• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 354
  • 10
  • 10
  • 10
  • 10
  • 9
  • 6
  • 6
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 359
  • 359
  • 123
  • 77
  • 71
  • 65
  • 60
  • 53
  • 46
  • 44
  • 44
  • 43
  • 41
  • 37
  • 32
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Vivencias sexuais de um grupo de jovens da região metropolitana do Recife

Souza, Pericles Luiz Sales de 16 July 2018 (has links)
Orientador : Maria Amelia Azevedo Goldberg / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação / Made available in DSpace on 2018-07-16T03:01:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Souza_PericlesLuizSalesde_M.pdf: 16299241 bytes, checksum: f776b3eec09f3a7dd0587cddd970f11c (MD5) Previous issue date: 1983 / Mestrado
2

Presentes nupciais em Paratrechalea ornata Carico, 2005 (Araneae; Trechaleidae) : quais os canais de sinalização reconhecidos pelas fêmeas no contexto pré-copulatório?

Brum, Pedro Erê Disconzi January 2011 (has links)
A Ordem Araneae é notória por conter uma grande variedade de formas e hábitos, dentre os quais destaco as aranhas semi-aquáticas do gênero Paratrechalea Carico, 2005, cujo macho confecciona, a partir de uma presa capturada e envolta em seda, um presente nupcial que é apresentado à fêmea durante o cortejo pré-couplatório. Estudos recentes indicam que este comportamento, em aranhas, representa um esforço de acasalamento por parte do macho, possivelmente atuando através do mecanismo de motivação de forrageamento. Entretanto pouca atenção foi dada à natureza dos estímulos responsáveis por influenciar a aceitação das fêmeas. No presente estudo, os canais de atuação visual, táctil e químicos foram isolados em uma série de experimentos independentes através da manipulação de diversos aspectos do presente nupcial, utilizando a aranha P. ornata (Mello-Leitão, 1943) como modelo de estudo. Os sinais visuais e tácteis, quando testados isoladamente, não parecem induzir a aceitação do presente nupcial por parte das fêmeas, enquanto que sinais químicos influenciaram de maneira significativa a decisão das mesmas. Experimentos comparando a aceitação de presentes artificiais envoltos em seda obtida diretamente dos presentes nupciais ou com seda retirada das fiandeiras de machos anestesiados nos permitiu identificar a seda como componente do presente que contém o sinal atrativo. Através do teste da influência de diferentes solventes sobre a atratividade do presente nupcial foi possível evidenciar a natureza apolar do sinal químico atrativo. A partir dos resultados apresentados são discutidas hipóteses evolutivas e comportamentais relacionadas à atuação do canal de sinalização químico atuante nos presentes nupciais. / The Order Araneae is widely known for having a great variety both in terms of morphology and behavior, from which I highlight the genus Paratrechalea Carico, 2005, whose males construct a nuptial gift from a prey wrapped in silk that is offered to the female during courtship. Recent studies indicate that this gift-giving behavior in spiders represents a male mating effort, possibly acting through a mechanism of foraging motivation. However, little attention was given to the nature of the stimuli responsible for inducing female acceptance. In the present work, visual, tactile and chemical channels were isolated in a series of independent experiments through manipulation of different aspects of the nuptial gift, using P. ornata (Mello-Leitão, 1943) as a study model. The visual and tactile signal alone do not induced female acceptance while chemical signals did influenced female decision. Experiments comparing the acceptance of artificial gifts wrapped with nuptial gift silk or with silk obtained from anesthetized males allowed us to identify the silk portion as the specific location of the attractive signal. Testing the influence of different solvents over the attractiveness of the nuptial gift we showed that the chemical signal have an apolar nature. The results presented here are discussed under an evolutionary and behavioral framework related to the action of chemical signaling within the nuptial gift.
3

Presentes nupciais em Paratrechalea ornata Carico, 2005 (Araneae; Trechaleidae) : quais os canais de sinalização reconhecidos pelas fêmeas no contexto pré-copulatório?

