 9 years 754 triatomines were captured in 252 households reported, on average, 84 triatomines year. P. megistus was the most frequent species (65%), followed by T. pseudomaculata (14%). Of the 309 triatomines examined, three specimens of P. megistus (1.0%) were infected with flagellates morphologically similar to Trypanosoma cruzi. The spatial occurrence showed that in Planaltina, a predominantly rural region, a greater diversity of insects and higher frequency of T. sordida were observed. In urban areas there was a predominance of P. megistus, especially in Park Way. The number of records of P. megistus in the rainy season was two times higher than during the dry season, the largest number of triatomines was collected in November. These results show that most residents can identify triatomines and some important aspects of vectors and DC, but educational measures are necessary to improve the entomological surveillance and transmit this knowledge to future generations. The presence of colonies of P. megistus infected by T. cruzi in households highlights the risk of human infection in the Federal District. Thus, it is essential to continue to entomological surveillance, intensifying it in the rainy season and in the regions with the largest infestation.
5

Aspectos medico trabalhistas de pacientes chagasicos com vinculo empregaticio

Wanderley, Jamiro da Silva, 1956- 17 December 1998 (has links)
Orientadores: Maria Elena Guariento, Eros Antonio de Almeida / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-24T11:25:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Wanderley_JamirodaSilva_D.pdf: 5533989 bytes, checksum: 65f001e164cba9ac03edaaf5070a6eaf (MD5) Previous issue date: 1998 / Resumo: Foram avaliados 250 indivíduos portadores da infecção pelo T. cruzi com pelo menos duas sorologias positivas, com vínculo empregatício regulamentado. Divididos em dois grupos após entrevista, exame clínico e complementares: grupo FI com 143 indivíduos (forma indeterminada) e FC com 99 indivíduos (com algum grau de cardiopatia), sendo retirados os casos com megavísceras isoladas. Avaliados quanto ao sexo, raça, grau de escolaridade, tipo de serviço, vínculo previdenciário, salários, exame médico admissional, recusa ao exame admissional. O estudo constatou a existência de inadequação quanto a capacidade de trabalho dos portadores de T cruzi e a função desempenhada. Alguns elementos sugestivos de discriminação com os trabalhadores soropositivos. Seria necessário adotar-se estratégias de esclarecimento aos profissionais da área da saúde quanto a capacidade de trabalho dos portadores de infecção pelo T cruzi, bem como os peritos da Previdência Social / Abstract: We studied two hundred fifty confinned Chagas' disease patients with regular jobs. They were distributed in two groups: FI - N= 143 patients in the undetennined fonn; FC - N= 99 patients with cardiopathy. We excluded Chagas' disease patients with megaesophagus and megacolon but no cardiopathy. Age, gender, race, educational leveI, kind of job, regular employment, wages, admittance physical condition and rejection in the admittance physical exam. In the present report we demonstrate that Chagas' disease patients jobs are frequently not adapted for the jobs they have. Our data suggest that these patients endure discrimination. We conclude that health workers need more infonnation on Chagas' disease working capability / Doutorado / Medicina Interna / Doutor em Ciências Médicas
6

Estudo das populações celulares de ganglio popliteo na doença de chagas experimental

