• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 81
  • 2
  • Tagged with
  • 85
  • 85
  • 53
  • 52
  • 33
  • 31
  • 31
  • 29
  • 25
  • 21
  • 17
  • 17
  • 16
  • 13
  • 13
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Análise histórica e empírica sobre as exportações de açucar do Brasil

Abreu, Eulália Alves de January 2011 (has links)
ABREU, Eulália Alves de. Análise histórica e empírica sobre as exportações de açucar do Brasil. 2011. 34f. Dissertação (mestrado profissional) - Programa de Pós Graduação em Economia, CAEN, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE, 2011. / Submitted by Mônica Correia Aquino (monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2013-09-05T21:49:12Z No. of bitstreams: 1 2011_dissert_eaabreu.pdf: 334082 bytes, checksum: 04a2370632d9d035d1915796fb336f7e (MD5) / Approved for entry into archive by Mônica Correia Aquino(monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2013-09-05T21:49:30Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_dissert_eaabreu.pdf: 334082 bytes, checksum: 04a2370632d9d035d1915796fb336f7e (MD5) / Made available in DSpace on 2013-09-05T21:49:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_dissert_eaabreu.pdf: 334082 bytes, checksum: 04a2370632d9d035d1915796fb336f7e (MD5) Previous issue date: 2011 / The goal of this study is to estimate an equation explaining the export of Brazilian sugar, with the aim of identifying which variables impact the performance of exports of this commodity and measure the price elasticity of supply of sugar, with the methodology of the ordinary least squares (OLS). The reporting period covers May 1997 to December 2010, with values recorded monthly. The main variables identified as determinants of exports are prices and world income. The coefficients of the estimated model demonstrated results consistent with economic theory showing that the world price and income affect Brazilian exports, resulting in the price elasticity of supply inelastic. / O objetivo deste trabalho é estimar uma equação de exportação que explique o comércio internacional brasileiro de açúcar, com a finalidade de identificar quais variáveis impactam no desempenho exportador dessa commodity e medir a elasticidade-preço da oferta de açúcar, tendo como metodologia adotada a dos mínimos quadrados ordinários (MMQO). O período em análise compreende a maio de 1997 a dezembro de 2010, com valores contabilizados mensalmente. As principais variáveis identificadas como determinantes dessas exportações foram o preço e a renda mundial. Os coeficientes do modelo estimado apresentaram resultados compatíveis com a teoria econômica, mostrando que o preço e a renda mundial influenciam nas exportações brasileiras, tendo como resultado a elasticidade-preço da oferta inelástica.
2

Uma análise das desigualdades dos estados brasileiros no período 1950-1999 : o papel dos gastos governamentais estaduais

ABREU, Eliane Aparecida Pereira de January 2003 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T17:16:41Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo5750_1.pdf: 1264423 bytes, checksum: 2e0dfb2a06263209170c048fc6a854e1 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2003 / A evolução das desigualdades entre as economias estaduais na economia brasileira entre 1950/1999 apresenta dois períodos distintos: aquele que transcorre até a década de 90 e a fase subseqüente. No primeiro, verifica-se consenso entre os estudiosos de que ocorreu uma redução das diferenças entre os níveis e ritmo de crescimento entre os estados brasileiros. Como fatores propulsores desse processo tem-se o Governo Federal, através de investimentos diretos ou via criação de mecanismos que estimulassem os investimentos naquelas regiões e estados que não atrairiam a iniciativa privada pela estrutura então existente. A partir da década de 90, com a crise fiscal do Governo Federal, a demanda por mão-de-obra mais qualificada pelo paradigma tecnológico vigente e a criação do MERCOSUL, que proporciona maiores benefícios para os estados localizados nas regiões Sul e Sudeste, tem suscitado questionamentos sobre a possibilidade de reconcentração de renda nas economias estaduais. Entretanto, em que pese as atuações do Governo Federal, torna-se necessário analisar os resultados obtidos em função de alocações orçamentárias diferenciadas dos demais níveis de governo, entre os estados brasileiros. Nesse contexto, esse estudo pretende analisar o papel desempenhado pelas alocações orçamentárias no âmbito estadual na evolução apresentada pelas economias estaduais até o momento atual
3