Brum, Pedro Erê Disconzi January 2011 (has links)
A Ordem Araneae é notória por conter uma grande variedade de formas e hábitos, dentre os quais destaco as aranhas semi-aquáticas do gênero Paratrechalea Carico, 2005, cujo macho confecciona, a partir de uma presa capturada e envolta em seda, um presente nupcial que é apresentado à fêmea durante o cortejo pré-couplatório. Estudos recentes indicam que este comportamento, em aranhas, representa um esforço de acasalamento por parte do macho, possivelmente atuando através do mecanismo de motivação de forrageamento. Entretanto pouca atenção foi dada à natureza dos estímulos responsáveis por influenciar a aceitação das fêmeas. No presente estudo, os canais de atuação visual, táctil e químicos foram isolados em uma série de experimentos independentes através da manipulação de diversos aspectos do presente nupcial, utilizando a aranha P. ornata (Mello-Leitão, 1943) como modelo de estudo. Os sinais visuais e tácteis, quando testados isoladamente, não parecem induzir a aceitação do presente nupcial por parte das fêmeas, enquanto que sinais químicos influenciaram de maneira significativa a decisão das mesmas. Experimentos comparando a aceitação de presentes artificiais envoltos em seda obtida diretamente dos presentes nupciais ou com seda retirada das fiandeiras de machos anestesiados nos permitiu identificar a seda como componente do presente que contém o sinal atrativo. Através do teste da influência de diferentes solventes sobre a atratividade do presente nupcial foi possível evidenciar a natureza apolar do sinal químico atrativo. A partir dos resultados apresentados são discutidas hipóteses evolutivas e comportamentais relacionadas à atuação do canal de sinalização químico atuante nos presentes nupciais. / The Order Araneae is widely known for having a great variety both in terms of morphology and behavior, from which I highlight the genus Paratrechalea Carico, 2005, whose males construct a nuptial gift from a prey wrapped in silk that is offered to the female during courtship. Recent studies indicate that this gift-giving behavior in spiders represents a male mating effort, possibly acting through a mechanism of foraging motivation. However, little attention was given to the nature of the stimuli responsible for inducing female acceptance. In the present work, visual, tactile and chemical channels were isolated in a series of independent experiments through manipulation of different aspects of the nuptial gift, using P. ornata (Mello-Leitão, 1943) as a study model. The visual and tactile signal alone do not induced female acceptance while chemical signals did influenced female decision. Experiments comparing the acceptance of artificial gifts wrapped with nuptial gift silk or with silk obtained from anesthetized males allowed us to identify the silk portion as the specific location of the attractive signal. Testing the influence of different solvents over the attractiveness of the nuptial gift we showed that the chemical signal have an apolar nature. The results presented here are discussed under an evolutionary and behavioral framework related to the action of chemical signaling within the nuptial gift.
4

Presentes nupciais em Paratrechalea ornata Carico, 2005 (Araneae; Trechaleidae) : quais os canais de sinalização reconhecidos pelas fêmeas no contexto pré-copulatório?

Brum, Pedro Erê Disconzi January 2011 (has links)
A Ordem Araneae é notória por conter uma grande variedade de formas e hábitos, dentre os quais destaco as aranhas semi-aquáticas do gênero Paratrechalea Carico, 2005, cujo macho confecciona, a partir de uma presa capturada e envolta em seda, um presente nupcial que é apresentado à fêmea durante o cortejo pré-couplatório. Estudos recentes indicam que este comportamento, em aranhas, representa um esforço de acasalamento por parte do macho, possivelmente atuando através do mecanismo de motivação de forrageamento. Entretanto pouca atenção foi dada à natureza dos estímulos responsáveis por influenciar a aceitação das fêmeas. No presente estudo, os canais de atuação visual, táctil e químicos foram isolados em uma série de experimentos independentes através da manipulação de diversos aspectos do presente nupcial, utilizando a aranha P. ornata (Mello-Leitão, 1943) como modelo de estudo. Os sinais visuais e tácteis, quando testados isoladamente, não parecem induzir a aceitação do presente nupcial por parte das fêmeas, enquanto que sinais químicos influenciaram de maneira significativa a decisão das mesmas. Experimentos comparando a aceitação de presentes artificiais envoltos em seda obtida diretamente dos presentes nupciais ou com seda retirada das fiandeiras de machos anestesiados nos permitiu identificar a seda como componente do presente que contém o sinal atrativo. Através do teste da influência de diferentes solventes sobre a atratividade do presente nupcial foi possível evidenciar a natureza apolar do sinal químico atrativo. A partir dos resultados apresentados são discutidas hipóteses evolutivas e comportamentais relacionadas à atuação do canal de sinalização químico atuante nos presentes nupciais. / The Order Araneae is widely known for having a great variety both in terms of morphology and behavior, from which I highlight the genus Paratrechalea Carico, 2005, whose males construct a nuptial gift from a prey wrapped in silk that is offered to the female during courtship. Recent studies indicate that this gift-giving behavior in spiders represents a male mating effort, possibly acting through a mechanism of foraging motivation. However, little attention was given to the nature of the stimuli responsible for inducing female acceptance. In the present work, visual, tactile and chemical channels were isolated in a series of independent experiments through manipulation of different aspects of the nuptial gift, using P. ornata (Mello-Leitão, 1943) as a study model. The visual and tactile signal alone do not induced female acceptance while chemical signals did influenced female decision. Experiments comparing the acceptance of artificial gifts wrapped with nuptial gift silk or with silk obtained from anesthetized males allowed us to identify the silk portion as the specific location of the attractive signal. Testing the influence of different solvents over the attractiveness of the nuptial gift we showed that the chemical signal have an apolar nature. The results presented here are discussed under an evolutionary and behavioral framework related to the action of chemical signaling within the nuptial gift.
5

