• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 291
  • 3
  • Tagged with
  • 315
  • 315
  • 134
  • 92
  • 79
  • 78
  • 70
  • 67
  • 67
  • 64
  • 62
  • 61
  • 55
  • 47
  • 47
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Humanização no acolhimento dos familiares de pacientes internados em Hospital Geral Humanization in welcoming to family of inpatients in general hospital

Sousa, Sandra Maria Costa de 2014 (has links)
SOUSA, Sandra Maria Costa de. Humanização no acolhimento dos familiares de pacientes internados em Hospital Geral. 2014. 86 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014. Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2014-06-16T14:08:07Z No. of bitstreams: 1 2014_dis_smcsousa.pdf: 3311331 bytes, checksum: 7a1574510354855adb261348df199a88 (MD5) Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2014-06-16T14:08:50Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_dis_smcsousa.pdf: 3311331 bytes, checksum: 7a1574510354855adb261348df199a88 (MD5) Made available in DSpace on 2014-06-16T14:08:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_dis_smcsousa.pdf: 3311331 bytes, checksum: 7a1574510354855adb261348df199a88 (MD5) Previous issue date: 2014 The National Policy for Humanization of Hospital Care was established in 2003, aiming to promote a culture of humane health care. The guidelines are expressed in the method of inclusion of users, workers in service management and in health practices. It employs devices, updating the guidelines through strategies designed to promote changes in patterns of care and management. The mail goal of the present study was to identify the needs of welcoming family members during the hospital stay, and as specific objectives, to develop a group to support the family of inpatients as a humanization strategy, analyzing the welcoming of family of patients and the National Humanization Policy. A qualitative action research approach, using a group process, was applied to a large general teaching hospital, reference in the state, located in Fortaleza, Ceará State. The study subjects were family members accompanying inpatients in clinics A and B of that hospital during the study period. Data were collected from May to July 2013 through individual interviews, creating a support group for family members of hospitalized patients, and collage technique. The study was conducted on the basis of ethical considerations to humans, recommended by the Resolution 466/2012, from the National Board of Health, and initiated after the approval by the Research Ethics Committee of the institution. To maintain the commitment to confidentiality of the Informed Consent, the subjects were coded with the letter F (family member) and the number by order of registration. Data were analyzed using content analysis of Bardin. The results are presented as follows: presentation of family members; analysis of the interviews; completion of the Family Support Group; assessment of the group as a strategy of welcoming, through collage and analysis of the welcome at the hospital and the Humanization Policy. Our results allowed the achievement of the proposed objectives, and it is expected that they can support health professionals, as well as the administration of the hospital, to increase the actions and measures in infrastructure, including the welcome and effective humanization in assisting the family during hospitalization, with interest in the feelings of the family when accompanying the relative; the difficulties in dealing with feelings; the needs and obstacles in the hospital as well as in the forms of assistance related to information and psychological support requested. A Política Nacional de Humanização da Assistência Hospitalar foi instituída em 2003, visando à promoção de uma cultura de atendimento humanizado na área da saúde. As diretrizes são norteadoras e se expressam no método da inclusão de usuários, trabalhadores na gestão dos serviços e nas práticas de saúde. Opera com dispositivos, atualizando as diretrizes por meio de estratégias destinadas à promoção de mudanças nos modelos de atenção e da gestão. A investigação teve como objetivo geral identificar as necessidades de acolhimento aos membros familiares durante a hospitalização e, como específicos, desenvolver um grupo de suporte de acolhimento aos familiares de pacientes hospitalizados como estratégia da política de humanização, analisando como acontecem o acolhimento aos familiares dos pacientes hospitalizados e a Política Nacional de Humanização. Foi realizada sob a abordagem qualitativa, do tipo pesquisa-ação, por meio do processo grupal, em um hospital geral de ensino, de grande porte, de referência no Estado, localizado na cidade de Fortaleza-Ceará. Os participantes do estudo foram componentes familiares que estavam acompanhando parentes internados nas clinicas A e B do citado hospital no período do estudo. Os dados foram coletados no período de maio a julho de 2013, por meio da entrevista individual, da criação de um grupo de suporte aos familiares de pacientes internados e da técnica de colagem. A pesquisa foi realizada com base nos cuidados éticos necessários aos seres humanos, preconizados pela Resolução nº 466/2012, do Conselho Nacional de Saúde Foi iniciada após a provação pelo Comitê de Ética em Pesquisa da instituição. Para manter o compromisso de sigilo contido no Termo de Consentimento Livre e esclarecido, os sujeitos foram codificados com a letra F de familiar e o número por ordem de registro. Os dados foram analisados pela técnica de Análise de Conteúdo, de Bardin. Os resultados estão expressos na seguinte ordem: apresentação dos familiares, análise das entrevistas; realização do Grupo de Suporte aos Familiares; avaliação do grupo como estratégia para o acolhimento, por meio da colagem e análise do acolhimento no hospital e a Política de Humanização. Em face dos resultados do estudo, que permitiram alcançar os objetivos propostos, espera-se que possam subsidiar a equipe de profissionais da saúde, bem como a administração do referido hospital, a potencializar as ações e medidas na infraestrutura, como também as de acolhimento e efetiva humanização na assistência ao familiar durante a internação, com interesse nos sentimentos do componente da família ao acompanhar o seu parente; nas dificuldades em lidar com seus sentimentos; nas necessidades e obstáculos no hospital, assim como nas formas de ajuda relacionadas às informações e ao apoio psicológico solicitado.
2

