• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 336
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 337
  • 337
  • 154
  • 96
  • 95
  • 90
  • 60
  • 59
  • 52
  • 49
  • 45
  • 43
  • 37
  • 32
  • 30
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

O brinquedo simbólico como uma narrativa

Vieira, André Guirland January 1997 (has links)
A fim de examinar se o brinquedo simbólico organiza-se numa forma narrativa capaz de desvelar a subjetividade da criança, no presente trabalho é estudado o brincar produzido por três crianças, respectivamente a partir de três estudos de caso. Em cada caso é feita, primeiramente, uma comparação entre as situações d brincar e o esquema narrativo de Todorov. Em seguida, o sentido das narrativas é analisado e comparado com o contexto de vida da criança, segundo a metodologia proposta por jung. Ao final, os resultados dos estudos de caso são comparados. Nosso estudo demonstra que o brinquedo simbólico organiza-se como uma narrativa, mas discute o emprego do conceito de narrativa exclusivamente a partir da narratologia. Isto porque o brinquedo simbólico pode, também, se organizar como uma imagem. Neste estudo, também é mostrado e discutido o modo como a subjetividade da criança aparece no brinquedo simbólico. / The possibility of simbolic play to be organized as a narrative which would allow for the study of children’s subjectivity is examined in this study through the use of a case study design. The play activity of three individual children constitutes each a study case. To analyse play situations firstly a comparison is made with Todorov’s narrative schema. Secondly, narratives sense is analysed and compared to children’s life contexts following Jung’s procedure. Finally, study case results are compared. The study shows simbolic play as indeed organized in a narrative form, however discusses the use of the concept of narrative exclusively from the standpoint of narratology. Simbolic play can also organize itself as an image. This study shows and discusses as well the manner child’s subjectivity is revealed in simbolic play.
2

Um estudo autofotográfico sobre a interação pessoa-contexto e a representação do self em pré-adolescentes em situação de risco

Borowsky, Fabiana January 2002 (has links)
O presente estudo teve como objetivo retratar, através do método autofotográfico, a realidade de pré-adolescentes em situação de risco social e pessoal - contextos ecológicos e histórias pessoais e sua representação de self. A amostra foi composta por oito préadolescentes (quatro do sexo feminino e quatro do sexo masculino), com idades entre onze e doze anos, de um município do interior do Rio Grande do Sul (Vera Cruz), que freqüentam o Centro Educacional Assistencial e Recreativo da Criança e do Adolescente (CEARCA). Foi solicitado a cada participante que respondesse a pergunta “Quem é você?” utilizando fotografias tiradas do contexto ecológico no qual se desenvolvem. Os participantes foram entrevistados para obtenção de dados bio-socio-ecológicos e sobre as fotografias produzidas por eles. Os resultados demonstraram que o método autofotográfico permitiu que os préadolescentes respondessem à pergunta, apresentando aspectos da sua interação pessoaambiente e suas relações no contexto ecológico, que expressam sua condição de pessoa em desenvolvimento em situação de risco social e pessoal. Todavia, aspectos de proteção ao desenvolvimento foram apontados, como relações de amizade, integrantes da rede de apoio social e afetivo e características individuais que favorecem a resiliência.
3

