• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 403
  • 14
  • 14
  • 14
  • 13
  • 9
  • 8
  • 6
  • 4
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 420
  • 420
  • 190
  • 155
  • 127
  • 112
  • 108
  • 87
  • 76
  • 71
  • 67
  • 61
  • 56
  • 54
  • 54
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Pontos de inclusão digital baianos: uma análise sob a perspectiva da abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos

Neves, Bárbara Coelho 31 August 2010 (has links)
Submitted by Duarte Zeny (zenydu@gmail.com) on 2013-01-16T15:03:10Z No. of bitstreams: 1 Dissertação - Barbara Coelho Neves.pdf: 2617967 bytes, checksum: 9941fbd12504f454f8d5f6b83a6f0e0b (MD5) / Made available in DSpace on 2013-01-16T15:03:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação - Barbara Coelho Neves.pdf: 2617967 bytes, checksum: 9941fbd12504f454f8d5f6b83a6f0e0b (MD5) / CAPES / A inclusão digital sob a perspectiva da abordagem cognitiva e a sua real concretização pelos municípios do estado da Bahia considerados como os que promovem em maior grau a inclusão digital segundo o Mapa da Exclusão Digital da Fundação Getúlio Vargas (FGV) foi o tema central deste trabalho, cujo problema foi o de investigar se os modelos de acesso que estão sendo utilizados nos pontos de inclusão digital (PID) desses municípios vêm adotando uma abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos, levantando como hipótese que estes não vêm adotando essa abordagem. O trabalho se caracteriza como um estudo de nível descritivo com a adoção do método do estudo de múltiplos casos e do método do levantamento com o objetivo geral de analisar se os modelos de acesso, desenvolvidos nos PID desses municípios considerados como os de maior grau de inclusão digital, vêm privilegiando a abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos. Para alcançar esse objetivo geral, buscou-se como objetivos específicos mapear os modelos de acesso utilizados nos PID selecionados; identificar quais os recursos (físicos, digitais, humanos e/ou sociais) utilizados nos PID e analisar as possíveis causas do não desenvolvimento da abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos. A pesquisa foi realizada a partir de uma amostra composta de sete PID em sete dos municípios categorizados pelo Mapa da FGV como de maior inclusão digital (Salvador, Lauro de Freitas, Itabuna, Alagoinhas, Feira de Santana, Mucuri e Santo Antônio de Jesus). Para a coleta dos dados adotou-se as técnicas de observação direta e indireta através da aplicação de questionários entre os usuários dos PID e realização de entrevistas junto aos seus monitores. Constatou-se que a abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos não vem ocorrendo nos PID estudados, embora três deles tenham demonstrado potencial para tanto, já que contam com algum nível de mediação de seus monitores que melhor qualifica as atividades desenvolvidas por eles. Verificou-se que a maior parte oferece com certos limites a disponibilização de recursos físicos e de conexão com a internet, não valorizam e oferecem poucas condições para a oferta do recurso humano (monitores qualificados), não exploram parcerias institucionais e com a sociedade civil, fatores que dificultam o desenvolvimento da abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos. / Salvador
2