Evolução organizacional da Secretaria da Saúde do município de Fortaleza Organizational evolution of the Health Department of the municipality of Fortaleza

Mota, Maria Vaudelice 1997 (has links)
MOTA, Maria Vaudelice. Evolução organizacional da Secretaria de Saúde do município de Fortaleza. 1997. 91 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 1997. Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2014-01-06T14:07:06Z No. of bitstreams: 1 1997_dis_mvmota.pdf: 219134 bytes, checksum: 5ea2071690826e472b9d3ee54864c8a4 (MD5) Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2014-01-06T14:11:11Z (GMT) No. of bitstreams: 1 1997_dis_mvmota.pdf: 219134 bytes, checksum: 5ea2071690826e472b9d3ee54864c8a4 (MD5) Made available in DSpace on 2014-01-06T14:11:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 1997_dis_mvmota.pdf: 219134 bytes, checksum: 5ea2071690826e472b9d3ee54864c8a4 (MD5) Previous issue date: 1997 The guidelines and policies of the BASIC HEALTH SYSTEM in Brazil, introduces each county as na administrative UNIT, which also represents the basis for the implementation and operational functioning of the system itself. Since 1984, the City’s Health Department in Fortaleza, Brazil, has been directing the organization of all health services oftered according to the model of the BASIC HEALTH SYSTEM, and there fore administening the delivery of seervices on the basis of HEALTH DISTRICTS. In the period between the years of 1983 and 1984, significant advancements have occured, in the organization and process of local public health service delivery, adjusting to the model of BASIC HEALTH UNITS. The present paper, analyzes the organizational development of the local public Health Department, os the city of Fortaleza, focusing on the above mentioned period, and based upon laws, local government plans and policies, published annual health department activities reports, and interviews with local Secretary of Health officials. This research report is structured is there major chapters: 1) a retrospective survey on major public health policies and political plans, adopted in Brasil, since the beginning of this century, to set up the bacground for the present analysis 2) the organizational development, of the local Healt Department in Fortaleza, since its onset up to the year of 1983, as a reference to the period focused on this study 3) the analysis of the organizational development observed within the period from 1983 to 1994. Finally, some conclusive considerations are made, on the major organizational advancements in this public institution. As diretrizes do Sistema Único de Saúde apresentam o município como unidade administrativa básica de sua operacionalização. A Secretária de Saúde do Município de Fortaleza vem, desde 1984, direcionando a organização dos seus serviços de saúde em Distritos Sanitários na perspectiva do Sistema Único de Saúde. No período compreendido entre os anos de 1983 e 1994 ocorreram avanços na organização e municipalização dos serviços de saúde desse município. A análise da evolução organizacional da Secretaria de Saúde do Município de Fortaleza, com ênfase nesse período, tem como base leis, decretos, planos de governo, relatórios de atividades e entrevistas com os Secretários Municipais de Saúde. A pesquisa está estruturada em três capítulos: retrospectiva das políticas de saúde no Brasil desde o início do século até a atualidade para contextualizar a análise; evolução organizacional dessa Secretaria desde a sua criação até o ano de 1983 como referência para o período em estudo; análise da evolução organizacional do período 1983/1994; e considerações sobre os avanços organizacionais da Instituição.
3

Referência e contrarreferência na atenção à saúde das pessoas com amputação na visão do enfermeiro

