• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 80
  • 1
  • Tagged with
  • 81
  • 81
  • 81
  • 38
  • 32
  • 26
  • 26
  • 21
  • 15
  • 13
  • 13
  • 13
  • 13
  • 12
  • 12
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Parâmetros bioquímicos e enzimáticos para jundiá (Rhamdia quelen) alimentados em alta e baixa frequência com diferentes níveis de proteína

Sousa, Paula Novelli Ramalho de [UNESP] 25 June 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:27:30Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-06-25Bitstream added on 2014-06-13T19:35:44Z : No. of bitstreams: 1 sousa_pnr_me_botfmvz.pdf: 337337 bytes, checksum: 7a71ded50004a8af9f381a8ecefa04d3 (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Universidade Estadual Paulista (UNESP) / Nas várias atividades agropecuárias o manejo alimentar adequado é fundamental para se alcançar o melhor desempenho produtivo, assim como o correto balanceamento dos nutrientes oferecidos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência dos níveis de proteína na ração e do número de ofertas de alimento ao dia sobre os parâmetros metabólicos e atividade das enzimas do metabolismo proteico, associados ao índice lipossomático (ILS) de 864 jundiás de 45g cultivados em tanque-rede. Os peixes foram alimentados por 60 dias com dieta contendo dois níveis de proteína (28 e 32%) e duas frequências de alimentação (três e 24 vezes ao dia), com seis repetições reproduzidas no tempo. Dois peixes de cada tanque foram abatidos no início, meio e final do trabalho para as análises bioquímicas. A atividade da enzima aspartato aminotransferase (AST) aumentou durante o tempo dos ensaios para a dieta com 28% de proteína e maior frequência. O aumento da concentração de glicose no sangue com a diminuição da proteína na dieta para a frequência alimentar de três vezes ao dia, assim como para a maior frequência com a dieta de 32% de proteína aos 30 dias, associadas à diminuição da atividade enzimática (AST) sugere que com a maior frequência o aumento da proteína dietética não é necessário para suprir as demandas metabólicas. Houve tendência de diminuição do glicogênio hepático para os peixes alimentados mais vezes ao dia com a dieta contendo 32% de proteína ao final do experimento, sendo a glicogenólise responsável pela manutenção dos níveis de glicose. Os níveis de proteínas plasmáticas foram maiores para os peixes alimentados com maior nível de proteína e menor frequência alimentar. A maior frequência pode melhorar o aproveitamento da ração com menor nível de proteína, direcionando a proteína da dieta para suprir as demandas proteicas e energéticas / The proper feeding management is important to achieve the best productive performance at the various agricultural activities, as well as the correct nutrients balance offered is indispensable. This study aimed at evaluating the influence of dietary protein levels and the number of food offerings per day on the metabolic parameters and the activity of protein metabolism enzymes, along with the liposomatic index (LSI) of 864 silver catfish of 45g grown in cages. The fish were fed 60 days with a diet containing two protein levels (28 and 32%) and two feeding frequencies (three and 24 times a day), with six replicates per treatment reproduced in time. Two fish per cage were slaughtered at the beginning, middle and end of the experiment for biochemical analysis. The aspartate aminotransferase enzyme activity (AST) increased during the experimental time for the diet with 28% protein level and higher feeding frequency. The increase in blood glucose concentration for the lower dietary protein level and the feeding frequency of three times a day as for to higher frequency with the diet of 32% protein at 30 days, associated with decreased enzyme activity (AST) proposes that increased dietary protein level is not required to meet the metabolic demands. There was a tendency of decreased hepatic glycogen for fish fed 24 times a day with the diet containing 32% protein at the end of the experiment, therefore glycogenolysis was responsible for maintaining glucose levels. The plasma protein levels were higher for fish fed with more protein in the diet and lower feeding frequency. Thus, the higher frequency can improve food utilization with a lower protein level, so the diet protein can be used to fulfill protein and energetic demand
2

Desempenho da cioba, Lutjanus analis, alimentada com rações contendo fontes protéicas vegetais em substituição a ingredientes de origem marinha

