• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 4
  • Tagged with
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Diferentes genótipos do lócus da Proteína de Superfície de Merozoíto 1(MSP-1) de Plasmodium falciparumuma contribuição ao estudo da infecção plasmodial assintomática no município de Barcelos, Amazonas

Silva, Ana Paula de Barros January 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-04T12:45:11Z (GMT). No. of bitstreams: 2 ana_silva_ioc_mest_2012.pdf: 1481530 bytes, checksum: 26cfc4a55477788165190207123da53d (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2014 / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / A malária é uma doença que acomete milhões de pessoas todos os anos no planeta. No Brasil, essa doença atingiu cerca de 267 mil pessoas somente em 2011, sendo que a maior parte dos casos ocorreu na região Amazônica. Causada por protozoários do gênero Plasmodium, possui um amplo espectro clínico que vai desdeinfecções assintomáticas, malária não complicada, a malária grave ou complicada, podendo evoluir até o óbito. Estudos realizados em áreas holo e hiperendêmicas de malária, fundamentalmente no continente Africano e em Papua Nova Guiné, permitiram estabelecer que o conhecimento da população de parasitos que circulam em uma área.Este estudo se propôs a avaliar o perfil genético da infecção por P. falciparumem uma área de alto risco epidemiológico para malária e com presença de infecção assintomática no município de Barcelos, médio rio Negro, estado do Amazonas Para isso, foi estudado o gene MSP1 que codifica a Proteína de Superfície de Merozoíto 1, com o intuito de verificar a diversidade genética dos parasitos da região de Barcelos, a multiplicidade da infecção e as relações dos diferentes genótipos com o status clínico em área endêmica para malária. Foi realizada reação de polimerase em cadeia (PCR) a partir de DNA extraído de 79 amostras de sangue coletadas em indivíduos desta região. No total, foram encontrados 10 diferentes genótipos do parasito sendo que a maior parte dos indivíduos (45 pessoas, 56,96%) portava apenas um genótipo do parasito. Entre os indivíduos assintomáticos, 70,37% apresentavam um genótipo e os demais (29,63%) apresentaram dois genótipos Entre os pacientes com malária, 50% tinham apenas um genótipo, 25% tinham dois genótiposs, 19,23% apresentaram três genótipos e 5,77% portavam quatro genótipos. Em média, portadores assintomáticos possuíam 1,3 genótipos diferentes enquanto pacientes com malária tiveram em média 1,8 genótipos. Concluiu-se que na região de Barcelos circulam populações de P. falciparumconsideravelmente diversas e que as infecções múltiplas estão mais presentes em portadores de malária que em indivíduos assintomáticos / Malaria is a disease that attacks millions of people all of the years in the world . In Brazi l, it reached about 267 thousand people only in 2011 , and most of the cases was registered in the Amazonian area. Caused by protozoa of the gender Plasmodium , it possesses a wide clinical spectrum ranging from asymptomatic infections , no complicatedma laria, serious or complicatedmalaria that could develop until death. Studies accomplished in holo - and hyperendemic areas, fundamentally in t he African continent and in Papua New Guinea, allowed to establish that the knowledge of the population of parasite s that circulate in a certain area . This study intended to evaluate the genetic profile of the infection for P. falciparum in an area of high epidemic risk for malaria and with the pre sence of asymptomatic infection in the city of Barcelos, medium Rio Negro , state of Amazon as . For that, the gene MSP - 1 , that codifies the Merozoite Surface Protein 1, was studied to verify the genetic diversity of the parasites of the ar ea of Barcelos, the multiplicity of the infection and the relationships of the differen t genotypes with the clinical status in an endemic area for malaria. Polymerase Chain R ea ction (PCR) was accomplished starting from extracted DNA from blood samples collected in individuals from this area. In total, 10 different genotypes of the parasite we re found and most of the individuals (45 people, 56,96%) carried just a genotype of the parasite . Amon g the asymptomatical individuals , 70,37% introduced a genotype and the othe rs (29,63%) presented two . Among the patients with malaria, 50% had only one ge notype, 25% had two genotypes , 19,23% presented three genotypes and 5,77% carried four genotypes. On average, asymptomaticbearers possessed 1,3 genotypes while patient s with malaria had 1,8 genotypes on average. It was concluded that in the area of Barcel os diverse populations of P. falciparum circulate and that multiple infections are more present in malaria bearers tha n in asymptomatic individuals
2

