• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 126
  • 15
  • Tagged with
  • 144
  • 144
  • 61
  • 51
  • 42
  • 37
  • 29
  • 24
  • 23
  • 21
  • 18
  • 16
  • 16
  • 14
  • 14
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Associativismo em saude coletiva : um estudo da Associação Brasileira de Pos-Graduação em Saude Coletiva - ABRASCO

2002 (has links)
Orientador: Ana Maria Canesqui Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2017-03-27T19:40:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Belisario, Soraya Almeida.pdf: 76582480 bytes, checksum: 87f8ff9673df5cbd70d5d82603981f33 (MD5) Previous issue date: 2002 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:31:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Belisario_SorayaAlmeida_D.pdf: 76582480 bytes, checksum: 87f8ff9673df5cbd70d5d82603981f33 (MD5) Previous issue date: 2002 Resumo: A emergência e a constituição do campo da Saúde Coletiva associaram tanto aspectos relativos à produção de conhecimentos, à formação de recursos humanos, à formulação de políticas de saúde, como representaram uma estratégia política de reunir em um mesmo manto, diferentes profissionais representantes de diferentes pensamentos e práticas. Este trabalho se propõe a analisar a Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva - ABRASCO, de sua criação até o final do mandato de sua última diretoria, encerrado no ano de 2000. Acredita-se ser. a mesma, uma Associação peculiar, que apresenta características inerentes ao campo, do qual se tornou porta-voz, a Saúde Coletiva. Ao longo de seu desenvolvimento, acredita-se, também, que a ABRASCO vivenciou três momentos, denominados aqui, estruturação/formação, político e endógeno/acadêmico, o que lhe exigiu posturas ora mais acadêmicas ora mais políticas. Seu caráter nacional, sua natureza ambígua, sua dupla inserção (política e acadêmica), seu papel de defesa dos interesses dos profissionais do setor público de saúde, as realizações e limites de suas diretorias, o poder convocatório de seus congressos, bem como o seu papel na formação de recursos humanos de saúde nas diversas modalidades e na formulação de políticas de saúde, são identificados ao longo do desenvolvimento do trabalho. Dadas às suas características, dimensões e complexidade, os limites de sua atuação, bem como os desafios a serem enfrentados, apresentam-se de diversas ordens e intensidades, resultantes da dinâmica do próprio processo social e político no qual ela se insere. Abstract: The emergence and constitution of the public health field have associated aspects related to the production of knowledge, the formation of human resources, the formulation of health policies, as well as a political strategy of reuniting several different professionals representing different lines of thinking and different practices. This work proposes to analyze the Brazilian Association of Post-Graduation in Collective Health (Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva - ABRASCO), from its creation until the end of the tenure of its last board of directors, in the year 2000. It is believed that this is a peculiar Association, which presents inherent characteristics of the field of which it became a spokesperson: Collective Health. Along its development, it is also believed that ABRASCO lived three distinctive moments, here known as the structuring/formation phase, the political phase and the endogenous/academic phase, which demanded postures that were sometimes more academic and sometimes more political. Its national character, its ambiguous nature, its double insertion (political and academic), its role of defender of the interests of the professionals in the public health sector, the accomplishments and limitations of its board of directors, the assembling power of its congresses, as well as its role in the formation of human resources in the several modalities and in the formulation of health policies are identified along the work. Given its characteristics, dimensions and complexity, the limitations of its action, as well as the obstacles to be faced, present themselves in several orders and intensities, which are the result of the dynamics of the very social and political process in which it is inserted. Doutorado Doutor em Saude Coletiva
2

Piso da atenção basica : um estudo de caso da descentralização da saude no Brasil

2003 (has links)
Orientador : Geraldo Di Giovanni Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia Made available in DSpace on 2017-03-27T21:24:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Barros, Maria Camila Mourao Mendon?a de_M.pdf: 503056 bytes, checksum: 90417178d1db869f8c32a271989f7533 (MD5) Previous issue date: 2003 Made available in DSpace on 2017-06-12T17:28:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Barros_MariaCamilaMouraoMendoncade_M.pdf: 503056 bytes, checksum: 90417178d1db869f8c32a271989f7533 (MD5) Previous issue date: 2003 Mestrado
3