O brinquedo simbólico como uma narrativa

Vieira, André Guirland January 1997 (has links)
A fim de examinar se o brinquedo simbólico organiza-se numa forma narrativa capaz de desvelar a subjetividade da criança, no presente trabalho é estudado o brincar produzido por três crianças, respectivamente a partir de três estudos de caso. Em cada caso é feita, primeiramente, uma comparação entre as situações d brincar e o esquema narrativo de Todorov. Em seguida, o sentido das narrativas é analisado e comparado com o contexto de vida da criança, segundo a metodologia proposta por jung. Ao final, os resultados dos estudos de caso são comparados. Nosso estudo demonstra que o brinquedo simbólico organiza-se como uma narrativa, mas discute o emprego do conceito de narrativa exclusivamente a partir da narratologia. Isto porque o brinquedo simbólico pode, também, se organizar como uma imagem. Neste estudo, também é mostrado e discutido o modo como a subjetividade da criança aparece no brinquedo simbólico. / The possibility of simbolic play to be organized as a narrative which would allow for the study of children’s subjectivity is examined in this study through the use of a case study design. The play activity of three individual children constitutes each a study case. To analyse play situations firstly a comparison is made with Todorov’s narrative schema. Secondly, narratives sense is analysed and compared to children’s life contexts following Jung’s procedure. Finally, study case results are compared. The study shows simbolic play as indeed organized in a narrative form, however discusses the use of the concept of narrative exclusively from the standpoint of narratology. Simbolic play can also organize itself as an image. This study shows and discusses as well the manner child’s subjectivity is revealed in simbolic play.
4

Um estudo autofotográfico sobre a interação pessoa-contexto e a representação do self em pré-adolescentes em situação de risco

Borowsky, Fabiana January 2002 (has links)
O presente estudo teve como objetivo retratar, através do método autofotográfico, a realidade de pré-adolescentes em situação de risco social e pessoal - contextos ecológicos e histórias pessoais e sua representação de self. A amostra foi composta por oito préadolescentes (quatro do sexo feminino e quatro do sexo masculino), com idades entre onze e doze anos, de um município do interior do Rio Grande do Sul (Vera Cruz), que freqüentam o Centro Educacional Assistencial e Recreativo da Criança e do Adolescente (CEARCA). Foi solicitado a cada participante que respondesse a pergunta “Quem é você?” utilizando fotografias tiradas do contexto ecológico no qual se desenvolvem. Os participantes foram entrevistados para obtenção de dados bio-socio-ecológicos e sobre as fotografias produzidas por eles. Os resultados demonstraram que o método autofotográfico permitiu que os préadolescentes respondessem à pergunta, apresentando aspectos da sua interação pessoaambiente e suas relações no contexto ecológico, que expressam sua condição de pessoa em desenvolvimento em situação de risco social e pessoal. Todavia, aspectos de proteção ao desenvolvimento foram apontados, como relações de amizade, integrantes da rede de apoio social e afetivo e características individuais que favorecem a resiliência.
5

Um estudo autofotográfico sobre a interação pessoa-contexto e a representação do self em pré-adolescentes em situação de risco

Borowsky, Fabiana January 2002 (has links)
O presente estudo teve como objetivo retratar, através do método autofotográfico, a realidade de pré-adolescentes em situação de risco social e pessoal - contextos ecológicos e histórias pessoais e sua representação de self. A amostra foi composta por oito préadolescentes (quatro do sexo feminino e quatro do sexo masculino), com idades entre onze e doze anos, de um município do interior do Rio Grande do Sul (Vera Cruz), que freqüentam o Centro Educacional Assistencial e Recreativo da Criança e do Adolescente (CEARCA). Foi solicitado a cada participante que respondesse a pergunta “Quem é você?” utilizando fotografias tiradas do contexto ecológico no qual se desenvolvem. Os participantes foram entrevistados para obtenção de dados bio-socio-ecológicos e sobre as fotografias produzidas por eles. Os resultados demonstraram que o método autofotográfico permitiu que os préadolescentes respondessem à pergunta, apresentando aspectos da sua interação pessoaambiente e suas relações no contexto ecológico, que expressam sua condição de pessoa em desenvolvimento em situação de risco social e pessoal. Todavia, aspectos de proteção ao desenvolvimento foram apontados, como relações de amizade, integrantes da rede de apoio social e afetivo e características individuais que favorecem a resiliência.
6

