• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 61
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 61
  • 22
  • 20
  • 18
  • 17
  • 14
  • 14
  • 14
  • 10
  • 9
  • 9
  • 8
  • 8
  • 7
  • 7
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Revisão sistemática do gênero Stenonartonia Giordani Soika (Hymenoptera: Vespidae Eumeninae)

Barrett, Bolívar Rafael Garcete 26 May 2010 (has links)
Resumo: Stenonartonia é um gênero neotropical restrito a regiões com floresta da América do Sul ao leste dos Andes. Os seus membros podem ser reconhecidos pelo primeiro tergo metassomal sub-peciolado assim como carenado transversalmente; a válvula propodeal lamelar translúcida bem desenvolvida e contínua com a lamela apical do propódeo que também é desenvolvida e translúcida; a redução da abertura da fossa axilar, devida à expansão interna da crista escutelar e o do painel lateral da axila; a existência de pelo menos uma pequena fóssula axilar anterior vizinha à paratégula; a presença de duas pequenas fóveas próximas uma da outra e posicionadas à meia distânçia entre os ocelos posteriores e o occipício numa área mais ou menos plana de forma semielíptica com escultura e pilosidade diferenciada no vértice da fêmea; o metanoto com uma linha transversal de dentes e o propódeo simples, livre de carenas ou lamelas além da carena medial. Outros caracteres úteis incluem a redução ou desaparecimento das carenas occipital e epicnemial; a presença de carena pretegular; a ausência de notaulos, as tégulas fusiformes não expandidas e com o ápice posterior agudo, decotado e ligeiramente torcido para dentro no nível da paretégula; a margem simples dos tergos e esternos metassomais e a ausência de projeção ou superfície truncada sub-basal no segundo esterno metassomal. O gênero é revisado aqui totalizando 13 espécies, incluindo 8 espécies novas e 3 novas combinações para espécies já conhecidas: S. polybioides (Schulthess) n. comb., S. mimica (Kohl) n. comb., S. flavotestacea (Giordani Soika) n. comb., S. hasyva n. sp., S. cooperi n. sp., S. guaraya n. sp., S. rejectoides n. sp., S. occipitalis n. sp., S. tanykaju n. sp., S. hermetica n. sp. e S. grossa n. sp. São fornecidas neste trabalho uma chave de identificação, descrições completas, ilustrações das estruturas morfológicas e mapas de distribuição para todas as espécies. As hipóteses de relacionamento filogenético para as espécies de Stenonartonia foram reconstruídas com base em 82 aracteres morfológicos. Vinte terminais foram incluídos, treze deles pertencendo ao grupo estudado e sete pertencendo aos grupos externos. Dois esquemas de pesagem dos caracteres, igual e implícita, foram implementados nas análises, resultando cada um deles numa única árvore, diferindo uma topologia da outra somente pela posição relativa de duas espécies na base de um dos grupos de espécies reconhecidos. A análise corrobora a monofilia de Stenonartonia e permite reconhecer três grupos de espécies dentro do gênero.
2

Insetos Socias como sistemas complexos

Borges, Marcelo Eduardo 18 September 2013 (has links)
Resumo: Investigacoes sobre organismos sociais como sistemas complexos, juntamente a aplicacao da teoria de redes sociais para compreensao de padroes comportamentais, vem ganhando grande espaco dentro da biologia nos ultimos anos. Neste trabalho, analisamos caracteristicas estruturais das redes de interacao social em colonias de formigas da especie Odontomachus chelifer. Estas caracteristicas foram investigadas de acordo com os avancos mais recentes na teoria de grafos embasada pela metodologia de analise de redes sociais. Duas colonias com rainhas foram coletadas entre marco e abril de 2011 na cidade de Curitiba, Parana. Apos a coleta, as colonias foram mantidas em ninhos artificiais de gesso e aclimatadas por 3 semanas antes das observacoes. As interacoes de limpeza social e comportamentos agonisticos de dominancia, assim como os pares de individuos que interagiram, foram registrados para ambas colonias em um total de 20 horas de observacao. A partir destes dados, tres sociogramas foram construidos para cada colonia: i) rede total de interacoes, ii) rede de limpeza social e iii) rede de interacoes de dominancia. As analises corresponderam a caracterizacao de metricas basicas das redes, sua distribuicao de graus e evolucao das metricas ao longo do gradiente temporal. O tamanho da rede, numero de interacoes e conectancia variaram de acordo com cada colonia. O caminho minimo medio e o coeficiente de agrupamento nao diferiram do esperado para redes aleatorias, de modo que as redes nao apresentaram caracteristica de mundo pequeno. A distribuicao de graus assemelha-se ao esperado para redes aleatorias, sendo diferente de um padrao livre-deescala ou larga-escala. Ela foi caracterizada como heterogenea, decrescente e enviesada para a direita. Padroes semelhantes ja foram relatados para outras redes de interacao em insetos sociais e podem conferir vantagens adaptativas para o funcionamento da colonia. O crescimento do numero de vertices ao longo do tempo foi bem descrito por uma lei de potencia, e as caracteristicas estruturais variaram consideravelmente de acordo com o gradiente temporal. Um maior numero de estudos sobre a estrutura e dinamica da redes de interacoes sociais em formigas podem ser de grande contribuicao para o estudo de fenomenos complexos, assim como oferecer novas maneiras de se compreender a ecologia comportamental e o impacto da estrutura social em processos evolutivos.
3

