• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 83
  • Tagged with
  • 83
  • 51
  • 26
  • 21
  • 20
  • 17
  • 15
  • 14
  • 12
  • 12
  • 11
  • 10
  • 10
  • 9
  • 9
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Efeito da oxigenoterapia hiperbárica sobre as lesões teciduais na pancreatite aguda em um modelo experimental em ratos

Festugato, Marcio January 2006 (has links)
Introdução: a pancreatite aguda é uma doença que se apresenta na forma grave em 20 a 30% dos casos devido a complicações locais ou sistêmicas. A ativação de citocinas, produção de radicais livres de oxigênio, insuficiência da macro e da microcirculação, levando a síndrome da resposta inflamatória sistêmica, sépsis e falência de múltiplos órgãos resultam na mortalidade acima de 20% nas pancreatites complicadas. A oxigenioterapia hiperbárica (OHB) devido aos efeitos antiinflamatórios, da melhora da perfusão tecidual, do aumento da atividade antibacteriana dos leucócitos, do aumento da produção de antioxidantes, da ação bactericida e bacteriostática, do aumento na proliferação celular e síntese de colágeno na cicatrização das feridas, tem sido proposta para o tratamento da pancreatite aguda. Objetivo: estudar os efeitos da OHB nas lesões teciduais: edema; infiltração leucocitária; focos hemorrágicos e necrose acinar, em um modelo experimental de pancreatite aguda (PA) induzida pela ligadura do canal biliopancreático (LCP). Material e Método: quarenta e oito ratos Wistar (Rattus norvergicus albinus), foram divididos em grupo controle e grupo tratado com OHB. Ambos foram divididos em 3 subgrupos de 8 ratos cada para serem sacrificados nos dias 1, 3 e 7 após a indução da PA. Os animais do grupo tratado, 6 horas após a LCP começaram a receber uma sessão diária de OHB, com duração de 2 horas a 2,5 ATA.. O pâncreas foi submetido a estudo histopatológico, avaliando-se a intensidade do edema, da infiltração leucocitária, da hemorragia e da necrose acinar. Resultados: a analise estatística das médias demonstra que a OHB foi eficiente em reduzir com significância a necrose acinar no primeiro dia (p=0.03) e os focos de hemorragia no sétimo dia (p=0,05). O edema e a infiltração leucocitária não sofreram a redução esperada. Conclusão: neste modelo de PA induzida pela LCP, a utilização de uma sessão diária de OHB a 2,5 ATA, é eficiente para reduzir a necrose acinar, mas não é suficiente para reduzir o edema e a infiltração leucocitária. São necessários novos estudos para estabelecer o número de sessões diárias e os níveis de pressão em ATA que sejam eficientes para tratar a pancreatite aguda. / Introduction: acute pancreatitis is an illness that presents itself as severe in 20 to 30% of the cases due to local or systemic complications. The activation of cytokines, production of oxygen free radicals, insufficiency of macro and microcirculation, leading to systemic inflammatory response syndrome, sepsis and collapse of multiple organs, result in mortality over 20% in complicated pancreatitis. Hyperbaric oxygen therapy (HBO) has been proposed for the treatment of acute pancreatitis due to the anti-inflammatory effects, improvement of tissue perfusion, increase of the antibacterian activity of the leukocytes, increase the production of antioxidants, bactericide and bacteriostatic action, increase the cellular proliferation and collagen synthesis in the healing of the wounds. Objective: to study the effects of HBO on tissue lesions: edema; leukocyte infiltration; hemorrhagic foci and acinar necrosis, in an experimental model of acute pancreatitis (AP) induced by bile-pancreatic duct ligation (PDL). Material and Methods: forty-eight Wistar rats (Rattus norvegicus albinus) were divided into a control group (Group I) and a group treated with HBO (Group II). Both were divided into 3 sub-groups of 8 rats each to be sacrificed on days 1, 3, and 7 after the AP induction. The animals of the group II started to receive, 6 hours after the PDL, a two-hour daily session of HBO at 2.5 ATA. The histopathologic evaluation was done according the following criteria: edema, leukocyte infiltration, hemorrhage and acinar necrosis. The means of these findings were made and the groups were compared using the Mann-Whitney U test. Results: the statistical analysis of the means demonstrates that the HBO was efficient in reducing significantly the acinar necrosis on the first day (p=0.03) and the foci of hemorrhage on the seventh day (p=0.05). The edema and leukocyte infiltration did not suffer the reduction expected. Conclusion: in this AP model induced by PDL, the utilization of a daily session of HBO at 2.5 ATA is efficient to reduce the acinar necrosis but is not sufficient to reduce the edema and the leukocyte infiltration. New studies are necessary to establish the number of daily sessions and the pressure levels in ATA that are efficient to treat acute pancreatitis.
2