O brinquedo simbólico como uma narrativa

Vieira, André Guirland January 1997 (has links)
A fim de examinar se o brinquedo simbólico organiza-se numa forma narrativa capaz de desvelar a subjetividade da criança, no presente trabalho é estudado o brincar produzido por três crianças, respectivamente a partir de três estudos de caso. Em cada caso é feita, primeiramente, uma comparação entre as situações d brincar e o esquema narrativo de Todorov. Em seguida, o sentido das narrativas é analisado e comparado com o contexto de vida da criança, segundo a metodologia proposta por jung. Ao final, os resultados dos estudos de caso são comparados. Nosso estudo demonstra que o brinquedo simbólico organiza-se como uma narrativa, mas discute o emprego do conceito de narrativa exclusivamente a partir da narratologia. Isto porque o brinquedo simbólico pode, também, se organizar como uma imagem. Neste estudo, também é mostrado e discutido o modo como a subjetividade da criança aparece no brinquedo simbólico. / The possibility of simbolic play to be organized as a narrative which would allow for the study of children’s subjectivity is examined in this study through the use of a case study design. The play activity of three individual children constitutes each a study case. To analyse play situations firstly a comparison is made with Todorov’s narrative schema. Secondly, narratives sense is analysed and compared to children’s life contexts following Jung’s procedure. Finally, study case results are compared. The study shows simbolic play as indeed organized in a narrative form, however discusses the use of the concept of narrative exclusively from the standpoint of narratology. Simbolic play can also organize itself as an image. This study shows and discusses as well the manner child’s subjectivity is revealed in simbolic play.
7

Ensino de leitura e escrita baseado no paradigma da equivalência : um programa de consultoria colaborativa com o professor /

Castro, Aretha Bispo de. January 2008 (has links)
Orientador: Ana Cláudia Moreira Almeida-Verdu / Banca: Julio Cesar Coelho de Rose / Banca: Olga Maria Piazentin Rolim Rodrigues / Resumo: Ao se ensinar a ler e escrever busca-se que o aprendiz consiga lidar com estímulos fisicamente diferentes de forma simbólica, tomando-os como intercambiáveis ou equivalentes. Um modelo de descrição operacional de comportamentos simbólicos como o ler e o escrever adotado pela Análise do Comportamento é derivado do conceito matemático de equivalência de estímulos. Este modelo propõe que o ensino de relações de condicionalidade pode gerar mais relações do que as ensinadas, conferindo uma característica parcimoniosa e econômica ao ensino. A hipótese desse trabalho consistiu em que o professor tiver conhecimento destas relações e de suas independências, esse desempenho poderia ser precorrente na adoção de práticas de ensinar repertório inicial de ler e escrever mais efetivas, observadas pelo desempenho de seus alunos. O objetivo desse trabalho foi verificar se o conhecimento das relações envolvidas no ler e escrever pelo professor, a partir da consultoria colaborativa, ofereceria condições para que seus alunos desempenhassem melhora nos repertórios que envolvem essa aprendizagem. Foram realizados dois Estudos. No Estudo I, participaram duas professoras do I Ciclo do Ensino Fundamental de 19 alunos identificados por suas professoras como apresentando problemas na alfabetização, sendo 10 de P1 e 09 de P2. Os docentes participaram de uma intervenção de dois meses cada cujo objetivo principal foi caracterizar e descrever a rede de relações e propor atividades de sala de aula com base na rede. Um dos docentes funcionou inicialmente como controle. Os resultados foram obtidos por meio de medidas pré e pós-intervenção do desempenho dos alunos através da aplicação de avaliação derivadas do estudo de Fonseca (1997); de análise de relato verbal dos professores em entrevistas antes da intervenção e do seu desempenho durante a intervenção... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: When teaching how to read and write, we pursuit that the learner can deal with physically different stimuli in a symbolic form, taking then as interchangeable or equivalent. An operational description model of symbolic behaviors such as read and write adopted by the behavior analysis is derived from the mathematical concept of stimulus equivalence, suggesting that the teaching of conditional relations can generate more relationships than those taught, giving productive and parsimonious to teaching. The hypothesis of this work was that, if the teacher has knowledge of these relationship and their interdependencies, this would cause the adoption of teching practice repertories that leads to more effective teaching of how to read and write. The propuse of this study was to verify whether the knowledge of the relationships involved in reading and writing by the teacher provides conditions for their students to show improvement in the repertoires that involve this learning. Two studies were conducted. In Study I, attended two teachers of the elementary schools and 19 students identified by their teachers as having problems in reading and writing, where 10 of then are from P1 and 09 of then from P2. The teachers participated in a two months invention each to aid on the knowledge of the relationships network and planning activities. One of the teachers worked initially as control. Results were obtained through: pre and post-intervention measures of the student's performance through the application of ratings derived from the study of Fonseca (1997); analysis of teache's verbal report on interviews before the interventions; and P1 and P2 performance during the intervention. The results of the students pointed to subtle improvements in the average results of P1. Changes in the relate of the relationships network, in the behavior of describing theirs own... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
8