A Informalidade no Mercado de Trabalho: um Desafio Institucional Permanente para a Economia Brasileira

VARGAS, J. 24 August 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T11:13:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_7473_Dissertação, versão final (Juliano Vargas).pdf: 1070767 bytes, checksum: 23f69ce3b7bc5f12d717590f1ab7f8b3 (MD5) Previous issue date: 2015-08-24 / A economia informal compõe o mundo do trabalho de todas as sociedades capitalistas, em menor ou em maior grau. No Brasil, historicamente observa-se que esse fenômeno tem sido sempre muito abrangente, sobretudo motivado pelo e resultante do contexto socioeconômico, jurídico e político. Devido às idiossincrasias nacionais, desde o surgimento do mercado de trabalho no país, esta situação persiste em diversos panoramas e com vários matizes, obstaculizando uma melhor performance global da economia brasileira e negando oportunidades de desenvolvimento individual e social ao longo do tempo. Sendo assim, e através do prisma da Economia Social e do Trabalho, o objetivo desta dissertação é analisar os principais fatores conjunturais e estruturais da informalidade observada no mercado nacional de trabalho no interregno 1980-2012, apresentando a dimensão desse problema e expondo suas raízes econômicas e institucionais, a fim de contribuir com novos elementos para o debate da informalidade em nível nacional. A hipótese central dessa pesquisa é de que o elevado GI no Brasil persiste essencialmente mesmo que com diferentes especificidades históricas ao nível das mentalidades dos diversos agentes, isto é, antes de ter-se um mercado nacional de trabalho com um alto GI, tem-se uma sociedade brasileira altamente informal. A instituição trabalho informal persiste como um hábito incrustado mesmo diante de mudanças de ordem socioeconômica, o que impede que grande parcela da população brasileira tenha acesso ao trabalho formalizado e decente (a là OIT). É mister que haja maior efetividade das leis e aprimoramentos institucionais acompanhados de coordenação e vontade política, alicerçados pela tomada de consciência crescente da sociedade civil no que se refere à importância da formalização e aos males da informalidade tanto para seus cidadãos quanto para a nação. Sugere-se como uma possível alternativa para diminuir o GI de forma mais consistente a consideração, para além dos aspectos econômicos e jurídicos, do arcabouço cultural, histórico, comportamental e dos hábitos sociais incrustados que os condicionam e os orientam. Isto porque são estes os eixos que norteiam o processo de desenvolvimento individual e social. Nesse sentido, o estudo (de caráter descritivo e analítico) é fundamentado pelas teorias sistêmicas e multidisciplinares desenvolvidas por Karl Paul Polanyi e Amartya Kumar Sen, interpretadas como artífices de uma vida digna, além de apregoarem o reincrustamento da economia na sociedade e, por analogia, o desincrustamento da informalidade institucionalmente enraizada na sociedade brasileira. Isso se dará à medida que forem expandidas as liberdades instrumentais e substantivas, em uma espécie de causação circular cumulativa aplicada à questão da informalidade, tendo como efeito colateral altamente desejável o desenvolvimento socioeconômico. As principais contribuições deste estudo emergiram justamente das concepções teóricas dos dois autores, combinadas aos nexos de convergência estabelecidos entre a economia brasileira, seus desdobramentos institucionais e a informalidade no mercado nacional de trabalho no período estudado.
4

Fatores condicionantes das crises cambias brasileiras no período de julho de 1994 a janeiro de 2006