Correlação dos níveis de fosfato sérico com a gravidade da pancreatite aguda grave experimental : perspectiva do sistema purinérgico

Mazzini, Guilherme da Silva January 2014 (has links)
Resumo não disponível
3

Efeito da oxigenoterapia hiperbárica sobre as lesões teciduais na pancreatite aguda em um modelo experimental em ratos

Festugato, Marcio January 2006 (has links)
Introdução: a pancreatite aguda é uma doença que se apresenta na forma grave em 20 a 30% dos casos devido a complicações locais ou sistêmicas. A ativação de citocinas, produção de radicais livres de oxigênio, insuficiência da macro e da microcirculação, levando a síndrome da resposta inflamatória sistêmica, sépsis e falência de múltiplos órgãos resultam na mortalidade acima de 20% nas pancreatites complicadas. A oxigenioterapia hiperbárica (OHB) devido aos efeitos antiinflamatórios, da melhora da perfusão tecidual, do aumento da atividade antibacteriana dos leucócitos, do aumento da produção de antioxidantes, da ação bactericida e bacteriostática, do aumento na proliferação celular e síntese de colágeno na cicatrização das feridas, tem sido proposta para o tratamento da pancreatite aguda. Objetivo: estudar os efeitos da OHB nas lesões teciduais: edema; infiltração leucocitária; focos hemorrágicos e necrose acinar, em um modelo experimental de pancreatite aguda (PA) induzida pela ligadura do canal biliopancreático (LCP). Material e Método: quarenta e oito ratos Wistar (Rattus norvergicus albinus), foram divididos em grupo controle e grupo tratado com OHB. Ambos foram divididos em 3 subgrupos de 8 ratos cada para serem sacrificados nos dias 1, 3 e 7 após a indução da PA. Os animais do grupo tratado, 6 horas após a LCP começaram a receber uma sessão diária de OHB, com duração de 2 horas a 2,5 ATA.. O pâncreas foi submetido a estudo histopatológico, avaliando-se a intensidade do edema, da infiltração leucocitária, da hemorragia e da necrose acinar. Resultados: a analise estatística das médias demonstra que a OHB foi eficiente em reduzir com significância a necrose acinar no primeiro dia (p=0.03) e os focos de hemorragia no sétimo dia (p=0,05). O edema e a infiltração leucocitária não sofreram a redução esperada. Conclusão: neste modelo de PA induzida pela LCP, a utilização de uma sessão diária de OHB a 2,5 ATA, é eficiente para reduzir a necrose acinar, mas não é suficiente para reduzir o edema e a infiltração leucocitária. São necessários novos estudos para estabelecer o número de sessões diárias e os níveis de pressão em ATA que sejam eficientes para tratar a pancreatite aguda. / Introduction: acute pancreatitis is an illness that presents itself as severe in 20 to 30% of the cases due to local or systemic complications. The activation of cytokines, production of oxygen free radicals, insufficiency of macro and microcirculation, leading to systemic inflammatory response syndrome, sepsis and collapse of multiple organs, result in mortality over 20% in complicated pancreatitis. Hyperbaric oxygen therapy (HBO) has been proposed for the treatment of acute pancreatitis due to the anti-inflammatory effects, improvement of tissue perfusion, increase of the antibacterian activity of the leukocytes, increase the production of antioxidants, bactericide and bacteriostatic action, increase the cellular proliferation and collagen synthesis in the healing of the wounds. Objective: to study the effects of HBO on tissue lesions: edema; leukocyte infiltration; hemorrhagic foci and acinar necrosis, in an experimental model of acute pancreatitis (AP) induced by bile-pancreatic duct ligation (PDL). Material and Methods: forty-eight Wistar rats (Rattus norvegicus albinus) were divided into a control group (Group I) and a group treated with HBO (Group II). Both were divided into 3 sub-groups of 8 rats each to be sacrificed on days 1, 3, and 7 after the AP induction. The animals of the group II started to receive, 6 hours after the PDL, a two-hour daily session of HBO at 2.5 ATA. The histopathologic evaluation was done according the following criteria: edema, leukocyte infiltration, hemorrhage and acinar necrosis. The means of these findings were made and the groups were compared using the Mann-Whitney U test. Results: the statistical analysis of the means demonstrates that the HBO was efficient in reducing significantly the acinar necrosis on the first day (p=0.03) and the foci of hemorrhage on the seventh day (p=0.05). The edema and leukocyte infiltration did not suffer the reduction expected. Conclusion: in this AP model induced by PDL, the utilization of a daily session of HBO at 2.5 ATA is efficient to reduce the acinar necrosis but is not sufficient to reduce the edema and the leukocyte infiltration. New studies are necessary to establish the number of daily sessions and the pressure levels in ATA that are efficient to treat acute pancreatitis.
4