Freitas, Luiz Eduardo Lima de January 2009 (has links)
FREITAS, L. E. L. de. Desempenho da cioba, Lutjanus analis, alimentada com rações contendo fontes protéicas vegetais em substituição a ingredientes de origem marinha. 2009. 62 f. Dissertação (mestrado em Ciências Marinhas Tropicais) - Institutto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2010. / Submitted by Nadsa Cid (nadsa@ufc.br) on 2016-01-25T19:59:03Z No. of bitstreams: 1 2009_dis_leldefreitas_.pdf: 2208496 bytes, checksum: 90338f08a05c1185ba1acb639b51136d (MD5) / Approved for entry into archive by Nadsa Cid(nadsa@ufc.br) on 2016-01-25T20:00:29Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_dis_leldefreitas_.pdf: 2208496 bytes, checksum: 90338f08a05c1185ba1acb639b51136d (MD5) / Made available in DSpace on 2016-01-25T20:00:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_dis_leldefreitas_.pdf: 2208496 bytes, checksum: 90338f08a05c1185ba1acb639b51136d (MD5) Previous issue date: 2009 / Snappers belong to the Lutjanidae family, found in tropical and sub-tropical waters worldwide, and are considered potential candidates for aquaculture. Among the several species, the mutton snapper (Lutjanus analis) is one of the best options for culture due to its high market value, adaptability to confined conditions and acceptance to artificial food. The present study evaluated the growth of juvenile snappers [18,4 ± 4,6 g mean body weight (n= 300)] fed four isoenergetic and isonitrogenous diets over 95 days. Diets were formulated to contain the following ratios of marine animal versus plant protein (P): 2.02:1.00 (diet M:P_2.0), 1.03:1.00 (diet M:P_1.0), 0.51:1.00 (diet M:P_0.5) and 0.27:1.00 (diet M:P_0.3). Soybean protein concentrate (SPC) was the main replacer of fish meal (FM). The work was divided into two stages. The first stage evaluated fish growth performance while the second analyzed diet attractiveness and palatability. The replacement percentages of FM for SPC led to a negative impact over fish performance, particularly when marine animal and plant protein corresponded to 62.9% and 17.1% of the total diet protein content, respectively (diet M:P_0.3). At harvest, fish fed diet M:P_0.3 attained 54.9 ± 13.2 g mean body weight significantly lower when compared to 76.5 ± 14.0 g, 73.9 ± 13.8 g and 70.5 ± 14.0 g achieved with fish fed diets M:P_2.0, M:P_1.0 and M:P_0.5, respectively (P < 0.05). Fish fed the latter diets achieved a similar performance (P > 0.05). Similarly, fish yield dropped significantly, from 891 ± 36 under treatment M:P_0.3 to an average of 1,099 ± 111 g/m3 for remainder diets (P < 0.05). In the end of the study, the mutton snapper achieved a maximum body weight gain of 0.60 ± 0.05 g/day and a maximum specific growth rate of 1.47 ± 0.07 %/day when fed diet M:P_2.0. Apparent feed intake (AFI) reduced as replacement of marine animal for plant protein increased in diets. Statistical differences in AFI were only observed when diet M:P_0.3 was compared to diets M:P_2.0 and M:P_1.0 (P < 0.05). However, proportionally the mutton snapper fed more on diet M:P_2.0 compared to the others, as AFI was 6, 15 and 33% higher for M:P_2.0 in relation to M:P_1.0, M:P_0.5 and M:P_0.3, respectively. There was no significant statistical difference for food conversion ratio (FCR) and rate of protein retention among the different diets (P > 0.05; mean of 1.85 ± 0.06 and 1.47 ± 0.07%/day, respectively). Data on diet attractiveness and palatability revealed that the loss in growth performance when fish were fed high plant protein levels were the result of a decline in feed intake led by reduced diet palatability. Diets M:P_0.5 and M:P_0.3 containing 52.2 and 62.9% of plant protein, respectively, recorded the lowest number of pellets consumed and frequency of visits to feeding trays, parameters indicative of diet. In general, diets with up to 52.2% (diet M:P_0.5) plant protein relative total diet protein contribution fed to mutton snapper stocked at 15 animals/m³ allowed a growth performance near to other works conducted with the same species. / Os vermelhos pertencentes à família Lutjanidae, encontrados em águas tropicais e subtropicais de todo o mundo, são considerados potencias candidatos para aqüicultura. Entre os lutjanídeos, a cioba (Lutjanus analis) é tida como uma das melhores opções para o cultivo por possuir alto valor de mercado, se adaptar rapidamente ao cativeiro e aceitar facilmente dietas artificiais. O presente estudo avaliou o crescimento de juvenis de cioba [peso médio 18,4 ± 4,6 g (n = 300)] cultivados por 95 dias alimentados com quatro dietas isocalóricas e isoprotéicas. As dietas foram formuladas com as proporções de 2,02:1,00 (dieta M:P_2.0), 1,03:1,00 (dieta M:P_1.0), 0,51:1,00 (dieta M:P_0.5) e 0,27:1,00 (dieta M:P_0.3) de proteína de origem animal marinha (M) e ingredientes de origem vegetal (P). No estudo, o concentrado protéico de soja (CPS) foi o substituto principal da farinha de peixe (FP). O trabalho foi dividido em duas etapas. A primeira avaliou o desempenho zootécnico dos animais e a segunda, analisou a atrato-palatabilidade das dietas experimentais. A substituição da FP por CPS causou um efeito deletério sobre o desempenho dos animais, em particular quando a proteína marinha animal e a vegetal correspondiam a 62,9% e 17,1% do total da dieta, respectivamente (dieta M:P_0.3). Na despesca, os peixes alimentados com a dieta M:P_0.3 alcançaram 54,9 ± 13,2 g de peso médio corporal significantemente menor quando comparado com 76,5 ± 14,0 g, 73,9 ± 13,8g e 70,5 ± 14,0 g obtido com os peixes alimentados com as dietas M:P_2.0, M:P_1.0 e M:P_0.5, respectivamente (P < 0,05). Estas últimas dietas alcançaram um desempenho similar (P > 0,05). Igualmente, a produtividade caiu de forma significativa, de 891 ± 36 para uma média de 1.099 ± 111 g/m3, quando os animais foram alimentados com a dieta M:P_0.3 em relação às demais (P < 0,05). Ao final do estudo, a cioba alcançou um máximo ganho de peso corporal de 0,60 ± 0,05 g/dia e uma máxima taxa de crescimento específico de 1,47 ± 0,07 %/dia quando foi alimentada com a dieta M:P_2.0. O consumo alimentar aparente (AFI) reduziu na medida em que se elevou a substituição de proteína marinha animal por proteína de origem vegetal nas dietas. Porém, houve diferença significativa apenas quando o AFI da dieta M:P_0.3 foi comparado com as dietas M:P_2.0 e M:P_1.0 (P < 0,05). Contudo, a cioba consumiu proporcionalmente mais a dieta M:P_2.0 em relação às demais, sendo o AFI mais elevado em 6, 15 e 33% para M:P_2.0 comparado a M:P_1.0, M:P_0.5 e M:P_0.3, respectivamente. Não houve diferença significativa para o fator de conversão alimentar (FCA) e taxa de retenção protéica entre as dietas (P > 0,05), tendo sido alcançado uma média de 1,85 ± 0,06 e 1,47 ± 0,07%/dia, respectivamente. O estudo de atrato-palatabilidade revelou que a perda no desempenho zootécnico observada entre os peixes quando alimentados com altos teores de proteína vegetal foi resultado da diminuição do consumo alimentar ocasionado pela redução da palatabilidade. As dietas M:P_0.5 e M:P_0.3, contendo 52,2 e 62,9% de proteína vegetal, respectivamente, registraram menor consumo e freqüência de visita as bandejas de alimentação, parâmetros indicadores de palatabilidade. Em geral, as dietas com até 52,2% (dieta M:P_0.5) de contribuição relativa de proteína bruta vegetal alimentada para cioba estocada sob 15 ind./m³ permitiu um desempenho próximo ao alcançado em outros trabalhos com a espécie.
3

Frequência alimentar e níveis de energia e proteína no desempenho de Rhamdia quelen e na digestibilidade determinada com marcador interno e externo