A pratica de sexo seguro entre estudantes de escolas publicas de Minas Gerais

Viana, Francisco Jose Machado 16 December 2004 (has links)
Orientador: Anibal Faundes / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-08-04T01:11:38Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Viana_FranciscoJoseMachado_M.pdf: 2352326 bytes, checksum: 114595e965240622e0a298377cd86e1d (MD5) Previous issue date: 2004 / Resumo: Objetivo. O objetivo deste estudo foi avaliar fatores associados à prática de sexo seguro entre estudantes de escolas públicas de Minas Gerais, Brasil. Sujeitos e Método. Foi realizado um estudo de corte transversal utilizando dados da linha de base da avaliação do programa de educação sexual chamado "Educação Afetivo- Sexual: Um novo olhar"(PEAS) promovido pelo Governo do estado de Minas Gerais. Estudou-se a associação entre sexo, idade, série e período de estudo, cor da pele, religião e importância dada à religião, educação da mãe, com pratica sexual segura, definida pelo uso consistente de preservativo com parceiro casual ou fixo, e uso de métodos anticoncepcionais modernos. Estudou-se, também, a associação de qualquer exposição à educação sexual, promoção de protagonismo juvenil e participação de profissionais de saúde no ensino, com prática de sexo seguro. Para isso, utilizou-se análise bivariada e regressão logística. Resultados Responderam o questionário 5.448 estudantes, 2.110 meninos e 3.336 moças. Ser do sexo masculino ou ter o envolvimento de profissionais de saúde na escola estiveram positivamente associados com todos os indicadores de sexo seguro. Ter mãe com mais de oito anos de escolaridade esteve positivamente associado com uso de preservativo com parceiro fixo ou casual. Ser aluno do ensino médio (versus fundamental) ou ser mais velho associaram-se negativamente com uso consistente de preservativo com parceiro casual e fixo, respectivamente. Dar grande importância à religião ou ser evangélico estiveram negativamente associados com uso de anticoncepcionais modernos na última relação sexual. Conclusões Foi possível identificar alguns fatores que se mostraram associados à prática de sexo seguro por adolescentes, como a presença de profissionais de saúde na escola e a educação da mãe, assim como dar muita importância à religião esteve relacionada a um menor uso de métodos anticoncepcionais modernos. Esses fatores deveriam ser considerados no planejamento e execução de programas de prevenção de DST/AIDS e gravidez não desejada / Abstract: Objectives. To evaluate factors associated with safe sex among public school students from Minas Gerais state, in Brazil. Subjects and Methods. A cross sectional study based on the baseline data of an evaluation of a sexuality education program called "Educação Afetivo-Sexual: Um novo olhar" (PEAS) was carried out. Correlations of sex, age, school grade, period of study, ethnicity, religion, and importance given to religion and mothers ' education, with practice of safe sex were studied. Consistent use of condom with casual or with stable partner and use of modern contraceptive methods at the last sexual intercourse were used as indicators of safe sex. The association of exposure to any sexual education, promotion of youth protagonism in the schools and participation of health professional in school activities with safe sex was also studied. Results. The questionnaire was answered by 5.448 students, 2.110 boys and 3.336 girls. Bivariate analysis and multivariate logistical regression were used. Being male and having heath professionals in involved in school activities were positively associated with all indicators of safe sex, and having a mother with more than 8 grade of schooling was positively associated with consistent condom use with casual or stable partner. Being a high school student (versus elementary school) and being older were negatively associated with consistent condom use with casual and with stable partner, respectively. Giving greater importance to religion and being evangelic was negatively associated with use of modern contraceptives in last sexual practice. Conclusions. It was possible to identify a few factors, which were associated with the practice of safe sex, such as the participation of health professionals in school activities and mothers? education, while giving great importance to religion had a negative association with safe sexual practices. The identification of these factors may help to guide programs for the prevention of STI/AIDS and unwanted pregnancy / Mestrado / Ciencias Biomedicas / Mestre em Tocoginecologia
6

Caracterização do comportamento sexual, do som de corte e de um fragmento do gene period (per) de populações de Zaprionus indianus (Gupta) (Diptera: Drosophilidae)