Correlação dos níveis de fosfato sérico com a gravidade da pancreatite aguda grave experimental : perspectiva do sistema purinérgico

Mazzini, Guilherme da Silva January 2014 (has links)
Resumo não disponível
5

Triglicerides de cadeia media : avaliação da absorção em pacientes portadores de insuficiencia pancreatica exocrina e de sindrome de alça estagnada

Pereira Filho, Rogerio Antunes, 1943- 07 May 1984 (has links)
Orientadores : Antonio Frederico Novaes de Magalhães , Bernardo Beiguelman / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-15T04:09:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 PereiraFilho_RogerioAntunes_D.pdf: 1469277 bytes, checksum: 5a71cdd8fee1d2e614d52e900c21775a (MD5) Previous issue date: 1984 / Resumo: A pancreatite crônica e a síndrome da alça estagnada são condições patológicas que podem determinar a mal absorção de gorduras provocando assim, prejuízos ao estado nutricional dos pacientes. No presente trabalho são relatados os resultados da suplementação da dieta desses pacientes com triglicérides de cadeia média, produzidos pela Faculdade de Engenharia de Alimentos eAgrícola da UNICAMP a partir de matéria prima brasileira (óleo de babaçu), os quais, pelas suas características, podem ser bem absorvidos por tais pessoas. Além disso foram comparados dois métodos de dosagem de gordura fecal: KAMER et al.(l949) e ESTEVES et alo (1982). Foi investigado um total de 16 pacientes com esteatorréia maior que 16g de gordura fecal por dia, portadores de pancreatite crônica (n= 10) e/ou síndrome da alça estagnada (n= 10). Esses pacientes foram internados e permaneceram com dietas especiais, por um período de duas semanas. Urna das dietas continha triglicérides de cadeia longa (TCL) e a outra, triglicérides de cadeia média (TCM). Os pacientes foram inquiridos a respeito da palatabilidade e aceitação da dieta com TCM. As fezes foram colhidas nos últimos três dias de cada dieta sendo a gordura fecal determinada tanto pelo método de KAMER et al.(l949) quanto pelo de ESTEVES et al.(l982) . Os resultados obtidos revelam que a dieta TCM, além de bem aceita pelos pacientes estudados, foi melhor absorvida que a TCL tanto na insuficiência pancreática exócrina quanto na síndro me da alça estagnada, além do que mostram que o método de ESTEVES et al.(l982) deve ser utilizado para as dietas com TCM, permanecendo o método tradicional de KAMER et al.(l949) para as dietas com TCL. / Abstract: Chronic pancreatitis and stagnant loop syndrome are pathologic conditions that can lead to fat malabsorption, and so, harm the nutritional state of the patients. This work reports the results of diet supplementation to these patients with medium chain tryglicerides, prepared by the Faculdade de Engenharia de Alimentos e Agrícola da UNICAMP from brazilian foodstuff (babassu oil), whose characteristics make them well absorbable by this patients. Also, two methods for measurement of the amount of fat in the stools were compared: KAMER et al.(1949) and ESTEVES et aI.(1982) . A total of 16 patients, with chronic pancreatitis (n=10) and/or stagnant loop syndrom (n=lO), with steatorrhea of more than l6g of fat in stools per day were investigated. This patients were admited in the hospital and kept on special diets for two weeks. One diet contained long chain tryglicerides (LCT) and the other medium chain tryglicerides (MCT). Patients were inquired after the taste and acceptance of the MCT diet. Stools were collected during the last three days of each diet regime period and the amount of fat in the stools was measured by both the methods of KAMER et al.(1949) and ESTEVES et al. (1982).The results indicated that the MCT diet was better absorved than the LCT diet in exocrine pancreatic insuficiency and in stagnant loop syndrom. This investigation also indicated that the method of ESTEVES et al.(1982) shou1d be used for assessment of MCT diets and that the traditional method of KAMER et a1.(1949) should kept for LCT diets. / Doutorado / Doutor em Medicina
6