Atenção a saude como politica governamental

1984 (has links)
Orientador: Andre M. P. Villalobos Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciencias Humanas Made available in DSpace on 2017-03-15T13:47:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Silva, Pedro Luiz Barros.pdf: 16795343 bytes, checksum: 08762004aa06424e92debd5a3dcd89cd (MD5) Previous issue date: 1984 Made available in DSpace on 2017-07-14T20:10:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Silva_PedroLuizBarros_M.pdf: 16795343 bytes, checksum: 08762004aa06424e92debd5a3dcd89cd (MD5) Previous issue date: 1984 Resumo: Não informado Abstract: Not informed Mestrado Mestre em Ciencias Sociais
4

Secretarias de Estado da Saude no Brasil : organizações em processo de mudança

2003 (has links)
Orientador: Ana Maria Canesqui Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2017-03-28T00:34:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Lavras, Carmen Cec?lia de Campos.pdf: 22229036 bytes, checksum: 64407b98089cc43238e56577e4c790d4 (MD5) Previous issue date: 2003 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:27:57Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Lavras_CarmenCeciliadeCampos_D.pdf: 22229036 bytes, checksum: 64407b98089cc43238e56577e4c790d4 (MD5) Previous issue date: 2003 Resumo: Trata-se de estudo que buscou identificar e caracterizar os processos de mudanças institucionais, em curso, num conjunto de Secretarias de Estado da Saúde (SES) no Brasil, na conjuntura de implementação do Sistema Único de Saúde e sob o processo de reforma do setor público no país, ocorrido na década de 90. Trabalha-se com a hipótese de que os movimentos de mudança que vem ocorrendo nas SES são resultantes não só da pressão exercida pelo processos indicados, mas também pela capacidade do seu grupo dirigente em compreender as novas atribuições e direcionar transformações e inovações nas dinâmicas institucionais. Partiu-se de uma concepção de mudança institucional como um processo complexo que permite diferentes enfoques, com contribuições advindas de variadas abordagens teóricas. o estudo foi realizado em dez SES selecionadas, onde foram enfocados como elementos centrais de análise o grupo dirigente da SES, estruturas organizacionais existentes e vigentes e a organização dos processos de trabalho. A realização deste estudo possibilitou a identificação de um conjunto de questões relacionadas tanto à metodologia utilizada, ao arcabouço jurídico-legal que dá sustentação ao próprio SUS e em particular, ao desenvolvimento da gestão estaduaL quanto aos processos de mudanças em curso nas SES entendidas enquanto organizações. o estudo apontou que as 10 SES estudadas estão hoje envolvidas no redirecionamento dos seus projetos institucionais, com vistas a melhor desempenharem as atribuições colocadas pelo SUS. Identificou-se ainda, uma grande heterogeneidade na capacidade de implementação destas mudanças, em função das diferenças encontradas nos perfis e nas competências dos respectivos grupos dirigentes dessas organizações Abstract: This study identifies and characterizes the current processes of institutional changes occurring in Brazilian State Health Departments at the moment when the Unified Health System is being implemented together with the on-going reform process of the public sector in the country. It works with the hypothesis that the process of changes occurring in the Health System are the result not only of the pressure exercised by the processes themselves, but also by the capability of its managing nucleus to comprehend new attributes and direction transformations and innovations in terms of institutional dynamics. It originated from the concept of institutional change as a complex process that permits difIerent emphases with contributions deduced from various theoretical approaches. The study was made in 10 selected State Health Departments where the focus was on elements related to the managing nucleus or group of the Health Department, existing and operating organizational structures and the organization of work processes. This study made possible the identification of a set of questions related to the used methodology as wellas a legal theoretical framework which supports the SUS itself and, particularly, a state govemment management system turned to the actual changing processes at the SES seen as organizations. The study points out that the 10 State Health Departments studied are today involved in redirecting their institutional projects in order to improve the performance of the attributes given to them by the Health System. Furthermore, it identified a great heterogeneity in the capability for implementing these changes in function of the understanding of the directors with respect to health policy and organizational requirements Doutorado Doutor em Saude Coletiva
5