A construção social dos programas públicos de inclusão digital

Corrêa, Romulo de Amorim 08 1900 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Sociologia, 2007. / Submitted by Natália Cristina Ramos dos Santos (nataliaguilera3@hotmail.com) on 2009-10-22T11:37:23Z No. of bitstreams: 1 Dissert_RomuloAmorimCorrea.pdf: 1711417 bytes, checksum: a58ca1454afcdafab8195a226bf94bbf (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2009-10-22T14:07:09Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissert_RomuloAmorimCorrea.pdf: 1711417 bytes, checksum: a58ca1454afcdafab8195a226bf94bbf (MD5) / Made available in DSpace on 2009-10-22T14:07:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissert_RomuloAmorimCorrea.pdf: 1711417 bytes, checksum: a58ca1454afcdafab8195a226bf94bbf (MD5) Previous issue date: 2007-08 / O tema da inclusão digital tem crescido em importânciapara a inclusão social na medida em que a relação entre tecnologia e sociedade torna-se cada dia mais complexa. Os esforços reunidos nesta dissertação têm como objetivo analisar como e porque estão sendo construidos socialmente os programas públicos de inclusão digital. A análise da construção social dos dois principais programas de inclusão digital no Governo Federal (GESAC e Casa Brasil) demonstrou que desde o início do atual Governo, em 2003, os programas de inclusão digital passaram por diferentes concepções conceituais e operacionais. Uma das ênfases mais claras dos programas é o objetivo de contribuir para a inclusão social dentro do que chamamos nesta dissertação de dimensão cognitiva da inclusão social. A análise do primeiro programa (GESAC) e do último programa (Casa Brasil) do Governo, até o momento, mostrou que há uma evolução nos conceitos, no formato, na operacionalização dos programas, buscando uma melhor integração entre inclusão digital e inclusão social. Por outro lado, ainda é frágil a integração dos programas de inclusão digital entre si e entre esses programas e outros programas sociais do Governo. Também ficou evidente a presença de determinados atores e grupos sociais envolvidos nos programas, sobretudo, a influência das Organizações Não-Governamentais e o movimento de software livre. Esta presença se dá, principalmente, pela existência de pessoas no Governo oriundas dessas organizações e movimentos sociais. De forma geral, a inclusão digital ainda não se estabeleceu como uma política pública de governo, carecendo ainda de uma articulação política mais forte, envolvendo os três níveis de Governo: Federal, Estadual e Municipal. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The issue of the digital divide has increased in terms of importance to social inclucion since the relationship between technology and society become more complex in the last century. The objetive of this dissertation is to analyse how and why has been socially constructed the two most important programs in the federal government to deal with the problema of digital divide. The analyses of the social structuring in two of most important digital inclusion programs in the federal government (GESAC e Casa Brasil) has demonstrated, from its onset, in 2003, that such initiatives were based on varied conceptual and operational frameworks. One of the most evident emphases of the programs is that they aim to contribute to what we call for in this dissertation the cognitive dimension of the social inclusion. The analyses of the first program (GESAC) and the last governmental program (Casa Brasil) has shown, so far, that there is an undercurrent evolutionary aspect that is interested to the programs‘ conceptual framework, format and operational aspects that leads to a better integration between digital inclusion and social inclusion. On the other hand, it was demonstrated the connection between digital inclusion programs and the integration of each one of the programs to governmental social initiatives are still fragile. It is also evident the presence and the involvement of certain actors and social groups, especially the influence of the Free Software Movement (FSM) and several nongovernmental organizations (NGO). This can be explained by the fact that some people who are presently acting in this governmental area are former actors in the FMS and NGO environment. In a general way, it can be said that the digital inclusion has not yet been established as a public policy, while it is still demanding an integration policy concerning the three levels of Brazilian Public Administration: federal, state and local governments.
3

Acesso à informação digital por portadores de necessidades especiais visuais : estudo de caso do Telecentro Acessível de Taguatinga

Caselli, Brígida Carla Almeida 21 November 2007 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Departamento de Ciência da Informação e Documentação, 2007. / Submitted by Kathryn Cardim Araujo (kathryn.cardim@gmail.com) on 2009-11-28T16:10:07Z No. of bitstreams: 1 2007_BrigidaCarlaAlmeidaCaselli.PDF: 1419423 bytes, checksum: bf35693d45319510639e85bbc67929df (MD5) / Approved for entry into archive by Daniel Ribeiro(daniel@bce.unb.br) on 2009-12-03T21:43:37Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2007_BrigidaCarlaAlmeidaCaselli.PDF: 1419423 bytes, checksum: bf35693d45319510639e85bbc67929df (MD5) / Made available in DSpace on 2009-12-03T21:43:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2007_BrigidaCarlaAlmeidaCaselli.PDF: 1419423 bytes, checksum: bf35693d45319510639e85bbc67929df (MD5) Previous issue date: 2007-11-21 / Este estudo apresenta, utilizando-se a técnica de pesquisa qualitativa por entrevistas, o acesso à informação digital por portadores de necessidades especiais visuais freqüentadores do Telecentro Acessível de Taguatinga, DF. Caracterizou-se o perfil dos usuários em demográficos e sobre o acesso informacional digital. A coleta de dados foi realizada junto a vinte usuários que contribuíram para a análise comportamental sobre a informação digital, sua importância e seu acesso. Os usuários PNEV utilizam o computador para: trabalhar, fazer trabalhos escolares, aprender a programar, ler, entreter, “para fazer tudo”, “saber das coisas”, escrever e acessar informações. Os resultados obtidos por meio das entrevistas foram satisfatórios, atingiram as expectativas da pesquisa e revelaram diversos pontos de vista sobre o tema central desta pesquisa, constatou-se que o principal benefício da informação digital para os PNEV é o acesso à informação. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT / This thesis presents the digital information access of visually disabled users of the Accessible Telecommunication Center in Taguatinga, DF (Brasilia-Brazil). The qualitative interview research technique was used for this research work. The user profiles were both characterized and classified by demographic data and by their access on digital information. Twenty users were interviewed in this survey for this research on the behavioral analysis about digital information and its importance and availability for access. The results gathered by the interviews were satisfactory, reaching the goals of the research. It was found that major benefit of the digital information for the users it was related to the access to information.
4