A construção das rotinas : caminhos para uma educação infantil de qualidade

Rodrigues, Charlene de Oliveira 05 1900 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2009. / Submitted by Allan Wanick Motta (allan_wanick@hotmail.com) on 2010-03-08T20:21:02Z No. of bitstreams: 1 2009_CharlenedeOliveiraRodrigues.pdf: 2807773 bytes, checksum: 835f3b894c59fce7e37cc9df0f2f786f (MD5) / Approved for entry into archive by Daniel Ribeiro(daniel@bce.unb.br) on 2010-03-10T01:52:35Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_CharlenedeOliveiraRodrigues.pdf: 2807773 bytes, checksum: 835f3b894c59fce7e37cc9df0f2f786f (MD5) / Made available in DSpace on 2010-03-10T01:52:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_CharlenedeOliveiraRodrigues.pdf: 2807773 bytes, checksum: 835f3b894c59fce7e37cc9df0f2f786f (MD5) Previous issue date: 2009-05 / Esta pesquisa está vinculada a uma proposta maior de trabalho que envolve uma investigação das relações construídas entre as rotinas, o desenvolvimento e a aprendizagem da criança como promotoras da qualidade na educação infantil. Nesse sentido, o objetivo geral foi analisar numa turma de jardim I, como as rotinas contribuem para a construção da qualidade na educação infantil. Para tanto, não apenas analisamos como as rotinas estavam organizadas e a que objetivos cumpriam, como também identificamos como elas se vinculavam às praticas cotidianas de sala de aula. Ainda identificamos o papel da professora no planejamento e organização destas. Para esse estudo, contribuíram: Andrade (2007); Barbosa (2006); Kuhlmann Jr. (1998); Machado (2007); Oliveira (2002, 2007); Vygotsky (1996, 1998, 2000); Sousa (1998, 2006); Zabalza (1998) dentre outros. No encaminhamento metodológico, utilizamos a abordagem qualitativa realizada em 2008, numa instituição pública de educação infantil do Distrito Federal. O trabalho de campo entrelaçou diferentes instrumentos de construção de dados: observação participante, entrevista, análise de documentos paralela ao uso de conversações e fotografias. A análise dos dados foi realizada com base no referencial teórico e com o auxílio de indicadores de qualidade elaborados no decorrer da pesquisa vinculados ao RECNEI (1998) e aos PNQEI (2006). Ao longo do trabalho concluímos que a construção das rotinas contribuiu significativamente para a estruturação de uma educação infantil de qualidade e que nós educadores possuímos papel chave nesse processo ao desenvolver vínculos afetivos promotores e favorecedores à aprendizagem e ao desenvolvimento da criança. __________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / This research is bound to a broader work proposal involving an investigation on the relations built between the routines construction and the child development and learning as promoters of the quality on child education. On this direction, its general objective is to analyze in a classroom of kindergarten 1, how the routines contribute to the building of quality on child education. We’ll, thus, analyze not only the way routines are organized, and the objectives to which they are connected, but we’ll also identify the role of the teacher on the planning and organization of these routines. The contributors for this study were: Andrade (2007); Barbosa (2006); Kuhlmann Jr. (1998); Machado (2007); Oliveira (2002, 2007); Vygotsky (1996, 1998, 2000); Sousa (1998,2006); Zabalza (1998), and others. A qualitative approach was used as a methodological routing, which was done in a public institution of child education of the Federal District, in 2008. The field work involved different tools for the construction of data: participative observation, interviews, document analysis, and parallel to conversations, drawings and photos. The data analysis was made based on the indicators of quality built along with the research bound to the RECNEI (1998) and to the PNQEI (2006). During the research and analysis work it was concluded that the routines construction can significantly contribute for the building of a quality on child education and we educator also that the has a key role in this process of developing the affective links which, at the same time, promote and favors the learning and the development of the child.
9