Argentim, Daniel [UNESP] 19 June 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:28:27Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-06-19Bitstream added on 2014-06-13T19:57:55Z : No. of bitstreams: 1 argentim_d_me_botfmvz.pdf: 199469 bytes, checksum: 315c2767e8bc14ae20b4f32a6c08b935 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Universidade Estadual Paulista (UNESP) / As relações entre frequência alimentar e aproveitamento dos nutrientes da dieta pelo jundiá são pouco compreendidas. Portanto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a frequência alimentar sobre o desempenho do jundiá e a digestibilidade proteica de duas rações determinada com dois marcadores. Os delineamentos para a comparação entre métodos de determinação da digestibilidade e avaliação do desempenho foram inteiramente casualizados com quatro tratamentos em esquema fatorial 2x2, onde o experimento de desempenho consistiu em oferecer as rações com 28 e 32% PB em três e 24 refeições/dia durante 90 dias; e a comparação de métodos consistiu em testar dois marcadores (SiO2 e Cr2O3) nas duas frequências de alimentação. Os resultados evidenciaram que houve efeito entre frequência alimentar e as dietas influenciando no ganho de biomassa, eficiência alimentar e coeficiente de digestibilidade aparente da proteína e matéria seca. Quando as dietas foram oferecidas 24 vezes ao dia, os jundiás alimentados com a ração R28 apresentaram o mesmo desempenho daqueles alimentados com a ração R32. Não houve diferença (p > 0,05) entre os métodos de determinação de digestibilidade. Concluiu-se o aproveitamento das dietas foi melhor, quando os jundiás foram alimentados 24 vezes ao dia. Constatou-se ainda que o SiO2 é potencial substituto do Cr2O3 nas determinações de digestibilidade / The relationship between feeding frequency and diet nutrients utilization by jundia are scarce. Therefore, this study aimed to evaluate the effect of feeding frequency on silver catfish performance and protein digestibility of two diets, determined by external (Cr2O3) and internal (SiO2) markers. The experimental design for methods of digestibility determination and performance, were completely randomized in a 2x2 factorial design with four treatments, where the performance trial consisted of offering two diets with 28 and 32% CP in 3 and 24 meals day-1 during 90 days; and the evaluation between methods consisted of testing two markers (SiO2 and Cr2O3) in two feeding frequency. The results showed that there was an interaction between feeding frequency and diet, influencing the biomass gain, feed efficiency and apparent digestibility of protein and dry matter. When the diets were offered 24 times a day, jundia fed with R28 diet showed same performance as those fed with R32 diet. No significant differences between the methods of determining digestibility. It is concluded that the use of the diets was better when the jundia were fed 24 times a day. Further, it was observed that the internal marker is a potential substitute for external marker in digestibility determinations
4

Parâmetros bioquímicos e enzimáticos para jundiá (Rhamdia quelen) alimentados em alta e baixa frequência com diferentes níveis de proteína /

Sousa, Paula Novelli Ramalho de, 1978- January 2012 (has links)
Orientador: Claudio Angelo Agostinho / Coorientador: Luciana Francisco Fleuri / Banca: Margarida Maria Barros / Banca: Hamilton Hisano / Resumo: Nas várias atividades agropecuárias o manejo alimentar adequado é fundamental para se alcançar o melhor desempenho produtivo, assim como o correto balanceamento dos nutrientes oferecidos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência dos níveis de proteína na ração e do número de ofertas de alimento ao dia sobre os parâmetros metabólicos e atividade das enzimas do metabolismo proteico, associados ao índice lipossomático (ILS) de 864 jundiás de 45g cultivados em tanque-rede. Os peixes foram alimentados por 60 dias com dieta contendo dois níveis de proteína (28 e 32%) e duas frequências de alimentação (três e 24 vezes ao dia), com seis repetições reproduzidas no tempo. Dois peixes de cada tanque foram abatidos no início, meio e final do trabalho para as análises bioquímicas. A atividade da enzima aspartato aminotransferase (AST) aumentou durante o tempo dos ensaios para a dieta com 28% de proteína e maior frequência. O aumento da concentração de glicose no sangue com a diminuição da proteína na dieta para a frequência alimentar de três vezes ao dia, assim como para a maior frequência com a dieta de 32% de proteína aos 30 dias, associadas à diminuição da atividade enzimática (AST) sugere que com a maior frequência o aumento da proteína dietética não é necessário para suprir as demandas metabólicas. Houve tendência de diminuição do glicogênio hepático para os peixes alimentados mais vezes ao dia com a dieta contendo 32% de proteína ao final do experimento, sendo a glicogenólise responsável pela manutenção dos níveis de glicose. Os níveis de proteínas plasmáticas foram maiores para os peixes alimentados com maior nível de proteína e menor frequência alimentar. A maior frequência pode melhorar o aproveitamento da ração com menor nível de proteína, direcionando a proteína da dieta para suprir as demandas proteicas e energéticas / Abstract: The proper feeding management is important to achieve the best productive performance at the various agricultural activities, as well as the correct nutrients balance offered is indispensable. This study aimed at evaluating the influence of dietary protein levels and the number of food offerings per day on the metabolic parameters and the activity of protein metabolism enzymes, along with the liposomatic index (LSI) of 864 silver catfish of 45g grown in cages. The fish were fed 60 days with a diet containing two protein levels (28 and 32%) and two feeding frequencies (three and 24 times a day), with six replicates per treatment reproduced in time. Two fish per cage were slaughtered at the beginning, middle and end of the experiment for biochemical analysis. The aspartate aminotransferase enzyme activity (AST) increased during the experimental time for the diet with 28% protein level and higher feeding frequency. The increase in blood glucose concentration for the lower dietary protein level and the feeding frequency of three times a day as for to higher frequency with the diet of 32% protein at 30 days, associated with decreased enzyme activity (AST) proposes that increased dietary protein level is not required to meet the metabolic demands. There was a tendency of decreased hepatic glycogen for fish fed 24 times a day with the diet containing 32% protein at the end of the experiment, therefore glycogenolysis was responsible for maintaining glucose levels. The plasma protein levels were higher for fish fed with more protein in the diet and lower feeding frequency. Thus, the higher frequency can improve food utilization with a lower protein level, so the diet protein can be used to fulfill protein and energetic demand / Mestre
5

Frequência alimentar e níveis de energia e proteína no desempenho de Rhamdia quelen e na digestibilidade determinada com marcador interno e externo /