Pontos de inclusão digital baianos: uma análise sob a perspectiva da abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos

Neves, Barbara Coelho 08 1900 (has links)
A inclusão digital sob a perspectiva da abordagem cognitiva e a sua real concretização pelos municípios do estado da Bahia considerados como os que promovem em maior grau a inclusão digital segundo o Mapa da Exclusão Digital da Fundação Getúlio Vargas (FGV) foi o tema central deste trabalho, cujo problema foi o de investigar se os modelos de acesso que estão sendo utilizados nos pontos de inclusão digital (PID) desses municípios vêm adotando uma abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos, levantando como hipótese que estes não vêm adotando essa abordagem. O trabalho se caracteriza como um estudo de nível descritivo com a adoção do método do estudo de múltiplos casos e do método do levantamento com o objetivo geral de analisar se os modelos de acesso, desenvolvidos nos PID desses municípios considerados como os de maior grau de inclusão digital, vêm privilegiando a abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos. Para alcançar esse objetivo geral, buscou-se como objetivos específicos mapear os modelos de acesso utilizados nos PID selecionados; identificar quais os recursos (físicos, digitais, humanos e/ou sociais) utilizados nos PID e analisar as possíveis causas do não desenvolvimento da abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos. A pesquisa foi realizada a partir de uma amostra composta de sete PID em sete dos municípios categorizados pelo Mapa da FGV como de maior inclusão digital (Salvador, Lauro de Freitas, Itabuna, Alagoinhas, Feira de Santana, Mucuri e Santo Antônio de Jesus). Para a coleta dos dados adotou-se as técnicas de observação direta e indireta através da aplicação de questionários entre os usuários dos PID e realização de entrevistas junto aos seus monitores. Constatou-se que a abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos não vem ocorrendo nos PID estudados, embora três deles tenham demonstrado potencial para tanto, já que contam com algum nível de mediação de seus monitores que melhor qualifica as atividades desenvolvidas por eles. Verificou-se que a maior parte oferece com certos limites a disponibilização de recursos físicos e de conexão com a internet, não valorizam e oferecem poucas condições para a oferta do recurso humano (monitores qualificados), não exploram parcerias institucionais e com a sociedade civil, fatores que dificultam o desenvolvimento da abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos.
5

Tecnologias na escola :o mito de Sísifo ou um salto na aprendizagem /

Demarchi, Marisa Elsa, Meneghel, Stela Maria, Universidade Regional de Blumenau. Programa de Pós-Graduação em Educação. January 2006 (has links) (PDF)
Orientadora: Stela Maria Meneghel. / Dissertação (mestrado) - Universidade Regional de Blumenau, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação.
6