Caracterização molecular e expressão heteróloga do alérgeno fosfolipase A1 do veneno de Polybia paulista (Hymenoptera; Vespidae)

Pereira, Franco Dani Campos [UNESP] 23 February 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:22:59Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-02-23Bitstream added on 2014-06-13T18:09:00Z : No. of bitstreams: 1 pereira_fdc_me_rcla.pdf: 1421119 bytes, checksum: 8743dede24fc8cac2d9cc226ac3e63d9 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Polybia paulista é uma vespa pertencente à ordem Hymenoptera muito comum no Sudeste do Brasil, especialmente no Estado de São Paulo. Os venenos destes insetos são constituídos por aminas, peptídeos, proteínas de alta massa molecular, sendo estas na sua maioria, enzimas. As fosfolipases são as enzimas de maior abundância entre os alérgenos de veneno dos Hymenoptera sociais, constituindo-se também no alérgeno de maior importância. A sequência completa de 985 pb do cDNA da fosfolipase A1 do veneno da vespa P. paulista foi determinada a partir da clonagem. A proteína deduzida por tradução apresentou 302 resíduos de aminoácidos, PI e MW teóricos de 9,1 e 33 kDa respectivamente. Por meio de ferramentas de bioinformática foi possível identificar o sítio ativo entre os resíduos 131 a 140 (10 aminoácidos) e inferir que se trata de uma proteína da super família das esterases lipases. O cDNA completo foi clonado em vetor de expressão pET-28a em cepas de Escherichia coli BL21–DE3. A PLA1-Rec com cauda de 6x Histidinas no N- terminal foi expressa na forma insolúvel em corpúsculos de inclusão por meio da indução com 1mM de IPTG à 20°C por 6 horas. A purificação foi realizada por cromatografia de afinidade em resina agarose-Ni+2 sob condições desnaturantes na presença de 8 M de uréia e a proteína eluida com tampão gradiente decrescente de pH. As análises de Western blotting revelaram a especificidade dos anticorpos policlonais produzidos em camundongos contra a fração eletroforética de PLA1 natural quando testados com o veneno bruto da própria vespa e com a PLA1- Rec de P. paulista. Além disto, estes anticorpos apresentaram imunoreatividade cruzada com o veneno bruto de outras vespas sociais testadas neste trabalho. Outras proteínas detectadas na membrana de nitrocelulose evidenciaram o reconhecimento dos... / Polybia paulista is a wasp that belongs to the Hymenoptera order very common in southeastern Brazil, especially in São Paulo. The venoms of these insects are composed of amines, peptides, high weight molecular proteins, which are mainly enzymes. The phospholipase enzymes are the most abundant among the allergens of social Hymenoptera venom, and they are also the most important allergen. The complete sequence of 985 bp of phospholipase A1 cDNA from P. paulista venom was determined by cloning. The protein inferred by translation had 302 amino acid residues, PI and theoretical MW of 9.1 and 33 kDa respectively. By means of bioinformatics tools, it was possible to identify the active site between residues 131 to 140 (10 amino acids) and infer that it is a protein that belongs to esterases lipases super family. The complete cDNA was cloned into pET-28a expression vector in strains of BL21-DE3 Escherichia coli. The Rec-PLA1 with 6x histidine tail at the N-terminal was expressed in insoluble form in inclusion corpuscles by induction with 1mM IPTG at 20 ° C for 6 hours. The purification was performed by affinity chromatography on agarose-Ni+2 resin under denaturing conditions in the presence of 8 M urea and the protein eluted with decreasing pH gradient buffer. The Western blotting analyses revealed the specificity of polyclonal antibodies produced in mice against the electrophoretic fraction of natural PLA1 when tested with the crude venom of the wasp itself and with the PLA1- Rec of P. paulista. Besides these antibodies presented cross-immunoreactivity with the crude venom of other social wasps tested in this work. Other proteins detected in the nitrocellulose membrane showed the recognition of antibodies to other isoforms of phospholipase already described in the literature. Obtaining the recombinant form of... (Complete abstract click electronic access below)
4