Sabedoria e revisão de vida : o desempenho de um grupo de mulheres em diferentes idades

Mauad, Leonor Campos 22 July 2018 (has links)
Orientador: Anita Liberalesso Neri / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação / Made available in DSpace on 2018-07-22T11:55:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Mauad_LeonorCampos_D.pdf: 14107803 bytes, checksum: ea895043c572f9b8a1073fe74e30a7c4 (MD5) Previous issue date: 1997 / Resumo: Tradicionalmente, a velhice é considerada como tempo de perdas e decadência. Mesmo as ciências comportamentais basearam-se nessa concepção para a condução da maioria dos seus estudos sobre velhice e envelhecimento. A teoria de -curso de vida, que se desenvolveu a partir dos anos 70, de orientação dialética representa uma mudança em relação a este ponto de vista. Esta teoria defende a idéia de que a velhice apresenta um equilíbrio entre ganhos e perdas e que estes podem ser compensados por diversos mecanismos. A sabedoria é apontada como ganho típico da velhice e vista como produto da influência da cultura e da educação. É um tipo de conhecimento especializado, indicador da possibilidade de continuidade do desenvolvimento intelectual na velhice. Culturalmente, a sabedoria é identificada como um conhecimento superior a respeito de questões difíceis da existência e como uma capacidade superior de dar aconselhamentos. Ao tentar defini-la operacionalmente, Baltes e seus colaboradores definem como uma forma de desempenho intelectual altamente especializado e especificam as seguintes características: elevado conhecimento factual e de procedimentos, capacidade de considerar o contexto, capacidade de relativizar valores e circunstâncias e capacidade de levar em conta a incerteza, em situações-problema envolvendo revisão, planejamento e manejo de vida. A pesquisa empírica tem mostrado que a experiência acumulada, ao longo do curso de vida, é fator necessário, porém não suficiente, para explicar a emergência de conhecimento identificável como sábio. Os tipos de experiência vivenciados no contexto social, a experiência profissional e fatores de personalidade, entre outros que estão sendo investigados na pesquisa internacional, são eventos possivelmente responsáveis pela emergência de comportamento sábio no curso de vida. Este estudo envolveu a análise dos protocolos obtidos pelo discurso de 20 mulheres (N=20). As idades variaram entre 35 e 82 anos, em uma situação em que um problema foi simulado, envolvendo revisão de vida, visando à identificação de características compatíveis com os cinco critérios de desempenho sábio descritos por Staudinger, Smith e Baltes (1992). O objetivo principal foi verificar a relação entre a idade e o desempenho intelectual especializado concernente a questões da existência e seus dilemas. A situação experimental comportou a administração de um cartão impresso, contendo a descrição de um dilema de vida a cada participante, sendo que a personagem tinha a idade aproximada dos sujeitos. Estes eram convidados a "pensar alto" sobre as maneiras de solucionar o dilema, que envolvia uma situação de revisão de vida. Ao mesmo tempo suas respostas eram gravadas em áudio. Os procedimentos e critérios de avaliação foram os descritos em um manual desenvolvido por Staudinger, Smith e Baltes (1994). Dois juízes treinados realizaram análise de conteúdo das verbalizações, identificaram as categorias emergentes e atribuíram-lhes pontuação em escala nominal de sete pontos. Além disso, avaliaram a extensão e o tempo dos desempenhos. Os dados também foram submetidos à análise estatística descritiva não paramétrica. Resultaram as seguintes evidências: 1) Dentre os vinte sujeitos, apenas dois apresentaram desempenho identificável como sábio. 2) Não foi observada correlação estatisticamente significante entre idade e desempenho sábio. 3) O grupo como um todo desempenhou-se melhor nos critérios relativos a conhecimento factual e de consideração de elementos do contexto. 4) Houve uma correlação positiva entre a extensão dos protocolos e a duração da fala com o desempenho intelectual. 5) Houve uma correlação positiva entre os desempenhos correspondentes à maioria dos critérios. 6) Os sujeitos que apresentaram melhores resultados atuaram mais na direção de oferecer ajuda e conselho. 