Müller, Mário Josias January 2009 (has links)
Este trabalho apresenta a descrição do comportamento sexual e do som de corte do macho de populações geográficas da América do Sul da mosca africana Zaprionus indianus, juntamente com a caracterização de um fragmento do gene period (per) de Z. indianus e Z. sepsoides, relacionado, em Drosophila melanogaster, com o controle dos ciclos de som de corte. As seqüências destas espécies são comparadas com as de outras da subfamília Drosophilinae e utilizadas em reconstruções filogenéticas. Também é avaliado o polimorfismo populacional deste marcador nas populações de Z. indianus. O comportamento de corte de Z. indianus é mais simples do que o de espécies do gênero Drosophila, sendo a média de latência de corte de 1 min e 33 s, com mínima de 13 s e máxima de 6 min e 51 s, enquanto que a latência de cópula ficou com média de 2 min e 16 s, com mínima de 18 s e máxima de 6 min e 56 s, sendo que não houve diferença estatística entre os valores obtidos nas diferentes populações. O som de corte é formado por uma seqüência de pulsos monocíclicos, com freqüência fundamental intrapulso variando de 193,8 Hz a 269,17 Hz. Dois padrões de intervalo interpulso foram identificados e denominados como pré-cópula e "montado". O primeiro que precede a cópula (pré-cópula), apresentou um IPI com média de 0,2343 ms ± 0,0799 e maiores amplitudes, enquanto o segundo, geralmente mais longo, foi emitido quando o macho já está copulando com a fêmea ("montado"), com média de 0,3657 ms ± 0,1299 e amplitudes menores. Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas nas médias de IPIs entre as três populações estudadas, entretanto foi detectada diferença estatística nas freqüências intrapulso entre todas as populações. Em relação ao gene per, Z. indianus e Z. sepsoides, não possuem uma repetição do dipeptídio treonina-glicina, característica de algumas espécies de Drosophila, porém Z. indianus apresenta 4 mutações silenciosas nesta região, formando dois haplótipos presente na maioria das populações amostradas. A AMOVA demonstrou uma estruturação geográfica da variância molecular entre os grupos populacionais do Sul, Sudeste e Nordeste. Já a comparação das seqüências de per entre espécies da subfamília Drosophilinae revelou várias sinapomorfias que na análise filogenética recuperam todos os grupos de Drosophila analisados, bem como a monofilia de Zaprionus. Contudo a monofilia dos subgêneros Drosophila e Sophophora não foram recuperadas. Os resultados do comportamento de corte, em especial a velocidade de acasalamento, podem ajudar a explicar a rápida dispersão de Z. indianus no continente sul-americano. As diferenças nas freqüências intrapulso entre as populações podem representar a primeira adaptação comportamental registrada desta espécie na América do Sul. Quanto ao gene per, as sinapomorfias encontradas, reforçam a relação do gênero Zaprionus com as espécies dos grupos immigrans, virilis e repleta, também indicada na reconstrução filogenética usando o método da máxima verossimilhança. Já em relação aos dois haplótipos de per encontrados nas populações colonizadoras de Z. indianus, suas distribuições eqüitativas pode ser resultado da recente e rápida expansão geográfica desta espécie. / This paper describes the sexual behavior and courtship songs of the male in South American populations of the Zaprionus indianus African fly, together with the characterization of a fragment of the period gene (per) of Z. indianus and Z. sepsoides, which is related, in Drosophila melanogaster, with the control of the cycles of the courtship sounds. The sequences of these species are compared with those of the others of the Drosophilinae subfamily and used in phylogenetic reconstructions. The populational polymorphism of this marker of the Z. indianus populations is also evaluated. The courting behavior of Z. indianus is simpler than that of species of the genus Drosophila, with a latency of courtship of 1 minute 33 seconds - a minimum of 13 seconds and maximum of 6 minutes 51 seconds; The latency of copulation has an average of 2 minutes 16 seconds with a minimum of 18 seconds and maximum of 6 minutes 56 seconds. There were no statistically significant differences between the values obtained from the different populations. The courting song is made up of a sequence of monocyclic sounds with an intrapulse frequency varying from 193.8 Hz to 269.17 Hz. Two patterns of inter-pulse intervals were identified and denominated ´´pre-copulation`` and ´´mounted``. The first, which precedes the copulation (pre-copulation) demonstrated an IPI with an average of 0.2343 ms ± 0.0799 and with considerable amplitude while the second - generally longer - was emitted when the male was actually copulating with the female (´´mounted``) and had an average of 0.3657 ms ± 0.1299 but at lower amplitudes. No statistically significant differences were found in the IPI averages in the three populations studied, but such differences were detected in the intra-pulse frequencies in all the populations. In relation to the gene per, Z. indianus and Z. sepsoides do not have the repetition of dipeptide threonine-glycine characteristic of some species of Drosophila, but Z. indianus presents four silent mutations in this region that form two haplotypes that are present in the majority of the populations sampled. The AMOVA analysis demonstrates a geographical structuration of the molecular variance among groups of populations from South, Southeast and Northeast. However, the comparison of the per sequences of the Drosophilinae subfamily revealed various synapomorphies which, in the phylogenetic analysis, recovered all the Drosophila groups that were analyzed as well as the Zaprionus monophyly - that of Drosophila and Sophophora was not recovered. The results of the courting behavior, especially the rapidity of intercourse, could help to explain the rapid dispersion of Z. indianus in the South American continent. The differences in the intrapulse frequencies amongst the populations may represent the first behavioral adaptation registered for this species in South America. As for the per gene, the synapomorphies discovered tend to reinforce the relationship of the genus Zaprionus with the species of the immigrans, virilis and repleta groups, also detected in the phylogenetic reconstruction using the maximum likelihood method. As regards the two per haplotypes found in the Z. indianus colonizing populations, their equitative distribution may be the result of the recent and rapid geographic expansion of this species.
7