Caracterização molecular e expressão heteróloga do alérgeno fosfolipase A1 do veneno de Polybia paulista (Hymenoptera; Vespidae) /

Pereira, Franco Dani Campos. January 2012 (has links)
Orientador: Márcia Regina Brochetto Braga / Banca: Camila Andrea de Oliveira / Banca: Lucilene Delazari dos Santos / Resumo: Polybia paulista é uma vespa pertencente à ordem Hymenoptera muito comum no Sudeste do Brasil, especialmente no Estado de São Paulo. Os venenos destes insetos são constituídos por aminas, peptídeos, proteínas de alta massa molecular, sendo estas na sua maioria, enzimas. As fosfolipases são as enzimas de maior abundância entre os alérgenos de veneno dos Hymenoptera sociais, constituindo-se também no alérgeno de maior importância. A sequência completa de 985 pb do cDNA da fosfolipase A1 do veneno da vespa P. paulista foi determinada a partir da clonagem. A proteína deduzida por tradução apresentou 302 resíduos de aminoácidos, PI e MW teóricos de 9,1 e 33 kDa respectivamente. Por meio de ferramentas de bioinformática foi possível identificar o sítio ativo entre os resíduos 131 a 140 (10 aminoácidos) e inferir que se trata de uma proteína da super família das esterases lipases. O cDNA completo foi clonado em vetor de expressão pET-28a em cepas de Escherichia coli BL21-DE3. A PLA1-Rec com cauda de 6x Histidinas no N- terminal foi expressa na forma insolúvel em corpúsculos de inclusão por meio da indução com 1mM de IPTG à 20°C por 6 horas. A purificação foi realizada por cromatografia de afinidade em resina agarose-Ni+2 sob condições desnaturantes na presença de 8 M de uréia e a proteína eluida com tampão gradiente decrescente de pH. As análises de Western blotting revelaram a especificidade dos anticorpos policlonais produzidos em camundongos contra a fração eletroforética de PLA1 natural quando testados com o veneno bruto da própria vespa e com a PLA1- Rec de P. paulista. Além disto, estes anticorpos apresentaram imunoreatividade cruzada com o veneno bruto de outras vespas sociais testadas neste trabalho. Outras proteínas detectadas na membrana de nitrocelulose evidenciaram o reconhecimento dos... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Polybia paulista is a wasp that belongs to the Hymenoptera order very common in southeastern Brazil, especially in São Paulo. The venoms of these insects are composed of amines, peptides, high weight molecular proteins, which are mainly enzymes. The phospholipase enzymes are the most abundant among the allergens of social Hymenoptera venom, and they are also the most important allergen. The complete sequence of 985 bp of phospholipase A1 cDNA from P. paulista venom was determined by cloning. The protein inferred by translation had 302 amino acid residues, PI and theoretical MW of 9.1 and 33 kDa respectively. By means of bioinformatics tools, it was possible to identify the active site between residues 131 to 140 (10 amino acids) and infer that it is a protein that belongs to esterases lipases super family. The complete cDNA was cloned into pET-28a expression vector in strains of BL21-DE3 Escherichia coli. The Rec-PLA1 with 6x histidine tail at the N-terminal was expressed in insoluble form in inclusion corpuscles by induction with 1mM IPTG at 20 ° C for 6 hours. The purification was performed by affinity chromatography on agarose-Ni+2 resin under denaturing conditions in the presence of 8 M urea and the protein eluted with decreasing pH gradient buffer. The Western blotting analyses revealed the specificity of polyclonal antibodies produced in mice against the electrophoretic fraction of natural PLA1 when tested with the crude venom of the wasp itself and with the PLA1- Rec of P. paulista. Besides these antibodies presented cross-immunoreactivity with the crude venom of other social wasps tested in this work. Other proteins detected in the nitrocellulose membrane showed the recognition of antibodies to other isoforms of phospholipase already described in the literature. Obtaining the recombinant form of... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
5