Castro, Inez Sílvia Batista January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T17:17:19Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo6065_1.pdf: 1050370 bytes, checksum: 7652053064d9d5149c0f681799053f1f (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2007 / Esta tese busca trazer uma contribuição aos estudos empíricos de crises cambiais brasileiras no período de 1990-2006. Investiga se as conclusões obtidas a partir do método mais comumente utilizado a regressão logit, são influenciadas pela regra de formação da variável dependente. Argumentamos que a construção do índice de pressão sobre o mercado de câmbio (IPMC) envolve certo grau de arbitrariedade e subjetividade. Este índice não reflete as expectativas do mercado quanto à possibilidade de ataque especulativo. O índice indica a avaliação que o Banco Central tem destas expectativas de desvalorização a partir da utilização dos seus mecanismos de defesa de câmbio mais comuns: perda de reservas, elevação da taxa de juros etc. Por fim, oferecemos uma alternativa de simples implementação aos modelos logit para analisar o período de 1994-1999 a estimação de probabilidade de desvalorização a partir do método do drift adjustment. Variáveis de natureza mais estrutural, como o crescimento da dívida do setor público como proporção do PIB, foram testadas e os resultados corroboraram o papel do declínio dos fundamentos nas crises cambiais recentes
5

Mercado de crédito no Brasil: características e respostas a choques

Laux, Guilherme 18 December 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2010-04-20T20:58:02Z (GMT). No. of bitstreams: 3 GuilhermeLaux2006.pdf.jpg: 14824 bytes, checksum: 38f52e645cebf0e264be2c455f1bba7b (MD5) GuilhermeLaux2006.pdf.txt: 144195 bytes, checksum: eadfabf2bb32ae32f7d736c025f07bed (MD5) GuilhermeLaux2006.pdf: 500423 bytes, checksum: 421438e7c71bb11047ad9b098c1f1ab7 (MD5) Previous issue date: 2006-12-18T00:00:00Z / There is a strong autoregressive component on the level of credit in the Brazilian economy. Bank´s policy of lending is the most relevant variable to determine de level of credit in Brazil. Variables in government control, such as basic interest rate and deposits, have small impact on the credit level. In Brazil there is has a great proportion of credit that is not related to supply and demand forces. Although those resources are positive in making public policies, they have the negative effects such as: (i) a increase on the rate of the remaining operations; (ii) they represent a barrier in building a long term market of loans in Brazil; and (iii) they affect monetary policy, making it more inertial. / Verifica-se a existência de forte componente auto-regressivo ao se decompor o impacto dos principais componentes na determinação do volume de crédito no Brasil. Tal fato é indicativo de que a política bancária é muito relevante para determinação do volume de crédito no Brasil. Variáveis controladas pelo governo - como taxa básica de juros e depósitos compulsórios - não mostraram grande impacto no total de crédito. A grande proporção de créditos direcionados na economia brasileira, com a contrapartida de ser positiva na formulação de políticas públicas, traz conseqüências negativas como: (i) maior taxa de juros nos empréstimos livre; (ii) dificuldade de construir mercado de empréstimos para prazos mais longos, especialmente para empresas; e (iii) maior inércia à política monetária.
6

A liquidez da economia brasileira: uma análise da evolução em um cenário de crise financeira e de calendário eleitoral no período 1995 - 2014

Rocha, Rubens Gustavo Nocrato January 2014 (has links)
ROCHA, Rubens Gustavo Nocrato. A liquidez da economia brasileira: uma análise da evolução em um cenário de crise financeira e de calendário eleitoral no período 1995-2014. 2014. 49f. Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós Graduação em Economia, CAEN, Fortaleza-Ce, 2014. / Submitted by Mônica Correia Aquino (monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2016-02-19T20:44:14Z No. of bitstreams: 1 2014_dissert_rgnrocha.pdf: 665768 bytes, checksum: 68d1d302c76ec269079b27255e455bda (MD5) / Approved for entry into archive by Mônica Correia Aquino(monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2016-02-19T20:44:33Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_dissert_rgnrocha.pdf: 665768 bytes, checksum: 68d1d302c76ec269079b27255e455bda (MD5) / Made available in DSpace on 2016-02-19T20:44:33Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_dissert_rgnrocha.pdf: 665768 bytes, checksum: 68d1d302c76ec269079b27255e455bda (MD5) Previous issue date: 2014 / This paper analyzes the Brazilian economy liquidity dynamics from January 1995 and June 2014, taking into consideration the possible effects of international crisis and elections around available payment vehicles. Applying an endogenous threshold autoregressive model of cash time series and credits from Brazilian Central Bank, estimates were captured so that allows conclude that the economic liquidity dynamic given that tends to explode, however is not tied to the international crisis and the political scenario, the sensitivity around macroeconomics scenarios is perceived among its vehicles with more liquidity which shows regime change to the studied time. The results show that it is expected a stable economic scenario in long term and that there is a very low probability that the economy liquidity will be affected by the elections. / O presente trabalho analisa a dinâmica da liquidez da economia brasileira no período de janeiro/1995 a junho/2014, considerando os possíveis efeitos das crises internacionais e de calendário eleitoral sobre os meios de pagamento disponíveis. Aplicando um modelo autorregressivo com valor limite endógeno aos dados das séries temporais de moedas e créditos buscadas no Banco Central do Brasil, foram obtidas estimativas que permitem inferir que a dinâmica da liquidez da economia segue uma tendência explosiva e que, muito embora não esteja consistentemente relacionada a choques de crises internacionais e de cenário político, a sensibilidade desses agregados monetários aos choques macroeconômicos é perceptível apenas em seus meios com maior liquidez, os quais apresentaram mudança de regime no período estudado. Em conjunto, os resultados sugerem ainda que a situação econômica esperada no longo prazo é estável e que são fracos os indícios de que a liquidez da economia seja afetada pelo calendário eleitoral.
7