Caracterização do comportamento sexual, do som de corte e de um fragmento do gene period (per) de populações de Zaprionus indianus (Gupta) (Diptera: Drosophilidae)

Müller, Mário Josias January 2009 (has links)
Este trabalho apresenta a descrição do comportamento sexual e do som de corte do macho de populações geográficas da América do Sul da mosca africana Zaprionus indianus, juntamente com a caracterização de um fragmento do gene period (per) de Z. indianus e Z. sepsoides, relacionado, em Drosophila melanogaster, com o controle dos ciclos de som de corte. As seqüências destas espécies são comparadas com as de outras da subfamília Drosophilinae e utilizadas em reconstruções filogenéticas. Também é avaliado o polimorfismo populacional deste marcador nas populações de Z. indianus. O comportamento de corte de Z. indianus é mais simples do que o de espécies do gênero Drosophila, sendo a média de latência de corte de 1 min e 33 s, com mínima de 13 s e máxima de 6 min e 51 s, enquanto que a latência de cópula ficou com média de 2 min e 16 s, com mínima de 18 s e máxima de 6 min e 56 s, sendo que não houve diferença estatística entre os valores obtidos nas diferentes populações. O som de corte é formado por uma seqüência de pulsos monocíclicos, com freqüência fundamental intrapulso variando de 193,8 Hz a 269,17 Hz. Dois padrões de intervalo interpulso foram identificados e denominados como pré-cópula e "montado". O primeiro que precede a cópula (pré-cópula), apresentou um IPI com média de 0,2343 ms ± 0,0799 e maiores amplitudes, enquanto o segundo, geralmente mais longo, foi emitido quando o macho já está copulando com a fêmea ("montado"), com média de 0,3657 ms ± 0,1299 e amplitudes menores. Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas nas médias de IPIs entre as três populações estudadas, entretanto foi detectada diferença estatística nas freqüências intrapulso entre todas as populações. Em relação ao gene per, Z. indianus e Z. sepsoides, não possuem uma repetição do dipeptídio treonina-glicina, característica de algumas espécies de Drosophila, porém Z. indianus apresenta 4 mutações silenciosas nesta região, formando dois haplótipos presente na maioria das populações amostradas. A AMOVA demonstrou uma estruturação geográfica da variância molecular entre os grupos populacionais do Sul, Sudeste e Nordeste. Já a comparação das seqüências de per entre espécies da subfamília Drosophilinae revelou várias sinapomorfias que na análise filogenética recuperam todos os grupos de Drosophila analisados, bem como a monofilia de Zaprionus. Contudo a monofilia dos subgêneros Drosophila e Sophophora não foram recuperadas. Os resultados do comportamento de corte, em especial a velocidade de acasalamento, podem ajudar a explicar a rápida dispersão de Z. indianus no continente sul-americano. As diferenças nas freqüências intrapulso entre as populações podem representar a primeira adaptação comportamental registrada desta espécie na América do Sul. Quanto ao gene per, as sinapomorfias encontradas, reforçam a relação do gênero Zaprionus com as espécies dos grupos immigrans, virilis e repleta, também indicada na reconstrução filogenética usando o método da máxima verossimilhança. Já em relação aos dois haplótipos de per encontrados nas populações colonizadoras de Z. indianus, suas distribuições eqüitativas pode ser resultado da recente e rápida expansão geográfica desta espécie. / This paper describes the sexual behavior and courtship songs of the male in South American populations of the Zaprionus indianus African fly, together with the characterization of a fragment of the period gene (per) of Z. indianus and Z. sepsoides, which is related, in Drosophila melanogaster, with the control of the cycles of the courtship sounds. The sequences of these species are compared with those of the others of the Drosophilinae subfamily and used in phylogenetic reconstructions. The populational polymorphism of this marker of the Z. indianus populations is also evaluated. The courting behavior of Z. indianus is simpler than that of species of the genus Drosophila, with a latency of courtship of 1 minute 33 seconds - a minimum of 13 seconds and maximum of 6 minutes 51 seconds; The latency of copulation has an average of 2 minutes 16 seconds with a minimum of 18 seconds and maximum of 6 minutes 56 seconds. There were no statistically significant differences between the values obtained from the different populations. The courting song is made up of a sequence of monocyclic sounds with an intrapulse frequency varying from 193.8 Hz to 269.17 Hz. Two patterns of inter-pulse intervals were identified and denominated ´´pre-copulation`` and ´´mounted``. The first, which precedes the copulation (pre-copulation) demonstrated an IPI with an average of 0.2343 ms ± 0.0799 and with considerable amplitude while the second - generally longer - was emitted when the male was actually copulating with the female (´´mounted``) and had an average of 0.3657 ms ± 0.1299 but at lower amplitudes. No statistically significant differences were found in the IPI averages in the three populations studied, but such differences were detected in the intra-pulse frequencies in all the populations. In relation to the gene per, Z. indianus and Z. sepsoides do not have the repetition of dipeptide threonine-glycine characteristic of some species of Drosophila, but Z. indianus presents four silent mutations in this region that form two haplotypes that are present in the majority of the populations sampled. The AMOVA analysis demonstrates a geographical structuration of the molecular variance among groups of populations from South, Southeast and Northeast. However, the comparison of the per sequences of the Drosophilinae subfamily revealed various synapomorphies which, in the phylogenetic analysis, recovered all the Drosophila groups that were analyzed as well as the Zaprionus monophyly - that of Drosophila and Sophophora was not recovered. The results of the courting behavior, especially the rapidity of intercourse, could help to explain the rapid dispersion of Z. indianus in the South American continent. The differences in the intrapulse frequencies amongst the populations may represent the first behavioral adaptation registered for this species in South America. As for the per gene, the synapomorphies discovered tend to reinforce the relationship of the genus Zaprionus with the species of the immigrans, virilis and repleta groups, also detected in the phylogenetic reconstruction using the maximum likelihood method. As regards the two per haplotypes found in the Z. indianus colonizing populations, their equitative distribution may be the result of the recent and rapid geographic expansion of this species.
8