7) Os principais temas emergentes no discurso do grupo foram: família e carreira; mudança de rumo da vida após o término da criação de filhos; insatisfação com as escolhas passadas; dependência x independência financeira; dedicação à família como fonte de satisfação pessoal; reflexões sobre a vida passada; diferentes possibilidades de realização pessoal; segurança no lar x insegurança no trabalho e enfrentamento de crises como uma possibilidade de aprendizagem e mudança. Os resultados correspondem a literatura internacional, mas o tamanho da amostra e o fato de não ser aleatória desaconselham generalizações mais amplas. De modo geral, os resultados sugerem que o desempenho analisado é influenciado por eventos educacionais e pela experiência de vida / Abstract: Traditionally the process of getting older is considered as a time of losses and decadence. Even the behaviour sciences based on this conception to conduct the majority of its studies about getting older and being old. The lifespan theory, which was developed on the 70's and of dialetic orientation represents a change in this point of view about losses and decadence. It defends the idea that adulthood shows an equilibrium between gains and losses and that these can be compensated by several mechanisms. The wisdom is shown as typical gain of old-age and seen as a product of cultural and educational influence. It is a kind of specific knowledge, indicator of continuing potential of intellectual development in the oldness. Culturally, is the wisdom identified as a superior knowledge about one of the most difficult questions of existence and as a superior capacity of giving advicements. Baltes and his collaborators define it operationally as a soft of intellectual behaviour and specify the following characteristics: high factual and procedures knowledge, ability of considering the context; relativism of values and circumstances and ability of considering the uncertainty, in problem-situations involving review planning and management of life. The empirical research has shown that the experience accumulated during the life-span is a necessary factor, but not sufficient to explain the emerging of knowledge identified as wise. The kind of lived experiences in the social context, the professional experience and personality traits, among others which are being investigated in international researchs, are factors possibly responsible for emergence of wise behaviour in life-span course. This study envolved the analysis of the protocols obtained by the speech of twenty women (N=20). The ages ranged between 35 and 82 years old, in a situation, in that a problem was simulated involving life review, aiming at the identification of characteristics compatible to the 5 criterions of wise performance discribed by Staudinger, Smith and Baltes (1992). The most important aim was to verify the relationship between age and specific intellectual performance concerning issues of existence and its dilemmas. The experimental situation admitted the management of a printed card containing the description of a life dilemma in each person who took part, and each character had an age approximated to the subject. The subjects were invited to "think 10ud"about ways of solving the dilemma that involved a situation of !ife review. At the same time the answers were recorded in audio. The procedures and criterion of avaliation were described in a manual developed by Staudinger, Smith e Baltes (1994). Two trained judges made content analyses of answers, identified the emergent categories and gave them points in a ordinal scale of seven points. Furthermore they evaluated the extension and the time of performances. The data were also submitted to the described statistic non parametric.analyses The results were the following evidences: 1) Among 20 subjects only 2 showed identificable performance as wise; 2) There was no estatistically significant corelation between age and wise performance ; 3) The whole group did better in the criterion related to the factual knowledge and in consideration of elements in the context; 4) There was a positive correlation between the extention of protocol and duration of speech with intellectual performance. 5) There was a positive correlation between performances related to the majority of criterion; 6) The characters who presented better results acted more in order to offer help and advice. 7) The most important emergent themes in the group discussion were: family and career; changing of life style after finishing the raising of the children; dissatisfaction with past choices; financial dependence x independence; dedication to family as a way to find personal satisfaction; reflection about past life; different possibilities of personal fulfilment; home security x work insecuriy and facing crisis as a possibility of learning and changing. The resuIts correspond the international literature but the sample size and the fact that it is not aleatoric do not advice further generalizations. In general the results suggests that the analysed performance is influenced by educational events and life experience / Doutorado / Psicologia Educacional / Doutor em Educação
10