Biologia comportamental de Agelaia vicina : forrageio, comportamento das operárias e desenvolvimento dos ninhos (Hymenoptera: Vespidae; Epiponini) /

Oliveira, Otavio Augusto Lima de. January 2008 (has links)
Orientador: Fernando Barbosa Noll / Banca: Sidnei Mateus / Banca: Orlando Tobias Silveira / Resumo: Agelaia vicina possui o maior ninho construído entre os insetos sociais, porém pouco é conhecido ainda sobre o desenvolvimento, crescimento e estrurura. Nesse trabalho tratamos do desenvolvimento de dois ninhos de A. vicina, onde estudos foram feitos através de análise de imagens para estimar o crescimento dos ninhos, o material coletado abaixo dos ninhos foi analisado para se estimar a quantidade indivíduos produzidos pela colônia no decorrer das estações. E para se ter maiores informações sobre arquitetura e estrutura foi feita a coleta dos ninhos para análise estrutural, onde os ninhos foram destrinchados e analisados camada a camada. Foi observado que o ciclo colonial dos dois ninhos estudados de A. vicina é semelhante, ou seja, no período de seca, a população aumenta e no fim do período chuvoso há uma queda brusca na produção. As colônias demonstraram grande capacidade de crescimento, e construção do ninho, dobrando o tamanho em seis meses. / Abstract: Agelaia vicina has the largest nest built among social insects, but little is known yet about its development, growth and structure. In this work, the development of two nests of A. vicina was followed. Studies were done through analysis of images to estimate the growth of nests. The material collected below the nests was examined to estimate the quantity produced by the colonial individuals in the course of the seasons. To have more information on nest architecture and structure, nests were collected to analyze their structure. They were untangled and every layer was analysed. It was observed that the cycle of the two colonies studied was similar, i.e. in the period of drought, population increases and at the end of the rainy season there is a sudden drop in production. The colonies have shown great capacity for growth, and construction of the nest, doubling in size in about six months. / Mestre
6

Preparação e incorporação do substrato em atta sexdens rubropilosa forel, 1908 (Hymenoptera: formicidae) e morfofuncionalidade mandibular em espécies de atta /

Silva, Laís Cristina da, 1989. January 2014 (has links)
Orientador: Luiz Carlos Forti / Banca: Roberto da Silva Camargo / Banca: Aldenise Alves Moeira / Resumo: As es pécies de formigas cortadeiras do gênero Atta são consideradas importantes pragas da agricultura e silvicultura brasileira, pois utilizam material vegetal como substrato para o cultivo de seu fungo simbionte, exigindo assim métodos de controle para reduzir os danos causados por sua atividade forrageira, sendo o uso de iscas tóxicas um dos mais utilizados. A associação simbiótica fornece uma constituição nutricional adequada à colônia, sendo a principal fonte alimentar para as larvas e constituinte important e da alimentação das operárias adultas. O s objetivo s deste estudo foi observar o repertório comportamental de Atta sexdens rubropilosa durante a preparação e incorporação de dois substratos diferentes, folhas e iscas granuladas, bem como a participação de cada casta envolvida nesse processo, destacando possíveis diferenças morfológicas entre as mandíbulas de formigas cortadeiras de gramíneas e dicotiledôneas. Para tanto uma descrição detalhada das mandíbulas das operárias, da anatomia e da composição químic a do material vegetal forrageado pelas espécies Atta b isphaerica e A. s. rubropilosa foi elaborada, assim como um etograma evidenciando os atos comportamentais executados pelas operarias jardineiras, generalistas e forrageiras da espécie A. s . rubropilosa, durante o processamento e incorporação de dois diferentes substratos. Verificou - se que as espécies de Atta apresentam morfologia da mandíbula semelhantes, sendo observada diferença apenas dentro das castas analisadas. Em relação à descrição morfologica do material vegetal forrageado os resultados indicam que as gramíneas apresentam mais pontos lignificados, permitindo inferir que seu forrageamento e processamento exige um maior esforço das operárias e poderia levar à diferenciação nos atos comportamentais na sua preparação e incorporação no jardim de fungo. Para as 3 castas ... / Abstract: Species of leaf - c utting ants of the genus Atta are important pests of agriculture and forestry Brazilian because they use plant material as substrate for the cultivation of your symbiotic fungus, thus requiring control methods to reduce the damage caused by their foraging activities. The most used are the toxic baits. The symbiotic association provides adequate nutritional constitution to the colony, the main food source for the larvae and important constituent of the diet of adult workers. The objectives of this study was observe the behavioral repertoire of Atta leaf cutter during preparation and incorporation of two different substrates, leaves and ant poison baits, as well as the participation of each caste involved in this process, stressing possible morphological diffe rences between the jaws of leaf - cutting ants grasses and dicots. For a detailed description of both jaws of the workers, anatomy and chemical composition of plant material species foraged by bisphaerica Atta and A. s. rubropilosa was prepared, as well as a n ethogram showing behavioral acts performed by workers' overalls, and generalist foragers of A. s. rubropilosa during processing and incorporation of two different substrates. It has verified that Atta species have similar morphology jaw. The difference w as observed just inside the grapes analyzed. Regarding the morphological description of the plant material foraged, results indicate that grasses have more lignified points, it can be inferred that their foraging and processing requires a greater effort of workers and could lead to differentiation in behavioral acts in their preparation and incorporation into the fungus garden . For the three castes found eight behavioral acts were recorded, regardless of substrate processed by workers ... / Mestre
7