O ciclo de crescimento de Goodwin e a parcela salarial na economia brasileira

Miebach, Alessandro Donadio 30 March 2017 (has links)
Submitted by Caroline Xavier (caroline.xavier@pucrs.br) on 2017-06-30T18:14:55Z No. of bitstreams: 1 TES_ALESSANDRO_DONADIO_MIEBACH_COMPLETO.pdf: 1281224 bytes, checksum: eb05f082f89f64204057af3c69a116f4 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-06-30T18:14:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 TES_ALESSANDRO_DONADIO_MIEBACH_COMPLETO.pdf: 1281224 bytes, checksum: eb05f082f89f64204057af3c69a116f4 (MD5) Previous issue date: 2017-03-30 / This study analyzes the presence of the Goodwin growth cycle (or Goodwin model) in the Brazilian economy for the period between 1947 and 2013. The analysis is carried out through a wage share time series obtained from the sources from the Brazilian economy and a series for the level of capacity utilization. Obtaining wage share time series contemplates the division of mixed incomes between labor income and capital income. The analysis for the presence of Goodwin cycles is made through a qualitative evaluation, the procedures of Harvie (2000) and Pichardo (2015). In addition, dummy variables are used to identify the dynamics between the wage share and the level of capacity utilization corresponding to different periods in the history of the Brazilian economy. The periods are defined according to the current socioeconomic characteristics of Brazilian society. The results indicate the presence of mechanisms of the type associated with the Goodwin model for different moments in the Brazilian economy. However, the Goodwin cycle is only observed for the period between 1998 and 2009. / Este estudo analisa a presen?a do ciclo de crescimento de Goodwin (ou modelo de Goodwin) na economia brasileira para o per?odo 1947-2013. A an?lise ? efetuada atrav?s de uma s?rie para a parcela salarial, obtida a partir das fontes dispon?veis para a economia brasileira, e uma s?rie para o n?vel de utiliza??o da capacidade instalada. A obten??o da s?rie para a parcela salarial contempla a divis?o dos rendimentos mistos entre remunera??o do trabalho e remunera??o do capital. A an?lise para a presen?a de ciclos de Goodwin ? efetuada atrav?s de uma avalia??o qualitativa dos procedimentos de Harvie (2000) e de Pichardo (2015). Adicionalmente, utilizam-se vari?veis dummy, com vistas a identificar as din?micas entre a parcela salarial e o n?vel de utiliza??o da capacidade instalada correspondentes a distintos per?odos da economia brasileira brasileira. Os per?odos s?o definidos de acordo com as caracter?sticas socioecon?micas vigentes na sociedade. Os resultados indicam a presen?a de mecanismos consistentes com o modelo de Goodwin, em distintos momentos, na economia brasileira. Entretanto o ciclo de Goodwin somente ? observado no per?odo 1998-2009.
8