Balestieri, Filomena Maria Perrella 10 December 1985 (has links)
Orientador : Irineu Jose Barsanti de Camargo / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-14T03:26:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Balestieri_FilomenaMariaPerrella_M.pdf: 8243791 bytes, checksum: ade0ec7e842d583a8a0ca05dfb63f7a8 (MD5) Previous issue date: 1985 / Resumo: O presente trabalho teve como principal objetivo a análise das alterações nas populações celulares de gânglios poplíteos induzidas durante infecção pelo T.cruzi e sua relação com os diferentes graus de resistência/susceptibilidade das linhagens isogênicas de camundongos. O objetivo secundário foi a adaptação, às nossas condições, de uma metodologia sensivel para a detecção das populações de linfócitos T e B. As principais conclusões de trabalho estão abaixo relacionadas. A obtenção do complexo PAP, em nosso laboratório, permitiu a padronização de uma técnica mais sensível,com a utilização de altas diluições dos soros anti-linfócito T e anti-imunoglobulinas e a consequente redução de reações inespecíficas. O soro anti-linfócito T produzido evidenciou células T com diferentes distribuições do antígeno Thy1.2, contra o qual foi produzido. O soro de coelho anti-imunoglobulinas detectou células B com diferentes padrões de distribuição de imunoglobulinas de superficie, principalmente da classe IgG e cadeias leves de outras classes de imunoglobulinas. - As principais alterações de gânglios poplíteos,nas três linhagens ,evidenciadas através do peso, número de células e proporções de linfócitos T e B foram muito mais acentuadas no gânglio de drenagem do que no contralateral. - O aumento de peso observado em gânglios poplíteos da linhagem CBA/J ocorreu devido ao aumento no número de células recrutadas durante a infecção,enquanto que nas linhagens resistentes este aumento foi correlacionado a este fator e ao provável acúmulo de produtos celulares,induzidos pela infecção ...Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital / Abstract: Not informed. / Mestrado / Imunologia / Mestre em Ciências Biológicas
7

Estudo do perfil clinico e evolutivo de chagasicos cronicos com neoplasias malignas atendidos no GEDOCH-FCM/UNICAMP

Figueiredo, Deolinda de Matos 13 June 2003 (has links)
Orientador: Eros Antonio de Almeida / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-08-03T17:08:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Figueiredo_DeolindadeMatos_M.pdf: 26531412 bytes, checksum: 5dcc9a7ba7c9c7928f6a258c07b3956c (MD5) Previous issue date: 2003 / Resumo: o objetivo deste trabalho foi verificar a apresentação clínica da doença de Chagas em indivíduos com neoplasia maligna, assim como a evolução desta doença num período de doze meses. 