Estudo da infecção por Plasmodium spp no município de Guapimirim, Estado do Rio de Janeiro

Miguel, Renata Bortolasse January 2011 (has links)
Submitted by Anderson Silva (avargas@icict.fiocruz.br) on 2012-03-29T18:25:06Z No. of bitstreams: 1 renata_b_miguel_ioc_mt_0017_2011.pdf: 2399561 bytes, checksum: 3c878a06daf8bffcef22ffdf3de0a6c4 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-03-29T18:25:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 renata_b_miguel_ioc_mt_0017_2011.pdf: 2399561 bytes, checksum: 3c878a06daf8bffcef22ffdf3de0a6c4 (MD5) Previous issue date: 2011 / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil. / No ano 2010, no Brasil mais de 300.000 casos de malária foram detectados, 99,8% deles dos quais, ocorridos na Amazônia legal. Na região extra-amazônica a malária é notificada, embora, a maioria casos são importados das áreas endêmicas do Brasil ou de outros países. Estudos de base populacional realizados em São Paulo e no Espírito Santo têm mostrado a presença de malária autóctone e infecção assintomática em diversas áreas da Mata Atlântica, sendo que os casos apresentam-se com sintomatologia tipicamente leve e baixas densidades parasitárias. De acordo com a Secretaria Estadual de Vigilância Epidemiológica do Rio de Janeiro, no período entre 2001-2008 foram notificados 29 casos de malária autóctones e o município de Nova Friburgo foi responsável por 30% deles. Em 2008, foi diagnosticado um caso autóctone no município de Guapimirim e dois outros casos ocorreram em dezembro de 2009. Com o objetivo de investigar a presença de casos de malária e de infecção assintomática na área peri-urbana e rural do município de Guapimirim e identificar os principais fatores associados à sua ocorrência, foi realizado um estudo observacional misto, que consistiu de uma análise retrospectiva dos dados secundários da Secretaria Estadual de Saúde (2002-2010), uma entrevista com informante chave e um corte seccional no município de Guapimirim no primeiro semestre de 2010. O estudo retrospectivo mostrou uma média anual de 90 casos por ano. Os casos eram importados em sua maioria com predomínio do gênero masculino; a média de idade de 41,96±14,6 (44,3±14,56 anos em 2002 e de 37,6±16 anos em 2010) (p<0,001). As freqüências por espécies de plasmódios foram 49,1% por P. falciparum, 47,3% para P. vivax e 1,0% por P. malariae. P. falciparum foi responsável por 39,4% dos casos em 2002 e por 68,2% em 2010 (p<0,001). De 176 indivíduos que tiveram o diagnóstico de malária fechado ou investigação epidemiológica completa, a maioria adquiriu a doença no estado do Amazonas (38,1%), seguido por Rio de Janeiro, (19,9%) e Rondônia (16,5%). O município de Cachoeira de Macacu contribuiu com 22,7% dos casos autóctones do RJ; 63,0% ocorreram no primeiro semestre de cada ano. No estudo seccional foram entrevistadas 324 pessoas maiores de cinco anos de idade, das quais foram coletadas amostras para exames parasitológico e sorológico. Duas gotas espessas foram positivas, uma para Plasmodium spp e a outra para Babesia spp. Nove pessoas foram positivas pela PCR (seis para P. malariae, duas para P. vivax e uma para P. falciparum). Na sorologia, 3,5% das amostras apresentaram anticorpos para IgG anti P. falciparum e 7,7% para o IgG anti P. vivax. Observamos que o ingresso na mata foi um comportamento de risco para infecção plasmodial e as localidades de Garrafão, Orindi e Paraíso (próximas à Cachoeira de Macacu) foram as mais afetadas. Discute-se que a transmissão da malária no estado não está interrompida e que o Rio de Janeiro pode ser considerado como uma área de malária residual com presença de infecção assintomática. Três possíveis cenários diferentes de transmissão são apresentados. / In 2010, more than 300,000 cases of malaria were detected in Brazil, 99.8% in the Amazon. In the extra-Amazonian region, malaria is reported, although most cases are imported from endemic areas of Brazil or other countries. Population-based studies conducted in São Paulo and Espirito Santo have shown the presence of malaria and asymptomatic infection in several areas of the Atlantic Florest, where the cases present with symptoms typically mild and low parasite loads. According to the state Department of Epidemiological Surveillance of Rio de Janeiro in the period 2001-2008 were 29 reported cases of malaria and the municipality of Nova Friburgo was responsible for 30% of them. In 2008, a case was diagnosed in the native city of Guapimirim and two other cases occurred in December 2009. Investigate the presence of cases of malaria and asymptomatic infection in the peri-urban and rural areas of Guapimirim and identify key factors associated with its occurrence, was an observational study mixture, which consisted of a retrospective analysis of secondary data from the Department of Health (2002-2010), an interview with key informant and a cross section of the city Guapimirim the first half of 2010. The retrospective study showed an annual average of 90 cases per year. The cases were mostly imported, predominantly male and the average age of 41.96 ± 14.6 (44.3 ± 14.56 years in 2002 and 37.6 ± 16 years in 2010) (p < 0.001). The frequencies of species of parasites were 49.1% for P. falciparum, 47.3% for P. vivax and 1.0% for P. malariae. P. falciparum accounted for 39.4% of cases in 2002 and by 68.2% in 2010 (p <0.001). The 176 individuals who were diagnosed with malaria epidemiological investigation closed or complete, most acquired the disease in the state of Amazonas (38.1%), followed by Rio de Janeiro (19.9%) and Rondônia (16.5%). The city of Cachoeira de Macacu contributed 22.7% of native Rio de Janeiro, 63.0% occurred in the first half of each year. In cross-sectional study interviewed 324 people over the age of five, of which samples were collected for parasitological and serological tests. Two thick blood smears were positive for Plasmodium spp and one another for Babesia sp. Nine persons were found positive by PCR (six for P. malariae, two for P. vivax and one for P. falciparum). In serology, 3,5% of samples showed to P.falciparum and 7.7% for IgG anti-P vivax. We note that admission into the woods was a risk behavior for plasmodium infection and the localities of Caneca Fina, Orinda and Paraíso (near the Cachoeira de Macacu) were the most affected. It is argued that the transmission of malaria in the state is not interrupted and that the Rio de Janeiro can be considered as an area of malaria with a residual presence of asymptomatic infection. Three different transmission scenarios are presented.
3