Avaliação do processo de implementação dos parâmetros para atuação de assistentes sociais na política de saúde em Pernambuco

14 August 2012 (has links)
Submitted by Israel Vieira Neto (israel.vieiraneto@ufpe.br) on 2015-03-05T12:40:44Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) DISSERTAÇÃO Leila Marçal Teixeira.pdf: 507115 bytes, checksum: def67799d75346117f2a5942e76beecc (MD5) Made available in DSpace on 2015-03-05T12:40:44Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) DISSERTAÇÃO Leila Marçal Teixeira.pdf: 507115 bytes, checksum: def67799d75346117f2a5942e76beecc (MD5) Previous issue date: 2012-08-14 Tendo por objetivo uma melhor definição das atribuições do assistente social que trabalha na saúde devem incorporar na sua prática profissional, a partir de uma reflexão crítica e, desta forma, planejar a sua intervenção criando estratégias que se contraponham ao modelo neoliberal vigente, o conjunto CFESS/ CRESS publicou os Parâmetros para Atuação de Assistentes Sociais na Política de Saúde (2010). Porém, mesmo após a criação do referido documento, tem-se observado a continuidade de demandas ao assistente social não condizentes com os princípios defendidos pelo Projeto Ético-Político do Serviço Social. Dessa forma, o presente estudo tem por objetivo geral realizar uma avaliação de como os Parâmetros vêm sendo implementados em Pernambuco e de que forma ele tem se constituído como elemento fundamental para uma prática profissional condizente com os seus objetivos profissionais, reconhecendo os limites e possibilidades de sua efetivação. Inicialmente foi realizado um estudo sobre a saúde pública no Brasil, apresentando os avanços da política de saúde no período de redemocratização pelo qual o país passou na década de 1980, e de como o modelo neoliberal vem repercutindo na saúde pública, de forma cerceadora de direitos, até os dias atuais. Esse trabalho mostra ainda quais as repercussões da atual configuração da saúde na prática profissional do assistente social, ressaltando o retorno de práticas conservadoras no exercício profissional do assistente social na saúde. A partir da utilização da técnica de grupo focal realizada com seis assistentes sociais que atuam na saúde em Pernambuco foi realizada uma avaliação de como os Parâmetros para a atuação de assistentes sociais na política de saúde têm sido implementado, trazendo reflexões sobre o direcionamento da profissão em Pernambuco, na referida área.
6

Os caminhos da política nacional de saúde do trabalhador em Pernambuco

24 July 2013 (has links)
Submitted by Isaac Francisco de Souza Dias (isaac.souzadias@ufpe.br) on 2015-05-15T17:49:18Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) DISSERTAÇÃO Lorena Albuquerque de Melo.pdf: 1037953 bytes, checksum: 9ad84e572008d4b0d4696018c6ab7055 (MD5) Made available in DSpace on 2015-05-15T17:49:18Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) DISSERTAÇÃO Lorena Albuquerque de Melo.pdf: 1037953 bytes, checksum: 9ad84e572008d4b0d4696018c6ab7055 (MD5) Previous issue date: 2013-07-24 CAPES A Política Nacional de Saúde do Trabalhador (PNST) vem sendo construída no Brasil desde o final da década de oitenta no bojo das discussões da Reforma Sanitária. Entretanto, essa política vem enfrentando diversas dificuldades para sua implementação, muitas das quais decorrentes do seu contexto de construção local. Assim, esse trabalho buscou resgatar o processo de desenvolvimento da PNST em Pernambuco e entender como estão ocorrendo as ações dessa política no estado a partir do estudo documental e da realização de entrevistas semiestruturadas com atores envolvidos com a saúde do trabalhador no estado. A trajetória da PNST em Pernambuco teve início no começo dos anos noventa com a construção do Programa de Saúde do Trabalhador (PST-PE). Esse programa foi instituído por meio dos Centros de Referência, situados nos principais hospitais do estado, e voltados para prestar assistência aos trabalhadores. No entanto, devido à mudanças no cenário político estadual o PST foi extinto ainda no final dos anos noventa. A partir dos anos dois mil, a política de saúde do trabalhador em Pernambuco passou a ser instituída a partir da Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (Renast), com a implantação dos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) regionalizados. Todavia, questões decorrentes do processo de implementação tem gerado uma serie de dificuldades para a atuação e legitimação dos Cerests junto à rede de saúde, o que tem prejudicado o desenvolvimento local das ações voltadas para saúde do trabalhador. A rotatividade dos técnicos dos Cerests, a pouca articulação setorial e intersetorial e a dependência política dos gestores municipais tem contribuído para a pouca efetividade das ações de saúde do trabalhador no estado.
7