Argentim, Daniel, 1984. January 2012 (has links)
Orientador: Claudio Angelo Agostinho / Banca: Margarida Maria Barros / Banca: Dalton José Carneiro / Resumo: As relações entre frequência alimentar e aproveitamento dos nutrientes da dieta pelo jundiá são pouco compreendidas. Portanto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a frequência alimentar sobre o desempenho do jundiá e a digestibilidade proteica de duas rações determinada com dois marcadores. Os delineamentos para a comparação entre métodos de determinação da digestibilidade e avaliação do desempenho foram inteiramente casualizados com quatro tratamentos em esquema fatorial 2x2, onde o experimento de desempenho consistiu em oferecer as rações com 28 e 32% PB em três e 24 refeições/dia durante 90 dias; e a comparação de métodos consistiu em testar dois marcadores (SiO2 e Cr2O3) nas duas frequências de alimentação. Os resultados evidenciaram que houve efeito entre frequência alimentar e as dietas influenciando no ganho de biomassa, eficiência alimentar e coeficiente de digestibilidade aparente da proteína e matéria seca. Quando as dietas foram oferecidas 24 vezes ao dia, os jundiás alimentados com a ração R28 apresentaram o mesmo desempenho daqueles alimentados com a ração R32. Não houve diferença (p > 0,05) entre os métodos de determinação de digestibilidade. Concluiu-se o aproveitamento das dietas foi melhor, quando os jundiás foram alimentados 24 vezes ao dia. Constatou-se ainda que o SiO2 é potencial substituto do Cr2O3 nas determinações de digestibilidade / Abstract: The relationship between feeding frequency and diet nutrients utilization by jundia are scarce. Therefore, this study aimed to evaluate the effect of feeding frequency on silver catfish performance and protein digestibility of two diets, determined by external (Cr2O3) and internal (SiO2) markers. The experimental design for methods of digestibility determination and performance, were completely randomized in a 2x2 factorial design with four treatments, where the performance trial consisted of offering two diets with 28 and 32% CP in 3 and 24 meals day-1 during 90 days; and the evaluation between methods consisted of testing two markers (SiO2 and Cr2O3) in two feeding frequency. The results showed that there was an interaction between feeding frequency and diet, influencing the biomass gain, feed efficiency and apparent digestibility of protein and dry matter. When the diets were offered 24 times a day, jundia fed with R28 diet showed same performance as those fed with R32 diet. No significant differences between the methods of determining digestibility. It is concluded that the use of the diets was better when the jundia were fed 24 times a day. Further, it was observed that the internal marker is a potential substitute for external marker in digestibility determinations / Mestre
6

Efeito da estimulação elétrica de baixa intensidade na aceitação do alimento inerte no surubim Pseudoplatystoma corruscans

SILVA, Luciano Clemente da 20 February 2014 (has links)
Submitted by Isaac Francisco de Souza Dias (isaac.souzadias@ufpe.br) on 2016-04-14T17:30:03Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) DISSERTAÇÃO Luciano Clemente da Silva.pdf: 1350295 bytes, checksum: 0ce955ad6d6d24bbdc15cd871140f0a4 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-04-14T17:30:03Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) DISSERTAÇÃO Luciano Clemente da Silva.pdf: 1350295 bytes, checksum: 0ce955ad6d6d24bbdc15cd871140f0a4 (MD5) Previous issue date: 2014-02-20 / CAPES / A piscicultura do surubim vem crescendo nas ultimas décadas no Brasil com a produção de mais de 670 toneladas em 2007, porém ainda existem problemas em algumas fases do cultivo como na reprodução e alimentação dos juvenis. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a aceitação do alimento inerte pelo surubim submetido à estimulação elétrica (EE) de baixa intensidade, sendo necessária a determinação da melhor frequência de campo elétrico e avaliar o efeito deste campo no impulso alimentar dos animais. Para a determinação da frequência de melhor desempenho foram utilizados 28 juvenis de Pseudoplatystoma corruscans divididos em quatro grupos: três estimulados, com as frequências 10, 25 e 30 Hz com amplitude de saída no aparelho de 100 mV sendo na água uma amplitude de 2,5 mV/cm e um grupo controle. Para avaliar os efeitos sobre o impulso alimentar foram utilizados mais 14 animais que foram divididos em dois grupos, controle e o estimulado com frequência de 30 Hz. Os grupos foram alimentados com ração extrusada 36% de proteína que era ofertada simultaneamente com o estímulo. Os parâmetros observados foram ganho de peso médio, latência, comprimento total médio, consumo médio diário e o fator de condição. A frequência que apresentou melhor desempenho foi a de 30 Hz. Os animais submetidos a esta frequência apresentaram diferença significativa (p< 0,05) do grupo controle nos seguintes parâmetros: Ganho de peso médio (5,936 ± 1,365 g e 2,320 ± 0,510 g respectivamente), comprimento total médio (20,614 ± 0,63 cm e 18,557 ± 0,6 cm) e consumo diário (4,966 ± 0,513 g e 2,863 ± 0,220 g). Os grupos estimulados apresentam diferença ao grupo controle em relação à latência (p< 0,01). O fator de condição não apresentou diferença estatística entre o grupo estimulado e controle. Este trabalho resultou na solicitação de deposito da patente da técnica no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) no dia 28/12/2012, cujo n° do pedido é BR 10 2012 033510-7. A aplicação da estimulação elétrica de baixa amplitude e frequência na piscicultura do surubim demonstrou ser uma técnica promissora que pode proporcionar maior desempenho no cultivo destes animais. / Surubim fish farming has been growing in recent decades in Brazil with production of over 670 tons in 2007, but there are still problems in some stages of cultivation as the breeding and feeding. The aim of this work was evaluate the acceptance of inert food for surubim subjected to electrical stimulation (ES) of low intensity, determining the best frequency of electric field is needed to evaluate the effect of this field on the feeding pulse animals. To determine the best performing frequency were used 28 juveniles Pseudoplatystoma corruscans divided into four groups: three stimulated, with frequencies 10, 25 and 30 Hz with amplitude of 100 mV in appliance with in water an amplitude of 2.5 mV.cm-1 and a control group. To assess the effects about the feeding pulse, over 14 animals were used divided in two groups, control and stimulated with frequency 30 Hz. The groups were fed with 36 % protein ration that was offered simultaneously with the stimulus. The parameters measured were average weight gain, latency, mean total length, average daily consumption and condition factor. The 30 Hz frequency have the best performance. Animals subjected to these frequencies showed significant differences (p< 0.05) from the control group on the following parameters: mean weight gain (5.936 ± 1.365 g and 2.320 ± 0.510 g respectively) , mean total length (20.614 ± 0.63 cm and 18,557 ± 0.6 cm) and daily intake (4.966 ± 0.513 g and 2.863 ± 0.220 g). Stimulated groups show differences to the control group in relation to latency (p <0.01). The condition factor showed no statistical difference between the experimental group and control. Filed the patent technique was requested on 28/12/2012 at National Industrial Property Institute (INPI), whose point of application is 10 BR 2012 0335 10-7. The application of electrical stimulation of low amplitude and frequency in the surubim aquaculture, is demonstrated a promising technique which can provide higher performance in the cultivation of these animals.
7