Efeito da oxigenoterapia hiperbárica sobre as lesões teciduais na pancreatite aguda em um modelo experimental em ratos

Festugato, Marcio January 2006 (has links)
Introdução: a pancreatite aguda é uma doença que se apresenta na forma grave em 20 a 30% dos casos devido a complicações locais ou sistêmicas. A ativação de citocinas, produção de radicais livres de oxigênio, insuficiência da macro e da microcirculação, levando a síndrome da resposta inflamatória sistêmica, sépsis e falência de múltiplos órgãos resultam na mortalidade acima de 20% nas pancreatites complicadas. A oxigenioterapia hiperbárica (OHB) devido aos efeitos antiinflamatórios, da melhora da perfusão tecidual, do aumento da atividade antibacteriana dos leucócitos, do aumento da produção de antioxidantes, da ação bactericida e bacteriostática, do aumento na proliferação celular e síntese de colágeno na cicatrização das feridas, tem sido proposta para o tratamento da pancreatite aguda. Objetivo: estudar os efeitos da OHB nas lesões teciduais: edema; infiltração leucocitária; focos hemorrágicos e necrose acinar, em um modelo experimental de pancreatite aguda (PA) induzida pela ligadura do canal biliopancreático (LCP). Material e Método: quarenta e oito ratos Wistar (Rattus norvergicus albinus), foram divididos em grupo controle e grupo tratado com OHB. Ambos foram divididos em 3 subgrupos de 8 ratos cada para serem sacrificados nos dias 1, 3 e 7 após a indução da PA. Os animais do grupo tratado, 6 horas após a LCP começaram a receber uma sessão diária de OHB, com duração de 2 horas a 2,5 ATA.. O pâncreas foi submetido a estudo histopatológico, avaliando-se a intensidade do edema, da infiltração leucocitária, da hemorragia e da necrose acinar. Resultados: a analise estatística das médias demonstra que a OHB foi eficiente em reduzir com significância a necrose acinar no primeiro dia (p=0.03) e os focos de hemorragia no sétimo dia (p=0,05). O edema e a infiltração leucocitária não sofreram a redução esperada. Conclusão: neste modelo de PA induzida pela LCP, a utilização de uma sessão diária de OHB a 2,5 ATA, é eficiente para reduzir a necrose acinar, mas não é suficiente para reduzir o edema e a infiltração leucocitária. São necessários novos estudos para estabelecer o número de sessões diárias e os níveis de pressão em ATA que sejam eficientes para tratar a pancreatite aguda. / Introduction: acute pancreatitis is an illness that presents itself as severe in 20 to 30% of the cases due to local or systemic complications. The activation of cytokines, production of oxygen free radicals, insufficiency of macro and microcirculation, leading to systemic inflammatory response syndrome, sepsis and collapse of multiple organs, result in mortality over 20% in complicated pancreatitis. Hyperbaric oxygen therapy (HBO) has been proposed for the treatment of acute pancreatitis due to the anti-inflammatory effects, improvement of tissue perfusion, increase of the antibacterian activity of the leukocytes, increase the production of antioxidants, bactericide and bacteriostatic action, increase the cellular proliferation and collagen synthesis in the healing of the wounds. Objective: to study the effects of HBO on tissue lesions: edema; leukocyte infiltration; hemorrhagic foci and acinar necrosis, in an experimental model of acute pancreatitis (AP) induced by bile-pancreatic duct ligation (PDL). Material and Methods: forty-eight Wistar rats (Rattus norvegicus albinus) were divided into a control group (Group I) and a group treated with HBO (Group II). Both were divided into 3 sub-groups of 8 rats each to be sacrificed on days 1, 3, and 7 after the AP induction. The animals of the group II started to receive, 6 hours after the PDL, a two-hour daily session of HBO at 2.5 ATA. The histopathologic evaluation was done according the following criteria: edema, leukocyte infiltration, hemorrhage and acinar necrosis. The means of these findings were made and the groups were compared using the Mann-Whitney U test. Results: the statistical analysis of the means demonstrates that the HBO was efficient in reducing significantly the acinar necrosis on the first day (p=0.03) and the foci of hemorrhage on the seventh day (p=0.05). The edema and leukocyte infiltration did not suffer the reduction expected. Conclusion: in this AP model induced by PDL, the utilization of a daily session of HBO at 2.5 ATA is efficient to reduce the acinar necrosis but is not sufficient to reduce the edema and the leukocyte infiltration. New studies are necessary to establish the number of daily sessions and the pressure levels in ATA that are efficient to treat acute pancreatitis.
7