Ferreira, Micheli Leal 19 April 2016 (has links)
Disertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2015 Made available in DSpace on 2016-04-19T04:10:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 337956.pdf: 1705360 bytes, checksum: 5dc8ae8d5442d13f0a2dbc235c94b1dd (MD5) Introdução: A pessoa com amputação necessita de cuidados dos diferentes níveis de atenção à saúde na perspectiva das redes. O enfermeiro é responsável pelo cuidado e acompanhamento das pessoas com doenças crônicas, dentre estas a hipertensão arterial e o diabetes mellitus, principais causas das amputações eletivas. É, também, gestor do cuidado e deve promover atenção integral à saúde do ser humano, para tal, carece empoderar-se da referência e da contrarreferência para articular os distintos pontos da rede. Objetivos: Descrever a atuação dos enfermeiros no referenciamento e contrarreferenciamento de serviços de saúde às pessoas com amputação; Analisar o processo de referência e contrarreferência na assistência à saúde das pessoas com amputação, na perspectiva dos enfermeiros, sob o olhar da bioética. Metodologia: Estudo exploratório-analítico com abordagem qualitativa. Realizado entrevista semiestruturada com 21 enfermeiros alocados na rede de atenção à saúde de Florianópolis que prestam assistência à pessoa com amputação. Os dados foram organizados com auxílio do software Atlas ti 7.5.6 e analisados com base na análise de conteúdo temática. Aprovado pelo Comitê de Ética, parecer nº 970.902 de 24/02/2015. Resultados: Do primeiro manuscrito: "Atuação do enfermeiro no referenciamento e contrarreferenciamento às pessoas com amputação", emergiram duas categorias temáticas: Portas de entrada da pessoa com amputação; O enfermeiro na assistência e as implicações de sua atuação no referenciamento e contrarreferenciamento. Identificaram-se como portas de entrada as Unidades Básicas de Saúde, o serviço de Emergência e o Centro Catarinense de Reabilitação. Os enfermeiros mostraram-se autônomos e capacitados para realizar a referência e contrarreferência quando necessário, entretanto, o foco inicial é a oferta da assistência mais adequada. No segundo manuscrito: "Referenciamento e contrarreferenciamento à pessoa com amputação: analise da conduta dos enfermeiros na perspectiva bioética", procedeu-se a análise a partir de duas categorias temáticas: Conduta do enfermeiro na perspectiva Bioética de Proteção e de Intervenção; Potencialidades e fragilidades no processo de referência e contrarreferência. Os resultados evidenciaram que sem o respaldo legal, a maioria dos encaminhamentos são realizados com base nas relações interpessoais e na informalidade. A análise sob o olhar da bioética permitiu concluir que não só a pessoa com amputação, mas que o enfermeiro também ocupa posição de vulnerabilidade. Estes mostraram comprometimento ético com a profissão e empenho para oferecer um atendimento integral. O comprometimento ético, a criatividade profissional, o matriciamento e a interconsulta foram pontudas como potencialidades. As fragilidades foram à inexistência de protocolos, a comunicação ineficaz entre os níveis de atenção, o acesso restrito à informação e a lentidão nos referenciamentos. Considerações finais: O enfermeiro é um profissional presente em todos os pontos da rede de atenção à saúde, logo compete a ele o dever de conscientizar-se acerca das políticas públicas de amparo à pessoa com amputação. Há necessidade de padronização das ações na assistência à saúde da pessoa com amputação, por instrumentos que direcionem as ações dos profissionais envolvidos e facilitem o acesso ao usuário do Sistema Único de Saúde. Ferramentas como o InfoSaúde e o Sistema Nacional de Regulação necessitam ser aperfeiçoadas e unificadas em todo território nacional.
Abstract : Introduction: The person with amputation needs care of the different health care levels in the perspective of networks. The nurse is responsible for the care and monitoring of people with chronic diseases, among them high blood pressure and diabetes mellitus, major causes of elective amputations. It is also the care manager and should promote comprehensive health care of human beings, to do so, it needs to empower the reference and counter-reference to articulate the different points in the network. Objectives: Describe the role of nurses in referencing and counter-referencing of health services to people with amputations; Analyze the health care process of reference and counter-reference for people with amputation, from the perspective of nurses, on the view of bioethics. Methodology: Exploratory-analytic study with a qualitative approach. Conducted semi structured interviews with 21 nurses allocated in the health care network of Florianópolis that assist the person with amputation. Data were organized with the help of software Atlas ti 7.5.6 and analyzed based on thematic content analysis. Approved by the Ethics Committee, report number 970902 of 02.24.2015. Results: From the first manuscript, "Nurses' performance in referencing and counter-referencing of people with amputation", emerged two thematic categories: Entrance doors of people with amputation; The nurses in care and the implications of its performance in referencing and counter-referencing. Were identified as gateways the Basic Health Units, the Emergency Service and the Santa Catarina Rehabilitation Center. Nurses proved to be autonomous and able to perform the reference and counter-reference when needed, however, the initial focus is to offer the most appropriate assistance. In the second manuscript, "Referencing and counter-referencing to the person with amputation: Analyze of nurses conduct in bioethics perspective," proceeded the analysis from two thematic categories: Conduct of nurses from the bioethics perspective of Protection and Intervention; Strengths and weaknesses in the reference and counter-reference process. The results showed that without legal support, most referrals are made based on interpersonal and informal relations. The analysis from the perspective of bioethics concluded that not only the person with amputantion, but the nurse also occupy a position of vulnerability. These showed ethical commitment to the profession and commitment to offer comprehensive assistance. The ethical commitment, professional creativity, matricial and interconsultation were pointed as potential. The weaknesses were the lack of protocols, ineffective communication between levels of care, restricted access to information and the slowness in referring. Final considerations: The nurse is a professional present at all points of the health care network, so it is up to him the duty to become aware about public policy support to the person with amputation. There is a need to standardize the actions for he person with amputation in health care, for instruments that drive the actions of the professionals involved and facilitate access of the Unified Health System user. Tools like InfoSaúde and the National Regulatory System need to be improved and unified nationwide.
4