Efeito do metodo de secagem do sangue bovino utilizado em rações para a alimentação de alevinos de tambaqui, Colossoma macropomun

Martins, Silnei Nunes 13 December 1993 (has links)
Orientador : Emilio S. Contreras Guzman / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia de Alimentos / Made available in DSpace on 2018-07-18T22:17:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Martins_SilneiNunes_M.pdf: 3454715 bytes, checksum: eecde2d6425ab93bc27f7e6e50bc4e80 (MD5) Previous issue date: 1993 / Resumo: O Brasil possui uma grande variedade de produtos vegetais de boa qualidade para serem utilizados em rações animais. Porém, algumas matérias-primas de origem animal, como a farinha de peixe e a de sangue, não têm uma qualidade nutricional aceitável. A farinha de peixe comercial, por exemplo, possui em média elevado teor de cinzas, 30%, e entre 50-60% de proteína bruta, evidenciando o baixo teor de carne de pescados na sua composição. Por esta razão é importante pesquisar novas fontes de proteína animal, ou então novos processamentos procurando incrementar a qualidade das já existentes. 0 sangue bovino ê abundante no país e normalmente é pouco aproveitado ou mal processado. Este trabalho desenvolveu um processamento para o sangue líquido, consistindo de um cozimento com quirera de arroz moída (grãos de arroz quebrados moídos), obtendo-se uma massa grossa, que posteriormente é politizada e seca com ar quente. Esta nova farinha de sangue e arroz (FSA) foi testada contra a farinha de sangue comercial (FSC), substituindo a farinha de peixe comercial (FPC), em um cultivo artificial de tambaqui C Colosaoma macropamum), um peixe tropical considerado come uma das mais promissoras espécies para piscicultura no palr. Os peixes foram alimentados com seis rações experimentais ísocalóricas (aproximadamente 3.000 kcal EB/Kg) e isoprotéicas (32% PB}f compostas por FPC, farelos de soja e de trigo, farinha de milho integral, FSC e a FSA. Estas duas últimas substituíram 25, 50 e 75% da proteína animal da dieta, que era proveniente da FPC. Uma ração comercial para peixes tropicais foi também testada no experimento. Além da avaliação biológica, todas as dietas foram analisadas quanto a composição cente8imal, composição de aminoácidos, teor de lislna disponível, digestibilidade da proteína in vítrio e teor de ferro. 0 bioensaio foi realizado em catorze tanques de 150 L, cada um contendo 12 alevinos, com peso médio inicial variando entre 18 e 28 g. 0 comprimento total, peso, conversão alimentar (CA), taxa de eficiência da proteína (TEP) e taxa de crescimento específico (TCE) foram determinados a cada três semanas, perfazendo um total de 21 semanas de experimento. Ao final, os filés de tambaqui foram analisados quanto a composição centesimal, composição de aminoácidos e teor de ferro, incluindo uma avaliação sensorial de sabor e cor da carne. Os testes químicos mostraram uma melhor qualidade nutricional da FSA, se comparada à FSC e FPC, quer quanto è digestibilidade In vítro (94,40 contra 55,12 e 55,2B) ou ã porcentagem de Usina disponível (41,32 contra 12,87 e 30,32), respectivamente. Os resultados do teste biológico indicam também a mesma tendência de melhor qualidade proteica, proporcionando um maior crescimento dos peixes aumentados com dietas contendo FSA. A dieta 1, tendo 25% da proteína animal proveniente da FSA, foi o tratamento que apresentou a melhor performance de ganho de peso por indivíduo, 132,31 g, de tasca de eficiência proteica (TEP), 2,11, e da taxa de crescimento específico (TCE), 1,39. A substituição de 75% da proteína animal proveniente da FPC pelos produtos com sangue, FSA ou FSC, representando aproximadamente 40% da proteína bruta da dieta, causou uma redução no crescimento dos peixes quando comparada com a substituição ao nível de 25%. Os músculos dos peixes alimentados pelas seis dietas experimentais apresentaram ama quantidade de ferro proporcional ao teor de ferro das dietas. A avaliação sensorial dos filés quanto aos parâmetros sabor e ior não mostrou diferenças significativas entre as amostras / Abstract: Brazil has a variety of high quality ingredients from vegetable sources to formulate diets for fish culture, however, the animal origin ones have low nutritional quality, particularly blood and fish meals. Fish meals in the Brazilian market have high ash, i.e. 30%, and low protein, i.e. 50-65%, con bents. For these reasons, other animal by-producte have bee 3me important, among them blood meal. Although abundant in Brazil, the use and further conversion of bovine blood Into feeistuff has not been fully achieved. We developed a process consisting in the combined cooking of blood with rice kirera meal (broken rice grain for feedstuff s), to give a heavy paste, which is then further wet palletized and dried by hot air. This new blood/rice meal (BRM) was tested against commercial blood meal (CBM) in the artificial cultivation of tambaqui, Calossoma snacropomum, a freshwater fish considered as the most promising species for rearing in Northen and Central regions in Brazil. Fish were grown on artificial (isocaloric and isoproteic) diets including commercial fish meal (CFM), defatted soybean meal, wheat bran, corn meal, and BRM and CBM. The latter were added to substitute 25, 50 and 75% of the anical protein in the diet (CFM). A commercial product for culturing tropical fish was also included in the feeding trials. Every diet was evaluated for proximate composition, amir o acid composition, available lysine, protein digestibility in vitro and iron contents. Experiments were carried out in 14 tanks of 150L capacity, each one containing 12 fishes with an average weight of 14 g (4 mo old). Every 3 weeks, length, weight, food conversion and protein efficiency were determined, for a period of 21 weeks. At the end of the bioessay, the tambaqui filets were analised in the same way as the diets were, and a sensory evaluation for flavour and colour of the meat was also performed. A better nutritional quality for BRM" when compared to CBM and CFM, was observed in the in vitro digestibility teats 04.40 against 55.12 and 55.28) and in the available lysine percentage (41.32 against 12.87 and 30.32), respectively. The results of the biological test also indicate the same tendency of better protein quality, providing higher growth of fish fed on diets containing BRM, Diet 1, in which 25% of animal protein came from BRM, was the treatment which presented best performance: individual weight gain, 132.31 g; Protein Efficiency Ratio (PER), 2.11; Specific Growth Rate (S'3R), 1.39. Substitution at the 75% level, representing approx. 40% of the total protein in the diet induced a decrease on growth, when compared to the 25% level. Fish muscle from all the six treatments showed iron contents which were directly related to the iron contained in the diet. Sensory evaluation for colour, odour and flavour indicated no significant difference among all treatments / Mestrado / Mestre em Tecnologia de Alimentos
8