Sexualidade no climaterio : uma analise do inquerito populacional domiciliar em mulheres de 45 a 60 anos no municipio de Campinas

Tadini, Valdir 26 July 2018 (has links)
Orientador: Aarão Mendes Pinto Neto / Tese (doutorado) - Univesidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-26T15:12:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tadini_Valdir_D.pdf: 3129726 bytes, checksum: 630e96059d72efaf77d2f9c3033e7a5a (MD5) Previous issue date: 2000 / Resumo: O aumento da expectativa de vida, principalmente entre a população feminina neste final de século tornou os estudos sobre o climatério e suas implicações psicobiológicas e sociais, como a sexualidade, temas de grande interesse, pois são relacionados à melhoria da qualidade e do estilo de vida. Objetivos: Descrever alguns aspectos da sexualidade em mulheres climatéricas e as influências das características sociodemográficas e clínicas e da auto-percepção do estado de saúde. Sujeitos e métodos: Estudo descritivo, de corte transversal, associado a um inquérito populacional domiciliar em mulheres de 45 a 60 anos residentes em Campinas (SP), no Brasil. Foram selecionadas 456 mulheres, através de processo de amostragem, baseado em Censo Demográfico de 1991 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Os dados foram coletados através de entrevistas domiciliares com questionários estruturados e pré-testados internacionalmente no Sudeste Asiático e nos Estados Unidos. Foram obtidas as,> estatísticas de posição (freqüências, médias e medianas) e riscos relativos (RR) ajustado por idade, com intervalo de confiança de 95%. Resultados: A maioria das mulheres iniciou sua vida sexual na adolescência e, continuou mantendo relações sexuais (68%) e obtendo prazer (86%) no climatério; com uma freqüência mediana, neste período da vida, de quatro relações/mês. Um terço da amostra estava em abstinência sexual nos últimos 12 meses, devido principalmente a falta de parceiro ou a doença deste (75%), e não causas relativas à mulher. A principal mudança na atividade sexual das mulheres foi a falta de interesse sexual (75%), não sendo importante a secura vaginal ou a dispareunia. As características associadas à precocidade do início da atividade sexual foram: a menor escolaridade (sem escolaridade com RR de 5,7) e o menor poder aquisitivo (classe D ou E com RR de 3,5). Em relação à manutenção da atividade sexual foi significativo ter parceiro estável e principalmente, estar casada (RR ajustado= 30,7), pertencer a classe A ou B (RR ajustado de = 3,3); ser não fumante (RR ajustado= 2,4), e estar usando TRH (RR ajustado= 1,8). A obtenção do prazer foi influenciada somente pela maior escolaridade (RR ajustado= 4,3 e pela autopercepção do bom estado de saúde (RR ajustado= 9,6). Conclusões: A atividade e o prazer sexual no climatério têm uma influência multifatorial, que passa por questões de condições socioeconômicas, culturais, clínicas, hábitos e educação sexual. A contribuição deste estudo é alertar os profissionais de saúde e pesquisadores, para melhor entendimento das ações não estritamente biológicas sobre o comportamento humano, neste caso em especial à sexualidade no climatério e, a maior atenção às queixas das mulheres e de seus parceiros / Abstract: In this final century, the increase of life expectance mainly among female population made the climacteric study with their psychobiologycal and social implications like sexuality, important questiono This is significant because they are related to improve of life quality and style. Objectives: describe some sexuality aspects in climacteric women and the influence of the social and demographic characteristic, the clinical characteristic and the healthy state of self-perception. Methods: descriptive study, cross sectional associated with domicile population inquiry in women aged 45 to 60 inhabit in Campinas (SP), Brazil. A total of 456 women were carried out between randomization based in a 1991 demographic census from Instituto Brasileiro de Geografia e Estatíst1ca. The data were gathered from domicile interview through strucfured questionary intemationally te,sted in UEA and Asian Southeast. Were collected statistical position data (frequency, average and median value) and relative Fisk (RR) age adjusted, with 95% confidence interval. Results: The majority of women began their sexual life in adolescent period and keep on their sexual (68%) and achieving pleasure (86%) in climacteric stage; with fpur intercourse/month (median frequency value). A sample third was sexual absent in the last 12 month. The main factor was the lack of partner or presence of sick partner (75%) and not due to women factor. The significant change of women sexual aétivity was the absence of sexual attraction (75%), the vaginal dryness and coitus pain were not important. The early first intercourse associated characteristics were the less scholarship (RR 5,7) and the less acquisitive power (category O or E with RR 3,5). Regarding holding thesexual activity, was significant to have stable partner and mainly be married (RR 30,7), belong to A or 8 category (RR 3,3) using HTR (RR 1,8). The pleasure achievement was affected only by high scholarship (RR 4,3) and by good health self-perception (RR 9,6). Conclusion: The activity and the sexual pleasure in climacteric women have a many-sided influence that goes through social and economics issues, cultural questions, clinical conditions, habits and sexual education. The aim of this study was to contribute to. alert the health workers and searches, to gain knowledge not only through biological strict actions about human behavior, but specially to the climacteric sexuality and improve attention to the women and partner complains / Doutorado / Tocoginecologia / Doutor em Medicina
9