Um Estudo Sobre a Saúde Mental de Serra-es: da Surpresa ao Encantamento.

ROSSONI, C. G. 20 November 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-30T10:37:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_2499_2004_CLÁUDIA ROSSONI.pdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2006-11-20 Esta pesquisa estuda as condições norteadoras da modelagem utilizada na organização do serviço de saúde mental do município de Serra, que tem nas Equipes de Saúde Mental das Unidades Regionais de Saúde um serviço extrahospitalar para a reorientação do modelo assistencial. Pesquisa qualitativa realizada através do estudo de um caso que teve como método de coleta de dados o Grupo Focal. Foram realizados 05 (cinco) Grupos Focais com os profissionais das equipes de saúde mental, nos meses de outubro a dezembro de 2005 e os dados foram analisados em seu conteúdo, com base em Bardin. Classifica as condições norteadoras que modelam o serviço de saúde mental em duas modalidades: constituídas e constituintes. As constituídas pela política municipal de saúde mental são as que apontam a diretriz política e técnicoadministrativa e as constituintes as que se referem às práticas sociais desenvolvidas no cotidiano da instituição de saúde pelos profissionais de saúde mental, a partir dos processos vivenciados por esses atores na relação com o território e a demanda em saúde. Conclui que o serviço implantado tem potencialidades e contribuições para a reorientação do modelo assistencial. Destaca que as condições constituídas foram importantes para a criação e consolidação do serviço de saúde mental, mas está centrada nas condições constituintes a modelagem deste serviço, pois é na relação cotidiana entre seus atores que se torna possível introduzir novas formas de lidar com o sofrimento psíquico e construir uma nova cultura em saúde mental. Para tanto, é necessária a ampliação de uma rede de saúde mental e uma política de educação permanente de seus profissionais para a apropriação do território e atendimento das demandas em saúde. Captar esses fenômenos foi importante para reconhecer as potencialidades do serviço na efetivação da política de saúde mental do município e apreender seus limites e perspectivas.
5

O Processo de Implantação da Estratégia de Saúde da Família: o Caso de Resistência, Vitória/es.