Revisão taxonômica do gênero Hoplocrates Mickel (Hymenoptera, Mutillidae)

Luz, David Richard da January 2015 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Gabriel Augusto Rodrigues de Melo / Sem cópia digital / Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Entomologia). Defesa: Curitiba, 25/09/2015 / Inclui referências : f.209-213 / Área de concentração : Entomologia / Resumo: As espécies do gênero Hoplocrates Mickel, 1937 distribuem-sepor todo o continente sul-americano exceto o Chile. O gênero foi revisa do por Mickel (1941), que propôs 14 novas espécies e três variedades baseadas unicamente em fêmeas, dez novas espécies baseadas unicamente em machos e 11 novas combinações, mas nenhuma associação sexual. No presente estudo, as espécies do gênero Hoplocrates foram revisadas. Seis novos táxons são descritos, totalizando33espécies para ogênero,sendo 13 conhecidas para ambos os sexos, 15 conhecidas apenas para fêmeas e cinco apenas para machos. Além das novas espécies, 14 novas sinonímias e 11 novas associações sexuais são propostas. Ainda, são designados os lectótipos de Mutilla megacephala Burmeister, 1854 e Mutilla smithi iCresson, 1902. Além das seis novas espécies, os seguintes táxons são aqui reconhecidos: H.bellica Mickel, H.cephalote s(Swederus) =H. maculiceps Mickel syn. nov., H. mile s(Burmeister )= H. miles atriceps Mickel syn.nov., H. pacatubensis Leal & Suárez, H. smithii (Cresson), H. specularis (Gerstaecker), H. armata(Klug), H. cayennensisMickel, H. compar Mickel, H. dentigulaMickel =H. decumataMickel syn. nov., H. dryopeMickel =H.amoenaMickel syn. nov., H. elecebraMickel, H. gratiosaMickel, H. illex Mickel, H.lingulatus Mickel, H. maculipennis (Smith) =H. centromaculata (Cresson) syn. nov.= H. capitulata Mickel syn. nov.= H. albifrons Mickel syn. nov., H. monacha (Gerstaecker)= H. monacharubella Mickelsyn. nov.= H. nigricansMickel syn.nov., H. moneta (Gerstaecker)=H. ferocula Mickel syn. nov., H. munita Mickel, H.oblectanea Mickel, H. pompalis Mickel, H. protracta Mickel, H. rufonotata (André) = H. rufonotataupanoa Schuster syn. nov.= H. spinigula Mickel syn. nov., H. spiniceps (Cresson), H. tartarinaMickel = H. admiranda Mickel syn. nov.= H.buccataMickel syn. nov., H. ucayaliaSchuster, H. voluptuosa (Gerstaecker) = H. penthesilea Mickel syn. nov.. Chaves de identificação para fêmeas e machos, descrições e redescrições, mapas de distribuição e fotografias de aspectos gerais são apresentados / Abstract: The species of the genus Hoplocrates Mickel, 1937 are distributed throughout South America, except Chile. The genus was lastrevised by Mickel (1941), who proposed 14 new species and three varieties based on females, ten new species based on males and 11 new combinations ,but no sexual associations. In this study, the species of Hoplocrates are revised. Six new taxa are described totalizing 33 species in the genus, wherein 13 are known for both sexes, 15 onlyfor females and five for males. Additionally, 14 new synonyms and 11 new sexual associations are proposed .Lectotypes are designated for Mutilla megacephala Burmeister, 1854 and Mutillasmithii Cresson, 1902. The following speciesal ready described are recognized here: H. bellica Mickel, H. cephalotes (Swederus) =H . maculiceps Mickel syn. nov., H. mile (Burmeister) = H.miles atriceps Mickel syn.nov., H. pacatubensis Leal &Suárez, H. smithii (Cresson), H. specularis( Gerstaecker), H. armata (Klug), H. cayennensis Mickel, H. compar Mickel, H.dentigulaMickel =H. decumataMickel syn.nov., H. dryope Mickel =H. amoena Mickel syn. nov., H. elecebra Mickel, H. gratiosaMickel, H. ilex Mickel, H. lingulatus Mickel, H. maculipennis(Smith) =H. centromaculata (Cresson)syn. nov.= H. capitulate Mickel syn. nov.= H. albifrons Mickel syn.nov., H. monacha (Gerstaecker)=H. monacharubella Mickelsyn. nov.= H. nigricansMickel syn.nov., H. moneta( Gerstaecker)=H. ferocula Mickel syn. nov., H. munitaMickel, H.oblectanea Mickel, H. pompalis Mickel, H. protracta Mickel, H. rufonotata (André) = H. rufonotataupanoa Schuster syn. nov.= H. spinigulaMickel syn. nov., H. spiniceps (Cresson), H. tartarinaMickel = H. admirandaMickel syn. nov.= H.buccata Mickel syn. nov., H. ucayaliaSchuster, H. voluptuosa(Gerstaecker)=H. penthesileaMickel syn. nov.. Identification keys for females and males, descriptions andr edescriptions, distributional maps and photographs of general aspects are provided.
8