Serviços farmacêuticos: considerações para a política nacional a partir da Cidade de Palmas/TO

22 February 2013 (has links)
Submitted by Isaac Francisco de Souza Dias (isaac.souzadias@ufpe.br) on 2016-03-03T18:03:11Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Dissertação Carolina Galgane Lage Miranda.pdf: 33292871 bytes, checksum: 89fcb647be4d417fde2a236e6772602d (MD5) Made available in DSpace on 2016-03-03T18:03:11Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Dissertação Carolina Galgane Lage Miranda.pdf: 33292871 bytes, checksum: 89fcb647be4d417fde2a236e6772602d (MD5) Previous issue date: 2013-02-22 CAPES A análise do perfil socioeconômico das populações sempre foi de extrema relevância para os estudos e conhecimentos dos determinantes sociais em saúde. As desigualdades regionais e populacionais são de interesse para a formulação ou reformulação das política de saúde no Brasil. Logo, a PNS que reflete as intenções em promoção, proteção e acesso a saúde e insumos médicos deve atentar-se para as características econômicas e sociais das populações. Uma vez que, o âmbito de atuação das políticas se dá em todo território nacional e devido a extensão territorial, as diferentes regiões e populações que o compõem é de grande interesse que se avalie e se conheça as características das populações de modo a propiciar políticas e ações de saúde em consonância e dirigidas as especificidades das populações a que se destina. A partir dessa visão, objetivou-se analisar a relação entre as características socioeconômicas da população de Palmas/TO com os serviços farmacêuticos públicos prestados na cidade. A cidade possui 23 anos e caracteriza-se por ter uma população tipicamente migrante. A metodologia consistiu na abordagem Quali-Quantitativa, com uso da análise Hermenêutica, e da manipulação e análise da fonte de dados, do IBGE do ano de 2010, utilizando os softwares SPSS 17.0 e Microsoft Excel 2010. Utilizando-se por fim a triangulação do método para análise metodológica e os componentes da tríade composta por Donabedian para Avaliação de Serviços de Saúde. Os resultados da pesquisa confirmaram a importância da consideração do perfil populacional para que o atendimento e a prestação dos serviços farmacêuticos esteja de acordo com as características da população. Neste trabalho, embora 100% dos farmacêuticos tenham dito ter conhecimento da realidade social da população, apenas 14,29% consideram esse conhecimento durante o atendimento. Os Usuários que utilizam esse serviço são 83,75% de baixa renda, com a visão da farmácia como local de entrega de medicamento; 45,45% dos usuários saem da farmácia sem saber como utilizar os medicamentos e 61,43% não tem adesão ao tratamento. Esses achados corroboram com a relação observada, e objeto de estudo do trabalho, no qual os serviços farmacêuticos não estão adaptados para cada realidade da cidade e nem o POP é capaz de apreender as realidades das populações. Os indicadores atuais utilizados pelas AF são voltado para número de atendimento e medicamentos dispensados, não sendo, portanto centradas no usuário. Entende-se este estudo como proposta a mudanças nos serviços farmacêuticos, constituindo-se tema profícuo de grande relevância e necessidade de análise aprofundada para contribuir com o aprimoramento da PNAF, principalmente no que se refere, aos serviços farmacêuticos voltados para as populações que se destinam, dentro dos princípios de humanização do cuidado, filosofia de prática de Atenção Farmacêutica e do uso correto e seguro de medicamentos. The analysis of the socioeconomic profile of the population has always been very important for the study and knowledge of the social determinants of health. Regional inequalities and stocks are of interest to the formulation or reformulation of health policy in Brazil. Thus, the PNS that reflects the intentions in the promotion, protection and access to health and medical supplies must look to the economic and social characteristics of the population. Once the scope of work of policies takes place nationwide and due to territorial extension, the different regions and populations that compose it is of great interest to evaluate and be known population characteristics in order to provide policies and health actions in line and addressed the specifics of the intended populations. From this vision, aimed to examine the relationship between socioeconomic characteristics of the population of Palmas / TO with the public pharmaceutical services provided in the city. The city has 23 years and is characterized by having a typically migrant population. The methodology consisted of Quali-quantitative approach, using the analysis Hermeneutics, and the manipulation and analysis of the data source, the IBGE of 2010, using the SPSS 17.0 and Microsoft Excel 2010. Using finally the triangulation method for analysis and methodological components of the triad composed Donabedian Assessment for Health Services Research results confirmed the importance of considering the population profile for the service and the provision of pharmaceutical services is According to the characteristics of the population. In this work, although 100% of pharmacists said they have knowledge of the social reality of the population, only 14.29% believe that knowledge during the service. Users who use this service are 83.75% of low income, with the vision of pharmacy as local drug delivery; 45.45% of users leave the pharmacy without knowing how to use the drugs and has 61.43% membership treatment. These findings corroborate the observed relationship, and subject matter of the work, in which pharmaceutical services are not adapted to the reality of each city and the POP is not able to grasp the realities of the populations. The current indicators used by AF are facing number of care and medications dispensed, and therefore not user-centric. This study as proposed changes in pharmaceutical services, being lively theme of great relevance and need for indepth analysis to contribute to the improvement of the national policy of Pharmaceutical Assistance, especially with regard to pharmaceutical services geared to populations that are intended, within the principles of humanization of care, practical philosophy of pharmaceutical care and correct use and safe medicines..
8