Cúrcuma (Curcuma longa) na dieta de Astyanax aff. bimaculatus: segurança e eficácia na produção e no estresse por transporte / Turmeric (Curcuma longa) in diet of Astyanax aff bimaculatus: safety and efficacy in the production and transport stress

Ferreira, Pollyanna de Moraes França 17 February 2016 (has links)
Submitted by Marco Antônio de Ramos Chagas (mchagas@ufv.br) on 2016-06-21T11:13:21Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 935768 bytes, checksum: 367eab646a5e48be7141bcfc1719890d (MD5) / Made available in DSpace on 2016-06-21T11:13:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 935768 bytes, checksum: 367eab646a5e48be7141bcfc1719890d (MD5) Previous issue date: 2016-02-17 / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais / Durante a criação de peixes, diversas práticas culturais podem causar estresse aos animais, como por exemplo, manipulação associada à captura e triagem, densidade de estocagem inadequada, transporte, interações biológicas, qualidade da água e manejo de alimentação. Dentre as alternativas para minimizar os efeitos do estresse em peixes cultivados, o uso de plantas medicinais como aditivos em dietas destaca-se em função destas apresentarem menos efeitos colaterais, menor toxicidade e melhor biodegradabilidade, quando comparados aos antibióticos, o que as tornam potencialmente seguras em termos da saúde animal e para o meio ambiente. Durante a última década, a atenção tem sido cada vez mais focada no uso de plantas medicinais para promover uma aquicultura sustentável, uma vez que esses produtos podem ser utilizados para diversos fins como: anestésicos, promotores de crescimento, imunoestimulantes, na profilaxia e tratamento de doenças e como redutores de estresse. Além de avaliar a eficácia dos extratos vegetais no crescimento e no aumento da resistência ao estresse, é necessário avaliar também a segurança do seu uso, uma vez que as plantas podem apresentar toxicidade tanto para o homem quanto para os animais. Dentre as plantas com potencial para serem usadas como aditivos em dietas, a Curcuma longa destaca-se devido a sua grande diversidade de propriedades biológicas como: anti-inflamatória, imunoestimulante, antioxidante, antimicrobiana e anticarcinogênica. Além disso, a cúrcuma apresenta efeitos benéficos na secreção de enzimas digestivas, na desintoxicação do organismo, sobre o desenvolvimento do epitélio intestinal, sobre o metabolismo dos lipídios, sobre a secreção de insulina, sendo hipoglicemiante. Dessa forma, objetivamos avaliar a segurança e eficácia da Curcuma longa na dieta de Astyanax aff. bimaculatus, na produção e no estresse por transporte. Juvenis de Astyanax aff. bimaculatus (0,83 ± 0,04g) foram mantidos em 24 aquários (80L de água), na densidade de 0,5 peixes.L^-1, durante 90 dias. Foram avaliadas seis dietas suplementadas com 0,0; 20,0; 40,0; 60,0; 80,0 e 100,0 g de cúrcuma.kg^-1. Ao final desse período, para a realização do transporte foram utilizados 24 sacos plásticos com 15 peixes cada, contendo 1,5 litros de água, preenchidos com oxigênio. Os peixes foram mantidos nos sacos plásticos durante 24 horas, no porta-malas de um automóvel que alternou períodos em movimento e parado. Os demais peixes foram eutanasiados por excesso de anestésico (400mg de óleo de cravo.L^-1 de água) para a coleta das amostras biológicas. Antes do transporte, foi observado efeito linear crecente da cúrcuma na espessura da túnica muscular, e na altura e largura das pregas dos intestinos. No fígado, houve efeito quadrático da cúrcuma sobre a porcentagem de citoplasma dos hepatócitos, sendo o valor estimado para maximizar essa variável de 86,88 g de cúrcuma.kg^-1 e efeito linear decrescente sobre o percentual de capilares sinusoides. Foi observado efeito quadrático da cúrcuma sobre os níveis de glicogênio hepático, sendo o valor que maximiza essa variável de 45,00 g de cúrcuma.kg^-1. Nas análises histopatológicas, foi observado efeito quadrático da cúrcuma para o índice de brânquias (IBRA), sendo o valor estimado que minimiza esse índice igual a 30,23 g de cúrcuma.kg^-1. Após o transporte, pelo modelo descontínuo LRP (Linear Response Plateau), que melhor se ajustou aos dados (P<0,01), a menor concentração estimada de cúrcuma que maximiza a taxa de sobrevivência foi igual a 16,67 g.kg^-1. Houve efeito quadrático da cúrcuma sobre o lactato sanguíneo, sendo o valor estimado para minimizar essa variável igual a 64,7 g de cúrcuma.kg^-1. Foi observado efeito quadrático da cúrcuma sobre a atividade da enzima superóxido dismutase e para a concentração do malondialdeído nas brânquias dos peixes, sendo os valores que minimizam essas variáveis