Preparação e incorporação do substrato em atta sexdens rubropilosa forel, 1908 (Hymenoptera: formicidae) e morfofuncionalidade mandibular em espécies de atta

Silva, Laís Cristina da [UNESP] 01 August 2014 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-12-02T11:16:47Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2014-08-01Bitstream added on 2014-12-02T11:21:34Z : No. of bitstreams: 1 000800073.pdf: 1134366 bytes, checksum: 4a15dcb26a7d38cb4f4b7f812e5ecf94 (MD5) / As es pécies de formigas cortadeiras do gênero Atta são consideradas importantes pragas da agricultura e silvicultura brasileira, pois utilizam material vegetal como substrato para o cultivo de seu fungo simbionte, exigindo assim métodos de controle para reduzir os danos causados por sua atividade forrageira, sendo o uso de iscas tóxicas um dos mais utilizados. A associação simbiótica fornece uma constituição nutricional adequada à colônia, sendo a principal fonte alimentar para as larvas e constituinte important e da alimentação das operárias adultas. O s objetivo s deste estudo foi observar o repertório comportamental de Atta sexdens rubropilosa durante a preparação e incorporação de dois substratos diferentes, folhas e iscas granuladas , bem como a participação de cada casta envolvida nesse processo, destacando possíveis diferenças morfológicas entre as mandíbulas de formigas cortadeiras de gramíneas e dicotiledôneas. Para tanto uma descrição detalhada das mandíbulas das operárias, da anatomia e da composição químic a do material vegetal forrageado pelas espécies Atta b isphaerica e A. s. rubropilosa foi elaborada, assim como um etograma evidenciando os atos comportamentais executados pelas operarias jardineiras, generalistas e forrageiras da espécie A. s . rubropilosa, durante o processamento e incorporação de dois diferentes substratos. Verificou - se que as espécies de Atta apresentam morfologia da mandíbula semelhantes, sendo observada diferença apenas dentro das castas analisadas. Em relação à descrição morfologica do material vegetal forrageado os resultados indicam que as gramíneas apresentam mais pontos lignificados, permitindo inferir que seu forrageamento e processamento exige um maior esforço das operárias e poderia levar à diferenciação nos atos comportamentais na sua preparação e incorporação no jardim de fungo. Para as 3 castas ... / Species of leaf - c utting ants of the genus Atta are important pests of agriculture and forestry Brazilian because they use plant material as substrate for the cultivation of your symbiotic fungus, thus requiring control methods to reduce the damage caused by their foraging activities. The most used are the toxic baits. The symbiotic association provides adequate nutritional constitution to the colony, the main food source for the larvae and important constituent of the diet of adult workers. The objectives of this study was observe the behavioral repertoire of Atta leaf cutter during preparation and incorporation of two different substrates, leaves and ant poison baits, as well as the participation of each caste involved in this process, stressing possible morphological diffe rences between the jaws of leaf - cutting ants grasses and dicots. For a detailed description of both jaws of the workers, anatomy and chemical composition of plant material species foraged by bisphaerica Atta and A. s. rubropilosa was prepared, as well as a n ethogram showing behavioral acts performed by workers' overalls, and generalist foragers of A. s. rubropilosa during processing and incorporation of two different substrates. It has verified that Atta species have similar morphology jaw. The difference w as observed just inside the grapes analyzed. Regarding the morphological description of the plant material foraged, results indicate that grasses have more lignified points, it can be inferred that their foraging and processing requires a greater effort of workers and could lead to differentiation in behavioral acts in their preparation and incorporation into the fungus garden . For the three castes found eight behavioral acts were recorded, regardless of substrate processed by workers ...
9