Correlação dos níveis de fosfato sérico com a gravidade da pancreatite aguda grave experimental : perspectiva do sistema purinérgico

Mazzini, Guilherme da Silva January 2014 (has links)
Resumo não disponível
8

Participação do inflamossoma NLRP 3 e dos receptores purinérgicos na hiperalgesia visceral da pancreatite alcoólica experimental / Participation of NLRP 3 inflammassome and purinergic receptors in visceral hyperalgesia of experimental alcoholic pancreatitis

Girão, Deysen Kerlla Fernandes Bezerra 12 June 2017 (has links)
GIRÃO, D. K. F. B. Participação do inflamossoma NLRP 3 e dos receptores purinérgicos na hiperalgesia visceral da pancreatite alcoólica experimental. 2017. 110 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017. / Submitted by Farmacologia Pós-Graduação (posgfarmacologia@gmail.com) on 2017-08-04T13:24:49Z No. of bitstreams: 1 2017_tese_dkfbgirão.pdf: 2227141 bytes, checksum: b0c82747380ae13b0105b23cfed92415 (MD5) / Approved for entry into archive by Erika Fernandes (erikaleitefernandes@gmail.com) on 2017-08-04T16:23:29Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_tese_dkfbgirão.pdf: 2227141 bytes, checksum: b0c82747380ae13b0105b23cfed92415 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-08-04T16:23:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_tese_dkfbgirão.pdf: 2227141 bytes, checksum: b0c82747380ae13b0105b23cfed92415 (MD5) Previous issue date: 2017-06-12 / One of the most important symptoms of pancreatitis is the abdominal pain, which usually signals a need for care in health services. Much pathophysiology of this phenomenon is still not understood. It is known that a pancreatitis initiates a cascade of activation of inflammatory mediators, which occur in a sterile way, through the action of molecules recognition damage associated molecules pattern (DAMPs), among them the ATP. Activation of NLRP 3 inflammassome is one of the possible pathways to be triggered by DAMPs, with the P2X7 receptor being one of the components of this pathway. Several studies have showed the evidence of interest in this type of inflammassome in pancreatitis, but the nociceptive changes have not yet been investigated. This work sought to evaluate the role of the inflammassome NLRP 3 in the visceral nociception in alcoholic pancreatitis, as well as the involvement of the purinergic receptors. For this, acute pancreatitis was induced in Swiss mice (25-30g) by two intraperitoneal injections of ethanol (1.35g/kg), associated or not to palmitoleic acid (POA) (150 mg/kg), with an interval of 1h. Controls received either ethanol or saline. A curve of variation of weight and survival was evaluated as markers of animal welfare. Subsequently, the temporal course of inflammation was investigated by the histopathological analysis, the serum amylase lipase level and the myeloperoxidase (MPO) measurement of the pancreas. Visceral hyperalgesia was also evaluated through the Von Frey test. By 24-h, the levels of pro-inflammatory pancreatic cytokines (IL-1β, MCP-1, TNF-α and IL-6) and markers of oxidative stress markers (plasma MDA and pancreatic GSH) were measured. The involvement of mast cells and macrophages in nociception was evaluated by depletion of these cells. Modulation of nociception by purinergic receptors was investigated through the use of antagonists: PPADs (non-specific for P2) and BBG (selective for P2X7) given intravenously 30 minutes prior to 24-h evaluation after induction of pancreatitis. The effect of BBG in the CNS was over assessed by intrathecal administration of this drug. Influence of components of inflammassome NLRP 3 was evaluated by the use of C57BL (20-25g) knockout mice for caspase-1, NLRP 3, ASC, IL-1R and IL-18. The results showed that the association between ethanol and POA causes a decrease in the mice's well-being, with significant weight variation and a reduction in survival to 64.7%. Alcoholic pancreatitis caused histopathological changes and increased serum levels of pancreatic enzymes, MPO, pro-inflammatory cytokines and oxidative stress. These changes occurred with visceral hyperalgesia (ethanol + POA: 3.29 ± 0.45 g, saline: 15.35 ± 0.82 g,). Macrophages and mast cells are important for the occurrence of hyperalgesia, with the increase of nociceptive thresholds increasing by 28% and 29%, respectively, by cell depletion. The non-specific blockade of purinergic receptors (ethanol + POA + PPADS 12.5 mg / kg: 9.38 ± 2.30 g, ethanol + POA: 4.4 ± 0.45 g) and specific blockade of P2X7 (ethanol + POA + BBG 50 mg / kg: 8.14 ± 0.50 g, ethanol + POA: 3.35 ± 0.49 g) decreases nociception. This effect was still maintenance by with intrathecal administration (ethanol + POA + BBG: 8.47 ± 0.92 g, ethanol + POA: 3.52 ± 1.08 g). It has been shown that a deletion of components of inflammassome NLRP 3 (Caspase-1, NLRP 3, ASC, IL-1R and IL-18) reduced visceral hyperalgesia, showing that this pathway an important role in this phenomenon. We conclude that hyperalgesia in acute pancreatitis involves a participation of the purinergic receptors, occurring, at least partially, through the involvement of the inflammassome NLRP 3. In addition, we have shown that macrophages and mast cells contribute significantly to visceral nociception associated to pancreatitis. / Um dos sintomas mais importantes da pancreatite é a dor abdominal, que, em geral, sinaliza a necessidade de atendimento nos serviços de saúde. Muitos aspectos da fisiopatologia desse fenômeno ainda não estão compreendidos. Sabe-se que a pancreatite inicia uma cascata de ativação de mediadores inflamatórios, que ocorre de forma estéril, por meio da ação de padrões moleculares de reconhecimento de moléculas associadas ao dano (DAMPs), dentre eles o ATP. A ativação do inflamossoma NLRP 3 é uma das vias possíveis de serem deflagradas por DAMPs, sendo o receptor P2X7 um dos componentes dessa via. Vários estudos mostram evidências da importância deste inflamossoma na pancreatite, mas ainda não foi investigado o papel destes na nocicepção, sobretudo com o álcool como agente etiológico. Nesse sentido, este trabalho buscou avaliar o papel do inflamossoma NLRP 3 na nocicepção visceral na pancreatite alcoólica, bem como o envolvimento dos receptores purinérgicos. Para isso, a pancreatite aguda foi induzida em camundongos Swiss (25-30g) por meio de duas injeções intraperitoneais de etanol (1,35 g/Kg), associado ou não ao ácido palmitoléico (POA) (150 mg/Kg), com intervalo de 1h. Os controles receberam etanol ou salina. Foi avaliada a curva de variação de peso e sobrevida, como marcadores do bem-estar do animal. Posteriormente, foi investigado o curso temporal da inflamação por meio da análise histopatológica, do nível sérico de amilase e lipase e da mensuração de mieloperoxidase (MPO) do pâncreas. Foi ainda avaliada a hiperalgesia visceral por meio do teste de Von Frey. No tempo de 24h, foram mensurados os níveis de citocinas pró-inflamatórias pancreáticas (IL-1β, MCP-1, TNF-α e IL-6) e de marcadores de estresse oxidativo (MDA plasmático e GSH pancreático). O envolvimento de mastócitos e macrófagos na nocicepção foi avaliado mediante protocolos com a depleção destas células. A modulação da nocicepção por meio de receptores purinérgicos foi investigada através do uso de antagonistas, o PPADs (inespecífico para P2) e o BBG (seletivo para P2X7), administrados por via intravenosa, 30 min antes da avaliação da 24h após a indução da pancreatite. O efeito do BBG sob o SNC foi avaliado mediante a administração intratecal deste fármaco. A influência de componentes do inflamossoma NLRP 3 foi avaliada através do uso de camundongos geneticamente modificados para Caspase-1, NLRP 3, ASC, IL-1R e IL-18, sendo, para isso, utilizados animais C57BL (20-25g). Os resultados demonstraram que a associação etanol e POA causa diminuição do bem-estar do animal, com variação expressiva do peso e redução da sobrevida para 64,7%. A pancreatite alcoólica causou mudanças histopatológicas e aumento do nível sérico de enzimas pancreáticas, de MPO, de citocinas pró-inflamatórias e de estresse oxidativo. Essas mudanças cursam com hiperalgesia visceral (etanol + POA: 3,29 ± 0,45 g, salina: 15,35 ± 0,82 g,). Macrófagos e mastócitos são importantes para a ocorrência da hiperalgesia, com aumento dos limiares nociceptivos de 28% e 29%, respectivamente, mediante a depleção dessas células. O bloqueio inespecífico de receptores purinérgicos atenuou essa hiperalgesia (etanol + POA + PPADS 12,5 mg/Kg: 9,38 ± 2,30 g, etanol + POA: 4,4 ± 0,45 g), e este efeito ainda foi presente quando administrado um bloqueador específico de P2X7 (etanol + POA + BBG 50 mg/Kg: 8,14 ± 0,50 g, etanol + POA: 3,35 ± 0,49 g). Houve manutenção do efeito anti-nociceptivo com a administração do BBG por via intratecal (etanol + POA + BBG: 8,47 ± 0,92 g, etanol + POA: 3,52 ± 1,08 g). Foi demonstrada que a deleção de componentes do inflamossoma NLRP 3 (Caspase-1, NLRP 3, ASC, IL-1R e IL-18) reduziu a hiperalgesia visceral, mostrando que essa via exerce papel importante nesse fenômeno. Concluimos que a hiperalgesia na pancreatite aguda envolve a participação dos receptores purinérgicos, ocorrendo, pelo menos parcialmente, por meio do envolvimento do inflamossoma NLRP 3. Além disso, comprovamos que macrófagos e mastócitos contribuem de maneira importante na nocicepção visceral.
9