de 42,50 e 83,33 g de cúrcuma.kg^-1, respectivamente. Dessa forma, concluímos que a Curcuma longa na alimentação de peixes é segura em doses até 30,23 g.kg^-1 de dieta, e que a mesma tem efeito trófico no epitélio e túnica muscular do intestino. Doses baixas de cúrcuma causam aumento da deposição de glicogênio hepático, no entanto, doses elevadas causam diminuição dessa variável. Além disso, após o transporte, a cúrcuma minimiza as respostas de estresse e melhora o estado antioxidante. / In fish farming, diverse cultural practices can cause stress to animals, such as handling associated with the capture and sorting, the use of inadequate stocking density, transport, biological interactions, water quality and feeding management. Among the alternatives to minimize the effects of stress in farmed fish, the use of medicinal plants as feed additives stands out in function of these have fewer side effects, less toxicity and better biodegradability compared to antibiotics, which make them potentially safe in terms of animal health and for the environment. During the last decade, attention has been increasingly focussed on the use of medicinal plants to promote a sustainable aquaculture, since such products can be used for various purposes such as anesthetics, growth promoters, immunostimulants, for the prophylaxis and treatment of diseases and stress reducers. In addition to evaluating the effectiveness of plant extracts on growth and increased resistance to stress is also necessary to evaluate the safety of their use, since plants may exhibit toxicity both for humans and for animals. Among the plants with potential for use as additives in animal feed, the Curcuma longa stands out due to its wide range of biological properties such as anti-inflammatory, immunostimulant, antioxidant, antimicrobial and anticarcinogenic. In addition, the turmeric has beneficial effects on the secretion of digestive enzymes, body detoxification, the development of intestinal epithelium, lipid metabolism, insulin secretion and hypoglycemic. Thus, we aimed to assess the efficacy and safety of the use of Curcuma longa in diets for Astyanax aff bimaculatus before and after stress by transport. Juvenile Astyanax aff. bimaculatus (0.83 ± 0.04g) were kept in aquariums 24 (80L water), at a density of 0.5 fish.L^-1 for 90 days. Six diets were evaluated supplemented with 0.0; 20.0; 40.0; 60.0; 80.0 and 100.0 g kg^-1 of turmeric. After this period, for the realization of transport were used 24 plastic bags with 15 fish each, containing 1.5 liters of water, filled with oxygen. Fish were kept in the plastic bags in the trunk of a car for 24 hours, with alternating periods of movement and non- movement. Other fish were euthanized by an excess of anesthetic (400 mg L^-1 clove oil in water) for collection of biological samples. Before transport, there was an increasing linear effect of turmeric on the thickness of the muscular layer, and height and width of the folds of the intestines. In the liver, a quadratic effect was observed of turmeric on the percentage of hepatocyte cytoplasm, and the estimated value to maximize this variable was equal to 86.88 g turmeric.kg^-1 and a decreasing linear effect on the percentage of sinusoid capillaries. A quadratic effect of turmeric treatment was also observed of turmeric on the liver glycogen and the value that maximize this variable was equal to 45.00 g turmeric.kg^-1. In the histopathological analysis, it was observed a quadratic effect of turmeric to the gills Index (I GILLS ), and the estimated value that minimize this index was iqual to 30.23 g turmeric.kg^-1. After transport, according to the discontinuous model LRP (Linear Response Plateau), which best fit to the data (P <0.01), the estimated lowest concentration of turmeric that maximize the survival rate was 16.67 g.kg^-1. A quadratic effects of turmeric to blood lactate was observed, and the estimated value to minimize this variable was equal to 64.7 g turmeric.kg^-1. It was observed quadratic effect of turmeric on the enzyme superoxide dismutase activity and the concentration of malondialdehyde in the fish gills, and the values that minimize these variables were of 42.50 and 83.33 g turmeric.kg^-1, respectively. Thus, we conclude that Curcuma longa in fish feeding is safe at doses up to 30.23 g.kg^-1 diet and that it has a trophic effect on epithelial and muscular layers of the intestines. Low doses of turmeric cause increased deposition of liver glycogen, however, high doses lead to a decrease in this variable. In addition, after transport, the turmeric minimizes the stress responses and improves antioxidant status.
9