Seletividade de inseticidas ao parasitoide de ovos Trichogramma pretiosum (hymenoptera: trichogrammatidae) /

Barros, Lucas Silva, 1989. January 2016 (has links)
Orientador: Regiane Cristina Oliveira de Freitas Bueno / Coorientador: Carlos Gilberto Raetano / Banca: Carlos Frederico Wilcken / Banca: Sandra Regina Magro / Resumo: O uso de inseticidas tem o intuito de prevenir ou reduzir perdas agrícolas aos insetos-praga. Entretanto, quando de maneira irracional provoca consequências negativas aos agroecossistemas, como a eliminação de inimigos naturais. Alternativamente a esta situação, buscando-se a sustentabilidade, prima-se pelo emprego de inseticidas seletivos, os quais possibilitam a integração aos agentes do controle biológico. Destaca-se neste contexto Trichogramma pretiosum, parasitoides de ovos de inúmeras espécies de lepidópteros-praga agrícolas e florestais. Diante do exposto o presente trabalho avaliou a seletividade de novos inseticidas químicos e biológicos (g i.a. L-1 ) às fases de pupa e adulto de T. pretiosum. No bioensaio 1, testou-se clorantraniliprole (0,04; 0,06; 0,08; 0,12; 0,2); flubendiamida (0,1344; 0,288; 0,4416); diflubenzuron (0,384; 0,48); bifentrina/carbosulfano (0,07/0,21; 0,1/0,3; 0,2/0,6; 0,3/0,9); bifentrina (0,216; 0,324). No bioensaio 2, foram testados espinosade (0,096; 0,24; 0,384), indoxicarbe (0,12; 0,24; 0,36); clorfenapir (0,768; 0,96; 1,152; 1,344; 1,536); Baculovírus (HzSNPV) (0,0064; 0,00896; 0,01536; 0,0192). Clorpirifós (1,92) e água destilada foram as testemunhas. Para esses experimentos, ovos de Anagasta kuehniella contendo o parasitoide nas fases de pupa foram expostos aos inseticidas, assim como adultos do parasitoide em contato com uma película seca dos inseticidas quando pulverizados sobre placas de vidro. Avaliou-se o parasitismo e viabilidade até 72 horas após a emergência do parasitoide. As reduções na capacidade benéfica dos parasitoides expostos aos tratamentos foram classificadas em quatro classes: 1, inócuo (<30%); 2, levemente nocivo (30-79%); 3, moderadamente nocivo (80-99%) e 4, nocivo (>99%). Os bioensaios foram realizados sob condições climáticas controladas (25±2ºC, UR de 70±10% e fotofase de 14 horas). Os parâmetros ... / Abstract: The use of pesticides has the purpose to prevent or reduce crop losses to insect pests. However, when irrationally causes negative consequences to agricultural ecosystems, as the elimination of natural enemies. Alternatively to this, aiming for sustainability, it suggests the use of selective insecticides, which enable integration with biological control agents. In this context Trichogramma pretiosum, eggs parasitoids to numerous species of agricultural and forestry lepidopteran pests. Given the above the present study evaluated the selectivity of new chemical and biological insecticides (g a.i. L-1 ) to the pupal stage and adult of T. pretiosum. In the bioassay 1, was tested clorantraniliprole (0.04; 0.06; 0.08; 0.12; 0.2); flubendiamide (0.1344; 0.288; 0.4416); diflubenzuron (0.384; 0.48); bifenthrin/carbosulfan (0.07/0.21; 0.1/0.3; 0.2/0.6; 0.3/0.9); bifenthrin (0.216; 0.324). In the bioassay 2, were tested spinosad (0.096; 0.24; 0.384), indoxicarbe (0.12; 0.24; 0.36); chlorfenapyr (0.768; 0.96; 1.152; 1.344; 1.536); Baculovirus (HzSNPV) (0.0064; 0.00896; 0.01536; 0.0192). Chlorpyrifos (1.92) and distilled water were the control. For these experiments, Anagasta kuehniella eggs containing the parasitoid in pupal stage were exposed to insecticides, as well as adult parasitoids in contact with a dry film of insecticides when sprayed on glass plates. Was evaluated the parasitism and viability until 72 hours after the emergence of the parasitoid. The reductions in the beneficial capacity of parasitoids exposed to the treatments were classified into four classes: 1, harmless (<30%); 2, slightly harmful (30-79%); 3, moderately harmful (80-99%) and 4, ... / Mestre
10