CRUZ, S. C. S. 28 September 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-30T10:50:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_2530_2005_Sheila Cristina de Souza Cruz.pdf: 1458947 bytes, checksum: f41b6d5bbc34f7db3d7d82d30f5e5818 (MD5) Previous issue date: 2007-09-28 Este estudo está circunscrito ao campo da avaliação em saúde, adotando como referência o olhar que as Ciências Sociais lançam nesse campo e tem como objeto de estudo a implantação da Estratégia de Saúde da Família (ESF), no território de Resistência da Região de São Pedro, município de Vitória/ES. Buscou mapear as possibilidades inovadoras de organização das práticas assistenciais, bem como estudar a contribuição da implantação da ESF na atenção à saúde da comunidade atendida. Foi realizada uma análise dos documentos oficiais, bem como estudos referentes ao tema proposto. A abordagem metodológica selecionada foi a qualitativa, por meio de um estudo de caso. Os dados foram obtidos no período de fevereiro a abril de 2006, por meio de observação de campo, entrevistas com formulários semi-estruturados com os usuários cadastrados na ESF e profissionais de saúde da estratégia envolvidos na assistência desta comunidade. Os resultados obtidos foram analisados através da metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), que demonstrou de forma geral satisfação dos usuários quanto ao atendimento na Unidade de Saúde da Família (USF), bem como a ampliação do acesso desses usuários aos serviços de saúde, no entanto revelou a necessidade de rever as práticas assistenciais das equipes. Evidenciou que as atividades básicas de assistência estão centradas na USF, com a constatação de que a organização do trabalho permanece ainda bastante centrada na oferta de assistência médica individual, reduzindo à capacidade de resposta do serviço à demanda. Evidenciou também um desconhecimento dos usuários quanto às ações das equipes de saúde da família, bem como das diretrizes da ESF por parte dos profissionais de saúde. Ficou demonstrado que a alta rotatividade dos recursos humanos desestabiliza as equipes e reforça a reprodução de práticas de pronto-atendimento na USF. As questões levantadas neste estudo indicam a necessidade de ampliar a escuta, qualificar o vínculo, buscar inovações de caráter local com maior interação da comunidade. Ficou evidenciado que os profissionais de saúde verificam a necessidade de mudar sua prática e o modo de fazer a saúde, no entanto as suas limitações nas dimensões do modo de viver das famílias causam aos profissionais sentimentos de sofrimento por não conseguirem resolver algumas questões que ultrapassam seu fazer saúde. Dessas constatações, conclui-se que se faz necessário adequar a prática da estratégia aos pressupostos teóricos formulados pelo Ministério da Saúde visando a contribuir para a melhoria qualitativa dos serviços. Os resultados deste estudo poderão contribuir para adaptações na ESF, em busca de desenvolvimento de inovações gerenciais ou assistenciais, visando à melhoria do processo de trabalho.
6

Descentralização ou desconcentração : AIS-SUDS-SUS

Berenger, Mercedes Moreira 1996 (has links)
Submitted by Marcia Bacha (marcia.bacha@fgv.br) on 2011-05-16T19:09:43Z No. of bitstreams: 1 000065512.pdf: 2833367 bytes, checksum: 7330228b36eadf7379195e4a81b61e44 (MD5) Approved for entry into archive by Marcia Bacha(marcia.bacha@fgv.br) on 2011-05-16T19:09:51Z (GMT) No. of bitstreams: 1 000065512.pdf: 2833367 bytes, checksum: 7330228b36eadf7379195e4a81b61e44 (MD5) Approved for entry into archive by Marcia Bacha(marcia.bacha@fgv.br) on 2011-05-16T19:10:19Z (GMT) No. of bitstreams: 1 000065512.pdf: 2833367 bytes, checksum: 7330228b36eadf7379195e4a81b61e44 (MD5) Made available in DSpace on 2011-05-16T19:10:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000065512.pdf: 2833367 bytes, checksum: 7330228b36eadf7379195e4a81b61e44 (MD5) Previous issue date: 1996 The current centralization process on the health area has ocurred by means of a strong deconcentration mechanism. The analysis of the three pro posais for the reorganization of the health area, within the period 1983-1990, aims at a change of strategy in the deconcentration mechanism. Previously, the central institutions kept deconcentrated structures acting over intermediate and local leveis. As from 1983, the trend is to observe intermediate and local leveis operating as deconcentrated structures. Therefore, deconcentration is in fact ocurring in the health area. Deconcentration may have two different aims, i.e., it can be a strengthening and updating strategy for centralization or it can be a strengthening strategy at intermediate and local leveis, and, therefore, a tool to facilitate and promote decentralization. Taking into consideration the historical development of the health area in Brazil, it would be necessary to investigate the present purpose of deconcentration. O processo de centralização vigente no setor saúde desenvolveu-se utilizando-se fortemente o mecanismo de desconcentração. A análise das três propostas de reorganização do setor saúde, no período de 1983 a 1990, aponta para uma mudança de estratégia no mecanismo de desconcentração. Anteriormente, os órgãos centrais dispunham de estruturas desconcentradas atuando nos níveis intermediários e locais. A partir de 1983 observa-se a tendência da atuação dos níveis intermediários e locais como instâncias desconcentradas do nível central. Portanto, a desconcentração é um processo em curso no setor. A desconcentração pode assumir sentidos distintos, isto é, pode ser uma estratégia de fortalecimento e atualização da centralização ou pode ser uma estratégia de fortalecimento dos níveis intermediários e locais, e, portanto, facilitadora e promotora da descentralização. Considerando o contexto delineado para o setor saúde no Brasil, caberia investigar qual o atual sentido da desconcentração.
7