O par saúde–doença no cotidiano da cidade moderna : Goiânia e as práticas alternativas de cura (finais do século XX – primórdios do século XXI) Health–sickness pair in everyday life of a modern city: Goiânia And the alternative healing practices (late 20th century–early 21st century)

19 August 2008 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Departamento de História, 2008. Submitted by Larissa Ferreira dos Angelos (ferreirangelos@gmail.com) on 2009-09-10T20:10:57Z No. of bitstreams: 1 2008_HelenaMariaCCassiano.pdf: 621426 bytes, checksum: 08269ea4c485ff147c833a3cb61e0a10 (MD5) Rejected by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br), reason: Larissa, você esqueceu de colocar o título em inglês; está localizado junto ao resumo em inglês. Favor corrigir. Obrigada! Luanna on 2009-10-05T12:03:19Z (GMT) Submitted by Larissa Ferreira dos Angelos (ferreirangelos@gmail.com) on 2009-10-05T17:05:10Z No. of bitstreams: 1 2008_HelenaMariaCCassiano.pdf: 621426 bytes, checksum: 08269ea4c485ff147c833a3cb61e0a10 (MD5) Approved for entry into archive by Tania Milca Carvalho Malheiros(tania@bce.unb.br) on 2009-10-05T17:16:06Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_HelenaMariaCCassiano.pdf: 621426 bytes, checksum: 08269ea4c485ff147c833a3cb61e0a10 (MD5) Made available in DSpace on 2009-10-05T17:16:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_HelenaMariaCCassiano.pdf: 621426 bytes, checksum: 08269ea4c485ff147c833a3cb61e0a10 (MD5) Previous issue date: 2008-08-19 Ao abrigo da História Cultural como campo historiográfico, esta tese – estruturada em quatro capítulos – tem como objeto o par saúde–doença, modalização do cotidiano, cujas movências e reconfigurações são observadas no cenário goianiense, temporalmente inscrito entre os anos 80 do século XX e o tempo presente. Objetivou-se rastrear um processo pontuado de rupturas, permanências, reelaborações e inovações gestadas nas condições sociohistóricas e culturais da cena urbana, que ostenta nesta conjuntura importantes elementos de reconfiguração. A partir desse pressuposto, o argumento norteador da pesquisa buscou o representacional do par saúde–doença em vetores consubstanciados em antigas práticas de benzeduras, reelaboradas ou não, nas academias de ginástica, tomadas como lugares de moderno culto ao corpo e na pluralidade das igrejas evangélicas que se multiplicam, sempre na convicção de que da análise de tal conjunto resultaria no perfil da cidade e nas práticas adotadas pelos atores que a animam em torno do par saúde–doença. Como contraponto, o episódio do césio 137, que a um só tempo peculiariza esta história e a desterritorializa, vez que a articula às questões ambientais e também à precariedade das ações públicas quanto à saúde, situação crônica do Estado brasileiro e que Goiânia reproduz. O suporte empírico foi buscado em fontes orais, no material obtido em jornais e revistas, além das informações encontradas em sítios eletrônicos. Esse corpus, integrando discursos, ensejou as análises das representações, cujos resultados corroboram as argumentações calcadas no par saúde–doença, modalização do cotidiano que motivou esta investigação. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT Based on Cultural History as the historiographic field, the present thesis– structured in four chapters – has as its study object the health–sickness pair, modalization of everyday life, whose movance and reconfigurations are observed in the scenery of Goiânia, a capital city in the Midwestern Region of Brazil, temporally inscribed in the period from the 80s of the twentieth century up to the present time. This research aimed at tracing a process presenting ruptures, permanences, reelaborations, and innovations