Caminhos do desejo : uma abordagem antropologica das relações homoeroticas femininas em Belo Horizonte

Carvalho, Tamara Teixeira de 22 September 1995 (has links)
Orientador: Maria Suely Kofes / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciencias Humanas / Made available in DSpace on 2018-07-20T16:23:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Carvalho_TamaraTeixeirade_M.pdf: 3934117 bytes, checksum: 527ece03a410366591c29d6d31337099 (MD5) Previous issue date: 1995 / Resumo: Esta Dissertação de Mestrado tem como objetivo compreender uma face da sexualidade feminina: a trajetória afetivo sexual de mulheres que privilegiaram, em um período significativo de suas vidas, os contatos masculinos, e hoje se encontram envolvidas em relacionamentos com outras mulheres. A partir de uma pesquisa de campo e do material teórico disponível, busca-se compreeender essas relações e situá-Ias no contexto social dos anos 80 e início dos anos 90 / Abstract: Not informed / Mestrado / Mestre em Antropologia Social
10

Caracterização do comportamento sexual, do som de corte e de um fragmento do gene period (per) de populações de Zaprionus indianus (Gupta) (Diptera: Drosophilidae)

Müller, Mário Josias January 2009 (has links)
Este trabalho apresenta a descrição do comportamento sexual e do som de corte do macho de populações geográficas da América do Sul da mosca africana Zaprionus indianus, juntamente com a caracterização de um fragmento do gene period (per) de Z. indianus e Z. sepsoides, relacionado, em Drosophila melanogaster, com o controle dos ciclos de som de corte. As seqüências destas espécies são comparadas com as de outras da subfamília Drosophilinae e utilizadas em reconstruções filogenéticas. Também é avaliado o polimorfismo populacional deste marcador nas populações de Z. indianus. O comportamento de corte de Z. indianus é mais simples do que o de espécies do gênero Drosophila, sendo a média de latência de corte de 1 min e 33 s, com mínima de 13 s e máxima de 6 min e 51 s, enquanto que a latência de cópula ficou com média de 2 min e 16 s, com mínima de 18 s e máxima de 6 min e 56 s, sendo que não houve diferença estatística entre os valores obtidos nas diferentes populações. O som de corte é formado por uma seqüência de pulsos monocíclicos, com freqüência fundamental intrapulso variando de 193,8 Hz a 269,17 Hz. Dois padrões de intervalo interpulso foram identificados e denominados como pré-cópula e "montado". O primeiro que precede a cópula (pré-cópula), apresentou um IPI com média de 0,2343 ms ± 0,0799 e maiores amplitudes, enquanto o segundo, geralmente mais longo, foi emitido quando o macho já está copulando com a fêmea ("montado"), com média de 0,3657 ms ± 0,1299 e amplitudes menores. Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas nas médias de IPIs entre as três populações estudadas, entretanto foi detectada diferença estatística nas freqüências intrapulso entre todas as populações. Em relação ao gene per, Z. indianus e Z. sepsoides, não possuem uma repetição do dipeptídio treonina-glicina, característica de algumas espécies de Drosophila, porém Z. indianus apresenta 4 mutações silenciosas nesta região, formando dois haplótipos presente na maioria das populações amostradas. A AMOVA demonstrou uma estruturação geográfica da variância molecular entre os grupos populacionais do Sul, Sudeste e Nordeste. Já a comparação das seqüências de per entre espécies da subfamília Drosophilinae revelou várias sinapomorfias que na análise filogenética recuperam todos os grupos de Drosophila analisados, bem como a monofilia de Zaprionus. Contudo a monofilia dos subgêneros Drosophila e Sophophora não foram recuperadas. Os resultados do comportamento de corte, em especial a velocidade de acasalamento, podem ajudar a explicar a rápida dispersão de Z. indianus no continente sul-americano. As diferenças nas freqüências intrapulso entre as