Ocorrência de Plasmodium e suas consequências em gestantes residentes em áreas de baixa transmissão de malária no Estado de São Paulo / -

Angelica Domingues Hristov 24 July 2014 (has links)
Estudos relacionados à malária autóctone em regiões de baixa transmissão no Brasil ganham cada vez mais relevância científica e epidemiológica, pois revelam a manutenção desse cenário em regiões de Mata Atlântica remanescente. No sudeste do Estado de São Paulo, a ocorrência de surtos no município de Juquitiba tem sido foco de pesquisas sobre a prevalência de Plasmodium na população, com registros de casos assintomáticos. Relatos de ocorrência da doença ou da presença de anticorpos antiplasmodiais em gestantes nessa região não haviam sido descritos anteriormente. Embora infecções por P. falciparum em gestantes tenham sido amplamente abordadas na literatura, a interação entre P. vivax e P. malariae com esta coorte imunodeprimida foi pouco explorada até o momento. Nesse estudo nós monitoramos trimestralmente a circulação de Plasmodium em gestantes atendidas em cinco Unidades de Saúde de Juquitiba. Para isso foi empregado o diagnóstico por gota espessa e metodologias moleculares sensíveis para detecção do parasito, além de ensaios imunológicos para avaliação de parâmetros imunes humorais. Desse modo, foram detectadas infecções por P. vivax e P. malariae em gestantes, incluindo casos assintomáticos. A alta prevalência de anticorpos IgG nesta população mostrou importante exposição das gestantes ao Plasmodium. Em regiões com perfil semelhante ao apresentado neste estudo, o diagnóstico de malária poderia ser indicado no seguimento pré-natal / Studies related to autochthonous malaria in low transmission areas in Brazil have acquired scientific and epidemiological relevance, since they suggest continued transmission in remaining Atlantic Forest regions. In the Southeast of São Paulo State, outbreaks in the municipality of Juquitiba has been focus of studies on the prevalence of Plasmodium in the population, with reports of asymptomatic cases. Data on the occurrence of the disease or presence of antiplasmodial antibodies in pregnant women in this region were not described previously. Although P. falciparum infections in pregnant women have been widely addressed in the literature, the interaction of P. vivax and P. malariae with this immunocompromised cohort were poorly explored to date. In this study, we monitored quarterly the circulation of Plasmodium in pregnant women in five health facilities in Juquitiba. For this purpose, we performed diagnosis by thick blood film and sensitive molecular protocols for parasite DNA detection, as well immunological assays in order to evaluate humoral immune parameters. Through these tools, it was possible to detect infections due to P. vivax and P. malariae in pregnant women, including asymptomatic cases. The high prevalence of IgG antibodies showed a significant exposure of this population to Plasmodium. In regions with a similar profile presented in this study, the diagnosis of malaria might be indicated in prenatal care
4