Crenças e práticas maternas sobre o desenvolvimento do autorreconhecimento e autorregulação infantil

Kobarg, Ana Paula Ribeiro January 2011 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2011 / Made available in DSpace on 2012-10-26T00:34:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 294499.pdf: 1489348 bytes, checksum: a3ec25016997596a631f4b0c8f70b750 (MD5) / O objetivo principal dessa pesquisa foi identificar características dos modelos culturais nas crenças e práticas de mães residentes em dois contextos e sua relação com o desenvolvimento do self, nas tarefas de autorreconhecimento e autorregulação. Participaram do estudo 88 díades (mãe/criança). As mães eram maiores de 18 anos com um filho na idade entre 18 e 20 meses, (50 eram residentes na cidade de Itajaí em Santa Catarina e 38 na cidade do Rio de Janeiro). As mesmas foram entrevistadas, individualmente, através de escalas de Alocentrismo Familiar, Crenças sobre Práticas de Cuidado, Metas de Socialização e o Inventário de Linguagem sobre o self. As crianças foram filmadas durante as tarefas de autorreconhecimento (teste rouge) e autorregulação. Foram realizadas análises de comparação de média, correlações de Pearson e análise de regressão. Os resultados indicaram que as mães em ambos os contextos apresentam trajetória autonôma-relacional, ou seja, em que são valorizados aspectos que enfatizam tanto as metas pessoais (focando-se nas necessidades e direitos do indivíduo) como grupais (relacionadas com papéis sociais, deveres e obrigações). Em relação aos pronomes mais falados e compreendidos os resultados mostraram que são aqueles referentes ao self da criança e os menos falados são relativos à noção de coletivo. Na tarefa de autorreconhecimento 51(58%) das crianças apresentaram autorreconhecimento e em relação à autorregulação apenas 36 (40,9%) crianças apresentaram autorregulação. Através da análise de regressão constatou-se que as variáveis local de moradia e sexo da criança focal foram os fatores com maior poder preditivo em relação ao autorreconhecimento. Os melhores desempenhos foram das meninas e pelas crianças residentes em Itajaí. O sexo da criança focal e a idade da mãe apresentaram efeito preditivo da autorregulação. Além disso, as variáveis Práticas Relacionais, Razão de Metas e Classificação de Práticas apresentaram poderes preditivos em relação a autorregulação, sendo que a Razão de Metas foi a que obteve o maior poder preditor, seguida das Práticas Relacionais. Ou seja, quanto mais relacional forem as práticas das mães maior a probabilidade da criança apresentar autorregulação. Nesse sentido, comprovou-se que o contexto de residência pode ser considerado uma variável relevante na modulação das crenças maternas. Além disso, parece haver certa discrepância entre o que elas pensam sobre seus filhos (metas de socialização) em relação ao que elas fazem (práticas de criação de filhos no primeiro ano). O estudo fornece indícios para a existência de diferentes modelos culturais de parentalidade e de uma relação dinâmica entre o cuidado parental e o desenvolvimento infantil.

Page generated in 0.133 seconds