20 doentes com idade média de 59,75:i:8,24 anos foram analisados e comparados com um grupo de chagásicos crônicos sem neoplasia. Os tipos de neoplasias corresponderam a 40% de adenocarcinomas, 30% de carcinomas e 30% a neoplasias de origem hematológica. Ocorreram 35% de indivíduos sintomáticos, apresentando 55% de eletrocardiogramas alterados e 20% de radiografias do tórax alteradas. Estas variáveis, após 12 meses, apresentaram-se em 35%, 60%, e 20% respectivamente. A positividade doxenodiagnóstico dos indivíduos que o realizaram foi de 20%. No subgrupo de indivíduos tratados com quimioterapia ocorreram sintomas em 33%, alterações eletrocardiográficas em 75% e radiografias do tórax alteradas em 25%. A positividade do xenodiagnóstico foi de 16% nos indivíduos que o realizaram. Doze meses após, estas variáveis apresentaram as :&eqüênciasde 41%, 83%, 33% e 33% respectivamente. Dos 20 doentes acompanhados, quatro doentes permaneceram na forma indeterminada, 11 na forma cardíaca, dois na forma digestiva e dois na mista. Apenas um doente evoluiu da forma indeterminada para a forma cardíaca. O tratamento específico para doença de Chagas não foi instituído em nenhum doente durante o período de doze meses. Os dados sugeriram que não houve mudança na evolução natural da doença de Chagas determinada pela presença de neoplasia no período de avaliação. Conclui-se que a preocupação com a parasitemia nos doentes com doença de Chagas e neoplasia maligna, principalmente em regime de tratamento imunossupressor, deva ser mantida / Abstract: The aim ofthis study was to verífy the clinical presentation ofChagas' disease in patients with malígnant neoplasm, as well as the evolution ofthis disease in a 12-month period. We analyzed 20 (twenty) patients with an mean age of 59,75:1:8,24years old and they were compared to a group of chagasic patients without neoplasm. The types of neoplasias were the following: 57,1% of adenocarcinomas, 42,8% of carcinomas and 30% of neoplasias :&omhematologic origino It was found an occurrence of 35% of symptomatic patients, showing 55% of alterations in the electrocardiogram (ECG) as well as and 20% of alterationsin the chestXray. Thesevariablesafter 12- monthperiodpresentedthemselves as 35%, 600./0and 20% respectively. The positivity of xenodiagnostic was of 20% among the patients who had performed it. At the subgroup of treated patients with chemotherapy, symptoms had occurred in 33% of the patients, 75% of changed electrocardiogram and 25% of changed chest X ray. The positivity of the xenodiagnostic was of 16% in the patients who had performed it. Twelve months after, these variables showed the following :&equences:41%, 83%, 33% and 33% respectively. Among the 20 (twenty) analyzed patients, 4 (four) remained in the undetermined form, 11 (eleven) in the cardiac form, 2 (two) in the digestive form and 2 (two) in the mixed form. Only one patient evolved :&om the undetermined form to the cardiac form. The specific treatment for Chagas' disease was not used in any patient during the 12-month period. In doing so, the data suggested that there had been no changes in the natural evolution of Chagas' disease, determined by the presence of neoplasm during the evaluation período We found that the worry with parasitemia in patients with Chagas' disease/malígnant neoplasm, mainly in immunosuppressive agents regimen should be maintained. / Mestrado / Ciencias Biomedicas / Mestre em Ciências Médicas
8