Ocorrência de Plasmodium e suas consequências em gestantes residentes em áreas de baixa transmissão de malária no Estado de São Paulo / -

Hristov, Angelica Domingues 24 July 2014 (has links)
Estudos relacionados à malária autóctone em regiões de baixa transmissão no Brasil ganham cada vez mais relevância científica e epidemiológica, pois revelam a manutenção desse cenário em regiões de Mata Atlântica remanescente. No sudeste do Estado de São Paulo, a ocorrência de surtos no município de Juquitiba tem sido foco de pesquisas sobre a prevalência de Plasmodium na população, com registros de casos assintomáticos. Relatos de ocorrência da doença ou da presença de anticorpos antiplasmodiais em gestantes nessa região não haviam sido descritos anteriormente. Embora infecções por P. falciparum em gestantes tenham sido amplamente abordadas na literatura, a interação entre P. vivax e P. malariae com esta coorte imunodeprimida foi pouco explorada até o momento. Nesse estudo nós monitoramos trimestralmente a circulação de Plasmodium em gestantes atendidas em cinco Unidades de Saúde de Juquitiba. Para isso foi empregado o diagnóstico por gota espessa e metodologias moleculares sensíveis para detecção do parasito, além de ensaios imunológicos para avaliação de parâmetros imunes humorais. Desse modo, foram detectadas infecções por P. vivax e P. malariae em gestantes, incluindo casos assintomáticos. A alta prevalência de anticorpos IgG nesta população mostrou importante exposição das gestantes ao Plasmodium. Em regiões com perfil semelhante ao apresentado neste estudo, o diagnóstico de malária poderia ser indicado no seguimento pré-natal / Studies related to autochthonous malaria in low transmission areas in Brazil have acquired scientific and epidemiological relevance, since they suggest continued transmission in remaining Atlantic Forest regions. In the Southeast of São Paulo State, outbreaks in the municipality of Juquitiba has been focus of studies on the prevalence of Plasmodium in the population, with reports of asymptomatic cases. Data on the occurrence of the disease or presence of antiplasmodial antibodies in pregnant women in this region were not described previously. Although P. falciparum infections in pregnant women have been widely addressed in the literature, the interaction of P. vivax and P. malariae with this immunocompromised cohort were poorly explored to date. In this study, we monitored quarterly the circulation of Plasmodium in pregnant women in five health facilities in Juquitiba. For this purpose, we performed diagnosis by thick blood film and sensitive molecular protocols for parasite DNA detection, as well immunological assays in order to evaluate humoral immune parameters. Through these tools, it was possible to detect infections due to P. vivax and P. malariae in pregnant women, including asymptomatic cases. The high prevalence of IgG antibodies showed a significant exposure of this population to Plasmodium. In regions with a similar profile presented in this study, the diagnosis of malaria might be indicated in prenatal care

Page generated in 0.081 seconds