Indicadores internos como alternativa ao óxido de crômio-III na determinação dos coeficientes de digestibilidade aparente pela Tilápia do Nilo

Silva, Rafael Lopes da [UNESP] 09 November 2015 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2016-01-13T13:28:14Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-11-09. Added 1 bitstream(s) on 2016-01-13T13:33:47Z : No. of bitstreams: 1 000857117.pdf: 916871 bytes, checksum: 3ec5b86aa7e7eebb07b34e4fa63a50fa (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Objetivou-se avaliar diferentes metodologias para determinação de digestibilidade para tilápia do Nilo utilizando duas dietas práticas balanceadas contendo exclusivamente ingredientes de origem vegetal ou ingredientes de origem animal e vegetal. As metodologias avaliadas foram: fibra bruta (FB), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), hemicelulose, celulose e lignina. Óxido de crômio-III (Cr2O3; 0,1%) foi adicionado em ambas dietas e utilizado como indicador externo padrão. Grupos de dez juvenis de tilápia do Nilo (80,3±1,0 g) foram alojados em seis tanques-rede cilíndricos (80 L), inseridos em seis tanques circulares (250 L) de alimentação onde foram alimentados até saciedade aparente oito vezes ao dia. Uma hora após a última refeição, os tanques-rede foram transferidos e mantidos durante a noite em seis tanques cilíndricos (300 L) utilizados para coleta de fezes por meio de coletores acoplados ao fundo destes tanques. Os peixes foram alimentados em um sistema independente do sistema de coleta de fezes de forma a evitar a contaminação das fezes com sua respectiva ração. Os CDA da matéria seca (MS), energia e nutrientes (proteína bruta, fósforo e aminoácidos essenciais e não essenciais) foram obtidos pela diferença no teor dos indicadores internos presentes nas dietas e fezes e comparados aos obtidos pelo uso de Cr2O3 pelo teste de Dunnett. A dieta contendo exclusivamente ingredientes de origem vegetal retornou CDA superiores para MS, energia e nutrientes (P<0,05). A utilização da FB, FDN, FDA, hemicelulose e lignina como indicadores de CDA mostraram-se ineficientes para todas as variáveis analisadas para a dieta contendo ingredientes de origem animal e vegetal (P<0,05). Entretanto, para a dieta contendo exclusivamente ingredientes de origem vegetal, as frações FDA e celulose foram similares ao Cr2O3 na determinação dos CDA da MS,... / The objective of this study was to evaluate different methods of measuring digestibility in Nile tilapia fed two diets containing only plant origin ingredients or animal and plant origin ingredients. The methods evaluated were: crude fiber (CF), neutral detergent fiber (NDF), acid detergent fiber (ADF), hemicellulose, cellulose and lignin. Chromic oxide (Cr2O3; 0,1%) was added in both diets and used as standard external indicator. Groups of 10 juveniles of Nile tilapia (80,3±1,0 g) were allocated in six 80 L-cylindrical net cage, housed in six 250 L-circular feeding tanks and hand-fed to apparent satiation eight times a day. One hour after the last feeding, the cages were transferred and kept overnight into six 300 L-cylindrical conical feces collection tanks coupled to collectors. Fish were feed in an independent system from feces collection system in order to avoid the presence of feed in the feces samples. The ADC of dry matter (DM), energy and nutrients (crude protein, phosphorus and amino acids essentials and non essentials) were obtained by the difference in the level of internal indicators present in the diets and feces and compared to those obtained by the use of Cr2O3 by Dunnett's test. The diet containing only plant origin ingredients had a higher ADC of DM, energy and nutrients (P<0,05). The utilization of CF, NDF, ADF, hemicellulose and lignin fraction as indicators were inefficient in all analyzed variable in animal and plant origin ingredients diet (P<0,05). However, in the diet containing only plant origin ingredients the fractions ADF and cellulose were similar to Cr2O3 to determine ADC of DM, energy and all nutrients. Therefore, these fractions are indicated for investigation of ADC by Nile tilapia fed diets containing only plant origin ... / CAPES: 14/16484-0
10

Grãos secos de destilaria com solúveis em dietas para tilápia-do-Nilo /

Botelho, Renan de Mattos, 1988. January 2015 (has links)
Orientador: Luiz Edivaldo Pezzato / Coorientadora: Helena Peres / Banca: Hamilton Hisano / Banca: João Batista Kochenborger Fernandes / Banca: Wilson Rogério Boscolo / Banca: Fábio Bittencourt / Resumo: O presente estudo objetivou determinar o valor nutritivo dos grãos secos de destilaria com solúveis do milho (DDGSM) produzido no Brasil, assim como a substituição da proteína do farelo de soja (FS) pela do DDGSM em dietas para tilápia do Nilo. Foi conduzido estudo para avaliar os coeficientes de digestibilidade aparente (CDA) dos nutrientes e energia do FS e DDGSM. Os CDA foram determinados pelo método indireto (0,1% de Cr2O3 como indicador inerte) com base na substituição de 30% de uma dieta referência (26,81 PD e 3036 kcal kg-1 de ED) pelos ingredientes teste (FS e DDGSM). Para o estudo de desempenho produtivo, com duração de 90 dias, 220 juvenis (peso médio de 32,89 ± 1,05 g) foram distribuídos em 20 aquários (250 L) e foram alimentados com dietas isoproteicas e isocalóricas, contendo 10, 30, 50 e 70% de substituição da proteína do FS pela proteína do DDGSM e uma dieta controle sem substituição, formuladas com base nos valores digestíveis obtidos no estudo de digestibilidade para o FS e DDGSM. Após o término do ensaio de desempenho, dez peixes por tratamento foram submetidos ao estresse por classificação e em seguida determinado o perfil hematológico. As variáveis de desempenho produtivo não foram afetadas pelos tratamentos, assim como os parâmetros hematológicos antes e após estresse por classificação, no entanto houve aumento (P˂0,05) para relação altura de vilosidades:profundidade de criptas nos peixes alimentados com dietas contendo 50 e 70% de substituição da proteína do FS pela proteína do DDGSM. Houve aumento (P˂0,05) no hematócrito e hemoglobina dos peixes que receberam dieta com substituição de 30% e na proteína plasmática total e albumina nos que receberam dieta com 50% de substituição. Observou-se leucopenia, linfopenia, neutrofilia e aumento nas concentrações de glicose plasmática para todos os peixes após... / Abstract: This study aimed to determine the nutritional value of corn distillery dry grain with soluble (CDDGS) produced in Brazil, as well as replacement of soybean meal protein (SM) by the CDDGS in diets for Nile tilapia. Was conducted study to evaluate the apparent digestibility coefficients (ADC) of nutrients and energy from the SM and CDDGS. ADC were determined by the indirect method (0.1% Cr2O3 as an inert indicator) based on replacement of 30% of a reference diet (26.81 DP and 3036 kcal kg- 1 DE) by test ingredients (SM and CDDGS). For the growth performance, 220 juveniles (mean weight of 32.89 ± 1.05 g) were distributed in 20 tanks (250 L). The fish were fed isocaloric and isoproteic diets containing replacement levels of 10, 30, 50 and 70% of SM protein by protein CDDGS and a control diet without replacement, formulated based on digestible values obtained in the digestibility study for the SM and CDDGS. At the end of 90 days were evaluated the performance parameters and feed utilization, intestinal morphology and determination of hematological profile. After this period, 10 fish per treatment were subjected to grading-induced stress and hematological profile was determined. Growth performance and feed utilization were not affected by treatments, as well as hematological parameters before and also after grading-induced stress, however there was a increase (P˂0.05) for villus:crypt ratio in fish fed diets containing replacement of 50 and 70% of SM protein by protein CDDGS. An increase (P˂0.05) in hematocrit and hemoglobin fish fed diet with replacement of 30% and total plasmatic protein and albumin in receiving diet with 50% replacement. It was observed leucopenia, lymphopenia and neutrophilia increase in plasma glucose concentrations for all fish after stress. The protein CDDGS can replace the SM protein up to 70% without impair growth performance and health, and improve the integrity of the ... / Doutor

Page generated in 0.1021 seconds