Inclusão digital de idosos: relatos e reflexões

ARREVABENI, M. C. 06 December 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T11:11:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_5606_Monica_Costa_Arrevabeni.pdf: 2738086 bytes, checksum: 81c55c457d8e0c47bf8862d9d414f1e0 (MD5) Previous issue date: 2011-12-06 / Este estudo nasceu da experiência de inclusão digital da mãe da pesquisadora, uma mulher de 60 anos, viúva desde os 31, que após o crescimento dos filhos passou a se sentir inútil e sem razões para viver. O impacto social positivo desse evento na vida de Maria da Penha foi o gatilho para o interesse na relação entre idosos e tecnologias. O trabalho analisou a estereotipação dos longevos, políticas públicas referentes ao envelhecimento e relações entre velhice, educação e tecnologia. A metodologia foi de natureza qualitativa, com inspiração fenomenológica e desenvolvida a partir do estudo de caso. Uma turma que frequentava aulas de Inclusão Digital na Faculdade da Melhor Idade de Colatina (FAMIC) foi escolhida para a investigação de histórias que envolvem a interação de idosos com a informática. Foram acompanhados 13 encontros durante cinco meses do primeiro semestre de 2011 e registrados alguns anseios, dificuldades, medos e sucessos dos idosos. Os depoimentos de cinco deles foram analisados para se entender os efeitos causados pelo uso do computador em suas vidas. A intenção foi dar voz aos sujeitos pesquisados, admitindo que suas vivências, opiniões e entendimentos constituem fonte importante de reflexão sobre o fenômeno que envolve o envelhecimento da população mundial e a tecnologização da sociedade. O fato do curso se voltar para pessoas de mais idade foi visto como muito positivo; a desmistificação do computador, provocando autonomia, foi muito destacada; e a inclusão digital como meio de inclusão social, o ponto forte dos relatos e reflexões
7

Página web com conteúdos de química acessível a estudantes com deficiência visual

Santos, Grazielle Alves dos 19 September 2012 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Instituto de Física, Instituto de Química, Faculdade UnB Planaltina, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, 2012. / Submitted by Patrícia Nunes da Silva (patricia@bce.unb.br) on 2013-06-19T19:37:29Z No. of bitstreams: 1 2012_GrazielleAlvesdosSantos.pdf: 1853756 bytes, checksum: 34b95b79b4ce79bb13d02b3a89e8893c (MD5) / Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2013-06-19T19:37:49Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_GrazielleAlvesdosSantos.pdf: 1853756 bytes, checksum: 34b95b79b4ce79bb13d02b3a89e8893c (MD5) / Made available in DSpace on 2013-06-19T19:37:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_GrazielleAlvesdosSantos.pdf: 1853756 bytes, checksum: 34b95b79b4ce79bb13d02b3a89e8893c (MD5) / É cada vez mais frequente a presença de alunos com deficiência visual em salas de aula regulares. A inclusão desses alunos no ambiente escolar traz novos desafios para os professores de Química que, encontrando-os em suas salas de aula, se questionam sobre como ensinar os conteúdos que devem aprender. Do ponto de vista de tais alunos, surge a questão: Que recursos podem utilizar para buscar informações para a realização de suas atividades escolares? Atualmente, a Internet é uma das maiores fontes de informação para alunos que cursam o Ensino Médio e a Graduação. Por isso, assim como os outros alunos regulares, considerados normais, os alunos com deficiência visual têm cada vez mais necessidade de utilizar novas tecnologias, entre as quais o computador e a Internet, para auxiliar o desenvolvimento de suas tarefas escolares. No entanto, o que constatamos nesse trabalho é que, quando falamos de conteúdo químico ou de ensino de Química, encontramos uma Internet pouco acessível, na qual a maioria das páginas não permite uma navegação fácil por estudantes com deficiência visual. Devido à escassez de páginas com recursos de acessibilidade que atendam às necessidades de pesquisa e estudo desses educandos, construímos uma página Web com conteúdos de Química - www.acessibilidade.ppgec.unb.br - que possui tais recursos, tornando seus conteúdos acessíveis a alunos com deficiência visual. A construção dessa página teve como objetivo proporcionar maior autonomia de estudo e pesquisa a alunos com deficiência visual, na perspectiva de favorecer a inclusão escolar e digital. Para isso, foi necessária a construção de um novo Template, o que permitiu a construção da página Web segundo critérios do guia de referências do World Wide Web Consortium (W3C) que normatiza a acessibilidade de conteúdos digitais. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / It is increasingly common the presence of students with visual impairments in ordinary classrooms. The inclusion of these students in the school environment brings new challenges for teachers of Chemistry who, encountering them in their classrooms, wonder about which Chemistry content should be taught. From the standpoint of such students, comes the question: what sources of information they can use to get information to perform their school activities? Currently, the web is a major source of information for students who attend high school or graduation. Therefore, like others regular students, considered normal, students with visual disabilities have increasingly needed to use new technologies, including the computer and the web, to assist the development of their schoolwork. However, what we find in this work, when we talk about Chemistry content and Chemistry teaching, that the internet is not so accessible, which the vast majority of pages does not allow easy navigation for students with visual impairments. Due to the scarcity of pages with accessibility features that meet the needs of these students research and study, we constructed a web page with content of Chemistry www.acessibilidade.ppgec.unb.br - which has accessibility features, making their content accessible to students with visual impairments. The construction of this page aimed providing greater autonomy of study and research for students with visual impairments, in order to favor school and digital inclusion. For this, it was necessary to build a new Template, which allowed the construction of the website according with World Wide Web Consortium's (W3C) criteria guide references that regulates the accessibility of digital content.
8