Dependência, desenvolvimento e dominância financeira: a economia brasileira e o capitalismo mundial\" / Dependency, development and financial domination: the Brazilian Economy and the capitalist world-system

Teixeira, Rodrigo Alves 24 January 2007 (has links)
Este trabalho busca contribuir para o debate a respeito do desenvolvimento econômico no Brasil, em particular para a busca de explicações a respeito do crescimento baixo e instável apresentado pela economia brasileira desde a década de 90. Ao contrário das interpretações ?endogenistas?, em nossa interpretação é central a condição periférica e dependente da economia brasileira na economia mundial. Partimos da noção de que estamos diante de uma nova fase do capitalismo, caracterizada por um regime de acumulação com dominância financeira, tal como já apontado por outros autores, defendendo-a contra as críticas mais recentes que recebeu, no interior do marxismo: a crítica baseada na teoria das ondas longas do capitalismo, segundo a qual não há nenhuma novidade na atual expansão financeira, e outra baseada na idéia de que, com a pós-grande indústria, o próprio capital produtivo é que teria um caráter rentista, o que levaria à ilusão de estarmos diante de uma dominância financeira. Entretanto, buscamos mostrar que a noção de dominância financeira desenvolvida por Chesnais e outros não trata das relações centro-periferia com profundidade e, por outro lado, as teorias que trataram das relações centro-periferia e da noção de dependência não construíram uma análise adequada a respeito das mudanças do capitalismo desde a década de 70, em particular do regime de acumulação. Por isso, procuramos unir estas duas leituras, para investigar como as relações de dependência dos países periféricos mudaram em função da mudança do regime de acumulação em escala mundial. Nosso foco está numa particular versão da teoria da dependência, que postulava a possibilidade de um desenvolvimento capitalista da periferia, ainda que dependente-associado, e que chega ao poder no Brasil na década de 90. Argumenta-se que o ?ângulo cego? desta teoria, que é a não percepção da mudança do regime de acumulação do capitalismo, trouxe um otimismo infundado sobre os benefícios de uma inserção (feita apressadamente e sem cuidado) no mercado financeiro internacional que aumentou a vulnerabilidade externa da economia brasileira, conduzindo a uma armadilha que impede o desenvolvimento econômico. / This work try to contribute for the debate regarding the economic development in Brazil, in particular for the search of explanations regarding the low and unstable growth presented by the Brazilian economy since the decade of 90. In contrast with the interpretations that emphasize internal factors, in our interpretation the peripheral and dependent condition of the Brazilian economy in the world-wide economy is central. We leave from the notion that we are facing a new phase of capitalism, characterized by a regimen of accumulation with financial domination, such as already pointed by other authors. We defend this vision against the two most recent critics that it has received, within the Marxist view: the first based in the theory of the long waves of capitalism, according to which there is no news in the current financial expansion, and the second based on the idea of that, with the post-great industry, the productive capital assumes a rentist character, that leads to the illusion that there is a financial domination. However, we try to show that the notion of financial domination developed by Chesnais and other authors does not deal adequately with the center-periphery relations. On the other hand, the theories that look for the center-periphery and dependence relations have not taken into account the changes of capitalism since the decade of 70, in particular the change in the regimen of accumulation. Therefore, we try to join these two visions, to investigate how the dependence relations of the peripheral countries have moved together with the change in the regimen of accumulation in a world-wide scale. Our focus is in a particular version of dependence theory, that claimed the possibility of a capitalist development of the periphery, called dependent-associate development. This work argues that the limits of this theory, that is the unperception of the change in the regimen of accumulation of capitalism, led to a baseless optimism on the benefits of a brazilian insertion in the international financial market, which led to a trap that hinders the economic development.
9

A natureza do padrão de reprodução do capital no Brasil entre os anos de 1990 e 2010