Estudo comparativo da diversidade de vespas sociais (Hymenoptera, Vespidae) em mata ciliar e cultura de cana-de-açúcar na região de Ipeúna - SP /

Locher, Gabriela de Almeida. January 2012 (has links)
Orientador: Edilberto Giannotti / Banca: Fabio Prezoto / Banca: Sulene Noriko Shima / Resumo: Do ponto de vista conservacionista, a importância de uma área é tipicamente determinada pela sua diversidade, representada pela riqueza das espécies presentes e a abundância das mesmas. Os insetos sociais representam um grupo rico em espécies e compõem uma enorme fração relativa à abundância e biomassa no ecossistema terrestre. O Brasil possui uma grande diversidade de vespas sociais e este grupo vem sendo cada vez mais estudado devido a sua importância como visitantes florais, polinizadores e predadores. Este trabalho teve como objetivo a realização de um inventário das vespas sociais encontradas na região de Ipeúna, SP. Para isso foram amostrados, durante treze meses, dois ambientes diferentes: uma área de borda da mata ciliar do Rio Passa-Cinco e uma plantação de cana-deaçúcar, por meio de coleta ativa, coleta ativa com uso de líquido atrativo e armadilha atrativa de garrafa PET com uso de suco de goiaba como atrativo. Obteve-se um total de 1072 vespas sociais, distribuídas em 31 espécies (oito gêneros), sendo que todas as espécies ocorreram na mata ciliar (954 indivíduos) e 16 na plantação de cana-de-açúcar (218 indivíduos), com nenhuma espécie exclusiva do canavial. Os índices de diversidade de Shannon-Wiener se mostraram estatisticamente iguais para os dois ambientes enquanto a equitabilidade foi maior para o ambiente de monocultura. A coleta ativa se mostrou mais eficiente em termos de riqueza, no entanto, todos os métodos apresentaram espécies exclusivas, evidenciando, dessa forma a importância do emprego de vários métodos de coleta na realização de inventários de vespas sociais. Foram observadas 11 espécies constantes ao longo do período amostrado na mata ciliar e seis no plantio de cana-de-açúcar, sendo que Polybia ignobilis, Agelaia pallipes, A. vicina, P. gr. occidentalis sp... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: From the conservationist point of view, the importance of an area is typically determined by its diversity, represented by the richness of species present and its abundance. Social insects represent a group rich in species and make up a huge fraction on the abundance and biomass of the terrestrial ecosystem. Brazil has an enormous diversity of social wasps and this group has been increasingly studied due to its importance as flower visitors, pollinators and predators. This study aimed to carry out an inventory of the social wasps found in the region of Ipeúna. For this, for thirteen months, two different environments were sampled: an area in the edge of the Passa-Cinco River riparian forest and a sugar cane plantation, by an active sampling, active sampling using attractant liquid and an attractive bottle trap (PET bottle) with the use of guava juice as attractant. We obtained a total of 1072 social wasps, distributed in 31 species (eight genera), of which 31 species occur in the riparian forest (954 individuals) and 16 in the sugar cane plantation (218 individuals), with no species exclusive of sugarcane plantation. The Shannon-Wiener diversity index was statistically equal for the two sites sampled, while the equitability was higher in the monoculture site. The active sampling was more efficient in terms of richness, however, all methods showed exclusive species, thus showing the importance of using various sampling methods when conducting social wasps inventories. We observed 11 species listed over the period sampled in the riparian forest areas and six in the sugar cane plantation, while Polybia ignobilis, Agelaia pallipes, A. vicina, P. gr. occidentalis sp 1 and Mischocyttarus drewseni were constant in both sites. It was not possible to establish a correlation between the environment variables, temperature and... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre

Page generated in 0.0642 seconds