Infraestrutura de acesso à internet : o arranjo político-econômico do NavegaPará / Infrastructure for internet access : the political-economic arrangement of NavegaPará

Gonçalves, Flávio Silva 22 July 2011 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, 2011. / Submitted by Shayane Marques Zica (marquacizh@uol.com.br) on 2011-11-03T20:05:33Z No. of bitstreams: 1 2011_FlavioSilvaGonçalves.pdf: 2367714 bytes, checksum: 95b758157aabff26811c0d08ad9834d8 (MD5) / Approved for entry into archive by Camila Mendes(camila@bce.unb.br) on 2011-11-04T20:04:54Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_FlavioSilvaGonçalves.pdf: 2367714 bytes, checksum: 95b758157aabff26811c0d08ad9834d8 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-11-04T20:04:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_FlavioSilvaGonçalves.pdf: 2367714 bytes, checksum: 95b758157aabff26811c0d08ad9834d8 (MD5) / Esta pesquisa analisa como se constituiu o arranjo político-econômico entre a Eletrobras Eletronorte e o governo do Estado do Pará para a implantação do programa NavegaPará ao longo dos anos de 2007 a 2010. Para isso, resgatamos a importância da Internet no século XXI e os limites do atual modelo de telecomunicações brasileiro para a universalização do acesso e a garantia do direito à comunicação. Identificamos que a parceria estabelecida no Pará utilizou de maneira peculiar a infraestrutura das redes de transmissão do sistema elétrico para prestar serviços de telecomunicações com objetivos econômicos e sociais. Tomando como referência a Economia Política da Comunicação, analisamos os interesses que tornaram possível esta parceria no Pará. Neste processo identificamos conflitos de interesses entre a Eletrobras Eletronorte e o governo do Estado, assim como com outras instituições. Rediscutimos o conceito de Estado e destacamos como uma complexa rede de interesses e pressões impactou nas opções dos atores centrais que viabilizaram o programa. Observamos que a infraestrutura da Eletrobras Eletronorte funcionou como uma rede neutra, oferecendo suporte indispensável para outras empresas que ofertam serviços e para o governo do Estado conectar seus órgãos, prefeituras, instituições de ensino e pesquisa e cidadãos. Após a análise, concluímos que no Brasil, infraestruturas de telecomunicações sob o controle de governos podem cumprir um papel fundamental para atender demandas de empresas privadas e, principalmente, garantir os interesses e demandas dos cidadãos em relação ao acesso à Internet no país. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT / This research examines how was the political-economic arrangement between the the state government of Pará and Eletrobras Eletronorte to implement the program NavegaPará over the years from 2007 to 2010. For this, redeem the importance of the Internet in the twentyfirst century and the limits of the current Brazilian telecommunications model for universal access and ensure the right to communicate. Identified that the partnership established in Pará used in a peculiar way the infrastructure of the transmission of the electrical system to provide telecommunications services with economic and social objectives. Taking as reference the Political Economy of Communication, we analyzed the interests that have made this partnership in Para this process we identified conflicts between the interests of Eletrobras Eletronorte and state government as well as other institutions. Re-discuss the concept of the state and highlight how a complex network of interests and pressures impacted the choices of the central actors who enabled program. We observed that the infrastructure of Eletrobras Eletronorte functioned as a neutral network providing essential support to other companies that offer services and to connect their state government agencies, municipalities, education and research institutions and citizens. After the analysis we conclude that in Brazil telecommunications infrastructure under the control of governments can fulfill a vital role to meet the demands of private companies telecommunications and especially to ensure the interests and demands of citizens in relation to Internet access in the country.
9