Aproximaciones para un estudio de la politica de salud en el Ecuador: una propuesta metodologica

Velasco Abad, Margarita 1991 (has links)
Submitted by Estagiário SPT BMHS (spt@fgv.br) on 2011-11-18T12:29:47Z No. of bitstreams: 1 000057917.pdf: 2755972 bytes, checksum: f0da4af44ea6dd0a184cf4a0973bb967 (MD5) Approved for entry into archive by Estagiário SPT BMHS (spt@fgv.br) on 2011-11-18T12:29:56Z (GMT) No. of bitstreams: 1 000057917.pdf: 2755972 bytes, checksum: f0da4af44ea6dd0a184cf4a0973bb967 (MD5) Approved for entry into archive by Estagiário SPT BMHS (spt@fgv.br) on 2011-11-18T12:30:06Z (GMT) No. of bitstreams: 1 000057917.pdf: 2755972 bytes, checksum: f0da4af44ea6dd0a184cf4a0973bb967 (MD5) Made available in DSpace on 2011-11-18T12:30:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000057917.pdf: 2755972 bytes, checksum: f0da4af44ea6dd0a184cf4a0973bb967 (MD5) Previous issue date: 1991 Los modelos de anàlisis de la politica social en cuanto a los determinantes de su formulación, ejecución y efecto en la sociedad y en el Estado, nos llevan a af irmar que este hecho aún es nuevo en la que podria llamarse corriente politica de la salud colectiva. En efecto, el avance realizado en la última década por los grupos de analistas de la salud que teóricas para repensar y profundizar en proceso salud enfermedad, ha comenzado últimos a~os una mayor atención a los ideolÓgicos de la politica de salud determinados proyectos históricos y administrativas estatales. aportaron categorias los determinantes deI a plantear en los elementos politicoy su relaciÓn con formas politico- Siendo asi, los ej es metodol óg i cos es tàn siendo buscados, en miras a construir una teoria que permita llegar, a través deI estudio de los casos nacionales, a una comprensión deI Estado desde la salud. Este trabajo intenta demostrar la posibilidad de una propuesta metodológica sobre las instituciones de salud en el Ecuador; a través de tres ejes fundamentales: los actores políticos; la capacidad deI régimen politico de replantear el papel deI Estado institucional, el proyecto politico y la formulación y cosificación de la politica de salud en instituciones. Parte de una búsqueda de elementos teóricos que permitan construir una explicación de la institucionalización de salud, se detiene a esquematizar la propuesta metodológica para finalmente analizar los hallazgos a los que ésta le ha llevado.
8

A política de reorientação da formação em saúde: uma análise do processo de implementação nas universidades públicas do interior do estado do Ceará The reorientation policy training in health : an implementation process analysis in public of the state of ceará inside universities