conceived under the social, historic, and cultural conditions of the urban scene, which shows important elements of reconfiguration in this conjuncture. Having this presupposition as a starting point, the leading argumentation of this study searched for the health–sickness pair representation in vectors consubstantiated in the ancient practice of faith-healing, reelaborated or not, in the gyms, interpreted as places dedicated to the modern cult of the body, and the plurality of the protestant churches that are multiplying in the city, always convinced that the analysis of this complex whole would result in the city profile and the practices adopted by the actors that animate it around the health–sickness pair. As a counterpoint, the cesium-137 accident, which peculiarizes and deterritorializes this story, since it articulates that with environmental issues and the precarious health public policies, a chronical situation in Brazil that Goiânia reproduces. The empirical support for this study was taken from oral sources, material obtained in newspapers and magazines, and information collected in electronic sites. This corpus, integrating discourses, offered the opportunity to analyze the representations, whose results corroborate them as argumentations based on the health–sickness pair, modalization of everyday life that motivated this investigation.
9

Analise da implementação da politica de saude mental para a rede basica em Campinas : 1992/1993

1995 (has links)
Orientador: Gastão Wagner Sousa Campos Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Médicas Made available in DSpace on 2017-07-27T14:16:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Amaral_MarciaAparecidado_M.pdf: 1878331 bytes, checksum: 1d955704a2dbb8922fac77af3906324f (MD5) Previous issue date: 1995 Resumo: Este trabalho, realizado no município de Campinas-SP, teve como objetivo analisar a implementação da Política de Saúde Mental para a rede básica de saúde. Utilizou, em sua metodologia duas etapas: um estudo epidemiológico descritivo de uma amostra de 150 pacientes egressos de um hospital psiquiátrico e encaminhados aos centros de saúde para continuidade do tratamento. Durante 4 meses após a alta, foi verificado o comparecimento dos pacientes às atividades, assim como a ocorrência de reinternações. A segunda etapa do trabalho constou de pesquisa qualitativa junto aos profissionais de saúde mental, pacientes e familiares para avaliar a implementação da política a partir dos atores interessados: suas representações sobre a doença e o tratamento e as repercussões na organização do processo de trabalho das equipes de saúde. Como resultados, encontramos que 48,6% dos pacientes em alta hospitalar não demandaram atendimento nos centros de saúde e dos que o fizeram, 51,4% abandonaram o tratamento num período de 4 meses. A prevalência de reinterações em 4 meses foi de 24,7%, sendo maior entre os pacientes com diagnóstico de psicoses. Da pesquisa junto aos profissionais de saúde e usuários foram identificados problemas relativos à falta de clareza das diretrizes operacionais, infra-estrutura e sistemática de planejamento e avaliação dos serviços. Em conclusão, o presente estudo evidenciou problemas na implementação da Política de Saúde Mental para a rede básica relativos à definição das políticas, à organização do processo de trabalho das equipes de saúde e aos resultados alcançados. Referendou também o diagnóstico de que a transformação do modelo manicomial demanda a existência de novos equipamentos de reabilitação psico-social e a articulação inter-setorial para alcançar seus objetivos de desospitalização e resgate da cidadania dos doentes mentais Abstract: Not informed Mestrado Mestre em Saude Coletiva
10