Percepção docente sobre o processo de inclusão digital no Campus Colorado do Oeste do Instituto Federal de Rondônia

Syryczyk, Edilberto Fernandes 05 July 2011 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Gestão da Educação Profissional e Tecnológica - Projeto Gestor, 2011. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2012-02-29T14:52:26Z No. of bitstreams: 1 2011_EdilbertoFernandesSyryczyk.pdf: 1602226 bytes, checksum: 33b6a4a5e735014dd77e025dfb1215b8 (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2012-03-05T14:18:59Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_EdilbertoFernandesSyryczyk.pdf: 1602226 bytes, checksum: 33b6a4a5e735014dd77e025dfb1215b8 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-03-05T14:18:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_EdilbertoFernandesSyryczyk.pdf: 1602226 bytes, checksum: 33b6a4a5e735014dd77e025dfb1215b8 (MD5) / Na sociedade informacional em que se vivem as Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) nos conduzem a constantes inovações, além de possibilitar grandes transformações sociais por meio do conhecimento virtualizado. Neste contexto, a chamada revolução tecnológica tem redefinido os interesses e suplantado valores culturais e sociais. Com isso, geram uma dimensão humana cada vez mais condicionada ao uso de aparelhos de tecnologia. Neste sentido, ganham robustez, no País e no mundo, discussões sobre o papel das TICs em ambientes de aprendizagem. O Campus Colorado do Oeste do Instituto Federal de Rondônia (IFRO) foi escolhido para tal estudo. Configurou-se minuciosa pesquisa centrada em detectar e avaliar junto ao corpo docente do campus a percepção deste acerca do processo de inclusão digital. Para isto foi adotado um delineamento metodológico de estudo de caso, executado por meio de abordagem qualitativa na qual, optou-se pela coleta de dados através de questionário com questões abertas, objetivando corroborar fatores encontrados na revisão de literatura, resgate teórico fundamentado em Mark Warschauer, Manuel Castells, Sergio Amadeu da Silveira, Pierre Levy, Bernardo Sorj e outros. Posteriormente aplicou-se a técnica metodológica chamada de focal group ou grupo focal. Todos os esforços foram para identificar o papel das TICs no cotidiano, construir um conceito para inclusão digital e documentar os diferentes níveis de inclusão. Foram identificados os seguintes níveis: nível um: de infraestrutura de acesso, o nível mais básico da inclusão; nível dois: que se refere à posse de equipamentos; nível três: de treinamento adequado para o uso das TICs; nível quatro: no qual se enquadram as pessoas capacitadas para fazer uso das TICs; nível cinco: de produção de conteúdos específicos para uso na internet, todos associados aos eixos centrais socioeconômico, de infraestrutura e pedagógico ou educacional. Este estudo visou analisar e avaliar a forma com que os cidadãos foco da pesquisa assimilam a cultura digital. Os resultados apontam que a não inclusão contribui para a exclusão social do indivíduo na percepção dos docentes. Os fatores críticos encontrados no processo são o baixo poder aquisitivo dos trabalhadores; a falta de profissionais formados e capacitados para atuar na formação digital; a infraestrutura de rede inexistente, precária ou cara; a falta de iniciativa do poder público; a falta de equipamentos de tecnologia ou a falta de acesso a eles. Ao buscar tais fatores em um indivíduo em específico é possível, com clareza, identificar qual o real nível de inclusão digital a que ele tem acesso. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / In the informational society where if live the Information‘s Technologies and Communication (TICs), constants innovations can lead the great social transformations by means virtualized knowledge. In this context, the known technological revolution has redefined the interests and supplanted cultural and social values. With this, they generate a dimension human being each more conditional time to the use of technology devices. In this way, the discussions about the paper of the TICs in learning environments gain robustness, in the country and the world. The Campus Colorado do Oeste of the Federal Institute of Rondônia (IFRO) was chosen for such study. Detailed research centered in detecting and evaluating next to the faculty of the Campus was configured the perception of this concerning the process of digital inclusion. For this was embraced a methodological delineation of case study, we chose to collect data through a questionnaire with open questions, objectifying to corroborate factors found in the literature revision, has rescued theoretician based on Mark Warschauer, Manuel Castells, Sergio Amadeu da Silveira, Pierre Levy, Sorj Bernardo and others. Later it was applied methodological technique known as focal group. All the efforts had been for identifying the paper of the TICs in the daily one, to construct a concept for digital inclusion, to register the different levels as the inclusion. We identified the following levels: level one the access infrastructure, the most basic level of inclusion, level two, which refers to possession of equipment, levelthree, appropriate training for the use of ICT, level four: fall in which people trained tomake use of ICTs, level five: the production of specific content for use on the Internet, all associates to the axles central offices social and economic sustainability, and pedagogical or educational infrastructure. This study aimed to analyze and assess the extent to which citizens focus of the research associate the digital culture. The results point that the desinclusion contribute for the social exclusion of the individual in the teachers‘s perception. The found critical factors in the process are the low purchasing power of the workers; the lack of professionals formed and enabled to act in the digital formation; the infrastructure of inexistent, precarious or expensive net; the lack of initiative of the public power; the technology equipment lack or the lack of access to them. When searching such factors in an individual in specific are possible, with clarity, to identify to which the real level of digital inclusion that this individual has access.
10