Análise de fatores envolvidos na progressão da forma indeterminada da doença de Chagas : uma coorte prospectiva de longo prazo

Guimarães, Cesar Maistro January 2016 (has links)
Orientador : Profª. Drª. Iara Jose de Messias-Reason / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna. Defesa : Curitiba, 22/03/2016 / Inclui referências : f. 65-68 / Resumo: A Doença de Chagas (DC) é uma doença infecciosa causada pelo parasito Trypanosoma cruzi, descoberto em 1909 pelo brasileiro Carlos Chagas. A DC é caracterizada por dois estágios: agudo e crônico. Estima-se que a doença acometa em torno de 6-8 milhões de pessoas no mundo, dos quais 30-40% irão desenvolver cardiomiopatia, alterações digestivas ou ambas manifestações. Programas exaustivos de controle do vetor, foram iniciados há décadas e conseguiram reduzir drasticamente a transmissão vetorial. Atualmente devido à intensa migração da população de áreas endêmicas, a doença chegou a países que não possuem o vetor da doença, incluindo Espanha e outros países da Europa e da América do Norte, onde representa um problema emergente de saúde pública. A forma indeterminada da DC, se caracteriza pela ausência de sintomas, assim como exames radiológicos do coração, esôfago, cólon e eletrocardiograma normais, sendo a positividade para a doença somente verificada por exames sorológicos. Até o presente, não existe marcador laboratorial capaz de indicar quais pacientes irão evoluir da forma indeterminada para as formas sintomáticas da DC. Este estudo teve como objetivo relacionar a presença de achados clínicos e laboratoriais com a progressão clínica da forma indeterminada para as formas sintomáticas da DC. Neste trabalho realizou-se uma coorte prospectiva dos pacientes com DC crônica atendidos no Ambulatório de Atenção ao paciente chagásico do Hospital de Clínicas da UFPR (Curitiba, Paraná), no período de 2005 a 2015. A população foi composta por 89 pacientes com a forma indeterminada da DC, sendo 81 (91%) euro-brasileiros e 8 (9%) afrodescendentes, sendo 59 (66,3%) mulheres e 30 homens (33,7%), com idade média de 54 (34-77) anos. Os resultados demonstraram uma taxa de progressão geral de 29% nos 11 anos e anual de 2,3%. Nos pacientes que progrediram, a prevalência das formas clínicas foi: 77% forma cardíaca, 19% forma digestiva e 4% forma cardio-digestiva. A medida do diâmetro ventricular esquerdo (VE) apresentou associação significativa com a progressão da doença em ambos os períodos analisados (2005 e 2015), com p=0,004 e p=0,016, respectivamente. Analisando os dados obtidos em 2005, verificamos que acima do percentil 75 do VE (VE?50mm para IND; e ?55mm para PROG), o Risco Relativo para a progressão foi de 3,712 com p=0,0015. As concentrações séricas de HDL se mostraram associadas com proteção contra a progressão da forma indeterminada (p=0,04). Os resultados obtidos neste estudo sinalizam a necessidade de outros estudos de acompanhamento do paciente indeterminado, a fim de confirmar esses relevantes achados. Palavras-chave: Doença de Chagas. Cardiomiopatia Chagásica. Trypanosoma cruzi. / Abstract: Chagas disease (CD) is an infectious disease caused by the parasite Trypanosoma cruzi, discovered in 1909 by the Brazilian Carlos Chagas. CD is characterized by two stages: acute and chronic. It is estimated that the disease affects about 6-8 million people worldwide, with 30-40% of them developing cardiomyopathy, digestive disorders or both. Vector control comprehensive programs were started decades ago and managed to reduce dramatically the vector transmission. Currently due to the intense migration of the population from endemic areas, the disease has reached countries which do not have the vector of the disease, including Spain and other countries of Europe and North America. Thus, CD has become an emerging public health problem worldwide. The indeterminate form of CD, characterized by the absence of symptoms, as well as normal radiological examinations of the heart, esophagus, colon as well as electrocardiogram, the disease is only confirmed by serological tests. To date, there is no biomarker able to indicate which patients will progress from indeterminate form to the symptomatic forms of CD. This study correlated the presence of clinical and laboratory findings with clinical progression of indeterminate to symptomatic forms of CD. In this work we performed a prospective cohort study of patients with chronic CD attending the Chagas Disease Ambulatory of the Clinical Hospital, Federal University of Paraná (Curitiba, Parana - Brazil), from 2005 to 2015. The population consisted of 89 patients with the form undetermined CD, and 81 (91%) of them were Euro-Brazilian and 8 (9%) African descents, 59 (66.3%) were women and 30 men (33.7%) with mean age of 54 (34-77) years. The results demonstrated an overall progression rate of 29% in 11 years and 2.3% per year. In patients who progressed, the prevalence of the clinical forms was: 77% cardiac form, 19% digestive form and 4% cardio-digestive form. The measurement of left ventricular diameter (LV) showed significant association with disease progression in both periods analyzed (2005 and 2015), with p=0.004 and p=0.016, respectively. Analyzing the data obtained in 2005, we found that above the 75th percentile LV (LV?50mm for indeterminate form, and ?55mm for symptomatic form), the Relative Risk for progression was 3.712 with p=0.0015. Serum concentrations of HDL were associated with protection against the progression of indeterminate form (p=0.04). The results of this study points out the need for further follow-up studies with patients having the indeterminate form in order to confirm these relevant findings. Key-words: Chagas Disease. Chagas Cardiomyopathy. Trypanosoma cruzi.
9

Metiltioadenosina fosforilase de trypanosoma cruzi, um alvo potencial para quimioterapia da doença de chagas, apresenta ampla especificidade a substratos e elevada estabilidade estrutural