O outro da reforma : contribuições da teoria da autopoise para a problematica da cronicidade no contexto das reformas psiquiatricas

2001 (has links)
Orientador : Gastão Wagner de Sousa Campos Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2017-07-24T18:44:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Kinoshita, Roberto Tykanoryri.pdf: 53203108 bytes, checksum: dc749e9d9ac8fb07df79bd26a6ca6e05 (MD5) Previous issue date: 2001 Made available in DSpace on 2017-07-26T20:18:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Kinoshita_RobertoTykanori_D.pdf: 53203108 bytes, checksum: dc749e9d9ac8fb07df79bd26a6ca6e05 (MD5) Previous issue date: 2001 Resumo: A presença do problema da cronicidade é verificada nos diversos contextos das refonnas da assistência psiquiátrica e em particular na história americana. Uma revisão das publicações a respeito das questões da cronicidade mostrou-nos que, apesar de ser amplamente utilizado, esse é um tema que traz muitas divergências e que o conceito de doente crônico propriamente é um conceito equivoco. Retomando o pensamento crítico de Franco Basaglia e o conceito de institucionalização como esquema explicativo da cronificação institucional, identificamos o chamado "enigma do corpo" como problemática central. A ambigüidade do corpo de ser, simultaneamente, sujeito e objeto para o ser humano mostra-se como questão histórica. Argumento que uma aproximação com a Teoria da Autopoiese, proposta por Maturana e VareIa, nos possibilitaria investigar a cronicidade como fenômeno que observamos no domínio da ontogenia dos seres vivos, e suas correlações com a dinâmica fisiológica.Argumento que as novas concepções de linguagem, de cognição e de seres vivos, alternativas à tradição ocidental científica e filosófica, possibilitariamuma explicação para a cronicidade, de modo a orientar as ações na esfera das inter-relações individuais (profissional/paciente), bem como a servir de referência para o planejamentode ações e serviços em saúde mental Abstract: The presence of the problem of the chronicity is verified in the severa! contexts of the reforms of the psychiatric attendance and in particular way in the American history. A revision of the publications regarding the subjects of the chronicity showed us that, in spite of being used thoroughly, that is a theme that brings a lot of divergences and that the concept of chronic patient is a concept that mistakes. Retaking Franco Basaglia's critical thought and the institutionalization concept as explanatory outline of the institutional chronification we identified it called "enigma of the bodyhood" as a central probIem. The arnbiguity of the body of being, simultaneousIy, subject and object for tOOhuman being is shown as historical subject. largue that an approach with the Theory of Autopoiese, proposed by Maturana and VareIa, would facilitate us to investigate the chronicity as phenomenon that we observe in the domain of the ontogeny of the living beings, and its correlations with the physioIogic dynamics. largue that the new conceptions of cognition an d Ianguage and of living beings, alternatives to the scientific and philosophical westem tradition, would facilitate an explanation for the chronicity, in way to guide the actions in the sphere of the individual interreIations (professionals / patients), as well as to serve as reference for the planningof actions and services in mental health policies Doutorado Doutor em Saude Coletiva

Page generated in 0.1049 seconds