Política de inclusão digital no ProJovem: um estudo das repercussões do programa no Recife

SILVA, Maria do Rozario Gomes da Mota 31 January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T17:23:07Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo7022_1.pdf: 1752425 bytes, checksum: 073b65dd40500ae087811b97dbb54760 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2009 / Neste trabalho, realizamos um estudo sobre a inclusão digital no ProJovem. A análise que realizamos se inseriu no debate sobre políticas de inclusão de jovens e a importância da ação pública voltada a esses segmentos. Partimos da problematização sobre como o ProJovem do Recife está promovendo (ou não) a inclusão digital; quais as percepções dos gestores, professores e jovens que participam do Programa sobre a inclusão digital e se os mesmos consideram que o ProJovem está conseguindo promover essa inclusão. Trabalhamos o conceito de inclusão digital, buscando superar a noção tradicional, sob a ótica do puro e simples acesso às tecnologias da informação e comunicação (TIC), pois, além dessa dimensão físico-material, pressupomos também as dimensões culturais e sociais da inclusão digital. Trata-se de um estudo de caso e pesquisa de campo, em que fizemos a análise da proposta pedagógica de inclusão digital do Programa, cotejando suas relações com as políticas de inclusão digital já implementadas pela administração municipal do Recife e com as condições de exclusão social, a que os estudantes estão submetidos. A pesquisa, de corte qualitativo, envolveu uma revisão bibliográfica, uma análise documental, a realização de três entrevistas semiestruturadas com dois gestores e um ex-gestor da Secretária da Educação, Esporte e Lazer do Recife; dezoito entrevistas semiestruturadas com professores e coordenadores Pedagógicos dos Polos; e a aplicação de cinquenta questionários com estudantes do Programa. Apoiamo-nos na técnica de análise de conteúdo, procurando captar o máximo de elementos relevantes, expressos nas falas dos entrevistados e nas entrelinhas dos documentos analisados. Como resultados, verificamos que, na prática, ainda existe uma valorização da dimensão físico-material, fazendo-se necessário uma maior articulação entre as dimensões culturais e sociais da inclusão digital proposta pelo ProJovem. Constatamos também que se torna necessário a realização de formação continuada para os docentes, para a apropriação crítica das TIC como forma de autoafirmação cultural e de conscientização e mobilização político-ideológica para a transformação da sociedade. Evidenciamos ainda que apesar dos indícios das ambiguidades e contradições da prática, uma ampla maioria dos professores e estudantes consideram a proposta de inclusão digital imprescindível para o exercício da cidadania

Page generated in 0.0497 seconds