Mira, Quitéria Lívia Muniz 2016 (has links)
MIRA, Q. L. M. A política de reorientação da formação em saúde: uma análise do processo de implementação nas universidades públicas do interior do estado do Ceará. 2016. 176 f. Dissertação (Mestrado em Saúde da Família) - Campus de Sobral, Universidade Federal do Ceará, Sobral, 2016. Submitted by Djeanne Costa (djeannecosta@gmail.com) on 2016-10-04T14:59:32Z No. of bitstreams: 1 2016_dis_qlmmira.pdf: 2257411 bytes, checksum: 9ba418db92183c62deea04b847553bdf (MD5) Approved for entry into archive by Djeanne Costa (djeannecosta@gmail.com) on 2016-10-06T12:31:52Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_dis_qlmmira.pdf: 2257411 bytes, checksum: 9ba418db92183c62deea04b847553bdf (MD5) Made available in DSpace on 2016-10-06T12:31:52Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_dis_qlmmira.pdf: 2257411 bytes, checksum: 9ba418db92183c62deea04b847553bdf (MD5) Previous issue date: 2016 Given the need to overcome the traditional training model in health in Brazil, with its predominantly biologicist and curative approach that does not enable to health promotion and does not contribute to health policies to population, made possible by the development of strategies to the reorientation of vocational training to the SUS. This directionality stand out initiatives such as the Reorientation Program for Professional Training in Health (Pro-Health) and the Education Program for Working for Health (PET-Health) seeking, among other purposes, to stimulate the necessary changes in training health professionals through teaching-service-community integration, reducing the gap between theory built during the academic education and the health needs of the population. This study aimed to analyze the implementation process of the Pro-Health and PET-Health in the public universities of Sobral, Ceará. This is an exploratory-descriptive, and documentary, with quantitative and qualitative approach, conducted between 2014 and 2016, with the units of analysis the final technical reports of the Pro/PET (UFC and UVA), PET/Redes (UVA) and PET/VS (UVA), in addition to teachers and students of the courses involved in the latest issue of Pro-Health (UFC and UVA). Data collection was performed using document analysis and application of online questionnaire. For data analysis we used elements of simple descriptive statistics and content analysis proposed by Bardin. The study results showed PET-Health and the Pro-Health as a powerful change-inducing instruments in professional health education in public universities of Sobral - CE. The interprofessional and interdisciplinary actions developed in teaching, research and extension, combined with the implementation of facilities and potential of programs favored strengthening the teaching-service-community integration in the local context. The courses analyzed showed consistent innovations to the purposes of the Pro-Health, but have not reached all the stages mentioned as objective image of the vectors. Greater magnitude of changes must be achieved in order to advance in the consolidation of the so desired reorientation of health education. It is necessary for this, effectively achieve the obstacles that oppose the opening not teaching transformation of spaces and health check converging towards the various change processes in order to facilitate the achievement of the objectives. Perante a necessidade de superar o modelo de formação tradicional em saúde no Brasil, com seu enfoque predominantemente biologicista e curativo que não capacita para a promoção da saúde e não contribui com as políticas de saúde destinadas a população, viabilizou-se o desenvolvimento de estratégias para a reorientação da formação profissional para o SUS. Nesta direcionalidade destacam-se iniciativas como o Programa de Reorientação da Formação Profissional em Saúde (Pró-Saúde) e o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde) que buscam, dentre outros propósitos, estimular as transformações necessárias na formação dos profissionais da saúde através da integração ensino-serviço-comunidade, diminuindo o distanciamento entre a teoria construída durante a formação acadêmica e as necessidades de saúde da população. Este estudo objetivou analisar o processo de implementação do Pró-Saúde e PET-Saúde nas universidades públicas de Sobral, Ceará. Trata-se de um estudo exploratório-descritivo, e documental, com abordagem quanti-qualitativa, realizado entre os anos de 2014 e 2016, tendo como unidades de análise os relatórios técnicos finais do Pró/PET (UFC e UVA), PET/Redes (UVA) e PET/VS (UVA), além dos docentes e discentes dos cursos envolvidos na última edição do Pró-Saúde (UFC e UVA). A coleta de dados foi realizada mediante análise documental e aplicação de questionário online. Para a análise dos dados utilizou-se elementos da estatística descritiva simples e a análise de conteúdo proposta por Bardin. Os resultados do estudo evidenciaram o PET-Saúde e o Pró-Saúde como poderosos instrumentos de indução de mudanças na formação profissional em saúde nas universidades públicas de Sobral – CE. As ações de caráter interprofissional e interdisciplinar desenvolvidas no âmbito do ensino, pesquisa e extensão, aliadas às facilidades de implementação e potencialidades dos Programas, favoreceram o fortalecimento da integração ensino-serviço-comunidade no contexto local. Os cursos analisados apresentaram inovações coerentes com os propósitos do Pró-Saúde, mas não atingiram a totalidade dos estágios apontados como imagem objetivo dos vetores. Transformações de maior magnitude devem ser alcançadas no intuito de se avançar na consolidação da tão pretendida reorientação da formação em saúde. É necessário, para isso, atingir efetivamente os entraves que se contrapõem a não abertura de espaços de transformação do ensino em saúde e conferir direção convergente aos diversos processos de mudança, a fim de facilitar a consecução dos objetivos propostos.
9