Neves, David January 2006 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2006. / Submitted by Natália Cristina Ramos dos Santos (nataliaguilera3@hotmail.com) on 2009-11-01T17:27:42Z No. of bitstreams: 1 2006_David Neves.pdf: 1665803 bytes, checksum: 120b8a159902f36958452567ba6c8f3a (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2009-11-10T12:59:00Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_David Neves.pdf: 1665803 bytes, checksum: 120b8a159902f36958452567ba6c8f3a (MD5) / Made available in DSpace on 2009-11-10T12:59:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_David Neves.pdf: 1665803 bytes, checksum: 120b8a159902f36958452567ba6c8f3a (MD5) Previous issue date: 2006 / Esta tese descreve a identificação do gene mtaf (metiltioadenosina fosforilase) de T. cruzi, o qual contém uma fase aberta de leitura de 921 pb, sendo que sua a seqüência traduzida exibe a assinatura da família 2 das purina nucleosídeo fosforilase/MTAP. A seqüência da TcMTAF é 59% e 58% idêntica às seqüências MTAF do Trypanosoma brucei and Leishmania major, respectivamente, mas apresentando apenas 35% de identidade com a seqüência da MTAF humana. Além disso, o gene está representado como cópia única por genoma haplóide do parasita. A TcMTAF recombinante migra como um monômero de 33 kDa em gel de “SDS-PAGE” sob condições redutoras, mas se associa em oligômeros na ausência de agentes redutores. A MTAF nativa é expressa pelas três formas de desenvolvimento do T. cruzi. Apesar da enzima ser ativa em uma ampla faixa de pH e temperatura, ela exibe atividade máxima à 50 °C e um pH ótimo na faixa neutra. Ao contrário da MTAF humana, que degrada apenas MTA, a TcMTAF catalisa a clivagem de MTA, adenosina, deoxiadenosina e guanosina. Devido ao fato da TcMTAF e da MTAF humana possuírem diferentes parâmetros cinéticos e especificidade a substratos, a TcMTAF pode ser explorada como um novo alvo para o desenvolvimento de quimioterapia tripanocída. A rTcMTAP foi submetida a caracterização fisicoquímica. A enzima foi submetida à desnaturação térmica, visualizada por dicroísmo circular, em uma ampla faixa de pH, contudo não se observou uma relação entre a estabilidade da proteína e as condições de ionização do meio. A enzima demonstrou uma considerável resistência à desnaturação térmica, desdobrando-se em temperaturas acima de 79 °C. O conteúdo de estruturas secundárias da enzima é significativamente composto por α-hélices. Contudo, mesmo após a desnaturação térmica, a percentagem das α-hélices exibe pouca variação, principalmente no pH 7.4 e 9.0. Desnaturação química, induzida por hidrocloreto de guanidina e uréia, foi monitorada tanto por dicroísmo circular como por espectroscopia de fluorescência. A enzima suportou concentrações de até 3.6 M de hidrocloreto de guanidina e até 8 M de uréia sem alterar sua estrutura terciária. Os parâmetros termodinâmicos calculados a partir dos experimentos de desnaturação química e térmica demonstraram estar em harmonia. Em pH 6.0 e na presença de CTAB a enzima demonstrou uma resistência ainda maior à desnaturação térmica.
10

Identificação e caracterização funcional de atividade apirásica nas salivas de triatomíneos vetores da Doença de Chagas