populações podem representar a primeira adaptação comportamental registrada desta espécie na América do Sul. Quanto ao gene per, as sinapomorfias encontradas, reforçam a relação do gênero Zaprionus com as espécies dos grupos immigrans, virilis e repleta, também indicada na reconstrução filogenética usando o método da máxima verossimilhança. Já em relação aos dois haplótipos de per encontrados nas populações colonizadoras de Z. indianus, suas distribuições eqüitativas pode ser resultado da recente e rápida expansão geográfica desta espécie. / This paper describes the sexual behavior and courtship songs of the male in South American populations of the Zaprionus indianus African fly, together with the characterization of a fragment of the period gene (per) of Z. indianus and Z. sepsoides, which is related, in Drosophila melanogaster, with the control of the cycles of the courtship sounds. The sequences of these species are compared with those of the others of the Drosophilinae subfamily and used in phylogenetic reconstructions. The populational polymorphism of this marker of the Z. indianus populations is also evaluated. The courting behavior of Z. indianus is simpler than that of species of the genus Drosophila, with a latency of courtship of 1 minute 33 seconds - a minimum of 13 seconds and maximum of 6 minutes 51 seconds; The latency of copulation has an average of 2 minutes 16 seconds with a minimum of 18 seconds and maximum of 6 minutes 56 seconds. There were no statistically significant differences between the values obtained from the different populations. The courting song is made up of a sequence of monocyclic sounds with an intrapulse frequency varying from 193.8 Hz to 269.17 Hz. Two patterns of inter-pulse intervals were identified and denominated ´´pre-copulation`` and ´´mounted``. The first, which precedes the copulation (pre-copulation) demonstrated an IPI with an average of 0.2343 ms ± 0.0799 and with considerable amplitude while the second - generally longer - was emitted when the male was actually copulating with the female (´´mounted``) and had an average of 0.3657 ms ± 0.1299 but at lower amplitudes. No statistically significant differences were found in the IPI averages in the three populations studied, but such differences were detected in the intra-pulse frequencies in all the populations. In relation to the gene per, Z. indianus and Z. sepsoides do not have the repetition of dipeptide threonine-glycine characteristic of some species of Drosophila, but Z. indianus presents four silent mutations in this region that form two haplotypes that are present in the majority of the populations sampled. The AMOVA analysis demonstrates a geographical structuration of the molecular variance among groups of populations from South, Southeast and Northeast. However, the comparison of the per sequences of the Drosophilinae subfamily revealed various synapomorphies which, in the phylogenetic analysis, recovered all the Drosophila groups that were analyzed as well as the Zaprionus monophyly - that of Drosophila and Sophophora was not recovered. The results of the courting behavior, especially the rapidity of intercourse, could help to explain the rapid dispersion of Z. indianus in the South American continent. The differences in the intrapulse frequencies amongst the populations may represent the first behavioral adaptation registered for this species in South America. As for the per gene, the synapomorphies discovered tend to reinforce the relationship of the genus Zaprionus with the species of the immigrans, virilis and repleta groups, also detected in the phylogenetic reconstruction using the maximum likelihood method. As regards the two per haplotypes found in the Z. indianus colonizing populations, their equitative distribution may be the result of the recent and rapid geographic expansion of this species.

Page generated in 0.0956 seconds