A Política de Saúde Indígena no Brasil na Década de 1990 e o Sistema Único de Saúde: O Caso das Aldeias do Espírito Santo

BARBOSA, A. P. S. 14 August 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-30T10:50:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_3588_.pdf: 739621 bytes, checksum: 7cea711f689ac7f9e33944c231ee0e98 (MD5) Previous issue date: 2009-08-14 Em 1999, foi regulamentado, no âmbito do Sistema Único de Saúde SUS, o Subsistema de Saúde Indígena brasileiro, que visa a garantir aos povos indígenas o acesso à atenção integral à saúde, respeitando a especificidade e diversidade dos mesmos. Sua implementação originou os Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs). As Aldeias Indígenas do Município de Aracruz - Espírito Santo (ES), de etnia Tupiniquim e Guarani, fazem parte do DSEI Minas Gerais/ES. O presente estudo de caso exploratório-descritivo se propôs a analisar a implementação da política de saúde indígena em Aracruz-ES, de 1990 a 1999, identificando marcos normativos da Política Indígena Nacional, e correlacionando-os com o processo de decisões e ações por eles desencadeado localmente. Foram realizadas pesquisa de campo e documental, através de análise de registros administrativos da Fundação Nacional de Saúde, da Fundação Nacional do Índio e da Prefeitura Municipal de Aracruz (PMA), de documentos do Núcleo Interinstitucional de Saúde do Índio do ES (NISI-ES), do documento final da I Conferência Estadual de Saúde Indígena do ES, entre outros. Na pesquisa de campo, a coleta de dados foi realizada através de entrevistas com atores-chave, indígenas e não-indígenas. As informações documentais foram comparadas, complementadas e enriquecidas pelos dados coletados nas entrevistas, buscando validá-las ao mesmo tempo em que iam se configurando respostas aos objetivos da pesquisa. Os resultados evidenciaram que o Município, antecipando-se à institucionalização do subsistema indígena, desde fins da década de 90 já se responsabilizava pela atenção à saúde nas aldeias, facilitando o processo de implementação do DSEI MG/ES, cujo modelo organizacional se baseia em uma rede de serviços de atenção básica de saúde dentro das áreas indígenas, integrada e hierarquizada, com complexidade crescente, e articulada com o SUS. Esse processo foi facilitado pelo fato de a PMA, desde 1997, já se encontrar habilitada na gestão plena do sistema municipal de saúde, possibilitando a transferência automática e direta de recursos do nível federal ao fundo municipal de saúde, a partir de novembro de 1999, para o pagamento tanto dos Agentes Indígenas de Saúde quanto, posteriormente, das Equipes Multidisciplinares de Saúde da Família Indígena. Outro fato positivo foi já haver nessas aldeias, desde 1994, a estruturação de uma rede física de atenção à saúde indígena, arquitetada em parceria com a FUNAI e a FUNASA, onde as equipes puderam se instalar. Entretanto, apesar dos avanços conseguidos, não são ainda levadas na devida consideração as especificidades da população indígena. A qualidade ou quantidade dos recursos físicos se sobrepuja à capacitação dos recursos humanos, esvaziando de sentido a implementação da Política Nacional de Atenção à Saúde dos povos Indígenas, e, consequentemente, não alcançando seus objetivos.
10

O papel do Estado no processo da tecnificação da medicina - o caso brasileiro

Maia, Paulo Ricardo da Silva 1982 (has links)
Submitted by Estagiário SPT BMHS (spt@fgv.br) on 2011-12-05T12:25:30Z No. of bitstreams: 1 000021898.pdf: 5137644 bytes, checksum: c2a445bf87afda5a05887c0e8c26bff8 (MD5) Approved for entry into archive by Estagiário SPT BMHS (spt@fgv.br) on 2011-12-05T12:26:52Z (GMT) No. of bitstreams: 1 000021898.pdf: 5137644 bytes, checksum: c2a445bf87afda5a05887c0e8c26bff8 (MD5) Approved for entry into archive by Estagiário SPT BMHS (spt@fgv.br) on 2011-12-05T12:27:01Z (GMT) No. of bitstreams: 1 000021898.pdf: 5137644 bytes, checksum: c2a445bf87afda5a05887c0e8c26bff8 (MD5) Made available in DSpace on 2011-12-05T12:30:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000021898.pdf: 5137644 bytes, checksum: c2a445bf87afda5a05887c0e8c26bff8 (MD5) Previous issue date: 1982

Page generated in 0.0723 seconds