Apel da antibioticoterapia na evolução da pancreatite aguda experimental

Soares, Fernanda Schweitzer January 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Farmacologia, Florianópolis, 2013. / Made available in DSpace on 2014-08-06T17:52:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 324040.pdf: 1666991 bytes, checksum: f0f379f61038f36b606060b82191a55a (MD5) Previous issue date: 2013 / A pancreatite aguda (PA) é uma doença pancreática comum, causada principalmente pela obstrução do ducto pancreático por cálculos biliares. A infecção secundária do tecido pancreático necrosado é uma complicação que acomete mais de 50% dos pacientes, sendo que o benefício de antibióticos sistêmicos na prevenção desta infecção é controverso, exigindo estudos adicionais. O objetivo deste trabalho foi de avaliar o efeito do tratamento com o antibiótico meropenem na PA induzida pela obstrução do ducto biliopancreático em camundongos. Os resultados obtidos demonstraram que a obstrução do ducto biliopancreático em camundongos C57Bl/6 resultou em 100% de mortalidade; aumento nas concentrações séricas de amilase, lipase, fosfatase alcalina e bilirrubina direta; alterações histológicas pancreáticas como edema, infiltrado inflamatório e necrose; bacteremia e presença de bactérias no lavado peritoneal 24 h após a indução da doença, assim como recrutamento de leucócitos para a cavidade peritoneal. Tanto o pré- como pós-tratamento com meropenem (100 mg/kg, i.p. 12/12h por 3 dias), acelerou a mortalidade dos camundongos com PA quando comparados aos animais com PA não-tratados. No pré-tratamento, onde a antecipação da mortalidade foi mais evidente, os animais apresentaram bactérias no sangue e lavado peritoneal. Analisando as bactérias encontradas nas amostras sanguíneas, identificamos o Enterococcus gallinarum, uma bactéria Gram-positiva multirresistente a antibióticos, que se demonstrou ser patogênica e capaz de ativar o sistema imune. Em conclusão, nossos resultados demonstram que o tratamento com meropenem não foi eficaz na prevenção da infecção e favoreceu a disseminação de um patobionte multirresistente a antibióticos durante a pancreatite aguda experimental <br> / Abstract : Acute pancreatitis (AP) is a common pancreatic disease, mainly caused by obstruction of the pancreatic duct by gallstones. Secondary infection of pancreatic tissue necrosis is a disorder that affects more than 50% of patients, and the benefit of systemic antibiotics in the prevention of this infection is still controversial, requiring further studies. The aim of this study was to evaluate the effect of treatment with the antibiotic meropenem in experimental AP in mice. The results showed that the obstruction of biliopancreatic duct in C57Bl/6 mice resulted in a 100% of mortality; increased of serum concentrations of amylase, lipase, alkaline phosphatase and direct bilirubin; pancreatic histological changes such as edema, inflammatory infiltrate and necrosis; bacteremia and bacterial in the peritoneal lavage, as well as, recruitment of leukocytes to the peritoneal cavity. When compared to non-treated AP mice, both pre- and post-treated AP mice with meropenem (100 mg/kg, i.p. 12/12h for 3 days), presented faster mortality. In the pre-treatment, where accentuation of mortality was more evident, the animals had bacteria in the blood and peritoneal fluid. Analyzing the bacteria found in the blood samples, we identified it as Enterococcus gallinarum, a Gram-positive bacteria multiresistant to antibiotics, which proved to be pathogenic and able to induced immune system activation. In conclusion, our results showed that the meropenem treatment was not effective in preventing infection and induced the spreading of a multidrug-resistant pathobiont during experimental acute pancreatitis.
10