Pires, Danielle Lacerda January 2006 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2006. / Submitted by Natália Cristina Ramos dos Santos (nataliaguilera3@hotmail.com) on 2009-10-31T17:28:44Z No. of bitstreams: 1 2006_Danielle Lacerda Pires.pdf: 4562953 bytes, checksum: 1c871e5bdd732392ec55d433358b37b4 (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2011-01-19T13:28:07Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_Danielle Lacerda Pires.pdf: 4562953 bytes, checksum: 1c871e5bdd732392ec55d433358b37b4 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-01-19T13:28:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_Danielle Lacerda Pires.pdf: 4562953 bytes, checksum: 1c871e5bdd732392ec55d433358b37b4 (MD5) Previous issue date: 2006 / Os artrópodes hematófagos são capazes de neutralizar defesas do hospedeiro durante repasto, devido à presença de ampla variedade de fatores anti-hemostáticos presentes em suas salivas como vasodilatadores, fatores antiplaquetários e anticoagulantes. O principal mecanismo de transmissão da Doença de Chagas é a contaminação do hospedeiro por excretas de triatomíneos infectados. O Triatoma infestans Klug, 1834, o principal vetor do mal de Chagas no Brasil, possui várias apirases em sua saliva que inibem a agregação plaquetária do hospedeiro. Neste estudo, nós mostramos que as apirases de 88, 82 e 79 kDa desse inseto são antigenicamente distintas e localizam-se na unidade D2 de sua glândula salivar. O conteúdo de uma unidade D2, e não os das outras, foi capaz de inibir a agregação de plaquetas, induzida por ADP, presentes em 1 mL de sangue. Em adição, identificamos pela primeira vez atividades apirásicas nos conteúdos de glândulas salivares de Rhodnius brethesi Matta, 1919; Rhodnius milesi Carcavallo, Rocha, Galvão, Jurberg & Valente 2001; Rhodnius pictipes Stal, 1872 e Rhodnius robustus Larrousse, 1927 por meio de testes enzimáticos utilizando ATP e ADP como substratos. Os ensaios enzimáticos, realizados a 37 °C e pH 8,3, revelaram que as atividades apirásicas são dependentes de cálcio. As atividades apirásicas das glândulas salivares de R. brethesi e R. pictipes foram parcialmente purificadas em coluna de Oligo dT Celulose. Para identificação de proteínas relacionadas com essa atividade, extratos glandulares e frações eluídas da coluna de Oligo dT, não fervidos e não reduzidos, foram submetidos à enzimografia após separação em SDS-PAGE. Este experimento revelou bandas de proteínas com atividades ATPásicas e ADPásicas de aproximadamente 44-45 kDa. Adicionalmente, experimentos de agregação plaquetária realizados in vitro demonstraram que 0,5 par de glândula salivar de R. brethesi, R. milesi, R. pictipes e R. robustus inibiram totalmente a agregação plaquetária induzida por ADP. Diferentemente das apirases de T. infestans, as de Rhodnius spp. são de baixa massa molecular e não fazem parte da família das 5´nucleotidases. A ampla distribuição das apirases nas salivas dos vetores da doença de Chagas e de outros artrópodes indica que estas enzimas têm importância fundamental na hematofagia. / Blood-feeding arthropods are able to constraints barriers imposed by host defenses, due to the presence of a wide range of antihemostatic factors in their saliva, including vasodilators, antiplatelet factors and anticoagulant. The main Chagas disease transmission mechanism is contamination of a host by faeces from triatominae infected. Triatoma infestans Klug, 1834, the main vector of Chagas disease in Brazil, expresses several apyrases in its saliva that inhibit the vertebrate host platelet aggregation. We show in this report that the 88, 82 E 79 kDa apyrases of the insect are antigenically different and localize within the salivary gland D2 unit. The content of one D2 unit, and not that of the others, was able to mediate fully inhibition of platelet aggregation induced by ADP, from 1 mL of human blood. In addition, we identified for the first time apyrase activities in the saliva of Rhodnius brethesi Matta, 1919; Rhodnius milesi Carcavallo, Rocha, Galvão, Jurberg & Valente 2001; Rhodnius pictipes Stal, 1872 e Rhodnius robustus Larrousse, 1927. The tests, which were accomplished at 37 °C and pH 8,3, revealed that these apyrase activities are dependent upon Ca+2 . The apyrase activities present in the salivary glands of R. brethesi e R. pictipes were then partially purified on an Oligo dT Cellulose® column. To identify proteins related to apyrase activity, salivary gland content and eluted fractions from the Oligo dT column were submitted to SDS-PAGE enzimography without previous boiling or reduction of the samples. This experiment allowed the identification of 44-45 kDa protein bands displaying both ATPase and ADPase activities. In vitro platelet aggregation assays showed that the content of 0,5 salivary gland pair R. brethesi, R. milesi, R. pictipes e R. robustus completely abolished platelets aggregation induced by ADP. Differently fromf T. infestans apirases, Rhodnius spp. express apyrases of low molecular masses that aren’t members of the 5´nucleotidase family. The wide distribution of apyrases in the saliva of Chagas disease vectors and other arthropods indicate that these enzymes play an important role during the hematophagous process.

Page generated in 0.0758 seconds