Oliveira, Maurício Beirão da Rocha 29 September 2017 (has links)
Submitted by Maurício Beirão da Rocha Oliveira (mauricio2006@gmail.com) on 2018-01-02T19:09:46Z No. of bitstreams: 1 Dissertação - Maurício Beirão.pdf: 1242182 bytes, checksum: e9d1d948c3fdc0267e965510457c7c53 (MD5) / Approved for entry into archive by Uillis de Assis Santos (uillis.assis@ufba.br) on 2018-01-10T14:28:28Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação - Maurício Beirão.pdf: 1242182 bytes, checksum: e9d1d948c3fdc0267e965510457c7c53 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-01-10T14:28:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação - Maurício Beirão.pdf: 1242182 bytes, checksum: e9d1d948c3fdc0267e965510457c7c53 (MD5) / CAPES / Este estudo tem por objetivo analisar o padrão de reprodução da economia brasileira no período 1990-2010. Apoiado no conceito de padrão de reprodução do capital, um componente do processo histórico de desenvolvimento do modo de produção capitalista, a partir de uma visão de totalidade, que inclui a conjuntura da luta de classes e o conceito de bloco no poder, visa identificar e interpretar as transformações experimentadas pela economia brasileira no período acima mencionado. Conclui-se que as transformações estruturais ocorridas acirraram as contradições que são próprias das economias dependentes, as quais se manifestam por meio de insuficiências e deformações que romperam com a tendência iniciada com o processo de industrialização, o que pode ser exemplificado nas tendências à crise do setor industrial, na nova reorganização do bloco no poder, nas mudanças na pauta exportadora, na persistência do desemprego e no acirramento da questão social nesses anos. / This study aims to analyze the reproduction pattern of the Brazilian economy in the period 1990-2010. It is based on the concept of the pattern of reproduction of capital, a component of the historical process of development of the capitalist mode of production, from a vision of totality. This includes the conjuncture of the class struggle and the concept of a bloc in power. Thus, the study aims to identify and interpret the transformations experienced by the Brazilian economy in the period mentioned above. It is concluded that the structural transformations that have occurred have intensified the contradictions that are characteristic of the dependent economies, which are manifested through insufficiencies and deformations that have broken with the trend that begun with the industrialization process, which can be exemplified in the tendencies to the crisis, of the new reorganization of the bloc in power, the changes in the export agenda, the persistence of unemployment and the intensification of the social question in those years.
10

A tendência à queda da taxa de lucro: determinantes teóricos e a economia brasileira

Jorge, Marco Antonio 17 June 1994 (has links)
Made available in DSpace on 2010-04-20T20:18:33Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 1994-06-17T00:00:00Z / The end of the USSR and the knockdown of the social ist economies with the apparent triumph Df the market quest ion: was Marx wrong when he previewed the inviabil ity of the capitalism or can it still happen? The answer for this question depends on the examination of the behavior Df profit rate. If the profit rate presents a tendency to falI. was Marx right. This work aims to examine the behavior of the profit it presents empiricaI experiments of the northamerican economy. Most of them. the profit rate falls because of the a) increasing taxes. b) rise in the use of improductive labour and c) risin9 bargaining power of workers. On the second part. it foeuses the theoretic point of viewand assume that the entrepreneur has a rational behavior. Even so the profit rate can fall, since it presupposted i) perfect competition, ii) no decline of the real wage, iii) uncertainty and iv) capital intensiv technological progress. Lastly it tries to analise the anteriorly found hypothesis in the Brazilian economy, between 1956 and 1992. In this case the profit rate shows a soft fall because of the cyclical movements and the rising use of unproductive labour. These conclusions, however, need a statistical confirmation, then it was not possible to make a econometric test. / Talvez seja excesso de pessimismo crer que se inicia a derrocada final do capitalismo. O fato, porém, é que esse sistema vem se defrontando com problemas para os quais não há ainda soluções visíveis, como a questão do emprego, por exemplo. As taxas mundiais de desemprego são elevadas e a globalização da economia tende a reforçar o desemprego estrutural. Daí a preocupação do G-7, que tem analisado o tema recorrentemente. O objetivo do presente trabalho, consiste na análise do comportamento apresentado pela taxa de lucro. Para tanto, ela será pensada de acordo com a interpretação marxista. Isto envolve uma análise teórica e empírica. Qualquer tentativa de estimação de conceitos marxistas, porém, deve abordar a questão da transformação de valores em preços.

Page generated in 0.0476 seconds