Avaliação de IgG4 em pacientes com doença inflamatória intestinal e insuficiência pancreática exócrina

Faria, Ricardo Jacarandá de January 2013 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2013. / Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2014-01-17T14:00:57Z No. of bitstreams: 1 2013_RicardoJacarandadeFaria.pdf: 26639986 bytes, checksum: 5c5f714444f8d235d110527265f0d4ca (MD5) / Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2014-01-22T20:05:59Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_RicardoJacarandadeFaria.pdf: 26639986 bytes, checksum: 5c5f714444f8d235d110527265f0d4ca (MD5) / Made available in DSpace on 2014-01-22T20:06:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_RicardoJacarandadeFaria.pdf: 26639986 bytes, checksum: 5c5f714444f8d235d110527265f0d4ca (MD5) / A insuficiência exócrina pancreática, bem como alterações ductulares no pâncreas e manifestações clínicas, como a pancreatite, em pacientes com doença inflamatória intestinal, têm prevalência aumentada, variando de 20 a 50%, em relação à insuficiência exócrina, para 1 a 2%, em episódios de pancreatite aguda. A causa para o acometimento do pâncreas em pacientes com Doença inflamatória intestinal é multifatorial. Neste estudo tentamos correlacionar esta associação com a doença associada à IgG4. Para tanto, em uma população de pacientes com retocolite ulcerativa e doença de Crohn, procedemos à investigação dos níveis de elastase pancreática fecal, marcador de insuficiência exócrina do pâncreas, e dosagens séricas de IgG4 e marcação teciduais de plasmócitos IgG4 +. De uma amostra inicial de 80 pacientes, selecionada em 2 centros de referência para tratamento de doença inflamatória intestinal em Brasília-DF, obtivemos um grupo de de 56 pacientes para avaliação sérica e 26 pacientes para avaliação histológica, entre janeiro de 2010 e julho de 2012. A elastase pancreática fecal esteve reduzida em 17,8% da amostra, porém não houve relação com a elevação sérica e tecidual da IgG4. O achado de plasmócitos IgG4 + tecidual não demonstrou relações significativas com insuficiência pancreática exócrina ou atividade da doença inflamatória intestinal. A IgG4 sérica, no entanto, estava aumentada em 10 dos 56 pacientes 17,8% da amostra e esteve relacionada ao diagnóstico de retocolite ulcerativa (p=0,0006). A insuficiência exócrina pancreática na DII apresentou prevalência comparável aos resultados relatados na literatura. Contudo, não houve correlação com a elevação da IgG4 sérica ou plasmócitos IgG4+ tissular. O nosso resultado sugere um potencial uso da detecção de IgG4 como um biomarcador diagnóstico da retocolite ulcerativa. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Pancreatic exocrine insufficiency, ductal changes in the pancreas, and clinical manifestations such as pancreatitis in patients with inflammatory bowel disease (IBD), have increased in prevalence, ranging from 20%–50% in cases of exocrine insufficiency, to 1%–2% in episodes of acute pancreatitis. There are numerous causes for the involvement of the pancreas in patients with IBD. In this study we attempted to correlate this association with IBD and IgG4 levels. Hence, we assessed the levels of fecal pancreatic elastase, which is a marker of exocrine pancreatic insufficiency, and serum levels of IgG4 and tissue coloration of IgG4+ plasma cells in a population of patients with ulcerative colitis and Crohn's disease. From an initial sample of 80 patients, selected in 2 referral centers for the treatment of IBD in Brasilia-DF, we recruited a group of 56 patients for serum assessment and 26 patients for histological evaluation between January 2010 and July 2012. Fecal pancreatic elastase was reduced in 17.8% of the samples, but there was no relationship between elevated serum and tissue levels of IgG4. The finding of tissue IgG4+ plasma cells showed no significant relationships with exocrine pancreatic insufficiency or activity of IBD. Serum IgG4, however, was increased in 10 of 56 patients (17.8%) and was associated with the diagnosis of ulcerative colitis (p = 0.0006). We found a prevalence of exocrine pancreatic insufficiency in IBD similar to other published results. However, there was no correlation with elevated serum IgG4 or tissue IgG4 + plasma cells. Our results suggest a potential use of IgG4 as a diagnostic biomarker of ulcerative colitis.

Page generated in 0.0452 seconds